Página 18 dos resultados de 3653 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Análise de nutrientes em espécies de cogumelos silvestres dos géneros Amanita e Russula

Leal, Ana Raquel; Barros, Lillian; Sousa, Maria João; Martins, Anabela; Ferreira, Isabel C.F.R.
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Neste trabalho, avaliou-se o potencial antioxidante de quatro espécies de cogumelos silvestres comestíveis pertencentes aos géneros Amanita e Russula, provenientes de Trás-os-Montes, Nordeste de Portugal: Amanita crocea, Amanita mairei, Russula aurea e Russula virescens. A atividade antioxidante foi determinada através de quatro métodos diferentes: poder redutor, efeito captador de radicais DPPH (1,1-difenil-2-picril-hidrazilo), inibição da descoloração do β-caroteno e inibição da peroxidação lipídica em homogeneizados cerebrais pelo ensaio TBARS (espécies reativas do ácido tiobarbitúrico). Foi ainda determinada a concentração de alguns antioxidantes nomeadamente fenóis pelo método de Folin-Ciocalteu e tocoferóis por HPLC-fluorescência. A. crocea apresentou maior teor fenólico (22.27 mg/g extrato), maior poder redutor (EC50=1.08 mg/mL) e maior capacidade captadora de DPPH (EC50=2.02 mg/mL). R. virescens, a segunda espécie com maior teor fenólico, demonstrou maior inibição da peroxidação lipídica, quer no ensaio da descoloração do β-caroteno (EC50=4.28 mg/mL), quer no ensaio TBARS (EC50=0.23 mg/mL). As espécies de Amanita revelaram maior concentração de tocoferóis (162 µg/100 g massa seca e 59 µg/100 g para A. crocea e A. mairei...

Atividade e moléculas antioxidantes de cogumelos silvestres comestíveis do género Agaricus.

Martins, Anabela; Pereira, Eliana; Barros, Lillian; Ferreira, Isabel C.F.R.
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Os cogumelos contêm vários compostos antioxidantes nomeadamente, compostos fenólicos (e.g. ácidos fenólicos), tocoferóis e carotenóides. Entre as substâncias biologicamente ativas presentes nos cogumelos, os compostos fenólicos têm atraído muita atenção devido às suas excelentes propriedades como antioxidantes e ao seu potencial anti-inflamatório ou antitumoral [1,2]. Neste trabalho, foi avaliado o potencial antioxidante de seis espécies silvestres comestíveis do género Agaricus: Agaricus bisporus (Lange) Imbach, Agaricus campestris (L.), Agaricus comtulus Fries, Agaricus lutosus (Møller) Møller, Agaricus silvicola (Vittadini) Peck e Agaricus sivaticus Schaeff, obtidos no Nordeste de Portugal. Estudou-se a sua atividade captadora de radicais livres, poder redutor e inibição da peroxidação lipídica. Foram ainda analisadas algumas moléculas, nomeadamente açúcares e tocoferóis por cromatografia líquida de alta eficiência acoplada a deteção por índice de refração e fluorescência, respetivamente. Ácido ascórbico, carotenoides e fenóis foram obtidos por técnicas espectrofotométricas. O estudo realizado revelou que a espécie com maior teor de açúcares (20,87 g/100 g massa seca) e tocoferóis (160...

Atividade e moléculas antioxidantes de cogumelos silvestres comestíveis do género Agaricus.

Martins, Anabela; Pereira, Eliana; Barros, Lillian; Ferreira, Isabel C.F.R.
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Os cogumelos contêm vários compostos antioxidantes nomeadamente, compostos fenólicos (e.g. ácidos fenólicos), tocoferóis e carotenóides. Entre as substâncias biologicamente ativas presentes nos cogumelos, os compostos fenólicos têm atraído muita atenção devido às suas excelentes propriedades como antioxidantes e ao seu potencial anti-inflamatório ou antitumoral [1,2]. Neste trabalho, foi avaliado o potencial antioxidante de seis espécies silvestres comestíveis do género Agaricus: Agaricus bisporus (Lange) Imbach, Agaricus campestris (L.), Agaricus comtulus Fries, Agaricus lutosus (Møller) Møller, Agaricus silvicola (Vittadini) Peck e Agaricus sivaticus Schaeff, obtidos no Nordeste de Portugal. Estudou-se a sua atividade captadora de radicais livres, poder redutor e inibição da peroxidação lipídica. Foram ainda analisadas algumas moléculas, nomeadamente açúcares e tocoferóis por cromatografia líquida de alta eficiência acoplada a deteção por índice de refração e fluorescência, respetivamente. Ácido ascórbico, carotenóides e fenóis foram obtidos por técnicas espectrofotométricas. O estudo realizado revelou que a espécie com maior teor de açúcares (20,87 g/100 g massa seca) e tocoferóis (160...

Caracterização química e propriedades antioxidantes de amostras de lepista nuda (Bull.) obtidas por cultura in vitro e in vivo em diferentes habitats

Pinto, Sara Vanessa da Cruz
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O macrofungo Lepista nuda (Bull), também conhecido como Clitocybe nuda, pertence ao filo Basidiomycota, à classe Basidiomycetes, à ordem Agaricales, à família Tricholomataceae e ao género Lepista, e tem como nome comum “pé-azul”. Trata-se de um fungo comestível saprófita/decompositor com muito interesse comercial devido, não só, ao seu valor nutricional, mas também ao seu aroma intenso e característico. O objetivo do presente trabalho foi comparar a composição química e o potencial antioxidante de amostras de Lepista nuda provenientes de diferentes habitats do Nordeste de Portugal (corpos frutíferos silvestres provenientes de carvalhal e pinhal, e comerciais), e do micélio obtido por cultura in vitro a partir dos corpos frutíferos provenientes de prado e comerciais, usando cinco meios de cultura diferentes. Pretendeu-se, ainda, analisar efeitos de condições de stresse, relativamente à temperatura, no crescimento do micélio. Na determinação da composição química, deu-se especial atenção aos voláteis, ácidos gordos, açúcares, ácidos orgânicos, compostos fenólicos e tocoferóis. Na avaliação das propriedades antioxidantes determinou-se o poder redutor, o efeito captador de radicais livres e a inibição da peroxidase lipídica em homogeneizados cerebrais. .Verificou-se que o micélio apresentou um maior crescimento radial e de massa no meio MMN completo. Por outro lado...

Determinação de antioxidantes por cromatografia líquida de alta pressão com detecção electroquímica

Gomes, Sara Margarida da Costa.
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O objectivo deste trabalho consistiu no desenvolvimento dum método para determinação de antioxidantes fenólicos por Cromatografia Líquida de Alta Pressão com Detecção Electroquímica (HPLC-ED). Para o cumprimento deste objectivo tornou-se necessário desenvolver e optimizar um método de extracção de antioxidantes fenólicos de uvas pretas para posterior determinação por HPLC-ED. De forma a poder determinar os limites de quantificação e de detecção, procedeu-se a um método analítico desenvolvido para determinação de alguns flavonóides, presentes nas uvas em estudo, por HPLC com detecção electroquímica. Os limites de detecção obtidos para os vários flavonóides foram inferiores a 20 nM.

Determinação da neopterina e de defesas antioxidantes na asma de evolução arrastada; The evaluation of neopterin and antioxidants in long lasting asthma

Mota-Pinto, Anabela; Todo-Bom, Ana; Vale-Pereira, Sofia; Alves, Vera; Santos-Rosa, Manuel
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Resumo A asma é uma doença caracterizada por uma resposta imuno-inflamatória a diferentes estímulos desencadeantes. A neopterina (NPT) é sintetizada por macrófagos após estimulação por interferon-γ produzido por linfócitos T e demonstrou-se ter capacidade de ampliar o potencial oxidativo das espécies reactivas de oxigénio. A determinação de NPT é útil para monitorizar a activação imunológica celular dos linfócitos Th1. Este estudo tem como objectivo analisar a NPT na asma de longa evolução enquanto marcador de um ambiente citocínico do tipo Th1. Avaliaram-se, no grupo de asmáticos e no grupo-controlo, os indicadores de alergia (IgE, eosinófilos e testes cutâneos de alergia por picada). Determinou-se também a NPT, a proteína C reactiva (PCR), total antioxidant status (TAS) e superoxide dismutase enzyme (SOD). Seleccionaram-se idosos com mais de 65 anos. Grupo-controlo – 41 indivíduos saudáveis (79±7 anos); grupo de asmáticos – 64 indivíduos (72±5 anos). Os valores dos eosinófilos e de IgE estavam estatisticamente aumentados e os de NPT reduzidos entre asmáticos alérgicos e não alérgicos, respectivamente (5,42±4,7 vs 2,8±2,8; p<,04), (493,2±549,8 vs 85,3±194,4UI/ml; p=,000), (2,4±2,8 vs 4...

Resposta das enzimas antioxidantes em linhagens do fungo Aspergillus sp. na presença do metal pesado cádmio.; Antioxidant enzyme responses of Aspergillus nidulans sp. to the heavy metal cadmium.

Guelfi, Andréa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2002 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
A contaminação de ambientes aquáticos por metais pesados é uma ameaça cada vez mais presente em muitos ecossistemas, especialmente próximo a áreas industriais e urbanas. Utilizando a capacidade que os fungos têm de biosorver metais pesados alguns pesquisadores preocupados com esse problema, começaram a estudar técnicas de biorremediação usando microrganismos, dentre eles os fungos. Essa técnica consiste em remover íons tóxicos do ambiente com o auxílio de organismos vivos. Porém, esses íons promovem a formação de espécies reativas de oxigênio (ROS), as quais estimulam a produção de enzimas responsáveis por sua desintoxicação, dentre elas as peroxidases, superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT), glutationa redutase (GR), guaiacol peroxidase, e outras. Este trabalho teve como proposta estudar variações nas enzimas antioxidantes em resposta à administração do Cd em uma linhagem do fungo Aspergillus nidulans (MSE), por possuir marcadores em todos os cromossomos e ser considerada um modelo de estudos genéticos. Paralelamente, uma linhagem mutante denominada CadG1 foi selecionada por ser tolerante ao Cd e incluída nos estudos de resposta ao Cd. Foram estudadas as respostas antioxidantes destas linhagens na presença do Cd. O primeiro propósito foi conhecer o comportamento enzimático da linhagem MSE em resposta ao Cd...

Sistemas de proteção enzimática e níveis de peroxidação espontânea dos lipídios seminais de touros zebuínos e taurinos criados a campo na região de Dourados, MS; Enzimatic protection systems and spontaneous lipid peroxidation levels in semen of Indian and European bulls kept under extensive breeding in the Dourados region, in Mato Grosso do Sul State

Nichi, Marcilio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2003 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
A resistência de bovinos Bos taurus taurus a ambientes tropicais é menor quando comparada com a de Bos taurus indicus. Essa característica influencia os aspectos reprodutivos e vem sendo amplamente descrita na literatura. No que diz respeito aos touros, esta influência torna-se ainda mais significativa, visto que uma menor fertilidade destes impõe enorme impacto na produção animal. Vários são os estudos que comprovam o efeito negativo do estresse térmico sobre os parâmetros seminais de touros europeus provocando diminuição da fertilidade, porém a patogenia deste quadro não está confirmada. Uma hipótese para esta menor fertilidade seria um maior nível de estresse oxidativo nos touros europeus, no qual haveria um desequilíbrio entre a produção de espécies reativas ao oxigênio (EROs) e os níveis de proteção antioxidante. Para testar esta hipótese, foram utilizados 20 touros Simental (Bos taurus taurus) e 20 touros Nelore (Bos taurus indicus), criados a campo, na região de Dourados, Mato Grosso do Sul, submetidos a duas coletas anuais, durante o verão e inverno, no período de dois anos consecutivos. As amostras foram analisadas através da análise espermática padrão, dos níveis das enzimas antioxidantes...

Estresse oxidativo e diferenças na sensibilidade de células de tabaco (Nicotiana tabacum L.) cv. BY-2 ao alumínio e à acidez; Oxidative stress and differences in sensibility of tobacco cells (Nicotiana tabacum L.) cv. BY-2 to aluminum and acidity

Capaldi, Flávia Regina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O alumínio é limitante à atividade agrícola em todo o mundo. Nos solos ácidos a disponibilidade de Al aumenta. Estes solos constituem a maioria dos solos do mundo e dois terços dos solos brasileiros. O problema da acidez do solo e da toxicidade por Al é altamente significativo para as perdas na produtividade agrícola e florestal. Para se ter Al disponível, primeiramente tem que se ter condições de pH baixo. O primeiro sintoma causado pela toxicidade por Al é a inibição no alongamento do sistema radicular. Existem trabalhos vinculando a inibição a alterações nos processos de divisão e expansão celular. Embora os mecanismos de toxicidade e resistência ao Al não estejam totalmente elucidados, admite-se que em algumas plantas, a quelação do Al por ácidos orgânicos é um dos mecanismos que confere resistência das células ao Al, assim como em outras plantas a elevação do pH da rizosfera, por compostos liberados pelo sistema radicular, atua na queda da disponibilidade do Al na solução do solo. Porém, existem outras alternativas que vêm sendo propostas na literatura como possíveis mecanismos de resistência das plantas ao Al, principalmente ao nível celular e molecular. Alterações nas composições lipídica e protéica da membrana plasmática...

Influência dos níveis séricos de bilirrubina sobre a ocorrência e a evolução da sepse neonatal em recém-nascidos pré-termo com idade gestacional menor que 36 semanas; Influence of serum bilirubin levels on the occurrence and course of neonatal sepsis in preterm infants younger than 36 gestational age weeks

Aguiar, Claudio Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
INTRODUÇÃO: nos recém-nascidos, diversos componentes das defesas antioxidantes têm se mostrado deficientes. A bilirrubina possui potente ação antioxidante podendo compensar a deficiência dos demais componentes. Essa ação é potencializada pela biliverdina redutase. Esse estudo teve como objetivo identificar o efeito protetor da bilirrubina sobre a sepse neonatal em recém nascidos prematuros. MÉTODOS: estudo de coorte realizado em duas UTI neonatais. Participaram recém-nascidos com idade gestacional inferior a 36 semanas e peso de nascimento entre 750 e 1750 g. As determinações da bilirrubina e da carbonil proteína fizeram-se: a) ao nascimento b) com três dias c) com sete dias e d) com 14 dias de vida. Utilizou-se o teste t de Student nas comparações entre médias. Com as medidas de bilirrubina com três dias foi construída curva ROC. O ponto de inflexão dessa curva separou um grupo exposto a níveis altos de outro (controle) com níveis baixos de bilirrubina. Determinou-se Risco Relativo e intervalo de confiança de 95%. Para variáveis categóricas, utilizou-se o teste do Qui quadrado. A significância estatística foi α=5%. RESULTADOS: o estudo incluiu 53 pacientes. Sepse foi confirmada por hemocultura em 24 pacientes (45...

Avaliação do estresse oxidativo em ilhotas pancreáticas humanas e em cultura de células INS-1E; Evaluation of oxidative stress in human pancreatic islets and INS-1E cells culture

Carvalho, Adriana Miranda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O transplante de ilhotas pancreáticas humanas é considerado uma estratégia promissora para curar pacientes portadores de Diabetes Mellitus tipo 1. Entretanto, sua eficiência é dramaticamente afetada pelo rendimento das ilhotas no processo de isolamento/purificação e pela viabilidade das células após o transplante. As ilhotas pancreáticas isoladas são obtidas através da perfusão do pâncreas com colagenase e purificação em gradiente de densidade. As espécies reativas de oxigênio (ERO) exercem um papel importante durante a obtenção e o transplante de ilhotas pancreáticas humanas, contribuindo significativamente para diminuir a viabilidade dessas células. Nesse trabalho foram avaliadas as respostas oxidativas de ilhotas pancreáticas humanas durante os processos de isolamento/purificação e cultivo. As atividades da superóxido dismutase (SOD), da catalase, bem como os níveis de oxidação em proteínas mostraram-se, na maioria dos casos, aumentados, principalmente durante a etapa de purificação das ilhotas em gradiente de Ficoll e no período de cultura das ilhotas. Esses resultados indicam que a purificação em gradiente de Ficoll parece ser uma etapa crítica de geração das ERO, assim como longos períodos de cultivo. Porém...

Caracterização química, avaliação da atividade antioxidante in vitro e in vivo, e identificação dos compostos fenólicos presentes no Pequi (Caryocar brasiliense, Camb.); Chemical characterization, in vitro and in vivo antioxidant activity evaluation, and identification of the phenolic compounds present in the pequi fruit (Caryocar brasiliense, Camb.)

Lima, Alessandro de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O estresse oxidativo produzido no organismo relaciona-se com o aparecimento e/ou desenvolvimento de uma série de doenças crônico-não transmissíveis. Os compostos fenólicos, presentes nos vegetais, são capazes de neutralizar as estruturas radicalares; diminuindo, portanto, o risco de surgimento de patologias a elas associadas. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a atividade antioxidante do fruto e da amêndoa do pequi e a participação desta atividade na prevenção do processo oxidativo em ratos. Foram obtidos, de forma seqüencial, os extratos etéreo, alcoólico e aquoso, bem como as frações de ácidos fenólicos livres (AFL), esterificadas solúveis (AFS) e insolúveis (AFI) da polpa e da amêndoa do pequi. Todos os extratos e frações foram avaliados quanto à atividade antioxidante in vitro pelos ensaios de co-oxidação do β-caroteno/ácido linoléico, DPPH (radical 1,1-diphenil-2-picrilhydrazil), ABTS (radical 2,2'azinobis-(3-ethylbenzthiazoline-6-sulfonic acid), ORAC (Capacidade de Absorção de Radicais Oxigênio) e Rancimat; e apresentaram expressiva atividade antioxidante. Entre os extratos, o aquoso da polpa apresentou maior atividade; entre as frações, a AFL da polpa se destacou nos ensaios β-caroteno/ácido linoléico...

Avaliação da atividade antioxidante da romã (Punica granatum, L.) - participação das frações de ácidos fenólicos no processo de inibição da oxidação; Evaluation of the antioxidant activity of the pomegranate (Punica granatum, L.) - participation of the phenolic acids fractions on the inhibition of the oxidation´s process

Jardini, Fernanda Archilla
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Os antioxidantes de origem natural têm importância na área de alimentos, pois podem representar uma alternativa de substituição aos antioxidantes sintéticos. Os compostos fenólicos, presentes nos vegetais, desempenham importância na inibição da oxidação, A romã (Punica granatum, L.) é rica em compostos fenólicos como as antocianinas, flavonóides e ácidos fenólicos. Avaliou-se a atividade antioxidante da polpa e semente de romãs plantadas no Brasil (Pernambuco), e foi feita a obtenção dos extratos e frações de ácidos fenólicos da fruta, que foram submetidos aos testes de co-oxidação de substratos β- caroteno e ácido linoléico, em meio emulsionado, e ao método Rancimat, em meio lipídico. Também foi avaliado o comportamento cinético da atividade antioxidante para os extratos e frações de ácidos fenólicos. Verificou-se que os extratos aquosos da polpa e semente apresentaram significativa inibição da oxidação a concentrações baixas, em ambos os testes utilizados, fato atribuído à grande quantidade de compostos fenólicos presentes nestes extratos, em relação aos demais. A avaliação cinética dos extratos aquosos demonstrou que estes também foram mais eficientes ao longo do processo oxidativo...

 Efeitos biológicos do consumo de chá-mate (ilex paraguariensis) frente à obesidade em camundongos; Effects biologic from the expenditure as of tea mate (Ilex paraguariensis) forefront at the fat well into camundongos

Arçari, Demétrius Paiva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
RESUMO Introdução: Atualmente a obesidade tem atingido proporções epidêmicas, evidências científicas mostram uma forte associação entre a obesidade e o maior risco para o desenvolvimento de diversas doenças tais como: doenças cardíacas, diabetes tipo II (mellitus), hipertensão e resistência à insulina. Bebidas à base de erva-mate (Ilex paraguariensis) têm importantes atividades biológicas, principalmente pelo alto teor de compostos polifenólicos existentes, que são reconhecidos por sua atividade antioxidante. Além dos compostos polifenólicos como flavonóides (quercetina e rutina) e ácidos fenólicos (ácido clorogênico e ácido cefeico), a erva-mate também é rica em cafeína e saponinas. Estudos recentes, com modelos animais e humanos demonstram inúmeros benefícios após o consumo de erva-mate, dentre estes, destaca-se sua atividade antioxidante, proteção ao DNA contra o dano induzido, atividade quimioprotetora celular, efeito na redução do LDL-colesterol, efeitos na motilidade intestinal, efeito vasodilatador, inibição da glicação e efeito termogênico. Objetivo: Avaliar os efeitos anti-obesidade do consumo de chá-mate em camundongos submetidos a uma dieta hiperlipídica. Métodos: Foram utilizados camundongos Swiss (n=62)...

Estudo termoanalítico de éster de sorbitan etoxilado; Thermo analitycal study of ethoxylated sorbitan ester

Silva, Raquel da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O éster de sorbitan etoxilado (ESE) é obtido por meio de duas reações consecutivas. Na primeira reação, ácidos graxos são esterificados com sorbitol, gerando os ésteres de sorbitan, podendo ser utilizados nesta reação diferentes tipos de ácidos graxos, de diversas origens, produzindo ésteres com diferentes características. Em seguida, estes ésteres são modificados pela adição de óxido de eteno, obtendo-se então os ésteres de sorbitan etoxilados. Esses ésteres constituem um grupo de tensoativos não-iônicos com ampla aplicação em cosméticos, detergentes, produtos farmacêuticos, formulações agroquímicas e alimentos. Para determinadas aplicações, o produto líquido é convertido para a forma sólida a partir da adsorção em composto mineral. Este trabalho teve como objetivo estudar o comportamento térmico do produto sólido, empregando-se as técnicas termoanalíticas. Os ensaios TG e DSC mostraram que o composto mineral catalisa a decomposição térmica do produto diminuindo seu tempo de vida útil. Os espectros no infravermelho dos voláteis liberados durante o processo térmico indicaram a formação de aldeídos e/ou ácidos carboxílicos como produtos da oxidação. Alguns antioxidantes foram testados e o BHA apresentou melhor desempenho. Observou-se que...

Composição fenólica e atividade antioxidante de frutas tropicais; Phenolic composition and antioxidant activity of tropical fruits

Prado, Adna
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
As frutas são conhecidas por serem fontes naturais de antioxidantes dentre os quais estão as vitaminas C e E, carotenóides e compostos fenólicos, responsáveis pela prevenção de várias doenças no homem quando consumidas. Os compostos fenólicos apresentam forte relação com a atividade antioxidante em frutas e o estudo dessa atividade biológica tem sido alvo de muitas pesquisas. O objetivo desse trabalho foi avaliar a composição fenólica e a atividade antioxidante de frutas tropicais. O extrato etanólico de sete frutas foi utilizado para a quantificação dos compostos fenólicos, avaliação da atividade antioxidante, medida por meio dos métodos do radical livre DPPH, do ABTS+, da auto-oxidação do sistema -caroteno/ácido linoléico e da estabilidade oxidativa em Rancimat, e identificação química por meio da técnica de cromatografia gasosa acoplada ao espectrômetro de massas. O teor de compostos fenólicos expressos em miligramas equivalentes ao ácido gálico das frutas variou na faixa de 0,128 15,8 mg AG/mL extrato. A acerola, pitanga, goiaba e manga apresentaram as maiores quantidades destes compostos, enquanto que o melão foi a fruta que apresentou o menor teor. Quanto a atividade antioxidante, a pitanga e goiaba foram as frutas que apresentaram os melhores resultados em todos os métodos utilizados. Os valores da atividade antioxidante para a pitanga e a goiaba foram maiores que 70% pelo método do radical livre DPPH; 6...

Resposta antioxidativa em variedades de cana-de-açúcar (Saccharum spp.) sob déficit hídrico; Antioxidative response of sugarcane (Saccharum spp.) genotypes under water deficit

Cia, Mariana Cicarelli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O déficit hídrico é o principal fator limitante na produtividade das culturas agrícolas. A exposição das plantas a este estresse pode resultar em dano oxidativo devido ao aumento na produção de espécies ativas de oxigênio (EAOs). O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos do déficit hídrico, em 20 variedades de cana-deaçúcar, através da resposta do sistema antioxidante. O déficit hídrico foi imposto pela supressão da irrigação durante 3, 10 e 20 dias. A peroxidação lipídica, mensurada através do conteúdo de MDA, e a concentração de peróxido de hidrogênio (H2O2) foram utilizados como indicativos da ocorrência de estresse oxidativo. A resposta do sistema antioxidante variou em função das variedades estudadas e da intensidade do estresse aplicado. Todavia, após 3 dias de supressão da irrigação não ocorreu variação no perfil protéico em SDS-PAGE, no conteúdo de MDA, H2O2, prolina e na atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT), ascorbato peroxidase (APX), guaiacol peroxidase (GPOX) e glutationa redutase (GR), para a maioria das variedades estudadas. Entretanto, aos 10 dias de supressão da irrigação, com exceção da GR, a maioria das variedades demonstrou incremento nestes parâmetros. Após 20 dias todos os genótipos demonstraram incremento no conteúdo de MDA...

Consumo de frutas e hortaliças e funcionamento cognitivo em idosos; Fruits and vegetables intake and cognitive function in the elderly

Viebig, Renata Furlan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
INTRODUÇÃO: Os processos oxidativos têm sido implicados no envelhecimento cerebral. O consumo de frutas e hortaliças, fontes de vitaminas antioxidantes, poderia estar relacionado à melhores performances em testes cognitivos e à prevenção do comprometimento cognitivo em idosos. OBJETIVO: Investigar as possíveis associações entre o consumo de frutas e hortaliças, e de vitaminas antioxidantes provenientes destes alimentos, e o funcionamento cognitivo de idosos de baixa renda do município de São Paulo. MÉTODOS: O presente estudo é parte da coorte prospectiva de base populacional São Paulo Ageing & Health Study (SPAH), com idosos com 65 anos ou mais, residentes de áreas pobres do Distrito do Butantã, zona oeste do município de São Paulo. Após identificação, foram conduzidas entrevistas nos domicílios dos participantes, seguindo um protocolo padronizado. O funcionamento cognitivo foi avaliado pelo Community Screening Instrument for Dementia (CSI-D) e o comprometimento cognitivo foi definido como escores cognitivos 1,5 desvios-padrão da média. O consumo de frutas e hortaliças foi estimado pela aplicação das respectivas seções de um Questionário de Freqüência Alimentar (QFA) desenvolvido para população da Região Metropolitana de São Paulo...

Efeito do processamento do alho (Allium sativum L.) sobre os seus compostos bioativos e potencial antioxidante in vitro e in vivo; Effect of processing of garlic (Allium sativum L.) on their bioactive compounds and antioxidant potential in vitro and in vivo.

Queiroz, Yara Severino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Introdução: O aumento do consumo de frutas e hortaliças está associado à redução do risco de ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. Este efeito protetor tem sido atribuído particularmente à presença de vários compostos bioativos como compostos fenólicos e organosulfurados, além de fitosteróis presentes no alho que podem contribuir com os efeitos antioxidante e hipolipemiante. Porém, o processamento do alho pode acarretar mudanças na quantidade e na efetividade dos compostos bioativos. Este trabalho teve como objetivo avaliar se a cocção e a fritura do alho reduziram as concentrações de compostos bioativos, o potencial antioxidante in vitro e in vivo em hamsters hipercolesterolemizados. Métodos: In vitro - foram determinados nos alhos cru, frito e cozido: a) composição centesimal (proteínas, lipídios, cinzas, carboidratos, fibra alimentar solúvel e insolúvel); b) perfil de ácidos graxos; c) teor de fenólicos totais; d) teor de quercetina, miricetina e apigenina; e) fitosteróis; f) alicina; g) teor de cobre, zinco e selênio; h) produtos intermediários da reação de Maillard; i) potencial antioxidante utilizando os testes ORAC (Oxygen radical absorbance capacity), Rancimat® e o sistema -caroteno/ácido linoléico. In vivo - hamsters machos foram distribuidos em 5 grupos com 10 animais em cada grupo. 1 - controle; 2 - hipercolesterolêmico; 3- hipercolesterolêmico e alho cru; grupo 4 - hipercolesterolêmico e alho cozido; grupo 5 - hipercolesterolêmico e alho frito. Os animais foram eutanasiados após 4 semanas de estudo para análises do plasma e do tecido hepático. No plasma foi determinado o potencial antioxidante pelo teste ORAC...

Estabilidade oxidativa do colesterol em ovo líquido, em ovo líquido pasteurizado e em ovo em pó atomizado, obtidos em laboratório; Cholesterol oxidative stability in whole egg, in pasteurized whole egg and in atomized powder egg, obtained in laboratory

Escarabajal, Claudia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O ovo é importante como alimento e como matéria-prima industrial. Tem alto conteúdo de colesterol, o qual, por sua vez, está sujeito à oxidação. Os óxidos formados interferem na morfologia e função da membrana celular, inibem a biossíntese do colesterol, e são aterogênicos, citotóxicos, mutagênicos e cancerígenos. O processamento e o armazenamento levam à oxidação do colesterol. O presente trabalho teve como objetivos (a) a caracterização e avaliação do ovo líquido integral (OLI) em relação ao armazenamento da matéria-prima; (b) a avaliação do ovo líquido integral (OLI), do ovo líquido integral pasteurizado (OLIP), do ovo integral em pó atomizado (OIPA) e do ovo integral em pó atomizado armazenado, em relação à estabilidade oxidativa do colesterol; e (c) a avaliação do efeito da adição de antioxidantes naturais durante o processamento do ovo integral em pó atomizado, em relação à estabilidade oxidativa do colesterol. O OLI produzido a partir de matéria-prima armazenada por 30 dias, a 4ºC, não foi afetado quanto à estabilidade oxidativa do colesterol. A pasteurização e a atomização, realizadas em condições de laboratório, não levaram ao comprometimento oxidativo do colesterol. Foi constatada oxidação significativa do colesterol no OIPA...