Página 18 dos resultados de 5994 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Qualidade microbiologica de frutas e hortaliças minimamente processadas comercializadas na cidade de Campinas/SP.; Microbiological quality of minimally processed fruits and vegetables comercialized on the city of Campinas/ São Paulo (Brazil).

Thais Belo Anacleto dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
O consumo de alimentos processados aumentou consideravelmente nas últimas décadas, provocando mudanças nos hábitos de compra, conservação e preparo dos alimentos, preferindo-se cada vez mais produtos que exijam menos tempo para preparo doméstico. Além disso, a conscientização das pessoas quanto à importância do equilíbrio nutricional, faz com que alimentos mais saudáveis não só estejam presentes regularmente em sua alimentação, como também constituam sua base, incluindo-se as frutas, hortaliças e legumes, ricos em vitaminas, sais minerais e fibras, que auxiliam no bom funcionamento do organismo como um todo e ajudam a prevenir o aparecimento de doenças crônico-degenerativas. Vegetais minimamente processados podem ser definidos como produtos que, embora fisicamente alterados, permanecem em estado fresco e, na maioria das vezes, não necessitam de cocção antes do consumo. Esses alimentos, por serem consumidos diretamente, representam elevado risco na disseminação de microrganismos patogênicos, quando produzidos de forma inadequada, especialmente em relação às práticas agrícolas e higiênicas. Assim sendo, o objetivo do presente trabalho foi verificar as condições microbiológicas, tanto em relação à presença de patógenos quanto ao perfil higiênico-sanitário...

Estudos morfologicos e ecologicos de especies de Lonchaeidae (Diptera) em frutos de Rubiaceae, Myrtaceae, Roseae e Fabaceae; Morphological and ecological studies of Lonchaeidae (Dipter: Tephritoidea) in fuits of Rubiaceae, Rosaceae and Fabaceae

Kelsen Ferreira Freitas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
O Brasil apresenta ótimas condições climáticas para se tornar um dos maiores produtores de frutas tropicais do mundo. Apesar da importância brasileira na produção mundial de frutas, sua participação no mercado internacional ainda é baixa, especialmente, em razão da existência de barreiras comerciais, criação e certificação de zonas livres de pragas. As moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae e Lonchaeidae) são pragas de culturas de nêspera, goiaba e café ocasionando grandes prejuízos com o apodrecimento e a queda prematura dos frutos. A ingá é muito utilizada em zonas rurais e urbanas, servindo de reservatório natural dos lonqueídeos, os quais podem atacar frutos comerciais. Assim, os lonqueídeos e seus parasitóides (Hymenoptera) foram coletados para observar o desenvolvimento das larvas e dos adultos e suas relações ecológicas em cada espécie de fruto. Também foram realizados estudos morfológicos das espécies de lonqueídeos envolvidas, com ênfase na caracterização das fases imaturas correlacionadas com as características morfológicas dos adultos, mediante a coleta dos frutos em Campinas e Monte Alegre do Sul (estado de São Paulo), de acordo com a época de frutificação. Segundo os resultados dos estudos ecológicos...

Fisiologia de maturação pos-colheita de manga cv. Haden e goiaba cvs. vermelho e branco

Jose Luiz Vasconcellos da Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em /07/1976 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Manga (Mangifera indica L.) e goiaba (Psidium guajaya L.) são importantes frutas tropicais, de grandes possibilidades para o Brasil. A fisiologia após a colheita, tem decisiva influência no amadurecimento e conservação destas frutas, com referência às qualidades do produto, para o consumo "in natura" ou industrial. As transformações fisiológicas e bioquímicas, que se verificam após a colheita, durante o período de maturação como respiração, alteração de cor, aroma e constituintes químicos, e algumas modificações físicas, como perda de peso e peso específico e deformação foram estudadas nesta pesquisa. Os efeitos dos fatores externos, como a temperatura e o tratamento químico, relacionados com a conservação das frutas foram considerados, durante o desenvolvimento do trabalho. Para ambas as frutas, verificaram-se significativas diferenças no seu comportamento em função das 3 temperaturas estudadas (28º, 25º e 15ºC). Nesta última, os metabolismos de manga e goiaba foram ponderavelmente retardados, respectivamente, em cerca de 20 e 10 dias, no período de amadurecimento, e 40 e 20 dias, de prolongamento, no período de armazenamento. Constatou-se que estas modificações, de velocidade do metabolismo...

Composição e bioacessibilidade in vitro dos carotenóides em alimentos; Composition and in vitro bioacessibility of carotenoids in foods

Giovanna Pisanelli Rodrigues de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Dentre os fitoquicos de maior interesse por proporcionarem beneficios à saude humana estão os carotenoides. O Brasil possui o maior banco de dados sobreos teores mas faltam estudos da biodisponnibilidade.O Capitulo 1 apresenta uma revisao bibliografica descrevendo o mecanismo de digestao, transporte e absorçao dos carotenoides, os fatores que podem afetar a biodisponibilidade e os metodos in vivo e in vitro utilizados para determina-la. Metodos in vitro tem sido desenvolvidos para determinar a bioacessibilidadedos carotenoides de maneira mais rapida e barata, porem, não houve uma avaliaçao comparativa dos diferentes metodos. O Capitulo 2 apresenta a comparaçao dos resultados obtidos por uma metodologia de determinação da bioacessibilidade in vitro e com algumas modificaçoes sugeridas para melhor simular a fisiologia humana. A bioacessibilidade dos carotenoides de cenoura, tomate e espinafre cru e cozido foi, no geral, significativamente maior utilizando-se o metodo de Reboul et al. (2006). A fase oral proposta para integrar a digestao in vitro antes da fase gastrica nao alterou a bioacessibilidade dos carotenoides nas amostras estudadas, porem, a adiçao delipase e carboxil ester lipase aumentou a bioacessibilidade dos carotenoides. O tempo de homogeneizaçao da amostra tambem afetou significativamente a porcentagem de micelarizaçao dos carotenoides. O Capitulo 3 apresenta a bioacessibilidade dos carotenoides de vegetaisfolhosos comerciais e de folhas nativas além de avaliar o efeito do cozimento na bioacessibilidade. Dentre as amostras cruas analisadas...

Análise do programa de aquisição de alimentos na alimentação escolar em um município de Santa Catarina

Soares, Panmela
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 240 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2011; O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) oferece refeições para 45,6 milhões de alunos diariamente. Desde 2003, com a criação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), a agricultura familiar vem se consolidando como fornecedora para alimentação escolar. Considerando a escassez de estudos sobre a qualidade dos alimentos fornecidos pelo PAA para a alimentação escolar e sua relevância no contexto das políticas públicas, optou-se pela realização da presente pesquisa. O estudo teve como objetivo analisar as dimensões nutricional, regulamentar, sensorial e de sustentabilidade da qualidade da alimentação escolar a partir do recebimento de vegetais e frutas pelo Programa de Aquisição de Alimentos. A estratégia de trabalho adotada foi a da pesquisa descritiva, de caráter exploratório, delineada como um estudo de caso, com abordagem qualitativa e quantitativa. O estudo foi realizado em um município do Estado de Santa Catarina. Como técnica para coleta de dados, foram utilizadas a observação direta, a análise documental e entrevistas semiestruturadas. Os entrevistados foram os agentes envolvidos no processo de planejamento...

Consumo de frutas e vegetais em capitais brasileiras selecionadas

Jardim, Beatriz Cordeiro
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
(...) A OMS recomenda que o consumo m??nimo di??rio de frutas e vegetaisseja de 400 g/dia ou 6 a 7 por cento das calorias totais di??rias. No Brasil, dados da Pesquisa de Or??amentos Familiares de 2002-2003 apontam que o consumo desses alimentos no pa??scorresponde a apenas 2 a 3 por cento do consumo energ??tico di??rio, indicando que apenas 132g de frutas e vegetais s??o consumidas diariamente pelos brasileiros. ?? relatado que algunsfatores socioecon??micos, demogr??ficos e comportamentais possuem rela????o como o consumo de frutas e vegetais, como o avan??ar da idade, o maior n??vel de escolaridade, maior renda, agismo e consumo de gorduras. Nesta Disserta????o, s??o apresentados dois artigos que abordam o consumo de frutas e vegetais em capitais brasileirasanalisadas pelo Inqu??rito Domiciliar sobre Comportamentos de Risco e Morbidade Referida de Agravos n??o Transmiss??veis. O primeiro artigo avalia a freq????ncia e a distribui????o desse consumo entre as capitais analisadas pelo Inqu??rito e o segundo artigo analisa a rela????o entre o consumo desses alimentos e vari??veis socioecon??micas, demogr??ficas, comportamentais e de antropometria, considerando o conjunto das capitais observadas. Dentre os principais resultados, merecem destaque as menores preval??ncias de consumo adequado nas capitais localizadas nas Regi??es Norte e Nordeste e o consumo mais elevado entre mulheres...

Renda, preço dos alimentos e participação de frutas e hortaliças na dieta

Claro,Rafael Moreira; Carmo,Heron Carlos Esvael do; Machado,Flávia Mori Sarti; Monteiro,Carlos Augusto
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
OBJETIVO: Analisar a influência da renda e preços dos alimentos sobre a participação de frutas, legumes e verduras no consumo alimentar das famílias. MÉTODOS: Os dados provêm da Pesquisa de Orçamentos Familiares da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas 1998/99, no Município de São Paulo. A influência da renda e do preço dos alimentos sobre a participação de frutas, legumes e verduras no total calórico foi estudada utilizando-se técnicas de análise de regressão para estimação de coeficientes de elasticidade. RESULTADOS: Observou-se aumento da participação de frutas, legumes e verduras no total de calorias adquirido com a diminuição de seu próprio preço, elevação da renda familiar, e aumento do preço dos demais alimentos. Um por cento da diminuição de preço das frutas, legumes e verduras aumentaria em 0,2% sua participação no total calórico; 1% de aumento do preço dos demais alimentos reduziria em 0,07%, a participação; 1% de aumento da renda familiar aumentaria em 0,04% a participação. O efeito dos preços dos demais alimentos perdeu intensidade nos estratos de maior renda, e nos outros dois casos não se identificou um padrão consistente de relação com os estratos de renda. CONCLUSÕES: A redução de preço de frutas...

Atividade antitríptica de proteínas em polpas e sementes de frutas tropicais

Bezerra,Ágnes Denise de Lima; Barbosa,Claudia Renata Montenegro; Carvalho,Fabiana Maria Coimbra de; Serquiz,Alexandre Coelho; Morais,Ana Heloneida de Araújo
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
A alimentação saudável e diversificada é essencial para a manutenção da saúde física e mental, e apesar de o perfil alimentar atual valorizar a praticidade do comer, nota-se que a população está consumindo, de forma crescente, frutas, tanto na forma in natura como na forma de sucos. No entanto, o consumo de certas frutas in natura ocorre acompanhado da ingestão de suas sementes, cascas ou mesmo outras partes, podendo existir fatores antinutricionais, moléculas e/ou compostos que podem interferir na biodisponibilidade e/ou digestibilidade de nutrientes, tais como os inibidores de tripsina. Tais inibidores podem prejudicar o aproveitamento de proteínas presentes nos alimentos, porém estudos recentes vêm sendo divulgados, demonstrando também os efeitos benéficos dos mesmos. Este estudo teve como objetivo avaliar inibidores de tripsina nos extratos aquosos das frutas: goiaba (Psidium guajava L), das variedades Kumagai (branca) e Paluma (vermelha); maracujá-amarelo (Passiflora edulis f.) e melancia (Citrullus vulgaris Schrad). Para tal, foi realizada a detecção da presença da atividade antitríptica e a dosagem de proteínas solúveis. Em todos os extratos analisados, foi detectada atividade inibitória de tripsina...

Espessura da polpa como condicionante do parasitismo de mosca-das-frutas (Diptera:Tephritidae) por Hymenoptera: braconidae

Hickel,Eduardo Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Dentre as estratégias de manejo integrado de mosca-das-frutas está a manutenção de refúgios, vizinhos aos pomares, para proliferação de inimigos naturais. Objetivando verificar quais hospedeiros de mosca-das-frutas seriam mais adequados para incrementar o controle natural, estabeleceu-se uma correlação entre o nível de parasitismo e a espessura da polpa de frutos. Frutos em maturação de café (Coffea arabica), jabuticaba (Myrciaria cauliflora), cajá-mirim (Spondias lutea) e laranja (Citrus aurantium) foram coletados e mantidos em bandejas plásticas sobre uma camada de areia. As pupas de mosca-das-frutas retiradas da areia foram mantidas em estufa incubadora para emergência dos adultos. O diâmetro dos frutos e das sementes foi medido para se calcular a espessura da polpa. O café, com 1,8mm de polpa, foi o hospedeiro em que ocorreu maior índice de parasitismo de mosca-das-frutas (13,73%). O nível de parasitismo apresentou uma correlação negativa com a espessura da polpa dos frutos, sendo os frutos de polpa fina mais adequados para proliferação de parasitóides de mosca-das-frutas.

Diversidade de moscas-das-frutas, suas plantas hospedeiras e seus parasitóides nas regiões Norte e Noroeste do Estado do Rio de Janeiro, Brasil

Leal,Michela Rocha; Souza,Silvana Aparecida da Silva; Aguiar-Menezes,Elen de Lima; Lima Filho,Mauri; Menezes,Eurípedes Barsanulfo
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Em razão da exploração crescente da fruticultura nas regiões Norte e Noroeste do Estado do Rio de Janeiro e da importância econômica e quarentenária das moscas-das-frutas para essa atividade agrícola no mundo, este estudo foi conduzido em cinco municípios dessas regiões: Cambuci, Campos dos Goytacazes, Itaocara, São Francisco do Itabapoana e São João da Barra, com objetivo de registrar as espécies de moscas-das-frutas, suas plantas hospedeiras e seus parasitóides. Os espécimes foram coletados por meio de armadilhas McPhail com solução aquosa de proteína hidrolisada a 5% e em amostras de frutos. Nas armadilhas, 4% do total de moscas-das-frutas capturadas foram Ceratitis capitata e 96% eram do gênero Anastrepha, num total de 15 espécies. Das moscas capturadas nas armadilhas, apenas seis espécies infestaram frutos entre as 12 espécies de fruteiras amostradas. Fruteiras das famílias Anacardiaceae, Malpighiaceae, Myrtaceae, Oxalidaceae, Passifloraceae e Sapotaceae foram plantas hospedeiras de moscas-das-frutas. Apenas três espécies de Anastrepha (A. fraterculus, A. sororcula e A. zenildae) infestaram goiabas da variedade comercial Paluma. Os parasitóides de larvas de moscas-das-frutas encontrados foram Doryctobracon areolatus e Aganaspis pelleranoi...

O pH da calda de aplicação e a absorção de ácido giberélico por frutas de laranja cv. ‘Valência’

Casagrande Jr.,João Guilherme; Fachinello,José Carlos; Faria,João Luiz Carvalho
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1999 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Com o objetivo de estudar os efeitos que o ácido giberélico causa em frutas de laranja ‘Valência’, quando aplicado em diferentes concentrações, e também sob diferentes pH na calda de aplicação, foi realizado experimento onde os tratamentos consistiram de 5 concentrações (0, 5, 10, 15 e 20 ppm) e 3 pHs (3, 4,5 e 6). A aplicação foi feita em maio, quando as frutas estavam com coloração verde-amarelada, e as coletas para avaliação feitas a cada 30 dias, até o mês de novembro. Foram feitas 7 coletas no total. As variáveis estudadas foram coloração da epiderme, espessura da casca, pH do suco, acidez total titulável (ATT), teor de sólidos solúveis totais (SST), relação SST/ATT, índice tecnológico e rendimento de suco. Os resultados obtidos não permitiram concluir que o ácido giberélico tenha influência sobre as características fisico-químicas do suco, tais como pH, rendimento, SST, AT, Ratio e índice tecnológico. A espessura da casca também não foi influenciada pelo AG3. No entanto, o ácido giberélico reteve a coloração verde da casca, segundo um gradiente no que diz respeito à concentração, no sentido de que ao aumentá-la, manteve por mais tempo a coloração verde das frutas. Este comportamento foi observado em maior ou menor escala...

Alergia ao látex e a frutas em profissionais da área da saúde

Marin,Flávia Andréia; Peres,Suely Prieto de Barros Almeida; Venturini,Maria do Carmo; Francisco,Rosane C. Melchiori; Zuliani,Antônio
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
INTRODUÇÃO: A alergia ao látex tornou-se um risco crescente aos indivíduos expostos, como os profissionais da área da saúde, tendo como agravo a associação com hipersensibilidade a vários alimentos, especialmente frutas. OBJETIVO: Avaliar a freqüência de sensibilização ao látex e a frutas em profissionais da área da saúde. MÉTODOS: Foram avaliados 53 profissionais da saúde, 81,9% do sexo feminino, aplicando-se questionário alergológico e testes cutâneos por puntura para alérgenos inaláveis, do látex e de frutas (mamão papaia, kiwi, abacate, banana, figo, tomate, noz). RESULTADOS: Dos 53 indivíduos estudados, 15 (28,5%) eram alérgicos ao látex. A sensibilidade a frutas foi diagnosticada em 14 (26,4%), dos quais 10 (18,8%) apresentavam teste por puntura positivo para o látex; as frutas alergênicas mais freqüentes foram papaia (80,0%), kiwi (60,0%) e abacate (50,0%). CONCLUSÃO: Estes achados demonstram a existência da alergia látex-fruta, como descrito na literatura, sendo de suma importância uma avaliação in vivo em profissionais da área de saúde, caracterizados como potencial grupo de risco.

Comércio e meio ambiente: os atuais desafios das pequenas empresas frutícolas do Vale do São Patrício GO no mercado internacional; Trade and environment: current challenges for small businesses fruit Valley St. Patrick - GO on the international market

ANJOS, Diana Marques dos
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronegócio; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronegócio; Ciências Agrárias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
The world market of fruits is in great expansion, mainly due to, among others factors, the changes in the habits of the consumption and the new technologies that improved in the production and storage of fruits. However the technical barriers are the serious obstacles for producers to get access to international markets. The State of Goiás still has a little expressive production in relation to other States, as for example, Bahia. However it has favorable climatic and soil conditions to modify this situation. The purpose of this study is to analyze the challenges of the small fruit producers in the international trade and has as focus the producer of fruits of the region of the Vale do São Patrício in Goiás. For the development of the subject commerce and environment: the current challenges of the small fruit producer companies of the Vale do São Patrício in the international market , had been used exploratory research, literature review, organizational diagnosis field, research through interview and questionnaire with presidents of the cooperatives located in the cities of Uruana, Jaraguá and Itapuranga, which represent great part of the cities of the Vale do São Patrício. The conclusion of the study allows to certify that the small producers of fruits of the region work with the product as form of alternatives for income improvement and are considerably willing to adopt improvements in the productive process and the internal and external qualities of the product...

Avaliação da estabilidade dos compostos bioativos de polpas de frutas nativas submetidas ao processo de irradiação; Evaluation of the stability of bioactive compounds in native fruit pulp exposed to irradiation process

Castelucci, Ana Carolina Leme
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
O Brasil é um dos principais produtores de frutas, porém esta produção está pautada em frutas na maioria das vezes exóticas. Existe uma diversidade de frutas nativas brasileiras ainda desconhecidas e pouco exploradas. Tendo em vista a grande importância da Myrtaceae no que diz respeito à conservação da Mata Atlântica; o potencial econômico e nutricional da produção de polpa de frutas nativas; e considerando que o processamento de alimentos pode exercer efeitos sobre o nível de nutrientes, particularmente no que tange ao teor de compostos bioativos e sua atividade antioxidante, este trabalho teve como objetivo gerar conhecimento sobre a composição e capacidade antioxidante das polpas de frutas, com o intuito de ampliar seu consumo, potencial de comercialização e agregar valor as mesmas, bem como, avaliar o efeito da radiação gama nas propriedades bioativas, durante o período de armazenamento refrigerado das polpas e, por fim, a identificação e quantificação dos compostos fenólicos. As polpas de uvaia (Eugenia pyriformis Camb.), cambuci (Campomanesia phaea), feijoa (Acca sellowiana), grumixama (Eugenia brasiliensis) e cereja do rio grande (Eugenia involucrata), foram divididas em 5 lotes, 4 deles foram submetidos ao tratamento de irradiação (0...

Escolhas alimentares e comportamento de consumo

Mazzonetto, Ana Cláudia
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Dissertação [mesterado) Formato: 151 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Dissertação [mesterado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Nutrição; A criança é reconhecida como consumidor pela possibilidade de fazer escolhas e realizar compras independentes e também por direcionar as escolhas dos pais, direta ou indiretamente. Estudos mostram que as crianças gastam dinheiro próprio com doces, chocolates, bebidas açucaradas, salgadinhos de pacote e outros petiscos; assim como influenciam seus pais a adquirirem basicamente os mesmos itens. A compra e a ingestão de alimentos de baixo valor nutricional são determinadas por diferentes fatores. Entre eles, a preferência inata da criança pelo sabor doce e por alimentos de alta densidade energética. Essa preferência é reforçada pela intensa promoção e divulgação de produtos de alta palatabilidade e densidade energética, bem como pela ampla disponibilidade, fácil acesso, conveniência e baixo custo. Por outro lado, frutas, legumes e verduras são ingeridos em quantidades e frequências inferiores às recomendações. Acesso e disponibilidade também figuram como determinantes da ingestão desse grupo alimentar, além do exemplo e do estímulo dos pais. Como os hábitos alimentares desenvolvidos na infância provavelmente permanecerão na idade adulta...

Plan de exportación de pulpa de lulo a Francia

Berástegui Espinola, Pedro Luis; Beleño Ríos, Hugo Andrés; Gutiérres Helusky, Alberto, dir.
Fonte: Universidade La Sabana Publicador: Universidade La Sabana
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Francia es un país líder en la producción, distribución y comercialización de frutas, es considerado el segundo mayor importador de frutas en toda la unión Europea y posee el centro de acopio mas grande de frutas y hortalizas. Las frutas exóticas, como el lulo, son para los consumidores franceses altamente apetecidos y muy bien valorados debido a la incapacidad de producir muchas de ellas por la climatología requerida para la producción. Por otra parte las tendencias de consumo europeas sugieren una alimentación sana y nutritiva orientada hacia el consumo de Frutas y hortalizas. El documento que se presenta a continuación analiza la capacidad productiva Colombiana, los requerimientos y las posibles fuentes de financiación para llegar al mercado objetivo.

Levantamento preliminar das características qualitativas observadas pelos compradores de morango, durante a safra 2006, no mercado atacadista de São Paulo.

MARTINHO, D. Q.; GUTIERREZ, A. de S. D.; CALEGARIO, F. F.; ALMEIDA, G. V. B. de
Fonte: In: SIMPÓSIO NACIONAL DO MORANGO, 3.; ENCONTRO SOBRE PEQUENAS FRUTAS E FRUTAS NATIVAS DO MERCOSUL, 2., 2006, Pelotas, RS. Palestras? Pelotas, RS: Embrapa Clima Temperado, 2006. p. 353-359. Publicador: In: SIMPÓSIO NACIONAL DO MORANGO, 3.; ENCONTRO SOBRE PEQUENAS FRUTAS E FRUTAS NATIVAS DO MERCOSUL, 2., 2006, Pelotas, RS. Palestras? Pelotas, RS: Embrapa Clima Temperado, 2006. p. 353-359.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
O desenvolvimento e o lançamento de cultivares no mercado levando-se em conta apenas a produtividade, a resistência pós-colheita e o aspecto externo constantemente levam a uma redução de consumo. Temos bons exemplos disto nas culturas do morango, da manga, dos pêssegos e do mamão. O aspecto visual pode levar a uma primeira aquisição da fruta, Já que não há a referência das marcas como nos produtos industrializados, assim não resta ao consumidor outra alternativa a não ser guiar-se pela aparência externa. Mas quando a fruta é ruim, insípida, excessivamente ácida ou sem suco e isto é percebido na primeira mordida está liquidado o estímulo ao consumo. E a presença da fruta rejeitada na fruteira ou geladeira, até que esta murche ou estrague totalmente, permanece inibindo uma futura compra. As frutas da produção integrada (PI), além de oferecerem a garantia de segurança do alimento, devem apresentar total confiabilidade quanto às suas características qualitativas. Essas características devem ser superiores - alto teor alto de açúcar, acidez adequada, boa quantidade de suco, coloração e aspecto geral atraentes e ausência de defeitos graves - de modo que toda vez que o consumidor encontrar na gôndola do varejo uma fruta com o selo de PI...

Características físico-químicas da tangerina 'ponkan' submetida ao raleio químico em relação à disposição na copa

Cruz,Maria do Céu Monteiro da; Ramos,José Darlan; Oliveira,Dili Luiza de; Marques,Virna Braga; Villar,Larissa
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
As características ambientais e a exposição das plantas e frutas à insolação podem influenciar no crescimento das plantas e qualidade da produção. O trabalho foi realizado em um pomar comercial, com o objetivo de avaliar as características físico-químicas em relação à disposição na copa de frutas de tangerineira 'Ponkan', submetidas ao raleio químico. Foram avaliados quatro tratamentos, dispostos em esquema fatorial 2 x 2, no delineamento de blocos casualizados, com oito repetições. Os fatores foram as concentrações de Ethephon, 0 e 600 mg L-1 e dois quadrantes de localização das frutas na copa, leste e oeste. As frutas de tangerineira 'Ponkan', localizadas no quadrante oeste da copa, apresentaram tamanho e teor de sólidos solúveis maiores e menor acidez, quando comparadas com aquelas do quadrante leste. A aplicação de Ethephon para promover o raleio químico melhorou a qualidade das frutas de tangerineira 'Ponkan' em todas as posições analisadas na copa.

Frigoconservação das pontas de estolões na produção de muda com torrão e frutas de morangueiro

Schmitt,Odair José; Andriolo,Jerônimo Luiz; Toso,Vinícius; Janisch,Djeimi Isabel; Dal Picio,Miriane; Lerner,Maíne Alessandra
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
O objetivo do trabalho foi determinar o efeito da frigoconservação das pontas de estolões na produção de plug plants e frutas de morangueiro. O experimento foi realizado em Santa Maria, RS, com mudas das cultivares 'Camarosa', 'Diamante' e 'Arazá', produzidas a partir de pontas de estolões submetidas ao armazenamento refrigerado por 0; 7; 14; 21; 28; e 35 dias na temperatura de 0,5±0,3°C e umidade relativa de 95±1%. Após a frigoconservação, as pontas de estolões foram enraizadas para produção de mudas, as quais foram plantadas no solo para produção de frutas. A taxa de sobrevivência e o número de folhas das mudas foram avaliados após o período de enraizamento. O número de frutas e de estolões emitidos e a produção de frutas foram avaliados durante os meses de junho a novembro de 2010. Concluiu-se que a frigoconservação das pontas de estolões para posterior enraizamento e produção de plug plants não afeta o crescimento e a taxa de sobrevivência das mudas. A produção de frutas das plantas oriundas dessas mudas diminui com o aumento do período de frigoconservação, enquanto a emissão de estolões aumenta linearmente, com diferenças entre as cultivares.

Formulación y dess. de bolsas de empaque dinámico para frutas, hortalizas y flores esterilizadas en un ambiente ionizado

Fabric. y Com. Productos Papel Bolsapac Ltda.; Victor Rathgeb Penza
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 10/02/2004 Português
Relevância na Pesquisa
26.88%
Se ha detectado que en la etapa de post cosecha de las frutas, hortalizas y flores, éstas sufren un gran deterioro antes de lograr llegar a sus lugares de destino, es decir, a los consumidores. Esto se debe principalmente a que después de la cosecha, las frutas y verduras continúan viviendo y respirando, absorbiendo oxígeno y exhalando dióxido de carbono y gas etileno. El etileno, es una hormona natural de las plantas, afecta el crecimiento, desarrollo, maduración y envejecimiento de todas las plantas. Normalmente, es producido en cantidades pequeñas por la mayoría de las frutas y vegetales. Sin embargo, este puede ser dañino para ellas, en esta etapa, pues acelera el proceso de envejecimiento, disminuyendo así la calidad del producto y su duración. Por tales razones se plantea la producción de un envase para frutas, hortalizas y flores, que tuviera las siguientes características: 1) capacidad de absorber y dejar salir al exterior del envase el gas etileno, 2) capacidad de regular el vapor de agua, 3) excelente permeabilidad y buenas propiedades desodorizantes, 4) capacidad para regular el nivel de oxígeno de la bolsa y 5) no debe ser tóxica, y además deberá ser estéril para evitar la proliferación de microorganismos dentro del envase.; El objetivo de este proyecto de innovación tecnológica es desarrollar una bolsa dinámica para el envase de frutas...