Página 19 dos resultados de 3653 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Emprego do extrato de raiz de Pothomorphe umbellata na prevenção das alterações precoces da fotocarcinogênese induzidas pela radiação ultravioleta B na pele de camundongos sem pêlo; Prevention of early alterations in UVB-induced photocarcinogenesis in hairless mice skin by Pothomorphe umbellata

Silva, Vanessa Vitoriano da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O uso de antioxidantes de origem natural apresenta uma perspectiva promissora na prevenção dos efeitos adversos causados pela radiação ultravioleta, incluindo o fotoenvelhecimento e a fotocarcinogênese. As atividades antioxidante, fotoprotetora e antienvelhecimento cutâneo foram demonstradas para o extrato de Pothomorphe umbellata. No entanto, seu potencial protetor da fotocarcinogênese ainda não foi estabelecido. O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos da aplicação tópica do gel de extrato de raiz de P. umbelallta nas alterações promovidas pelas exposições aguda (dose única - 0,20 KJ/m2) e crônica (4 semanas, dose total de 8,6 KJ/m2, 5 semanas, 13,17KJ/m2, 15 semanas, 55,51 KJ/m2) à radiação ultravioleta B na pele de camundongos sem pelo. Para avaliação dos antioxidantes não enzimáticos, ácido ascórbico e α-tocoferol, foram utilizados métodos de cromatografia líquida de alta eficiência e para avaliação dos enzimáticos, catalase, superóxido dismutase, glutationa peroxidase e glutationa redutase, métodos espectrofotométricos. As modulações das proteínas p53 e PCNA foram avaliadas por imunohistoquímica. Os resultados demonstram que o tratamento com gel de extrato de raiz de P. umbellata é capaz de modular o sistema antioxidante na pele de camundongos sem pêlo...

Avaliação in vitro do efeito do hidrogel de ascorbato de sódio e ácido ascórbico na resistência adesiva da resina composta ao esmalte dental bovino clareado com peróxido de hidrogênio 35%; In vitro evaluation of the effect of sodium ascorbate and ascorbic acid hydrogel in microshear bond strength of composite resin to bovine enamel bleached with 35% hydrogen peroxide

Garrido De La Rosa, Ana Miriam
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Acredita-se que o uso de agentes antioxidantes poderia auxiliar na restituição da resistência adesiva diminuída após o clareamento dental. O objetivo deste estudo in vitro foi avaliar o efeito do hidrogel de ascorbato de sódio a 10% e 20% e hidrogel de ácido ascórbico a 10%, aplicados por 15 minutos imediatamente após o clareamento com peróxido de hidrogênio a 35% (Lase Peroxide Sensy-DMC) (PH) na resistência adesiva imediata (24 horas) e tardia (7 dias) de uma resina composta (RC) ao esmalte bovino. Foram utilizadas 45 superfícies de esmalte de incisivos bovinos e distribuídas em 9 grupos com 5 em cada uma, sobre as quais foram confeccionados 4 corpos de prova (n= 20), de acordo com o tratamento: G1: sem clareamento (controle) + RC; G2: PH + 24h + RC; G3: PH + 7 d + RC; G4: PH + hidrogel de ascorbato de sódio 10% + 24h + RC; G5: PH + hidrogel de ascorbato de sódio a 10% + 7 d + RC; G6: PH + hidrogel de ascorbato de sódio a 20% + 24h + RC; G7: PH + hidrogel de ascorbato de sódio a 20% + 7 d + RC; G8: PH + hidrogel de ácido ascórbico a 10% + 24h + RC; G9: PH + hidrogel de ácido ascórbico a 10% + 7 d + RC. Foram confeccionados cilindros de (0.8x1mm), utilizando o sistema adesivo Single Bond 2 e a resina composta Z100 (3M ESPE) e submetidos ao teste de resistência adesiva ao microcisalhamento na máquina de ensaios universal (EMIC) com célula de carga de 50N a uma velocidade de (0...

Especiação e atividade anti-oxidante de íons hidroxiflavílio; Speciation and antioxidant activity of hydroxyflavylium ions

Caiconte, Luis Eduardo Ossandón
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
As antocianinas compreendem o maior conjunto de pigmentos solúveis em água do reino vegetal. Responsáveis pelas cores vermelha, azul e roxa da maioria das frutas e flores, estas pertencem ao grupo dos flavonóides (polifenois). A cor apresentada por uma determinada antocianina depende do padrão de substituição, presença ou não de íons metálicos ou de outras moléculas capazes de estabilizar a cor, co-pigmentos, do pH local do meio e da natureza do microambiente em que a antocianina se encontra. Neste projeto, realizou-se um estudo de especiação e das propriedades antioxidantes de uma série de compostos análogos às antocianinas: os sais de 3' -hidroxiflavílio (3'-HF), 4'- hidroxiflavílio (4'-HF), 7,4-dihidroxiflavílio (7,4'-DHF), 3',4'-dihidroxiflavílio (3',4'-DHF), 5,7-dihidroxi-4-metilflavílio (5,7-DH-4-MF), 7-hidroxi-4-metilflavílio (7-H-4-MF) e 7- metoxi-4-metilflavílio (7-metox-4-MF). No estudo de especiação, foram determinados o pK imediatamente após a preparação da amostra e o pKfinal após 1 dia. Para 3'-HF, os valores do pK e pKfinal foram 2,88±0,05 e 1,94±0,15; para 4'-HF, 4,56±0,10 e 4,23±0,20. Para os flavílios com dois grupos hidroxila ionizáveis, as constantes pK1, pK2, pK1final e pK2final para 7...

Pós-colheita e potencial antioxidante de alfaces ´Piraroxa` e ´Vanda`; Postharvest and antioxidant potential of 'Piraroxa' and 'Vanda' lettuce

Guassi, Silce Adeline Danelon
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
'Piraroxa' e 'Vanda' são cultivares de alface cujos comportamentos pós-colheita ainda não foram caracterizados. Um dos diferenciais destas cultivares pode estar relacionado ao seu alto potencial antioxidante como resultado da ação de seus compostos fenólicos. A fim de avaliar os parâmetros pós-colheita e a viabilidade do uso destas cultivares como fontes de antioxidantes, o presente trabalho teve como objetivo investigar suas respostas fisiológicas e bioquímicas, comparando-as entre si em diferentes temperaturas de armazenamento e em épocas de colheita distintas. Tanto no verão quanto no inverno, as hortaliças foram armazenadas por 28 dias à 0ºC e 95-97%UR e por quatro dias em condição ambiente monitorada. Em todas as condições de armazenamento e períodos de colheita, não houve diferença entre as cultivares e tendências decrescentes foram observadas para a produção de etileno e as taxas respiratórias. O armazenamento refrigerado proporcionou acentuado declínio destas variáveis. Já em condição ambiente, na colheita de verão, a cv. Vanda apresentou produção superior de etileno e, na colheita de inverno, a cv. Piraroxa apresentou taxas respiratórias mais elevadas. Os parâmetros de coloração permaneceram constantes. As cultivares apresentaram tendências similares entre si...

Efeitos de dois níveis de sulfato de cobre e cobre metionina no metabolismo e oxidação de lipídios em ovinos; Effects of two levels of copper sulphate and copper-methionine on metabolism and lipid oxidation in sheep

Garrine, Cármen Maria Lucas Pedro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O cobre está associado ao metabolismo de lipídios, sendo bastante importante na redução do colesterol, e à estabilidade oxidativa da carne, por fazer parte de algumas enzimas antioxidantes. Atributos esses que tornam cada vez mais interessante a pesquisa do uso do mineral em várias espécies, com vista a melhorar a qualidade de vida dos consumidores, uma vez que se pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares e câncer, assim como dos fornecedores de carne pelo possível aumento da vida de prateleira e das características organolépticas do produto. Desse modo, o objetivo deste estudo foi determinar o efeito da suplementação com dois níveis de sulfato de cobre e cobre metionina sobre o metabolismo de lipídios e colesterol e estabilidade oxidativa lipídica da carne em cordeiros Merino x Texel. Para o efeito, um experimento foi conduzindo na FZEA, USP de Pirassununga utilizando 40 cordeiros Merino x Texel, que foram distribuídos aleatoriamente em 5 tratamentos, totalizando 8 animais em cada. Os animais foram alojados em gaiolas individualizadas para estudo de metabolismo e o experimento teve a duração de 120 dias. Os tratamentos usados foram: controle, sem adição; suplementação com 10 ou 30 mg de Cu/Kg de MS na forma de sulfato de Cobre; suplementação com 10 ou 30 mg de Cu/Kg de MS na forma de cobre metionina. Foram feitas biópsias do fígado dos animais no tempo zero para análise de cobre e colhidas amostras de sangue para dosagem sérica de Cu. Nos dias 0...

Efeito metabólico do consumo de açaí (Euterpe oleracea Mart.) em bebidas comerciais.; Metabolic effect of the consumption of acai (Euterpe oleracea MART.) in commercial beverages.

Rosa, Fernando de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
A alimentação não é mais vista apenas como uma fonte de calorias e nutrientes, mas sim como agente capaz de induzir benefícios na prevenção de doenças, bem como na promoção de bem estar físico e mental. Assim, uma boa alimentação da população contribui com a redução de custos em cuidados com a saúde e com o aumento da longevidade. Estratégias nutricionais podem, por exemplo, como no caso da adição de antioxidantes, reduzir o risco de doenças, melhorar a qualidade de vida e aumentar o próprio tempo de vida do indivíduo. O dano oxidativo é um fator causador do desenvolvimento de doenças e os antioxidantes têm a capacidade de prevenir ou atenuar estes processos. Sendo assim, há crescente interesse na ingestão de alimentos naturais e produtos orgânicos, na forma de alimentos funcionais e suplementos dietéticos. Entre os alimentos que, comprovadamente, exercem efeito antioxidante, está o açaí, Euterpe oleracea MARTIUS, fruta nativa da região amazônica consumida rotineiramente pela população na forma de polpa, suco, vinho e em outras variedades. Nos últimos anos o açaí tem sido objeto de muita atenção devido ao seu alto potencial antioxidante, anti inflamatório e seu papel como alimento funcional. Sendo assim...

Efeito antioxidante dos compostos fenólicos de especiarias sobre os ácidos graxos das séries ω 3 e ω 6; Influence of spices phenolic compounds on lipoperoxidation and lipid profile of rats tissues

Moreira, Ana Vládia Bandeira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2003 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Dentro da perspectiva da utilização de compostos fenólicos como antioxidantes naturais para minimizar os efeitos in vitro e in vivo do processo oxidativo dos lípides insaturados, foi realizada a monitoração dietética de duas dietas ricas em lípides das séries ω3 e ω6 e a suplementação de um chá de uma mistura de especiarias, em ratos Wistar, com o objetivo de verificar a influência dos compostos fenólicos, presentes nas especiarias, sobre o metabolismo de ácidos graxos das séries ω3 e ω6. Extratos e frações das especiarias mostarda, canela e erva doce foram obtidos e tiveram suas atividades antioxidantes testadas em sistemas aquoso (cooxidação de substratos com o uso de ácido linoléico/β-caroteno) e lipídico (RANCIMAT) e o perfil de compostos fenólicos identificados e quantificados por CGMS. A partir de uma mistura de especiarias, foi elaborado um chá que foi fornecido aos animais de cada grupo dietético (ω3 e ω6). Após 45 dias de tratamento, os animais foram sacrificados e tiveram seus tecidos coletados para análise de TBARs e do perfil lipídico por CGMS. Todos os extratos das especiarias apresentaram atividade antioxidante equivalente ou superior ao BHT. Foram identificados por CGMS os ácidos fenólicos: catecol...

Investigação laboratorial dos efeitos antioxidantes do plasma processado autólogo nas principais enfermidades articulares de equinos após tratamento artroscópico; Laboratorial evaluation of the antioxidant effects of autologous processed plasma in equine articular diseases after arthroscopic surgery

Brossi, Patricia Monaco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Dada sua natureza cursorial, a espécie equina depende da livre movimentação para o desempenho de atividades diárias e para sobrevivência. Esta habilidade natural para o movimento é explorada em alto grau durante a prática esportiva, razão da existência de grande parte dos criatórios e centros de treinamento. Enfermidades articulares, como a osteoartrite e a osteocondrose, que reduzam ou causem prejuízo permanente à mobilidade e ao desempenho atlético são um desafio terapêutico. Os hemoderivados autólogos surgiram como opções acessíveis e seguras para o tratamento destas afecções articulares e apesar de amplamente difundido, seu emprego acontece a despeito de lacunas no conhecimento dos métodos ideais de preparação e administração, bem como dos mecanismos de ação destes produtos derivados do sangue. As propriedades antioxidantes do plasma processado autólogo demonstradas in vitro, em estudo utilizando células de líquido sinovial equino previamente estimuladas, motivaram a realização deste estudo com o objetivo de verificar os efeitos deste hemoderivado, in vivo, em articulações de equinos com osteoartrite ou osteocondrose. Tais propriedades despertaram também o interesse em verificar a ocorrência de eventos relacionados ao estresse oxidativo nestas enfermidades...

Influência de agentes antioxidantes na estabilidade do cloridrato de prometazina em preparações injetáveis; Influência de agentes antioxidantes na estabilidade do cloridrato de prometazina em preparações injetáveis

Bentley, Maria Vitoria Lopes Badra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/01/1992 Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O cloridrato de prometazina constitui um potente antihistamínico, pertencente ao grupo das fenotiazinas, é comercializado sob várias formas farmacêuticas, isolado ou associado a outros fármacos. A decomposição oxidativa do cloridrato de prometazina é relativamente intensa em meio aquoso. No presente trabalho verificou-se a estabilidade do cloridrato de prometazina em preparações farmacêuticas injetáveis, contendo diferentes associações de agentes antioxidantes, aplicando-se como método de análise a espectrofotometria no ultravioleta. Pela cromatografia em camada delgada foi possível separar e identificar o produto de degradação, o sulfóxido de prometazina. Armazenaram-se as diferentes formulações foram armazenadas em estufas termostatizadas de 37°C, 50°C e 70°C por um período de 84 dias. Em intervalos de tempos pré-estabelecidos, analisaram-se as amostras quanto ao conteúdo de cloridrato de prometazina pela metodologia analítica proposta. Através dos resultados experimentais avaliou-se a cinética de decomposição do cloridrato de prometazina, e determinaram-se os prazos de validade (t90 a 25°C) para cada formulação. Selecionou-se o sistema antioxidante mais efetivo.; Promethazine hydrochloride constittites a strong antihistamine...

Papel do estresse oxidativo na neurotoxicidade do ácido L-piroglutâmico : relevância dos distúrbios hereditários do ciclo gama-glutamil

Pederzolli, Carolina Didonet
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
O ácido L-piroglutâmico (PGA) é o principal intermediário do ciclo γ-glutamil, que está relacionado à síntese e degradação da glutationa. Altos níveis de PGA no líquido cefalorraquidiano, sangue e outros tecidos, juntamente com a alta excreção urinária do mesmo (acidúria piroglutâmica ou 5-oxoprolinúria), ocorrem em alguns erros inatos do metabolismo envolvendo diferentes enzimas do ciclo γ-glutamil. Essas desordens são clinicamente caracterizadas por anemia hemolítica, acidose metabólica e disfunção neurológica severa. No entanto, os mecanismos de dano cerebral permanecem ainda não esclarecidos. Várias ações neurotóxicas foram previamente atribuídas ao PGA, como excitotoxicidade, inibição da atividade da Na+,K+-ATPase e alteração do metabolismo energético cerebral. No presente estudo, investigamos o possível papel do estresse oxidativo na neurotoxicidade do PGA. O efeito in vitro do PGA nas concentrações de 0,5 – 3,0 mM foi estudado sobre o potencial antioxidante total (TRAP), a reatividade antioxidante total (TAR), quimiluminescência, susbtâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBA-RS), e atividade das enzimas antioxidantes catalase (CAT), superóxido dismutase (SOD) e glutationa peroxidase (GPx) em córtex cerebral e cerebelo de ratos de 14 dias de vida. Tanto o TRAP quanto o TAR foram significativamente reduzidos nas estruturas estudadas. Ao contrário...

Ação extra nuclear do ácido retinóico via espécies reativas do oxigênio em células de sertoli

Frota Junior, Mario Luiz Conte da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Durante a respiração celular, cerca de 1 a 3% do oxigênio metabolizado produz espécies reativas de oxigênio (ERO). Entretanto, para defender o organismo do efeito dessas espécies, existem vários sistemas antioxidantes, dependendo do organismo, da célula ou do tecido em questão. A Vitamina A (retinol) e seu derivados exercem uma infinidade de efeitos em diversos processos biológicos, destacando-se a embriogênese, visão, regulação de processos inflamatórios, crescimento, proliferação e diferenciação de células normais e neoplásicas. Embora o potencial antioxidante da vitamina A e carotenóides tenha sido descrito primeiramente, sabe-se hoje que, sob diferentes condições, essas moléculas podem se comportar de uma maneira pró-oxidante. Por isso, atualmente são melhores descritas como moléculas redox ativas. Apesar dos nossos trabalhos anteriores demonstrarem um efeito pró-oxidante do retinol em culturas de células de Sertoli, o mecanismo exato pelo qual esse efeito é verificado permanece a ser elucidado. Uma vez que o ácido retinóico (AR) é o metabólito mais ativo do retinol, foram verificados os efeitos da suplementação de AR em culturas de células de Sertoli, com o objetivo de verificar se os efeitos anteriormente observados com o retinol devem-se à metabolização do mesmo a AR. Nossos resultados mostraram que o AR em baixas doses não aumentou os níveis de TBARS. Além disso...

Avaliação de hidrolisados de caseína como antioxidantes em produtos cárneos e chocolate branco

Rossini, Karina
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Estudos recentes indicam que os peptídeos obtidos pela hidrolise enzimática da caseína podem apresentar atividades antioxidantes. Neste trabalho, previamente obteve-se os peptídeos através de hidrolise da caseína utilizando as enzimas Alcalase e Flavourzyme (4h, a 50ºC e pH 8), selecionando os que apresentaram as melhores características, in vitro, relativas à atividade antioxidante. A hidrolise enzimática utilizando a enzima Flavourzyme mostrou melhores resultados, com alto valor de proteína solúvel e conteúdo de aminoácidos livres, além de peptídeos de menor peso molecular do que com a Alcalase, como observado nas análises de cromatografia de permeação em gel e eletroforese em gel de poliacrilamida. Os peptídeos de caseína obtidos com a Flavourzyme também apresentaram melhores resultados utilizando o método ABTS na determinação da capacidade antioxidante. O hidrolisado obtido a partir da enzima Flavourzyme foi aplicado em produtos cárneos e em chocolate branco. Em produtos cárneos, os peptídeos de caseína (2.0%) inibiram, efetivamente, a peroxidação lipídica em carne moída (100%) e em carne mecanicamente separada de ave (CMS) (cerca de 20%) indicando que estes peptídeos podem ser utilizados nestes produtos...

Potencial antioxidante e scavenger da taurina em concentrações fisiológicas contra espécies reativas de oxigênio e nitrogênio

Oliveira, Max William Soares
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
A taurina (ácido 2-aminoetanosulfônico) é um β-aminoácido não utilizado para a síntese protéica, encontrada livremente no liquido intracelular e um dos aminoácidos livres mais abundantes nos leucócitos, cérebro, músculo esquelético, retina e coração, tendo um papel essencial em diversos processos biológicos. As propriedades antioxidantes da taurina já foram estudadas e testadas, no entanto, a maior parte dos estudos feitos até hoje utilizou concentrações menores do que as fisiológicas. O objetivo deste estudo é investigar as propriedades antioxidantes e de scavenger das concentrações fisiológicas de taurina (i.e.: 1, 15, 30 e 60 mM) contra diversas espécies reativas de oxigênio e nitrogênio, utilizando diferentes técnicas in vitro. Nós achamos diferentes reatividades da taurina contra diferentes oxidantes testados. Nenhuma reatividade significativa entre taurina e peróxido de hidrogênio foi encontrada. Por outro lado, a taurina reagiu de forma significativa com óxido nítrico e superóxido. Da mesma forma, a taurina foi capaz de impedir a perda da atividade da superóxido dismutase (CuZnSOD) – um alvo descrito do ONOO- – causada por peroxinitrito in vitro. Além disso, a taurina pode agir como scavenger do radical peroxil e diminuir o dano ex vivo causado pelo tert-butilhidroperóxido em fatias de fígado de rato. Os dados deste trabalho demonstram que a taurina...

Perfil redox-ativo in vitro de extratos de esponjas marinhas do litoral brasileiro

Hoff, Mariana Leivas Müller
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
A bioquímica farmacológica dos organismos marinhos tem emergido como uma interessante área a ser pesquisada. O Brasil com 8.000 km de litoral rico em espécies de esponjas representa um grande potencial de investigação de metabólitos secundários ativos. O screening de extratos de esponjas e de outros organismos marinhos é uma prática comum para identificar compostos de importância biomédica e reflete o comportamento do conjunto de compostos presentes numa dada espécie. Portanto, o objetivo deste trabalho foi realizar um screening de propriedades redox-ativas em vinte extratos de esponjas marinhas coletadas no litoral dos estados de Santa Catarina, Pernambuco e Paraíba. Os extratos foram avaliados através dos ensaios: TRAP, degradação da 2-deoxirribose via radical •OH, produção de nitritos via •NO, auto-oxidação da adrenalina por O2 •-, redução do NBT via O2 •- e lipoperoxidação induzida por AAPH, Fe2+ e H2O2 pela técnica de TBARS. Este trabalho mostrou que extratos de esponjas marinhas possuem atividades de scavenger de •NO, H2O2 e ROO• e de proteção de peroxidação lipídica induzida por H2O2, ROO• e Fe2+. Dada a importância e o envolvimento destas espécies reativas em várias patologias...

Aspectos da morfofuncionalidade cardiovascular, variabilidade cardíaca e do estresse oxidativo em diferentes modelos experimentais de hiper-homocisteinemia

Mendes, Roberta Hack
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Com base na relevância das doenças cardiovasculares para a saúde pública mundial, buscamos entender as associações entre o metabolismo da homocisteína (Hcy) e este sistema, o estresse oxidativo (EO) e a possível influência da modulação do sistema nervoso simpático (SNS) sobre esta associação. Além disso, testamos o efeito da vitamina B6 sobre a função cardíaca e o EO. Para isso foram realizados dois experimentos: no primeiro testamos dois modelos de hiper-homocisteinemia (Hhe): o tratamento com metionina e homocisteína tiolactona em dois diferentes protocolos experimentais. No primeiro protocolo foram avaliados parâmetros morfofuncionais cardíacos e associações com o balanço redox no miocárdio. Já no segundo protocolo foi avaliada a variabilidade da freqüência cardíaca (VFC) e da pressão arterial sistólica (VPAS) e suas associações com o estresse oxidativo (EO) nos eritrócitos. Como resultados, observamos que os dois tratamentos resultam em igual aumento na concentração plasmática de Hcy, piora na função cardíaca e aumento no EO cardíaco. Além disso, foram encontradas fortes correlações entre as variáveis que sugerem piora da função cardíaca e desbalanço redox. O segundo protocolo demonstrou redução da VFC...

Influência da cultivar e do tipo de agricultura na concentração de compostos antioxidantes em óleos de semente de uva

Chinazzo, Ícaro Raymundo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Diversas são as pesquisas que estudaram a composição e a qualidade nutricional dos rejeitos oriundos das indústrias de vinho e suco de uva. Na semente de uva pode-se encontrar uma grande quantidade de compostos fenólicos, e especificamente, teores significativos de vitamina E, trans-resveratrol e catequinas, porém esses valores variam conforme a cultivar da uva. Atualmente, o consumo de alimentos orgânicos vem aumentando no Brasil, e uma das razões para essa maior demanda são as alegações de tais alimentos serem mais saudáveis. Na literatura, pode-se encontrar uma série de pesquisas que alegam que o tipo de agricultura está diretamente ligada a constituição do alimento. Contudo esse trabalho teve como objetivo realizar a extração do óleo das sementes de rejeito a fim de quantificar e comparar as características físico-químicas e concentrações de antioxidantes (vitamina E, catequinas, trans-resveratrol e compostos fenólicos totais) existentes nos seguintes óleos: óleo de semente de uva convencional da cultivar Isabel (IC), óleo de semente de uva orgânica da cultivar Isabel (IO) e óleo de semente de uva orgânica da cultivar Bordo (BO). As análises físico-químicas indicaram um elevado teor de peróxidos nas amostras...

Potencial antioxidativo da lágrima de adultos jovens; Tear antioxidant potential in young adults

Gus, Patricia Ioschpe; Belló-Klein, Adriane; Llesuy, Susana Francisca; Quinto, Guilherme Goulart; Matos, Guilherme Herrmann; Bechara, Samir Jacob
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Objetivo: Estudar os antioxidantes da lágrima humana, estimulada pelo corte de cebola e a possível influência dos hábitos de vida sobre estas medidas. Métodos: A amostra consistiu de dez adultos jovens, que responderam questionário sobre o hábito de fumar, de ingerir bebidas alcoólicas, frutas, vegetais e cereais, de usar vitaminas e/ou drogas e de praticar exercícios. O potencial reativo antioxidante total (TRAP) foi analisado por meio da quimioluminescência do luminol, a superóxido dismutase (SOD) foi medida pela inibição do piragolol e a absorbância de H2O2 a 240 nm foi utilizada para identificar a catalase. Resultados: A média ± DP dos valores de potencial reativo antioxidante total foi 33,8±11,5 μM e de superóxido dismutase foi 10,8±1,9 U/mL. Não foi identificada atividade da catalase. Detectou-se associação entre a prática regular de exercícios e aumento nos valores de potencial reativo antioxidante total (p=0,021), com diferença de 18,6 μM entre os indivíduos que se exercitavam pelo menos uma vez por semana e os sedentários. Sexo masculino e aumento na concentração de potencial reativo antioxidante total também se associaram estatisticamente (p=0,013), com diferença de 16,3 μM entre os sexos. Houve associação entre hábito tabágico e aumento na superóxido dismutase (p=0...

Efeitos da suplementação com vitamina A sobre parâmetros bioquímicos, de estresse oxidativo e comportamentais em modelo animal de menopausa por ovariectomia bilateral

Behr, Guilherme Antônio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Introdução: A caracterização de alterações metabólicas, associadas ao aumento nos níveis de estresse oxidativo, em mulheres na menopausa ganhou força na última década. Alterações no estado redox similares às observadas em mulheres durante o declínio da atividade hormonal do ovário podem ser obtidas experimentalmente pela ovariectomia bilateral de ratas. A busca por tratamentos alternativos que possibilitem uma melhora na qualidade de vida da mulher na menopausa é realmente de grande importância. Objetivos: Os objetivos desta tese foram: I – determinar os parâmetros de estresse oxidativo, bioquímicos e de comportamento que distingam ratas Wistar bilateralmente ovariectomizadas (OVX) de ratas sham (controle); II – investigar os efeitos da suplementação com palmitato de retinol (vitamina A) nas doses de 500 ou 1500 UI/kg/dia, durante 30 dias, nos parâmetros previamente citados, com foco no sistema nervoso central (SNC) e sangue/plasma. Resultados I: A ovariectomia causou aumento no ganho de peso corporal e pronunciada atrofia uterina. Diminuição de triglicerídeos, aumento nos níveis de colesterol total, e redução no teor de ácido úrico no plasma. Verificamos aumento nas atividades das enzimas glutationa peroxidase (GPx) e catalase (CAT) no sangue. Diminuição nas defesas antioxidantes totais não enzimáticas (TRAP e TAR) e nos níveis de tióis proteico e não-proteico no plasma...

Resveratrol modula a secreção da proteína S100B em células astrogliais expostas à amônia

Bobermin, Larissa Daniele
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
A amônia é uma neurotoxina implicada em desordens metabólicas cerebrais associadas com hiperamonemia. A neurotoxicidade aguda da amônia pode ser mediada por mecanismos excitotóxicos envolvendo o sistema glutamatérgico, incluindo a ativação do receptor NMDA e o subsequente aumento na concentração de Ca2+. O estresse oxidativo está relacionado à neurotoxicidade da amônia e o óxido nítrico parece estar envolvido nesta condição. Os astrócitos desempenham um papel essencial na proteção dos neurônios contra excitotoxicidade por captar o excesso de amônia e glutamato e convertê-los em glutamina, usando a enzima glutamina sintetase, e também protegendo contra o estresse oxidativo. A proteína S100B, particularmente a S100B extracelular, é usada como parâmetro de ativação ou comprometimento em várias situações de dano cerebral, incluindo hiperamonemia. Antioxidantes, como o resveratrol, apresentam muitos efeitos biológicos, incluindo a modulação de parâmetros gliais como a captação de glutamato, a atividade da glutamina sintetase e a secreção de S100B. Neste estudo, foi investigado o efeito de antioxidantes sobre a secreção de S100B induzida pela amônia em células astrogliais. O resveratrol foi capaz de prevenir o aiumento da secreção de S100B...

Obtenção de peptídeos bioativos a partir da hidrólise enzimática de caseinato ovino e soro de queijo ovino; Obtaining bioactive peptides from enzymatic hydrolysis of caseinate and sheep cheese whey

Correa, Ana Paula Folmer
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.73%
Peptídeos bioativos são foco de pesquisas devido ao interesse relacionado a suas propriedades antioxidantes, anti-hipertensivas, entre outras. Enzimas proteolíticas microbianas aparecem como potentes biocatalisadores para a obtenção de hidrolisados protéicos e peptídeos bioativos em escala industrial/comercial. Neste estudo, hidrolisados de caseinato ovino e soro de queijo ovino foram produzidos utilizando enzimas proteolíticas de Bacillus sp. P7, e as atividades antioxidantes (sequestro de radicais, atividade quelante de ferro e poder redutor), antimicrobiana e anti-hipertensiva (inibição da enzima conversora de angiotensina-I (ECA)) dos hidrolisados foram avaliadas. A atividade antioxidante dos hidrolisados de caseinato ovino, quando avaliada pelo método da captura do radical ácido 2,2’-azinobis-(3-etil-benzotiasolina-6- ácido sulfônico) aumentou com o tempo de hidrólise em até 2 h, mantendo-se estável durante 4 h. Os hidrolisados mostraram baixa capacidade em capturar o radical 2,2-difenil-1-picrilidrazila (DPPH), apresentando maior atividade (31%) após 1 h de hidrólise. A capacidade de quelação de Fe2+ foi máxima em 0,5 h de hidrólise (83,3%), decrescendo em seguida, e o maior poder redutor foi observado após 1h de hidrólise. A inibição da atividade da ECA aumentou até 2h de hidrólise (94% de inibição)...