Página 21 dos resultados de 5994 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Parasitóides (Hymenoptera: Braconidae) de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) no Estado de São Paulo: plantas associadas e parasitismo; Parasitoids (Hymenoptera: Braconidae) of fruit flies (Diptera: Tephritidae) in the State of São Paulo, Brazil: associated plants and parasitism

MARINHO, Cláudia F; SOUZA-FILHO, Miguel F de; RAGA, Adalton; ZUCCHI, Roberto A
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Foram coletados 3.008 braconídeos em larvas/pupas de moscas-das-frutas em 26 espécies de frutos, distribuídos em 33 municípios paulistas. A maioria dos braconídeos pertencia a Opiinae (96,2%), representada por quatro espécies - Doryctobracon areolatus (Szépligeti), Doryctobracon brasiliensis (Szépligeti), Opius bellus (Gahan) e Utetes anastrephae (Viereck) - e os demais a Alysiinae (3,8%), representada apenas por Asobara anastrephae (Muesebeck). Doryctobracon areolatus foi atraída por mais frutos hospedeiros de moscas-das-frutas (26) e ocorreu na maioria dos municípios amostrados, totalizando 77,5% dos parasitóides coletados. Doryctobracon areolatus foi associada com Anastrepha fraterculus (Wied.), A. obliqua (Macquart), A. amita Zucchi e, pela primeira vez, em frutos de wampi (Clausena lansium) e em canela-batalha (Cryptocarya aschersoniana). Doryctobracon brasiliensis foi associada apenas com A. fraterculus e registrada, pela primeira vez, em larvas em ameixa-japonesa (Prunus salicina). Não foi possível associar as demais espécies de parasitóides às espécies de moscas-das-frutas. Opius bellus foi obtida de larvas em canela-batalha. A percentagem de parasitismo natural variou de <1% a 40%.; A total of 3,008 braconid parasitoids in 26 species of fruit fly host plants were collected in 33 localities of São Paulo State. The majority of the braconids (96.2%) belonged to four Opiinae species...

Stability of fruit bases and chocolate fillings; Estabilidade de bases de frutas e recheios para chocolates

MIQUELIM, Joice Natali; ALCÂNTARA, Maria Regina; LANNES, Suzana Caetano da Silva
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Syrups with high sugar content and dehydrated fruits in its composition can be added to chocolate fillings to reduce the need of artificial flavor and dyes attributing a natural appeal to the product. Fruit bases were produced with lyophilized strawberry, passion fruit, and sliced orange peel. Rheological dynamic oscillatory tests were applied to determine the products stability and tendency of shelf life. Values of G´< G´´ were observed for strawberry and passion fruit flavor, whereas values of G´ > G´´ were found for orange flavor during the 90 days of storage. It was observed that shear stress values did not vary significantly suggesting product stability during the studied period. For all fillings, it was found a behavior similar to the fruit base indicating that it has great influence on the filling behavior and its stability. The use of a sugar matrix in fillings provided good shelf life for the fruit base, which could be kept under room temperature conditions for a period as long as one year. The good stability and storage conditions allow the use of fruit base for handmade products as well as for industrialized products.; Xaropes com alto conteúdo de açúcar e frutas desidratadas podem ser adicionados a recheios de produtos de chocolate a fim de reduzir a necessidade da adição de aromas e corantes...

Monitoramento de Anastrepha spp. (Diptera: Tephritidae) e identificação de seus parasitóides em Citrus sinensis Var. Céu, sob manejo orgânico, em Maratá, RS

Santos, Júlio César Arrué dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
A citricultura no Rio Grande do Sul tem sua produção limitada devido a doenças e pragas. Entre as pragas estão as moscas-das-frutas do gênero Anastrepha. As fêmeas ovipositam nos frutos e, após a eclosão, as larvas consomem a polpa, depreciando e causando a queda destes. Atualmente, tem-se procurado viabilizar o controle biológico das populações de moscas-das-frutas, principalmente com a utilização de himenópteros parasitóides. No Rio Grande do Sul não existem registros de espécies de parasitóides associados à Anastrepha spp. em pomares de citros. Assim, o objetivo deste trabalho foi o de conhecer e identificar estas espécies de parasitóides e registrar a flutuação de Anastrepha spp. durante o período de desenvolvimento dos frutos em um pomar de Citrus sinensis var. Céu sob o manejo orgânico localizado no município de Maratá, RS. Para isto, entre 21 de janeiro e 20 de maio de 2003, foram coletados frutos da copa e caídos no solo, bem como capturados adultos de Anastrepha spp., com armadilhas McPhail, em intervalos semanais. Em condição de laboratório, os frutos da copa e do solo foram colocados em potes plásticos e caixas de papelão, respectivamente, sobre uma camada de areia. Semanalmente, a areia era peneirada e os pupários obtidos...

Criação de Anastrepha fraterculus (Wied.)(Diptera: Tephritidae) em dieta artificial e avaliação de produtos fitossanitários utilizados no sistema orgânico de produção sobre esta espécie e insetos benéficos; Rearing Anastrepha fraterculus (Wied.)(Diptera: Tephritidae) in artificial diet and evaluation of phytosanitary products used in the organic system of production on this specie and beneficial insects

Efrom, Caio Fabio Stoffel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
A mosca-das-frutas sul-americana, Anastrepha fraterculus (Wied.) é um dos principais problemas à produção de frutíferas no Brasil. No sistema orgânico de produção, há diversas alternativas para o controle das moscas-das-frutas, como óleos, extratos de plantas e caldas. Entretanto, para a maioria dessas substâncias, não há a comprovação científica, quanto à eficiência de controle e seletividade a insetos benéficos. Experimentos que avaliam a ação inseticida de agrotóxicos demandam grande número de indivíduos produzidos de forma padronizada. No Brasil, não há, para A. fraterculus, uma metodologia de criação eficiente que atenda esta demanda. Assim, os objetivos deste trabalho foram: desenvolver uma metodologia para criação de A. fraterculus em dieta atificial e avaliar os produtos fitossanitários utilizados no sistema orgânico sobre A. fraterculus e os insetos benéficos, Apis mellifera L. (Hymenoptera; Apidae) e Cryptolaemus montrouzieri Mulsant (Coleoptera; Coccinellidae), em condições de laboratório. Para isso, se utilizou quatro múltiplos (0,25x, 0,5x, 1x e 2x) da dose recomendada pelos fabricantes dos produtos Rotenat CE® (600mL 100L-1), Pironat® (250mL 100L-1), Biopirol 7M® (200mL 100L-1)...

Monitoramento de Anastrepha fraterculus (Wied. 1830) (Diptera: Tephritidae) : flutuação populacional, avaliação de atrativos e caracterização ovariana; Monitoring Anastrepha fraterculus (Wied. 1830) (Diptera: Tephritidae): population fluctuation, attractant assessment and ovarian characterization

Reyes, Caroline Pinheiro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
A mosca-das-frutas sul-americana, Anastrepha fraterculus (Wiedmann, 1830) (Diptera:Tephritidae), é a principal praga das frutíferas no Sul do Brasil. Este trabalho buscou caracterizar as populações de moscas-das-frutas capturadas em armadilhas, avaliando o número, a razão sexual e o estágio de maturação dos órgãos reprodutivos de fêmeas. Realizou-se o monitoramento em dois pomares, um de pessegueiro, com manejo convencional e um de goiabeira, sem manejo, durante uma safra, com dois diferentes atrativos alimentares, em diferentes fases das culturas. Foram utilizadas armadilhas do tipo McPhail com suco de uva a 25% e proteína hidrolisada a 5%. As armadilhas foram dispostas em diferentes faces do pomar. As fêmeas coletadas foram dissecadas, seus ovários medidos em largura e comprimento e foi determinado o grau de maturação sexual. Fêmeas mantidas em laboratório, com a idade controlada foram igualmente dissecadas para servirem de comparativo com as de campo. A espécie Anastrepha fraterculus foi a mais abundante em ambos os pomares. Foram capturadas no total, 1.753 moscas-das-frutas, sendo 1.519 no pomar de goiabeiras e 234 no de pessegueiros. A média total de captura de moscas nas armadilhas com suco foi significativamente maior do que nas com proteína hidrolisada (U = 24; gl = 1; P < 0...

Alergia látex-fruta

MARIN, Flávia Andréia; PERES, Suely Prieto de Barros Almeida; ZULIANI, Antônio
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 95-103
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
O látex está sendo considerado o alergênico do ano 2000, tendo em vista que inúmeros indivíduos, principalmente profissionais da área de saúde e pacientes submetidos a várias intervenções diagnósticas e terapêuticas, estão freqüentemente expostos aos alérgenos do látex, presentes em produtos de borracha natural. As manifestações clínicas conseqüentes às reações alérgicas de hipersensibilidade imediata vão desde rinite, urticária, conjuntivite, angioedema, asma, até anafilaxia. Estudos recentes estão demonstrando que pacientes alérgicos ao látex desenvolvem concomitantemente sensibilização a certos alimentos de origem vegetal, especialmente frutas como papaia, figo, banana, abacate, kiwi, pêssego, abacaxi, melão e castanha, acreditando-se numa provável ocorrência de reações cruzadas entre os alérgenos do látex e destas frutas. Faz-se, então, uma revisão sobre a alergia ao látex, em particular sobre os grupos de risco, incluindo a presença de reatividade cruzada entre o látex e as frutas.; The latex is being considered the allergenic agent of the year 2000, taking into account that several individuals, mainly health care professionals, and patients who had undergone many diagnostic and therapeutic interventions...

Caracterização bioquímica e centesimal das espécies Astrocaryum vulgare Mart. (tucumã) e Endopleura uchi (Huber) Cuatrec. (uxi) nativas da região Amazônica

Aragão, Anaiza Bittencourt de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 96 f. : il. -
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Pós-graduação em Biotecnologia - IQ; As espécies Astrocaryum vulgare Mart. e Endopleura uchi (Huber) Cuatrec., popularmente conhecidas como tucumã e uxi, respectivamente, são frutos nativo da região amazônica com propriedades físico-químicas, centesimal e organolépticas de grande valor para a indústria alimentícia, cosmética e farmacêutica. O tucumã é um fruto rico em compostos de pró-vitamina A, vitamina E, ácidos graxos saturados e poliinsaturados, carboidratos e fibras. O uxi também é uma fonte de ácidos graxos, fibras, esteróides, sais minerais e vitaminas C e E, ainda pouco estudado pela comunidade científica. O valor nutricional é um dos principais fatores que conduzem ao crescente interesse pelo consumo de frutas no país, embora muitas frutas nativas da região amazônica, de menor consumo nacional, ainda não tenham sido devidamente pesquisadas quanto a suas propriedades e atividades benéficas à saúde. Essas frutas possuem diferentes compostos bioativos e em decorrência disto, o objetivo deste trabalho é avaliar a composição centesimal e os teores de compostos bioativos, mais especificamente o teor de fenóis, flavonoides, vitamina C e proteínas, bem como, a determinação do potencial antioxidante do tucumã e uxi nativos da Amazônia oriental. Os resultados encontrados nesta investigação indicam que os frutos de tucumã e uxi...

Modelagem matemática para a simulação de estratégias de controle biológico da mosca-do-mediterrâneo C. capitata (Diptera : Tephritidae), em plantações de citrus: utilização de variáveis temporais e espaciais

Freire, Rodrigo Mauro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 127 f. : il., gráfs., tabs., fots.
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Zoologia) - IBRC; As moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) são as principais pragas da fruticultura mundial. Na citricultura brasileira, elas são consideradas pragas de grande importância econômica e exigem cuidados quarentenários. No Brasil, os gêneros de tefritídeos mais importantes são Anastrepha e Ceratitis, cujas espécies que mais causam danos à fruticultura paulista são A. fraterculus, A. obliqua e C. capitata. Estratégias atuais de controle destas pragas agrícolas estão sendo estruturadas a partir do Manejo Integrado de Pragas (MIP), o qual é um sistema de decisão para uso de táticas de controle de pragas. Dentre as diferentes estratégias de manejo integrado de moscas-das-frutas, em plantações de laranja do Estado de São Paulo, o uso de iscas tóxicas merece grande destaque. Estudos recentes indicam que um agente eficiente para o controle biológico das moscas-das-frutas é o parasitóide exótico braconídeo Diachasmimorpha longicaudata. Em relação ao planejamento de um programa de controle de pragas, a modelagem matemática vem se mostrando de grande utilidade, pois permite reunir informações de diferentes áreas...

Caracterização de óleos extraídos de sementes de frutas: composição de ácidos graxos, tocoferóis e carotenóides

Malacrida, Cassia Roberta
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 105 f. il.
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Engenharia e Ciência de Alimentos - IBILCE; No Brasil, muitas frutas comestíveis são processadas para fabricação de sucos, doces, geléias, polpas e extratos, gerando uma grande quantidade de resíduos tais como sementes, cascas e bagaços. Este estudo teve como objetivo caracterizar e verificar um melhor aproveitamento dessas sementes, possibilitando agregar valor econômico a estes subprodutos. Para tanto, os objetivos principais deste trabalho foram: caracterizar sementes de frutas comumente cultivadas no Brasil (laranja, limão, tangerina, melão, melancia, mamão, maracujá e goiaba) quanto à composição centesimal, determinar as características físico-químicas, composição em ácidos graxos, tocoferóis, carotenóides, teores de compostos fenólicos totais e matéria insaponificável nos óleos extraídos dessas sementes, e avaliar a estabilidade oxidativa e a atividade antioxidante dos mesmos. As sementes foram separadas das frutas, lavadas, secas à temperatura ambiente, trituradas e o óleo extraído em extrator Soxhlet. Todas as sementes apresentaram teores relativamente elevados de lipídios (14,01-41,66%) e os óleos revelaram um elevado grau de insaturação (67...

Caráter Killer e antagonismo de leveduras aplicadas no biocontrole de fitopatógenos micotoxigênicos em fruta

Fázio, Maria Luiza Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 102 f. : il. color.
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Pós-graduação em Engenharia e Ciência de Alimentos - IBILCE; As exportações brasileiras de frutas frescas tem sido pauta de destaque nas discussões de alternativas na geração de divisas para o país no comércio internacional. O alto valor agregado do produto e, muitas vezes, sua reconhecida qualidade, garantem perspectivas positivas para o setor fruticola no mercado externo. Entre outros fatores, as consideráveis perdas nas culturas de importância econômica resultam da susceptilidade das frutas a infecção fúngica, desencadeada pelos fatores ambientais (temperatura, umidade) e danos mecânicos na colheita e estocagem. Os métodos de controle biológico constituem alternativas viáveis em relação ao quimico tradicional...; Click electronic access below.

Clonagem por estaquia de ramos de Dovyalis hebecarpa e Dovyalis hebecarpa X D. Abissinica

Alves, Ediane Conceição
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: iii, 33 p.
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Pós-graduação em Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV; Brazil is major producer of fruits and there is a niche market which is dominated by exotic fruit which has been widely accepted by consumers flavor aroma nutraceutical qualities as atractive. In this sense Dovyalis fits as a species with great potential to be among the exotic fruits sold in Brazil but larger studies concerning ways of obtaining seedlings are needed. Dovyalis (D. hebecarpa e Dovyalis hebecarpa x D. abissinica) belonging to the active ank of UNESP / FCAV / Jaboticabal - São Paulo were evaluated for the feasibility of cloning by cutting. +Herbaceous cuttings about 10 cm long with a pair of leaves at the apex had their bases immersed in alcoholic solution of butyric acid (IBA) at concentrations of 0; 1000; 3000 and 5000 mg L-1. Each experiment was replicated four times in distinct periods of the year: summer, autumn, winter and spring. The variables evaluated were: survival and rooting percentage besides average number and length of roots. The experimental design used was factorial randomized (DIC) in 2 x 4 x 4 (2 clones x 4 IBA concentrations x 4 seasons collect cuttings collection periods) with 4 replications and 10 cuttings per experimental parcel. No significant influence cuttings percentage reaching up to 100% in both clones. Regarding rooting...

Associação de variedades de goiaba, bioinseticidas e o parasitóide Diachasmimorpha longicaudata no controle de Anastrepha fraterculus

Oliveira, Flávia Queiroz de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: ix, 130 p.
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Pós-graduação em Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV; The generation of information about the potential of alternative tactics in the control of fruit flies has attracted a growing interest, both producing and researchers. This research aimed to evaluate the effects of guava cultivars and substances from plant metabolism on biological parameters of Anastrepha fraterculus (Wied., 1830) (Diptera: Tephritidae) and Diachasmimorpha longicaudata (Ashmead) (Hymenoptera: Braconidae). The study was conducted in the Laboratory of Plant Resistance, Department of Plant Protection, Faculty of Agricultural Sciences and Veterinary Medicine - UNESP. The guava fruits were obtained from Company Val fruits, located in “Vista Alegre do Alto” - SP. The fruit-flies and parasitoids were derived from rearing on artificial diet in the laboratory Radioentomologia - CENA. 6 bioassays were conducted: 1- Determining the maturity stage of guava fruits preferred for egg-laying of A. fraterculus, 2- No preference for egg-laying of A. fraterculus fruits of the guava cultivars, 3- Effect of natural products used in guava fruit on egg-laying of A. fraterculus, 4- Association of the effects of the fruits of guava cultivars and natural products on parasitism of D. longicaudata...

Otimização da extração, esterilização e identificação de antocianinas obtidas a partir de frutas; Optimization of extraction, sterilization and identification of anthocyanins obtained from fruits

Patricia Gisela Sampaio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Antocianinas (ACYS) são pigmentos naturais de origem vegetal classificados quimicamente como flavonóides. O uso industrial de ACYS é restrito em função de algumas limitações, como seu alto custo e sua relativa baixa estabilidade. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi utilizar frutas do Brasil como fontes para extração de ACYS, testando-se estratégias para estabilização dos extratos e identificação das ACYS. Foram obtidos extratos de ACYS, a partir de frutos de jabuticaba (Myrciaria cauliflora), amora (Morus nigra), amora preta (Rubus sp) e jambolão (Eugenia jambolana Lam), otimizando- se condições de extração com a variação de solventes, temperatura de extração, uso de agitação e de trituração mecânica. Foram utilizadas cascas, frutas inteiras e descaroçadas na proporção 1:3 fonte de ACYS:solvente (m/v). Os extratos com maior quantidade de ACYS foram obtidos a partir de extração com etanol 94% v/v, a 55ºC por 30 minutos e, em alguns casos, com uso de trituração mecânica. Para aumentar a estabilidade dos extratos de ACYS, investigaram-se processos de esterilização como a tindalização dos extratos e o branqueamento das frutas. Este último mostrou-se mais favorável, pois além de aumentar a estabilidade dos extratos...

Estudo do armazenamento de polpa de caqui (Diospyros kaki L.) congelado para elaboração de subprodutos

Marcia Ayumi Tiba
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/10/1996 Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Neste trabalho foi realizado um estudo, à nível de planta piloto, sobre os efeitos do tratamento térmico, acidificação e suifítação em polpa de caqui e a sua estabilidade físico-química e microbiológical durante o armazenamento do produto congelado. A finalidade de estudar a conservação da polpa vem da possibilidade de se utilizar frutas descarte como matéria-prima para elaboração de subprodutos como geléia. No estudo da conservação da polpa de caqui, as frutas descartes destaninadas foram processadas e divididas em 6 lotes sofrendo os seguintes tratamentos: 1. sem tratamento; 2. pasteurização a temperatura de 85 °C por 1 minuto; 3. acidificação com ácido cítrico; 4, acidificação e pasteurização; 5. sulfítação (200 ppm) e 6. acidificação e sulfítação. Posteriormente foram armazenadas congeladas à - 18°C durante 180 dias. Os resultados da conservação da polpa mostraram maior estabilidade química e microbiológica das polpas tratadas com sulfito. Durante o armazenamento houve alterações de cor e consistência em todos os tratamentos, exceto nas polpas sulfiiadas. Na elaboração da geléia de caqui foram utilizadas as polpas congeladas seguindo uma formulação padronizada para se obter geléia extra. As geléias foram armazenadas por 30 dias em temperatura ambiente. Os resultados demonstraram estabilidade química...

Subsídios para a implantação do sistema de gestão ambiental para as empresas de fruticultura de clima temperado

Guindani, Roberto Ari
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 146 f.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração.; O presente trabalho teve como principal objetivo realizar um estudo para a implementação do Sistema de Gestão Ambiental - ISO 14.001 em uma empresa produtora de frutas de clima temperado. Trata-se de um estudo de caso, que utilizou uma abordagem qualitativa. Os meios de investigação utilizados nesta pesquisa foram a pesquisa bibliográfica e a pesquisa de campo. Com relação aos fins, este trabalho foi caracterizado como descritivo e explicativo. Já quanto aos dados para a realização do estudo, estes foram coletados através de fontes primárias (entrevista não-estruturada, realizada apenas com o diretor da empresa estudada e observação in loco) e secundárias (documentos legais da empresa e diversas publicações pertinentes à pesquisa). O estudo, além de ter demonstrado a importância da gestão ambiental e de ter resgatado dados relevantes sobre a cultura da produção de frutas de clima temperado, apresentou os principais impactos ambientais provocados pelas atividades da empresa, bem como um modelo de proposta para a implementação do Sistema de Gestão Ambiental - ISO 14.001. Com base nos resultados desta pesquisa...

Levantamento de moscas-das-frutas e seus parasitoides em citros, no município de Viçosa, Minas Gerais

Machado,Daniel Lucas Magalhães; Struiving,Tiago Barbosa; Santos,Dierlei dos; Souza,Silvana Aparecida da Silva; Siqueira,Dalmo Lopes de
Fonte: Universidade Federal de Viçosa Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
As moscas-das-frutas são responsáveis por grandes perdas em fruteiras comerciais no Brasil, por isso é fundamental conhecer as espécies predominantes na região. Objetivou-se com este trabalho estudar a ocorrência de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) e seus parasitoides em laranjas doces (Citrus sinensis L. Osbeck), tangerina Poncã (Citrus reticulata Blanco) e mexerica Rio (Citrus deliciosa Ten), no município de Viçosa, Minas Gerais. Os frutos foram coletados em abril de 2008. No laboratório eles foram acondicionados em caixas plásticas contendo areia umedecida e em ambiente controlado para obtenção dos pupários, que foram contados, acondicionados em frascos de vidro com areia fina e mantidos em estufa até a emergência dos adultos. Somente uma espécie de mosca-das-frutas (Anastrepha fraterculus (Wiedemann, 1830) e uma de parasitoide (Doryctobracon brasiliensis Szépligeti) foram identificadas. Dentre as variedades, a laranja doce Baianinha apresentou o maior índice de infestação, e os menores foram atribuídos à mexerica Rio e à tangerina Poncã.

Nível de infestação de moscas-das-frutas em faixa de fronteira, no Rio Grande do Sul

Dias,Naymã Pinto; Silva,Fernando Felisberto da; Abreu,Jéssica Avila de; Pazini,Juliano de Bastos; Botta,Robson Antonio
Fonte: Universidade Federal de Viçosa Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
As moscas-das-frutas são as principais pragas da fruticultura mundial, destacando-se os tefritídeos e os lonqueídeos, sendo que, sobre este último grupo de insetos, existem poucas informações a respeito do seu potencial de danos. O objetivo deste trabalho foi identificar os níveis de infestação de moscas-das-frutas, em municípios da faixa de fronteira do Rio Grande do Sul com a Argentina e o Uruguai. O estudo foi realizado em 2011 e 2012, nos municípios de Itaqui, Quaraí, Santana do Livramento e Uruguaiana, RS. Foram realizadas coletas de frutos de 19 espécies vegetais exóticas e nativas, calculando-se os índices de infestação em pupários/kg de fruto e pupários/fruto. O maior índice de infestação de Ceratitis capitata ocorreu em nectarineira, com 72,01 pupários/kg e 2,51 pupários/fruto. Anastrepha fraterculus apresentou índices elevados em cerejeira, correspondendo a 57,57 pupários/kg e 0,23 pupários/fruto. Os lonqueídeos foram representados pelos gêneros Neosilba e Lonchaea, infestando frutos de mamoeiro e caramboleira, respectivamente. Registra-se para os municípios estudados do Rio Grande do Sul a ocorrência das seguintes espécies de moscas-das-frutas: C. capitata, A. fraterculus, Neosilba zadolicha e Lonchaea sp.

Efeito do SO2 e do ácido ascórbico na atividade da polifenol oxidase e peroxidase em algumas frutas e hortaliças

Silva,E.; Nogueira,J.N.
Fonte: Universidade de São Paulo; Escola Superior de Agricultura Publicador: Universidade de São Paulo; Escola Superior de Agricultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1983 Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
No presente trabalho foi estudado o efeito do SO2 e do ácido ascórbico na atividade da polifenol oxidase e peroxidase em algumas frutas e hortaliças, visando determinar as melhores condições para o controle da reação de escurecimento. Para a peroxidase das frutas e hortaliças, o ácido ascórbico foi considerado o melhor método de inativação. Já para a polifenol oxidase das frutas e hortaliças, o SO2 foi mais eficiente, porém mostrou-se inadequado para controlar a atividade da peroxidase em quase todos os produtos estudados. Uma combinação dos compostos utilizados (SQ2 e ácido ascórbico) parece ser o metodo mais indicado para o controle simultâneo da atividade das duas enzimas.

Danos de frio e qualidade de frutas cítricas tratadas termicamente e armazenadas sob refrigeração

Kluge,Ricardo Alfredo; Jomori,Maria Luiza Lye; Edagi,Fernando Kazuhiro; Jacomino,Angelo Pedro; Aguila,Juan Aaavedra Del
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
No presente trabalho, foram aplicados tratamentos térmicos (condicionamento térmico e aquecimento intermitente) em laranja ´Valência´, tangor ´Murcott´ e lima ácida ´Tahiti´ armazenadas em baixa temperatura e avaliaram-se a incidência dos danos pelo frio e seus efeitos nas características físico-químicas das frutas. As frutas foram armazenadas durante 90 dias, a 1ºC, sendo avaliadas a cada 15 dias. A lima ácida ´Tahiti´ e o tangor ´Murcott´ suportaram até 90 dias de armazenamento, a 1ºC, com aquecimento intermitente, não apresentando danos pelo frio. No tratamento-controle (armazenamento contínuo a 1ºC), os danos pelo frio surgiram aos 30 dias de armazenamento para a lima ´Tahiti´ e aos 45 dias para o tangor ´Murcott´. Em laranjas ´Valência´, as injúrias pelo frio surgiram aos 45 dias de armazenamento, sendo significativamente menores no condicionamento térmico. O aquecimento intermitente é um tratamento que poder ser utilizado na conservação de frutas sem afetar suas características internas.

Influência do dano da abelha-irapuá em flores de mirtileiro sobre a frutificação efetiva e as frutas produzidas

Silveira,Tiago Madruga Telesca da; Raseira,Maria do Carmo Bassols; Nava,Dori Edson; Couto,Marcelo
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
A abelha-irapuá, Trigona spinipes, é considerada um inseto-praga de várias culturas, por se alimentar de folhas e principalmente de flores e frutos. Os objetivos deste trabalho foram caracterizar o dano provocado pela irapuá em flores de mirtileiro (Vaccinium ashei Read.) e avaliar a frutificação efetiva e a qualidade da fruta produzida. O experimento foi conduzido no pomar experimental de mirtileiro, da Embrapa Clima Temperado em Pelotas, RS. Foram marcadas 200 flores de mirtileiro, seleção 103, sendo 100 destas com dano feito pela irapuá e 100 sem o dano. Após a floração, foi observada a frutificação efetiva, e por ocasião da colheita, foram determinados o teor de sólidos solúveis totais (SST), o diâmetro dos frutos e o número de sementes por fruto. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado. Nas flores sem danos da irapuá, houve maior percentagem de frutificação efetiva, e as frutas oriundas das mesmas apresentaram maior diâmetro e maior quantidade de sementes. O teor de SST nas frutas de mirtilo, oriundas tanto das flores com dano como daquelas sem dano, foi semelhante. Esses resultados sugerem que a T. spinipes é prejudicial à cultura do mirtilo, principalmente na época de floração, pois os danos causados pelo inseto provocaram baixa frutificação...