Página 4 dos resultados de 151 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Metodologia e perfil sociodemográfico, cognitivo e de fragilidade de idosos comunitários de sete cidades brasileiras: Estudo FIBRA; Methodology and social, demographic, cognitive, and frailty profiles of community-dwelling elderly from seven Brazilian cities: the FIBRA Study; Metodología y perfil sociodemográfico, cognitivo y de fragilidad de ancianos en comunidades desfavorecidas de siete ciudades brasileñas: Estudio FIBRA

Neri, Anita Liberalesso; Yassuda, Monica Sanches; Araújo, Ludgleydson Fernandes de; Eulálio, Maria do Carmo; Cabral, Benedita Edina; Siqueira, Maria Eliane Catunda de; Santos, Geraldine Alves dos; Moura, José Guilherme de Arruda
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz; Rio de Janeiro Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz; Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
A study was designed to identify conditions of frailty in relation to social, demographic, health, cognitive, functional, and psychosocial variables in community-dwelling elderly. The article presents the methodology and preliminary data. A total of 3,478 elderly (65 years and older) were selected from probabilistic samples of seven Brazilian cities chosen by convenience and participated in a data collection session in a community setting. The following characteristics predominated: women (67.7%), married (48%) or widowed (36.4%), living with a son or daughter and family (52.6%), head of family (64.5%), and 1-4 years of schooling (49%); 28.8% were illiterate and 24.8% presented a cognitive deficit; 9.1% were frail, 51.8% pre-frail, and 39.1% non-frail. There were more frail individuals among women, those 80 years or older, the widowed, the illiterate, those who had never attended school, and those with cognitive deficit. In general, the social and demographic data corroborate Brazilian epidemiological studies, while those on frailty, cognitive status, and schooling corroborate the international literature.; Um estudo foi planejado para identificar condições de fragilidade em relação a variáveis sociodemográficas, de saúde, cognição...

Adaptação transcultural da versão brasileira do interRAI-Home Care: avaliação multidimensional em assistência domiciliar; Cross-cultural adaptation of the brazilian version of the interRAI-Home Care: multidimensional assessment in home care

Ferreira, Fernanda Pretti Chalet
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
O acelerado processo de envelhecimento populacional é desafiador para a elaboração de estratégias de atenção à saúde nos diferentes níveis de complexidade. Em concordância com a integralidade do cuidado em assistência domiciliar, o interRAI-Home Care é um exemplo de avaliação multidimensional utilizado em vários países na gerência de casos, gestão em saúde pública e cooperação internacional na busca de melhores soluções para gestão de saúde. As características culturais e do funcionamento dos serviços de assistência domiciliar podem influenciar o processo de adaptação transcultural e uso desses instrumentos. Os objetivos desse estudo foram realizar a adaptação transcultural do interRAI-Home Care para a população brasileira e verificar a validade de conteúdo e face da versão em português brasileiro em um serviço de assistência domiciliar. Foram seguidas as etapas do processo de adaptação transcultural com tradução do instrumento, retro tradução para a língua de origem, avaliação de equivalência das versões do instrumento por uma comissão de especialistas e pré-teste com aplicação da versão pré-final em uma amostra selecionada por conveniência de 30 indivíduos (n=30), matriculados e atendidos no Núcleo de Assistência Domiciliar Interdisciplinar do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Os resultados mostram que os procedimentos para a adaptação transcultural foram realizados com ajustes necessários para garantir a equivalência de conteúdo das versões original...

"... Se a gente não tem família, não tem vida!" : concepções de famílias de classe popular cuidadoras de pessoa idosa fragilizada; "If we don’t have family, we don’t have a life"! Conceptions of popular class families caregivers of frail elderly people

Creutzberg, Marion; Santos, Beatriz Regina Lara dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
Trata-se de pesquisa de cunho qualitativo que teve como objetivo desvelar concepções de famílias de classe popular cuidadoras de pessoa idosa fragilizada no domicílio, relacionadas a aspectos do cuidado ao idoso no contexto familiar. A metodologia utilizada é o Estudo de Caso do Tipo Etnográfico. A coleta de dados foi realizada com Observação Participante e Entrevista com quatro famílias. Através da análise de conteúdo foram identificados quatro temas relacionados às concepções das famílias: o significado de saúde-adoecimento, de família, de velhice e do cuidado ao idoso fragilizado no domicílio.; This research has a quality input that aims to reveal the concepts of popular class families caregivers of frail elderly people at their home, concerning the aspects that involve the meaning of care taking to the frail elderly in the family context. The methodology used is a case study of the ethnological kind. The data were collected by means of participant observation and interview with four families. Through the data analysis four themes related to the families conceptions were identified: the meaning of health – sicken, the meaning of family, the meaning of old age, the meaning of taking care of a frail elderly family member.; Se trata de una investigación de carácter calitativo que tiene como metas desvelar las concepciones de familias de clase popular...

Opinião dos idosos mais velhos do meio rural sobre qualidade de vida

Costa, Francine Melo da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
Esta pesquisa foi realizada com base em uma investigação sobre as condições de vida, saúde e apoio dos idosos mais velhos de Encruzilhada do Sul (RS). Os objetivos foram conhecer e analisar a opinião dos idosos mais velhos que vivem na área rural deste município sobre qualidade de vida (QV), bem como caracterizar as condições socioeconômicas, demográficas e de saúde, e relacioná-las com as opiniões sobre QV. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, de abordagem quali-quantitativa. Foram utilizados os dados do banco do estudo de base, onde os idosos preencheram um instrumento multidimensional, e responderam a uma pergunta aberta: “o que significa QV para você?”. Foram utilizados para análise dos dados os softwares QSR NVivo 2.0 e SPSS 17.0. Este estudo foi aprovado pela Comissão de Pesquisa da Escola de Enfermagem da UFRGS. Os resultados mostraram que a maioria dos idosos opinou que QV era ter saúde. Em seguida, as categorias mais representativas foram: bem-estar, sentimentos positivos e ter dinheiro. Dos 95 idosos participantes, a maioria eram mulheres (63,2%), a faixa etária predominante foi de 80-84 anos, quanto ao estado civil predominaram os viúvos (60%), sendo que houve associação significativa entre os idosos casados que opinaram sentimentos positivos como QV (p=0...

Contribuição das morbidades na variância do desempenho funcional de idosos longevos

Stecanela, Marina Brambilla; Mariano, Lucas; Rosset, Idiane
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.43%

Concordância entre a avaliação do desempenho cogntivo pelo MEEM e pela autoavaliação da memória de idosos longevos urbanos e rurais

Mariano, Lucas; Stecanela, Marina Brambilla; Costa, Francine Melo da; Nakata, Priscila Tadei; Morais, Eliane Pinheiro de; Rosset, Idiane
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.43%

Estudo da dinamica alimentar do idoso hospitalizado : intervenção fonoaudiologica

Alessandra Rischiteli Bragança Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/07/2005 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
Foi realizada uma pesquisa clínica com o objetivo de estudar a aplicação de uma seqüência planejada de procedimentos fonoaudiológicos sobre as condições da dinâmica alimentar de 55 idosos, internados na Geriatria do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo. Realizou-se a graduação de severidade do quadro fonoaudiológico e os idosos pesquisados foram divididos em 4 grupos. Resultados: G1= 9 idosos passaram na avaliação inicial; G2 = 14 idosos passaram na avaliação inicial, mas necessitaram de acompanhamento específico; G3 = 22 idosos não passaram na avaliação inicial, foi realizada avaliação específica da dinâmica alimentar e ação terapêutica; G4 = 10 idosos não passaram na avaliação inicial, mas foram a óbito aguardando melhora do quadro clínico geral para realização de avaliação específica. Segundo o grau de severidade, 87,2% dos idosos mantiveram o quadro fonoaudiológico e 71% necessitaram orientação quanto à higienização oral. A manutenção do quadro fonoaudiológico é de suma importância para o quadro clínico geral do idoso hospitalizado, fragilizado e portador de doença degenerativa e crônica, bem como para sua alta hospitalar. É essencial a orientação de uma eficiente higienização oral e cuidados dentários; It was made a clinic research in order to study the application of a planned sequence of phonoaudiological procedures about the conditions of the alimentary dynamic of 55 elderlies interned at the Geriatrics of the Hospital do Servidor Público Estadual (Public Civil Servant?s Hospital) in São Paulo. It was made the severity graduation of the phonoaudiological condition and the researched elderlies were divided in 4 groups. Results: G1= 9 elderlies have passed on initial evaluation; G2 = 14 elderlies have passed on initial evaluation...

Frailty and cognitive impairment among community-dwelling elderly

Alencar,Mariana Asmar; Dias,Joao Marcos Domingues; Figueiredo,Luisa Costa; Dias,Rosangela Correa
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
The aim was to evaluate associations between frailty status and cognitive decline and the incidence of cognitive impairment over 12-month period. Two hundred seven older adults were assessed. Frailty was defined as having at least three of the following criteria: weight loss, weakness, exhaustion, slowness, and low level of activity. Cognitive decline was assessed using the Mini Mental State Examination (MMSE) and Clinical Dementia Rating Scale (CDR). Relative risk (RR) was calculated with a 95% confidence interval (CI). Frailty was associated with subsequent cognitive decline in 12-month when assessed using the MMSE (p=;0.005; RR=;4.6; 95%CI 1.93–11.2). No association was found between frailty and cognitive decline measured by the CDR (p=;0.393; RR=;2.1; 95%CI 0.68–6.7) or between frailty and the incidence of cognitive impairment (p=;0.675; RR=;1.2; 95%CI 0.18–8.3). These findings reveal an association between frailty and subsequent cognitive decline when measured by the MMSE, even within a short period of time.

Fatores associados à incapacidade funcional dos idosos no Brasil: análise multinível

Alves,Luciana Correia; Leite,Iúri da Costa; Machado,Carla Jorge
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.53%
OBJETIVO: Analisar a influência dos fatores demográficos, socioeconômicos, de condições de saúde e do contexto das unidades da federação na incapacidade funcional dos idosos. MÉTODOS: Estudo transversal que utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) de 2003, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A amostra foi constituída de 33.515 indivíduos com 60 anos ou mais de idade. A variável dependente foi a incapacidade funcional, mensurada pela dificuldade por subir ladeira ou escada. As variáveis independentes foram divididas em dois níveis: individual (características demográficas, socioeconômicas e relativas à saúde) e de contexto (Índice de Gini e Produto Interno Bruto per capita por unidade da federação em 2000). Um modelo de regressão logística multinomial multinível foi utilizado para estimar o efeito das variáveis independentes na incapacidade funcional dos idosos. RESULTADOS: A incapacidade funcional foi associada com fatores demográficos, socioeconômicos e de saúde. Em nível individual, o sexo, a educação, a renda, a ocupação, a autopercepção de saúde e as doenças crônicas foram os fatores mais fortemente relacionados. Em nível de contexto...

Fatores associados à perda funcional em idosos residentes no município de Maceió, Alagoas

Costa e Silva,Maria do Desterro da; Guimarães,Helen Arruda; Trindade Filho,Euclides Maurício; Andreoni,Solange; Ramos,Luiz Roberto
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
OBJETIVO: Identificar fatores associados à perda funcional em idosos residentes na zona urbana. MÉTODOS: Foi realizado estudo de delineamento transversal com amostra populacional de 319 idosos do município de Maceió, AL, em 2009. Para os dados de comprometimento funcional foi utilizada a escala Functional Brazilian Older American Resources and Services Multidimensional Functional Assessment Questionnaire. Foi utilizada análise descritiva, qui-quadrado e análise de regressão para razão de prevalência bruta, sendo o nível de significância adotado de p < 0,05. RESULTADOS: A maioria dos participantes era do sexo feminino (65,8%) e a média de idade foi de 72 anos (dp = 8,83). A prevalência de comprometimento moderado/grave foi de 45,5%, tendo como fatores associados a idade de 75 anos ou mais, até quatro anos de escolaridade, relatar ter duas ou mais doenças crônicas e ser solteiro. CONCLUSÕES: As características dos idosos com comprometimento funcional refletem desigualdades e potenciais impactos desse segmento populacional sobre os serviços de saúde.

Desempenho cognitivo e fragilidade em idosos clientes de operadora de saúde

Faria,Camila de Assis; Lourenço,Roberto Alves; Ribeiro,Pricila Cristina Correa; Lopes,Claudia S
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
OBJETIVO Analisar a associação entre a síndrome da fragilidade e desempenho cognitivo em idosos e respectivo efeito da escolaridade e da idade. MÉTODOS Foram analisados dados seccionais da fragilidade de idosos brasileiros da Fase 1 do Estudo FIBRA-RJ, relativos a 737 indivíduos residentes na cidade do Rio de Janeiro, RJ, com 65 anos ou mais, clientes de uma operadora de saúde, avaliados entre janeiro de 2009 e janeiro de 2010. Foram coletadas informações sobre características socioeconômicas e demográficas, condições médicas e capacidade funcional. O desempenho cognitivo foi avaliado através do Mini Exame do Estado Mental. Foram considerados frágeis os indivíduos que apresentaram três ou mais das seguintes características: perda de peso não intencional (≥ 4,5 kg no último ano); sensação de exaustão autorrelatada; baixo nível de força de preensão palmar; baixo nível de atividade física e lentificação da marcha. A associação entre fragilidade e desempenho cognitivo foi avaliada por regressão logística multivariada, com ajuste por condições médicas...

Incontinência urinária e os critérios de fragilidade em idosos em atendimento ambulatorial

Silva,Vanessa Abreu da; Souza,Katia Lacerda de; D’Elboux,Maria José
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
Este estudo teve como objetivos verificar a ocorrência de incontinência urinária (IU) e suas características em idosos pré-frágeis e frágeis atendidos em um ambulatório de geriatria, comparar a presença dos critérios de fragilidade entre os idosos com e sem IU e identificar entre os critérios de fragilidade a chance de risco para IU nesses idosos. Participaram do estudo 100 idosos, com média de idade 76,2 anos; 65 idosos relataram IU, 71,3% desses apresentavam três ou mais critérios de fragilidade. A ocorrência de IU foi superior nos idosos frágeis (p=0,0011). A análise multivariada mostrou que os critérios lentidão (OR=4,99) e exaustão (OR=4,85) apresentaram relação estatisticamente significativa com IU. A ocorrência de IU foi elevada e aqueles idosos que apresentam lentidão têm chance risco quase cinco vezes maior de apresentar IU e os que referem exaustão tem chance de risco cinco vezes maior de IU quando comparados aos que não apresentam esses critérios.

Estratégias de enfrentamento, dificuldades funcionais e fatores associados em idosos institucionalizados

Vivan,Analise de Souza; Argimon,Irani Iracema de Lima
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
O objetivo deste estudo é verificar as estratégias de enfrentamento utilizadas pelos idosos em face das dificuldades funcionais e a existência de associação entre o uso das estratégias e variáveis como sintomas depressivos, sexo, escolaridade, idade, estado civil e percepção da saúde. Participaram do estudo 103 idosos institucionalizados, que apresentavam necessidade de assistência em no mínimo uma atividade de vida diária. O delineamento foi transversal, com a utilização dos seguintes instrumentos: Ficha de Dados Pessoais, Escala de Atividades da Vida Diária, Breve Entrevista Internacional de Neuropsiquiatria Modificada, Mini-Exame do Estado Mental, Inventário de Estratégias de Coping e Escala de Depressão Geriátrica. As estratégias de enfrentamento mais utilizadas pela amostra foram a de autocontrole e resolução de problemas. Encontraram-se associações significativas entre as variáveis escolaridade e depressão. Os resultados da pesquisa sugerem que a avaliação das estratégias utilizadas em face de eventos estressores pode auxiliar na análise da situação e na adequação das estratégias escolhidas, ajudando também em processos de mudança no contexto clínico.

Sentido de vida, dependência funcional e qualidade de vida em idosos

Melo,Rômulo Lustosa Pimenteira de; Eulálio,Maria do Carmo; Silva,Hermesson Daniel Medeiros da; Silva Filho,José Marcos da; Gonzaga,Pamela de Sousa
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.53%
Este estudo objetivou avaliar os índices de sentido de vida (SV), qualidade de vida (QV) e dependência funcional (DF) de idosos, e observar se o SV poderia atuar como recurso protetor capaz de diminuir os efeitos da DF na QV. Caracteriza-se por ser transversal, de base domiciliar, com 210 participantes que possuem média de idade de 74 anos (dp= 7,70), a maioria do sexo feminino (68,4%) e com renda média de 868 reais (dp = 1,100). Os instrumentos utilizados foram: Mini-Exame do Estado Mental, medida de independência funcional, questionário de qualidade de vida para idosos, teste de propósito de vida e um questionário sociodemográfico. Os resultados indicaram que a maioria da amostra apresentou altos índices de QV, SV e baixos índices de DF, além disso, a relação entre DF e QV para os idosos com alto SV não foi significativa [β = -0,19; t(93) = -1,92; p > 0,05]. Portanto, a QV dos idosos que apresentaram níveis altos de SV se torna mais protegida contra as alterações dos níveis de DF. Sendo assim, o sentido de vida atuou como recurso psicológico protetor.

Declínio de atividades instrumentais de vida diária associado à perda de força de preensão palmar em idosos internados em enfermaria geriátrica

Viveiro,Larissa Alamino Pereira de; Almeida,Andréia Silva de; Meira,Débora Martins; Lavoura,Patrícia Harry; Carmo,Carolina Mendes do; Silva,Janete Maria da; Tanaka,Clarice
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.53%
OBJETIVO: Verificar a associação entre a capacidade de executar as atividades instrumentais de vida diária (AIVDs) e a força de preensão palmar em idosos sem comprometimento cognitivo internados em enfermaria geriátrica. MÉTODOS: Estudo transversal. Foram incluídos pacientes idosos, com idade igual ou superior a 60 anos, de ambos os gêneros, admitidos em enfermaria de Geriatria. Foram excluídos indivíduos com doenças neurológicas, osteomusculares agudas e respiratórias exacerbadas; com indicação médica de repouso ou com uso de algum aparato clínico, bem como aqueles com déficits cognitivos e/ou delirium. Os dados foram coletados do prontuário e foi realizada a avaliação da capacidade de realizar atividades instrumentais de vida diária, por meio da Escala de Lawton, e a avaliação da força de preensão palmar, por meio da dinamometria do membro superior dominante. Os dados foram descritos em média e desvio- padrão. O teste de correlação de Pearson foi aplicado para verificar associação entre a capacidade de realizar AIVDs e a força de preensão palmar. RESULTADOS: Participaram do estudo 12 idosos (75% mulheres) com idade média de 80...

Risco cardiovascular, adesão ao tratamento medicamentoso anti-hipertensivo e fragilidade em idosos hipertensos; Cardiovascular risk, adherence to antihypertensive medication and frailty in hypertensive elderly

Thaís Cristina Coelho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.43%
A presença da hipertensão arterial sistêmica, doença arterial periférica e de outras comorbidades, podem potencializar as chamadas síndromes geriátricas, como a síndrome da fragilidade. Embora seja um fator de risco modificável para doenças cardiovasculares, o percentual de controle da pressão arterial é baixo, sendo uma das causas, a baixa adesão ao tratamento. Tendo em vista que estas condições estão relacionadas ao desenvolvimento de incapacidades, piora da qualidade de vida dos idosos e aumento dos custos para os serviços de saúde, o objetivo desse trabalho foi investigar as relações entre hipertensão arterial, risco cardiovascular e adesão ao tratamento medicamentoso anti-hipertensivo na fragilidade do idoso. Participaram do estudo 111 idosos hipertensos, usuários de um ambulatório de atenção secundária. Foram realizadas medidas da pressão arterial e do índice tornozelo-braço (ITB), índice de massa corporal, avaliação da adesão ao tratamento medicamentoso anti-hipertensivo através do Teste de Morisk-Green e dos critérios de fragilidade (perda de peso não intencional, fadiga, diminuição da força de preensão manual, lentidão de marcha e inatividade física). Idosos que apresentaram 3 ou mais critérios de fragilidade foram considerados frágeis...

Fatores associados à incapacidade funcional dos idosos no Brasil: análise multinível; Factores asociados a la incapacidad funcional de los ancianos en Brasil: análisis multinivel; Factors associated with functional disability of elderly in Brazil: a multilevel analysis

Alves, Luciana Correia; Leite, Iúri da Costa; Machado, Carla Jorge
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.53%
OBJETIVO: Analisar a influência dos fatores demográficos, socioeconômicos, de condições de saúde e do contexto das unidades da federação na incapacidade funcional dos idosos. MÉTODOS: Estudo transversal que utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) de 2003, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A amostra foi constituída de 33.515 indivíduos com 60 anos ou mais de idade. A variável dependente foi a incapacidade funcional, mensurada pela dificuldade por subir ladeira ou escada. As variáveis independentes foram divididas em dois níveis: individual (características demográficas, socioeconômicas e relativas à saúde) e de contexto (Índice de Gini e Produto Interno Bruto per capita por unidade da federação em 2000). Um modelo de regressão logística multinomial multinível foi utilizado para estimar o efeito das variáveis independentes na incapacidade funcional dos idosos. RESULTADOS: A incapacidade funcional foi associada com fatores demográficos, socioeconômicos e de saúde. Em nível individual, o sexo, a educação, a renda, a ocupação, a autopercepção de saúde e as doenças crônicas foram os fatores mais fortemente relacionados. Em nível de contexto...

Reabilitação cognitiva em idosos institucionalizados: um estudo piloto; Cognitive rehabilitation on elderly institutionalized people: a pilot study

Loureiro, Ana Paula Leal; Lima, Anne Abreu de; Silva, Rita de Cássia Gaspar da; Najjar, Enise Cássia Abdo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.53%
Este estudo descreve os efeitos da intervenção de terapia ocupacional no desempenho cognitivo, e analisa a influência deste desempenho na capacidade funcional de idosos institucionalizados. Trata-se de um estudo clínico randomizado, descritivo, longitudinal, realizado em uma instituição pública de longa permanência de idosos. Os 12 idosos que participaram do estudo foram divididos em dois grupos: experimental e controle. Para obtenção dos dados, foram utilizados: um questionário com dados sociodemográficos; o Mini-Exame do Estado Mental, o Teste de Fluência Verbal e o Teste do Relógio, para avaliação do desempenho cognitivo; e a Escala de Katz da Atividade de Vida Diária e o Questionário de Atividades Funcionais de Pfeffer, para avaliação da capacidade funcional. Os idosos do grupo experimental foram submetidos a uma intervenção com 23 sessões de reabilitação cognitiva. O grupo que recebeu a intervenção apresentou resultados estatisticamente significativos no desempenho cognitivo, mas não houve resultados estatisticamente significativos no desempenho da capacidade funcional quando comparados com o grupo controle. Conclui-se que a intervenção de terapia ocupacional teve efeitos significativos no desempenho cognitivo de idosos institucionalizados e que...

EVALUACIÓN DE LA FRAGILIDAD DE ANCIANOS INTERNADOS EN SERVICIO DE EMERGENCIA DE UN HOSPITAL UNIVERSITARIO; FRAILTY ASSESSMENT OF ELDERLY HOSPITALIZED AT AN EMERGENCY SERVICE OF A UNIVERSITY HOSPITAL; AVALIAÇÃO DA FRAGILIDADE DE IDOSOS INTERNADOS EM SERVIÇO DE EMERGÊNCIA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Antunes, Juliane de Fátima Santos; Universidade Federal de São Paulo; Pinto Okuno, Meiry Fernanda; Universidade Federal de São Paulo; Barbosa Teixeira Lopes, Maria Carolina; Universidade Federal de São Paulo; Vancini Campanharo, Cássia Regina; Univer
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Estudo trnasversal e quantitativo; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 28/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
26.71%
O objetivo do estudo foi avaliar a fragilidade de idosos internados no Serviço de Emergência de umhospital universitário do estado de São Paulo. O período da coleta de dados foi de março a junho de 2014.Estudo transversal com 101 idosos, por período igual ou superior a 24 horas. Análise realizada pela aplicaçãoda Edmonton Frail Scale. A média de idade foi 75 anos, 50,5% sexo feminino, 58,4% não terminou o ensinofundamental, 89,1% aposentados ou pensionistas e 84,2% acompanhados de cuidador. Antecedentes frequentesforam: hipertensão arterial (65,3%), diabetes mellitus (65,3%) e tabagismo (44,6%). Em relação à fragilidade, amédia do escore total foi 9,85, indicando fragilidade moderada. Os idosos com doenças neurológicas, demência,idade mais avançada e que tinham cuidador apresentaram maior fragilidade. O rastreamento da fragilidade propiciaplanejamento com vistas à prevenção de incapacidade e o agravamento das condições de saúde dos idosos.; El objetivo del estudio fue evaluar la fragilidadde ancianos internados en el Servicio de Emergenciade un hospital universitario del estado de São Paulo. Elperiodo en que los datos fueron obtenidos fue de marzoa junio de 2014. Estudio transversal con 101 ancianos, porperiodo igual o superior a 24 horas. Análisis realizado poraplicación de la Edmonton Frail Scale. La media de edadfue 75 años...

Fatores associados à incapacidade funcional dos idosos no Brasil: análise multinível

Alves,Luciana Correia; Leite,Iúri da Costa; Machado,Carla Jorge
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.53%
OBJETIVO: Analisar a influência dos fatores demográficos, socioeconômicos, de condições de saúde e do contexto das unidades da federação na incapacidade funcional dos idosos. MÉTODOS: Estudo transversal que utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) de 2003, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A amostra foi constituída de 33.515 indivíduos com 60 anos ou mais de idade. A variável dependente foi a incapacidade funcional, mensurada pela dificuldade por subir ladeira ou escada. As variáveis independentes foram divididas em dois níveis: individual (características demográficas, socioeconômicas e relativas à saúde) e de contexto (Índice de Gini e Produto Interno Bruto per capita por unidade da federação em 2000). Um modelo de regressão logística multinomial multinível foi utilizado para estimar o efeito das variáveis independentes na incapacidade funcional dos idosos. RESULTADOS: A incapacidade funcional foi associada com fatores demográficos, socioeconômicos e de saúde. Em nível individual, o sexo, a educação, a renda, a ocupação, a autopercepção de saúde e as doenças crônicas foram os fatores mais fortemente relacionados. Em nível de contexto...