Página 4 dos resultados de 25922 itens digitais encontrados em 0.014 segundos

Long-term follow-up of patients with chronic hepatitis C with sustained virologic response to interferon

FERREIRA, Sandro da Costa; CARNEIRO, Marcos de Vasconcelos; SOUZA, Fernanda Fernandes; TEIXEIRA, Andreza Corrêa; VILLANOVA, Marcia Guimarães; FIGUEIREDO, José Fernando de Castro; PASSOS, Afonso Dinis Costa; RAMALHO, Leandra Naira Zambelli; ZUCOLOTO, Se
Fonte: Brazilian Society of Infectious Diseases Publicador: Brazilian Society of Infectious Diseases
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
BACKGROUND AND AIM: The durability of the sustained virologic response (SVR) in patients with chronic hepatitis C after treatment and the ideal follow-up time for these patients remains undefined. The objective of the study was to evaluate the durability of the virologic response in patients with chronic hepatitis C followed up for at least 12 months after SVR at HCFMRP-USP. METHODS: The study was conducted on 174 patients with chronic hepatitis C treated with different antiviral regimens who had achieved SVR. Qualitative serum HCV-RNA was determined by the commercial kit (COBAS AMPLICOR HCV, v2.0). RESULTS: There was predominance of male (73%) with a mean age of 45.6 ± 10 years. Liver cirrhosis was present in 16.1% of the study subjects. Mean follow-up time after SVR was 47 months (12-156 months). Twenty-two patients received monotherapy with interferon; 94 received interferon plus ribavirin, and 58 received pegylated interferon plus ribavirin. A total of 134 patients (77.0%) received one treatment course, 29 (16.7%) received two courses, and 11 (6.3%) received three courses. The distribution of HCV genotypes was: genotype 1 (40.2%), genotype 3 (40.8%) and genotype 2 (10.3%). Genotype was undetermined in 8.7% of cases. None of the 174 patients had recurrence of HCV infection. Two cirrhotic patients developed hepatocellular carcinoma (HCC) during follow-up. CONCLUSIONS: Among patients with SVR there was no recurrence of HCV infection or evidence of liver disease progression in any patient followed up for a mean of 47 months after SVR...

Polimorfismo da interleucina-18 e do interferon gama na síndrome da lipodistrofia associada à terapia anti-retroviral em portadores do HIV-1; Polymorphism of the interleukin-18 and interferon-gamma in antiretroviral-associated lipodystrophy syndrome in HIV-1-infected patients.

Castelar, Luciana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
A introdução da terapia anti-retroviral de alta potência no tratamento da infecção pelo HIV reduziu significativamente as taxas de morbi-mortalidades relacionadas à imunodeficiência. Entretanto, o tratamento medicamentoso é acompanhado de vários efeitos colaterais, dentre eles, a síndrome da lipodistrofia (SL), caracterizada por alterações morfológicas e metabólicas. Apesar de sua patogenia não estar totalmente esclarecida, é sabido que aumento dos níveis de algumas citocinas inflamatórias estão relacionados com o desenvolvimento da SL. Diversos sítios polimórficos têm sido descritos por influenciarem a transcrição de genes, levando a variações nos níveis de produção de citocinas, como os da região promotora da interleucina-18 (IL-18 -607 C/A e IL-18 -137 C/G) e do gene do interferon gama (IFN- +874 T/A). Diante disso, esse estudo tipificou os polimorfismos da IL-18 e do IFN- em 88 pacientes portadores do HIV com a SL, em 79 portadores do HIV sem a SL, todos sob terapia anti-retroviral e em 133 indivíduos saudáveis, por meio da técnica de reação em cadeia da polimerase com iniciadores de seqüência específica. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. A presença do alelo -607A e do genótipo -607AA na IL-18 estava significativamente aumentada nos pacientes portadores do HIV com SL quando comparados aos sem a SL...

Efeito da estimulação transcraniana por corrente contínua nos sintomas associados ao tratamento com interferon peguilado em portadores de hepatite C crônica

Brietzke, Aline Patrícia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
Introdução: O tratamento da hepatite C crônica com intereferon dura de 48 a 72 semanas, dependendo do genótipo. Os efeitos adversos mais prevalentes são dores pelo corpo, sintomas depressivos e piora na qualidade de vida. O tratamento torna o paciente incapacitado para suas tarefas diárias e atrapalha a adesão ao tratamento. Dessa forma, faz-se necessário buscar novas alternativas para minimizar os danos tornando o tratamento menos agressivo ao paciente e diminuindo os sintomas. Objetivo: Foram testadas duas hipóteses. A primeira foi explorar se a estimulação transcraniana por corrente continua (ETCC) seria mais eficaz em pacientes tratados com interferon peguilhado (PegINF) no tratamento da hepatite C crônica do que um placebo-sham para a redução dos sintomas dolorosos avaliados por meio dos níveis de dor e do limiar de dor a pressão. A segunda foi testar se os efeitos da ETCC nos sintomas relacionados ao uso de PegINF estariam relacionados ao processo de neuroplasticidade avaliado por meio dos níveis séricos de BDNF. Métodos: Foram recrutados 28 pacientes com hepatite C crônica, destros, com idades entre 40-74 anos, com escore de dor na escala numérica acima de 4 e com e limitações funcionais para realizar atividades de rotina devido à dor. Estes pacientes foram randomizados para um dos grupos de tratamento – placebo-sham (n=14) ou ETCC ativo (n=14). O tratamento consistiu em uma sessão diária de ETCC durante cinco dias consecutivos com a estimulação de 2mA aplicada na área do córtex motor primário(M1) do lado dominante. Os instrumentos de avaliação utilizados foram questionário para avaliar nível socioeconômico e dados demográficos...

Eficácia terapêutica do interferon alfa em criança com hemangioma gigante craniofacial: relato de caso

Fonseca Junior,Nilson Lopes da; Cha,Sung Bok; Cartum,Jairo; Rehder,José Ricardo Carvalho Lima
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
O hemangioma é o tumor benigno mais freqüente da infância. O hemangioma capilar geralmente apresenta-se como uma mancha ou tumoração violácea bem delimitada. O diagnóstico destas lesões é clínico. O hemangioma gigante é rara e extensa variação do hemangioma capilar, que geralmente ocorre em recém-nascidos e lactentes. Várias são as modalidades terapêuticas, como a injeção intralesional de corticóide, laserterapia, injeção intralesional de soluções esclerosantes, corticoterapia sistêmica, cirurgia, radioterapia e embolização. Novas modalidades terapêuticas têm sido desenvolvidas, com o objetivo de se obter melhores resultados e possibilitar o tratamento de lesões de difícil acesso cirúrgico e refratárias às modalidades terapêuticas utilizadas rotineiramente. Os melhores resultados tem sido obtidos com o interferon alfa. Este é um caso de uma paciente com três meses de idade, que apresentava desde o nascimento, tumoração arroxeada e amolecida em pálpebra superior do olho direito, lesões cutâneas planas e arroxeadas em região temporal e parietal direita. Realizada tomografia computadorizada de crânio evidenciando processo expansivo orbitário vascularizado com extensão para fossa média, seio cavernoso e fossa posterior. O tratamento inicial foi a corticoterapia oral durante quarenta dias...

Tratamento de pacientes com hepatite crônica pelo vírus C com interferon-alfa e ribavirina: a experiência da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul

Alves,Alexandro Vaesken; Azevedo,Andrea Prates da Cunha de; Perin,Chistiano; Ramos,Gabriel Zatti; Brandão,Ajacio Bandeira de Mello; Mattos,Angelo Alves de; Almeida,Paulo Roberto Leiria de
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
RACIONAL: A infecção crônica pelo vírus da hepatite C é importante problema de saúde pública. OBJETIVOS: Analisar os resultados do tratamento combinado interferon-alfa/ribavirina e identificar fatores preditivos de resposta em pacientes adultos com hepatite crônica C de um programa público de fornecimento de medicamentos. PACIENTES E MÉTODOS: Estudo retrospectivo de registros consecutivos de 400 pacientes com hepatite crônica C tratados com interferon/ribavirina em programa estabelecido pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, no período de 1999 a 2000. RESULTADOS: A distribuição entre homens e mulheres foi similar, e a média de idade foi de 46,5 ± 10,3 anos. Observou-se resposta ao final do tratamento e resposta sustentada em 49% e 32% dos pacientes, respectivamente. Resposta sustentada foi significativamente maior nas mulheres e em pacientes infectados com genótipos não-1, não se tendo observado diferença quando avaliada a idade e o grau de atividade e estágio histológico. CONCLUSÃO: Em pacientes adultos com hepatite crônica C, a resposta ao tratamento combinado interferon-alfa/ribavirina foi observada em um terço deles. Taxas maiores de resposta foram observadas em mulheres e em pacientes infectados com genótipos não-1.

Interferon convencional versus interferon peguilado associados à ribavirina no tratamento de pacientes coinfectados pelo vírus da hepatite C (genótipo 1) e da imunodeficiência humana

Almeida,Paulo Roberto Lerias de; Tovo,Cristiane Valle; Rigo,Juliana Oliveira; Zanin,Pauline; Alves,Alexandro Vasquen; Mattos,Angelo Alves de
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
CONTEXTO: Tem sido sugerido que os pacientes coinfectados por vírus da hepatite C e da imunodeficiência humana (VHC/HIV) devam ser tratados com interferon peguilado associado à ribavirina (PEG+RBV) porque as taxas de resposta virológica sustentada seriam maiores do que aquelas obtidas com interferon convencional associado à ribavirina (IFN+RBV). No entanto, há escassez de trabalhos na literatura comparando as duas opções de tratamento nesta população de pacientes, em especial fora do cenário de ensaios clínicos. OBJETIVO: Avaliar a resposta virológica sustentada ao tratamento com IFN+RBV versus PEG+RBV em pacientes coinfectados pelo vírus da hepatite C genótipo 1 e vírus da imunodeficiência humana (VHC-1/HIV), no âmbito do programa do Ministério da Saúde. MÉTODOS: Trata-se de estudo de coorte misto, onde foram revisados prontuários de pacientes coinfectados por VHC-1/HIV tratados com IFN+RBV (antes de 2002) ou PEG+RBV (a partir de 2002) pelo período de 48 semanas, no âmbito da Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul. Foram avaliadas as características demográficas (idade, gênero e peso), contagem de células CD4 e histopatologia - atividade inflamatória (A) e fibrose - segundo classificação METAVIR. O nível de significância adotado na análise estatística foi de 5%. RESULTADOS: Foram avaliados 81 pacientes coinfectados por VHC-1/HIV...

Effectiveness of alpha interferon (+ ribavirin) in the treatment of chronic viral hepatitis C genotypes 2 and 3 in a brazilian sample

Gonçalves,Candice Beatriz Treter; Amaral,Karine Medeiros; Sander,Guilherme Becker; Martins,Norberto Luis Campos; Pereira,Lisandra; Picon,Paulo Dornelles
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
CONTEXT: Pharmacovigilance studies aim to detect, assess, understand and prevent risks of adverse effects of medications or any other possible drug related problem. Alpha interferon is being produced by Bio-Manguinhos/Fiocruz, Rio de Janeiro, RJ, Brazil and used in the treatment of chronic hepatitis C at Brazilian National Health System. OBJECTIVE: To study the safety profile and effectiveness of alpha interferon in a sample of Brazilian patients with chronic hepatitis C genotypes 2 and 3, in Porto Alegre, RS, Brazil. METHOD: We followed a cohort of chronic hepatitis C genotypes 2 and 3 patients treated with alpha interferon plus ribavirin in a specialized outpatient clinic in southern Brazil. Adverse events were collected and classified according to severity in monthly structured interviews. To measure effectiveness, hepatitis C viral load was evaluated before, at the end and 24 weeks after the treatment. RESULTS: We followed 141 patients during the study period, of which 52.5% were female with mean age of 52 years. The most frequent adverse events were fatigue (84%), headache (79%) and myalgia (75%). There were 13 treatment interruptions due to adverse events, 9 of those considered serious adverse events. Virological response at end of treatment was 54.6% and after 24 weeks 39.7%...

Interferon beta 1-a na esclerose múltipla: experiência de um ano em 62 pacientes

TILBERY,CHARLES P.; FELIPE,EDUARDO; MOREIRA,MARCOS A.; MENDES,MARIA F.; FRANÇA,ANDREA S.
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
Relatamos os resultados de estudo com o interferon beta 1-a em 62 pacientes ambulatoriais com a forma remitente-recorrente da esclerose múltipla durante um ano. Os critérios de inclusão para este tratamento foram de escore do EDSS entre 0 e 5,5 e de pelo menos relato de dois surtos nos dois últimos anos. Administramos 3 milhões de unidades internacionais de interferon beta 1-a três vezes por semana. Os objetivos deste estudo foram verificar o efeito da medicação no número de surtos e avaliar a eficácia da droga na progressão da doença. O índice anual de surtos nos pacientes que não tomaram a medicação foi 1,32 e naqueles medicados 0,63. O escore do EDSS em pacientes não medicados foi 4,7 e naqueles com medicamento 2,0. O interferon beta 1-a foi bem tolerado e 85% dos pacientes completaram um ano de tratamento.

Long term follow-up and patterns of response of ALT in patients with chronic hepatitis NANB/C treated with recombinant interferon-alpha

Silva,L.C. da; Ono,S.K.; Fonseca,L.E.P.; Carrilho,F.J.; Mendes,L.C.A.; França,A.V.C.; Madruga,C.L.A.; Laudanna,A.A.
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1995 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
The response to interferon treatment in chronic hepatitis NANB/C has usually been classified as complete, partial or absent, according to the behavior of serum alanine aminotransferase (ALT). However, a more detailed observation of the enzymatic activity has shown that the patterns may be more complex. The aim of this study was to describe the long term follow-up and patterns of ALT response in patients with chronic hepatitis NANB/C treated with recombinant interferon-alpha. A follow-up of 6 months or more after interferon-a was achieved in 44 patients. We have classified the serum ALT responses into six patterns and the observed frequencies were as follows: I. Long term response = 9 (20.5%); II. Normalization followed by persistent relapse after IFN = 7 (15.9%); III. Normalization with transient relapse = 5 (11.9%); IV. Temporary normalization and relapse during IFN = 4 (9.1%); V. Partial response (more than 50% of ALT decrease) = 7 (15.9%); VI. No response = 12 (27.3%). In conclusion, ALT patterns vary widely during and after IFN treatment and can be classified in at least 6 types.

Studies on the replication of Mayaro virus grown in interferon treated cells

Rebello,M. C. S.; Fonseca,M. E. F.; Marinho,J. O.; Rebello,M. A.
Fonte: Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde Publicador: Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1994 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
Mayaro virus grown in interferon treated infected cells has been characterized with regard to its ability to replicate in vertebrate (TC7) and invertebrate (Aedes albopictus) cells. Virus purified from interferon treated TC7 cells adsorbs and penetrates to the same extent as the control virus. During infection, these virus particles caused inhibition of host protein synthesis and synthesized the same spectrum of viral proteins as normal virus. This population however, was apparently more sensitive to interferon treatment. Electron microscopy of TC7 cells showed the presence of numerous aberrant virus particles budding from the plasma membrane.

Interferon-alpha receptor 1 mRNA expression in peripheral blood mononuclear cells is associated with response to interferon-alpha therapy of patients with chronic hepatitis C

Massirer,K.B.; Hirata,M.H.; Silva,A.E.B.; Ferraz,M.L.G.; Nguyen,N.Y.; Hirata,R.D.C.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
Interferon (IFN)-alpha receptor mRNA expression in liver of patients with chronic hepatitis C has been shown to be a response to IFN-alpha therapy. The objective of the present study was to determine whether the expression of mRNA for subunit 1 of the IFN-alpha receptor (IFNAR1) in peripheral blood mononuclear cells (PBMC) is associated with the response to IFN-alpha in patients with chronic hepatitis C. Thirty patients with positive anti-HCV and HCV-RNA, and abnormal levels of alanine aminotransferase in serum were selected and treated with IFN-alpha2b for one year. Those with HBV or HIV infection, or using alcohol were not included. Thirteen discontinued the treatment and were not evaluated. The IFN-alpha response was monitored on the basis of alanine aminotransferase level and positivity for HCV-RNA in serum. IFNAR1-mRNA expression in PBMC was measured by reverse transcription-polymerase chain reaction before and during the first three months of therapy. The results are reported as IFNAR1-mRNA/ß-actin-mRNA ratio (mean ± SD). Before treatment, responder patients had significantly higher IFNAR1-mRNA expression in PBMC (0.67 ± 0.15; N = 5; P < 0.05) compared to non-responders (0.35 ± 0.17; N = 12) and controls (0.30 ± 0.16; N = 9). Moreover...

Gain-of-Function Mutations in IFIH1 Cause a Spectrum of Human Disease Phenotypes Associated with Upregulated Type I Interferon Signaling

Rice, G; Toro Duany, Y; Jenkinson, E; Forte, G; Anderson, B; Ariaudo, G; Bader-Meunier, B; Baildam, E; Battini, R; Beresford, M; Casarano, M; Chouchane, M; Cimaz, R; Collins, AM; Cordeiro, N; Dale, R; Davidson, J; De Waele, L; Desguerre, I; Faivre, L; Faz
Fonte: Nature Publishing Group Publicador: Nature Publishing Group
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
The type I interferon system is integral to human antiviral immunity. However, inappropriate stimulation or defective negative regulation of this system can lead to inflammatory disease. We sought to determine the molecular basis of genetically uncharacterized cases of the type I interferonopathy Aicardi-Goutières syndrome, and of other patients with undefined neurological and immunological phenotypes also demonstrating an upregulated type I interferon response. We found that heterozygous mutations in the cytosolic double-stranded RNA receptor gene IFIH1 (MDA5) cause a spectrum of neuro-immunological features consistently associated with an enhanced interferon state. Cellular and biochemical assays indicate that these mutations confer a gain-of-function - so that mutant IFIH1 binds RNA more avidly, leading to increased baseline and ligand-induced interferon signaling. Our results demonstrate that aberrant sensing of nucleic acids can cause immune upregulation.

Hemangioma Cervico-Laringo-Facial na Criança: Tratamento com Interferon a-2b

Barreirinho, M. Sameiro; Taveira, Miguel; Carvalho, Carmen; Barbot, Clara; Ramos, Ana; Rocha, Herculano; Rosário, Conceição
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
Os hemangiomas são os tumores mais frequentes da infância, geralmente de pequenas dimensões e com regressão espontânea.Alguns, pelo seu tamanho e/ou localização, associam-se a complicações que põem em risco a vida da criança.Os autores apresentam o caso clínico de uma criança do sexo feminino, com hemangioma extenso da face, complicado de ulceração e necrose do repto nasal e lábio superior, redução importante da fenda palpebral direita, dificuldade respiratória com estridor marcado e necessidade de ventilação mecânica.A gravidade clínica e a ausência de resposta ao tratamento com prednisolona oral motivaram a instituição de interferon a-2b (3 000 000 UI/m2/dia, subcutâneo) durante 20 meses com desaparecimento da dificuldade respiratória e redução progressiva do hemangioma. O estudo efectuado revelou vasos cerebrais anormais nomeadamente as artérias carótida interna, comunicante posterior e cerebral posterior direitas.Aos dois anos de idade foi detectada uma diplegia espástica.Suspendeu-se o tratamento com interferon e iniciou fisioterapia. Actualmente, com três anos de idade, apresenta regressão franca do hemangioma, progressos importantes na marcha e o restante desenvolvimento psicomotor é normal.Este caso reporta a eficácia do interferon a no tratamento de hemangiomas graves em alternativa à corticoterapia sistémica. Menciona-se a diplegia espástica como um possível efeito colateral recentemente imputado ao interferon e a importância do exame neurológico durante este tratamento...

IFN-gamma regulates murine interferon-inducible T cell alpha chemokine (I-TAC) expression in dendritic cell lines and during experimental autoimmune encephalomyelitis (EAE)

Hamilton, Nicholas H R; Banyer, Joanne; Hapel, Andrew; Mahalingam, Surendran; Ramsay, Alistair; Ramshaw, Ian; Thomson, Scott
Fonte: Blackwell Publishing Ltd Publicador: Blackwell Publishing Ltd
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
Murine interferon-inducible T cell alpha chemokine (I-TAC) is a potent non-ELR Cys-X-Cys (CXC) chemokine that predominantly attracts activated T lymphocytes and binds to the receptor CXCR3. Using semiquantitative reverse transcription-polymerase chain rea

Polimorfismos do fator de necrose tumoral alfa, da interleucina-18 e do interferon gama na coinfecção HIV/HCV; Polymorphisms of the tumor necrosis factor-alpha, of the interleukin-18 and of the interferon-gamma in HIV/HCV coinfection

Tsuda, Luciana Castelar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
As complicações hepáticas secundárias à infecção crônica pelo vírus da hepatite C (HCV) são uma importante causa de morte em portadores da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Pacientes com coinfecção HIV/HCV apresentam progressão acelerada da fibrose hepática, na qual há participação da resposta inflamatória do sistema imunológico, e requerem maior atenção no tratamento da hepatite C e de suas reações adversas. Assim, os objetivos principais do estudo foram tipificar e comparar os polimorfismos -607 e -137 da interleucina-18 (IL-18), +874 do interferon gama (IFN-?? e -308 e -238 do fator de necrose tumoral alfa (TNF- ?? em quatro grupos (coinfecção HIV/HCV, monoinfecção pelo HIV, monoinfecção pelo HCV e controles saudáveis); investigar a associação dos alelos e genótipos desses polimorfismos com a resposta ao tratamento da hepatite C (respondedor e não respondedor), graus de atividade necroinflamatória (METAVIR A0A1 vs. A2A3) e de fibrose hepática (METAVIR F0-F2 vs. F3F4) em portadores do HCV e identificar os sinais e sintomas relacionados às reações adversas do tratamento da hepatite C. Os dados foram coletados nos prontuários médicos e no sistema informatizado do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e os polimorfismos tipificados pela técnica de reação em cadeia da polimerase com iniciadores de sequência específica. Participaram do estudo 400 indivíduos...

Role of type I and type II interferon responses in recovery from infection with an encephalitic flavivirus

Lobigs, Mario; Mullbacher, Arno; Wang, Yang; Pavy, Megan; Lee, Eva
Fonte: Society for General Microbiology Publicador: Society for General Microbiology
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
We have investigated the contribution of the interferon (IFN)-α/β system, IFN-γ and nitric oxide to recovery from infection with Murray Valley encephalitis virus, using a mouse model for flaviviral encephalitis where a small dose of virus was administe

Expression of the interferon-inducible chemokines MuMig and Crg-2 following vaccina virus infection in viro

Mahalingam, Surendran; Karupiah, Gunasegaran
Fonte: Blackwell Publishing Ltd Publicador: Blackwell Publishing Ltd
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
MuMig (monokine induced by gamma interferon) and Crg-2 (cytokine responsive gene) are chemokines of the CXC subfamily. They share activity as T and NK cell chemoattractants. Crg-2 has been shown to be inducible by IFN, TNF, IL-1 and LPS, whereas the expression of MuMig is thought to be strictly dependent on IFN-γ. In the present study, the kinetics of expression of the genes for MuMig and Crg-2 were analysed by northern blot analysis in organs of normal mice and in groups of gene knockout mice deficient in IFN-γ (IFN- γ-/-) or receptors for IFN-α/β and IFN-γ (double R(-/-); DR+) after vaccinia virus infection. MuMig mRNA was not expressed in IFN-γ(-/-) mice in all organs examined, whereas Crg-2 mRNA levels were marginally reduced. In contrast, MuMig and Crg-2 mRNA transcripts were completely abolished in the DR(-/-) mice.

Aplicación del Interferón en el tratamiento de la infección por virus del papiloma humano

Torriente Hernández,Beatríz; Valentín Martínez,Rodolfo
Fonte: Revista Cubana de Obstetricia y Ginecología Publicador: Revista Cubana de Obstetricia y Ginecología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
Los virus del papiloma humano producen alteraciones en el epitelio escamoso. Son varios los tipos que se relacionan con lesiones premalignas y malignas del cérvix uterino. Actualmente en el mundo, con el objetivo de eliminar la infección por papiloma humano, se han utilizado diversos tipos de tratamiento y varios especialistas del Hospital Docente Ginecoobstétrico de Guanabacoa, ante la elevada incidencia del virus en un grupo de mujeres de edad mediana decidieron evaluar la utilidad del interferón como alternativa de tratamiento. Se realizó un estudio prospectivo, longitudinal de 72 pacientes con papiloma virus humano, diagnosticado histológicamente, de ellas a 36 se les trató con un comprimido sublingual homeopático de 100 mg de interferón alfa recombinante durante 24 semanas y el resto se consideró grupo control, sin interferón. Ambos grupos recibieron vitaminoterapia. En todas las enfermas se evaluaron factores de riesgo y la confiabilidad de los medios diagnósticos utilizados. La correlación cito-colposcopic tuvo un alto porcentaje. La respuesta al tratamiento se consideró buena en el grupo estudiado por lo que el interferón en la forma empleada pudiera ser una alternativa de tratamiento en la infección por virus del papiloma humano.

Pegylated interferon induced interstitial pneumonitis in a patient with hepatitis C infection

Torres Macho,J.; Jara Chinarro,B.; Suárez Aliaga,B.; Gámez Díez,S.; García de Casasola,G.; Cuenca Morón,B. de
Fonte: Revista Española de Enfermedades Digestivas Publicador: Revista Española de Enfermedades Digestivas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
Pegylated interferon and ribavirin is the treatment of choice in patients with chronic hepatitis C infection. The most common side effects of interferon therapy are flu-like symptoms and psychiatric disorders. Pneumonitis is a less frequent complication associated with non-negligible mortality. We herein report a case of interferon associated pneumonitis in a patient with non-severe clinical symptoms and a normal chest radiography. Physicians should be aware of this entity during the differential diagnosis of respiratory symptoms in patients receiving treatment with interferon due to its high morbimortality and good resolution and outcome after drug withdrawal.

Retinopatía asociada a interferón pegilado y ribavirina en pacientes con hepatitis C

Burgueño-Montañés,C.; Pérez-Álvarez,R.
Fonte: Archivos de la Sociedad Española de Oftalmología Publicador: Archivos de la Sociedad Española de Oftalmología
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
Caso clínico: Se describen dos pacientes portadores de hepatitis C y tratados con interferón pegilado y ribavirina que desarrollaron múltiples exudados algodonosos en la retina de ambos ojos. El cuadro oftalmológico fue etiquetado de retinopatía asociada a interferón pegilado y en un caso cedió espontáneamente y en otro tras su retirada. Discusión: El interferón es una citocina inmunomoduladora utilizada como primera línea de tratamiento de la hepatitis C. Numerosos efectos adversos han sido descritos, pero los oculares son menos conocidos. Consideramos necesario el seguimiento oftalmológico sistemático durante el tratamiento con interferón por la posibilidad de detectar dichas complicaciones, algunas graves.