Página 6 dos resultados de 151 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Cross-cultural adaptation and validity of the "Edmonton Frail Scale - EFS" in a Brazilian elderly sample; Adaptación cultural y validez de la Edmonton Frail Scale - EFS en una muestra de ancianos brasileños; Adaptação cultural e validade da Edmonton Frail Scale - EFS em uma amostra de idosos brasileiros

FABRÍCIO-WEHBE, Suzele Cristina Coelho; SCHIAVETO, Fábio Veiga; VENDRUSCULO, Thaís Ramos Pereira; HAAS, Vanderlei José; DANTAS, Rosana Aparecida Spadoti; RODRIGUES, Rosalina Aparecida Partezani
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
This study aimed to assess the cross-cultural adaptation of the Edmonton Frail Scale (EFS) and its validity in a Brazilian elderly sample. Translation and back-translation were performed, as well as discussion with professionals and elderly for conceptual equivalence, semantic validation and pre-test of the scale. The scale was applied to 137 elderly aged 65 years or older who lived in the community. In the know-groups validation of the frailty diagnosis between gender, age and cognitive deficit, elder elderly, female and with a cognitive deficit scored higher on the frailty diagnosis. A negative convergent correlation was found between the EFS and the Functional Independence Measure (FIM) (-0.53, p< 0.01) and the total score of the Mini-Mental State Examination (MMSE) (-0.60, p< 0.01). The watch test presented high sensitivity and low specificity levels. The Portuguese version of the EFS was considered valid in the study sample.; El objetivo de este estudio fue evaluar la adaptación cultural de la Edmonton Frail Scale (EFS) y su validez en una muestra de ancianos brasileños. Fueron realizadas las etapas de traducción y retrotraducción, discusión con profesionales y ancianos para equivalencia conceptual, validación semántica y prueba piloto de la escala. El instrumento fue aplicado en 137 ancianos...

A importância das quedas no mesmo nível entre idosos no estado de são paulo; The importance of falls on the same level among the elderly in São Paulo state

GAWRYSZEWSKI, Vilma Pinheiro
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
OBJETIVO: Analisar as características das quedas no grupo etário com 60 anos ou mais, com ênfase nas quedas no mesmo nível, residentes no Estado de São Paulo, a partir da análise das diferentes fontes de informação oficiais. MÉTODOS: Foram analisadas as 1.328 mortes registradas no SIM em 2007, 20.726 internações no SIH/SUS em 2008 e os 359 atendimentos realizados em 24 UEs do Estado de São Paulo em 2007. Um teste de regressão logística foi utilizado para testar associações entre variáveis nos atendimentos em emergências. RESULTADOS: O sexo masculino preponderou nas mortes (51,2 %) enquanto o sexo feminino preponderou nas internações (61,1%) e atendimentos em emergências (60,4%). O coeficiente de mortalidade foi 31/100.000 habitantes, aumentando com a idade e atingindo o valor de 110,7/100.000 habitantes na faixa de 80 anos e mais. As quedas no mesmo nível foram responsáveis pela maior proporção de mortes definidas (35%), nas internações (47,5%) e também nas emergências (66%), crescendo de importância com o aumento das faixas etárias. A residência foi o local de ocorrência em 65,8% dos casos atendidos nas emergências. Os traumatismos de cabeça assumem importância nas mortes; as fraturas de fêmur foram as lesões mais frequentes nas internações e emergências. Nas emergências...

Adaptação cultural e Validação da "Edmonton Frail Scale" (EFS) escala de avaliação de fragilidade em idosos; Cross-Cultural Adaptation and Validation of the Edmontn Frail Scale (EFS) elderly frailty assessment scale.

Fabrício-Wehbe, Suzele Cristina Coelho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
A fragilidade pode se manifestar em indivíduos de todas as faixas etárias, incluindo os idosos, porém, não deve ser entendida como sinônimo de velhice. Atualmente a fragilidade vem sendo fortemente considerada como uma síndrome multidimensional que envolve vários fatores: biológicos, físicos, cognitivos, sociais, econômicos e ambientais. É um tipo de síndrome que pode ser evitada, quando identificada precocemente, ou intervindo com base em seus indicadores, pelo menos postergada. Os objetivos desta pesquisa metodológica foram realizar adaptação cultural da Edmonton Frail Scale (EFS) para o português do Brasil, bem como analisar suas propriedades psicométricas em uma amostra de idosos de uma comunidade do interior paulista. Esta escala possui 11 itens e sua pontuação máxima é 17 representando o nível mais elevado de fragilidade. Para a adaptação cultural, utilizou-se o referencial da literatura: tradução da EFS para língua portuguesa; obtenção da primeira versão consensual em português; avaliação do item por um comitê de juízes; retrotradução; obtenção de uma versão consensual em inglês e comparação com a versão original; avaliação semântica da EFS; pré-teste da versão em português. A versão adaptada foi aplicada...

Famílias cuidadoras de pessoa idosa : relação com instituições sociais e de saúde; Familias cuidadoras de un anciano : relaciones con instituciones sociales y de salud; Families in charge of health care for elderly people : their relationship with social and health care institutions

Creutzberg, Marion; Santos, Beatriz Regina Lara dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Trata-se de pesquisa de cunho qualitativo que teve como objetivo compreender a relação de famílias de classe popular cuidadoras de idoso fragilizado com as instituições sociais e de saúde. A metodologia utilizada é o Estudo de Caso do Tipo Etnográfico. A coleta de dados foi realizada com Observação Participante e Entrevista com quatro famílias. Através da análise de conteúdo foram identificados três temas: o suporte social, a relação com os serviços de saúde, a relação com a unidade sanitária local. As famílias destacam que o acesso aos serviços de saúde é sofrível e ressaltam a urgência em solidificar o Sistema Único de Saúde, em busca da concretização dos seus princípios.; Se trata de una investigación de carácter calitativo, cuya meta es comprender las relaciones de familias de clase popular cuidadoras del anciano, que se encuentra débil y necesita el cuidado y apoyo de las Instituciones Sociales y de Salud. La metodología que se utiliza es el Estudio de Caso de Tipo Etnográfico. Los datos recogidos fueron mediante Observación Participante y Entrevista con cuatro familias. A través del análisis del contenido, se identificaron tres temas: el soporte social, la relación con los servicios de salud y la relación con la unidad sanitaria local. Las familias destacan que el acceso a los servicios es deficiente...

Reproducibility of the Brazilian version of the Edmonton Frail Scale for elderly living in the community; Reprodutibilidade da versão brasileira adaptada da Edmonton Frail Scale para idosos residentes na comunidade; Reproductibilidad de la versión brasileña adaptada de la Edmonton Frail Scale para ancianos residentes en la comunidad

Fabrício-Wehbe, Suzele Cristina Coelho; Rosset, Idiane; Haas, Vanderlei José; Diniz, Marina Aleixo; Dantas, Rosana Aparecida Spadoti; Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Objective: to verify the inter and intra-rater reproducibility of the Brazilian adapted version of the Edmonton Frail Scale (EFS) in an elderly group of residents. Method: in order to test the inter-rater reproducibility, two assessments were independently conducted by two researchers on the same day but at different times, in a sample of 103 elderly. Concerning the intra-rater reproducibility, the instrument was administered to 83 elderly (80.6% of the initial sample) by the same researcher in a time gap of 15 days between the two assessments. Results and Discussion: in relation to the inter-rater test, the Kappa was 0.81 (CI 0.61-1.00) and the Intraclass Correlation Coefficient (ICC) corresponded to 0.87 (CI 0.82-0.91, p<0.001). In relation to the intra-rater test, the Kappa was 0.83 (CI 0.72-0.94) and the ICC 0.87 (CI 0.81-1.00, p<0.001). Conclusion: the results show that the EFS is reliable and can be used as a tool to improve geriatric nursing care in Brazil.

Atividade fisica e fragilidade em idosos da comunidade : dados do FIBRA Campinas; Physical activity and frailty in community dwelling elderly ; : data from the study FIBRA Campinas

Taiguara Bertelli Costa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Existe consenso quanto a importância da atividade física para a promoção da saúde dos idosos, mas ha controvérsias a respeito dos métodos para avaliá-la, assim como ha dificuldades para discriminar entre os efeitos de variáveis de saúde e de variáveis comportamentais sobre sua pratica. Objetivo: Investigar relações entre fragilidade indicada por perda de peso, fadiga, baixa forca de preensão, lentidão da marcha e comorbidades, e níveis de atividade física avaliados por dois diferentes critérios, em idosos recrutados na comunidade, agrupados por gênero, idade e nível de renda familiar. Métodos: Participaram 689 idosos selecionados por desempenho superior a nota de corte no Mini-Exame do Estado Mental, de amostra de 900 idosos recrutados em domicilio, em setores censitários urbanos de Campinas sorteados ao acaso. A media de idade foi 72,28 + 5,40 e a renda mensal media de 4,72 salários mínimos + 5,27; 68,21% eram mulheres. Os níveis de atividade física foram aferidos por meio de versão adaptada do Minnesota Leisure Time Physical Activity Questionnaire. Perda de peso não intencional nos últimos 12 meses, exaustão e doenças crônicas diagnosticadas por medico, foram avaliadas por autorrelato. Forca de preensão manual em Kgs/forca correspondeu a media de três tentativas com dinamômetro Jamar...

Estado nutricional, adiposidade abdominal e síndrome da fragilidade em idosos da comunidade : dados do estudo FIBRA - Pólo Unicamp; Nutritional status, abdominal adiposity and frailty syndrome in community-dwelling elderly : data from FIBRA study - Polo Unicamp

Maria Clara Maria Clara Moretto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Objetivos: Investigar associações entre estado nutricional, adiposidade abdominal e risco cardiovascular com fragilidade em idosos de 65 anos e mais, recrutados na comunidade. Métodos: Dados de 3.075 idosos de seis cidades brasileiras coletados do banco eletrônico do FIBRA (Estudo sobre Fragilidade em Idosos Brasileiros). As variáveis utilizadas foram: faixa etária, gênero, índice de massa corporal (IMC), circunferência de cintura (CC), relação cintura-quadril (RCQ), critérios de fragilidade (perda ponderal não intencional, fadiga, baixa força de preensão manual, lentidão da marcha e baixo gasto calórico em atividade física) e níveis de fragilidade, conforme o fenótipo biológico. Resultados: A amostra geral foi composta predominantemente por mulheres (67,35%) e a idade média foi de 72,84 ± 5,91 anos. As frequências de baixo peso e obesidade foram de 18,18% e 24,14%, respectivamente. A maioria apresentou risco cardiovascular moderado ou elevado, medido pela RCQ e pela CC (65,12% e 72,81% respectivamente). A fragilidade foi significativamente mais frequente (p < 0,001) a partir dos 75 anos e associou-se com o baixo peso (OR = 1,49; IC: 1,22-1,82) e com elevado risco cardiovascular, medido pela RCQ (OR = 1,25; IC: 1...

Análise da composição corporal em idosas não institucionalizadas segundo medidas de funcionalidade; Body composition analysis according to measures of functionality in non-institutionalized elderly

Manuela Nassim Jorge Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Objetivo: Este estudo tem como objetivo avaliar a relação entre composição corporal, mais especificamente a massa muscular apendicular e massa gorda total, segundo medidas de funcionalidade em idosas não institucionalizadas. Método: Trata-se de um estudo transversal analítico em uma amostra de 99 idosas acima de 60 anos que foram submetidas ao exame de Densitometria de Corpo Total com Dupla Emissão de Raio- X para avaliação da composição corporal e aplicados testes para medir a funcionalidade como teste TUG, força de preensão, velocidade de marcha foram considerados ainda a e perda de peso não intencional autorrelato de fadiga Resultados: A amostra deste estudo apresentou média da massa muscular apendicular de 16,91kg (± 3,28), média encontrada para massa gorda total de 25,47Kg (± 11,03); observou-se alteração estatisticamente significativa na composição dos tecidos corporais entre as faixas etária, sendo que foi encontrada uma menor massa muscular apendicular na faixa etária acima de 80 anos e menor massa gorda total também nesta faixa de idade. A medida de funcionalidade força de preensão está relacionada com massa muscular apendicular, sendo que, as idosas com menor FPM têm maior risco de menor massa muscular (OR 0...

Fatores de risco para a saúde geral e bucal em idosos independentes, com ênfase no estado nutricional e na fragilidade : estudo de coorte de base populacional = Risk factors for general and oral health among independently living older adults with emphasis on the nutritional status and frailty : a population-based cohort study; Risk factors for general and oral health among independently living older adults with emphasis on the nutritional status and frailty : a population-based cohort study

Luísa Helena do Nascimento Tôrres
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
O objetivo deste estudo foi avaliar determinantes de agravos à saúde geral e bucal em uma coorte de idosos independentes residentes em Carlos Barbosa, RS. No capítulo 1 foi realizada uma revisão sistemática para verificar os fatores de saúde bucal associados com fragilidade. Para os demais capítulos, utilizou-se dados do estudo longitudinal em idosos de Carlos Barbosa, RS (2004). Foram coletadas informações sócio-demográficas, comportamentais, de acesso aos serviços, de história médica, depressão, atividade física e exame bucal, antropométrico e fragilidade. No capítulo 2, em estudo exploratório transversal aninhado em uma coorte, o objetivo foi investigar se saúde bucal precária age como fator associado para a fragilidade. No capítulo 3, o objetivo foi verificar se saúde bucal precária contribui para o desenvolvimento de obesidade geral (BMI) e central (WC). No capítulo 4, o objetivo foi determinar incidência de perda dentária após 8 anos e seus preditores. Análise descritiva e bivariadas foram realizadas. Associações com os desfechos foram realizadas por meio de regressão logística binária, regressão logística multivariada e análise longitudinal multinível e regressão de Poisson ajustando para variáveis de confundimento. No capítulo 1...

Qualidade vida dos cuidadores informais de idosos dependentes em contexto domiciliário : estudo sobre a influência da educação para a saúde na qualidade de vida

Grelha, Patrícia Alexandra Simão Sousa, 1969-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Tese de mestrado, Medicina (Cuidados Paliativos), Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2010; Disponível no documento

Papel e stresse dos prestadores de cuidados de utentes dependentes: um olhar sobre a situação da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Murça

Martins, Ana Cristina Pinto
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Dissertação de Mestrado em Enfermagem Comunitária; É fundamental refletir acerca do impacto do envelhecimento demográfico e suas consequências onde figuram o aumento de doenças crónicas e simultaneamente o aumento dos níveis de dependência dos idosos, obrigando as famílias a reorganizarem-se para cuidar dos seus dependentes. As transições vividas e o impacto do cuidado na dinâmica familiar, acarretam muitas vezes uma sobrecarga física e emocional que interferem no desempenho adequado do papel de prestador de cuidados (Lage, 2007; Petronilho, 2008; Ricarte, 2009). É no âmbito desta temática que se insere o presente estudo que tem como objetivo principal, determinar a natureza das relações dos focos de atenção Papel e Stresse do prestador de cuidados (PC), de utentes dependentes participantes no estudo, com vista a diagnosticar necessidades deste grupo e falhas na documentação. Para tal optamos por um estudo com uma parte descritiva e uma parte correlacional, do tipo transversal e de abordagem quantitativa. Para a recolha de dados procedeu-se ao preenchimento de um formulário, com base nos dados documentados no Sistema de Apoio à Prática de Enfermagem, de 160 utentes inscritos em programa de Saúde Dependentes...

Prevalência e fatores sociodemográficos associados à fragilidade em mulheres idosas

Duarte,Marcella Costa Souto; Fernandes,Maria das Graças Melo; Rodrigues,Rosalina Aparecida Partezani; Nóbrega,Maria Miriam Lima da
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Estudo transversal, que objetivou de estimar a prevalência de fragilidade em mulheres idosas, residentes no município de João Pessoa, Paraíba, Brasil; e identificar possíveis associações entre a fragilidade e as variáveis sociodemográficas. A amostra foi composta por 166 idosas, entrevistadas nos domicílios, entre abril e junho de 2011. Para a coleta dos dados, utilizou-se instrumento estruturado com questões relativas às variáveis sociodemográficas e à Edmonton Frail Scale. A análise descritiva dos dados, realizada pelo programa SPSS 15.0, mostrou que a maioria das idosas (60,8%) evidenciava algum grau de fragilidade. Entre elas, 21,7% eram aparentemente vulneráveis, 23,5%, com fragilidade leve, 7,8%, moderada, e 7,8%, e grave. Verificou-se associação do fenômeno com idade, escolaridade e renda, condições sobre as quais os enfermeiros devem atuar com vistas à prevenção do evento.

Integração e continuidade do cuidado em modelos de rede de atenção à saúde para idosos frágeis

Veras,Renato Peixoto; Caldas,Célia Pereira; Motta,Luciana Branco da; Lima,Kenio Costa de; Siqueira,Ricardo Carreño; Rodrigues,Renata Teixeira da Silva Vendas; Santos,Luciana Maria Alves Martins; Guerra,Ana Carolina Lima Cavaletti
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Foi realizada revisão crítica da literatura sobre modelos que tenham avaliado a efetividade de redes assistenciais integradas e coordenadas para a população idosa. Foram pesquisadas as seguintes bases bibliográficas: Pubmed, The Cochrane Library, Lilacs, Web of Science, Scopus e SciELO. Doze artigos sobre cinco modelos diferentes foram incluídos para a discussão. A análise da literatura mostrou que a prestação de serviços pautava-se na atenção básica incluindo serviços domiciliares. Os usuários contavam com a integração de atenção primária, hospitalar, centros dia, serviços domiciliares e serviços sociais. O plano de cuidados e a gestão de caso foram elementos chaves para a continuidade de cuidado. Essa abordagem mostrou-se efetiva nos estudos, reduzindo o uso da atenção hospitalar, o que resultou em economia para o sistema financiador. Houve redução da prevalência de perda funcional, melhora na satisfação e na qualidade de vida dos usuários e de seus familiares. A análise da literatura reforça a necessidade de se modificar a abordagem de assistência à saúde dos idosos...

Status de fragilidade entre idosos com indicativo de depressão segundo o sexo

Tavares,Darlene Mara dos Santos; Almeida,Esthefânia Garcia de; Ferreira,Pollyana Cristina dos Santos; Dias,Flavia Aparecida; Pegorari,Maycon Sousa
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
Objetivos : Descrever as variáveis socioeconômicas de idosos com indicativo de depressão segundo o sexo, verificar a associação entre o status de fragilidade e o sexo, e descrever o componente do fenótipo de fragilidade mais impactado entre os idosos com indicativo de depressão pré-frágeis e frágeis. Métodos Estudo observacional, transversal e analítico, conduzido com 418 idosos com indicativo de depressão residentes no município de Uberaba, MG. Utilizaram-se a Escala de Depressão Geriátrica Abreviada e o Fenótipo de Fragilidade de Fried. Foram utilizados análise descritiva e o teste Qui-quadrado (p < 0,05). Resultados Verificou-se que, entre os idosos com indicativo de depressão, 27,8% eram frágeis e 51,7%, pré-frágeis. O status de fragilidade não esteve associado ao sexo (p = 0,910). Dentre os pré-frágeis, os componentes do fenótipo mais impactados foram o autorrelato de exaustão/fadiga para as mulheres e diminuição da força muscular para os homens. Nos frágeis...

Prevalência de fragilidade e fatores associados em idosos comunitários de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil: dados do estudo FIBRA

Vieira,Renata Alvarenga; Guerra,Ricardo Oliveira; Giacomin,Karla Cristina; Vasconcelos,Karina Simone de Souza; Andrade,Amanda Cristina de Souza; Pereira,Leani Souza Máximo; Dias,João Marcos Domingues; Dias,Rosângela Corrêa
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
A fragilidade apresenta elevada variabilidade na prevalência e é pouco investigada em países em desenvolvimento. O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência e fatores associados à fragilidade em idosos comunitários de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Aspectos clínicos, funcionais e sociodemográficos foram avaliados. Foi utilizado o modelo de regressão ordinal, para verificar condições associadas à fragilidade e determinar a razão de chance (α = 0,05). A prevalência de pré-fragilidade foi 46,3% e de fragilidade de 8,7%. Os idosos pré-frágeis e frágeis apresentaram, respectivamente, maiores e crescentes razão de chances para dependência em atividades instrumentais de vida diária; restrição em atividades avançadas de vida diária; utilização de dispositivos auxiliares da marcha; comorbidades; quedas; sintomas depressivos; menor autoeficácia para prevenir quedas; hospitalização e idade avançada. Foi identificado elevado percentual de estados de fragilidade associados a maiores chances para condições adversas de saúde, especialmente as relacionadas à incapacidade.

Depressão em idosos portadores de insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico

Ribeiro,Rita de Cássia Helú Mendonça; Santiago,Erica; Bertolin,Daniela Comelis; Ribeiro,Daniela Favaro; Cesarino,Claudia Bernardi; Burdmann,Emmanuel Almeida
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.24%
OBJETIVOS: Caracterizar idosos com insuficiência renal crônica submetidos à hemodiálise em um hospital escola e identificar níveis de depressão na população estudada. MÉTODOS: Trata-se de uma pesquisa descritiva - exploratória, de natureza quantitativa utilizando a Geriatric Depression Scale (GDS) e questionário de caracterização populacional, sendo entrevistados 61 pacientes. Na análise dos dados foi utilizado método quantitativo progressivo (porcentagem) e correlação de Spearmann. RESULTADOS: A média de idade foi de 69,97±7,51 anos, 57% eram do sexo masculino, 79% de cor branca, 72% eram casados, sendo 26% analfabetos. A média de respostas depressivas foi 10,43±4,37, o que sugere humor normal-levemente deprimido na população em geral. CONCLUSÃO: Houve correlação estatisticamente significativa entre renda mensal familiar e escolaridade (valor p=0, 004) e escore GDS e analfabetismo (p=0,028), mostrando que os analfabetos apresentaram mais respostas depressivas, sugerindo menor capacidade de adaptabilidade/resiliência desses indivíduos à doença e suas implicações.

Capacidade funcional e uso de serviços de saúde por idosos da Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil: um estudo de base populacional

Fialho,Camila Bruno; Lima-Costa,Maria Fernanda; Giacomin,Karla Cristina; Loyola Filho,Antônio Ignácio de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
O presente trabalho investigou a associação entre a capacidade funcional e utilização de serviços de saúde entre idosos residentes na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Participaram do estudo 1.624 idosos (≥ 60 anos) selecionados por meio de amostra probabilística. A variável dependente foi a utilização de serviços de saúde, baseada em três descritores: número de consultas médicas, consultas domiciliares e hospitalizações. A variável independente de interesse foi a capacidade funcional, medida pelo relato de dificuldade em realizar atividades instrumentais (AIVD) e básicas (ABVD) de vida diária. A primeira esteve associada apenas à hospitalização (RP = 1,62; IC95%: 1,16-2,26) e a segunda apresentou-se associada à hospitalização (RP = 1,73; IC95%: 1,24-2,42) e à consulta domiciliar (RP = 8,54; IC95%: 4,22-17,27). Os resultados mostraram maior utilização de serviços de saúde, sobretudo aqueles mais onerosos, entre idosos com incapacidade funcional, e que a dimensão funcional não tem sido balizadora da atuação dos serviços...

Metodologia e perfil sociodemográfico, cognitivo e de fragilidade de idosos comunitários de sete cidades brasileiras: Estudo FIBRA

Neri,Anita Liberalesso; Yassuda,Mônica Sanches; Araújo,Ludgleydson Fernandes de; Eulálio,Maria do Carmo; Cabral,Benedita Edina; Siqueira,Maria Eliane Catunda de; Santos,Geraldine Alves dos; Moura,José Guilherme de Arruda
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
Um estudo foi planejado para identificar condições de fragilidade em relação a variáveis sociodemográficas, de saúde, cognição, funcionalidade e psicossociais em idosos comunitários. Metodologia e dados preliminares são apresentados. Foram selecionados 3.478 idosos (65 anos e mais), integrantes de amostras probabilísticas de sete cidades brasileiras escolhidas por conveniência, participaram de sessão de coleta de dados, em ambiente comunitário. Predominaram as seguintes características: mulheres (67,7%), casados (48%) ou viúvos (36,4%), vivendo com a família de filho/a (52,6%), chefes de família (64,5%) e 1-4 anos de escolaridade (49%); 28,8% eram analfabetos e 24,8% tinham déficit cognitivo; 9,1% eram frágeis, 51,8% pré-frágeis e 39,1% não-frágeis. Houve mais frágeis entre as mulheres, os de 80 anos e mais, os viúvos, os analfabetos, os que nunca foram à escola e os com déficit cognitivo. Em geral, os dados sociodemográficos replicam os de estudos epidemiológicos brasileiros, e os de fragilidade, estado cognitivo e escolaridade, os da literatura internacional.

Estratégias de enfrentamento, dificuldades funcionais e fatores associados em idosos institucionalizados

Vivan,Analise de Souza; Argimon,Irani Iracema de Lima
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
O objetivo deste estudo é verificar as estratégias de enfrentamento utilizadas pelos idosos em face das dificuldades funcionais e a existência de associação entre o uso das estratégias e variáveis como sintomas depressivos, sexo, escolaridade, idade, estado civil e percepção da saúde. Participaram do estudo 103 idosos institucionalizados, que apresentavam necessidade de assistência em no mínimo uma atividade de vida diária. O delineamento foi transversal, com a utilização dos seguintes instrumentos: Ficha de Dados Pessoais, Escala de Atividades da Vida Diária, Breve Entrevista Internacional de Neuropsiquiatria Modificada, Mini-Exame do Estado Mental, Inventário de Estratégias de Coping e Escala de Depressão Geriátrica. As estratégias de enfrentamento mais utilizadas pela amostra foram a de autocontrole e resolução de problemas. Encontraram-se associações significativas entre as variáveis escolaridade e depressão. Os resultados da pesquisa sugerem que a avaliação das estratégias utilizadas em face de eventos estressores pode auxiliar na análise da situação e na adequação das estratégias escolhidas, ajudando também em processos de mudança no contexto clínico.

Fatores associados à perda funcional em idosos residentes no município de Maceió, Alagoas

Costa e Silva,Maria do Desterro da; Guimarães,Helen Arruda; Trindade Filho,Euclides Maurício; Andreoni,Solange; Ramos,Luiz Roberto
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
OBJETIVO: Identificar fatores associados à perda funcional em idosos residentes na zona urbana. MÉTODOS: Foi realizado estudo de delineamento transversal com amostra populacional de 319 idosos do município de Maceió, AL, em 2009. Para os dados de comprometimento funcional foi utilizada a escala Functional Brazilian Older American Resources and Services Multidimensional Functional Assessment Questionnaire. Foi utilizada análise descritiva, qui-quadrado e análise de regressão para razão de prevalência bruta, sendo o nível de significância adotado de p < 0,05. RESULTADOS: A maioria dos participantes era do sexo feminino (65,8%) e a média de idade foi de 72 anos (dp = 8,83). A prevalência de comprometimento moderado/grave foi de 45,5%, tendo como fatores associados a idade de 75 anos ou mais, até quatro anos de escolaridade, relatar ter duas ou mais doenças crônicas e ser solteiro. CONCLUSÕES: As características dos idosos com comprometimento funcional refletem desigualdades e potenciais impactos desse segmento populacional sobre os serviços de saúde.