Página 8 dos resultados de 298 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Perfil neuro-hormonal de pacientes reumáticos com insuficiência aórtica crônica importante; Neurohormonal profile of rheumatic patients with significant chronic aortic regurgitation; Perfil neurohormonal de pacientes reumáticos con insuficiencia aórtica crónica severa

SPINA, Guilherme Sobreira; TARASOUTCHI, Flávio; SAMPAIO, Roney Orismar; VIEIRA, Marcelo Luiz Campos; STRUNZ, Célia; LAURINDO, Francisco Rafael; GRINBERG, Max
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.14%
FUNDAMENTO: Os neuro-hormônios estão envolvidos na fisiopatologia da insuficiência cardíaca, mas pouco se sabe sobre seu comportamento na insuficiência aórtica crônica importante (IAo). OBJETIVO: Analisar o comportamento desses mediadores na IAo. MÉTODOS: Analisamos 89 pacientes com IAo, com média etária de 33,6±11,5 anos, 84,6% do sexo masculino, 60% assintomáticos, todos de etiologia reumática. Após avaliação clínica e ecocardiográfica, realizaram-se dosagens plasmáticas de fator de necrose tumoral (TNF), seus antagonistas receptores solúveis tipos I e II (sTNFRI e sTNFRII), interleucina-6 (IL-6), seu receptor solúvel, endotelina-1 e peptídeo natriurético tipo B (BNP). Doze indivíduos saudáveis serviram como controle. RESULTADOS: O valor médio de diâmetro diastólico (DD) do ventrículo esquerdo (VE) foi de 71,9±8,3 mm, e o do diâmetro sistólico (DS) do VE, de 50,4±9,3 mm. Os níveis de neuro-hormônios estavam elevados nos pacientes com IAo: TNF 92,65±110,24 pg/ml vs. 1,67±1,21 pg/ml nos controles, p<0,001; IL-6 7,17±7,78 pg/ml vs. 0,81±0,38 pg/ml nos controles, p = 0,0001; e TNFRI 894,75±348,87 pg/ml vs. 521,42±395,13 pg/ml, p = 0,007. Com exceção dos níveis de BNP, os pacientes sintomáticos e assintomáticos apresentaram perfil neuro-hormonal semelhante. Houve correlação entre TNFRII e diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (DDVE) (r = -0...

Concentrações de adrenomedulina e relações com o eixo hipófise-adrenal e o controle glicêmico de crianças submetidas à cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea; Adrenomedullin concentration and relationship with pituitayadrenal axis and glicemic control in children after cardiopulmonary bypass

Arkader, Ronaldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Introdução: Adrenomedulina, peptídeo recentemente identificado, atua como mediador em diversos estados fisiológicos e patológicos, sendo expresso em inúmeros tecidos. Níveis elevados de adrenomedulina foram observados em quadros inflamatórios e sépticos, além de atividade inibitória da adrenomedulina sobre a liberação de insulina, o que poderia contribuir para a gênese e manutenção dos quadros hipeglicêmicos, situação comum em pacientes pediátricos internados em unidades de terapia intensiva, tendo sido comprovado que o controle glicêmico melhora o prognóstico nesses pacientes. O objetivo do estudo foi relacionar as concentrações de adrenomedulina com alterações de hormônios do eixo hipófise-adrenal e o controle glicêmico de crianças submetidas à cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea (CEC) representando modelo de síndrome da resposta inflamatória sistêmica. Material e métodos: Foram incluídas 20 crianças com idade entre 11-84 meses submetidas à cirurgia cardíaca com CEC. Foram avaliadas concentrações sangüíneas de glicose, insulina, peptídeo-C, cortisol, ACTH, interleucina-6 e adrenomedulina nos tempos pré-CEC, pós-CEC, 1ºPO, 2ºPO e 3ºPO. Os resultados foram expressos em medianas e inter-quartis. Todas crianças receberam antibioticoterapia profilática (Cefuroxima 150mg/kg) e metilprednisolona (30mg/kg) na indução anestésica. Resultados: Adrenomedulina aumentou de 1...

Estudo de marcadores de disfunção endotelial e de inflamação em portadores de hipertensão arterial pulmonar: implicações terapêuticas e prognósticas; Markers of endothelial dysfunction and inflammatory mediators in pulmonary arterial hypertension: therapeutic and prognostic implications

Barreto, Alessandra Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
16.16%
A disfunção microvascular, envolvendo células endoteliais, plaquetas e leucócitos, está presente na hipertensão arterial pulmonar (HAP), associando-se a risco aumentado de trombose e menor sobrevida. Estudos sobre disfunção microvascular são escassos em outras formas da doença que não a idiopática. Os objetivos do estudo foram: caracterizar a disfunção microvascular em diferentes formas de HAP através da dosagem de marcadores bioquímicos, avaliando possíveis correlações com índices de gravidade; investigar os efeitos da administração de rosuvastatina em níveis circulantes de marcadores de disfunção microvascular nesses pacientes; e investigar possível associação entre o nível plasmático dos marcadores e prognóstico. Foram incluídos sessenta pacientes: 14 com HAP idiopática ou hereditária, e 46 com HAP associada a cardiopatia congênita (HAPCCg) sem hipoxemia (N=18) ou com hipoxemia (N=28), com idades entre 13 e 60 anos. Foram dosados os níveis plasmáticos circulantes do antígeno do fator de von Willebrand (vWF:Ag), ativador tecidual do plasminogênio (t-PA); inibidor do ativador do plasminogênio (PAI-1), fator de necrose tumoral (TNF-), proteína C reativa (PCR), selectina-P; interleucina-6 (IL-6); e interleucina-10 (IL -10)...

Efeito dos ácidos graxos saturados, poli-insaturados e trans no desenvolvimento de aterosclerose e esteatose hepática em camundongos com ablação gênica do receptor de LDL; Effect of saturated, polyunsaturated and trans fatty acids on the development of atherosclerosis and hepatic steatosis of mice with ablation of the LDL receptor gene

Figueiredo, Roberta Marcondes Machado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Introdução: A quantidade e o tipo de gordura alimentar exercem importante influência no desenvolvimento de doença cardiovascular (DCV) e podem contribuir para o desenvolvimento de esteatose hepática. Os ácidos graxos saturados e trans são consensualmente apontados como aterogênicos; já os poli-insaturados parecem exercer ação antiaterogênica. Com relação a esteatose hepática, sabe-se que os ácidos graxos saturados estão associados com o seu desenvolvimento; porém, a ação dos ácidos graxos trans na gênese e no desenvolvimento de esteatose hepática não está totalmente elucidada. Neste estudo, avaliou-se o efeito do consumo de dietas enriquecidas com ácidos graxos saturados (SAT), poli-insaturados (POLI) ou trans (TRANS) sobre componentes envolvidos na indução e na progressão da placa aterosclerótica, bem como sobre o desenvolvimento da doença hepática gordurosa não alcoólica. Métodos: Camundongos com ablação gênica para o receptor de LDL (LDLr-KO) foram alimentados com dietas hiperlipídicas (40% do valor calórico total sob a forma de gordura), enriquecidas com ácidos graxos SAT, POLI ou TRANS por 16 semanas e ao final submetidos a: 1) análises plasmáticas: colesterol total (CT), triglicérides (TG)...

Mecanismos de formação de granulomas e papel do sistema NF-kappa B em um modelo de doença renal crônica por sobrecarga de adenina; Mechanisms of granuloma formation and role of the NF-kappa B system in a model of chronic renal disease by adenine overload

Okabe, Cristiene
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
16.16%
O excesso de adenina na dieta (ADE) promove precipitação intratubular de cristais, levando à instalação de uma nefrite intersticial progressiva e perda da função renal. Observações recentes indicam que a sobrecarga de ADE em camundongos em que os genes para TLR-2, -4, MyD88, ASC ou caspase-1 foram inativados provoca menos dano renal do que quando administrado a camundongos selvagens, sugerindo a existência de um papel patogênico para a ativação de TLRs e a montagem de inflamassomas nesse modelo. O presente estudo foi concebido para investigar se outro importante componente da imunidade inata, o sistema NF-B, também exerce papel patogênico na nefropatia associada ao excesso de ADE. Ratos Munich-Wistar machos e adultos foram divididos em 3 grupos: C (N=17), ração padrão; ADE (N=17), ADE na ração, 0,7% durante 1 semana e 0,5% durante 2 semanas; ADE+PDTC (N=14), ADE administrada como descrito anteriormente, associada ao inibidor do NF-B, pirrolidina ditiocarbamato (PDTC), 120 mg/kg/dia na água do bebedouro. Após 3 semanas, observou-se deposição de numerosos cristais no tecido renal, em sua maioria no interior de granulomas de corpo estranho, acompanhada de intensa atividade proliferativa tubulointersticial. Uma parte dos cristais apareceu envolvida por uma camada de células aparentemente derivadas do epitélio tubular...

Níveis de citocinas proinflamatórias e seus antagonistas em pacientes com insuficiência aórtica crônica importante; Proinflamatory cytokine and antagonists levels in patients with chronic severe aortic regirgitation

Spina, Guilherme Sobreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2004 Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Determinamos o comportamento destes mediadores em pacientes com insuficiência aórtica crônica importante ( IAo ). Materal e métodos:Analisamos 89 portadores de Insuficiência Aórtica crônica importante, média etária de 33,6±11,5 anos, 84,6% sexo masculino, 60% assintomáticos, todos de etiologia reumática . Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica e ecocardiográfica. Os valores médios foram: diâmetro diastólico (DD ) do ventrículo esquerdo ( VE ) de 71,9±8,3mm e o diâmetro sistólico ( DS ) do VE de 50,4±9,3mm, e a fração de ejeção ( FE ) do VE de 0,64±0,11. Realizamos a dosagem de Fator de Necrose Tumoral ( TNF ), seus receptores solúveis tipo I e II ( sTNFRI e sTNFR II ) , Interleucina-6 ( IL-6 ), seu receptor ( IL-6R), interleucina 1-beta ( IL-1beta ) , seu antagonista ( IL1-RA ) e endotelina-1 ( ET-1 ). Comparamos com níveis séricos de controles saudáveis. Conjuntamenete analisamos o polimorfismo genético do gene do TNF, localizado a -308 pares de bases do sítio de iniciação. Resultados: Os níveis séricos de TNF forma significativamente maiores em pacientes com IAo do que em controles normais ( 92,65±110,24 pg/ml contra 1,67±1,21 em controles normais, p < 0,001 ). Tiveram comportamentos similares os níveis séricos de sTNFRI ( 894...

Efeito da administração do antagonista do receptor da bombesina/peptídeo liberador da gastrina RC-3095 na artrite induzida por CFA em ratos wistar

Oliveira, Patricia Gnieslaw de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
O peptídeo liberador da gastrina (GRP), homólogo mamífero da bombesina (BN), é um neuropeptídeo com múltiplas ações biológicas, incluindo um importante papel na regulação da resposta imunológica e inflamatória. Está presente em altas concentrações no líquido sinovial de pacientes com artrite reumatóide (AR), paralelamente com os níveis de interleucina-6 (IL-6) e fator de necrose tumoral (TNF). RC-3095 é um antagonista sintético do receptor da BN/GRP que demonstrou modular a liberação de citocinas pró-inflamatórias (TNF e IL-1 ) e diminuir o infiltrado inflamatório em modelos experimentais de sepse. Este estudo avaliou os efeitos do RC-3095 nos parâmetros clínicos, histopatológicos e de mediadores inflamatórios na artrite induzida por adjuvante completo de Freund (CFA) em ratos. A artrite foi induzida por uma injeção de CFA junto a superfície subplantar da pata esquerda de ratos machos de Wistar. Os animais foram divididos 4 grupos: grupo controle, controle injetado com veículo, grupo placebo (administrado salina subcutaneamente 50ml/kg, uma vez ao dia por 8 dias após estabelecimento do modelo), grupo tratado (0.3 mg/kg de RC-3095 subcutaneamente, uma vez ao dia por 8 dias após a indução). A avaliação clínica foi acompanhada diariamente...

Correlação entre os níveis de BNDF e melatonina na endometriose

Costa, Gislene Dalferth
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) e o turnover da melatonina estão associados à dor pélvica crônica (DPC) associada à endometriose. Nós realizamos este estudo para entender se a secreção de melatonina, avaliada pela 6-sulfatoximelatonina urinária (aMT6-s), está correlacionada com o controle do BDNF a outros fatores como fator de necrose tumoral (TNF), interleucina 6 (IL-6), interleucina 10 (IL-10), cortisol ou nível de dor. Foram analisadas vinte mulheres com idade entre 18 e 45 anos com dor pélvica crônica e diagnóstico de endometriose por videolaparoscopia. Diferenças nos padrões temporais de aMT6-s e cortisol salivar de acordo com os intervalos de tempo no dia sugerem que ambos apresentaram padrões fisiológicos de flutuação. A dispersão da média da aMT6-s obtida a cada 6 h foi plotada em uma curva de regressão polinomial correspondendo por 43% da variância no perfil de excreção. Aumentos de 1 ng/mL no BDNF sérico levaram a uma modificação média da aMT6-s de -14,32 [intervalo de confiança (IC) 95% (-24,09 a -4,59)] ou vice-versa, enquanto aumentos de 1 ng/mL no TNF sérico levaram a um aumento da excreção média de aMT6-s em 1,32 (IC 95% 0,65 a 1,98). aMT6-s não estava associada com IL-6...

Efeito da metformina sobre IL-8 e IL-1b em um modelo de células estromais endometriais hiperinsulinêmicas e hiperandrogênicas in vitro

Machado, Amanda de Barros
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
O endométrio é a mucosa que reveste o útero. A receptividade uterina é definida como um estado em que o endométrio se encontra receptivo à implantação do blastocisto. E, a preparação do endométrio para a implantação não é somente uma questão de estimulação hormonal adequada, depende da interação entre o blastocisto e o endométrio. Esta interação envolve uma complexa sequência de eventos de sinalização e uma variedade de moléculas. As concentrações de interleucina-8 (IL-8) e interleucina-1β (IL-1β) estão correlacionadas com o processo de implantação. Em humanos, a taxa de insucesso desse processo é alta e ocasionada por diversos fatores. A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é um distúrbio endócrino-ginecológico que afeta de 6 a 8 % das mulheres em idade reprodutiva, e se caracteriza, principalmente, por anovulação crônica e hiperandrogenismo, estando diretamente relacionada à infertilidade feminina. Apesar da incerteza sobre a causa primária da SOP, há relatos sobre a importância da hiperinsulinemia na sua promoção. O objetivo deste trabalho foi estabelecer um modelo de hiperinsulinemia e hiperandrogenismo em células estromais endometriais in vitro, simulando características de SOP; identificar o melhor gene normalizador para estudos de expressão gênica em amostras das células em cultivo; avaliar o efeito da metformina sobre a proliferação celular e expressão gênica da IL-8 e IL-1β no modelo proposto. O tecido endometrial foi obtido de pacientes submetidas a histerectomia. A cultura primária das células estromais foi padronizada e as células foram divididas em sete grupos de tratamento: estradiol (G1); estradiol e progesterona (G2); estradiol...

Efeito da movimentação ortodôntica na progressão da doença periodontal induzida em ratos

Nogueira, Andressa Vilas Boas
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 94 f. : il.color. + Anexo
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Odontologia - FOAR; O movimento ortodôntico ocorre por meio da remodelação dos tecidos periodontais em resposta à aplicação de uma força mecânica, sendo que vários mediadores químicos são sintetizados e liberados para seu início e manutenção. Dentre esses mediadores, o óxido nítrico (NO) atua como modulador da atividade de osteoclastos e osteoblastos na remodelação óssea. Interleucina-1_ (IL-1-_), interleucina-6 (IL-6) e fator de necrose tumoral-_ (TNF-_) estimulam a reabsorção óssea e encontram-se aumentados no movimento ortodôntico. Estes mesmos mediadores também encontram-se aumentados e participam da destruição tecidual na doença periodontal. O objetivo deste estudo é avaliar in vivo a expressão de IL-1b, IL-6, TNF-_, NO sintase constitutiva endotelial (ecNOS), e NO sintase indutível (iNOS) nos tecidos periodontais de dentes sob movimentação ortodôntica em condições de saúde e doença periodontal, correlacionando-as às alterações histomorfométricas nesses tecidos. Para isso, 88 ratos foram divididos nos grupos: 1-controle (CONTR), 2- doença periodontal experimental induzida por ligaduras (DP), 3- movimento ortodôntico (MO)...

Efeitos do controle da placa supragengival na doença periodontal crônica. Avaliação clínica, imunológica e microbiológica

Vergani, Solange Alonso
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 116 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.16%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Odontologia - FOAR; O objetivo do presente estudo foi o de avaliar os efeitos do controle de placa supragengival, em pacientes com doença periodontal crônica generalizada, por meio dos parâmetros clínicos microbiológicos e imunológicos. Foram selecionados 30 pacientes, com idade entre 32 e 59 anos, apresentando 4 bolsas entre 3 e 5mm e 4 bolsas entre 6 e 10mm e sem envolvimento sistêmico. Após o exame inicial, os pacientes foram submetidos a raspagem supragengival e receberam instruções de higiene oral, sendo acompanhados semanalmente por um período de 30 dias. Os parâmetros clínicos avaliados foram profundidade de sondagem, recessão gengival, índice de placa, índice gengival e sangramento à sondagem. Amostras de fluido crevicular das bolsas foram coletadas para análise da concentração dos mediadores de inflamação interleucina-1b e prostaglandina E2 e identificação pela reação de polimerase em cadeia dos microrganismos Porphyromonas gingivalis, Actinobacillus actinomycetemcomitans, Bacteroides forsythus, Prevotella intermedia e Prevotella nigrescens. Os resultados demonstraram a ocorrência de melhoras evidenciadas pelos parâmetros clínicos avaliados. Observou-se ainda uma redução significante no número de Porphyromonas gingivalis...

Os efeitos biomoduladores da fototerapia e do treinamento resistido no tecido muscular e ósseo de ratas ovariectomizadas; Biomodulators effects of phototherapy and resistance training in the bone and muscle tissue of ovariectomized rats

Adalberto Vieira Corazza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
O treinamento resistido (TR) é utilizado para prevenir e recuperar a sarcopenia e a osteoporose e, a terapia por Diodos Emissores de Luz - Light Emitting Diodes Terapy (LEDT) age como preventivo e curativo de lesões osteoneuromioarticulares. Essas premissas definiram como propósito desse estudo avaliar a associação da LED com o TR na prevenção da sarcopenia e da osteoporose em ratas ovariectomizadas. Setenta ratas Wistar foram divididas em sete grupos (n=10/grupo): controle-sedentáriaovariectomizada (CO); controle-sedentária sem-ovariectomizada (CS); exercitadaovariectomizada (EOV); exercitada sem-ovariectomia (ES); LEDT ovariectomizada (LOV); LEDT exercitada ovariectomizada (LEO) e LEDT e exercitada semovariectomia (LES). As ratas saltaram dentro de um cilindro com água aquecida (4 séries de 10 repetições, com 30 s de repouso entre as séries) e sobrecarga de 50% a 80% da massa corpórea, durante 12 semanas. A LEDT foi de 850 ± 10 nm, 100 mW, 120 J/cm² e área do feixe de luz com 0,5 cm², e irradiada em único ponto com contato direto no centro do trocanter maior do fêmur direito. Nos grupos EOV, LOV e LEO, em relação ao grupo CO, houve aumento do volume muscular no reto femoral direito indicado pela histomorfometria assim como no IGF-1...

Interações de plaquetas de pacientes com anemia falciforme e células endoteliais de veia umbilical humana (HUVEC); Interactions between platelets from sickle cell anemia patients and human umbilical vein endothelial cells

Renata Proença Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
A anemia falciforme (AF) é uma doença causada por uma mutação de ponto (troca do aminoácido glutâmico pela valina), que resulta na síntese de uma hemoglobina anômala, a hemoglobina S (HbS). A principal causa de morbidade para portadores de AF é a vaso-oclusão, que resulta da adesão anormal de células vermelhas e brancas ao endotélio, e consequêntemente diminui o fluxo sanguíneo. As plaquetas de pacientes AF apresentam um aumento das suas propriedades adesivas, e por isso, sugere-se a sua participação no processo de vaso-oclusão. Nossos dados mostraram que essas plaquetas são capazes de ativarem células endoteliais, in vitro, em ensaios de co-culturas com células endoteliais de veia umbilical humana (HUVEC) com plaquetas. A expressão da molécula de adesão intercelular 1 (ICAM-1) e a da E-selectina das células HUVEC aumentou significativamente na sua superfície, após a sua co-incubação com plaquetas de pacientes AF. A ativação das moléculas de adesão depende do contato físico entre plaquetas e células HUVEC, pois a utilização de insertos de transwell inibiu significativamente a expressão de ICAM-1 e E-selectina na superfície das HUVEC. A co-incubação de plaquetas de pacientes AF com as células HUVEC resultou em uma maior produção e liberação de mediadores inflamatórios (citocinas); a interleucina 8 (IL-8) e da interleucina 1 beta (IL-1β) quantificadas do sobrenadante das co-culturas com essas células. As plaquetas desses pacientes possuem propriedades inflamatórias...

Estudo da atividade antiinflamatória dos ligantes do receptor periférico dos benzodiazepínicos

Torres, Sandra Regina Rachadel
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas; O tratamento in vivo em camundongos com ligantes do receptor periférico benzodiazepínico (PBR) exerceram efeito inibitório na resposta inflamatória em dois modelos de inflamação aguda. No primeiro modelo o efeito antiinflamatório em de pré-tratamento com os ligantes PBR, PK11195 1-(2-chlorophenyl)-N-methyl-N(1-methylpropyl)-3-isoquinoline carboxamide e Ro5-4864 7-chloro-5-(4-Chlorophenyl)-1,3-dihydro-1-methyl-2-H-1,4-benzodiazepin-2, mostraram que a formação do edema em resposta a carragenina (300 mg/pata) foi inibida por PK11195 e Ro5-4864, em diferentes intervalos de tempo. O estudo do tempo resposta mostrou que a melhor resposta com ambos ligantes foi ótima em animais injetados no tempo de 24h, por esta razão este tempo de pré-tratamento foi escolhido para estudo da dose resposta. A formação do edema de pata em resposta a carragenina (300 mg/pata) foi reduzida por PK11195 e Ro5-4864 em diferentes doses (0,00001-10mg/kg, i.p.) produzindo uma inibição dose dependente na formação do edema de pata em camundongos induzida pela carragenina. PK11195 e Ro5-4864 (0.1 mg/kg, i.p.) quando administrado 24 h antes da indução do edema...

Estudo dos efeitos anti-inflamatório e antioxidante do micofenolato de mofetila no modelo de pleurisia induzida pela carragenina, em camundongos

Dalmarco, Eduardo Monguilhott
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 138 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.14%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2011; Introdução: O micofenolato de mofetila (MMF) é um fármaco imunossupressor utilizado atualmente na clínica na rejeição de transplantes de órgãos e em algumas doenças auto-imunes, como na uveite e na glomerulonefrite. Objetivos: Avaliar o efeito anti-inflamatório e antioxidante do MMF administrado por via oral, na primeira (4 h) e segunda (48 h) fases da resposta inflamatória induzida pela carragenina (Cg), no modelo da pleurisia, em camundongos. Materiais e Métodos: Neste protocolo experimental foram utilizados camundongos albinos suíços de 1 mês de idade. O modelo experimental utilizado foi o da pleurisia induzida pela Cg, segundo metodologia descrita por Saleh et al. (1996). A inflamação foi avaliada estudando-se alguns parâmetros da resposta inflamatória segundo metodologias já padronizadas e descritas na literatura (leucócitos e a exsudação), atividade das enzimas: mieloperoxidase (MPO), adenosina deaminase (ADA), catalase (CAT), glutationa peroxidase (GPx), e glutationa S-transferase (GST), superóxido dismutase (SOD), as concentrações de: nitrito/nitrato (NOx) e das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS). Neste protocolo...

Modulação da vasculogênese, angiogênese e de desenvolvimento tumoral por derivados de Sargassum stenophyllum (Phaeophyceae)

Dias, Paulo Fernando
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-graduação em Farmacologia; O tratamento in vivo em camundongos com ligantes do receptor periférico benzodiazepínico (PBR) exerceram efeito inibitório na resposta inflamatória em dois modelos de inflamação aguda. No primeiro modelo o efeito antiinflamatório em de pré-tratamento com os ligantes PBR, PK11195 1-(2-chlorophenyl)-N-methyl-N(1-methylpropyl)-3-isoquinoline carboxamide e Ro5-4864 7-chloro-5-(4-Chlorophenyl)-1,3-dihydro-1-methyl-2-H-1,4-benzodiazepin-2, mostraram que a formação do edema em resposta a carragenina (300 mg/pata) foi inibida por PK11195 e Ro5-4864, em diferentes intervalos de tempo. O estudo do tempo resposta mostrou que a melhor resposta com ambos ligantes foi ótima em animais injetados no tempo de 24h, por esta razão este tempo de pré-tratamento foi escolhido para estudo da dose resposta. A formação do edema de pata em resposta a carragenina (300 mg/pata) foi reduzida por PK11195 e Ro5-4864 em diferentes doses (0,00001-10mg/kg, i.p.) produzindo uma inibição dose dependente na formação do edema de pata em camundongos induzida pela carragenina. PK11195 e Ro5-4864 (0.1 mg/kg, i.p.) quando administrado 24 h antes da indução do edema...

Estudo farmacológico da Jungia sellowii Less., utilizando o modelo da pleurisia induzida pela carragenina, em camundongos

Nader, Marina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 119 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2014.; Introdução: Jungia é um gênero da família Asteraceae, que compreende arbustos, cipós e ervas e está presente na América do Norte, Central e América do Sul, incluindo o sul do Brasil, onde a espécie Jungia sellowii Less. é encontrada no estado de Santa Catarina. Este gênero é utilizado na medicina popular para tratar inflamação no trato urinário, tonsilite, úlceras estomacais, nefrite, hemorroidas e também é utilizado como um agente desinfetante para tratar infecções geniturinárias. Objetivos: Avaliar o efeito anti-inflamatório do extrato bruto (EB), frações e compostos isolados de Jungia sellowii Less. (Asteraceae), administrados por via intraperitoneal (i.p.), utilizando-se o modelo murino da pleurisia induzida pela carragenina. Metodologia: Folhas frescas foram extraídas com etanol e água para obtenção do EB, que foi fracionado com diferentes solventes de polaridade crescente obtendo-se as frações n-hexano (Hex), diclorometano (DCM), acetato de etila (AcOEt), n-butanol (BuOH) e a fração residual aquosa (Aq). O ácido succínico (AS) e o ácido lático (AL) foram isolados da fração Aq e suas estruturas foram determinadas por ressonância magnética nuclear (1H RMN). Camundongos albinos Swiss...

Efeito da suplementação de prebiótico ou simbiótico sobre marcadores inflamatórios após a derivação gástrica em Y de Roux

Fernandes, Ricardo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 140 p.| il., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2014.; A derivação gástrica em Y de Roux (RYGB) é a cirurgia bariátrica mais realizada em todo o mundo, no entanto, existem poucas evidências sobre o papel da microbiota intestinal na melhora de parâmetros imunológicos após a RYGB, tampouco o impacto de prebióticos e simbióticos neste contexto. Evidências mostram que estas substâncias promovem efeitos positivos na saúde de indivíduos obesos, como a imunorregulação. Diante disso, o objetivo deste ensaio clínico randomizado, controlado e triplo-cego foi investigar os efeitos da suplementação de prebiótico e simbiótico em marcadores inflamatórios de indivíduos submetidos à RYGB. Nove indivíduos submetidos à RYGB e nove indivíduos saudáveis foram randomizados em três grupos cada: placebo, prebiótico e simbiótico. O grupo placebo recebeu 6 g/dia de maltodextrina, o grupo prebiótico recebeu 6 g/dia de fruto-oligossacarídeo (FOS) e o grupo simbiótico recebeu 6 g/dia de FOS + 1x109 de Lactobacillus rhamnosus HN001, 1x109 Lactobacillus acidophilus NCFM, 1x109 Lactobacillus paracasei LPC-37 e 1x109 Bifidobacterium lactis HN019...

Effects of erythromycin on γ-glutamyl cysteine synthetase and interleukin-1β in hyperoxia-exposed lung tissue of premature newborn rats

Cai,Cheng; Qiu,Gang; Gong,Xiaohui; Chen,Yihuan; Zhao,Huanhu
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
16.14%
Objetivo: Explorar o efeito da eritromicina sobre lesões pulmonares induzidas por hiperóxia. Métodos: Uma prole de ratos Sprague-Dawley (SD) prematuros com um dia de vida foi dividida aleatoriamente em quatro grupos: grupo 1 ar + cloreto de sódio, grupo 2 ar + eritromicina, grupo 3 hiperóxia + cloreto de sódio e grupo 4 hiperóxia + eritromicina. Com um, sete e 14 dias de exposição, foram detectadas Glutationa (GSH) e Interleucina-1 beta (IL-1 beta) pelo ensaio imunossorvente ligado à enzima (ELISA), e o ácido bicinconinico (BCA) foi utilizado para detectar a proteína GSH. O mRNA da γ-glutamil-cisteina-sintetase (γ-GCS) foi detectado por reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa (RT-PCR). Resultados: Comparadas ao grupo 1, as expressões do mRNA da GSH e da γ-GCS no grupo 3 aumentaram significativamente com um e sete dias de exposição (p < 0,05), porém a expressão de mRNA da γ-GCS diminuiu significativamente aos 14 dias; a expressão de IL-1 beta no grupo 3 aumentou significativamente aos 7 dias de exposição (p < 0,05) e diminuiu significativamente aos 14 dias. Comparadas ao grupo 3, as expressões do mRNA da GSH e da γ-GCS no grupo 4 aumentaram significativamente com um...

Influência da uremia na resposta celular e expressão da quimiocina CXCL 12 em pacientes em hemodiálise

Ribeiro, Vanessa
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Resumo: O acúmulo de toxinas urêmicas gerado pela diminuição da taxa de filtração glomerular no paciente com doença renal crônica (DRC) vem acompanhado por alterações metabólicas e vasculares no organismo que predispõem esses pacientes ao desenvolvimento de doença cardiovascular (DCV). O Stromal cell-derived factor 1 (SDF-1/CXCL12), é uma quimiocina de ação pleiotrópica, com expressão alterada em tecidos inflamados e lesionados, capaz de mobilizar células da medula óssea para o local da lesão, mediando o reparo e regeneração tecidual. No presente trabalho, através de uma combinação de estudos in vivo e in vitro, investigamos o efeito da uremia na expressão de CXCL12 e proliferação celular. Para isso, amostras provenientes de um estudo anterior com dados publicados por Stinghen et al. 2010 foram utilizadas. No presente estudo foram analisados marcadores de inflamação sistêmica como proteína C reativa (PCR) e interleucina-6 (IL-6), em níveis plasmáticos. Além da inflamação, foi feita a avaliação da disfunção endotelial pelos níveis plasmáticos de Interleucina-8 (IL-8) e verificada a sinalização de regeneração vascular pelos níveis plasmáticos e em sobrenadante celular de CXCL12. O modelo experimental foi realizado com células endoteliais humanas extraídas de veia de cordão umbilical (HUVECs). Tratamentos específicos utilizando meio de cultivo acrescido de plasma urêmico de pacientes em hemodiálise (pool de plasmas urêmicos) ou com plasma normal (pool de plasma de indivíduos saudáveis) foram feitos com cinética de 0 h...