Página 9 dos resultados de 298 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Ações das Neurocinas CNTF e IL-6 Exógenas na Regeneração Nervosa Periférica; Effects of Exogenous Ciliary Neurotrophic Factor and lnterleukin-6 in Peripheral Nerve Regeneration

Pereira, Francisco Carlos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
15.95%
Foi estudada a ação do fator neurotrófico ciliar (CNTF) e da interleucina 6 (IL-6) exógenos na regeneração nervosa periférica. Aplicação de CNTF recombinante humano: o nervo ciático de 12 camundongos adultos C57BL/6J (3 grupos, n=4) foi seccionado e os cotos proximal e distal ancorados com ponto único de sutura no interior de tubo de polietileno (TP) com 6 mm d e comprimento e 0,76 mm de diâmetro interno, com intervalo de 4 mm entre os cotos. Os TP foram implantados vazios ou preenchidos com uma das seguintes soluções: (1) colágeno (col.) purificado (Vitrogen, 2,4 mg/ml) em tampão fosfato (0,2M), na proporção d e 1:1; (2) col.+CNTF (1:1, com 100 ng/ml de CNTF/tubo). Após 6 semanas os tubos contendo ao cabos nervosos regenerado s (CR) foram processados e incluídos em Epon. Fibras nervosas mielínicas foram contadas na porção média dos CR com um sistema controlado por computador (Biographics). Camundongos que receberam CNTF apresentaram número significativamente maior de axônios regenerados (3027±62, média±erro padrão) em relação aos animais implantados com tubos vazios (1384±128) ou preenchidos apenas com colágeno (1639±104). Outros 12 animais adicionais tiveram o nervo ciático seccionado e reparado da mesma maneira. Após 6 semanas...

Estudo do laser Erbium Glass fracionado não ablativo no tratamento do fotoenvelhecimento cutâneo: avaliação clínica, histopatológica, microscopia eletrônica e imuno-histoquímica; Study of Erbium Glass Laser Fractional non-ablative treatment of photoaging: clinical evaluation, histophatology, electron microscopy and immunohistochemistry

Patriota, Regina Celli Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
15.97%
Introdução: Os lasers fracionados não ablativos são efetivamente utilizados no rejuvenescimento da pele. As novas tecnologias a laser permitem uma remodelação dérmica seletiva, sem ablação da epiderme. Objetivo: Avaliar a eficácia do laser Erbium Glass (Sellas Evo) fracionado não ablativo 1550nm no rejuvenescimento facial através do estudo da quantificação histomorfométrica de fibras colágenas e elásticas, a expressão da molécula de adesão intercelular 1 (ICAM-1) por imuno-histoquímica , a análise das fases do ciclo celular, o potencial elétrico da membrana mitocondrial, a expressão de interleucina-1 (IL-1), o marcador celular endotelial CD34, o receptor do fator transformador de crescimento beta (TGF-beta), atividade da caspase-3 por citometria de fluxo e as alterações ultraestruturais na pele por microscopia eletrônica de varredura, 4 meses após o tratamento com laser. Materiais e Métodos: Quinze indivíduos (média de 56,4 anos, fototipo II-IV), com fotoenvelhecimento cutâneo na face fizeram 3 tratamentos com laser Erbium Glass fracionado não ablativo 1550nm usando uma fluência de 70 mJ e uma densidade de 100 cm2. Foram avaliados biópsias na região pré-auricular em 15 pacientes no início e 4 semanas após o tratamento final. Os níveis de expressão dos receptores e a atividade do potencial elétrico mitocondrial foram analisados na suspensão de células da derme obtida a partir da digestão por colagenase. A avaliação clínica e fotográfica foi analisada quatro semanas após o final do tratamento. Resultados: Após 4 meses do início do tratamento foi observada melhora clínica moderada...

Avaliação da estimulação ventricular direita crônica em crianças e adultos jovens com bloqueio atrioventricular congênito isolado; Evaluation of chronic right ventricular pacing in children and young adults with isolated congenital complete atrioventricular block

Oliveira Júnior, Roberto Marcio de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
15.96%
Introdução: O bloqueio atrioventricular congênito isolado (BAVCi) é raro e tem múltiplas apresentações clínicas. O implante de marca-passo cardíaco permanente (MP) é o tratamento de escolha, resultando em evolução clínica satisfatória para a maioria dos casos, porém, aproximadamente 10% deles apresentam remodelamento ventricular e insuficiência cardíaca grave. Objetivos: Estudar a evolução tardia de crianças e adultos jovens com BAVCi e estimulação crônica do ventrículo direito (VD), visando determinar: a prevalência de sinais clínicos e laboratoriais de insuficiência cardíaca e de remodelamento ventricular; a capacidade funcional; a qualidade de vida e fatores preditores de alterações clínicas, funcionais ou ecocardiográficas. Métodos: Estudo transversal realizado em coorte de portadores de BAVCi e MP implantado antes de 21 anos de idade com estimulação no VD há mais de um ano. Todos os indivíduos foram submetidos a avaliação clínica e laboratorial, da capacidade funcional, da qualidade de vida e a ecocardiograma. Mães e sujeitos da pesquisa foram investigados para doenças reumatológicas. Os dados foram armazenados no sistema REDCap (Research Electronic Data Capture) e analisados pelos programas SAS (Statistical Analysis System)...

Concentração e atividade sérica da mieloperoxidase em indivíduos tabagistas

Martins, André Bittencourt
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 66 f. + anexo
Português
Relevância na Pesquisa
16.05%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia - FCFAR; Níveis séricos elevados de mieloperoxidase (MPO) estão associados com disfunção endotelial e risco aumentado de acidente cárdio-vascular. Há muito tempo se sabe que o hábito do tabagismo é um fator de risco para doenças cardiovasculares.Uma vez que o infarto do miocárdio está associado também com leucocitose neutrofílica, e fumantes apresentam neutrofilia, nós hipotetizamos que o nível sérico de MPO em fumantes também poderia estar elevado. O estudo incluiu quarenta adultos voluntários e saudáveis. O grupo controle foi composto por vinte indivíduos não tabagistas e o grupo de estudo por vinte indivíduos tabagistas. Hemograma, Interleucina 8 (CXIL8) sérica e MPO sérica foram determinados. Encontramos contagens de neutrófilos e monócitos aumentados (p<0,05) e o nível sérico de interleucina-8 (CXIL8) foi cerca de quatro vezes maior em fumantes quando comparados a não fumantes (p<0,05). O nível sérico de MPO foi também significativamente superior (p<0,05) nos indivíduos fumantes. Este último resultado se correlaciona perfeitamente com a neutrofilia e o aumento da CXIL8 (potente quimioatrator e ativador de neutrófilos)...

Caracterização de aspectos geneticos e imunologicos envolvidos no desenvolvimento de inibidores em hemofilia A e B; Genetic and immunologic aspects related to the development of inhibitors in hemophilia A and B

Andrey dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
16.05%
Uma complicação decorrente do tratamento da hemofilia é a formação de anticorpos neutralizadores da atividade coagulante do fator VIII ou IX (inibidores). Diversos fatores estão relacionados com o desenvolvimento desses inibidores em indivíduos com hemofilia, incluindo fatores genéticos e ambientais. Entre os fatores genéticos, a mutação associada ao diagnóstico da hemofilia é um fator de risco bem documentado. Recentemente foi observada a maior ocorrência de inibidores em indivíduos da etnia negra. O objetivo deste trabalho foi analisar os aspectos genéticos e não genéticos envolvidos no desenvolvimento de inibidores. Foram incluídos nesse estudo 411 pacientes hemofílicos, sendo 321 com hemofilia A (HA) (238 famílias) e 99 com hemofilia B (HB) (59 famílias). A presença de inibidores foi constatada apenas entre os pacientes HA graves. Do total de 220 HA graves desse estudo, 46 (20,9%) apresentaram inibidor detectado em pelo menos uma ocasião após sua inclusão no estudo. Mutações consideradas de alto-risco para o desenvolvimento de inibidores foram identificadas em 125/220 pacientes HA graves (58,8%), e 33 deles desenvolveram inibidores (26,4%). Considerando o grupo étnico de acordo com traços físicos e ancestralidade...

Cirurgia bariátrica e exérese de tecido adiposo visceral (omentectomia) : efeitos sobre a sensibilidade à insulina e a função da célula beta em humanos; Bariatric surgery and exeresis of visceral adipose tissue (omentectomy) : effects on insulin sensitivity and beta cell function in humans

Marcelo Miranda de Oliveira Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
15.96%
A obesidade visceral está associada à resistência à insulina, à presença de síndrome metabólica, à presença do diabetes tipo 2 e risco cardiovascular e a mortalidade elevados. Entretanto, não está claro se existe uma relação causal. A ressecção cirúrgica (exérese) do tecido adiposo visceral (TAV) é um modelo ideal para esclarecer esta questão. Em modelos animais, este procedimento melhora a tolerância a glicose, a sensibilidade à insulina (SI), a função de célula beta, o perfil lipídico e o perfil de adipocinas. A omentectomia tem sido combinada com a cirurgia bariátrica em humanos para estudar seus efeitos sobre estes parâmetros metabólicos, com resultados controversos. Para investigar o papel do TAV no metabolismo, este estudo prospectivo randomizado avaliou vinte mulheres, em menacme, com obesidade grau III e Síndrome metabólica, randomizadas para submeterem-se ao bypass gástrico (RYGBP) isolado (grupo-controle, CT) ou combinado à omentectomia total (grupo OM). Sensibilidade à insulina (SI: índice M, obtido por clamp euglicêmico-hiperinsulinêmico), resposta aguda da insulina à glicose (acute insulin response = AIR, obtida pelo teste de tolerância à glicose intravenosa), disposition index (DI = AIR . M)...

Deciphering the role of inflammation in the organotypic hippocampal slice model of epileptogenesis

Magalhães, Daniela Cristina Melo, 1990-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 Português
Relevância na Pesquisa
16.05%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Molecular e Genética). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2015; A epilepsia é uma das mais prevalentes desordens neurológicas em todo o mundo, afetando 0.4-1% da população mundial. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde a epilepsia é responsável por 1% dos encargos com doenças. O termo epilepsia inclui várias desordens neurológicas genéticas e adquiridas que têm em comum a ocorrência periódica e imprevisível de convulsões, isto é, de episódios de atividade neuronal excessiva. Embora estejam disponíveis vários fármacos antiepilépticos, estes não são eficazes em 30% dos pacientes que continuam a sofrer progressão da doença. Torna-se então imperativo encontrar novas terapias que previnam o início e/ou progressão desta desordem. Tradicionalmente a epilepsia tem sido considerada unicamente como uma doença neuronal. No entanto, na última década, vários estudos realizados em modelos animais de epilepsia e em tecido cerebral humano de pacientes com esta desordem demonstraram a influência e a contribuição de processos inflamatórios nos mecanismos de geração e recorrência dos ataques epiléticos. A neuroinflamação pode ser vista como uma resposta imune que têm como objetivo enfrentar uma ameaça que esteja a ocorrer no cérebro. No entanto...

Por que estrógeno e raloxifeno melhoram a densidade mineral óssea?: mecanismo de ação do estrógeno e de um modulador seletivo do receptor de estrógeno (SERM) no osso

Ramalho,Ana Claudia R.; Lazaretti-Castro,Marise; Cohen-Solal,Martine E.; Vernejoul,Marie Christine de
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 Português
Relevância na Pesquisa
16.05%
A deficiência de estrógeno é responsável pelo aumento na remodelação óssea após a menopausa, cuja prevenção é feita pela terapia de reposição hormonal com estrógeno; porém, ainda não está esclarecido o mecanismo da ação anti-reabsortiva do estrógeno no osso e permanecem várias questões: (1) Qual a célula-alvo de ação do estrógeno no osso? O receptor de estrógeno já foi descrito em monócito, osteo-clasto, células do estroma da medula óssea e osteoblasto, mas é desconhecido o papel dessas células no efeito do estrógeno. (2) Quais os mediadores do efeito do estrógeno no osso? Os resultados da literatura são controversos quanto ao papel da interleucina-6, sendo a maioria dos resultados positivos em animais e não no homem. Outras citoquinas como interleucina-1 e fator de necrose tumoral parecem estar envolvidos. (3) O efeito anti-osteoclástico do estrógeno está relacionado à apoptose de precursores dos osteoclastos? Já foi relatado, em animais, que o estrógeno aumenta apoptose dos precursores dos osteoclastos, porém não é conhecido esse efeito no homem. (4) Qual o papel do estroma da medula óssea na osteoclastogênese e na sua inibição pelo estrógeno? Recentemente foi descrito um fator, produzido pelas células do estroma (RANK ligante) que induz a formação de osteoclasto...

Associação entre os níveis plasmáticos de TNF-α, IFN-γ, IL-10, óxido nítrico e os isotipos de IgG específicos nas formas clínicas da doença de Chagas crônica

Pissetti,Cristina Wide; Correia,Dalmo; Braga,Teodoro; Faria,Gladstone Eustáquio Lima; Oliveira,Rafael Faria de; Ribeiro,Betânia Maria; Rodrigues,Denise Bertulucci Rocha; Rodrigues,Virmondes
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
16.05%
A doença de Chagas é uma importante doença parasitária crônica, que acomete cerca de 9-11 milhões de pessoas na América Latina. Provavelmente, uma combinação de fatores relacionados ao parasito e ao hospedeiro podem ser os responsáveis pela patogênese na fase crônica da doença. Dentre os fatores relacionados ao hospedeiro, a resposta imunológica é um parâmetro de especial interesse. Objetivamos avaliar os níveis plasmáticos das citocinas interferon gama, interleucina 10, fator de necrose tumoral alfa e das imunoglobulinas G total, 3 e 4, por ELISA e do óxido nítrico, pela reação de Griess, entre indivíduos soronegativos e soropositivos para Trypanosoma cruzi, com as formas clínicas cardíaca, indeterminada e digestiva. Os indivíduos soropositivos para Trypanosoma cruzi produziram níveis significativamente mais elevados de imunoglobulinas G total e G3. Indivíduos com a forma digestiva apresentam níveis mais elevados de imunoglobulina G4 e interleucina 10. Entretanto, tais indivíduos apresentaram menores níveis de óxido nítrico do que controles. Os resultados sugerem que os maiores níveis de IL-10 observados nos indivíduos com a forma digestiva poderiam contribuir com os maiores níveis de IgG4 específicos observados.

Efeitos antioxidantes do selênio e seu elo com a inflamação e síndrome metabólica

Volp,Ana Carolina Pinheiro; Bressan,Josefina; Hermsdorff,Helen Hermana Miranda; Zulet,María Ángeles; Martínez,José Alfredo
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
16.05%
O estado inflamatório crônico e de baixo grau bem como o estresse oxidativo associados à síndrome metabólica são fatores de risco relevantes para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Neste contexto, o selênio é um mineral essencial que se encontra associado com o correto funcionamento dos principais processos metabólicos celulares. Estudos in vitro e in vivo em modelos experimentais de síndrome metabólica, bem como em humanos, tem investigado o efeito do selênio sobre a expressão e secreção de biomarcadores de inflamação e de estresse oxidativo. Para obtenção dos artigos sobre efeitos antioxidantes do selênio foram feitas pesquisas nos websites científicos. Na literatura encontramos numerosos artigos sobre os diferentes parâmetros modulados pelas concentrações plasmáticas de selênio, incluindo a proteína-C reativa, a interleucina-6, o fator de necrose tumoral-α, a interleucina-1β e a proteína transportadora de retinol-4. Esta revisão teve por objetivo discutir o papel do selênio nos processos inflamatórios e de estresse oxidativo, associados à síndrome metabólica.

Participação de Endocanabinóides, Arginina-Vasopressina e Endotelina-1 em um modelo de sepse severa (CLP) em ratos

Leite, Mariane Cristina Guttervill
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 101f. : il. algumas color., grafs., tabs.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
15.98%
Orientador : Prof. Dr. Aleksander Roberto Zampronio; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Farmacologia. Defesa: Curitiba, 30/06/2014; Inclui referências; Resumo: Estudos prévios demonstraram que a endotelina-1(ET-1) reduziu a frequência de correntes excitatórias espontâneas em células magnocelulares de ratos através da ativação de receptores ETA. Como se obteve uma redução na frequência de disparo e não na amplitude das correntes, esses dados sugeriram um efeito pré-sináptico. Além disso, o antagonista canabinóide CB1 aboliu esse efeito sugerindo um envolvimento dos endocanabinóides (eCB). Estudos anteriores demonstraram também que durante a sepse ocorre um aumento nos níveis de eCB e ET-1. Deste modo aventamos a hipótese de que durante a sepse severa, a ET-1 por meio da ativação do receptor ETA induz uma liberação de eCB, os quais causariam uma diminuição dos níveis de arginina vasopressina (AVP), e isso poderia contribuir para o aumento da mortalidade nesta condição clínica. A sepse foi induzida em ratos Wistar machos (180-200g) por ligação e punção do ceco (CLP). Uma curva de sobrevida utilizando 1, 3 e 9 furos foi feita com o objetivo de determinar o número de furos necessários para induzir sepse severa. Na curva de sobrevida...

Marcadores inflamatórios e infecciosos em pacientes com síndrome metabólica

Franco, Rosecler Riethmuller
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Introdução: A síndrome metabólica (SM) é caracterizada por um conjunto de anormalidades metabólicas e hemodinâmicas, estando associada com risco aumentado de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) e eventos cardiovasculares. Citocinas inflamatórias, como a interleucina 6 (IL6) e fator de necrose tumoral-alfa (TNF-α) que contribuem para a resistência a insulina, afetam a função vascular, causando doença aterosclerótica. Além disso, vários estudos têm associado à presença de agentes infecciosos como a Chlamydia pneumoniae com a iniciação e ou progressão da aterosclerose. Objetivo: Avaliar os níveis séricos de citocinas pró-inflamatórias (TNF-alfa e IL-6) e de anticorpos anti-Chlamydia pneumoniae em pacientes com SM com e sem eventos cardiovasculares. Material e métodos: Estudo transversal constituído por 147 indivíduos do ambulatório de risco cardiometabólico do Serviço de Cardiologia do Hospital São Lucas da PUCRS, dos quais 100 (68%) com SM sem eventos cardiovasculares e 47(32%) com SM e eventos, sendo 13 (6,11%) com IAM e 10 (4,7%) AVC. O diagnóstico da SM foi determinado pelos critérios do NCEP-ATPIII. Interleucina-6, TNF-α e anticorpos anti-Chlamydia pneumoniae IgG e IgA foram determinados por ensaio imunoenzimático (Elisa)...

A proteína de ligação do vírus sincicial respiratório inibe citocinas inflamatórias da resposta imune em um modelo de sepse induzido por lipopolissacarídeos

Brum, Charles de Ornelas
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Sepse é uma desordem inflamatória sistêmica e sua progressão para o choque séptico caracteriza um sério problema clínico, apresentando altas taxas de mortalidade. Apesar dos significativos avanços no tratamento intensivo, os mesmos não são capazes de reverter a resposta inflamatória sistêmica, assim como suas conseqüências. A sepse por bactérias gramnegativas é desencadeada pela exposição a um componente da membrana destas bactérias, conhecido como lipopolissacarídeo (LPS), o que leva a uma super produção de citocinas inflamatórias no hospedeiro, incluindo o fator de necrose tumoral (TNF-α), a interleucina-1 (IL-1) e a interleucina-6 (IL-6), por sua vez provindas de células do sistema imune, como os monócitos. Estudos recentes demonstraram que, de forma similar ao LPS, o vírus sincicial respiratório (RSV) – principal causa de infecção respiratória baixa em crianças e recém natos - utiliza o receptor toll-like 4 (TLR4) para sinalização celular. Estudos demonstraram que a glicoproteína de ligação do vírus sincicial respiratório (RSV G) age como imunomoduladora na produção de citocinas e quimiocinas por monócitos, inibindo a resposta inflamatória estimulada por LPS. Neste artigo, nós utilizamos monócitos monócitos murinos de diferentes camundongos knockout para demonstrar que RSV G pode inibir a produção de citocinas na resposta imune contra lipopolissacarídeos em um modelo de sepse. Demonstra-se também a modulação das citocinas IL-1β...

A ação antioxidante da glutamina no tecido intestinal e pulmonar de ratos submetidos à isquemia e reperfusão mesentérica

Zabot, Gilmara Pandolfo
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Objetivos: O objetivo principal do presente estudo foi avaliar a ação antioxidante da glutamina no tecido intestinal e pulmonar de ratos submetidos à isquemia e reperfusão (I/R) mesentérica. Os objetivos secundários foram: avaliar o estresse oxidativo e atividade inflamatória pela análise da lipoperoxidação; avaliar a atividade de uma enzima antioxidante, a superóxido dismutase (SOD); determinar o papel do Fator de Transcrição Nuclear Kappa B (NF-KB); e da interleucina 6 (IL-6).Material e Métodos: Ratos machos da raça Wistar foram mantidos em caixas plásticas, em ciclo de 12 horas claro/escuro, com água e ração administradas ad libitum. Foram utilizados Vinte ratos divididos, de forma randomizada, em quatro grupos experimentais: (1) grupo controle (Controle) – os ratos foram submetidos à laparotomia exploradora; (2) grupo controle + glutamina (Controle-GLU) – os ratos foram submetidos à laparotomia e tratados, por via intraperitoneal, com glutamina 24h e 48h antes da cirurgia; (3) grupo isquemia/reperfusão ( I/R ) – os ratos foram submetidos a oclusão da artéria mesentérica superior, durante 30 min seguido por 15 min de reperfusão; e (4) grupo isquemia/reperfusão + glutamina (G + I/R) - os ratos foram tratados...

Treinamento combinado em adolescentes com excesso de peso : efeitos sobre a composição corporal, resistência à insulina e inflamação sistêmica; Combined training for overweight adolescents : effects on body composition, insulin resistance and systemic inflammation

Wendell Arthur Lopes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
15.98%
A prevalência de obesidade na infância e adolescência aumentou nas últimas décadas, devido principalmente às modificações no estilo de vida. O excesso de gordura corporal pode levar a um estado inflamatório de baixo grau, caracterizado pelo aumento nos níveis séricos de substâncias pró-inflamatórias, como interleucina-6 (IL-6), fator de necrose tumoral-alfa (TNF-?), proteína C reativa (PCR) e redução de substâncias anti-inflamatórias, como adiponectina, o qual tem sido associado ao desenvolvimento de diabetes do tipo II, doenças cardiovasculares e aterosclerose. O exercício físico é um importante componente no tratamento da obesidade infanto-juvenil, visto que pode contribuir para aumento da aptidão física, redução da gordura corporal, melhora na resistência insulínica e no perfil lipídico. Entretanto, o papel do exercício físico nos parâmetros inflamatórios de crianças e adolescentes obesos tem sido pouco investigado. Objetivo: Verificar os efeitos de 12 semanas de treinamento combinado (TC), sem intervenção dietética, sobre a composição corporal, aptidão física, parâmetros metabólicos e inflamatórios em adolescentes com excesso de peso. Metodologia: Participaram do estudo 48 adolescentes...

Influência de alterações oclusais na articulação temporomandibular e crescimento mandibular : estudo em modelo animal; Influence of occlusal alterations on temporomandibular joint and mandibular growth : an animal model study

Arcelino Farias Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
A cartilagem articular do côndilo mandibular é responsável pelo crescimento ósseo endocondral durante o desenvolvimento mandibular. Ela depende do funcionamento adequado da articulação temporomandibular (ATM) para sua diferenciação e maturação. Trabalhos demonstram que a manipulação funcional da mandíbula foi capaz de alterar a dinâmica fisiológica dessa cartilagem. Nesse sentido, a protrusão diminuiria a ação de cargas sobre o côndilo mandibular, estimulando o crescimento endocondral, e de forma inversa, a retrusão aumentaria a pressão sobre a cartilagem, inibindo o crescimento. Essas técnicas têm sido utilizadas com relativo sucesso na ortopedia facial com o intuito de corrigir discrepâncias maxilo-mandibulares. Entretanto, alguns quadros patológicos presentes nas ATMs podem alterar o seu desenvolvimento normal. Um dos fatores etiológicos que pode ser associado à presença de alterações no côndilo mandibular é a oclusão dental. A hipótese formulada é de que a presença de instabilidade ortopédica causada por um fator oclusal durante a fase de desenvolvimento pode levar à deficiência do crescimento mandibular e alterações intra-articulares. Assim, este trabalho teve por objetivo avaliar, em modelo animal...

Investigação das alterações do sistema renina-angiotensina em indivíduos portadores de anemia falciforme e efeitos da terapia com hidroxiureia; Investigation of alterations of the renin-angiotensin system in sickle cell disease individuals and the effects of hydroxyurea

Alisson Fernandes dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
A anemia falciforme (AF) é uma doença genética causada pela substituição de um ácido glutâmico por uma valina na posição 6 da cadeia globina 'beta'. A mutação de ponto origina a hemoglobina S (HbS), que sob condições de deoxigenação se polimeriza tornando os eritrócitos mais propensos à falcização. A fisiopatologia da AF resulta em processos recorrentes de vaso-oclusão e hemólise, causando numerosas complicações clínicas, incluindo a danificação dos rins e problemas cardiovasculares. A angiotensina II (Ang II), um peptídeo vasoconstritor derivado do sistema renina-angiotensina (SRA), controla a pressão arterial e o equilíbrio dos fluidos. A Ang II também participa na geração de espécies reativas de oxigênio, diminuindo a biodisponibilidade do óxido nítrico (NO), um gás vasodilatador, podendo contribuir para alterações no endotélio. A hidroxiureia (HU), agente quimioterápico importante no tratamento dos indivíduos portadores de AF, exerce seu efeito benéfico por meio do aumento de hemoglobina fetal (HbF), reduzindo a falcização dos eritrócitos, diminuindo o número de leucócitos, além de possuir a capacidade de gerar NO. O objetivo deste estudo foi verificar se a produção e expressão das proteínas do SRA estão alteradas na AF e os efeitos da terapia com HU nestes parâmetros. Para analisar a atividade do SRA na AF e um possível papel para a Ang II no processo inflamatório...

Estudo do efeito anti-inflamatório da Rosmarinus officinalis L. utilizando o modelo da pleurisia induzida pela carragenina, em camundongos

Rosa, Julia Salvan da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 107 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2013.; Introdução: Rosmarinus officinalis L. (Laminaceae), conhecida como alecrim, é uma planta nativa da região mediterrânea e atualmente é cultivada em várias partes do mundo, incluindo o Brasil. Esta planta é empregada na medicina popular para o tratamento de doenças inflamatórias como a asma brônquica. Além disso, estudos têm demonstrado que esta planta possui atividades antimicrobiana, antioxidante, anti-inflamatória, hipoglicemiante, hepatoprotetora, antiplaquetária, antinoceptiva e antiviral. Objetivos: Avaliar o efeito anti-inflamatório do extrato bruto sem óleo (EBSO), frações e compostos isolados de R. officinalis L., administrada por via intraperitoneal (i.p.), no modelo da pleurisia induzida pela carragenina em camundongos. Metodologia: As partes aéreas frescas de R. officinalis L. foram submetidos às técnicas de extração por arraste de vapor para retirada dos óleos essenciais e de maceração em etanol 96%, para obtenção do extrato bruto sem óleo (EBSO). Este extrato foi particionado com hexano, acetato de etila e etanol para obter as frações hexano (HEX)...

Marcadores inflamatórios de instabilidade da placa aterosclerótica coronária : caraterização e potencial utilização clínica

Carvalho, Luis Carlos Bronze dos Santos
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
15.96%
RESUMO:Introdução: Reviu-se o conhecimento epidemiológico, fisiopatológico e clínico atual sobre a doença coronária, da sua génese até ao evento agudo, o Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM). Valorizou-se, em especial, a teoria inflamatória da aterosclerose, que foi objeto de grandes desenvolvimentos na última década. Marcadores de instabilidade da placa aterosclerótica coronária: Aprofundou-se o conhecimento da placa aterosclerótica coronária instável. Descreveram-se detalhadamente os biomarcadores clínicos e laboratoriais associados à instabilidade da placa, com particular ênfase nos mecanismos inflamatórios. Objetivos:Estão divididos em dois pontos fundamentais:(1) Estudar em doentes com EAM a relação existente entre as moléculas inflamatórias: Interleucina-6 (IL-6), Fator de Necrose Tumoral-α (TNF-α) e Metaloproteinase de Matriz-3 (MMP3), não usados em contexto clínico, com um marcador inflamatório já em uso clínico: a Proteína C-Reativa ultrassensível (hs-CRP). Avaliar a relação de todas as moléculas inflamatórias com um biomarcador de lesão miocárdica: a Troponina Cardíaca I (cTnI). (2) Avaliar, no mesmo contexto de EAM, a Resposta de Fase Aguda (RFA) . Pretende-se demonstrar o impacto deste fenómeno...

Perfil de los niveles séricos de eritropoyetina y citocinas proinflamatorias en pacientes con anemia de trastornos crónicos secundaria a infección

Poveda Gómez,F.; Camacho Siles,J.; Quevedo Morales,E.; Fernández Zamorano,A.; Codoceo Alquinta,R.; Arnalich Fernández,F.; Sempere Alcocer,M.
Fonte: Anales de Medicina Interna Publicador: Anales de Medicina Interna
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/06/2001 Português
Relevância na Pesquisa
16.11%
Objetivo: Evaluar el comportamiento de la eritropoyetina (EPO) y determinadas citocinas proinflamatorias en la anemia de trastornos crónicos (ATC) de origen infeccioso. Métodos: Determinación secuencial en suero mediante enzimoinmunoanálisis de interleucina-1 beta (IL-1β), factor de necrosis tumoral alfa (TNF-α), interferσn gamma (IFN-γ), interleucina-6 (IL-6) y eritropoyetina (EPO) en 25 pacientes con enfermedades de origen bacteriano, curso clínico prolongado y criterios de ATC. Se analizó la relación de estos mediadores con la anemia y con el metabolismo del hierro.Resultados: Los niveles de EPO experimentaron un descenso significativo respecto al nivel inicial, normalizándose en el control tardío (18,04 ± 19,10 vs 8,56 ± 4,72 UI/mL; p < 0,001; rango normal: 4-15 mUI/mL). Inicialmente, existía correlación inversa no significativa entre los niveles de EPO y la concentración de hemoglobina (r = - 0,115, NS), alcanzándose significación estadística en el control tardío (r = -0,446; p < 0,05). Existía correlación inversa entre el hematocrito y los niveles del TNF-α (r = 0,467; p < 0,05) y entre la hemoglobina y la transformación logarítmica del TNF-α (r = 0,424; p < 0,001). La IL-6 mostró correlación inversa con la hemoglobina (r = 0...