Página 1 dos resultados de 143 itens digitais encontrados em 0.053 segundos

Histomorfometria da mama de ratas tratadas com estrogênio e/ou progestagênio; Breast histomorphometry of rats treated with estrogen and/or progestogen

TORRES, Sueli Maria Preda dos Santos; SIMÕES, Ricardo Santos; BARACAT, Maria Cândida Pinheiro; GOMES, Regina Célia Teixeira; SOARES JÚNIOR, José Maria; CARBONEL, Adriana Aparecida Ferraz; BARACAT, Edmund Chada
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
86.47%
OBJETIVO: Avaliar as alterações histomorfométricas nas mamas de ratas tratadas com estrogênio e/ou progestagênio por curto período de tempo. MÉTODOS: Foram divididas em quatro grupos 40 ratas ooforectomizadas: GC-recebeu veículo; GE-recebeu benzoato de estradiol (37,6 µg/animal); GP-recebeu acetato de medroxiprogesterona (11,28 mg/animal) e, GEP-recebeu benzoato de estradiol (37,6 µg/animal) e acetato de medroxiprogesterona (11,28 mg/animal). No grupo GE, o estradiol foi administrado durante sete dias, por via subcutânea. Já no grupo EP o estradiol foi administrado nos primeiros sete dias e o progestagênio por mais 23 dias, por via subcutânea. Vinte e quatro horas após a última administração dos hormônios, os animais foram anestesiados e o primeiro par de mamas inguinais removido, imerso em formaldeído a 10% e processado para inclusão em parafina, sendo os cortes corados pela Hematoxilina-Eosina. Foram avaliadas a morfologia e a área ocupada pelo parênquima mamário, sendo os dados submetidos à análise de variância complementado pelo teste de Kruskal-Wallis (p < 0,05). RESULTADOS: As mamas no grupo-controle apresentaram-se atrofiadas, sendo que, nos animais dos grupos GE e GEP, nota-se a presença de alvéolos típicos contendo secreção no seu interior...

"Avaliação do tratamento hormonal e/ou intervencionista por punção nos tumores císticos de ovários" ; Evaluation of hormonal treatment and/or intervention through aspiration of ovarian cystic tumors

Chnee, Lúcia Helena
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
86.38%
Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar em mulheres com tumores císticos de ovário, a proporção que, somente com o tratamento clínico e/ou punção, não necessitaram de cirurgia; a influência da medicação e das doenças associadas na indicação de cirurgia e se a punção reduziu significativamente o tamanho dos cistos. Casuística e métodos: Selecionaram-se 71 mulheres com idade entre 19 e 70 anos de idade, portadoras de tumores císticos de ovário maior que 5 cm, com características de benignidade ao ultra-som transvaginal com Doppler colorido e pulsado e com perfil endócrino e marcadores séricos tumorais normais. Foram divididas em cinco grupos: 1) Grupo A: 15 mulheres que fizeram uso de acetato de noretisterona; 2) Grupo B: 13 mulheres que fizeram uso de acetato de medroxiprogesterona; 3) Grupo C: 14 mulheres que utilizaram contraceptivo oral; 4) Grupo D: 15 mulheres que foram tratadas com análogo de GnRH e 5) Grupo E: 14 mulheres que não fizeram uso de medicação. Todos os grupos foram acompanhados por um ano. No final do primeiro trimestre, se o cisto persistiu, foi realizada a punção. No final do segundo trimestre, se houve recidiva do cisto, foi indicada cirurgia. As pacientes tiveram alta após um ano de acompanhamento com o tratamento do cisto concluído. Resultados: Não houve diferenças significantes entre os cinco grupos. Constatou-se que a condição de uso de medicação para doença associada teve influência significativa no resultado dos tratamentos. Verificou-se que a redução do tamanho do cisto com a punção foi efetiva após 9 meses de acompanhamento. Observou-se que 7% das mulheres tiveram indicação direta para cirurgia sem a punção...

Perfil dos glicosaminoglicanos no útero de ratas ooforectomizadas e tratadas com estrogênios e/ou progestagênios; Profiles of glycosaminoglycans in the uterus of adult ooforectomized rats treated with estrogen and/or progestagen

Simões, Ricardo dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
86.56%
Objetivo: Avaliar os efeitos dos estrogênios conjugados eqüinos (ECE), isolados ou associados ao acetato de medroxiprogesterona (AMP) sobre os glicosaminoglicanos do colo e do corno do útero de ratas. Métodos: 40 ratas adultas, após 30 dias de ooforectomia foram distribuídas em quatro grupos: GI - controle (veículo); GII - ECE (50 g/Kg, por dia); GIII - AMP (0,2 mg/Kg, por dia) e GIV - ECE (50 g/Kg, por dia) + AMP (0,2 mg/Kg, por dia). As substâncias foram administradas por gavagem por 28 dias consecutivos, sendo que ao final, após anestesia, o colo e o corpo do útero foram retirados e mergulhados em acetona para detecção e quantificação dos glicosaminoglicanos. Os glicosaminoglicanos sulfatados foram submetidos a eletroforese em gel de agarose e o ácido hialurônico a ensaio fluorimétrico (ELISA-like). Os resultados foram analisados pelo teste de t de Student e de ANOVA, complementado pelo teste de Tukey-Kramer (p<=0,05). Resultados: Foi detectada, em todos os grupos, maior concentração de glicosaminoglicanos sulfatados tanto no colo como nos cornos uterinos, em especial do dermatam sulfato. Já a concentração de ácido hialurônico foi maior no corno do que no colo. Com relação ao dermatam sulfato, os estrogênios promoveram incremento...

Avaliação da densidade mineral ossea em mulheres na pós-menopausa ex-usuarias do contraceptivo medroxiprogesterona de deposito; Forearm bone mineral density in post menopausal former users of depot medroxyprogesterone acetate

Luciana Sanches
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.4%
Introdução: Diante da relevância da contracepção na saúde reprodutiva, muitos estudos sobre segurança e eficácia contraceptiva são realizados a cada ano. O contraceptivo injetável com acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMP-D) é um método reversível e eficaz. Entretanto, seu uso provoca hipoestrogenismo e pode afetar a densidade mineral óssea (DMO) durante seu uso ou após a descontinuação, levando à osteopenia e osteoporose. A osteoporose é uma doença caracterizada pela diminuição absoluta da quantidade de osso, tornando-o frágil, sendo um dos maiores problemas de saúde, pois está associada com o aumento no risco de fraturas. O efeito do uso do AMP-D durante a vida reprodutiva sobre a DMO na pós-menopausa ainda é controverso. Objetivo: Avaliar a DMO em mulheres na pós-menopausa que usaram o AMP-D como contraceptivo até a menopausa e comparar com mulheres na pós-menopausa que usaram o dispositivo intra-uterino (DIU) com cobre. Sujeitos e métodos: Estudo com 135 mulheres na pós-menopausa, com idade entre 43 e 58 anos, compreendendo 36 usuárias de AMP-D e 99 usuárias de DIU com cobre como grupo comparativo. A DMO foi avaliada nas porções distal e ultradistal do rádio do antebraço não dominante...

Densidade mineral óssea em usuárias e ex-usuárias do contraceptivo injetável com acetato de medroxiprogesterona de depósito; Bone mineral density in users or ex-users of the injectable contraceptive depot medroxyprogesterone acetate

Alexandre de Souza Viola
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
116.48%
Objetivos: Avaliar a densidade mineral óssea (DMO) em usuárias por pelo menos um ano e ex-usuárias na pós-menopausa do contraceptivo injetável com acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMP-D). Sujeitos e métodos: Foram realizados dois estudos, ambos de corte transversal com usuárias atuais em idade reprodutiva de AMP-D e outro com mulheres na pós-menopausa que usaram AMP-D até a menopausa. Cada usuária foi comparada com uma mulher nunca usuária de AMP-D, da mesma idade (± 1) e mesmo índice de massa corporal (kg/m2) (± 1). Nelas, foram medidas a DMO nas porções distal e ultradistal do rádio do antebraço não dominante pela técnica de DXA (double X-ray absoptiometry). No primeiro estudo foram incorporadas 232 mulheres usuárias do AMP-D e igual número que usavam dispositivo intrauterino (DIU) TCu380A como grupo de controle. As mulheres foram divididas em 5 grupos (1-5) de acordo com o tempo de uso do AMPD: 1-3; 4-6; 7-9; 10-12 e 13-15 anos, respectivamente. No segundo estudo foram incorporadas 79 mulheres com até 5 anos desde a menopausa, sendo 24 ex-usuárias de AMP-D até a menopausa e 55 ex-usuárias de DIU TCu380A também até a menopausa e que tinham avaliado previamente a DMO aos 1-2 e 3 anos após a menopausa. Resultados: No primeiro estudo...

Ingestão alimentar, gasto energético e composição corporal em usuárias do contraceptivo com acetato de medroxiprogesterona de depósito em seguimento de 12 meses = : Food intake, energy expenditure and body composition assessment in depot medroxyprogesterone acetate users up to 12 months; Food intake, energy expenditure and body composition assessment in depot medroxyprogesterone acetate users up to 12 months

Priscilla de Nazaré Silva dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
106.58%
O acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD) é um contraceptivo de uso trimestral, considerado seguro e altamente eficaz, dispensado pelo setor público de vários países entre eles o Sistema Único de Saúde, SUS. Usuárias de contraceptivos hormonais frequentemente se preocupam com efeitos imediatos do uso, entre eles o ganho de peso corporal. Os estudos sobre variação de peso em usuárias de AMPD mostram resultados controversos e, entre os que mostram ganho de peso em gordura em parte das usuárias, não é clara a etiologia do ganho. Poucos estudos avaliaram a ingestão alimentar e gasto energético destas usuárias. Objetivos: Avaliar a ingestão alimentar, ganho de peso e a composição corporal em novas usuárias do contraceptivo acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD). Desenho do estudo: Ensaio clínico com 20 usuárias de DPMA e 20 de dispositivo intrauterino de cobre (DIU TCu380A), pareadas por idade (±1) e IMC (±1), seguidas por 12 meses. Incluídas mulheres saudáveis, de 18-40 anos, sem antecedentes que pudessem interferir no peso corporal, não obesas e nunca usuárias de AMPD. Avaliou-se a ingestão alimentar (recordatório alimentar), composição corporal (DXA), medidas de cincunferência e dobras cutâneas. As variáveis foram: sociodemográficas...

Avaliação antropométrica, da composição corporal, gasto energético em repouso e do perfil inflamatório em mulheres em uso de acetato de medroxiprogesterona de depósito; Anthropometric, body composition, resting energy expenditure and inflammatory status in women using depot medroxyprogesterone acetate

Gisele Almeida Batista
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
96.58%
Introdução: O acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD, Depoprovera®) é um método contraceptivo de alta eficácia e segurança; seu uso tem se difundido amplamente e vem sendo utilizado por milhões de mulheres. Existem poucos estudos na literatura sobre o gasto energético em repouso nas usuárias de Depoprovera®, e é possível que existam variações especialmente naquelas que ganham peso em uso do método. Objetivo: Avaliar as alterações no peso, composição corporal e gasto energético em repouso de mulheres em uso de acetato de medroxiprogesterona de depósito e DIU TCu 380 no período de 12 meses. Métodos: Estudo prospectivo com 20 usuárias de Depoprovera® e 17 usuárias de DIU TCu380, como controle, no período de um ano. Mulheres atendidas no ambulatório de Planejamento Familiar do CAISM/UNICAMP em idade fértil, que optaram como método contraceptivo o injetável Depoprovera®, sem uso prévio deste método, e que apresentavam Índice de Massa Corporal (IMC) < 30 kg/m², além de mulheres que utilizavam o método contraceptivo não hormonal DIU TCu 380A foram convidadas a participar do estudo. Resultados: Os grupos foram pareados no período basal, tornando-se um grupo homogêneo em relação a peso...

Acetato de Medroxiprogesterona de Depósito como Anticoncepcional Injetável em Adolescentes

Campos,Janette Rodrigues; Melo,Victor Hugo de
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 Português
Relevância na Pesquisa
116.58%
Objetivos: acompanhar a incidência de efeitos colaterais e aceitabilidade (taxa de continuidade) do acetato de medroxiprogesterona de depósito (DMPA) como contraceptivo injetável trimestral em adolescentes do nosso meio. Método: quarenta adolescentes (70% lactantes) iniciaram o uso do DMPA, tendo sido acompanhadas por uma média de 14,2 meses. As queixas espontâneas, as alterações menstruais, dados do exame físico e exames laboratoriais foram coletados e analisados pelos testes de Wilcoxon ou McNemar. Resultados: as queixas mais freqüentes foram cólica (16,6%) e cefaléia (15,2%). Os padrões menstruais predominantes foram o spotting e a oligomenorréia. Não foi observada variação significativa da pressão arterial sistólica durante o acompanhamento, mas houve uma ligeira queda nos níveis da pressão arterial diastólica, no limite da significância. Não houve alterações significativas da glicemia de jejum, e foi observada uma tendência ao aumento da taxa de hemoglobina. O ganho de peso (média de 3,9 kg em 12 meses) e a irregularidade menstrual ( > ou = 70% em qualquer retorno) foram os principais motivos para a desistência do método. Vinte e sete pacientes foram acompanhadas por 12 meses e a taxa de continuidade nessa época foi de 81...

Variação de peso de usuárias de acetato de medroxiprogesterona de depósito segundo índice de massa corporal em seguimento de seis anos

Pantoja,Márcia; Medeiros,Tatiane; Baccarin,Maria Carolina; Morais,Sirlei; Fernandes,Arlete Maria dos Santos
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
86.4%
OBJETIVO: determinar a variação de peso de mulheres com diferentes Índices de Massa Corporal (IMC), usuárias do injetável trimestral de acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD) e compará-la à de mulheres em uso de método não hormonal. MÉTODOS: Estudo retrospectivo com revisão de prontuários de 226 usuárias de AMPD e 603 controles usuárias de DIU TCu380A. As mulheres foram distribuídas conforme o IMC inicial nas categorias de peso normal (<25 kg/m²), sobrepeso (25 a 29,9 kg/m²) e obesas (>30 kg/m²) e seguidas anualmente durante seis anos com medidas de peso e IMC. Aplicou-se o teste estatístico ANOVA para medir a variação de peso entre os grupos em cada categoria de IMC a cada ano. RESULTADOS: a média de idade no início do uso do método foi maior no grupo de estudo do que no controle em todas as categorias de IMC 31,6 ± DP 7,1 X 27,4 ± DP 5,5 na categoria peso normal (p<0,0001); 37,3 ± DP 6,8 X 29,2± DP 6,0 na categoria sobrepeso (p<0,0001); e 35,3 ± DP 6,4 X 29,7 ± DP 5,8 na categoria obesas (p<0,0001). As usuárias de AMPD tiveram elevação de peso em relação às controles na categoria de sobrepeso (p=0,0082); e o aumento de peso em relação ao tempo também foi maior no grupo de usuárias de AMPD do que nas controles para as categorias de peso normal (p<0...

Gasto energético e medidas antropométricas de novas usuárias do contraceptivo injetável trimestral de acetato de medroxiprogesterona de depósito

SANTOS,Priscilla de Nazaré Silva dos; SIDER,Marina; MODESTO,Waleska Oliveira; BAHAMONDES,Maria Valeria; BAHAMONDES,Luis; FERNANDES,Arlete
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2015 Português
Relevância na Pesquisa
96.77%
Objetivo:Avaliar o gasto energético e as medidas antropométricas de mulheres durante o primeiro ano de uso do método contraceptivo de acetato de medroxiprogesterona de depósito.Métodos:Estudo prospectivo com grupo de comparação. Foram incluídas mulheres saudáveis, não obesas, nunca usuárias de acetato de medroxiprogesterona de depósito e sem antecedentes que pudessem contribuir para a variação do peso corporal; foram distribuídas em dois grupos, 28 usuárias de acetato de medroxiprogesterona e 24 usuárias de dispositivo intrauterino de cobre, pareadas por idade (±1 ano) e índice de massa corporal (kg/m2). As variáveis estudadas foram sociodemográficas (idade, etnia, tabagismo, etilismo, atividade física, classe econômica e escolaridade), peso (kg), índice de massa corporal, gasto energético basal e total, medidas de circunferência de cintura e quadril (cm) e relação cintura-quadril.Resultados:A idade das mulheres variou de 20-39 anos. As médias de idade/índice de massa corporal foram 29,6 (DP=±5,2) anos/23,9 (±3,6 kg/m2), no grupo de acetato de medroxiprogesterona de depósito, e de 28,6 (DP=±5,2) anos/ 24,5 (±2,7 kg/m2), no grupo de dispositivo intrauterino de cobre. Após análise de variância para medidas repetidas...

Adesão à dupla contracepção entre mulheres infectadas pelo HIV

brandão,Karina de sá adami gonçalves; lima,Bruno gil de carvalho; travassos,Ana gabriela álvares; brito,Fabielle de oliveira rocha de; souza,Eveline xavier pereira de; haguihara,Tatiana; silva,Carlos alberto lima da
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2015 Português
Relevância na Pesquisa
86.3%
OBJETIVO: Verificar a adesão à dupla contracepção entre mulheres infectadas pelo HIV usando acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD) e condom.MÉTODOS: Corte transversal realizado em centro de referência de dezembro 2013 a setembro 2014. Entrevistadas 114 mulheres HIV (+), 15 a 49 anos, em uso de AMPD e condom para contracepção, aplicando questionário clínico epidemiológico, construído após painel Delphi e validação de conteúdo.RESULTADOS: As médias foram de 33,2±7,2 anos de idade, 8,1±5,2 anos de detecção do HIV, 6,8±5 anos de uso de terapia antirretroviral (TARV) e 737,6±341,1 células CD4/mm3. Adquiriram HIV pelo sexo 98,2% (112/114). Identificadas 85,9% (98/114) usuárias de TARV e 77,7% (84/114) com CD4>500/mm3. Relato de parceria fixa em 78,9% (90/114), havendo sorodiscordância para HIV em 41,2% (47/114), status sorológico do parceiro desconhecido em 21,9% e o parceiro desconhece que era infectada em 37,7% (43/114). Última gestação não planejada referida por 71,9% (82/114). Engravidaram no último ano 14,9%, sendo 70,5% (12/17) não planejadas. Relato de uso atual de AMPD em 64,9% (74/114) com sangramento genital em 48,2% (55/114) e ganho de peso em 67,5% (77/114). O uso de condom masculino foi referido por 62...

Influência da idade e do acetato de medroxiprogesterona de depósito na composição corporal de mulheres na menacme = : Influence of age and depot medroxyprogesterone acetate on body composition in women of reproductive age; Influence of age and depot medroxyprogesterone acetate on body composition in women of reproductive age

Natália Dal'Ava de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
116.48%
INTRODUÇÃO: O ganho de peso associado ao uso de métodos contraceptivos contendo apenas progestágenos pode levar à descontinuação do uso. A avaliação da composição corporal (CC) pode auxiliar na compreensão e monitoração do ganho de peso. A mensuração da CC pela técnica de absorciometria de duplo feixe de raios-X (DEXA) permite quantificar os diferentes componentes da CC - massa gorda (MG), massa magra (MM). OBJETIVOS: Estimar a CC de mulheres na menacme e avaliar sua variação entre usuárias de acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD) comparadas com usuárias de dispositivo intrauterino TCu380A (DIU TCu380A). SUJEITOS E MÉTODOS: Foram realizados dois estudos de avaliação da CC pela técnica DEXA. As participantes dos estudos foram selecionadas no Ambulatório de Planejamento Familiar do Departamento de Tocoginecologia da UNICAMP. Estudo 1: Estudo de corte transversal com 639 mulheres, entre 20 e 50 anos, divididas por faixas etárias (20-25, 26-30, 31-35, 36-40, 41-45, 46-50), no qual foi avaliado o peso corporal (kg), índice de massa corpórea (IMC kg/m2) e as variáveis de CC: MG (kg) e MM (kg), percentual de MG e de MM, índice de MG (IMG kg/m²) e índice de MM (IMM kg/m²). Estudo 2: Estudo de coorte prospectivo com acompanhamento de um ano...

Determinação espectrofotometrica de acetato de medroxiprogesterona em medicamento pela reação com Mo (VI) em 'H IND. 2' S'O IND. 4'; Spectrophotometric determination of medroxioprogesterone in pharmaceuticals using a reaction with Mo (VI) in 'H IND. 2' S'O IND. 4'

Tania Aparecida Lopes Pinheiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/11/2006 Português
Relevância na Pesquisa
96.54%
Acetato de medroxiprogesterona (AMP) é um derivado da progesterona que vem sendo usado para contracepção por cerca de 30 milhões de mulheres e também vem aplicado em tratamentos de câncer. Como em alguns casos, AMP gera efeitos colaterais desfavoráveis, sua dosagem deve ser bem controlada. Neste trabalho, foi desenvolvido um método espectrofotométrico para quantificação de AMP em fármacos pela reação com Mo(VI) em meio fortemente ácido. Testes preliminares como avaliação do ponto de fusão e spot test com ácido sulfúrico foram introduzidos para identificar o AMP de outros compostos, como derivados de cortisona que também podem reagir com Mo(VI). A reação foi otimizada a partir da avaliação de algumas variáveis do sistema reacional: tempo e temperatura de aquecimento, solvente e concentração de ácido. Os resultados obtidos indicaram que as melhores condições para o sistema reacional são: solução 9 mol L de H2SO4, 70 minutos de aquecimento a 90 °C e uso de AMP em acetonitrila. Nestas condições, foram obtidas curvas analíticas com a absorbância em 406 nm do produto formado cuja concentração é diretamente proporcional à concentração de AMP na faixa de 5,87x10 a 10,00x10 mg mL, com coeficiente de correlação linear = 0...

Efectos genómicos y no genómicos de progestágenos en carcinomas mamarios murinos en estadíos diferentes de hormono-dependencia; Genomic and non-genomic effects of progestins in a murine mammary carcinoma at different stages of hormone-dependency

Bottino, María Cecilia
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; tesis doctoral; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.3%
Los estrógenos y la progesterona se unen a sus respectivos receptores para ejercer su acción. Los receptores para hormonas esteroides fueron históricamente considerados nucleares, sin embargo existen evidencias en la actualidad de un rol no-genómico de los mismos, ejercido a través de su localización en membrana. Si bien ya se ha descripto la presencia de receptores clásicos en membrana para estrógenos y glucocorticoides, aún no se han encontrado para la progesterona. El estudio del mecanismo de acción de los hormonas esteroideas sexulaes así como también de sus receptores específicos, receptores de estrógenos (RE) y de progesterona (RP), es sumamente importante en el campo de la oncología mamaria ya que en la clínica, la expresión de estos receptores es un parámetro esencial para determinar el tratamiento a seguir. En nuestro laboratorio se ha desarrollado el modelo experimental de obtención de adenocarcinomas mamarios murinos de origen ductal inducidos por administración prolongada de acetato de medroxiprogesterona (MPA) en ratones hembra BALB/c. Se establecieron líneas tumorales hormono-dependientes (HD) y hormono-independientes (HI) que expresan altos niveles de RE y RP. En estudios previos describimos dos sitios de unión a progesterona...

Papel de los receptores de estrógenos alfa en el crecimiento de carcinomas mamarios murinos con respuesta diferencial a progestágenos; Role of estrogen receptor alpha in murine mammary carcinoma tumor growth with different progestin responsiveness

Giulianelli, Sebastián Jesús
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; tesis doctoral; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
86.3%
Los mecanismos por los cuales los estrógenos y los progestágenos, a través de sus respectivos receptores (RE y RP), participan en el desarrollo y crecimiento del cáncer de mama es un tema controversial y de gran interés. La detección de estos receptores se utiliza como factor pronóstico y direcciona la terapéutica hacia una de tipo hormonal, dirigida principalmente a bloquear la fuente de estrógenos o inhibir la acción del RE. Sin embargo, han aparecido en los últimos años numerosas evidencias que implican a los RP en el desarrollo y progresión de carcinomas mamarios. En nuestro laboratorio se ha desarrollado un modelo experimental de adenocarcinomas mamarios murinos inducidos por la administración prolongada de acetato de medroxiprogesterona (MPA) en ratones hembras vírgenes de la cepa BALB/c. Se establecieron líneas tumorales hormono-dependientes (HD) y hormono-independientes (HI) que expresan RE, α y beta, y las dos isoformas del RP (RPA y RPB). Se ha demostrado que el RP es fundamental en el crecimiento de estos tumores, tanto en los HD como en los HI. El tratamiento con antiprogestágenos u oligonucleótidos antisentido para el RP, inducen regresión de ambas variantes tumorales. Paradójicamente los estrógenos inducen regresión tumoral...

Níveis residuais em esponjas impregnadas com acetato de medroxiprogesterona, após tratamento de sincronização do estro e sua relação com a fertilidade nas cabras em período reprodutivo; Residual levels on medroxyprogesterone acetateimpregnated sponges after estrus synchronization treatment and their relationship with fertility in cyclic goats

Gardón, Juan Carlos; Simonetti, Laura
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1997 Português
Relevância na Pesquisa
106.47%
A pool polyurethane sponges impregnated with medroxyprogesterone acetate (MAP) was prepared. Real level of progestagen on sponges was checked prior to sponges insertion. 13 cyclic goats were intravaginally treated with MAP-impregnated pessaries for the synchronization of estrus. After 14 days treatment, sponges were removed 48 hours , post-withdrawal goats which exhibited estrus were artificially inseminated. Residual levels of MAP on removed sponges were measured byspectrophotometry at 241 nM. and examined in relation to their fertility. The real dose of MAP was in average 62 mg + 2 mg. High levels (x = 32,46 mg + 9,84 mg) of residual MAP were found on sponges following treatment. The percentage of estrus synchronization was 92,31% and the pregnancy rate was 69,23%. Pregnant goats had significantly higher (p< 0,01) residual amounts of hormone (x = 35,56 mg + 6,06mg) remaining on sponges than non-pregnant goats (x = 20,00 mg ± 10,58 mg).A high positive correlation (r = + 0,7158) was found between residual MAP and fertility. It was concluded that there is a relation between residual level of MAP and the fertility of the synchronized estrus in cyclic goats.; Preparou-se um conjunto de esponjas de poliuretano embebidas com acetato de medroxiprogesterona (MAP). O nível real do progestágeno nas esponjas foi checado com anterioridade à inserção das esponjas do tratamento. Treze cabras em período reprodutivo foram tratadas com esponjas intravaginais embebidas em MAP para sincronização do estro. As esponjas foram retiradas após 14 dias de tratamento. As cabras que apresentaram cio foram inseminadas artificialmente 48 horas depois de retiradas as esponjas. Os níveis residuais de MAP nas esponjas retiradas foram medidos por espectrofotometria a 241 nMe examinados em relação à fertilidade. A dose real de MAP teve como média 62 mg + 2 mg. Níveis elevados (x = 32...

Avaliação anátomo histopatológica do efeito do acetato de medroxiprogesterona e do acetato de megestrol sobre o útero de cadelas adultas; Anátomo histopathologic evaluation of the effect of medroxiprogesterone acetate and megestrol acetate on the uterus of adult bitches

Vicente, Wilter Ricardo Russiano; Toniollo, Gilson Hélio; Sobreira, Lucia Ferreira da Rosa; Laus, José Luiz; Silva, Valéria Maria Saboya da; Moraes, Flávio Ruas de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 02/01/1991 Português
Relevância na Pesquisa
96.52%
No presente experimento foram utilizadas 18fêmeas caninas adultas, clinicamente sadias, sem sintomas clínicos de estro, as quais foram subdivididas aleatoriamente em 6 grupos contendo 3 animais cada. Após biópsia uterina para controle, foi adninistrado acetato de medroxiprogesterona nas fêmeas dos grupos I, II e III e acetato de megestrol nas fêmeas dos grupos IV, V e V I. Observou-se que ambas as drogas utilizadas induziram a ocorrência de endometrite, porém este efeito foi mais discreto nos animais dos grupos IV, V e V I . Não foi registrada a ocorrência de poliúria, polidipsia, distenção abdominal, corrimento vaginal purulento ou sanguinolento, leucocitose e anemia.; In this trial, 18 adult clinically sound bitches, without clinical symptoms of estrus were utilized, being randomly assigned in 6 groups with 3 animals each. After uterine biopsy for control, medroxiprogesterone acetate was injected into females of the group I, II and III, and megestrol acetate into females of the group IV, V and VI. It was observed that both drugs were capable in inducing endometritis, but this effect was more discrete in the animals of group IV, V and VI. The occurrence of poliuria, polidipsia, abdominal distention, purulent or bloody vaginal secretion...

Apresentação e distribuição do estro nas ovelhas tratadas com esponjas intravaginais impregnadas com acetato de medroxiprogesterona (MAP) em combinação com gonadotrofina de égua prenhe (PMSG); Estrus presentation and distribution in ewes treated with intravaginal sponges impregnated with medroxyprogesterone acetate (MAP) in combination with pregnant mare serum gonadotropin (PMSG)

Simonetti, Laura; Ramos, Guillermo; Gardón, Juan Carlos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
106.47%
Os objetivos deste trabalho foram: 1) determinar a apresentação e a distribuição do estro através do método convencional de sincronização do estro (tratamento progestágeno-PMSG) num rebanho de ovelhas; e 2) analisar a apresentação e a distribuição do estro em ovelhas adultas e borregas. Um total de 300 ovelhas Merino em período reprodutivo (primavera), incluindo-se 231 ovelhas adultas e 69 borregas, foram tratadas com esponjas intravaginais impregnadas com 60 mg de acetato de medroxiprogesterona (MAP). As esponjas foram retiradas após 14 dias e foram administradas 375 UI IM de gonadotrofina de égua prenhe (PMSG). Utilizaram-se carneiros vasectomizados para a detecção do cio. As ovelhas foram observadas para a presença das marcas a intervalos de 4 horas. Analisaram-se perdas das esponjas, sincronização e distribuição dos cios nas ovelhas adultas e borregas. Detectou-se 1% (3/300) de perda das esponjas. A taxa de sincronização do estro no rebanho de ovelhas foi de 92,93% (276/297), sendo 93,48% (215/230) nas adultas e 91,04% (61/67) nas borregas (p>;0,10). Detectou-se a apresentação do cio desde 28 até 68 horas após o tratamento nas duas classes de fêmeas. O intervalo entre a extração das esponjas e a apresentação do cio foi de 46...

Níveis residuais em esponjas impregnadas com acetato de medroxiprogesterona (MAP) após o tratamento de sincronização do estro nas ovelhas em período reprodutivo; Residual levels on medroxyprogesterone acetate (MAP) impregnated sponges after estrus synchronization treatment in cyclic ewes

Simonetti, Laura; Gardón, Juan Carlos; Ramos, Guillermo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
106.47%
Preparou-se um conjunto de esponjas de poliuretano impregnadas com acetato de medroxiprogesterona (MAP). O nível real do progestágeno nas esponjas foi checado com anterioridade à inserção das esponjas do tratamento. Um total de 126 ovelhas Merino em período reprodutivo (primavera) foram tratadas com esponjas intravaginais impregnadas com MAP para sincronização do estro. As esponjas foram retiradas após 14 dias de tratamento. Utilizaram-se carneiros vasectomizados para detecção do cio. As ovelhas foram observadas para a presença das marcas duas vezes ao dia. As ovelhas que apresentaram cio foram inseminadas artificialmente com sêmen fresco diluído, empregando-se uma dose de 300x10(6) espermatozóides totais. A inseminação artificial foi praticada 12 horas depois da apresentação do cio. Os níveis residuais de MAP (RMAP) nas esponjas retiradas foram medidos por espectrofotometria a 241 nM e examinados em relação à resposta estral e à fertilidade. A dose real de MAP foi como média 54 mg. RMAP encontrados em esponjas após o tratamento foram como média 25,00 ± 0,84 mg. A porcentagem de sincronização dos cios foi 92,86% e a taxa de prenhez, 50,43%. Não foram encontradas diferenças significativas entre RMAP das ovelhas com (24...

Acetato de medroxiprogesterona de depósito como anticonceptivo en la adolescente

Sekler,Eugenia; Limongi,Flor
Fonte: Sociedad de Obstetricia y Ginecología de Venezuela Publicador: Sociedad de Obstetricia y Ginecología de Venezuela
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 Português
Relevância na Pesquisa
106.58%
RESUMEN Objetivo: Estudiar la eficacia anticonceptiva del acetato de medroxiprogesterona de depósito en adolescentes. Método: Estudio descriptivo prospectivo en 150 adolescentes en puerperio inmediato o poslegrado a las que se inyectó por vía intramuscular 150 mg de acetato de medroxiprogesterona de depósito cada 3 meses durante un año. Ambiente: Servicio obstétrico Nº 6. Maternidad "Concepción Palacios". Resultados: Setenta y dos pacientes (48%) completaron el estudio, en 59 casos (81,94%) hubo trastorno del patrón menstrual a predominio de amenorrea, siendo esta la causa principal de descontinuación. El 52,77% (38 pacientes) disminuyó de peso, 27 (37,5%) aumentó y en 7 (9,7%) no hubo variación. No hubo embarazos durante el estudio.