Página 1 dos resultados de 1045 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

A afetividade do educador na promoção de atitudes de inclusão no contexto da educação pré-escolar

Sousa, Sónia Margarida Oliveira de
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.51%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio da Intervenção Precoce na Infância; Em Portugal são ainda escassos os estudos relacionados com a afetividade e os que existem focam, na sua interpretação, a divergência/abrangência do respetivo conceito considerando-o complexo. Este estudo tem como objetivo geral verificar o papel da afetividade do educador na promoção de atitudes de inclusão no contexto da educação pré-escolar. Os dados foram recolhidos através de um questionário permitindo uma análise das conceções e atitudes dos profissionais de educação de infância. Constituiu-se uma amostra de conveniência de sessenta e nove educadores de infância. Observa-se a existência de correlações positivas entre os níveis de concordância com a afetividade e os níveis de concordância de alguns dos itens inclusivos e correlações negativas entre os níveis de concordância com a afetividade e os níveis de concordância de alguns dos itens exclusivos. Perante as variáveis a formação académica, a idade e o tempo de serviço, verifica-se que a variável idade é a que mais influencia a promoção da afetividade no contexto da educação pré-escolar...

Afetividade e construção do conhecimento : a produção textual como portadora de conteúdo

Silva, Anna Selmira Jardim da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
Esta dissertação aborda a afetividade, numa perspectiva piagetiana, como energética das estruturas cognitivas. Realiza uma investigação sobre a importância da afetividade no processo de construção do conhecimento, partindo da hipótese de que os problemas de aprendizagem, repetência e evasão escolar são gerados não exclusivamente por problemas cognitivos, mas antes por problemas afetivos, na medida em que enviesam o desenvolvimento cognitivo. Apresenta a forma como a afetividade dinamiza o processo de assimilação e acomodação durante o processo de aprendizagem da linguagem escrita, tendo a produção textual como instrumento de investigação das representações simbólicas que os alunos/autores realizam de seu entorno social. Apresenta a produção textual como forma de expressão do pensamento, como instrumento de comunicação e construção de sua subjetividade. Aborda a construção do conhecimento a partir dos conceitos de interesse e necessidade, e discorre sobre a importância da tomada de consciência das ações como mecanismo de construção do conhecimento. Apresenta as concepções sobre moralidade construídas no interior dos discursos veiculados na produção textual de alunos de Ensino Fundamental e Médio. Tem por base teórica a epistemologia genética e fundamenta-se na visão construtivista...

Afetividade e aprendizagem

Sarmento, Nara Regina Goulart
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.44%
O presente trabalho tem como tema relação entre a afetividade e a aprendizagem e apoiou-se em uma pesquisa qualitativa, na qual se buscou identificar aspectos que podem contribuir de maneira positiva no desempenho escolar. Para isso, foram utilizados como instrumentos para coleta de dados o diário de campo e a entrevista estruturada, com perguntas para pais e professores dos alunos da quarta série de uma escola municipal de Gravataí. Dessa forma buscou-se identificar o conceito de afetividade e de aprendizagem para os entrevistados, investigar se há relação entre a afetividade e a aprendizagem e de que forma a afetividade pode influenciar na aprendizagem do ser humano. A relação de afeto entre aluno e professor é fundamentada em vários aspectos que são tratados ao longo deste trabalho, identificando as maneiras de incrementar a aprendizagem, as relações de afetividade, alicerçadas na proposta de estimular o aluno a estabelecer a interação com seus pares. Ela pode ser fundamental para a formação de personalidade do educando e para o tipo de cidadão que irá surgir a partir dessas relações. O referencial teórico foi construído tendo como base os pressupostos teóricos de Jean Piaget, Humberto Maturana e Henri Wallon. A escola precisa compreender a necessidade de tratar a criança para além de um mero receptador do conhecimento...

A importância da afetividade na relação professor-aluno para a construção de uma aprendizagem significativa

Silveira, Lígia Regina dos Passos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.53%
Este trabalho busca estudar a influência da afetividade na relação professor-aluno e como ela interfere no processo de ensino aprendizagem dos alunos das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental. Objetiva-se analisar e destacar a importância da relação professor-aluno como fator indiferente, dificultador ou facilitador do processo de ensino aprendizagem, compreender o conceito de afetividade e auto-estima, descrever a escola e a turma envolvida e observar a afetividade e auto-estima na relação entre professor-aluno na sala de aula. Buscou-se em obras educacionais e pedagógicas referência sobre o conceito de afetividade e auto-estima e sua influência no processo de aprendizagem. Além de uma pesquisa bibliográfica, também realizamos uma pesquisa de campo, por meio da aplicação de um questionário. A afetividade está relacionada com o respeito mútuo entre professor e aluno, com a comunicação e a interação entre ambos e com a construção coletiva das regras e limites. A escola deve proporcionar um espaço de reflexão que leve em conta o aluno como um todo, contribuindo para o desenvolvimento da autonomia, que não deveria dissociar-se da afetividade. O professor assume um papel fundamental para a aprendizagem dos alunos...

A afetividade nas práticas pedagógicas: atitudes e expressões verbais nas interações professora- crianças, sob a perspectiva de Henri Wallon

Galiani, Simone da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 113 f.
Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação - FCT; This research project presents starts with an investigation realized into the presence and also the characteristics of affectivity in the pedagogical practice of a child education’s teacher. The research`s process began linked with the research way of the Post-Graduate Education at UNESP – university located in Presidente Prudente, SP, called Childhood and Education and it adopted as the object of study the affectivity in early childhood education in the walloniana’s perspective of theory, in order to reflect about into the established pedagogical relations in the construction process of the interactions by children that are between 4 and 5 years old. Several studies, revealed that the affectivity (emotions, feelings and passions) is present in the educational context so it requires the actual presence of adults in child development. The research was based on a qualitative approach, using the case’s study, where the participants were a teacher and also twenty-two child students in an institution of a municipal school in Presidente Prudente-SP. It was used as techniques for gathering data, the classroom observations and a semi-structured interview with the teacher having in mind to know her concepts about affectivity and also her presence in the classroom. The observations that were done between the months of April and June of 2012 through interaction activities that the pedagogical practice used by the teacher summed up in two aspects that are present in the affective dimension: attitudes and verbal expressions. About the first one...

O lugar da afetividade para se aprender física

Bechhauser, Hilário R.
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 55 f.
Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
TCC(especialização) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Física.; O presente estudo nasceu da preocupação do pesquisador como educador e examina de que forma se dá a afetividade no ambiente escolar e, portanto, busca respostas para o problema da aprendizagem. Este trabalho 6, portanto, direcionado a todos os educadores e pesquisadores em educação que atuam com professores, e a todos os envolvidos no processo educacional. Grandes partes das pesquisas giram em torno do aspecto cognitivo. Muito pouco se tem discutido sobre a afetividade e suas implicações na pratica pedagógica e, portanto, suas implicações para o processo de aprendizagem. Neste trabalho recorre-se a autores que tratam de aspectos da dinâmica emocional. Seguindo a abordagem apresentada por estes autores, realize u o trabalho de campo. Buscando, no dia-a-dia escolar, subsídios para confrontar teoria e prática. A coleta e análise de dados de forma qualitativa parecem se adaptar melhor natureza da pesquisa proposta já que o tema, é complexo e tern um número bastante grande de variáveis envolvidas. Através dos resultados obtidos, este estudo mostra de que forma a afetividade entra na aprendizagem escolar e espera-se que estes resultados sirvam de reflexão para que os educadores tenham urna noção mais precisa a respeito do papel da afetividade em sala de aula.

Avaliação das características de afetividade em crianças e jovens com síndrome de Down

Rodrigues,Elaine Custódio; Alchieri,João Carlos
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
Este trabalho buscou investigar a manifestação da afetividade em crianças e jovens com síndrome de Down (SD) e a percepção de pais e educadores quanto à sua expressão no comportamento e nas atividades sociais. Participaram 70 pessoas com SD, na faixa etária de 4 a 26 anos. Os instrumentos utilizados foram questionários sobre percepção da afetividade, aplicados aos pais e professores, e o Zulliger, avaliando os indivíduos com SD. Os dados dos questionários foram analisados pelo programa Tri-deux-Mots, e o Zulliger foi avaliado buscando caracterizar os aspectos da afetividade, com base no método de Klopfer. Pelo Tri-deux-mots, observou-se que tanto no comportamento afetivo como no relacionamento com o outro os sujeitos com SD expressam sua afetividade mediante características positivas e negativas. O Zulliger possibilitou elementos iniciais, no entanto é preciso estudos futuros para investigar o motivo das respostas não estarem direcionadas às categorias relacionadas à afetividade.

Afetividade nas relações de trabalho em um serviço de saúde da rede municipal de Porto Alegre

Castro, Ivaní Nadir Vieira de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
Estudo exploratório descritivo, com abordagem quanti-qualitativa, realizado no Centro de Saúde Modelo, serviço de saúde da rede municipal de Porto Alegre, com vistas a identificar o significado da afetividade e sua influência nas relações de trabalho multiprofissional, interdisciplinar e intersetorial de profissionais da área da saúde pública, bem como visa analisar a atuação de profissionais vinculados a essa área de atuação, focalizando aspectos baseados na afetividade. Nesse estudo foram realizadas a elaboração e validação do instrumento de Percepção da afetividade nas relações de trabalho na área da saúde, utilizando questionário composto por 30 itens e aplicado em uma amostra composta por 70 profissionais. Para a validação foi utilizada a Análise Fatorial, que confirmou a estrutura tri-dimensional do estudo: afetiva, organizacional e relacional. Com os escores fatoriais, em face dos três componentes abordados, os itens foram agrupados em três matrizes que refletem aspectos de afetividade no ambiente organizacional. A partir dos modelos estabelecidos, foram examinadas as relações existentes entre esses padrões e a performance dos indivíduos no ambiente de trabalho com foco na afetividade e na educação...

Afetividade e expressão artística na escola: como os arte-educadores encaram o papel da arte

Neves, Márcia de Lima Carneiro
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
Todo comportamento humano é tecido nas tramas da afetividade e da racionalidade. Assim como na vida, na escola as emoções também desempenham um papel fundamental, motivo pelo qual a presente dissertação procurou salientar a importância das vivências emocionais e afetivas para o desenvolvimento do ser humano. As emoções conferem sentido aos relacionamentos e aos acontecimentos. Propomos uma educação escolar comprometida com a formação de pessoas livres, íntegras, criativas e amorosas, cuja existência seja alicerçada nos princípios da igualdade, da justiça e da cooperação. Conhecer é pensar, criar, descobrir e conectar as características dos objetos, recompondo, mediante a capacidade criadora, o real externo dentro da mente. A aquisição do conhecimento e seu aprimoramento, a potencialidade do aluno para saber enfrentar e solucionar problemas e conflitos, a construção de um espírito crítico e criativo para enfrentar o futuro são, sem dúvida, necessários, mas nos preocupamos com o que é mais importante: dar condições ao aluno de viver plenamente e ser feliz. O embasamento do presente trabalho seleciona elementos histórico-culturais de Vygotsky, psicanalíticos freudianos, da epistemologia genética de Jean Piaget e da teoria psicogenética de Henri Wallon. Acrescentamos noções epistemológicos de Edgar Morin...

Representações discentes sobre a afetividade nas aulas de inglês de uma escola técnica

Cavalcanti, Beatriz Alves Paulo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
This work has risen from the researcher s pedagogical practice at a technical school in Natal, and it aims to observ how affectiveness is noticed by the students in their English classes, since we can have an idea of technicist teaching, which foccus on the acquisition of technical abilities. As cognition and affectiveness are considered indivisible elements in this research, we tried to identify the linguistic signs that express the students representations about affectiveness in their English classes. We used the Systemic Functional Linguistics approach to study the Ideational metafunction of Halliday (1994), by means of the transitivity system, to show how the clauses are used to illustrate these representations, and the interpersonal metafunction, that deals with the relationship between the teacher and the students. We tried to identify the most common processes (HALLIDAY, 1994) mentioned by the 68 students who participated in this work. We used learning narratives (BARCELOS, 2006) submitted to Wordsmith Tools computing program (SCOTT, 2009), whose results indicate the most frequent lexical items found in their narratives. The lexical choices seem to indicate that affectiveness is noticed as a composing element of the English classes in that school. There are representations of interacting classes...

“A afetividade na relação pedagógica e na gestão do grupo de crianças: um percurso cruzado!”

Carvalho, Ana Rita Goucha de
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.48%
Relatório da Prática Profissional Supervisionada Mestrado em Educação Pré-Escolar; Na educação de infância, a relação pedagógica entre o/a educador/a é essencial para o desenvolvimento da criança e para a gestão do grupo, sendo essa construída diariamente. Porém, para o seu desenvolvimento, é essencial a presença da afetividade, de forma que as crianças se sintam seguras e confortáveis. Este relatório reflete questões como: a afetividade é a base para a criação da relação pedagógica entre o/a educador/a e a criança? A afetividade impossibilita ou possibilita a gestão do grupo? Estas questões acompanharam-me na Prática Profissional Supervisionada em Creche junto de um grupo de treze crianças com dois anos e em Jardim de Infância com um grupo de quinze crianças, com três, quatro e cinco anos. No percurso da prática, foi possível observar ações e reações das crianças, dos grupos e das equipas educativas que valorizei e me fizeram definir a problemática “A afetividade na relação pedagógica e na gestão do grupo de crianças: um percurso cruzado!”. Assim, é minha intenção com este relatório compreender se é possível construir, através da afetividade, uma relação pedagógica e se esta (im)possibilita a gestão do grupo de crianças. Foram realizadas as caracterizações das valências de Creche e de Jardim de Infância e a análise reflexiva da minha intervenção...

Avaliação das características de afetividade em crianças e jovens com síndrome de down

Rodrigues, Elaine Custódio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.57%
This work presents the processes and the results of a research concerning the affectivity in children suffering from the Down´s Syndrome (DS). The relevance of the study is justified due to the need of the development of researches, in the area of psychological evaluation of people who suffers from Down´s Syndrome (DS), that are backed by the use of appropriate instruments for such purpose. The thematic discussed focuses the characteristics of the affectivity of children suffering from Down´s Syndrome. Affectivity, conceptually, is considered a wide phenomenon, including several aspects such as emotions, passions, anxiety, anguish, sadness, happiness and even the pleasure sensations and pain. The general objective of the study consisted of investigating the manifestation of the affectivity in children and young with Down´s Syndrome and the parents´ and educators´ perception concerning the expression of the affectivity in the behavior and in the social activities. The specific objectives were: to identify the parents' perceptions about the several manifestations of indicative behaviors of affectivity; to verify in the social atmosphere, outside home, through the teachers' perception, the several forms and intensities of the expression of the affectivity; and...

Representações sociais de professores da educação de jovens e adultos : EJA sobre sua formação docente e a afetividade no processo de ensino-aprendizagem; Social representations of teachers at youth and young-adult education : EJA - about their teaching training and affectivity in the teaching-learning process

Poliana da Silva Almeida Santos Camargo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.44%
Ainda na contemporaneidade, constata-se a inexistência de uma política governamental consistente que subsidie financeiramente e estruturalmente uma educação de qualidade para as pessoas que frequentam as classes da EJA, assim como uma formação adequada para os profissionais da educação que nela atuam. Após a realização de uma análise no banco de teses da CAPES e pesquisas científicas disponíveis ao domínio público acerca dos temas representações sociais, afetividade e EJA, constatamos que poucos trabalhos que articulam esses temas foram realizados, demonstrando um campo fecundo para novas pesquisas. Diante do exposto, nosso objetivo de pesquisa configurou-se em analisar as representações sociais dos professores da EJA sobre sua formação docente e a afetividade no processo de ensino-aprendizagem. Os instrumentos de coleta de dados foram a técnica de associação livre de palavras (TALP) e as entrevistas. Participaram do primeiro momento de coleta de dados 67 professores que atuam no Centro de Educação de Jovens e Adultos ¿ CEJA, instituição responsável pela EJA do ensino fundamental ¿ ciclo I, e no Centro Estadual da Educação de Jovens e Adultos - CEEJA, instituição responsável pela EJA do ensino fundamental ¿ ciclo II e ensino médio. É relevante mencionar que a escolha por essas duas instituições justifica-se pelo fato de elas serem responsáveis pela oferta e administração da educação formal destinada aos alunos jovens...

O impacto da Afetividade do Funcionamento Cognitivo

Correia, Ana Raquel Pereira
Fonte: ISMT Publicador: ISMT
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.53%
Sabe-se que a afetividade se se relaciona com o défice cognitivo e que o défice cognitivo constitui um risco para a demência. A revisão da literatura, no entanto, não responde à questão: os afetos positivos e negativos aumentam/diminuem o risco para o défice cognitivo? O nosso objetivo é, então, analisar a relação entre afetividade e défice cognitivo e averiguar qual o impacto dos afetos positivos e negativos no défice cognitivo. Dentro deste objetivo, queremos caracterizar a população idosa relativamente à intensidade da afetividade e nível do funcionamento cognitivo; estudar a relação entre afetividade e funções cognitivas, controlando o efeito das variáveis sociodemográficas e emocionais; comparar a afetividade entre os tipos de défice; avaliar a relação entre afetividade e sintomatologia, controlando o efeito do défice; determinar qual o impacto da afetividade no funcionamento cognitivo, controlando as variáveis que tenham revelado associações estatisticamente significativas com a afetividade e com o défice cognitivo. Como metodologia, inquirimos 588 idosos com uma idade média de 80,82 anos (DP = 6,68) através do Positive and Negative Affect Schedule (PANAS), do Mini-Mental State Examination (MMSE)...

Afetividade, cognição e educação: ensaio acerca da demarcação de fronteiras entre os conceitos e a dificuldade de ser do homem

Sant'Ana,René Simonato; Loos,Helga; Cebulski,Márcia Cristina
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
Busca-se discutir os conceitos afetividade e cognição, e suas implicações na educação. Parte-se da ideia de que a diferença entre humanos e demais seres decorre da necessidade de aprender a ser; ou seja, das dificuldades de ser do homem, advindas desse exercício, e não o emprego puro e simples da racionalidade. Schopenhauer apresenta a hipótese de que as noções de tempo e espaço são resultado da sensibilidade e percepção acerca, respectivamente, dos fenômenos do movimento e das relações das coisas no mundo. Infere-se, então, que das relações estabelecidas ao longo de suas trajetórias existenciais entre as coisas e seres nascem os afetos, ou seja, os modos como as coisas (ou seres) afetam ou são afetadas em suas diversas manifestações. A tese deste ensaio sugere que a razão nada mais é do que a afetividade formatada ao modo humano: a resultante do sentido existencial entrecruzado à realidade. Logo não haveria supremacia da cognição em detrimento da afetividade, por serem um e mesmo fenômeno: o do entendimento da realidade; baseando-se nos afetos sentidos e percebidos pelo sujeito. Tal premissa pode contribuir com o pensamento educacional ao (re)integrar a afetividade e a cognição, ao contrário do que se vem praticando: um privilégio exacerbado da educação racionalista. Essa (re)integração pode ocorrer pela conjunção da Arte...

Educação infantil : a importância da afetividade na relação professor-aluno na percepção de educadores

Guiotti, Lilian Fradique
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
Este trabalho tem como principal objetivo discutir a importância da afetividade na relação professor-aluno na educação infantil à luz de alguns pressupostos teóricos de referência nesse assunto. Teve como escopo a abordagem qualitativa para identificar a partir da escuta por meio de entrevista estruturada de uma escola da rede pública de ensino do DF, o que as docentes, que gentilmente colaboraram com esta pesquisa, pensam sobre o tema exposto e como a falta de afetividade pode trazer bloqueio no processo de aprendizagem do aluno da educação infantil. Assim, as educadoras entrevistadas apontaram que a afetividade é um elemento essencial no processo ensino-aprendizagem e que a falta dela pode trazer consequências e traumas irreversíveis, prejudicando, até mesmo, os sonhos e os desejos que o educando tem para um futuro próximo. Vale ressaltar que no relato das entrevistadas alguns fatores podem contribuir para a falta do vínculo afetivo na relação professor-aluno como o número excessivo de alunos na sala de aula, pois as docentes questionam como dar atenção necessária a cada educando. Por meio das falas das docentes, é possível concluir que a relação professor-aluno pode ser reconstruída por meio da afetividade através do diálogo...

Afetividade na rela????o professor/aluno no processo ensino-aprendizagem na 4?? s??rie do ensino fundamental

Soares, Jussara Dourado; Carvalho, Maria Raimunda Melo; Sousa, Tereza Cristina Duarte de; Silva, Valdelena Franscisca da
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
A educa????o passa pela integra????o dos conceitos essenciais para a sociabiliza????o do ser humano tais como justi??a, igualdade e solidariedade, para al??m de uma s??lida forma????o ao n??vel do desenvolvimento da moral com a assimila????o dos valores fundamentais da vida em sociedade como o respeito pelos outros, pelos seus direitos, aceitando as diferen??as e assumindo as responsabilidades. Esta pesquisa objetivou investigar a interfer??ncia da afetividade no processo de ensino e aprendizagem e nas intera????es da rela????o professor ??? aluno no ensino fundamental. Para elabora????o da pesquisa foi escolhida uma escola da rede publica do ensino fundamental situada na regi??o administrativa de Samambaia do Distrito Federal, onde foi realizada ???uma pesquisa qualitativa que teve seu ambiente natural e o sujeito como fonte direta (Andr??, Ludke, 1986)". Adotou-se, portanto, aspectos relevantes da afetividade na teoria de Wallon e Vygostyk na qual foi desenvolvida uma pesquisa com os seguintes instrumentos: an??lise documental, observa????o participante e entrevistas semi-estruturadas. Os sujeitos da pesquisa foram: diretor professora e aluno. O resultado da pesquisa evidenciou-se por meio das seguintes categorias: ensino e aprendizagem...

A rela????o entre afetividade-aprendizagem no desenvolvimento do educando das s??ries iniciais

Dutra, Aracele; Soares, Dielen; Barbosa, Elisangela; Alves, Ivanossa; Dores, Maria das
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.48%
O presente trabalho monogr??fico prop??e uma releitura do papel da afetividade, no desenvolvimento pessoal, nas intera????es que o indiv??duo estabelece com o meio, propondo uma reflex??o sobre a pr??tica pedag??gica quanto ??s quest??es pertinentes a compreens??o do desenvolvimento infantil, a rela????o entre aprendizado e desenvolvimento, as intera????es de sala de aula e a avalia????o escolar. Com o objetivo de desmistificar o tema afetividade em sala de aula destacando sua import??ncia no processo de aprendizagem. O conhecimento dessa rela????o no ensino-aprendizagem permitir?? ao professor refletir, organizar e realizar atividades que favore??am um entrosamento, valorizando o outro na constitui????o da pessoa e respeitando limites ?? o que se aproxima ser a defini????o de afetividade. A escola deve promover experi??ncias para mediar a rela????o das dimens??es cognitiva e afetiva. A proposta metodol??gica utilizada nesta pesquisa foi por meio de question??rio com o objetivo de investigar a opini??o dos alunos com rela????o a seus professores. Tamb??m foram utilizados como par??metro para an??lise de dados, question??rios realizados com os professores ressaltando aspectos que consideram relevantes nos alunos. O cap??tulo primeiro apresenta...

Contribui????es da afetividade na interven????o pedag??gica

Alessandra Alves Batista; Cristina Eurico de S. Santos; Ros??ngela Vicente da Silva
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
Muito se fala acerca da import??ncia da afetividade na rela????o professor-aluno. Por??m, existem lacunas a serem preenchidas para a real efetiva????o dessa rela????o afetiva em nossas salas de aula. Como pode o professor vincular a afetividade a sua pr??tica cotidiana? Que atividades beneficiam essa pr??tica afetiva? Como articular concep????es te??ricas sobre afetividade ??s pr??ticas pedag??gicas, ao dia-a-dia em sala de aula? A presente pesquisa norteou-se na busca de respostas a essas quest??es. Teve como principal objetivo possibilitar um maior conhecimento sobre a rela????o entre a afetividade e a pr??tica pedag??gica, de modo a fornecer aos docentes contribui????es de apoio ?? sua pr??tica pedag??gica. A metodologia utilizada foi ?? pesquisa qualitativa. O instrumento aplicado para levantamento de dados foi ?? entrevista semiestruturada, pois melhor se adequou ??s necessidades do trabalho, tendo como participantes quatro psicopedagogas que atuam na ??rea de educa????o, no Distrito Federal. As categorias selecionadas para organiza????o, an??lise e discuss??o dos dados foram as seguintes: O desenvolvimento da afetividade em sala de aula ??? atividades pr??ticas; Estabelecendo rela????es afetivas com o chamado ???aluno problema???; Contribui????es da psicopedagogia nas rela????es em sala de aula; Estreitando e melhorando la??os afetivos; Outras considera????es. Os principais resultados da pesquisa foram que: ?? importante que os professores estabele??am v??nculos afetivos com seus alunos e tamb??m se destaca o valor de se trabalhar com atividades atrativas que despertem o interesse dos alunos...

School Inclusion/Exclusion and affectivity: rethink the failure to school of the children of popular class; Inclusão/exclusão escolar e afetividade: repensando o fracasso escolar das crianças de classes populares

Mattos, Sandra Maria Nascimento de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 12/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
The inclusion in education is not restricted to the multifaceted vision of the deficiency. It consists in the dialectic exclusion/inclusion, becoming constituent part of the exclusion. We know that the antinomy exclusion/inclusion means the right to the satisfaction of the basic necessities of learning; the elimination of the barriers to the learning and the participation of all in the educative system. We understand that this only will occur when to direct the thought for the creation of inclusive cultures, the production of inclusive politics and the development of inclusive practical. These three dimensions are necessary to the inclusive (de/en)velopment inside of any school, which intends to become inclusive. We want to show the necessity to argue concerning the relation exclusion/inclusion; of the differences seen as being specific of the human being and the affectivity. The affectivity is essential for the learning. The management of the positive affectivity predisposes use the action and the reaction in different situations. The positive affectivity makes the pupil “to feel” the learning, rousing the interest in learning, eliminating the school failure in the children of popular class. Consequently, the triad, affectivity-learning-inclusion is vital for the educative process.; A inclusão em educação não se restringe à visão multifacetada da deficiência. Ela se constitui na dialética exclusão/inclusão...