Página 1 dos resultados de 1641 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Avaliação da capacidade antioxidante e antimicrobiana em algas da costa de Peniche (Portugal): identificação de compostos bioactivos com elevado potencial biotecnológico

Pinteus, Susete
Fonte: Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.44%
Dissertação de Mestrado em Biotecnologia dos Recursos Marinhos apresentada à ESTM - Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria; Neste trabalho foi avaliado o potencial biotecnológico de dez algas da costa de Peniche relativamente à sua capacidade antioxidante e antimicrobiana. As algas analisadas foram Asparagopsis armata, Plocamium cartilagineum, Ceramium ciliatum, Sphaerococcus coronopifolius, Codium adhaerens, Ulva compressa; Fucus spiralis, Saccorhiza polyschides, Stypocaulon scoparium e Halopteris filicina. A identificação de compostos bioactivos das algas que revelaram o maior potencial biotecnológico também foi alvo de estudo. Os compostos bioactivos foram extraídos das algas com recurso a solventes, nomeadamente metanol, n-hexano e diclorometano. Estes extractos foram utilizados em todos os ensaios experimentais. A capacidade antioxidante foi determinada através da Quantificação Total de Polifenóis (QTP) pelo método de Folin-Ciocalteu e através da avaliação da capacidade de redução do radical 1, 1-Difenil-2-picrilhidrazil (DPPH). A capacidade antimicrobiana foi avaliada através do método de difusão em disco em Bacillus subtilis e Escherichia coli. Por outro lado...

Efeito de cianobactérias e algas eucarióticas na resistência de plantas de fumo contra o Tobacco mosaic virus (TMV); Effect of cyanobacteria and eukaryotic algae on the resistance of tobacco plants against Tobacco mosaic virus

Beltrame, André Boldrin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.32%
As algas produzem uma grande diversidade de compostos com atividade biológica, inclusive que agem diretamente sobre vírus ou como indutores de fitoalexinas. Em vista disso, foi investigada a redução de sintomas causados por Tobacco mosaic vírus (TMV) em plantas de fumo tratadas com cianobactérias ou algas eucarióticas, além de se tentar elucidar o modo de ação das algas no patossistema estudado. Quando as plantas de fumo foram tratadas dois dias antes da inoculação, foi verificado que suspensões dos isolados 004/02, 008/02, 061/02, Anabaena sp. e Nostoc sp. 61, bem como as preparações do conteúdo intracelular do isolado 004/02 (4 C) e do filtrado do meio de cultivo do isolado 061/02 (61 M) apresentaram efeito na redução dos sintomas de TMV em plantas de fumo, cultivar TNN. Além disso, foi estudado o efeito direto das algas sobre as partículas de vírus. Os resultados mostraram que os isolados Anabaena sp., Nostoc sp. 21, Nostoc sp. 61 e 090/02 apresentam compostos que agem diretamente sobre o TMV. Para tentar elucidar o mecanismo de ação das algas no patossistema estudado, diversos parâmetros bioquímicos foram investigados. Foi detectado que a preparação 4 C aumentou a atividade de peroxidases e que todos os tratamentos analizados reduziram a atividade de β-1...

Precipitação de CaCO3 em algas marinhas calcárias e balanço de CO2 atmosférico: os depósitos calcários marinhos podem atuar como reservas planetárias de carbono?; CaCO3 precipitation in marine calcareous seaweeds and the atmospheric CO2 concentration: can the marine calcareous deposits act as planetary carbon sinks?

Amancio, Carlos Eduardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
As atividades humanas nos últimos dois séculos vêm provocando um aumento na concentração de dióxido de carbono (CO2) atmosférico. Um dos efeitos desse aumento é um incremento na produtividade primária de algumas espécies vegetais terrestres, que dessa maneira atuam como sequestradoras de carbono. Nos oceanos, o CO2 é armazenado principalmente na forma de carbonato de cálcio (CaCO3), e o aumento na sua concentração leva a uma acidificação da água do mar e a uma menor disponibilidade de íons carbonato. Os animais que precipitam CaCO3 não serviriam como sequestradores de carbono porque o processo de calcificação produz CO2. Porém, a maioria das medidas de balanço de CO2 em comunidades calcárias marinhas negligenciam as formações de algas. Nas algas calcárias o CO2 produzido pela calcificação é aproveitado pela fotossíntese. Além disso, aumentos na concentração de CO2 podem levar a aumentos na taxa de crescimento, embora essas taxas possam ser afetadas por uma queda na disponibilidade de íons carbonato. O objetivo deste trabalho foi verificar se o aumento na concentração de CO2, e a acidificação da água do mar por ela causada, afetam o crescimento de algas calcárias. Tendo em vista a ausência de referências sobre trabalhos desse tipo com algas calcárias e considerando que as coralináceas não-articuladas...

Modulação dos níveis de pigmentos e ácidos graxos em algas marinhas: função dos carotenóides e efeitos do estresse ambiental; Modulation of fatty acids and pigments in marine algae: function of carotenoids and environment stress

Pinto Junior, Ernani
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
O estresse ambiental sobre algas marinhas pode ser causado por poluentes, ausência de nutrientes, variação da temperatura ou da intensidade luminosa. Embora vários grupos estudem os efeitos do estresse ambiental sobre a ecologia de animais marinhos, nos últimos anos, contudo, poucos pesquisadores têm investigado o seu efeito sobre a fisiologia das algas marinhas, sobretudo sobre a biossíntese e função de carotenóides e ácidos graxos. Deste modo, foram abordados experimentalmente a atividade antioxidante in vitro de alguns carotenóides encontrados em algas (determinação da constante de supressão (KQ) de oxigênio singlete (02 (1Δg)) e redução da lipoperoxidação em lipossomos incorporados com carotenóides) bem como a monitoração da biossíntese de pigmentos e os níveis de ácidos graxos em algumas espécies de algas cultivadas em situações de estresse ambiental, como exposição a metais pesados (Gracilaria tenuistipitata e Lingulodinium polyedrum), alta densidade populacional (Amphidinium cartareae, Nitzschia microcephala, Lingulodinium polyedrum, Minutocellus polymorphus e Tetraselmis gracilis), e intensidade luminosa (Lingulodinium polyedrum). Ainda, nas algas expostas a estas condições adversas, parâmetros de estresse oxidativo e indicadores enzimáticos do metabolismo oxidativo foram medidos...

Biocatalisadores de origem marinha (algas, bactérias e fungos) para redução estereosseletiva de cetonas; Biocatalysts from marine origin (algae, bacteria and fungi) for stereoselectivy reduction of ketones

Mouad, Ana Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
Neste trabalho foram realizadas reações de redução de cetonas empregando diferentes organismos marinhos como biocatalisadores (algas, fungos e bactérias). Nas triagens foram utilizados derivados de acetofenonas (o-iodoacetofenona, m-iodoacetofenona, p-iodoacetofenona, o-fluoracetofenona, o-cloroacetofenona, o-bromoacetofenona, o-nitroacetofenona) e duas cetonas 1,3-dicarboniladas: a 4,4,4-triflúor-1-(furan-2-il)butano-1,3-diona e a 4,4,4-triflúor-1-(naftalen-2-il)butano-1,3-diona. As reações com as algas marinhas Bostrychia tenella e a Bostrychia radicans levaram aos álcoois com excelentes seletividades (ee >98%), contudo, obtiveram-se baixas conversões. Foram isoladas as bactérias Bt-01 (B. tenella) e Bt-02 (B. radicans), as quais catalisaram as reduções das acetofenonas com resultados similares aos obtidos com as algas. Os fungos (Br-09, Br-23, Br-27, Br-61) isolados da alga B. radicans reduziram as acetofenonas com boas seletividades e conversões. Ainda, reações de redução das acetofenonas com quatro linhagens de fungos isolados da alga Sargassum sp (SMA2-C, SMA2-8, SMA2-58, SGPY-41) levaram a obtenção dos respectivos álcoois com diferentes conversões e seletividades. As reduções das cetonas 1,3-dicarboniladas foram realizadas com as algas B. tenella e B. radicans...

Composição química e potencial biológico das algas vermelhas marinhas Laurencia filiformis, Laurencia intricata, Plocamium brasiliense e Ochtodes secundiramea da costa brasileira; Chemical composition and biological potency of the marine red algae Laurencia filiformis, Laurencia intricata, Plocamium brasiliense and Ochtodes secundiramea of the Brazilian coast

Gressler, Vanessa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
O oceano apresenta uma vasta diversidade de espécies, entre elas as algas marinhas, as quais são usadas principalmente como fonte de alimentos, de produtos industriais e para uso medicinal. Considerando a biodiversidade encontrada, são poucos os estudos que verificam a composição química e atividade biológica de algas. Desta forma, o presente trabalho descreve especialmente compostos do metabolismo primário (lipídios, proteínas e aminoácidos), composição química volátil, e potencial antioxidante e antimicrobiano de quatro espécies de algas vermelhas da costa brasileira (Laurencia filiformis, Laurencia intricata, Plocamium brasiliense e Ochtodes secundiramea). As análises de lipídeos revelaram que estas algas são ricas em ácidos graxos poliinsaturados ω3 e ω6, mas que apresentam o ácido palmítico como majoritário. O teor de proteínas encontrado é considerável e aproximadamente 50% da composição de aminoácidos é de aminoácidos essenciais. Para extrair os compostos voláteis das algas selecionadas para o estudo, três métodos foram utilizados: arraste a vapor, extração por solvente e HS-SPME. A caracterização química dos compostos voláteis deu-se principalmente pela utilização de cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas (CG-EM). Ainda foram isolados e identificados dois compostos majoritários do óleo essencial de L. filiformis...

Extratos de algas marinhas como agentes antioxidantes e antimicrobianos e seus efeitos na qualidade de Minced de tilápia (Oreochromis niloticus); Seaweeds extracts as antioxidants and antimicrobial agents and their effects on quality of tilapia Minced (Oreochromis niloticus)

Cabral, Ingridy Simone Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.46%
A extração de Carne Mecanicamente Separada de tilápia tem se destacado como um processo atraente pela possibilidade de maior recuperação da carne após a filetagem. Porém, a separação mecânica aumenta a superfície de exposição, levando à incorporação de oxigênio e consequentemente ao "off flavor" devido à rancidez, tornando necessário o uso de aditivos para sua conservação. A tendência é utilizar produtos naturais como alternativas aos aditivos químicos. Entre os produtos naturais, as algas marinhas apresentam, em sua composição, metabólitos secundários com alta atividade antioxidante e antimicrobiana. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a composição química e a atividade biológica de quatro algas marinhas e seus efeitos, quando aplicados em Minced de tilápia. As algas Nori, Kombu, Hijiki e Wakame foram extraídas por 2 e 7 dias, em temperatura ambiente, com etanol 60, 80 e 100%. O teor de compostos fenólicos, a atividade antioxidante e a antimicrobiana in vitro foram determinados. A atividade antioxidante por métodos acelerados, Rancimat e Oxipres, também foi avaliada. As algas bioativas tiveram seu perfil químico elucidado por cromatografia líquida e gasosa. Essas algas foram aplicadas em Minced de tilápia...

A temática algas na formação continuada de professores de Biologia: uma experiência na Educação a Distância; The theme algae in the continuing formation of Biology's teachers: an experience in Distance Education

Lima, Thierry Faria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.47%
Diante das demandas do cenário da Educação atual, incluindo o Ensino de Biologia, professores em exercício transformam-se novamente em aprendizes e sua qualificação pedagógica torna-se urgente e necessária. Uma das estratégias atualmente adotadas na formação continuada refere-se ao oferecimento de cursos em Educação a Distância. A ação dos professores sempre é permeada por diversos saberes docentes, que devem ser abordados nesses cursos de formação. Pensando-se nos saberes disciplinares, ao analisarmos documentos orientadores como a Proposta Curricular do Estado de São Paulo (PCESP) - Ensino Médio, percebemos que a abordagem do tema algas é problemática. Diante desse panorama, o presente trabalho visou contribuir para a ampliação do conhecimento sobre a abordagem das algas na formação continuada de professores de Biologia na modalidade Educação a Distância. Para tanto, focamos 36 profissionais participantes em um curso de especialização docente (Curso de Especialização para Docentes em Biologia, EspBio) oferecido pela Rede São Paulo de Formação Docente (Redefor). Tivemos como um dos objetivos específicos elaborar recursos didáticos sobre as algas, abordando três vertentes temáticas principais: algas e cotidiano (incluindo biodiversidade e importância socioeconômica)...

Sedimentação carbonática de algas vermelhas coralináceas da plataforma continental da bacia de campos um modelo carbonático análogo para o terciário

Della Giustina, Ivan Daniel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
O presente trabalho faz uma análise da plataforma continental média e externa da porção central da Bacia de Campos, entre as batimetrias de 65 e 300 metros. Nesta porção da plataforma são encontrados depósitos sedimentares formados por carbonatos e, secundariamente, por siliciclásticos com influência carbonática. Os carbonatos do Membro Grussaí da Formação Emborê se configuram como os mais importantes sedimentos presentes na área de estudo, sendo compostos majoritariamente por algas vermelhas coralináceas (lithothamniun). Os depósitos algálicos ocorrem sob duas formas: a) formas livres formando concreções nodulares centimétricas (rodolitos) e grainstones. b) Incrustações, formando substratos crustosos e lineamentos. Para a análise destes depósitos foram utilizados dados sísmicos tridimensionais relativos à seção terciária da Bacia de Campos e principalmente do fundo marinho. A associação destes dados com amostras de fundo e filmagens do fundo marinho ao longo do traçado de dutos de escoamento de hidrocarbonetos, permitiu a definição de um modelo de distribuição faciológica para os carbonatos formados por algas vermelhas coralináceas e feições fisiográficas associadas a eles. A morfologia do fundo do mar foi dividida em províncias fisiográficas diretamente relacionadas com o padrão deposicional das algas vermelhas e...

Algas perifíticas como indicadoras de qualidade em ambientes impactados pela drenagem ácida de minas na região carbonífera de Santa Catarina

Freitas, Ana Paula Pires
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.41%
A Drenagem ácida de minas (DAM), do ponto de vista ecológico, influencia os ambientes aquáticos provocando condições de stress para a maioria dos organismos. O baixo valor de pH (geralmente < 3,0), altas quantidades de sulfatos e íons metálicos dissolvidos diminuem a diversidade biológica. Esses locais podem ser caracterizados como ecossistemas simples, dominados por organismos acidofílicos e ácido tolerantes. Assim, o objetivo do presente trabalho foi identificar as comunidades de algas encontradas em ecossistemas impactados pela DAM na região carbonífera do Estado de Santa Catarina, Brasil. Observou-se 12 córregos, dois quais 6 com presença de algas e 6 com ausência de algas. As amostragens foram realizadas em julho/2009, outubro/2009, dezembro/2009 e abril/2010, de forma a abranger as quatro estações do ano. Verificouse que os ambientes aquáticos atingidos pela DAM abrigam pouca diversidade de espécies. A comunidade de algas foi representada por 5 táxons e a identificação realizou-se somente até o nível de gênero. Os gêneros encontrados foram: Microspora, Mougeotia, Eunotia, Frustulia e Euglena. Os gêneros de maior distribuição foram a Microspora, estando presente em 6 locais de amostragem e o gênero Eunotia...

Efeitos da rugosidade de substratos, distúrbios físicos e organismos pastejadores na estruturação de assembleias de algas bênticas e na biomassa perifítica em um riacho subtropical : uma abordagem experimental

Schneck, Fabiana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.32%
Os estudos apresentados nesta tese tiveram como objetivo compreender aspectos da organização de assembleias de algas bênticas em riachos. Foi avaliado especificamente o efeito da heterogeneidade de habitat na escala de rugosidade de substratos e sua interação com distúrbios hidrológicos e organismos pastejadores (grazers). Utilizou-se uma abordagem experimental in situ com substratos lisos e rugosos (com fendas) constituindo os tratamentos. Os experimentos foram conduzidos no Rio do Marco, um riacho de quarta ordem na região dos Campos de Cima da Serra, em São José dos Ausentes, Rio Grande do Sul. Após uma introdução geral acerca do assunto são apresentados os capítulos com os estudos. O Capítulo 1 avaliou os efeitos da rugosidade de substratos sobre a riqueza de espécies, densidade, composição e padrões de distribuição de assembleias de algas bênticas. Assembleias em substratos rugosos foram mais ricas que assembleias em substratos lisos, porém esse resultado diferiu entre grupos com diferentes formas de vida, assim como as diferenças na composição de espécies, indicando que somente alguns grupos foram beneficiados pela ocorrência de refúgios em substratos rugosos. Observou-se também que diferenças na composição da assembleia entre substratos lisos e rugosos resultaram de aninhamento e substituição de espécies. No Capítulo 2 foi testada a hipótese de que substratos rugosos abrigam assembleias mais persistentes que substratos lisos. Os resultados encontrados confirmaram esta hipótese e foram atribuídos ao efeito da rugosidade per se após a exclusão de alguns fatores de confundimento...

Caracterização de microhabitats formados por algas calcáreas e sua utilização pelos anfípodes em costões rochosos do litoral norte de São Paulo; Coralline microhabitats characterization and use by amphipods at northern intertidal areas from São Paulo State

Marília Bueno Fernandes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.46%
Algas calcáreas articuladas estão presentes em costões rochosos ao redor do mundo e formam densos tapetes, os quais abrigam uma fauna muito rica de invertebrados. Dentre eles, os anfípodes são dominantes e sua associação com estas algas foi investigada. Inicialmente foi feita a caracterização do habitat. A biomassa das algas e a abundância total dos anfípodes não diferiram entre as estações do ano, já a composição de espécies de anfípodes apresentou variação, a qual foi atribuída principalmente ao padrão de ocorrência de duas espécies de hialídeos, Apohyale media e Hyale niger, que são dominantes nas algas calcáreas. A biomassa das algas também não variou conforme exposição à ação de ondas. Diferenças na abundância total dos animais foram observadas, sendo encontrados mais animais nos costões mais expostos às ondas. Neste tópico, os tanaidáceos foram incluídos e apenas duas espécies foram encontradas, cada uma associada à um grau de exposição à ação de ondas. Leptochelia aff. dubia foi encontrada apenas nos costões abrigados, enquanto Zeuxo coralensis apenas em costões expostos. Os tapetes de algas coralinas são verticalmente extensos a ponto de terem características físicas (quantidade de sedimento e tamanho de grãos) e biológicas (abundância e composição de espécies de anfípodes) distintas entre as zonas superior e inferior do mesmo tapete. Após a caracterização do habitat...

Granulados bioclásticos: algas calcárias

Dias,Gilberto T. M.
Fonte: Sociedade Brasileira de Geofísica Publicador: Sociedade Brasileira de Geofísica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Os granulados bioclásticos marinhos, no Brasil, são formados principalmente por algas calcárias (Maerl e Lithothamnium, na França). Apenas as formas livres (free-living) das algas calcárias, tais como rodolitos, nódulos, e seus fragmentos, são viáveis para a exploração econômica, pois constituem depósitos sedimentares inconsolidados, facilmente coletados através de dragagens. As algas calcárias são compostas basicamente por carbonato de cálcio e carbonato de magnésio e mais de 20 oligoelementos, presentes em quantidades variáveis, principalmente Fe, Mn, B, Ni, Cu, Zn, Mo, Se e Sr. São utilizadas para diversas aplicações: agricultura (maior volume), potabilização de águas para consumo, indústria de cosméticos, dietética, implantes em cirurgia óssea, nutrição animal e tratamento da água em lagos. A existência de amplas ocorrências de algas calcárias na plataforma continental N-NE foi relatada desde a década de 60 por pesquisadores do Instituto Oceanográfico da UFPe. O potencial de explotação econômica dos depósitos destas algas é maior do que os depósitos franceses. A plataforma continental brasileira representa, a nível global, a maior extensão coberta por sedimentos carbonáticos. De modo geral as ocorrências mais contínuas encontram-se na da plataforma média a externa. Estes depósitos...

Avaliação da atividade antimalárica de extratos obtidos de algas marinhas no litoral do Rio Grande do Norte

Dantas, Gracielle Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas; Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional. Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas; Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
Malaria is a major parasitic disease worldwide, accounting for about 500 million cases and causing 2 million to 3 million deaths annually. Four species are responsible for transmitting this disease to humans: Plasmodium falciparum, Plasmodium vivax, Plasmodium malariae and Plasmodium ovale. The parasite resistance to antimalarial drugs and the usual limitations of the vector control implications are contributing to the spread of the disease. The most of significant advances in the search for new antimalarial drugs is based on natural components, the main ones being currently used antimalarial drugs derived from plants. Research on natural products of marine origin (particularly algae) show that some species possess antiplasmodial activity. Knowing that the coast of Rio Grande do Norte is home to several species of algae, the present study was to evaluate, for the first time, the antimalarial activity of ethanolic extracts of seaweed Spatoglossum schroederi, Gracilaria birdiae and Udotea flabellum against Plasmodium falciparum 3D7 strain tests and in vitro using the murine model (Plasmodium berghei) for evaluation in vivo. These species were ground, macerated with ethanol for 24 hours and the extracts concentrated in rotaevaporador (45 ° C ± 5 ° C). For in vitro tests...

Plan de negocio de una empresa recolectora y comercializadora de algas marinas, Algarimo S.L.

Parada López, Aarón Miguel
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.32%
Traballo fin de mestrado (UDC.ECO). Banca e finanzas. Curso 2012/2013; [Resumen] La elaboración del Plan de Negocio de Algarimo S.L., empresa recolectora y comercializadora de algas marinas con sede en Arteixo (A Coruña) consiste en la elaboración de los estados financieros (Cuenta de Pérdidas y Ganancias, Balance de Situación y Estado de Flujos de Efectivo) para un horizonte temporal de cinco ejercicios, con el fin de determinar su viabilidad ante una posible puesta en marcha del proyecto. El primer paso para poder construir dichos estados, consiste en el estudio previo del mercado de algas y las sociedades asentadas en él, y consecuentemente potenciales competidores de Algarimo: Algas Atlánticas Algamar, Porto Muíños, Conservas y Ahumados Lou, S.L. y Compañía Española de Algas Marinas S.A. Consiste en un análisis de datos cualitativos y cuantitativos que permita conocer todos aquellos aspectos relevantes para la actividad de la sociedad: consumo, líneas de negocio existentes, tendencias del mercado, satisfacción de los consumidores, fuerza de los competidores, barreras de entrada, oportunidades de negocio... El estudio de estos datos, permite delimitar las líneas de negocio (conservas, deshidratadas y en polvo), productos y canales de venta de Algarimo (Mayorista...

Desarrollo y validación de alimentos saludables innovativos en base a extractos de algas ricas en fibra dietaria

Algas Marinas S. A. , Algamar; Jorge Daniel Riveros Cuadra
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 07/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
57.38%
Algas Marinas S.A. es una empresa creada en 1960 ubicada en la ciudad de La Calera que se ha dedicado principalmente a la producción de Agar Agar hidrocoloide, compuesto de polisacáridos que se extraen de las algas rojas clase Rhodophyceae y que se usa en muchos productos alimenticios en dónde sus propiedades de estabilizante gelificante y de gel resistente a las altas temperaturas son muy útiles. Teniendo aplicaciones en panificación y pastelería, confiterías, productos lácteos, productos cárnicos, etc. Cómo parte de su plan estratégico la empresa ha estado en una constante búsqueda de agregar valor e innovación a los distintos tipos de Agares. Algamar genera esto con el objetivo de ampliar sus aplicaciones y diversificar su cartera de productos y clientes. Por ello en la continua búsqueda por ofrecer mejores y novedosos productos Algas Marinas S.A. quiere postular un proyecto de innovación empresarial de rápida implementación (IEI RI) para el desarrollo de alimentos saludables a nivel piloto a base de extractos de algas ricos en fibras dietarias que se puedan consumir como un postre en un formato tipo jalea listo para consumir y en polvo los que puedan aportar por ingesta al menos ¼ del requerimiento de fibra dietaria recomendada (Ingesta diaria recomendada de 25 grs/día OMS) entregando además todos los efectos beneficiosos conocidos que aporta la fibra dietaria...

Evaluacion de la Capacidad Antioxidante de Tres Algas Rojas Comestibles como Ingredientes para la Industria Nutraceútica

Comercializadora de Algas Bioseaweeds S. A.; Universidad de Concepcion; Marcelino Simon Gonzalez Torres
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: proyecto
Publicado em 18/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
47.22%
Actualmente el Mercado de los Nutracéuticos Está en Expansión por sobre los Alimentos Convencionales. El 2011 la Industria de los Nutracéuticos Presentó un Tamaño de Mercado de Us$ 1421 Billones con Proyecciones de Us$ 2048 Billones para el Año 2017 lo que Indica que este es un Mercado Muy Prometedor y Atractivo. Dentro de los Productos Nutracéuticos el Mercado de los Antioxiantes a Nivel Mundial ha Tenido Ventas por sobre los Us$ 34 Billones Debido Principalmente a un Aumento en la Percepción del Consumidor por una Vida mas Saludable. Sabemos que el Consumo de Productos con Alto Contenido de Antioxidantes Previene Diversas Patologías Asociadas al Estrés Oxidativo. Entre las Enfermedades Detonadas por los Radicales Libres que Causan el Estrés Podemos Señalar las Enfermedades Cardiovasculares Tumores y Enfermedades Pulmonares Crónicas las que Concentran la Mayor Parte de las Muertes con Cifras que se Mantienen por sobre le 50% de los Casos. Una Fuente Natural Rica para la Obtención de Compuestos Antioxidantes Son las Macroalgas entre las que se Destacan Chondracantus Chamissoi Porphyra Columbina y Callophyllis Variegata Especies de Algas Rojas de las que Existen Varios Reportes Indicando Importantes Capacidades Antioxidantes. Por este Motivo la Presente Propuesta Tiene por Objetivo Principal Evaluar la Capacidad Antioxidante en Tres Especies de Algas Rojas Comestibles para la Industria de los Nutracéuticos Incorporando Estas Propiedades a una Matriz Líquida. Esta Innovadora Propuesta Pretende Obtener Valiosa Información Científica-tecnológica y de Mercado que en Conjunto con Prueba de Concepto Nos Permitirá Formular una Propuesta de Proyecto para la Línea 2 de I+d Aplicada de Corfo.; 1. - Seleccionar Metodologias Extractivas Eficientes para la Obtencion de Antioxidantes.; 2. - Evaluar la Capacidad Antioxidante desde las Tres Especies Algales.; 3. - Elaborar una Infusion y Bebida con la Alga o Mezcla de Algas Seleccionadas.; 4. - Estudiar el Impacto del Producto en el Mercado.; 5. - Establecer Socios Empresariales y Cientificos que Permitan el Desarrollo del Prodcuto.; 6. - Formular un Proyecto Linea 2 de I+d Aplicada.; Evaluar la Capacidad Antioxidante de Callophyllis Variegata Chondracanthus Chamissoi y Porphyra Columbina como Potenciales Ingredientes para la Industria Nutraceútica.; Corporación de Fomento de la Producción

Elaboración de bio-abonos agrícolas a partir de residuos marinos naturales ( algas no comerciales) y restos vegetales urbanos.

Sergio Morales Valencia; Rubén Marcos Rojas Gallardo
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: proyecto
Publicado em 02/10/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.32%
El aprovechamiento y reciclaje de desechos orgánicos de cualquier origen hoy en día se transforman en una prioridad para mitigar los impactos de su depósito o descarte y los problemas de contaminación asociados. Los desechos orgánicos de la mantención de parques, jardines y otras áreas verdes urbanas pasan a formar parte del gran aporte de residuos orgánicos a los vertederos comunales, en circunstancias que podrían ser reciclados para otorgarles una utilidad. Por su parte, en las bahías marinas protegidas es frecuente el desarrollo masivo de algas verdes como producto de la eutroficación de ecosistemas costeros (Piriz, 2003). En algunos países, esta biomasa algal es recolectada con el fin de remover nutrientes y materia orgánica de aguas costeras, destinándola a vertederos (como el caso de la IV Región) o bien utilizándola en la obtención de compost. En el contexto de la Región de Coquimbo, los desechos algales varados en las playas constituyen una interferencia evidente en el desarrollo turístico y recreativo del borde costero, no apenas por los elevados costos de su recolección y transporte a vertederos, sino por la producción de malos olores asociados a su descomposición anaeróbica...

Propiedades antioxidantes y funcionales de cinco algas chilenas sobre la calidad de pasta de salmón

Garrido Ferrari, Daniela Patricia; Parada Valenzuela, Romina Alejandra
Fonte: Universidad de Chile; CyberDocs Publicador: Universidad de Chile; CyberDocs
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.43%
Memoria para optar al título de Ingeniero en Alimentos; Entre otras múltiples reacciones, los radicales libres pueden interactuar con ácidos grasos de las membranas celulares y causar la destrucción oxidativa de las mismas; a este proceso se le denomina lipoperoxidación. En los organismos marinos, como en algunas especies de algas, se han encontrado compuestos con actividad antioxidante, que actúan como mecanismo de defensa frente a las agresiones de los radicales libres. La presente investigación tuvo como objetivo estudiar las propiedades antioxidantes y funcionales de cinco algas chilenas: Rhodymenia corallina, Gracilaria chilensis, Ulva lactuca, Durvillaea antarctica (Cochayuyo) y Phorphyra columbina (Luche rojo), y evaluar su efecto protector en pasta de salmón tratada térmicamente. Para el estudio se elaboraron extractos de algas metanólicos y se determinó el contenido de polifenoles, estableciéndose que el alga Ulva lactuca tuvo la mayor concentración de polifenoles (128 mg EAG/kg de alga seca) y que el extracto de Rhodymenia corallina presentó la mayor capacidad capturadora de radicales libres (IC50 = 0,22 mg EAG/ml). Se determinó el índice de peróxidos en pasta de salmón con adición de extractos de algas y el índice de peróxido sobre aceite de salmón adicionado con extractos de algas...

Algas marinhas bentônicas da Baía de Santos - alterações da flora no período de 1957-1978

Oliveira Filho, Eurico Cabral de; Berchez, Flávio Augusto de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Biociências Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Biociências
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/1978 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
O primeiro trabalho com caráter de flora a tratar das algas marinhas do Brasil foi publicado por Joly, em 1957, sobre a flora marinha da região de Santos, tendo-se constituído no marco mais significativo da Ficologia Brasileira. No referido trabalho Joly refere a existência de 105 espécies sendo 4 Cianofíceas, 22 Clorofíceas, 16 Feofíceas e 63 Rodofíceas. em levantamento que efetuamos no período de 1976-1978, coletando exatamente nos mesmo pontos visitados por Joly, encontramos apenas 68 espécies, sendo 4 Cianofíceas, 19 Clorofíceas, 6 Feofíceas e 39 Rodofíceas. Destas 68 espécies, 17 devem ter sido introduzidas recentemente e constituem novas referências para a área o que aumenta para 54 o número de espécies que existiam anteriormente na região e que não são mais encontradas no local. Isto significa que mais de 50% da flora original desapareceu nos últimos 20 anos. Os dados mostram ainda que as algas pardas foram as mais sensíveis às mudanças ambientais tendo havido uma diminuição de 62,5% no número de espécies que existiam na região na década de 50. Uma comparação da proporção de cada grupo nas décadas de 50 e 70 evidencia que houve uma pequena redução na representação das algas vermelhas e um aumento relativo na representação das algas verdes e azuis. Embora a poluição geral da Baía de Santos não tenha sido monitoreada nestes 20 anos seu aumento é notório e a ela devem ser atribuídas a maior parte das alterações detectadas na flora. A comparação da flora de Santos com a de regiões limítrofes leva á conclusão de que os efeitos da poluição já deviam exercer sua influência na composição florística da região mesmo na década de 50.