Página 1 dos resultados de 3663 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Motivação, Ansiedade e Burnout em Jovens Atletas

Cerdeira, Rui Filipe Fernandes
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
O presente estudo insere-se no âmbito do seminário “Motivação, ansiedade e burnout em jovens atletas” e teve como objectivo principal a realização de um estudo acerca das dimensões das variáveis psicológicas, burnout, ansiedade e motivação em jovens atletas, praticantes da modalidade de Basquetebol, na época 2008/2009. Ele teve, além disso, como objectivos específicos: 1) Descrever, caracterizar e discutir as médias obtidas pelos jovens atletas, para cada uma das variáveis psicológicas estudadas; 2) Observar a relação existente entre as escalas de burnout, ansiedade e motivação; 3) Estudar a relação existente entre, anos de experiência, número de sessões semanais, sexo e a importância do evento e as habilidades psicológicas em estudo. Este estudo contou como uma amostra de 49 atletas, de ambos os géneros (18 do sexo feminino e 31 do sexo masculino), praticantes da modalidade de Basquetebol, a competir no campeonato nacional – iniciados femininos – e no campeonato distrital – iniciados masculinos –, com idades compreendidas entre os 11 e os 14 anos. Num primeiro momento, foram aplicados os questionários TEOSQ – “Questionário de Orientação Motivacional para o Desporto”, o SAS2d – “Questionário de Reacções à Competição ” e ainda o de recolha de dados demográficos dos atletas. Seguidamente...

Motivação, Ansiedade e Burnout em Jovens Atletas

Rodrigues, Pedro Manuel de Almeida
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.18%
O objectivo deste estudo foi saber as influências da motivação, ansiedade e burnout em jovens atletas praticantes de natação. Esta investigação analisou também, a influência da idade, anos de experiência, sessões semanais de treinos, tempo de treino, modalidades, género, escalão, nas diferentes variáveis (motivação, ansiedade e burnout). A amostra desta investigação foi constituída por 44 atletas praticantes da modalidade de Natação, sendo 22 do género masculino e 22 do género feminino, cujas idades se encontram compreendidas entre 10 e 14 anos de idade. A todos os sujeitos da amostra foram aplicados os questionários: “Questionário de Orientação Motivacional para o Desporto” (TEOSQ), “Questionário de Reacções à Competição” (SAS2), “Questionário de Auto-Avaliação Pré – Competitiva” (CSAI- 2Rd) e o “Questionário de stress e recuperação para atletas” (RESTQ-52 Sport)”. No presente estudo, a analise e o tratamento estatístico dos dados foi realizado através do programa “Statistical Package for Social Sciences – SPSS for Windows” (versão 16.0). Dos resultados obtidos neste estudo, podemos constatar que existem correlações significativas entre o traço de ansiedade, estado de ansiedade e o stress em geral. No que diz respeito ao estado da ansiedade e ao traço da ansiedade em relação aos géneros...

Motivação, Ansiedade e Burnout em Jovens Atletas

Costa, Augusto Jorge Barros Cunha
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.27%
O objectivo principal deste estudo foi descrever e caracterizar psicologicamente 60 jovens atletas, do género feminino, dos 10 aos 15 anos, praticantes federadas de basquetebol, na época 2008-2009, em termos da motivação, ansiedade e burnout. Deste modo, os objectivos específicos para esta investigação são: descrever e caracterizar os valores médios e desvio padrão da amostra das diferentes variáveis dependentes e independentes; verificar as relações existentes entre as variáveis dependentes e analisar a relação destas com as variáveis independentes. Os instrumentos utilizados para recolha de dados foram: Task and Ego Orientation Sport Questionaire (TEOSQ) -“Questionário de Orientação Motivacional para o Desporto”; o “Sport Anxiety Scales-2” (SAS-2); o Competitive Anxiety Scale Inventory - 2 Revised (CSAI-2Rd) -“Questionário de Auto-Avaliação do Estado de Ansiedade Pré-Competitiva-2 Revisto, com a escala de direcção CSAI-2d e o Recovery Stress Questionaire for Athletes – 52 (RESTQ-52) -“Questionário de Stress e Recuperação para Atletas - 52”. Os primeiros questionários a serem entregues foram o TEOSQ e o SAS-2, em conjunto com uma série de questões relativas aos seus dados demográficos e sua experiência desportiva. Estes foram entregues e elaborados logo no início de uma semana de treinos. Posteriormente foi também entregue o RESTQ-52 e o CSAI-2Rd. O primeiro no último treino antes da competição e o segundo uma hora antes da competição. Estes dois instrumentos de avaliação foram por duas vezes; uma na semana da competição vista pelos atletas como menos importante e a outra numa semana em que o jogo era visto como muito importante. Para realizar o tratamento dos dados foram utilizados procedimentos e análises estatísticas através do programa informático SPSS – “Statistical Package for Social Sciences...

Competências Psicológicas e Traço de Ansiedade Competitiva em Atletas de Elite

Santos, Maria Gabriela Gondar Marques dos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Este estudo teve como objectivo realizar uma descrição e uma caracterização psicológica, através da apreciação das competências psicológicas e do traço de ansiedade competitiva, de atletas da Selecção Nacional de várias modalidades desportivas. Esta investigação pretendeu analisar também a influência da idade, anos de experiência, sessões semanais de treino, tempo de treino, modalidades, sexo, tipo de desporto, nível desportivo actual, escalão e trabalho com um psicólogo desportivo nas diferentes dimensões das competências psicológicas e nas sub-escalas do traço de ansiedade. A amostra desta investigação foi constituída por 66 atletas da Selecção Nacional, praticantes das modalidades Pentatlo Moderno, Esgrima, Ténis de Mesa, Natação, Patinagem Artística, Tumbling e Pólo Aquático, sendo 48 atletas do género masculino e 18 atletas do género feminino, e cujas idades se encontram compreendidas entre os 13 e os 31 anos (média = 18,21 e desvio padrão = 3,08). Os instrumentos para a recolha de dados consistiram num Questionário de Experiências Atléticas, com o intuito de se avaliarem as diferenças individuais das competências psicológicas, e um Questionário de Reacções à Competição, para a medida do traço de ansiedade competitiva. A análise e o tratamento estatístico dos dados foi realizado através do programa “Statistical Package for Social Sciences – SPSS for Windows” (versão 13.0)...

Habilidades Psicológicas e Traço de Ansiedade Competitiva em Atletas de Elite

Mendonça, João Rodrigo Paulo
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
Este estudo teve como objectivo avaliar as capacidades psicológicas e o traço de ansiedade competitiva em atletas de elite apenas num momento distinto. Procurou também discriminar a influência da idade, dos anos de experiência, número de sessões de treino sobre as diferentes dimensões das habilidades psicológicas e sobre o traço de ansiedade competitiva e respectivas sub-escalas de ansiedade somática, preocupação, e perturbação da concentração. A amostra foi constituída por 96 atletas, 45 do sexo masculino e 51 do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 14 e os 40 anos (média = 20,39 e desvio padrão = 5,64). Os participantes são atletas representantes da Selecção Nacional Sub-20 Feminina de Basquetebol (n=15), Selecção Nacional Masculina Sub – 21 de Hóquei em Patins (n=23), Selecção Nacional Masculina e Feminina de Badmington (n=16), Selecção Nacional Feminina Júnior e Sénior de Pólo Aquático (n=26) e Selecção Masculina e Feminina de Atletismo (n=16). Os instrumentos de medida utilizados para a avaliação das habilidades psicológicas e ansiedade traço, foram respectivamente o questionário das experiências atléticas (ACSI – 28) e o questionário de reacções à competição. Para efeitos de análise e tratamento estatístico dos dados...

Traço de Ansiedade Competitiva e Habilidades Psicológicas em Atletas de Elite

Leite, Joana Reis
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
Este estudo teve como objectivo avaliar as capacidades psicológicas e o traço de ansiedade competitiva em atletas de elite num momento distinto da época. Procurou, também discriminar a influência do sexo, idade, dos anos de experiência, escalão, nível actual, número e tempo de sessões de treino e sobre o traço de ansiedade competitiva e respectivas sub-escalas de ansiedade somática, preocupação, e perturbação da concentração. A amostra foi constituída por setenta e sete atletas de nacionalidade portuguesa e um de nacionalidade espanhola. Quarenta e sete atletas são do sexo masculino e trinta e um atletas são do sexo feminino com idades compreendidas entre os 15 e os 58 anos de idade, com uma média de idades de 23,83 com um desvio padrão de 8,43 que representam a selecção nacional das modalidades de andebol, hóquei de sala, tiro ao pombo e tiro ao prato. Os instrumentos destinados à recolha de dados relativamente ás habilidades psicológicas (questionário de experiências atléticas) e o traço de ansiedade competitiva (reacções à competição) foram aplicados pelo investigador aos jogadores em momentos e locais onde estes se encontravam em estágio, previamente acordados com os treinadores das equipas em causa. Para análise e tratamento estatístico dos dados foram utilizado o programa “ Statistical Package for Social Sciences – SPSS”...

Estudo ecocardiográfico das alterações estruturais e hemodinâmicas dos corações de atletas de futebol ao longo de uma época competitiva

Ramos, Domingos Francisco
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.25%
Introdução A hipertrofia cardíaca é um dos achados mais frequentes do coração dos atletas. A hipertrofia do ventrículo esquerdo relacionada com a prática desportiva pode ser concêntrica (treino de força) ou excêntrica (treino de resistência). As alterações estruturais são acompanhadas de adaptações hemodinâmicas, com realce para o aumento do débito cardíaco. Objectivo Avaliar as modificações das estruturas cardíacas e hemodinâmicas de atletas de alta competição, com recurso a estudo ecocardiográfico, em diferentes fases da época competitiva. População e métodos Durante o campeonato de 2009/2010, efectuaram-se ecocardiogramas a todos os atletas de uma equipa de futebol profissional, na fase inicial da época (Outubro), na fase final da época (Abril) e após pausa competitiva (Julho). Foram observados 34 atletas do género masculino, com idade média de 25,4 anos, 3 de raça negra. Considerou-se a posição em campo, as horas de treino semanal e os anos de prática da modalidade como profissionais. Foi feita história clínica e exame objectivo. Resultados Foram observados 34 atletas, do sexo masculino, com idade média de 25,4 4,6 anos. A dimensão telediastólica do ventrículo esquerdo (56,13 3,48 mm;) e a sua indexação à superfície corporal (27...

As atitudes morais no esporte de competição : um estudo descritivo-exploratório com atletas dos jogos coletivos de invasão

Evangelista, Paulo Henrique Mellender
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.2%
O presente estudo trata das atitudes morais de atletas juvenis nos Jogos Coletivos de Invasão (JCI): futebol de campo, futsal, basquetebol e handebol. Um dos objetivos desta pesquisa é (a) identificar qual das dimensões atitudinais – empenho, convenção, antidesportivismo ou trapaça – representa as ações mais assumidas declaradamente pelos jovens atletas, de 13 a 16 anos, dos JCI. Os demais objetivos são os seguintes: (b) traduzir e adaptar para a língua portuguesa (Brasil) o Questionário de atitudes no esporte (QAE-23) de Gonçalves et al. (2006); (c) proceder à validade de conteúdo QAE-23; (d) apresentar a ordem hierárquica das dimensões atitudinais, através da análise intrassexo; (e) realizar um estudo comparativo intersexo. Para tanto, foi aplicado o QAE-23. As respostas aos itens do QAE-23 foram dadas conforme uma escala de tipo Likert, bidirecional, graduada em cinco pontos, partindo de “discordo firmemente da declaração” (1) a “concordo firmemente com a declaração” (5). A pesquisa contou com a participação de um grupo de 265 atletas. Para cumprir com o segundo objetivo foram realizadas duas traduções independentes por profissionais da área (inglêsportuguês e português-inglês), que asseguraram a melhor tradução e adaptação do QAE-23 para a língua portuguesa (Brasil). Em seguida...

Lesões esportivas em atletas com deficiencia visual; Sport injuries in athletes with visual disability

Marilia Passos Magno e Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Estudos na área de lesões esportivas em atletas com deficiência apresentam em sua maioria um desenho de pesquisa que agrega dados de diferentes deficiências (físicas e sensoriais) e modalidades esportivas, criando dificuldades na interpretação dos resultados. Já que diferentes deficiências e modalidades esportivas podem causar diferentes tipos de lesão. Este estudo teve como objetivo principal analisar a frequência das lesões esportivas em atletas com deficiência visual. Além de identificar as áreas corporais mais lesionadas; o mecanismo das lesões esportivas; as principais lesões esportivas que acometem os atletas com deficiência visual; traçar as características lesionais pertinente a cada modalidade; verificar se o grau de deficiência visual apresenta relação com a frequência de lesões esportivas. Fizeram parte do estudo atletas com deficiência visual, de ambos os gêneros, integrantes da seleção brasileira nas modalidades de atletismo, futebol de 5, goalball, judô e natação, em competições internacionais, entre os anos de 2004 a 2008. A coleta de dados se deu através de uma ficha utilizada pela Confederação Brasileira de Desporto para Cegos e pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro, contendo as seguintes informações: nome...

Estado nutricional relativo a ferro e zinco de atletas profissionais de uma equipe feminina brasileira de voleibol

Carvalho, Louise Farah Saliba de Barros
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Prograrma de Pós-Graduação em Nutrição; Os atletas estão sob risco de desenvolverem carências de micronutrientes, em especial as atletas do sexo feminino. Dentre os minerais importantes para o metabolismo do exercício e desempenho do atleta, estão o ferro e o zinco, pouco estudados em atletas profissionais, notadamente de voleibol. O objetivo deste trabalho foi avaliar o estado nutricional relativo ao zinco (no plasma e no eritrócito) e ao ferro (ferritina sérica, hemoglobina e hematócrito) de 12 atletas profissionais do voleibol feminino. O consumo alimentar de zinco, ferro, calorias, proteína, carboidrato e lipídeo, foi analisado utilizando-se o registro alimentar de 3 dias e posterior análise em software de avaliação de dieta. Em relação a concentração de zinco no plasma, 100% das atletas não apresentaram deficiência. Quanto ao zinco no eritrócito, 100 % das atletas apresentaram valores abaixo da faixa de normalidade. A avaliação quanto ao estado nutricional de ferro não mostrou nenhuma atleta com depleção dos estoques de ferro, porém apresentou 4 atletas com anemia esportiva, caracterizada por baixos níveis de hemoglobina e hematócrito. Em relação à ingestão alimentar de zinco...

Lesões desportivas em atletas jovens federados na modalidade de atletismo no Estado de Santa Catarina

Simoni, Clarissa Rios
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: D Formato: [111] f.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Dissertação (mestrado] - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos. Programa de Pós-graduação em Educação Física; O presente estudo traz a tona o tema das lesões desportivas (LD) em atletas jovens na modalidade de atletismo. Muitos trabalhos ao redor do mundo têm discutido tal conteúdo, porém poucos têm se dedicado ao trato com atletas ainda em fases de desenvolvimento, bem como atletas da modalidade de atletismo. Esta pesquisa teve como objetivo identificar associação e a prevalência de fatores de risco a lesões desportivas, referidas em atletas jovens, federados na modalidade de atletismo, no estado de Santa Catarina, de setembro de 2006 a setembro de 2007. Esta investigação teve caráter retrospectivo, caracterizando-se como um estudo transversal, descritivo e autoreferido. Utilizou-se um questionário no formato de inquérito de morbidade referida (IMR). Foram entrevistados 158 atletas da federação catarinense de atletismo (FCA) com idade entre 15 e 18 anos, pertencentes a 14 instituições filiadas. Entre estes entrevistados 57,6% são do sexo masculino e 42,4% do sexo feminino. Entre os entrevistados, 68 afirmaram terem sido acometidos por LD, sendo 77 o número total de lesões relatadas. O índice de lesões nesta amostra foi de 0...

Nível de atividade física e percepção de bem-estar de ex-atletas de atletismo e futebol de campo

Uliana, Fernanda Colombo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 38 f.
Português
Relevância na Pesquisa
37.27%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos. Curso de Graduação em Educação Física.; Durante a performance é exigido do atleta um excelente preparo físico, quando abandonam o esporte passam pelo processo de destreinamento. Esse processo consiste na redução das cargas de treinamento procurando obter os benefícios da atividade física para a saúde. Além da atividade física o estilo de vida é fundamental para determinar uma percepção de bem-estar positiva. O objetivo desse estudo foi identificar e verificar se existe associação entre o nível de atividade física e a percepção de bem-estar de ex-atletas de atletismo e futebol de campo. Será que os ex-atletas mantém níveis suficientes de atividade física para a saúde? Qual será a percepção de bem-estar desses ex-atletas? A amostra, selecionada por conveniência (facilidade de acesso) foi constituída de 30 ex-atletas de atletismo e 21 ex-atletas de futebol de campo com média de idade de 46,5 anos (±6,42 anos) que pararam competir, no mínimo, há 5 anos. Os ex-atletas responderam ao Questionário Internacional de Atividade Física - IPAQ, versão curta e o Perfil do Estilo de Vida Individual – PEVI proveniente do modelo do Pentáculo do bem-estar. Os resultados evidenciaram que 88...

Efeitos do processo de destreinamento sobre a saúde de ex-atletas de alto rendimento

López Cazón, Rodolfo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
37.26%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.; O presente estudo trata sobre o destreinamento desportivo vinculado ao desenvolvimento do esporte de alto rendimento. Tal questão, conforme a pesquisa enunciada aqui, não possui um tratamento adequado junto aos ex-atletas de alto rendimento, independentemente do desenvolvimento desportivo dos países. O objetivo da pesquisa foi caracterizar os problemas de saúde dos atletas aposentados, do ponto de vista fisiopatológico, psicológico e social. A amostra utilizada em nossa pesquisa foi constituída por 245 (duzentos e quarenta e cinco) ex-atletas, dentre os quais 50 (cinqüenta) atletas brasileiros, 30 (trinta) atletas chilenos e 165 (cento e sessenta e cinco) atletas cubanos, na faixa etária de 19 (dezenove) e 75 (setenta e cinco) anos, sendo a experiência como atleta ativo de 14,7 (quatorze vírgula sete) anos, aproximadamente. Participaram também, 112 (cento e doze) treinadores, dentre os quais 56 (cinqüenta e seis) treinadores brasileiros, 11 (onze) treinadores chilenos e 45 (quarenta e cinco) treinadores cubanos, com uma experiência no trabalho como treinadores de alto nível de 13,7 (treze vírgula sete anos) anos. A pesquisa contou ainda com a participação de 3 (três) médicos desportivos brasileiros. Para a obtenção dos dados...

Equilíbrio unipodal e bipodal em atletas de futebol com paralisia cerebral; The unipodal and bipedal balance in soccer athletes with cerebral palsy

Lopes, Guilherme Henrique Ramos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.2%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2013.; O movimento paralímpico vem crescendo no Brasil, com grande melhora do desempenho de nossos atletas. O futebol de sete é uma modalidade de atletas com paralisia cerebral (PC) e, para alcançar o alto nível de desempenho, esses atletas enfrentam dificuldades com relação ao equilíbrio, devido às repercussões da sua própria condição. Objetivos: descrever o equilíbrio postural em atletas com PC e comparar com jovens não-atletas, sem PC. Métodos: foi avaliado o equilíbrio postural de 28 sujeitos (14 atletas com PC e 14 não-atletas sem PC). Os atletas com PC foram classificados no nível I, de acordo com o GMFCS. Para mensuração do equilíbrio foi utilizada uma plataforma de força AccuSway (AMTI) a uma frequência de 100Hz. Os sujeitos realizaram três tentativas (10 s) em apoio bipodal e unipodal com a perna dominante. Foram analisados os seguintes parâmetros do Centro de Pressão (COP): amplitude médio-lateral (COPml), amplitude anteroposterior (COPap), deslocamento total (COPcomp), velocidade média do deslocamento (COPvel) e 95% da área da elipse (AREA95). O teste da MANOVA foi utilizado para verificar as diferenças intergrupos nas condições avaliadas. Resultados: os atletas com PC apresentaram um pior controle do equilíbrio em ambas as situações. No apoio bipodal houve diferença intergrupos no COPml e AREA95...

Avaliação de Competências Psicológicas e Imagem Corporal em Atletas de Diferentes Modalidades de Combate

Hilário, Vanda
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.25%
Projeto de Investigação apresentado para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia do Desporto e do Exercício. Orientador: Professor Doutor Carlos Silva; Resumo Existe cada vez mais, um maior número de psicólogos do desporto que têm efetuado estudos acerca dos fatores que afetam o rendimento desportivo, nomeadamente sobre as características e as competências psicológicas dos atletas, pois estas podem contribuir para que estes atletas alcancem um rendimento desportivo ótimo. O presente estudo tem como titulo: “Avaliação de Competências Psicológicas e Imagem Corporal em Atletas de Diferentes Modalidades de combate”, e tem como principal objetivo caracterizar e comparar as Competências Psicológicas dos atletas em função das variáveis sexo, nível competitivo e modalidade, bem como, analisar e comparar a Imagem Corporal em função destas mesmas variáveis. Este estudo contou com uma amostra de 90 atletas (n=90), de ambos os sexos, dos escalões juniores e séniores, praticantes de Karate, Taekwondo e Judo. Tendo em vista os objetivos traçados, para avaliar as competências psicológicas e Imagem Corporal dos atletas...

Aspectos das lesões esportivas em atletas com deficiência visual

Silva,Marília Passos Magno e; Duarte,Edison; Silva,Anselmo de Athayde Costa e; Silva,Hésojy Gley Pereira Vital da; Vital,Roberto
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.2%
Estudos na área de lesões esportivas em atletas com deficiência apresentam, em sua maioria, um desenho de pesquisa que agrega dados de diferentes deficiências (físicas e sensoriais) e modalidades esportivas, criando dificuldades na interpretação dos resultados. Este estudo teve como objetivo principal analisar a frequência das lesões esportivas em atletas com deficiência visual, além de identificar as áreas corporais mais lesionadas, o mecanismo das lesões esportivas, as principais lesões esportivas que acometem os atletas com deficiência visual e verificar se o grau de deficiência visual apresenta relação com a incidência de lesões esportivas. Fizeram parte do estudo atletas com deficiência visual, de ambos os sexos, integrantes da seleção brasileira nas modalidades de atletismo, futebol de 5, goalball, judô e natação, em competições internacionais, entre os anos de 2004 e 2008. Os dados foram coletados através de uma ficha médica e fisioterápica utilizada pela Confederação Brasileira de Desporto para Cegos e pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro. Participaram do estudo 131 atletas, sendo 42 do sexo feminino e 89 do sexo masculino, 61 com classe visual B1, 46 com classe B2 e 24 com classe B3. Deste total...

Diferenças em populações de células exterminadoras naturais (Natural Killers-NK) sanguíneas periféricas entre atletas de caiaque e não atletas

Borges,Grasiely Faccin; Teixeira,Ana Maria Botelho Miranda; Rama,Luís Manuel Lopes Pinto; Pedreiro,Susana; Santos,Amândio Manuel Cupido; Massart,Alain Guy Marie; Alves,Francisco Bessone; Paiva,Artur
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
INTRODUÇÃO: O exercício estressante prolongado tem sido associado a uma depressão transitória da função imune, com rotinas de treinamento e competição intensas e prolongadas capazes de levar os atletas a uma deficiência imune. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi observar se o treinamento cr ônico foi capaz de produzir diferenças sustentáveis no sangue periférico (SP) subpopulações de leucócitos (LEU, granulócitos, monócitos, linfócitos totais, linfócitos B e T, e células CD4+ e CD8+T e células natural killers) de atletas de caiaque de elite quando comparados com não atletas. MÉTODOS: A amostra incluiu 13 homens atletas de caiaque de elite, 20 ± 3 anos, 75,0kg ± 7,9 peso e 177,3 ± 7,1 cm estatura. O VO2max foi 58,3 ± 7,8mL.kg.min-1. O grupo de não atletas incluiu sete homens saudáveis, idade 18 ± 1 ano de idade, 81,3 ± 13,8Kg de peso corporal e 171,9 ± 4,5cm de estatura. As amostras de sangue dos atletas foram coletadas no início da temporada de treinamento, após um período fora do treinamento de seis semanas. Populações de células sanguíneas periféricas foram identificadas por análise de citometria de fluxo. Para identificar as diferenças entre os grupos de atletas e não atletas, o teste U de Mann-Whitney foi utilizado. RESULTADOS: N ão foram identificadas diferenças entre os atletas de caiaque treinados e não atletas em repouso...

Efeito da crioterapia na resposta eletromiográfica dos músculos tibial anterior, fibular longo e gastrocnemio lateral de atletas após o movimento de inversão do tornozelo

Alonso,Carolina Saenz; Macedo,Christiane de Souza Guerino; Guirro,Rinaldo Roberto de Jesus
Fonte: Universidade de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
A crioterapia é utilizada para tratamento de traumas no tornozelo/pé em atletas; entretanto, sua ação sobre o controle motor apresenta controvérsias. Este estudo objetivou verificar o efeito da crioterapia na resposta eletromiográfica dos músculos do tornozelo de atletas após inversão. A amostra foi composta por 20 voluntários: 10 universitários atletas de basquetebol e 10 universitários não atletas. Todos foram submetidos à inversão do tornozelo em plataforma para a análise do sinal eletromiográfico dos músculos Gastrocnêmio Lateral (GL), Tibial Anterior (TA) e Fibular Longo (FL), pré e pós-crioterapia por imersão do tornozelo, a 4±2ºC, por 20 minutos. A análise estatística utilizou o teste de Shapiro Wilk, Wilcoxon e Mann-Whitney, com nível de significância em 5%. Considerou-se o pico de RMS, o RMS após 0,2 segundos e após 1,0 segundo da abertura da plataforma de inversão. Todos os dados foram normalizados pelo pico do RMS no momento pré-crioterapia. Evidenciou-se diminuição do pico do RMS e do RMS até 0,2 s para o TA nos atletas e nos músculos GL e FL dos não atletas. Após um segundo da abertura da plataforma houve menor recrutamento dos músculos GL, TA e FL para os não atletas. A comparação entre atletas e não atletas apontou...

Predição do limiar de lactato em atletas de endurance a partir da curva de esforço percebido durante teste progressivo

Ferreira, Guilherme Assunção
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 81p. : tabs., grafs.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.2%
Orientador : Prof. Dr. Raul Osiecki; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Defesa: Curitiba, 23/02/2015; Inclui referências; Área de concentração: Exercício e esporte; Resumo: A identificação do limiar de lactato (LL) em teste progressivo (TP) é comumente empregado para a discriminação da aptidão aeróbia e verificação de efeitos de treinamento. Alternativamente, a percepção subjetiva de esforço (PSE) possibilita a identificação de um limiar de PSE (LPSE) em não atletas, restando dúvidas sobre sua intensidade de ocorrência e seu uso na identificação do LL em atletas. O objetivo deste estudo foi verificar intensidade de ocorrência do LPSE e sua associação com o LL em atletas de endurance. Vinte e quatro sujeitos (13 atletas de endurance (GA) e 11 indivíduos ativos fisicamente - grupo não atletas (NA)) realizaram um TP em ciclo ergômetro, à 80 rpm, carga inicial de 110 W durante cinco minutos, estágios de três minutos e incrementos de 47 W. O LL foi identificado por três diferentes critérios: 1) - intensidade do exercício que precede um aumento na concentração de lactato em 1 mmol.l-1 sobre os valores de repouso (LL1mmol); 2) - intensidade do exercício correspondente à concentração fixa de 4 mmol.l-1 (LL4mmol); e 3) - Dmax da diferença entre um ajuste polinomial de 3° ordem da curva formada pela relação Lactato/carga e um ajuste linear ligando os extremos da curva (LLDmax). O LPSE foi identificado no Dmax da diferença entre um ajuste polinomial de 3° ordem da curva formada pela relação PSE/carga e um ajuste linear ligando os extremos da curva (LPSE). No GA a potência máxima (Wmax) e a potência de ocorrência dos Limiares (i.e. LPSE...

Morphological profile of the best pan-american team handball players by game position; Perfil morfológico dos melhores atletas pan-americanos de handebol por posição de jogo

Glaner, Maria Fátima; Dda em Cineantropometria - UFSM.
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; Avaliado por Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
37.2%
The purpose of this study was to characterize the morphological variables, by game position (GP), of male athletes who participated on the X Pan-American Games in Team Handball (XPGTH) and also to analyze the very same variables of the best athletes in relation to other athletes who played in the same GP. 103 athletes were measured, and the national team coaches who participated in the XPGTH selected the best seven players in the Pan-American Games, for each game position. The morphological variables characterized were: body mass; stature (ST); arm span (AS); lower extremity length (LEL); hand and wrist breadth; forearm perimeter and body composition. The results obtained demonstrated that many athletes had morphological characteristics beyond the ideal for this sport. The Z scores indicate that the best athletes from different GP (goalkeeper, backcourt, wings and circle runner) exhibited larger morphological characteristics in relation to the means for the other players in their respective GP. The best goalkeeper and the circle runner were the only ones whose scores were higher in relation to each GP, respectively, when the entire group of morphological variables were considered together. The variables that demonstrated greater morphological development for the best athletes in the 4 GP...