Página 1 dos resultados de 4641 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Recursos comunicativos utilizados por bebês em interação com diferentes interlocutores, durante processo de adaptação à creche: um estudo de caso; Communicative resources used by babies in the Interaction with different interlocutors during the process of adapting to the day-care center: a case study.

Elmôr, Larissa de Negreiros Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37%
Estudos têm analisado, apreendido e explicitado o modo como ocorrem as interações nas diferentes idades, particularmente nos primeiros anos de vida, considerando-as com distintos interlocutores e relacionando-as ao desenvolvimento global do indivíduo. Dentro dos estudos sobre interação, a linguagem tem sido vista como de fundamental importância nas relações entre os parceiros e ao processo de desenvolvimento da criança. Porém, as pesquisas diferem em pressupostos quando abordam diferentes interlocutores (mãe, babá, irmã, educadoras, coetâneos e o câmera). São também, fragmentados, investigando a criança com um interlocutor específico, sem considerar o conjunto das relações. Ainda, a noção de linguagem varia, a maioria das pesquisas restringindo-a ao aspecto verbal, enquanto que algumas poucas contemplam também diferentes formas de expressão e apreensão de significações (incluindo-se aí a linguagem não-verbal). Frente a esse panorama, definiu-se por investigar, a partir de um estudo de caso, quais recursos comunicativos e lingüísticos (verbais e não-verbais) são utilizados por um bebê no primeiro ano de vida, na interação com distintos interlocutores (mãe, babá, irmã, educadoras, coetâneos e o câmera).O material empírico utilizado foi obtido do Banco de Dados do Projeto Integrado Processos de adaptação de bebês à creche...

Educação infantil em creches - uma experiência com a escala ITERS-R; Educacion for babies and toddlers - an experience with ITERS-S scale.

Zucoloto, Karla Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
Pensar a educação para bebês é considerar como favorecer práticas docentes que possam garantir o acesso às crianças muito pequenas ao mundo da cultura e da sociedade. Quando o foco da prática docente se direciona para as crianças e suas relações, a qualidade do ambiente educativo depende de escolhas de concepções de educação, infância e criança, para que se possa redefinir os trajetos e as ações de uma educação participativa, que não se faz sozinho, mas em colaboração com a criança, seus familiares e a equipe da creche. Na presente pesquisa, os critérios de qualidade para a educação de bebês e crianças pequenas e suas implicações na formação de educadores em contexto, constituíram os objetos de estudo. Duas grandes questões conduziram o estudo: O que se entende por qualidade na educação de bebês e crianças pequenas? Seria a escala ITERS-R um instrumento fidedigno para avaliação de creches? O problema se desdobrou na relação entre a qualidade na educação da infância e a formação de educadores em contexto para a Educação Infantil. Esta questão tornou possível considerar se uma escala de avaliação do ambiente educativo seria um instrumento que poderia auxiliar o grupo de professores a refletir sobre a sua prática docente favorecendo o desenvolvimento das necessidades individuais e do grupo das crianças. O intuito foi investigar se a escala norte-americana Infant/Toddler Environment Rating Scale - ITERS (HARMS...

"Quem não pega, não se apega" : o acolhimento institucional de bebês e as (im)possibilidades de construção de vínculos afetivos; Who does not catch, does not attach: the institutional care of babies and the (im) possibilities of building emotional bonds

Moura, Gabriella Garcia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.95%
As práticas de assistência às crianças e aos adolescentes alijados do convívio familiar de origem, resultantes de diferentes processos históricos e sociais, culminaram nos atuais programas sociais de proteção integral, dentre eles, os serviços de acolhimento institucional (abrigos). Partindo de perspectiva que entende o desenvolvimento humano como se dando nas inerentes relações estabelecidas com o outro e ambiente, aquelas sendo mediadas pela linguagem e engendradas num determinado contexto histórico-cultural, questionamos: como o bebê se relaciona com e nesse ambiente? Há especificidades no acolhimento e na construção de relações dessa faixa etária? Assim, a presente pesquisa propôs-se investigar como se dão as relações entre bebês, adultos e outras crianças. A meta é apreender a existência (ou não) do (re)conhecimento de pessoas e parceiros preferenciais; e, se ocorrem interações que envolvam trocas afetivas, com indícios de vínculos afetivos. O estudo foi realizado em cidade de médio porte do interior de São Paulo. Foram realizadas videogravações, por três meses, tendo como foco dois bebês, cujos nomes (fictícios) são Lucas (3 meses) e Luis/Guilherme (10 meses). Para apreensão das relações...

Significações em relações de bebês com seus pares de idade; Meanings in babies relationships with their peers

Costa, Carolina Alexandre
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.95%
As interações dos bebês e seus pares de idade, por muito tempo, não foram reconhecidas no campo da Psicologia do Desenvolvimento. No entanto, nas últimas três décadas, este panorama tem sofrido grandes alterações, particularmente pelos avanços no campo que têm reconhecido as capacidades e habilidades comunicativas dos bebês. Desse modo, ele vem sendo entendido como um ser ativo nas interações com outros sociais, comunicando-se por meio dos recursos disponíveis e específicos. Porém, interrogou-se se, nessas relações, a criança pequena e seu parceiro poderiam atribuir e/ ou construir / apreender / expressar significações às suas próprias ações, às dos outros e às situações? Desse modo, a partir de um estudo de caso múltiplo, objetivou-se investigar se ocorre o processo de significações ao longo do primeiro ano de vida, em relações de bebês com seus pares de idade. E, no caso de ocorrerem, investigar como se dá tal processo. Os registros utilizados foram gravações em DVD realizadas em uma creche de um município do interior do Estado de São Paulo. Quatro bebês pivôs foram aleatoriamente selecionados e são: Catarina (5 meses), Priscila (7 meses), Daiane (10 meses) e Marcos (11 meses). Do Banco de Imagens...

A documentação pedagógica e o trabalho com bebês: estudo de caso em uma creche universitária; The pedagogical documentation and the work with babies: case study in a university childcare center

Cardoso, Juliana Guerreiro Lichy
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.04%
A relação entre a produção dos registros na educação infantil e o quanto eles se configuram como documentações pedagógicas proporcionando a prática reflexiva e o olhar para os bebês foi o que buscou compreender esta pesquisa. Partindo da concepção de documentação pedagógica defendida pelas pedagogias do norte da Itália e da Associação Criança em Portugal, entende-se que ela é valioso instrumento para professores, crianças e comunidade educativa que, ao partilhar os processos vivenciados do cotidiano das ações pedagógicas, contribui para a postura reflexiva dos professores e a visibilidade das crianças. A investigação de caráter qualitativo configurou-se como um estudo de caso envolvendo três professoras de um agrupamento de berçário de uma creche universitária da cidade de São Paulo. Os dados envolvem essencialmente os registros de caráter pedagógico dessas professoras e o acompanhamento de suas práticas com os bebês. Na busca da compreensão de como os bebês estão evidenciados na prática reflexiva do professor que é instrumentalizada por meio dos registros e da documentação pedagógica buscou-se responder essencialmente a três questões: 1) Como os registros periódicos evidenciam o olhar para os bebês?; 2) Como os registros podem se transformar em documentações pedagógicas com vistas ao planejamento e à avaliação das práticas?; 3) Como as documentações pedagógicas estão a serviço da prática reflexiva do professor? Os dados confirmam uma prática qualificada com bebês...

Bebês, crianças e seus pares: A participação do pequeno semelhante no desenvolvimento e na constituição subjetiva; Babies, children and their peers: Toddlers on human development and subjective constitution

Kazahaya, Daniel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
Este trabalho busca investigar a participação dos pequenos semelhantes bebês, crianças e seus pares na constituição subjetiva e no desenvolvimento humano. Para isto, foi realizada uma revisão da teoria psicanalítica embasada em três principais autores: Freud, Lacan e Winnicott. Posteriormente, esta revisão foi confrontada com dados de observação da Psicologia do Desenvolvimento para verificar possíveis pontos de apoio na teoria psicanalítica. O pequeno semelhante ao qual este trabalho se refere é o semelhante que se apresenta para um bebê ou criança ainda no início de sua constituição subjetiva, e que apresenta características constitutivas similares à do sujeito. Foram eleitos três operadores de leitura sobre o tema: a identificação, a agressividade e a cooperação. Esses três operadores surgem ao longo de toda a problemática que envolve os pequenos semelhantes. Freud trabalha preferencialmente o semelhante inserido na lógica do complexo de Édipo e dá indícios sobre a participação do pequeno semelhante na constituição subjetiva. Lacan e Winnicott teorizam os primórdios da constituição subjetiva e atribuem ao pequeno semelhante uma primeira triangulação, considerada a gênese dos sentimentos sociais. A psicologia do desenvolvimento verifica interações entre bebês que confirmam a teoria winnicottiana e lacaniana sobre os pequenos semelhantes...

Interactive Processes among Babies at a Daycare Center

Amorim, Katia de Souza; dos Anjos, Adriana Mara; Ferreira, Maria Clotilde Therezinha Rossetti
Fonte: UNIV FEDERAL RIO GRANDE SUL; PORTO ALEGRE RS Publicador: UNIV FEDERAL RIO GRANDE SUL; PORTO ALEGRE RS
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
The paper presents a study regarding babies' interactive processes with peers, which aimed to apprehend some of their qualitative aspects, considering babies' peculiarities. An empirical work was conducted with video recording scenes and interviews, regarding the "Babies' Adaptation to a Daycare Center" project, which followed up 21 babies (4-13 months) at a daycare center. Data analysis was based on the Network of Meanings perspective. Five episodes are here presented regarding three focal subjects and their peers. Analysis indicates the occurrence of interactions; among them it can be highlighted the role of the glance, presence of triadic relations (even among babies younger than nine months old), abbreviation of communicative resources and empathy. Moreover, despite verbal language absence at this age, it was verified meaning processes. Some practical-theoretical implications are pointed out as well.

Educational outcomes of Helping Babies Breathe training at a community hospital in Honduras

Seto, Teresa L.; Tabangin, Meredith E.; Josyula, Srirama; Taylor, Kathryn K.; Vasquez, Juan Carlos; Kamath-Rayne, Beena D.
Fonte: Bohn Stafleu van Loghum Publicador: Bohn Stafleu van Loghum
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.95%
Objectives: Helping Babies Breathe is an evidence-based curriculum designed to teach basic neonatal resuscitation in low-resource countries. The purpose of this study was to evaluate the acquisition of knowledge and skills following this training and correlation of learner characteristics to performance in a Spanish-speaking setting. Methods: Thirty-one physicians and 39 nurses completed Helping Babies Breathe training at a Honduran community hospital. Trainee knowledge and skills were evaluated before and after the training using a multiple-choice questionnaire, bag-mask ventilation skills test, and two objective structured clinical exams (OSCEs). Linear mixed-effects models were used to analyze assessment scores pre- and post-training by profession (physician or nurse) while controlling for covariates. Results: Helping Babies Breathe training resulted in significant increases in mean scores for the multiple-choice question test, bag-mask ventilation skills test, and OSCE B. Time to initiation of effective bag-mask ventilation decreased from a mean of 74.8 to 68.4 s. Despite this improvement in bag-mask ventilation, only 42 % of participants were able to initiate effective bag-mask ventilation within the Golden Minute. Although physicians scored higher on the pre-test multiple-choice questions and bag-mask ventilation...

Short term outcome in babies refused perinatal intensive care.

Sidhu, H.; Heasley, R. N.; Patterson, C. C.; Halliday, H. L.; Thompson, W.
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 09/09/1989 Português
Relevância na Pesquisa
27.17%
OBJECTIVE--To compare the mortality in babies refused admission to a regional perinatal centre with that in babies accepted for intensive care in the centre. DESIGN--Retrospective study with group comparison. SETTING--Based at the Royal Maternity Hospital, Belfast, with follow up of patients in all obstetric units in Northern Ireland. PATIENTS--Requests for transfer of 675 babies to the regional perinatal centre (prenatally and postnatally) were made from hospitals in Northern Ireland between January 1984 and December 1986. In all, 343 babies were refused admission to the centre, and complete data were available for 332 of them. These babies were either admitted to other neonatal intensive care units (261 babies) or remained in hospitals with only special care cots (71 babies). MAIN OUTCOME MEASURE--Short term mortality. RESULTS--Seventy of the 332 babies refused admission to the centre died compared with 51 of the 333 who were admitted. Multivariate analysis based on a logistic model showed a non-significant increase in mortality among babies treated in other intensive care units compared with babies treated in the centre (relative odds 1.2; 95% confidence interval 0.7 to 1.9). The increase in mortality in babies who remained in a special care baby unit...

Water loss from the skin of term and preterm babies.

Rutter, N; Hull, D
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/1979 Português
Relevância na Pesquisa
27.17%
Water loss from the skin of term and preterm babies, nursed naked in incubators under neutral thermal conditions, was measured by a method based on estimating the water vapour pressure gradient close to the skin surface. 199 sets of measurements were made on 78 babies whose gestational ages ranged from 26 to 41 weeks, during the first 4 weeks of life. Babies of 34 to 41 weeks' gestation had high water losses in the first 4 hours after birth, which then fell to low levels averaging 6 g/m2 per hour. Babies of 30 to 33 weeks' gestation had high water losses in the first week which then fell to levels similar to those of mature babies. Babies less than 30 weeks' gestation had strikingly high losses, averaging 32 g/m2 per hour in the first 4 days of life. At 2 weeks, levels were still higher than those of mature babies. Light-for-dates babies had skin water losses appropriate for their gestations. The high water losses in extremely preterm babies are probably transepidermal and the result of a thin, poorly keratinised stratum corneum. Water loss from the palms and soles was high in term babies and although low in preterm babies it rose steadily in the first 4 weeks of life. This is thought to represent the onset of emotional sweating. In terms of actual heat and water lost...

Babies question the curriculum: multiple languages in nursery school; Os bebês interrogam o currículo: as múltiplas linguagens na creche

Richter, Sandra Regina Simonis; Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC); Barbosa, Maria Carmen Silveira; Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
The day-to-day activities in early childhood education demonstrate that the proposed curriculum, specifically in early childhood, is based on and follows three recurrent modalities. All the three modalities reveal an adult-centered pedagogy inspired by formal education, in which babies and small children are not recognized as active and interactive linguistic beings in their early social learning in and with their environment. Their capacity to learn and acquire meanings by getting gradually involved in a set of relationships and processes that represet a system of sense is overlooked. The role of the teacher, as a co-producer of curriculum, becomes effective in creating an educational environment and interacting with the children and their families, facilitating experiences in different languages and in the social and cultural activities of each community. Babies, with their human capacity to interact, question these curriculum models and demonstrate in their day-to-day actions the intersection between playfulness and cognition in different languages: the conciliation between imagination and reasoning, between body and thought, movement and world, in their bodily processes of learning to operate languages and narratives.; O cotidiano das escolas de Educação Infantil evidencia que as propostas curriculares...

Comportamento de bebês em situações de separação e reencontro com os pais, na rotina diária da creche; The behavior of babies on the routine of a day care center: separation and meeting

Melchioril, Lígia Ebner; Alves, Zélia Maria Mendes Biasoli
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2000 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
This paper aims to verify how do babies and adults behave at the moment when they meet and separate at a day-care-center. Data were obtained from individual interviews following a semi-structured guide with 21 educators of the day-care-center about each from 4 to 24 months under their care (n=90) and from the video tape records of the situations. Data were analyzed through a quantitative system, quantitative-interpretative and qualitative one. The results of this study indicate that this babies' sample has a strong link with mother, specially after the eight month. This finding suggests a secure attachment pattern because they manifest a lot of joy when their mothers come back and they are very affective with them. So, collective setting is not affecting, in a negative way, babies/mothers attachment.; Esse trabalho teve por objetivo verificar como é o comportamento dos bebês e adultos no momento de separação e reencontro em uma creche do interior paulista. Os dados foram obtidos através de entrevista semi-estruturada com 21 educadoras de creche, individualmente entrevistadas, sobre cada bebê de 4 a 24 meses sob seus cuidados (n=71) e através da observação gravada em vídeo da situação de separação e reencontro entre pais-bebês. Os dados obtidos foram analisados de forma quantitativa...

Comportamento de bebês em situações de separação e reencontro com os pais, na rotina diária da creche; The behavior of babies on the routine of a day care center: separation and meeting

Melchioril, Lígia Ebner; Alves, Zélia Maria Mendes Biasoli
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2000 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
Esse trabalho teve por objetivo verificar como é o comportamento dos bebês e adultos no momento de separação e reencontro em uma creche do interior paulista. Os dados foram obtidos através de entrevista semi-estruturada com 21 educadoras de creche, individualmente entrevistadas, sobre cada bebê de 4 a 24 meses sob seus cuidados (n=71) e através da observação gravada em vídeo da situação de separação e reencontro entre pais-bebês. Os dados obtidos foram analisados de forma quantitativa, quantitativa-interpretativa e qualitativa. Os resultados desse estudo parecem indicar que essa amostra de bebês tem uma forte ligação com a figura materna, evidenciada principalmente depois dos oito meses em diante, com possibilidades de ser um apego seguro em função da manifestação de alegria quando as mães retornam e da afetividade demonstrada por elas; isto leva a afirmação de que o fato de o bebê permanecer no ambiente coletivo durante o dia não estaria afetando o seu vínculo afetivo com a mãe.; This paper aims to verify how do babies and adults behave at the moment when they meet and separate at a day-care-center. Data were obtained from individual interviews following a semi-structured guide with 21 educators of the day-care-center about each from 4 to 24 months under their care (n=90) and from the video tape records of the situations. Data were analyzed through a quantitative system...

COMPORTAMENTO DE BEBÊS NA ROTINA DIÁRIA DA CRECHE; THE BEHAVIOUR OF BABIES IN THE DAILY ROUTINE OF THE DAY NURSERY

Melchior, Ligia E.; Biasoli-Alves, Zelia M. M.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
Esse trabalho teve por objetivo verificar como e o comportamento de bebes na rotina diaria de uma creche no interior paulista. Os dados foram obtidos atraves de entrevista semiestruturada com 21 educadoras de creche, individualmente entrevistadas, sobre cada bebe de 4 a 24 meses sob seus cuidados (n=90) e do diario de campo, utilizado como estrategia de coleta de dados complementar. Os dados obtidos foram analisados de fo^lma quantitativa, quantitativainterpretativa e qualitativa. Os resultados desse estudo indicam que essa amostra de bebes esta adaptada ao ambiente coletivo: apreciam o banho de sol; alimentam-se bem e passam a esperar pela papa salgada com mais tranquilidade, brincando e se locomovendo no ber~ario;o sono e calmo e con’siderado numa quantidade normal; demonstram aceita~ao na troca de fraldas e no banho; com o aumento da idade, apresentam maior participa^S~ao nas atividades interativas com outros bebes. No entanto, alguns aspectos sao destacados e reconhece-se a necessidade de novas pesquisas para elucida-los.; This work aimed to check how babies behave in the daily routine of a day nursery located in the countryside of the state of Sao Paulo. The information was obtained through semistructured interviews with 2 I day nursery educators who were individually interviewed about each baby from 4 to 24 months of age under their care (n=90)...

Avaliação do repertório comportamental de bebês nos quatro primeiros meses de vida: uma proposta de análise; Evaluation of the behavioral repertoire of babies in the first four months of life: an analysis proposal

Taques, Dora Carolina Silva Ribeiro; Rodrigues, Olga Maria Piazentin Rolim
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.07%
O presente projeto avaliou o desenvolvimento de 40 bebês, utilizando o Inventário Portage Operacionalizado (IPO), durante os primeiros quatro meses de vida. Neste período foi avaliada a ocorrência, a cada mês, de 45 comportamentos, previstos no protocolo de Estimulação Infantil. Esta avaliação pretendeu identificar diferenças de freqüência destes comportamentos a cada mês. As avaliações mensais ocorreram em data próximo ao aniversário de mês de cada bebê, em agendamento prévio. Os bebês eram oriundos de uma maternidade que atende, prioritariamente, usuárias do SUS. Os critérios de análise foram: condições de estabilização (ocorrência para mais de 75% da amostra), normalização (de 25% a 75% da amostra) e aparecimento (menos de 25% dos bebês) a cada mês. Os resultados obtidos apontaram para a existência de comportamentos típicos (estabilizados) e prováveis (normalizados) para cada mês. No primeiro mês, os bebês apresentaram 25% (estabilização) dos 45 comportamentos avaliados. Do restante deles, os bebês apresentaram 26% no segundo mês. No terceiro mês, dos comportamentos que não estavam ainda estabilizados os bebês apresentaram 36% e, no quarto mês apresentaram 44% dos que restaram. Tais resultados permitem concluir que um número menor de comportamentos avaliados facilitaria sobremaneira o processo de avaliação de bebês e orientação de pais...

Um retorno a Freud para fundamentar a clínica psicanalítica com bebês e seus pais: os estudos sobre telepatia; A return to Freud to found the bases to the psychoanalytical clinic with babies and their parents: the writings about telepathy

Bernardino, Leda Mariza Fischer
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
O trabalho propõe um percurso pelos textos de Freud sobre a telepatia, para fundamentar teoricamente a clínica psicanalítica com bebês e seus pais. As idéias de Freud sobre a transmissão de pensamentos e as condições específicas por ele apresentadas para a telepatia permitem avançar algumas hipóteses para responder a essas questões, na medida em que muitas das condições para que este processo ocorra, por ele levantadas, podem ser identificadas na comunicação entre mãe e bebê.; This paper proposes to examine the Freud’s writings about telepathy to found theoretical bases to the psychoanalytical clinic with babies and their parents. Freud’s ideas about thoughts transmission and the specifically conditions that he identified in the telepathy bring some hypothesis to answer these questions.

Leitura de bebês; Lectura de bebés; Reading babies

Jerusalinsky, Julieta; Berlinck, Manoel Tosta
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
When treating a baby, a therapist must intervene not only by listening but mainly by reading. One must read the baby's productions and also the way the parents translate their words into actions when taking care of their infant. This brings about the need to consider the way the therapist looks to the symptom visible in the baby's body. He must act differently when observing babies and when acting in a clinic that intervenes by reading.; Na clínica com a primeira infância se intervém não só por meio da escuta, mas fundamentalmente por meio de uma leitura - leitura que opera em relação às produções do bebê e também em relação ao modo de seus pais colocarem em ato seu discurso nos cuidados que lhe dirigem. Isto leva a considerar de que modo o olhar do clínico se situa diante do sintoma dado a ver no corpo do bebê, diferenciando seu lugar na observação de bebês do que ocupa em uma clínica que intervém por meio de uma leitura.; En la clínica con bebés se interviene no solo por la escucha sino fundamentalmente por una lectura lectura que se opera em relación a las produciones del bebé y también em relación al modo que sus padres colocan em acto su discurso en los cuidados que le dirijen. Esto implica considerar como la mirada del clínico se situa frente al sintoma dado a ver en el cuerpo del bebé...

Childhood and cultural diversity: a reflection on the movie "Babies"”; Infância e diversidade cultural: uma reflexão sobre o filme “Babies"

Rocha Carneiro, Ana Carolina; Universidade do Vale do Itajaí - Univali
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Relato de experiência; Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
The following text aims to promote a reflection on the cultural aspects of childhood development featured in the movie "Babies" (2010), in which the growth of four babies from different nationalities until theycomplete one year of life is accompanied. The reflection counts on the childhood conceptions according to Campos (2008), Carvalho (2010), Christensen (2005), Corsaro (2009), Javeau (2005), Kohan (2003) andSarmento (2004), which were related to the aspects of the movie. This text is also constituted of two axis: each one corresponds to babies represented in a rural area - Bayar in Mongolia and Ponijao in Namibia -; and in anurban space - Hattie in the United States and Mari in Japan. The movie is timeless, and it is a childhood portrait of multiple nationalities, in which the cultural diversity is part of the narrative, showing so common childhoodstimulations and habits, and yet, so different. Through it an exemplification of theoretical aspects seen in practice is available, as well as it remits us to an esthetics experience. “Babies” gives a lesson of children observation andreveals how the cultural aspects and the context of these individuals should be taken into account when they are considered research subjects.; http://dx.doi.org/10.5007/1980-4512.2014n30p116O presente texto tem como objetivo promover uma reflexão sobre os aspectos culturais no desenvolvimento da infância caracterizado no filme “Babies” (2010)...

Do abrir-se aos pontos de vista e forças do desejo dos bebês e crianças bem pequenas; On the opening to babies and young children’s points of views and power of wishes

Delgado, Ana Cristina Coll; Universidade Federal de Pelotas; Nörnberg, Marta; Universidade Federal de Pelotas
Fonte: Linhas Críticas; Critical Lines Publicador: Linhas Críticas; Critical Lines
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 02/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
Este artigo articula elementos empíricos e teóricos decorrentes de experiências de estudo, pesquisa e extensão que envolvem bebês, crianças bem pequenas, professoras e auxiliares. O amparo teórico sustenta-se em referências da educação infantil e sociologia da infância, principalmente em concepções filosóficas de base pós-estruturalista, com base nos estudos de Mozère (2007). Conhecimentos acerca do cuidado e educação são sistematizados, indicando pistas conceituais e metodológicas para organização de práticas pedagógicas de formação de professores que buscam o instigante movimento de abrir-se aos “pontos de vista” e “forças do desejo” dos bebês e crianças bem pequenas.; This article links empirical and theoretical elements derived from study , research and community outreach experiences, involving babies, young children, teachers and teaching assistants. The theoretical background is sustained by references from early childhood education and childhood sociology, especially from post-structuralist philosophical conceptions, based on the studies of Mozère (2007). Knowledge about care and education is systematized and indicates conceptual and methodological clues for the organization of pedagogical practices in teachers’ education...

Small babies on a small island: survival of very low birthweight infants in Antigua and Barbuda 1986 to 2006

Martin,TC; Howe,J; Smart,B; Hansen,P; Lovell-Roberts,L; Francis,V
Fonte: West Indian Medical Journal Publicador: West Indian Medical Journal
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
INTRODUCTION: Recent attention has been focussed on pregnancy outcomes in developing countries, with the publication of the World Health Organization Report 2005, Make Every Mother and Child Count and the Neonatal Survival Series from the Lancet in 2005. Scant outcome data from the smaller islands of the Caribbean exist for very low birthweight (VLBW) babies (birthweight < 1500 g). PATIENTS AND METHODS: a retrospective review of mortality data on vlbw babies in antigua and barbuda was performed. antigua and barbuda had a population of 71 500 with per capita income of (us) $6054 dollars in 1998. in november 1985, a neonatal special care nursery (scn) was established. the survival to discharge from scn for vlbw babies was reviewed from january 1986 to december 2006. RESULTS: there were 26 455 babies born from 1986 to 2006; 344 (1.3%) were vlbw babies. survival to scn discharge was 45% from 1986 to 1992, 46% from 1993 to 1999, and increased to 60% from 2000 to 2006 (p < 0.05 compared with the first two time-periods). babies from 1000 to 1499 g accounted for 64% of vlbw babies and survival to scn discharge was 60% from 1986 to 1992, 58% from 1993 to 1999, and increased to 83% from 2000 to 2006 (p < 0.01 compared with the first time period; p < 0.001 compared with the second). babies < 1000g accounted for 36% of VLBW babies and survival to SCN discharge was 10% from 1986 to 1992...