Página 1 dos resultados de 3945 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

In vivo evaluation of cortical thickness with magnetic resonance imaging in patients with bipolar disorder

DORING, Thomas Martin; KUBO, Tadeu Takao Almodovar; DORING, Juliana Rodrigues; FAINBERG, Jiosef; JURUENA, Mario; DOMINGUES, Romeu Cortes; GASPARETTO, Emerson Leandro
Fonte: Pontificia Universidade Católica do Rio de JaneiroUniversidade de BrasíliaUniversidade de São Paulo Publicador: Pontificia Universidade Católica do Rio de JaneiroUniversidade de BrasíliaUniversidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
Changes in cortical thickness can be related to neuropsychiatric disorders and neurodegenerative processes. Previous studies have been conducted to characterize the pattern of changes in cortical thickness in several psychiatric diseases. The aim of the present study was to evaluate changes in cortical thickness with magnetic resonance imaging (MRI) in patients with bipolar disorder. Twenty-seven patients with bipolar disorder (14 male, 36.0 ± 16.2 years old; 13 female, 41.6 ± 10.7 years old) and 40 healthy controls (16 male, 36.0 ± 10.5 years old; 24 female, 37.0 ± 4.7 years old) underwent 3T MRI. Sagittal T1-weighted magnetization prepared rapid acquisition gradient echo images were acquired (voxel size, 1.33 mm³; 128 slices; in-plane matrix resolution, 256 × 256; flip angle, 7º; repetition time, 2530 ms; echo time, 3.39 ms; inversion time, 1100 ms). Cortical segmentation was performed using FreeSurfer 4.0.5. The results indicated both thinning and thickening of the cerebral cortex in patients with bipolar disorder compared with controls, depending on gender. Significant (p < .01) thickening was observed in the right hemisphere superior-parietal cortex in female patients with bipolar disorder, and significant (p < .05) thinning was observed in the left hemisphere caudal-anterior cingulate in male patients with bipolar disorder. The other regions did not show significant differences. The results suggest that an analysis of cortical thickness with MRI in patients with bipolar disorder may allow identification of areas that may be morphologically changed compared with controls. Demonstration of these alterations will elucidate the pathophysiology of bipolar disorder and may contribute to better therapies for this disorder.

Suicidal ideation and suicide attempts in bipolar disorder type I: an update for the clinician; Ideação suicida e tentativas de suicídio no transtorno afetivo bipolar tipo I: uma atualização para o clínico

ABREU, Lena Nabuco de; LAFER, Beny; BACA-GARCIA, Enrique; OQUENDO, Maria A.
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.6%
OBJECTIVE: This article reviews the evidence for the major risk factors associated with suicidal behavior in bipolar disorder. METHOD: Review of the literature studies on bipolar disorder, suicidal behavior and suicidal ideation. RESULTS: Bipolar disorder is strongly associated with suicide ideation and suicide attempts. In clinical samples between 14-59% of the patients have suicide ideation and 25-56% present at least one suicide attempt during lifetime. Approximately 15% to 19% of patients with bipolar disorder die from suicide. The causes of suicidal behavior are multiple and complex. Some strong predictors of suicidal behavior have emerged in the literature such as current mood state, severity of depression, anxiety, aggressiveness, hostility, hopelessness, comorbidity with others Axis I and Axis II disorders, lifetime history of mixed states, and history of physical or sexual abuse. CONCLUSION: Bipolar disorder is the psychiatric condition associated with highest lifetime risk for suicide attempts and suicide completion. Thus it is important to clinicians to understand the major risk factors for suicidal behavior in order to choose better strategies to deal with this complex behavior.; OBJETIVO: O artigo revisa as evidências relacionadas aos principais fatores de risco associados ao comportamento suicida no transtorno bipolar. MÉTODO: Revisão de artigos da literatura em transtorno bipolar...

Facial emotion recognition in bipolar disorder: a critical review; Reconhecimento de emoções faciais: artigo de revisão

ROCCA, Cristiana Castanho de Almeida; HEUVEL, Eveline van den; CAETANO, Sheila C.; LAFER, Beny
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.65%
OBJECTIVE: Literature review of the controlled studies in the last 18 years in emotion recognition deficits in bipolar disorder. METHOD: A bibliographical research of controlled studies with samples larger than 10 participants from 1990 to June 2008 was completed in Medline, Lilacs, PubMed and ISI. Thirty-two papers were evaluated. RESULTS: Euthymic bipolar disorder presented impairment in recognizing disgust and fear. Manic BD showed difficult to recognize fearful and sad faces. Pediatric bipolar disorder patients and children at risk presented impairment in their capacity to recognize emotions in adults and children faces. Bipolar disorder patients were more accurate in recognizing facial emotions than schizophrenic patients. DISCUSSION: Bipolar disorder patients present impaired recognition of disgust, fear and sadness that can be partially attributed to mood-state. In mania, they have difficult to recognize fear and disgust. Bipolar disorder patients were more accurate in recognizing emotions than depressive and schizophrenic patients. Bipolar disorder children present a tendency to misjudge extreme facial expressions as being moderate or mild in intensity. CONCLUSION: Affective and cognitive deficits in bipolar disorder vary according to the mood states. Follow-up studies re-testing bipolar disorder patients after recovery are needed in order to investigate if these abnormalities reflect a state or trait marker and can be considered an endophenotype. Future studies should aim at standardizing task and designs.; OBJETIVO: Revisão da literatura de estudos controlados publicados nos últimos 18 anos sobre déficits no reconhecimento de emoções no transtorno bipolar. MÉTODO: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica no Medline...

Estudo comparativo entre a percepção da qualidade do sono, qualidade de vida, sintomas depressivos e de ansiedade em portadores de transtorno bipolar na fase eutímica; Comparative study between the perception of quality of sleep and quality of life, depressive and anxiety symptoms in euthymic bipolar disorder

Angelis, Geisa de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.63%
INTRODUÇÃO: O transtorno bipolar é caracterizado por episódios alternados e recorrentes de mania ou hipomania com depressão e períodos de eutimia, com prevalência entre 1% e 8% na população geral. Os transtornos mentais influenciam consideravelmente a qualidade de vida, prejudicando as relações familiares, sociais e ocupacionais. O sono que influi diretamente na qualidade de vida, também pode alterar-se no transtorno bipolar. OBJETIVOS: a) Verificar se existe diferença entre a percepção da qualidade de vida e qualidade do sono em portadores de transtorno bipolar quando comparados a um grupo-controle; b) verificar a associação entre qualidade de vida e qualidade do sono em cada grupo; c) avaliar a intensidade de sintomas depressivos e de ansiedade e verificar se essas variáveis são diferentes entre os grupos; d) investigar se existe associação dos sintomas depressivos e de ansiedade na qualidade de vida e na qualidade do sono; e) verificar se a latência, duração e eficiência do sono nos maus dormidores do grupo-estudo são diferentes dos maus dormidores do grupo-controle. MÉTODOS: A pesquisa foi do tipo caso-controle e a amostra foi caracterizada como não probabilística por conveniência. Grupoestudo (n=43) e grupo-controle (n=80). A seleção do grupo-estudo seguiu os seguintes critérios de inclusão: pessoas com transtorno bipolar na fase estabilizada que participavam do grupo de psicoeducação em um Hospital Dia Psiquiátrico...

Avaliação de personalidade em transtorno afetivo bipolar por meio do estudo de pares de irmãos; Personality traits and impulsivity in bipolar disorder: a sib-pair study

Almeida, Karla Mathias de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.66%
Estudos comparando temperamento, caráter e impulsividade entre portadores de transtorno afetivo bipolar eutímicos e controles saudáveis têm mostrado escores mais elevados de busca de novidade, esquiva ao dano, autotranscendência e impulsividade, e escores mais baixos de autodirecionamento e cooperatividade entre os portadores de transtorno bipolar. Entretanto, não está claro se esses achados são resultado de um efeito cicatriz dos episódios ou representam marcadores de vulnerabilidade ao transtorno. O objetivo deste estudo foi avaliar traços de personalidade como prováveis marcadores de vulnerabilidade ao transtorno afetivo bipolar por meio da comparação de escores de temperamento, caráter e impulsividade entre portadores de transtorno afetivo bipolar, seus irmãos sem este transtorno e controles saudáveis. Foram avaliados 67 portadores eutímicos de transtorno afetivo bipolar tipo I, 67 irmãos e 70 controles saudáveis utilizando-se o Inventário de Temperamento e Caráter e a Escala de Impulsividade de Barratt. Foram considerados eutímicos os portadores de transtorno afetivo bipolar que apresentavam escores 7 na Escala de Avaliação de Depressão de Hamilton e na Escala de Avaliação de Mania de Young. As comparações das médias dos escores de impulsividade e das dimensões de temperamento e caráter entre os três grupos foram realizadas por meio de análise de variância. Testes post-hoc de Games-Howell ou Tukey (em função da homogeneidade de variância das variáveis dependentes) foram utilizados para análises posteriores par a par. O nível de significância alfa foi estabelecido em 5%. O resultados mostraram que portadores de transtorno afetivo bipolar eutímicos apresentaram...

Atividade da enzima GSK-3B em pacientes idosos portadores de transtorno bipolar medicados; GSK-3B activity in elderly patients with bipolar disorder undergoing treatment

Ladeira, Rodolfo Braga
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.63%
Objetivo: A glicogênio sintase quinase-3 beta (GSK-3B) é uma enzima presente em diversos sistemas biológicos e está envolvida na fisiopatologia de vários transtornos neuropsiquiátricos, incluindo o transtorno bipolar. No entanto, estudos in vivo da GSK-3B que envolvam pacientes bipolares são escassos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a atividade da GSK-3B em plaquetas de pacientes idosos com transtorno bipolar em tratamento, em comparação com idosos saudáveis não medicados. Métodos: Foram obtidas amostras de plaquetas de 63 idosos (transtorno bipolar=31, grupo controle=32). A atividade enzimática foi estimada pela razão entre a expressão da forma fosforilada (inativa) da GSK-3B em relação à expressão de ambas as formas (ativa e inativa) da enzima (GSK-3B total), que fornece uma estimativa inversa da atividade enzimática (um aumento da razão indica menor atividade da GSK-3B). A intensidade dos sintomas foi avaliada pela Escala de Depressão de Hamilton de 21 itens e pela Escala de Mania de Young, e o desempenho cognitivo foi avaliado pelo Cambridge Cognitive Test e pelo Mini- Exame do Estado Mental. Resultados: A forma fosforilada da GSK-3B (fosfo-GSK-3B) e a razão da GSK-3B estavam elevadas em pacientes com transtorno bipolar...

Manifestações psicopatológicas do transtorno bipolar com início na infância e na adolescência; Psychopathological manifestations of bipolar disorder with onset in childhood and adolescence

Maia, Ana Paula Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
66.63%
O presente estudo descreveu as manifestações psicopatológicas do transtorno bipolar de início precoce, através da avaliação clínica de uma amostra de pacientes provenientes de um programa terciário de atendimento aos transtornos do humor. Os objetivos do estudo foram: (1) determinar o fluxo de atendimentos dos pacientes no programa, por meio do registro eletrônico dos casos ingressos, no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2012; e, para a amostra final de pacientes bipolares (2) descrever as variáveis demográficas e antecedentes familiares de transtornos mentais; (3) estabelecer o intervalo de tempo entre os primeiros sintomas psicopatológicos e a procura por atendimento no programa; (4) investigar a frequência das comorbidades psiquiátricas e das comorbidades médicas gerais; (5) estimar a distribuição dos sintomas depressivos e maniformes e dos tipos clínicos de transtorno bipolar. A amostra inicial foi de 814 sujeitos, com idade entre 02 e 17 anos, encaminhados de serviços públicos e privados, agendados consecutivamente para a triagem. Os sujeitos elegíveis para a avaliação completa apresentaram um dos seguintes critérios diagnósticos: (a) diagnóstico provisório de transtornos do humor; ou (b) outros transtornos mentais mais a presença de oscilações do humor. Na avaliação completa...

Cognitive impairment in a Brazilian sample of patients with bipolar disorder; Prejuízo cognitivo em uma amostra brasileira de pacientes com transtorno do humor bipolar

Schneider, Júlia Jochims; Candiago, Rafael Henriques; Rosa, Adriane Ribeiro; Ceresér, Keila Maria Mendes; Kapczinski, Flávio Pereira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.58%
Déficits neurocognitivos persistentes têm sido descritos no transtorno do humor bipolar; entretanto, não há estudos em amostras brasileiras para avaliar se o prejuízo se apresenta da mesma forma. Método: Foi realizada uma avaliação cognitiva em 66 pacientes bipolares (32 com sintomas depressivos e 34 eutímicos) e 28 controles, utilizando-se uma bateria cognitiva completa. Resultados: Em oito dos 12 subtestes avaliados os pacientes apresentaram desempenho significativamente inferior em relação aos controles. Não houve diferença significativa entre os grupos de pacientes. Foram encontrados prejuízos cognitivos tanto na área verbal como na área não verbal da cognição. Conclusão: Foi observada uma performance inferior em ambos os grupos de pacientes com transtorno bipolar. As dificuldades cognitivas encontradas apontam para um prejuízo global no funcionamento cognitivo, independente da presença de sintomas, sugerindo estabilidade ou cronicidade dos déficits cognitivos.; Persistent neurocognitive deficits have been described in bipolar mood disorder. As far as we are aware, no study have examined whether the cognitive impairment is presented in the same way in a Brazilian sample. Method: Cognitive function of 66 patients with bipolar disorder (32 with depressive symptoms and 34 euthymic) and 28 healthy subjects was examined using a complete cognitive battery. Results: Patients with bipolar disorder presented a significantly poorer performance in eight of the 12 subtests when compared to healthy subjects. There was no significant difference between the subgroups of patients. These patients showed impairment in both verbal and non-verbal cognitive function. Conclusion: Cognitive impairment was found in both groups of patients with bipolar disorder. The findings described here suggest an overall impairment of cognitive function...

Bipolar disorder and age-related functional impairment; Prejuízo funcional associado à idade e transtorno bipolar

Cacilhas, Alice Aita de; Kapczinski, Flávio Pereira; Magalhães, Pedro Vieira da Silva; Ceresér, Keila Maria Mendes; Walz, Julio Cesar; Weyne, Fernanda; Rosa, Adriane Ribeiro; Vieta, Eduard
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
Objetivo: O transtorno bipolar é responsável por importante parcela do prejuízo funcional ao redor do mundo. Um efeito independente do transtorno bipolar e da idade no funcionamento ainda não foi demonstrado. O presente estudo tem o objetivo de avaliar o efeito do transtorno bipolar no prejuízo funcional relacionado à idade, com controles pareados como padrão. Método: Cem pacientes com transtorno bipolar e controles pareados foram avaliados para incapacidade. Efeitos relacionados à idade, com controle para confundidores, foram investigados. Resultados: Pacientes tiveram significativamente mais prejuízo que controles. A regressão mostrou efeito para a idade em ambos os grupos, e o efeito foi significativamente mais forte nos pacientes. Conclusão: O transtorno bipolar foi um importante modificador de efeito no impacto da idade no funcionamento. Enquanto um desenho de estudo longitudinal é necessário para efetivamente demonstrar este impacto diferencial, este estudo caracteriza o transtorno bipolar como uma doença crônica e incapacitante.; Objective: Although bipolar disorder is a major contributor to functional impairment worldwide, an independent impact of bipolar disorder and ageing on functioning has yet to be demonstrated. The objective of the present study was to evaluate the effect of bipolar disorder on age-related functional status using matched controls as a standard. Method: One-hundred patients with bipolar disorder and matched controls were evaluated for disability. Age-related effects controlled for confounders were cross-sectionally evaluated. Results: Patients were significantly more impaired than controls. Regression showed effects for aging in both groups. The effect...

Biomarcadores periféricos no transtorno bipolar : um estudo de base populacional em adultos jovens; Peripheral biomarkers in bipolar disorder: a population-based study in young adults

Magalhães, Pedro Vieira da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.63%
OBJETIVO: Confirmar, em uma amostra de jovens provenientes da população geral, achados recentes em relação à fisiopatologia do transtorno bipolar. Foi escopo desta investigação avaliar diferenças em uma neurotrofina, dois marcadores de dano oxidativo, duas citocinas pró-inflamatórias e uma antiinflamatória entre grupos de participantes com transtorno bipolar, depressão maior e também pessoas sem quaisquer episódios de humor. Nominalmente, foram elas o fator neurotrófico derivado do cérebro (brain-derived neurotrophic factor, BDNF), conteúdo de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (thiobarbituric acid reactive substances, TBARS), o conteúdo de proteína carbonil (protein carbonyl content, PCC), o fator de necrose tumoral-alfa (tumor necrosis factor-alpha, TNF-α), a interleucina-6 (IL-6) e a interleucina-10 (IL-10). MÉTODO: Indivíduos provenientes da população geral, que haviam participado de um estudo transversal (n=1560), com um rastreamento positivo para o transtorno bipolar foram recrutados, bem como dois grupos de controles. O primeiro tinha apenas episódios depressivos e o segundo não tinha história de episódios de humor. Isso levou a uma amostra de 231 participantes que passou por confirmação diagnóstica com a Entrevista Clínica Estruturada para o DSM-IV. Todas as análises incluíram avaliação de associações bivariadas. Um modelo a priori que incluía sexo...

Creatine kinase levels in patients with bipolar disorder : depressive, manic, and euthymic phases; Comparação das fases de depressão, mania e eutimia sobre os níveis de creatina quinase em pacientes bipolares

Feier, Gustavo; Valvassori, Samira da Silva; Rezin, Gislaine Tezza; Búrigo, Márcio; Streck, Emilio Luiz; Kapczinski, Flávio Pereira; Quevedo, João Luciano de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.57%
Objetivo: O transtorno do humor bipolar é uma doença psiquiátrica grave, recorrente e crônica associada a significativo prejuízo funcional, morbidade e mortalidade. A creatina quinase tem sido proposta como um marcador de dano cerebral. A creatina quinase é uma enzima importante principalmente para células que necessitam de uma grande quantidade de energia, como os neurônios. O objetivo do presente estudo foi comparar os níveis de creatina quinase entre as fases depressiva, maníaca e eutímica de pacientes com transtorno do humor bipolar. Método: Para avaliação dos níveis de creatina quinase no soro, 48 pacientes bipolares foram recrutados; 18 estavam eutímicos, 17 estavam em mania e 13 em episódio depressivo. Foi feita também uma comparação com um grupo controle que incluiu 41 voluntários saudáveis. Grupo eutimia: foram incluídos os pacientes que não cumpriam os critérios do DSM-IV para episódios de humor e deveriam ter a pontuação inferior a oito nas escalas de avaliação de mania (YMRS) e depressão (HDRS); grupo mania: foram incluídos os pacientes que apresentavam YMRS > 7 e HDRS < 7; grupo depressão: foram incluídos os pacientes que apresentavam HDRS > 7 e YMRS < 7. Os pacientes em episódios mistos não foram incluídos no estudo. Amostras de sangue foram coletadas de todos os participantes. Resultados: Durante a mania...

N-acetylcysteine for major depressive episodes in bipolar disorder=N-acetilcisteína para o tratamento de episódios de depressão maior no transtorno bipolar; N-acetilcisteína para o tratamento de episódios de depressão maior no transtorno bipolar

Magalhães, Pedro Vieira da Silva; Dean, Olivia M.; Bush, Ashley I.; Copolov, David L.; Malhi, Gin S.; Kohlmann, Kristy; Jeavons, Susan; Schapkaitz, Ian; Hunt, Murray Anderson; Berk, Michael
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.58%
Objetivo: Neste relato, avaliamos o efeito da N-acetilcisteína (NAC) adjuvante em sintomas depressivos e desfechos funcionais no transtorno bipolar. Para isso, conduzimos uma análise secundária de todos os pacientes com critérios diagnósticos para um episódio depressivo em um ensaio clínico randomizado comparando NAC adjuvante com placebo no transtorno bipolar. Método: Ensaio clínico randomizado comparando NAC adjuvante com placebo para episódios depressivos no transtorno bipolar durante 24 semanas. Desfechos funcionais e sintomáticos foram coletados no período. Resultados: Dezessete participantes estavam disponíveis para esta análise. Tamanhos de efeito grandes foram encontrados para sintomas depressivos e desfechos funcionais. Oito dos dez participantes no grupo da NAC tiveram resposta clínica ao fim do tratamento. O mesmo ocorreu em apenas um dos sete que receberam placebo. Discussão: Esses resultados indicam que a NAC adjuvante pode ser útil para episódios de depressão maior no transtorno bipolar. Estudos desenhados para confirmar esta hipótese são necessários.; Objective: In this report, we aimed to evaluate the effect of add-on N-acetylcysteine (NAC) on depressive symptoms and functional outcomes in bipolar disorder. To that end...

Avaliação dos perfis metabonomicos, proteomicos e metalomicos para o transtorno afetivo bipolar e seu tratamento com litio em amostras de soro sanguineo; Evaluation of metabonomic, proteomic and metallomic profiles for bipolar disorder and its treatment with lithium in blood serum samples

Alessandra Sussulini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.64%
O transtorno afetivo bipolar é uma doença psiquiátrica caracterizada por alterações de humor marcantes, oscilando entre episódios de mania e depressão, que afeta entre 1 a 3% da população mundial. Os mecanismos em nível molecular deste transtorno, assim como de seu tratamento com lítio, que é o medicamento mais utilizado, ainda não são estabelecidos. Assim sendo, o objetivo deste trabalho de Tese consistiu em explorar biomarcadores potenciais (metabólitos, proteínas e íons metálicos livres ou ligados a proteínas) para o transtorno afetivo bipolar e seu tratamento com lítio. Para isso, foi realizada a comparação dos perfis metabonômicos (utilizando espectroscopia de ressonância magnética nuclear de hidrogênio e análise quimiométrica), proteômicos (utilizando eletroforese bidimensional em gel de poliacrilamida e diferentes técnicas de espectrometria de massas molecular) e metalômicos (utilizando espectrometria de massas com fonte de plasma indutivamente acoplado) de amostras de soro sangüíneo de pacientes com transtorno afetivo bipolar utilizando o lítio (n = 15) ou outras drogas excluindo o lítio (n = 10) e de indivíduos saudáveis (n = 25). A análise metabonômica indicou os lipídeos como sendo os metabólitos mais afetados na presença do transtorno afetivo bipolar e do tratamento com lítio...

Clinical expression of obsessive-compulsive disorder in women with bipolar disorder

Issler,Cilly Klüger; Amaral,José Antonio de Mello Siqueira; Tamada,Renata Sayuri; Schwartzmann,Angela Maria; Shavitt,Roseli Gedanke; Miguel,Eurípedes Constantino; Lafer,Beny
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
OBJECTIVE: To study clinical and psychopathological features of obsessive-compulsive disorder (OCD) in women with bipolar disorder (BD). METHODS: Fifteen outpatients with concurrent bipolar disorder I (80.0%) or II (20.0%) and obsessive-compulsive disorder were studied. Most of them (80.0%) sought treatment for bipolar disorder. They were ascertained by means of the Structured Clinical Interview for DSM-IV (SCID/P), semi-structured interviews to investigate obsessions, compulsions and sensory phenomena that may precede compulsions and an additional module for the diagnosis of chronic motor and vocal tics. Severity of symptoms was assessed by the Yale-Brown Obsessive-Compulsive Rating Scale, Hamilton Depression Rating Scale and Young Mania Rating Scale. RESULTS: Obsessive-compulsive disorder presented early onset (before the age of 10) in 9 (60%) cases, preceded bipolar disorder in 10 (66.7%) and displayed chronic waxing and waning course in 13 (86.7%) of them. There was wide overlap between types of obsessive-compulsive symptoms and all patients experienced sensory phenomena preceding the compulsions. There was no clear-cut impact of depressive and manic episodes on the intensity of obsessive-compulsive symptoms, which increased in depression and decreased in mania in 40.0% of the cases...

Facial emotion recognition in bipolar disorder: a critical review

Rocca,Cristiana Castanho de Almeida; Heuvel,Eveline van den; Caetano,Sheila C.; Lafer,Beny
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
OBJECTIVE: Literature review of the controlled studies in the last 18 years in emotion recognition deficits in bipolar disorder. METHOD: A bibliographical research of controlled studies with samples larger than 10 participants from 1990 to June 2008 was completed in Medline, Lilacs, PubMed and ISI. Thirty-two papers were evaluated. RESULTS: Euthymic bipolar disorder presented impairment in recognizing disgust and fear. Manic BD showed difficult to recognize fearful and sad faces. Pediatric bipolar disorder patients and children at risk presented impairment in their capacity to recognize emotions in adults and children faces. Bipolar disorder patients were more accurate in recognizing facial emotions than schizophrenic patients. DISCUSSION: Bipolar disorder patients present impaired recognition of disgust, fear and sadness that can be partially attributed to mood-state. In mania, they have difficult to recognize fear and disgust. Bipolar disorder patients were more accurate in recognizing emotions than depressive and schizophrenic patients. Bipolar disorder children present a tendency to misjudge extreme facial expressions as being moderate or mild in intensity. CONCLUSION: Affective and cognitive deficits in bipolar disorder vary according to the mood states. Follow-up studies re-testing bipolar disorder patients after recovery are needed in order to investigate if these abnormalities reflect a state or trait marker and can be considered an endophenotype. Future studies should aim at standardizing task and designs.

Higher proportion of inactive Gsk3β in platelets of elderly patients with bipolar disorder: an effect of treatment?

Ladeira,Rodolfo Braga; Joaquim,Helena Passarelli Giroud; Talib,Leda Leme; Nunes,Paula Villela; Forlenza,Orestes Vicente
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.6%
Objective: It has been postulated that mood stabilizers inhibit glycogen synthase kinase 3-beta (Gsk3β) activity, mainly through its phosphorylation on serine-9 (Ser9). However, in vivo studies addressing Gsk3β activity in patients with bipolar disorder are scarce. Here, we compare Gsk3β inactivation (as indicated by Ser9-phosphorylation) in platelets of elderly patients with bipolar disorder undergoing clinical treatment and healthy elderly adults not taking medication. Methods: Platelet samples were obtained from 37 elderly adults (bipolar disorder = 19, controls = 18). Relative changes in Gsk3β inactivation was estimated by comparing the ratios of phosphorylated Gsk3β to total Gsk3β (p-Gsk3β Ser9/Gsk3β) between the disease and control groups. Results: Phosphorylated-Gsk3β (p < 0.001) and the p-Gsk3β Ser9/Gsk3β ratio (p = 0.006) were elevated in bipolar patients. In the bipolar disorder group, p-Gsk3β Ser9/Gsk3β was positively correlated with serum lithium levels (r = 0.478, p = 0.039). Conclusions: Gsk3β inactivation is higher in this group of elderly adults undergoing treatment for bipolar disorder. However, whether the treatment or the disease causes Gsk3β inactivation was confounded by the lack of an unmedicated...

In vivo evaluation of cortical thickness with magnetic resonance imaging in patients with bipolar disorder

Doring,Thomas Martin; Kubo,Tadeu Takao Almodovar; Doring,Juliana Rodrigues; Fainberg,Jiosef; Juruena,Mario; Domingues,Romeu Cortes; Gasparetto,Emerson Leandro
Fonte: Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Universidade de Brasília; Universidade de São Paulo Publicador: Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Universidade de Brasília; Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.59%
Changes in cortical thickness can be related to neuropsychiatric disorders and neurodegenerative processes. Previous studies have been conducted to characterize the pattern of changes in cortical thickness in several psychiatric diseases. The aim of the present study was to evaluate changes in cortical thickness with magnetic resonance imaging (MRI) in patients with bipolar disorder. Twenty-seven patients with bipolar disorder (14 male, 36.0 ± 16.2 years old; 13 female, 41.6 ± 10.7 years old) and 40 healthy controls (16 male, 36.0 ± 10.5 years old; 24 female, 37.0 ± 4.7 years old) underwent 3T MRI. Sagittal T1-weighted magnetization prepared rapid acquisition gradient echo images were acquired (voxel size, 1.33 mm³; 128 slices; in-plane matrix resolution, 256 × 256; flip angle, 7º; repetition time, 2530 ms; echo time, 3.39 ms; inversion time, 1100 ms). Cortical segmentation was performed using FreeSurfer 4.0.5. The results indicated both thinning and thickening of the cerebral cortex in patients with bipolar disorder compared with controls, depending on gender. Significant (p < .01) thickening was observed in the right hemisphere superior-parietal cortex in female patients with bipolar disorder, and significant (p < .05) thinning was observed in the left hemisphere caudal-anterior cingulate in male patients with bipolar disorder. The other regions did not show significant differences. The results suggest that an analysis of cortical thickness with MRI in patients with bipolar disorder may allow identification of areas that may be morphologically changed compared with controls. Demonstration of these alterations will elucidate the pathophysiology of bipolar disorder and may contribute to better therapies for this disorder.

Serum levels of IL-6, IL-10 and TNF-α in patients with bipolar disorder and schizophrenia: differences in pro- and anti-inflammatory balance

Kunz,Mauricio; Ceresér,Keila Maria; Goi,Pedro Domingues; Fries,Gabriel Rodrigo; Teixeira,Antonio L.; Fernandes,Brisa Simões; Belmonte-de-Abreu,Paulo Silva; Kauer-Sant'Anna,Márcia; Kapczinski,Flavio; Gama,Clarissa Severino
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.58%
OBJECTIVE: Previous reports suggest that cytokines act as potential mediators of the interaction between the immune and neuroendocrine systems, and that a proinflammatory state may be associated with bipolar disorder and schizophrenia. The aim is to compare cytokine levels in both disorders. METHOD: Twenty euthymic bipolar disorder patients, 53 chronic stabilized schizophrenia patients and 80 healthy controls were recruited. Subjects were all non-smokers and non-obese. Cytokines TNF-α, IL-6, and IL-10 were examined by sandwich ELISA. RESULTS: IL-6 levels were increased in schizophrenia patients when compared to controls (p < 0.0001) and euthymic bipolar disorder patients (p < 0.0001). IL-6 levels were no different in controls compared to euthymic bipolar disorder patients (p = 0.357). IL-10 was lower in controls compared to schizophrenia patients (p = 0.001) or to bipolar disorder patients (p = 0.004). There was no significant difference in TNF-α serum levels among the groups (p = 0.284). Gender-based classification did not significantly alter these findings, and no correlation was found between the antipsychotic dose administered and cytokine levels in patients with schizophrenia. DISCUSSION: These findings evidence a chronic immune activation in schizophrenia. Bipolar disorder seems to present an episode-related inflammatory syndrome. Increased anti-inflammatory factor IL-10 in bipolar disorder and schizophrenia suggests different patterns of inflammatory balance between these two disorders. Results further support the need to investigate cytokines as possible biomarkers of disease activity or treatment response.

Serum levels of IL-6, IL-10 and TNF-α in patients with bipolar disorder and schizophrenia : differences in pro-and anti-inflammatory balance; Níveis séricos de IL-6, IL-10 e TNF-α em pacientes com transtorno bipolar e esquizofrenia : diferenças no equilíbrio pró e antiinflamatório

Kunz, Maurício; Ceresér, Keila Maria Mendes; Goi, Pedro Domingues; Fries, Gabriel Rodrigo; Teixeira, Antônio Lúcio; Fernandes, Brisa Simões; Belmonte-de-Abreu, Paulo Silva; Kauer-Sant'Anna, Márcia; Kapczinski, Flávio Pereira; Gama, Clarissa Severin
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.63%
Objetivo: Pesquisas sugerem as citocinas como potenciais mediadores da interação entre os sistemas imune e neuroendócrino, e que existe um estado pró-inflamatório associado com transtorno bipolar e esquizofrenia. O objetivo deste estudo é comparar os níveis de citocinas entre os dois distúrbios. Método: Vinte pacientes com transtorno bipolar eutímicos, 53 pacientes com esquizofrenia crônica estabilizados e 80 controles saudáveis foram recrutados. Todos os indivíduos eram não-fumantes e não-obesos. As citocinas TNF-α, IL-6 e IL-10 foram examinadas por ELISA sanduíche. Resultados: A IL-6 estava aumentada nos pacientes com esquizofrenia quando comparados aos controles (p < 0,0001) e aos pacientes bipolares eutímicos (p < 0,0001). Os níveis de IL-6 não foram diferentes nos controles em comparação com pacientes com transtorno bipolar eutímicos (p = 0,357). Os níveis de IL-10 foram menores nos controles quando comparados aos pacientes com esquizofrenia (p = 0,001) ou aos bipolares (p = 0,004). Não houve diferença significativa nos níveis séricos de TNF-α entre os grupos (p = 0,284). A separação por sexo não mostrou diferenças significativas e não houve correlação entre a dose de antipsicóticos e os níveis de citocinas em pacientes com esquizofrenia. Discussão: Estes resultados evidenciam uma ativação imune crônica na esquizofrenia. O transtorno bipolar parece apresentar um aumento da atividade inflamatória relacionado ao episódio de humor. Níveis maiores de IL-10 no transtorno bipolar e esquizofrenia sugerem diferentes padrões de equilíbrio inflamatório entre esses dois transtornos. Resultados fornecem apoio adicional para a investigação de citocinas como possíveis biomarcadores para a atividade da doença ou resposta ao tratamento.; Objective: Previous reports suggest that cytokines act as potential mediators of the interaction between the immune and neuroendocrine systems...

Marcadores periféricos e a fisiopatologia do transtorno bipolar; Peripheral markers and the pathophysiology of bipolar disorder

Magalhães, Pedro V. S.; Fries, Gabriel R.; Kapczinski, Flávio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
INTRODUÇÃO: O entendimento da fisiopatologia do transtorno bipolar vem tendo avanços consistentes nos últimos anos. Um enfoque na relação entre carga alostática e alterações sistêmicas vem tomando corpo, com o objetivo de se entender a frequente progressão da doença. Proeminentes entre os mediadores periféricos têm sido as moléculas que poderiam ser amplamente agrupadas em neurotrofinas, marcadores de estresse oxidativo e marcadores inflamatórios. OBJETIVO: Descrever achados recentes em relação à fisiopatologia sistêmica do transtorno bipolar, com enfoque especial em estudos brasileiros, tentando articular uma visão coerente do conhecimento atual do campo. MÉTODO: Revisão narrativa da literatura relacionada a neurotrofinas, estresse oxidativo e marcadores inflamatórios no transtorno bipolar. RESULTADOS: Diversas fontes de evidência, provenientes tanto de estudos pré-clínicos quanto clínicos, revelam consistentemente alterações sistêmicas no transtorno bipolar. Os achados são especialmente robustos em pacientes com múltiplos episódios. Nesses, alterações relacionadas a episódios de mania e depressão são notáveis em neurotrofinas e dano oxidativo a lipídeos. Um número menor de estudos mostra alterações no sistema imune...