Página 1 dos resultados de 3 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Allergic conjunctivitis and conjunctival provocation tests in atopic dogs.

Lourenço-Martins, AM; Delgado, E; Neto, I; Peleteiro, MC; Morais-Almeida, M; Correira, JH
Fonte: Wiley Publicador: Wiley
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.64%
INTRODUCTION: Canine atopic dermatitis (cAD) is a very common disease, but little is known about eye involvement. The conjunctival provocation test (CPT) is used in human to study the ocular response to allergenic stimuli and to evaluate anti-allergic therapy. To our knowledge it has not been used in dogs. OBJECTIVES: To evaluate the prevalence of ocular signs in a population of atopic dogs and relate these with clinical cAD scores; and the usefulness of CPT for dust mites in atopic dogs with itchy eyes. PROCEDURES: Sixty cAD patients were evaluated for (i) ocular signs of allergic conjunctivitis including conjunctival hyperemia, chemosis, epiphora, ocular discharge, pruritus and corneal involvement, graded 0 to 3 according to severity, and (2) cAD Extent and Severity Index (CADESI-03). Additionally, CPTs for Dermatophagoides farinae (n = 12) and Dermatophagoides pteronyssinus (n = 12) were performed in sensitized atopic dogs and 24 control dogs. RESULTS: Periocular and ocular signs of allergy were present in 60% (36/60) of cases. Conjunctival hyperemia (90%) was the most common sign. Severity of ocular signs was significantly correlated with eye pruritus (r(s)  = 0.690, P = <0.001) and skin lesions score for head region (r(s) = 0.261...

Os testes de provocação conjuntival na avaliação da eficácia da imunoterapia alergénio-específica rush na dermatite atópica canina

Rico, Ana Sofia Moreira Vaz
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.75%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A atopia é uma doença frequente no cão, mas pouco se sabe acerca do envolvimento ocular, desconhecendo-se a prevalência e o impacto da conjuntivite alérgica (CA) na dermatite atópica canina (DAc). O teste de provocação conjuntival (TPC) é um modelo útil ao seu estudo, sendo utilizado na avaliação da eficácia de várias formas de tratamento, incluindo a imunoterapia alergénio-específica (ITAE). Através da realização de TPC em pacientes atópicos com sensibilização a Dermatophagoides farinae (Df) pretendeu-se avaliar a contribuição deste alergénio nas manifestações oculares e a eficácia da imunoterapia alergénio específica rush (ITAEr) na remissão dos sinais oculares e cutâneos. Foram incluídos no estudo 15 pacientes (n=15) com diagnóstico de DAc e sinais compatíveis com CA. Numa primeira fase todos os animais foram submetidos a TPC para Df e avaliados quanto ao prurido e quanto à gravidade das lesões dermatológicas através do Canine Atopic Dermatitis Extend and Severity Index (CADESI-03). O TPC foi realizado com doses crescentes do alergénio (0.08, 0.4 e 2 BU/mL) até ao aparecimento de um score positivo (≥6), dado pelo somatório das classificações de hiperémia conjuntival...

Expressão do gene da interleucina-10 na conjuntivite alérgica canina

Côrte-Real, Mónica Sofia de Albuquerque
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 05/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
66.91%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A conjuntivite alérgica canina (CAc) é uma doença cuja manifestação clínica ocorre nas pálpebras, na conjuntiva e/ou na córnea. Caracteriza-se por reações de hipersensibilidade do tipo I e integra frequentemente a sintomatologia da dermatite atópica canina (DAc). Através do estudo realizado no âmbito da presente dissertação de mestrado, pretende-se contribuir para a caracterização da resposta imunitária da CAc. Nesse sentido, um grupo controlo formado por animais saudáveis (n=10) e um grupo de animais atópicos com conjuntivite alérgica (CA) (n=10) integraram a presente experiência. Ambos foram submetidos a um exame dermatológico e oftalmológico completos, em que se procedeu, apenas para o grupo atópico, à classificação da gravidade das lesões com o Canine Atopic Dermatitis Extent and Severity Index – fourth version (CADESI-4), bem como à avaliação quantitativa dos sinais clínicos de CAc (corrimento ocular, epífora, hiperémia conjuntival, prurido, quemose e queratite concomitante) através da atribuição de um valor entre 0 (ausente) e 3 (grave). Subsequentemente, após a aplicação tópica ocular de anestésico, uma amostra de conjuntiva palpebral medindo cerca de 2x2 mm foi colhida e submetida a quantificação...