Página 1 dos resultados de 2600 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Quantificação das citocinas séricas Th1/Th2 por citometria de fluxo no linfoma de Hodgkin clássico; Measurement of Th1/Th2 serum cytokines by flow cytometry in classical Hodgkin lymphoma

MITELMAN, Adriana K.; BUCCHERI, Valeria; PRACCHIA, Luís F.; RUBENS, Claudia V.; POPPE, Santa; CAVALCANTE, Alexandra M. M. P.; MONTEIRO, Sandra M.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.19%
O linfoma de Hodgkin clássico (LHC) é uma neoplasia com distúrbio na produção de citocinas. Estudos demonstram que o padrão anormal das citocinas no linfonodo acometido pela lesão contribui não somente com a proliferação das células malignas H-RS, como também com o característico infiltrado hiper-reativo que compõe o tecido no LHC. Esta disfunção pode ser observada tanto no quadro clínico dos pacientes, como nas características histopatológicas: sintomas B, deficiência na resposta imune celular, bandas de colágeno e eosinofilia. As concentrações séricas das citocinas Th1 (IL-2, TNF, INF-γ) e Th2 (IL-4, IL-5, IL-10) foram estudadas em 45 pacientes com LHC, ao diagnóstico, e em 34 doadores saudáveis, por citometria de fluxo (CBA - cytometric beads array). Houve aumento das concentrações das citocinas TNF (p<0,01), INF-γ (p<0,01), IL-4 (p=0,01), IL-5 (p<0,01) e IL-10 (p<0,01) dos pacientes quando comparados com o grupo controle. Não foi evidenciada diferença em relação a IL-2. Ao correlacionarmos as concentrações das citocinas Th1/Th2 com as variáveis clínico-laboratoriais dos pacientes, observou-se que níveis elevados da IL-10 (Th2) estão correlacionados com as variáveis que implicam em pior prognóstico: estádios III/IV (p=0...

Dor e qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes com câncer: influência das citocinas pró-inflamatórias TNF-α, IL-6, IL-8 e IL -1β; Pain and health-related quality of life in patients with cancer: influence of pro-inflammatory cytokines TNF-α, IL-6, IL-8 e IL-1β

Ferreira, Karine Azevêdo São Leão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Objetivos: avaliar a associação entre dor oncológica crônica e as citocinas pró-inflamatórias interleucina-6 (IL-6), IL-8, IL-1β e TNF-α, e a interferência destas citocinas na relação entre dor, qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) e desempenho funcional (DF). Método: 220 pacientes ambulatoriais com câncer, que não haviam recebido nenhum tratamento antineoplásico nos últimos 30 dias, foram avaliados pelo Inventário Breve de Dor, Questionário de Dor McGill (MPQ), Inventário de Depressão de Beck, Escala de Desempenho Funcional de Karnofsky e a escala de QVRS, EORTC-QLQ-c30. Os níveis plasmáticos das citocinas foram dosados através do teste imunoenzimático ELISA e comparados entre pacientes com dor leve (G1), moderada a intensa (G2) e sem dor (G3) usando a ANOVA ou o teste de Kruskal-Wallis seguido por análise de múltiplas comparações. Os pacientes do G1 e G2 apresentavam apenas dor oncólogica e estavam em uso de analgésicos. Os do G3 tinham câncer, mas não apresentaram dor ou fizeram uso de analgésicos nos últimos 14 dias. 23 voluntários saudáveis (G4) foram incluídos como controle. A ANCOVA foi utilizada para avaliar o efeito das citocinas na relação dor, QVRS e DF. A análise de Árvore de Classificação e Regressão (CART) avaliou a relação entre citocinas e níveis de dor...

Controle da produção muscular de espécies reativas e citocinas por ácido palmítico e eletroestimulação: possíveis implicações no envelhecimento.; Control of muscular production of reactive species and cytokines by palmitic acid and eletrical stimulation: possible implications in aging.

Lambertucci, Rafael Herling
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.19%
Espécies reativas de oxigênio e nitrogênio controlam várias funções celulares, no entanto, quantidades excessivas destas espécies causam disfunções. Com o envelhecimento, há aumento da produção destas espécies, e de citocinas, que também exercem efeitos deletérios na musculatura esquelética, e da concentração plasmática de ácidos graxos. Contudo, a possível rassociação entre o aumento da produção de espécies reativas e de citocinas pelo músculo esquelético e da concentração plasmática de ácidos graxos não foi ainda investigada. O presente estudo teve como objetivo avaliar a modulação da produção muscular de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio e de citocinas pelo ácido palmítico e pela eletroestimulação moderada. O ácido palmítico aumentou a produção de superóxido (via mitocôndria e NADPH oxidase), óxido nítrico (via iNOS) e citocinas (IL-6 e CINC-2), além de ativar o NF-kB. A eletroestimulação aumentou a produção de superóxido (via mitocôndria e sistema xantina-xantina oxidase), óxido nítrico (via iNOS) e ativou o NF-kB. Não foi observado aumento de citocinas no protocolo de eletroestimulação. O ácido palmítico, portanto, controla a produção de espécies reativas e citocinas pelo músculo. A eletroestimulação...

Manifestações orais do lúpus eritematoso: padrão das citocinas do infiltrado inflamatório; Oral lesions in lupus erythematosus cytokines profiles of inflammatory infiltrate

Marques, Elisa Raquel Martins da Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
INTRODUÇÃO: Lúpus eritematoso (LE) é uma doença inflamatória crônica, autoimune. A presença de citocinas do tipo 1 nas lesões cutâneas discoides sugere que estas sejam críticas para a indução, desenvolvimento e manutenção destas manifestações. As citocinas do tipo 2 em combinação com Interferon- local podem estar relacionadas com a fisiopatologia do lúpus cutâneo. O perfil das citocinas ainda é desconhecido nas lesões orais do LE. MÉTODOS: Foram investigadas e comparadas as expressões das citocinas Th1 e Th2, representadas por IL-4, IL-5, IL-6, IL-10, IL-12, fator de necrose tumoral alfa (TNF-) e interferon gama (IFN-), de 29 biopsias de LE de mucosa intraoral (área não exposta ao sol) e semimucosa labial (área exposta) por meio da técnica de imuno-histoquímica. RESULTADOS: O infiltrado inflamatório das lesões de LE foi fortemente positivo para IFN- (97%) e TNF- (90%), ambas citocinas Th1. Interleucina 10 (IL-10), citocina Th2, foi fortemente expressa. Outras citocinas foram apenas moderadamente positivas. O padrão de citocinas foi semelhante nas lesões orais do LE na mucosa intraoral (área não exposta) e na semimucosa labial (área exposta). CONCLUSÕES: As lesões orais de LE estão associadas tanto a citocinas Th1 quanto a citocinas Th2...

Hepatite C crônica e citocinas - estudo no soro e no fígado; Hepatitis C and cytokines - study in blood and liver

Viso, Ana Teresa Rodriguez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/09/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.25%
INTRODUÇÃO: A patogênese da hepatite C crônica resulta principalmente de mecanismos imuno-mediados com a atuação central das citocinas tanto na lesão hepatocelular como na eliminação e na persistência do vírus da hepatite C (VHC). OBJETIVOS: Investigar a resposta imune adaptativa da hepatite C crônica através da expressão das células inflamatórias no tecido hepático e de citocinas no tecido hepático e no sangue, relacionando-os com dados demográficos, laboratoriais e histológicos. MÉTODOS: Pacientes com hepatite C crônica, virgens de tratamento foram selecionados no ambulatório de Moléstias Infecciosas do Hospital das Clínicas. Foram utilizados dois grupos controles para comparação: de doadores de sangue saudáveis e fragmentos de biópsia hepática de doadores de órgãos. Todos os controles selecionados não tinham evidência de hepatopatia. As seguintes citocinas foram analisadas no sangue pelo método quantitativo de ELISA no sangue dos casos e dos doadores de sangue: interleucina (IL) 1, IL2, IL4, IL6, IL 10, interferon (IFN) , fator de necrose tumoral (TNF) e fator de crescimento e transformação (TGF) . As mesmas citocinas e as populações celulares CD4+, CD8+, CD45RO+, CD57+, CD68+ e S100 foram quantificadas através de método imuno-histoquímico no espaço portal e no lobo hepático dos casos e dos doadores de fígado. Esses dados foram posteriormente associados às alterações histológicas pela classificação de Ishak. RESULTADOS: Foram selecionados 51 pacientes com hepatite C crônica...

Perfil de secreção e expressão de quimiocinas e citocinas na urticária crônica; Profile of chemokine and cytokine secretion and expression in chronic idiopathic urticaria

Santos, Juliana Cristina dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.19%
INTRODUÇÃO: A urticária crônica é caracterizada pelo aparecimento de placas eritêmato-edematosas, pruriginosas, que perduram por mais de seis semanas. A etiologia é desconhecida na maioria dos pacientes sendo definida como idiopática (UCI). A desregulação imunológica na UCI pode ser devido a distúrbios na produção de citocinas e quimiocinas. OBJETIVOS: Avaliar o perfil citocinas e quimiocinas em pacientes submetidos ao teste de soro autólogo (ASST) avaliando os soros, a expressão de RNAm e a expressão intracelular de células mononucleares do sangue periférico (CMN) induzidas por estímulos policlonais. METODOLOGIA: Pacientes com UCI (n=37) foram selecionados do Ambulatório de Dermatologia do HC-FMUSP e submetidos ao ASST. O grupo controle foi constituído por indivíduos saudáveis (n=33). Os níveis séricos de citocinas e quimiocinas foram determinados por citometria de fluxo ou por ELISA e a expressão de RNAm de citocinas foi determinada por Real-Time PCR. RESULTADOS: Uma elevação dos níveis séricos de TNF-, IL-6, IL-1, IL-12p70 e IL-10 foi detectada nos pacientes com UCI comparados ao grupo controle, independente da resposta ao ASST. A secreção in vitro de citocinas por CMN estimuladas por fitohemaglutinina (PHA) mostrou aumento da produção de IL-2 nos pacientes com UCI e de IL-17A e IL-10 no grupo ASST positivo em relação ao grupo controle. A expressão de RNAm para IL-10 em CMN...

Dosagens de melatonina e de citocinas de acordo com a via de parto; Melatonin and cytokines concentrations in accordance with the mode of delivery

Beirigo, Priscila Fabiane dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.19%
Objetivo: Avaliar o perfil de citocinas pró-inflamatórias e de melatonina no cordão umbilical e no sangue materno de gestantes hígidas de acordo com a via de parto. Métodos: Entre março e setembro de 2010, foi realizado estudo observacional prospectivo no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. Foram dosadas citocinas (IL-1, IL-6, TNF) e melatonina em pacientes sem doenças clínicas ou complicações obstétricas que entraram em trabalho de parto espontâneo. As concentrações de citocinas e de melatonina foram comparadas de acordo com a via de parto, além do período do dia e do local de coleta. O sangue retirado da veia do cordão umbilical (VCU) era obtido imediatamente após o parto, sendo que após uma hora era colhido o sangue da veia braquial materna (VB). Foram excluídas pacientes com infecção, parto prematuro e sofrimento fetal. Resultados: Foram estudadas 50 parturientes, das quais 25 evoluíram para parto vaginal e 25 para cesárea. A idade materna foi em média 26,0 ± 6,7 anos. A idade gestacional no parto foi em média 39,5 ± 1,7 semanas. O peso médio dos recém-nascidos foi 3366,5 ± 340,2 gramas. Todos os casos receberam analgesia durante o parto (analgesia combinada: peridural e raquianestesia). A maioria das pacientes era de nulíparas (31/50 - 62...

Avaliação das concentrações séricas e lácteas de citocinas em vacas naturalmente infectadas pelo vírus da leucose enzoótica dos bovinos; Evaluation of serum and whey concentrations of cytokines in cows naturally infected by bovine leukosis virus

Bonagura, Giancarlo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Dentre os vários fatores que podem influenciar a polarização das respostas imunológicas nos animais destacam-se o tipo do agente agressor envolvido, as células apresentadoras de antígenos atuantes no processo e o microambiente formado pelas citocinas. Diferentes perfis de citocinas podem determinar o curso da doença, uma vez que distúrbios no equilíbrio da produção e liberação destes polipeptídeos têm papel significativo no desencadeamento e agravamento de diversas enfermidades. Vírus podem interferir com as funções das citocinas em vários níveis, influenciando na natureza da resposta imune do hospedeiro. Este desequilíbrio entre a produção de citocinas do tipo Th1 e Th2 é geralmente considerado como uma das causas da cronificação das infecções por retrovírus. O VLB, assim como outros retrovírus, também possui esta capacidade de manipular a resposta imune do hospedeiro a fim de direcionar os estágios alinfocitóticos (AL) e de linfocitose persistente (LP). No entanto, seu efeito diretamente sobre as citocinas no sangue e leite dos animais infectados ainda não foi completamente elucidado. Desta forma, o presente estudo objetivou a avaliação da resposta imune contra o VLB em vacas naturalmente infectadas por meio da quantificação de um perfil abrangente de citocinas presentes tanto no soro sanguíneo como no lácteo minimizados outros aspectos de estimulação que não fossem a presença do próprio vírus in vivo. Para tanto foram coletadas amostras de sangue e leite de 11 animais divididos em seus respectivos grupos experimentais (4...

Citocinas IL-1β, IL-6, TNF-α e IFN-γ no sangue e colostro de fêmeas bovinas da raça Holandesa. Importância na transferência de imunidade passiva; Cytokines IL-1β, IL-6, TNF-α and IFN-γ in blood and colostrum of Holstein cows. Importance in the immune passive transfer

Madureira, Karina Medici
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.39%
O colostro bovino contém fatores imunológicos, como imunoglobulinas, leucócitos e citocinas, absorvidos pela mucosa intestinal do neonato até 48 horas de vida, no entanto, pouco se conhece sobre a função de alguns desses componentes, como as citocinas, participantes da resposta imune inata e adaptativa. Acredita-se que estas substâncias possuem papel importante na imunidade dos neonatos nos seus primeiros dias de vida. Assim, os objetivos específicos desta pesquisa foram: determinar as concentrações das citocinas IL-1β, IL-6, IFN-γ e TNF-α no soro sanguíneo e colostro de fêmeas bovinas da raça Holandesa; verificar a liberação de citocinas pelas células mononucleares do colostro e sangue bovino "in vitro" antes e após a estimulação com Escherichia coli enterotoxigênica (ECET); avaliar a transferência das citocinas IL-1β, IL-6 e TNF-α do colostro aos bezerros neonatos, por meio da determinação das concentrações destas citocinas no soro sanguíneo dos bezerros, durante os quinze primeiros dias de vida. O trabalho foi realizado em duas etapas, em duas propriedades distintas: (1) avaliação do soro sanguíneo e colostro de primeira ordenha proveniente de 22 fêmeas; (2) avaliação das citocinas sanguíneas de 11 bezerros...

Avaliação da transferência de citocinas para o sangue de neonatos via ingestão de colostro de fêmeas bovinas Holandesas; Evaluation of the transfer of cytokines to the blood of neonates by colostrum ingestion of Holstein females

Shecaira, Carolina de Lara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
O nascimento de um bezerro é marcado pela passagem de um meio estéril, para um ambiente contaminado, aliado o fato da placentação (sindesmocorial), que não permite a passagem de anticorpos durante a gestação e sem um sistema imunológico desenvolvido funcionalmente, o neonato necessita da ingestão do colostro para lhe conferir imunidade nos primeiros dias de vida. Além das imunoglobulinas o colostro possui leucócitos, e citocinas que parecem participar do estabelecimento da imunidade neonatal. Apesar da potencial importância desses componentes do colostro, poucos são os estudos que avaliaram a transferência das citocinas do colostro bovino e seu papel na imunidade neonatal, razão pelo qual esse projeto teve como seguintes objetivos: mensurar as concentrações das citocinas IL-1β, IL-6, TNF-α e IFN-y presentes no soro de bezerros neonatos da raça Holandesa e avaliar a interferência do manejo do colostro bovino e do seu oferecimento, ou não, sobre as concentrações dessas citocinas no soro desses bezerros, durante os 15 primeiros dias pós-nascimento. Utilizaram-se bezerros nascidos de parto eutócico e distribuídos igualmente por três grupos experimentais (n=5): G1- receberam 4 litros de colostro fresco provenientes de suas próprias mães; G2- receberam 4 litros de colostro provenientes de pool de colostro congelado e o G3- foram alimentados apenas com leite. Para a avaliação das citocinas referidas no soro dos bezerros...

Avaliação da taxa de metilação do DNA em região promotora e de vitaminas e citocinas em mulheres com história de abortos recorrentes; Investigation of DNA methylation rate in promoter region and vitamins and cytokines in women with a history of recurrent miscarriage.

Monteiro, Nathalia Sierra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.19%
O aborto espontâneo recorrente (AER) caracteriza-se pela ocorrência de três ou mais abortos consecutivos espontâneos até a 20ª semana de gestação. É uma condição patológica multifatorial, em que alterações morfológicas uterinas, distúrbios endócrinos, alterações no cariótipo, polimorfismos genéticos relacionados aos genes envolvidos no metabolismo da homocisteína, hemostasia, infecções, autoanticorpos e o processo inflamatório podem contribuir para a ocorrência de AER. O estado fisiológico do endométrio é essencial para a implantação do embrião no útero durante a gestação. Na interface materno-fetal, há uma modulação de citocinas, necessária para o estabelecimento da angiogênese e desenvolvimento da placenta. Um desequilíbrio entre as citocinas pode diminuir a tolerância ao feto e ocasionar rejeição fetal. A concentração de citocinas pode ser modificada por conta de uma diminuição na expressão de alguns genes, e esta pode ser regulada pelo seu estado de metilação sítio-específica. A metilação do DNA é um mecanismo epigenético de regulação gênica, e que corresponde à incorporação de grupos metila em ilhas CpG localizadas próximas às regiões promotoras de genes humanos...

Correlações entre citocinas pró e anti-inflamatórias com a fadiga, padrão de sono e qualidade de vida em crianças e adolescentes com câncer; Correlationsamong pro and anti-inflammatory cytokines with fatigue, sleep patterns and life quality in children and adolescents with cancer

Bomfim, Emiliana de Omena
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Diversos trabalhos têm explorado a hipótese de participação do sistema imunológico, via liberação de citocinas, na fadiga e nas alterações no padrão de sono, em adultos com câncer. Entretanto, estudos com crianças e adolescentes acometidos por neoplasias malignas são escassos internacionalmente e ausentes no Brasil. O objetivo desta pesquisa foi investigar os níveis plasmáticos das citocinas IL-8, IL-1?, IL-6, IL-10, TNF-?, IL-12p70 e correlacioná-los com a fadiga, o padrão de sono e a qualidade de vida (QV) em crianças e adolescentes com câncer. Trata-se de um estudo quantitativo, do tipo descritivo, transversal, realizado no Serviço de Oncologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, de janeiro de 2013 a março de 2014. Foram coletados 4ml de sangue para dosagem das citocinas, além de dados clínicos para caracterização dos pacientes e identificação de variáveis confundidoras para a fadiga, alterações no padrão de sono e citocinas. A técnica utilizada para dosagem das citocinas foi a citometria de fluxo. A amostra final foi composta de 33 crianças e adolescentes hospitalizados, com idade entre 8 e 18 anos. Considerando os 14 domínios do instrumento utilizado para avaliar a fadiga (PedsQLTM)...

Avaliação da cinética de expressão in vitro de STATs em linfócitos humanos e sua correlação com secreção de citocinas e expressão de seus respectivos receptores; Kinetics of the in vitro expression of STATs in human lymphocytes and their correlation with cytokine secretion and receptor expression

Lôbo, Susana Lima Lessa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.25%
Introdução: A modulação da resposta imune em muitas situações clínicas persiste como um dos problemas mais desafiadores em imunologia. Citocinas são fundamentais para esta regulação e são amplamente estudadas. Após a ligação com receptores específicos na superfície das células alvo, uma das principais vias de sinalização é o sistema JAKs/STATs. No entanto, em contraste com as citocinas, não existem estudos detalhados sobre a cinética expressão intracelulares de STAT in vitro. Objetivo: Determinar por citometria de fluxo, a cinética expressão de proteínas STAT 1, 3, 4, 5 e 6 fosforiladas, a produção de citocinas associadas e expressão de seus receptores em PBMC humanas estimuladas in vitro com fito-hemaglutinina (PHA) e antígeno de citomegalovírus (CMV). Metodologia: Foram avaliados CMNs de 23 doadores saudáveis em relação à cinética de expressão STATs (12 doadores estimulados com PHA e 11 estimulados com CMV), secreção de citocinas e expressão de seus receptores. Resultados: Em células estimulada com PHA e CMV, pSTAT1 e 6 tiveram sua expressão aumentada precocemente (4h e três dias, respectivamente). pSTAT3 teve sua expressão aumentada em momentos posteriores (respectivamente 36h e 6 dias). A indução de expressão de pSTAT4 e 5 foi observada nos tempos mais tardios da cinética em células estimuladas com PHA (24-36h)...

Efeito da imunoterapia com interferon beta na produção de citocinas pelos leucocitos de pacientes portadores de esclerose multipla

Sandra Regina Mirandola
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
O desenvolvimento da tolerância imunológica a antígenos próprios, é resultado de mecanismos que conduzem à supressão de clones de linfócitos específicos aos componentes da mielina, podendo ser um dos mecanismos envolvidos no desenvolvimento da tolerância aos neuro-antígenos. Entre os mecanismos mais estudados estão: deleção, anergia dos clones auto-reativos e os mecanismos regulatórios exercidos pelas citocinas. Evidências clínicas e experimentais sugerem que, anormalidades dos linfócitos T e das citocinas, produzidas pelas células TH1, estão envolvidos no desenvolvimento de doenças auto-imunes órgão-específicas como a Esclerose Múltipla. A Esclerose Múltipla (EM) é a mais importante doença desmielinizante que afeta o homem. Patologicamente é caracterizada pela inflamação e desmielinização de múltiplas áreas da substância branca do SNC, com posterior lesão do oligodendrócito, resultando clinicamente em disfunção neurológica. Embora seja uma doença órgão-específica, com resposta imunológica voltada ao SNC, estudos mostram alterações imunológicas nas células do sangue periférico. As células T auto-reativas, dos pacientes com EM, reconhecem componentes da mielina, como a proteína básica de mielina (MBP)...

Citocinas e anestesia

Garcia,João Batista Santos; Issy,Adriana Machado; Sakata,Rioko Kimiko
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Vários trabalhos têm abordado as citocinas que podem ser estimuladas e liberadas por lesão cirúrgica, trauma, infecção, inflamação e câncer. Níveis elevados circulantes das citocinas parece ter implicações no aparecimento de complicações e retardo da recuperação pós-operatória de pacientes. O objetivo da presente revisão é resumir as informações hoje disponíveis sobre citocinas. CONTEÚDO: As citocinas são moléculas polipeptídicas produzidas por uma grande variedade de células e parecem não ter função na homeostase, sob condições normais. Esses mediadores são responsáveis por respostas locais ou sistêmicas, gerando alterações imunológicas, metabólicas, hemodinâmicas, endócrinas e neurais. Podem ativar respostas biológicas benéficas, como estimulação da função antimicrobiana, cicatrização de feridas, mieloestimulação e mobilização de substratos. No entanto, a secreção abundante de citocinas está associada a efeitos deletérios como hipotensão arterial, falência de órgãos e morte. CONCLUSÕES: Ao concluir esta revisão, fica evidente que as citocinas desempenham um papel de fundamental importância como mediadores de respostas metabólicas, hormonais...

Citocinas pró-inflamatórias em pacientes com dor neuropática submetidos a tratamento com Tramadol

Kraychete,Durval Campos; Sakata,Rioko Kimiko; Issy,Adriana Machado; Bacellar,Olívia; Jesus,Rogério Santos; Carvalho,Edgar M
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As citocinas pró-inflamatórias têm função importante na fisiopatologia das síndromes dolorosas neuropáticas. O objetivo desse estudo foi avaliar os níveis plasmáticos de citocinas pró-inflamatórias antes e após o tratamento com tramadol em pacientes com hérnia discal e síndrome do túnel do carpo e compará-los com indivíduos normais. MÉTODO: Investigou-se 38 pacientes com dor neuropática por hérnia discal ou síndrome do túnel do carpo. Todos os pacientes foram tratados com tramadol de liberação controlada (100 mg em 12h) durante 10 dias. Realizaram-se coletas de sangue venoso (5 mL), no período matutino, antes do tratamento e no 11º dia e as amostras foram armazenadas até análise (-70ºC). Foram utilizados testes enzimáticos ELISA para dosagem de citocinas plasmáticas (TNF-±, IL-1, IL-6) e receptores sTNF-R1, (R & D Systems). Realizou-se dosagem de citocinas em soro de 10 voluntários sadios. RESULTADOS: A concentração de TNF-± antes (5,8 ± 2,8 pg.mL-1) foi significativamente maior que após o tramadol (4,8 ± 2,1 pg.mL-1; p = 0,04, Teste Mann-Whitney). Não houve diferença significativa de IL-1², IL-6 e sTNF-R1 antes e após o tratamento. As concentrações plasmáticas de TNF-± (sadios: 1...

Citocinas e dor

Oliveira,Caio Marcio Barros de; Sakata,Rioko Kimiko; Issy,Adriana Machado; Gerola,Luis Roberto; Salomão,Reynaldo
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.29%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As citocinas são substâncias necessárias para a resposta inflamatória, favorecendo a cicatrização apropriada da ferida. No entanto, a produção exagerada de citocinas pró-inflamatórias a partir da lesão pode manifestar-se sistemicamente com instabilidade hemodinâmica ou distúrbios metabólicos. O objetivo desta revisão foi descrever os efeitos das citocinas na dor. CONTEÚDO: Este artigo faz uma revisão dos efeitos das citocinas na dor. Em doenças que cursam com processo inflamatório agudo ou crônico, as citocinas podem ser reconhecidas por neurônios e utilizadas para desencadear diversas reações celulares que influenciam na atividade, proliferação e sobrevida da célula imunológica, bem como na produção e atividade de outras citocinas. As citocinas podem ser pró-inflamatórias e anti-inflamatórias. As pró-inflamatórias estão relacionadas com a fisiopatologia das síndromes dolorosas. Foram descritas as células que secretam as citocinas, as citocinas pró-inflamatórias (IL-1, IL-2, IL-6, IL-7 e FNT) e anti-inflamatórias (IL-4, IL-10, IL-13 e FTCβ), as funções de cada citocina e como ocorre a ação dessas substâncias no processamento da dor. CONCLUSÕES: As citocinas desempenham importante papel na dor...

Influência de polimorfismos em genes de citocinas e de receptores de citocinas na resposta ao tratamento e no grau do dano hepático em pacientes portadores de hepatite C crônica

Moreira, Sara Tatiana
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.25%
Resumo: O vírus da hepatite C (HCV) é um patógeno capaz de causar infecção crônica em cerca de dois terços dos indivíduos infectados, conseqüência de suas habilidades em driblar tanto a imunidade inata quanto a adquirida. A fibrose é resultado de injúrias repetitivas causadas aos hepatócitos decorrente da infecção pelo HCV e da ação da resposta imunológica, que levam a uma falha no processo regenerativo e deposição de uma quantidade abundante de matriz extracelular. Citocinas regulam a resposta inflamatória à injúria interferindo também na fibrogênese. O protocolo padrão de tratamento para hepatite C crônica é baseado na combinação de interferon-alfa convencional ou peguilado e ribavirina, administrados por 24 ou 48 semanas, respectivamente. Polimorfismos de um único nucleotídeo (SNPs) localizados em regiões reguladoras/codificadoras de genes de citocinas poderiam contribuir para a fibrogênese hepática, bem como influenciar a resposta ao tratamento, pois interferem na expressão e secreção de citocinas, importantes proteínas que participam da resposta imunológica contra o HCV. Portanto, o objetivo do presente trabalho foi tipar 22 SNPs localizados em 13 genes de citocinas/receptores de citocinas visando avaliar a influência das variantes polimórficas no grau de dano hepático e na resposta ao tratamento em pacientes brasileiros cronicamente infectados apenas pelo genótipo 1 do HCV. Variantes polimórficas para as posições TNFA-308...

Neuroinflamação na doença de Parkinson: avaliação de citocinas induzidas via Toll like receptors em células do sangue periférico; Neuroinflammation in Parkinson’s disease: evaluation of cytokines induced via Toll like receptors in cells of peripheral blood

Silva, Delson José da
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PRPG); Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PRPG); Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Parkinson’s disease (PD) is as a neurodegenerative disorder caused by neuron loss in the substantia nigra, which produces dopamine. Evidences suggest that several inflammatory cytokines are enhanced in the brain and blood of patients presenting with PD. These cytokines might be induced by Toll-like receptor (TLR) activation. In peripheral blood, monocytes express TLR and may participate in the immunopathogenicity of neurodegenerative diseases. The objectives of this work were: carry out a literature review about neuroinflammation in PD; assess possible alterations in production of inflammatory cytokines in blood cultures of patients presenting with PD activated by TLR agonists; evaluate the percentages of the two main monocyte subpopulations, as well as TLR2 and TLR4 expression in these subpopulations in peripheral blood of patients presenting with PD. Patients presenting with PD (n = 31) and healthy individuals (n = 31), matched by gender and age, were evaluated and the patients were assessed regarding the severity of their neurological and psychiatric symptoms using the Hoen & Yahr scale (H&Y) and the Unified Parkinson’s Disease Rating Scale (UPDRS). Blood cultures were activated with TLR2 agonists (Pam3Cys), TLR4 (LPS)...

Avaliação dos níveis de citocinas e da função pulmonar de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea; Evaluation of cytokine levels and pulmonary function in patients undergoing coronary artery bypass graft; Evaluación de los niveles de citocinas y de la función pulmonar de pacientes sometidos a la cirugía cardíaca con circulación extracorpórea

MACHADO, Luciano Brandão; NEGRI, Elnara Marcia; BONAFÉ, Wanderley Wesley; SANTOS, Luciana Moraes; MALBOUISSON, Luís Marcelo Sá; CARMONA, Maria José Carvalho
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.29%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A Síndrome da Resposta Inflamatória Sistêmica é uma ocorrência habitual em cirurgias cardíacas com circulação extracorpórea (CEC). O objetivo deste estudo foi avaliar os níveis sistêmicos e pulmonares de citocinas e a correlação com a função pulmonar em pacientes submetidos à revascularização miocárdica (RM) com CEC. MÉTODOS: O estudo foi aprovado pela Comissão de Ética institucional, com a avaliação de 13 pacientes submetidos à RM com CEC. Após a indução anestésica, ao término da CEC, realizaram-se dosagens plasmáticas e no lavado broncoalveolar de IL-1β, IL-6, IL-8, IL-10 e TNF-α. Foram avaliados o tempo de CEC e de cirurgia, a relação PaO2/FiO2, o gradiente alvéolo-arterial de oxigênio (GA-aO2), o shunt e a complacência pulmonares. Os resultados foram submetidos à análise de variância para medidas repetidas (*p < 0,05) e coeficiente de correlação de Spearman. RESULTADOS: Observaram-se aumento dos níveis de citocinas no plasma e no lavado broncoalveolar após a CEC e relação direta entre o aumento da IL-1β e a diminuição da complacência pulmonar (p = 0,0439), assim como relação inversa entre o aumento da IL-10 e a redução da complacência (p = 0...