Página 1 dos resultados de 1836 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Cinética de inativação térmica da peroxidase e da polifenoloxidase presentes na água de coco verde por processo térmico contínuo. ; Kinetic of thermal inactivation of peroxidase and polyphenol oxidase present in green coconut water by thermal continuous processing.

Murasaki, Nathalia da Cunha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
Considerando a necessidade da pasteurização da água de coco verde, após a abertura do fruto, devido à ação de microrganismos e das enzimas presentes, peroxidase (POD) e polifenoloxidase (PFD), o presente trabalho tem como objetivo estudar o comportamento da atividade dessas enzimas, através de processo térmico contínuo. Na primeira parte foi estudada a cinética de inativação térmica das enzimas em processo de pasteurização da água de coco, realizado em trocador de calor a placas (TCP) de laboratório, ARMFIELD FT 43–A, a temperatura de 90°C em diferentes tempos de retenção. Amostras da água de coco não processada e processada foram congeladas a – 30ºC para as análises enzimáticas. Na segunda parte, com base nos resultados obtidos de cinética, foram realizados processos a 90 ºC com tempos de retenção de 120, 180 e 200 s para o estudo do comportamento dessas enzimas durante o armazenamento. Análises de pH, acidez, turbidez e atividade enzimática também foram realizadas durante o tempo de armazenamento de amostras da água de coco processada e não processada em temperatura ambiente, refrigerada (10ºC) e congelada (- 20ºC). Cada lote de água de coco foi caracterizado pela densidade, teores de sólidos totais e solúveis...

Inativação das enzimas presentes na água de coco verde (Cocos nucifera L.) por processo térmico através de microondas. ; Thermal inactivation of green coconut water enzymes (Cocos nucífera L.) by microwave processing.

Matsui, Kátia Nicolau
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.37%
Neste trabalho, o forno de microondas focalizadas (CEM, Star System 2) e o forno de microondas doméstico adaptado (CCE, MW - 850) foram utilizados para o processo térmico descontínuo e contínuo, respectivamente para reduzir a atividade da POD e PFO presentes na água de coco. No processo descontínuo um sensor de fibra óptica permaneceu em contato direto com as amostras, o que permitiu a obtenção de perfis precisos da temperatura em função do tempo e a determinação dos parâmetros cinéticos D e z para as enzimas, no intervalo de temperatura entre 50 e 100 °C. No processo contínuo, a aquisição dos dados de temperatura foi realizada por termopar tipo T localizado na saída da cavidade do forno e alcançou temperatura máxima entre 66 e 91 °C. Para avaliar a influência dos principais constituintes químicos da água de coco na atividade enzimática soluções simuladas (água; água/açúcares; água/sais; água/sais/açúcares) e água de coco estéril com adição de POD e PFO comerciais foram submetidas ao processo descontínuo por microondas. Os parâmetros cinéticos determinados para as enzimas come rciais nas soluções simuladas obedeceram à cinética de 1ª ordem e os valores D e z foram respectivamente: PFO/água (D93°C = 16 s...

Avaliação de processo de produção de agua de coco (Cocus nucifera) por ultrafiltração e envase asseptico em garrafas de vidro.; Evaluation of process of water coconut (Cocus nucifera) production for ultrafiltration and bottling aseptic in glass bottles.

Carolina Reinaldo de Sousa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.32%
A água de coco verde no interior do fruto é estéril, porém, durante a sua extração e envase, podem ocorrer contaminações microbiológicas e alterações bioquímicas, com perda de qualidade do produto e redução do seu valor comercial. Este trabalho teve como objetivo estudar a conservação da água de coco verde através do processo de ultrafiltração e posterior envase asséptico em garrafas de vidro. A água de coco foi extraída de cocos verdes (Cocus nucifera), adicionada de 200mg/L de ácido ascórbico e filtrada em membrana de ultrafiltração de 10kDa de massa molecular de corte. O acondicionamento foi realizado em sala limpa ISO classe 7 em embalagens de vidro previamente esterilizadas. A eficiência do processo foi avaliada através do fluxo de permeado e da caracterização microbiológica, físico-química, bioquímica e sensorial dos produtos obtidos. A água de coco ultrafiltrada foi armazenada sob refrigeração (4ºC) durante 90 dias e à temperatura ambiente por um período de 30 dias e analisadas quinzenalmente. O processo de ultrafiltração reduziu a turbidez, o teor de ácido ascórbico e de proteína da água de coco, mas apresentou boa aceitabilidade sensorial. O pH, acidez total titulável, teor de ácido ascórbico e teor de oxigênio dissolvido variaram significativamente durante o tempo de estocagem. A água de coco estocada à temperatura ambiente apresentou maior alteração quanto aos parâmetros analisados do que a água de coco estocada sob refrigeração...

Descontaminação da superficie do coco verde por metodos fisicos e quimicos e desenvolvimento de Listeria monocytogenes em agua de coco fresca.; Desontamination of the green coconut by physical-qchimical methods and development of Listeria monocytogenes in fresh coconut water.

Eduardo Henrique Miranda Walter
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.45%
A composição química da água de coco, com altos teores de açúcares e sais minerais, pode propiciar condições favoráveis ao desenvolvimento microbiano, principalmente das bactérias. O processamento industrial da água de coco virtualmente elimina todos os microrganismos que possam causar algum tipo de doença humana. Entretanto, as características sensoriais da água de coco in natura ou envasada a fresco são consideradas superiores à da bebida pasteurizada ou comercialmente estéril. Além disso, a bebida fresca é mais barata que a industrializada. A segurança dos produtos frescos depende fundamentalmente da prevenção de sua contaminação, associada a uma refrigeração adequada durante o transporte e armazenamento. Os objetivos deste estudo foram os seguintes: i) avaliar a eficácia da imersão em água e a sanitização com hipoclorito de sódio, ácido peracético e vapor superaquecido, na descontaminação da superfície do coco verde, utilizando-se Listeria monocytogenes como microrganismo-teste; ii) desenvolver a flambagem como tratamento de descontaminação da superfície do coco verde; e iii) estudar o comportamento de L. monocytogenes inoculado experimentalmente em água de coco fresca mantida sob diferentes condições de temperatura. Os tratamentos químicos consistiram na imersão dos frutos em água destilada estéril...

Avaliação e adaptação de sistema asseptico para obtenção de agua de coco (Cocos nucifera L.) acondicionada em embalagens plasticas.; Evaluation and adaptation of aseptic system to obtention of coconut water (Cocos nucifera L.) in plastic packages.

Laura Figueiredo Abreu
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
Esta pesquisa teve o objetivo de avaliar o desempenho de um sistema asséptico piloto e adaptar o sistema para obtenção de água de coco acondicionada em embalagens plásticas, visando estocagem à temperatura ambiente. Para a padronização da matéria-prima, utilizada nos experimentos, foi realizado um planejamento fatorial completo 22 para a determinação da melhor formulação de água de coco, utilizando-se ácido cítrico, ácido ascórbico, sacarose e frutose. A avaliação do sistema asséptico foi dividida em três experimentos. Foram realizados dois experimentos em escala piloto, totalizando quatro lotes de 300 unidades, no primeiro, e um lote de 200 unidades, no segundo. Entre estes dois experimentos foi realizado um em pequena escala, onde foram produzidos cinco lotes de 21 litros cada, para avaliação das adaptações feitas tanto no sistema asséptico como nos procedimentos de obtenção da água de coco. Esse teste serviu também para determinar o melhor tratamento térmico. A partir dos testes sensoriais, determinou-se que a água de coco com melhor aceitação apresentou pH 4,9, acidez titulável 9,4mLNaOH0,1N/100mL e Brix 6,2% utilizando-se sacarose, e 6,0% utilizando-se frutose. O nível de contaminação dos componentes do sistema apresentaram-se dentro dos padrões microbiológicos exigidos. Dos cinco lotes produzidos em escala piloto...

Avaliação da fibra de coco verde como material de acolchoamento em sistemas de embalagens para mamão e manga; Evaluation of green coconut fiber as cushioning material in packaging systems for papaya and mango

Clívia Danúbia Pinho da Costa Castro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.39%
Dentre as fibras vegetais, a fibra de coco (Cocos nucifera L.) é uma das mais utilizadas no desenvolvimento de produtos ecológicos. Apesar da grande disponibilidade, devido ao consumo de água de coco, a fibra do coco verde apresenta menor aplicação do que a proveniente do coco maduro. Em embalagens secundárias e de transporte, as fontes celulósicas provenientes de árvores coníferas, apresentam intensa utilização, contudo, ainda não se constatou a utilização de fibras lignocelulósicas no setor de produtos hortícolas. Neste trabalho, buscou-se investigar o desempenho da fibra de coco verde como material de acolchoamento em sistemas de embalagens para duas frutas tropicais: mamão (Carica papaya L.) e manga (Mangifera Indica L.). A parte experimental consistiu na obtenção da fibra de coco, desenvolvimento de mantas de fibra, avaliação do desempenho mecânico como material de acolchoamento e avaliação quanto à vibração em teste de simulação de transporte. Em todos os experimentos, utilizou-se como comparativo, a palha de madeira proveniente de coníferas (Pinus eliottii). Para o mamão, a fibra de coco foi tão eficiente quanto à palha na prevenção de injúrias na polpa, mas não evitou abrasões na superfície. Observou-se também redução na taxa de respiração...

A organização das quebradeiras de coco babaçu e a refuncionalização de um espaço regional na microrregião do Médio Mearim maranhense

Ayres Júnior, José Costa
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, [147] f.| il., grafs, tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.44%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Geografia; O presente trabalho trata do processo histórico de conflitos pelo coco babaçu e pela terra em municípios da Microrregião do Médio Mearim no Estado do Maranhão, particularmente Pedreiras, Lago do Junco, Lago dos Rodrigues, Lima Campos e Esperantinópolis, com foco nas quebradeiras de coco babaçu. O objetivo principal é analisar como estas pessoas superaram as limitações e restrições sociais a que estavam submetidas e conquistaram juntamente com suas famílias não só a terra como o acesso a esta #dádiva da natureza#. Neste processo são analisados ainda alguns elementos específicos como a modificação na estrutura funcional familiar dos trabalhadores agroextrativistas, na qual as ditas mulheres são integrantes, bem como a formação das duas principais associações de quebradeiras de coco: A AMTR (Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais), de caráter regional e o MIQCB (Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu), de caráter interregional. O referencial utilizado será o conceito de Formação Sócio-Espacial. Dentre algumas das conclusões desta dissertação temos que foi o latifúndio que criou as condições materiais para o início das lutas pela terra...

Produção e propriedades de painéis de fibra de coco verde (Cocos nucifera L.) em mistura com cimento Portland; Production and properties of coir (Cocos nucifera L.) fiber panels mixed with Portland cement

Ferraz, Joana Mendes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.39%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2011.; Os objetivos do presente estudo foram avaliar o desempenho da fibra do coco (Cocos nucifera L.) para a confecção de compostos de cimento Portland, por meio do estudo da compatibilidade química do coco com o cimento, dos tratamentos das partículas de coco para melhorar esta compatibilidade e das propriedades físicas e mecânicas dos painéis. Para o estudo de compatibilidade foram feitos três tratamentos prévios do coco verde - imersão em água a temperatura ambiente por 72 horas (água fria), imersão em água a 80oC por 90 minutos (água quente) e imersão em solução aquosa de NaOH 5% por 72 horas (NaOH) –, além da adição de 4% de CaCl2 à mistura e o coco in natura. No ensaio de inibição, mediu-se a evolução da temperatura de hidratação do cimento na ausência e na presença das fibras de coco in natura e tratadas (água fria, água quente e NaOH), além da adição de 4% de CaCl2. Posteriormente, foram escolhidos três tratamentos (adição de 4% CaCl2, água quente e NaOH) que obtiveram melhores índices de inibição e duas relações cimento/fibra de coco (3:1 e 4:1) para a confecção de 24 painéis com densidade de 1...

Aclimatização de bastão-do-imperador (Etlingera elatior) em substratos à base de coco

Assis,Adriane Marinho de; Faria,Ricardo Tadeu de; Unemoto,Lilian Keiko; Colombo,Larissa Abgariani; Lone,Alessandro Borini
Fonte: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.37%
A aclimatização é uma etapa da micropropagação que inspira cuidados, pela dificuldade de transferir com sucesso as plântulas in vitro para a casa-de-vegetação. O objetivo do trabalho foi avaliar a eficiência de substratos à base de coco durante a aclimatização de bastão-do-imperador. As mudas, obtidas de cultivo in vitro, apresentavam, inicialmente, altura média de 6,2 + 0,4 cm. Foram cultivadas em vasos de polipropileno, permanecendo em viveiro com 70% de luminosidade. Os tratamentos foram: areia, coco em pó, coco desfibrado, coco em pó + areia, coco desfibrado + areia e coco em pó + coco desfibrado. Cinco meses após o transplantio avaliaram-se as variáveis proporção de sobrevivência, altura da parte aérea, massa fresca, número de brotos, massa seca das raízes e pH dos substratos. Os substratos areia, coco em pó + areia e coco desfibrado + areia proporcionaram os melhores resultados para todas variáveis acima descritas, sendo recomendados para a aclimatização de bastão-do-imperador.

Valor nutritivo do farelo de coco em ovinos: balanço energético e de nitrogênio.

MERLO, F. A.; SILVA, A. G. M; BORGES, I.; NEIVA, J. N. M.; RODRIGUEZ, N. M.; SALÍBA, E. de O. S.; MORAES, S. A. de; MAGALHÃES JUNIOR, L. L. de; GIRÃO, A. J.; BARROS, V. P.
Fonte: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 3., 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: SEBRAE-PB: EMEPA-PB, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 3., 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: SEBRAE-PB: EMEPA-PB, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
37.37%
Com o objetivo de avaliar o valor nutritivo do farelo de coco (Cocus nucifera) foi determinado o balanço energético e o balanço nitrogenado em borregos deslanados alojados em gaiolas metabólicas providas de separadores de fezes e urina recebendo feno de tifton-85 e níveis crescentes de farelo de coco nos níveis de zero, oito, 17 e 25% de farelo de coco com base na matéria natural, em um esquema inteiramente ao acaso com quatro tratamentos (nível de farelo de coco) e seis repetições (borregos) por tratamento perfazendo um total de 24 observações, empregando o método SNK a 5% de probabilidade para comparação das médias. Não houve efeito do nível de inclusão do farelo de coco sobre consumo e balanço de energia e sobre o consumo e balanço de nitrogênio, todos os níveis de inclusão dem farelo de coco tiveram balanço energético positivo no caso do balanço de nitrogênio todas as dietas tiveram balanço positivo com excessão da dieta com 25% de inclusão de farelo de coco. Concluiu-se que a inclusão de farelo de coco em até 25% teve efeito negativo sobre o consumo de energia, sem alcançar valores que prejudicariam o desempenho dos animais e que 25% de farelo de coco prejudicou o balanço protéico dos animais.; 2007

Valor nutritivo do farelo de coco em ovinos: digestibilidade aparente da matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta e extrato etéreo.

MERLO, F. A.; SILVA, A. G. M. e; BORGES, I.; NEIVA, J. N.; RODRIGUEZ, N. M.; SALIBA, E. de O. S.; MORAES, S. A. de; ASSIS, B. S. de; ROSA, P. R. da; LIMA, D. de; MAGALHÂES JUNIOR, L. L. de.
Fonte: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 3., 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: SEBRAE-PB: EMEPA-PB, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 3., 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: SEBRAE-PB: EMEPA-PB, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
37.39%
Com o objetivo de avaliar o valor nutritivo do farelo de coco (Cocus nucifera) foi determinado o coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca (DMS), matéria orgânica (DMO), proteína bruta (DPB) e extrato etéreo (DEE) em borregos deslanados alojados em gaiolas metabólicas providas de separadores de fezes e urina recebendo feno de tifton-85 e níveis crescentes de farelo de coco nos níveis de zero, oito, 17 e 25% de farelo de coco com base na matéria natural, em um esquema inteiramente ao acaso com quatro tratamentos (nível de farelo de coco) e seis repetições (borregos) por tratamento perfazendo um total de 24 observações, empregando o método SNK a 5% de probabilidade para comparação das médias. Não houve efeito do nível de inclusão do farelo de coco sobre o coeficiente de digestibilidade da MS, MO e PB, no entanto houve efeito sobre o coeficiente de digestibilidade do EE com a inclusão do farelo de coco. As regressões detectaram efeito quadrático do nível de farelo de coco sobre a DEE, sendo que com 19,20% de inclusão de farelo de coco, pela derivação da equação, haveria o maior coeficiente de digestibilidade do extrato etéreo. Concluiu-se que o nível de inclusão de farelo de coco até não influenciou os coeficientes de digestibilidade da matéria seca...

Valor nutritivo do farelo de coco em ovinos: consumo da matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta e extrato etéreo.

MERLO, F. A.; SILVA, A. G. M. e; BORGES, I.; NEIVA, J. N.; RODRIGUEZ, N. M.; SALIBA, E. de O. S.; MORAES, S. A. de; GONÇALVES, N. C.; BESERRA, L. T.; ASSIS, B. S. de
Fonte: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 3., 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: SEBRAE-PB: EMEPA-PB, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 3., 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: SEBRAE-PB: EMEPA-PB, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
37.41%
Com o objetivo de avaliar o valor nutritivo do farelo de coco (Cocus nucifera) foi determinado o consumo da matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB) e extrato etéreo (EE) em borregos deslanados alojados em gaiolas metabólicas providas de separadores de fezes e urina recebendo feno de tifton-85 e níveis crescentes de farelo de coco nos níveis de zero, oito, 17 e 25% de farelo de coco com base na matéria natural, em um esquema inteiramente ao acaso com quatro tratamentos (nível de farelo de coco) e seis repetições (borregos) por tratamento perfazendo um total de 24 observações, empregando o método SNK a 5% de probabilidade para comparação das médias. Constatou-se pela comparações de médias que não houve efeito do nível de inclusão do farelo de coco sobre o consumo da MS, MO e PB, nem do consumo das suas frações digestíveis, no entanto houve efeito sobre o consumo do EE e do EE digestível com a inclusão do farelo de coco. As regressões detectaram efeito quadrático do nível de farelo de coco sobre o CMS, CEE e CEED e efeito linear negativo sobre o CMO, sendo que os consumos máximos de EE estariam entre 19 e 21% de inclusão de farelo de coco e os de matéria seca próximos a 4% de farelo de coco. Concluiu-se que o nível de inclusão de farelo de coco não influenciou o consumo de PB...

Valor nutritivo do farelo de coco em ovinos: consumo das frações fibrosas.

SILVA, A. G. M.; BORGES, I.; NEIVA, J. N.; RODRIGUEZ, N. M.; SALIBA. E. de O. S.; MORAES, S. A. de; MERLO, F. A.; MORAIS, A. J. G. de; LIMA, D. de; SOUSA, T. A. S.
Fonte: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 3., 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: SEBRAE-PB: EMEPA-PB, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 3., 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: SEBRAE-PB: EMEPA-PB, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
Com o objetivo de avaliar o valor nutritivo do farelo de coco (Cocus nucifera) foi determinado o consumo da fibra em detergente neutro (CFDN), fibra em detergente ácido (CFDA), celulose (CCEL) e hemiceluloses (CHCEL) em borregos deslanados alojados em gaiolas metabólicas providas de separadores de fezes e urina recebendo feno de tifton-85 e níveis crescentes de farelo de coco nos níveis de zero, oito, 17 e 25% de farelo de coco com base na matéria natural, em um esquema inteiramente ao acaso com quatro tratamentos (nível de farelo de coco) e seis repetições (borregos) por tratamento perfazendo um total de 24 observações, empregando o método SNK a 5% de probabilidade para comparação das médias. Constatou-se pela comparações de médias que não houve efeito do nível de inclusão do farelo de coco sobre o CFDN, CFDA, CCEL e CHCEL, nem do consumo das suas frações digestíveis. As regressões indicadram efeito quadrático do nível de farelo de coco sobre a maior parte das frações fibrosas. Concluiu-se que o farelo de coco oferecido a níveis elevados pode prejudicar o consumo e que os níveis máximos de farelo de coco em dietas para ovinos seriam de 20% de inclusão.; 2007

Análise evolutiva da produção de coco no estado de sergipe frente ao crescimento da cultura no Nordeste e no Brasil.

MARTINS, C. R.; JESUS JUNIOR, L. A. de; CORREIA, R. C.
Fonte: In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 49., 2011, Belo Horizonte. Demografia e meio rural: população, políticas públicas e desenvolvimento. Belo Horizonte: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2011. Publicador: In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 49., 2011, Belo Horizonte. Demografia e meio rural: população, políticas públicas e desenvolvimento. Belo Horizonte: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
O cultivo do coqueiro é realizado em vários países, sendo que no Brasil é considerada uma frutífera de grande importância econômica e social em virtude da ampla variabilidade de produtos que podem ser obtidos com a sua exploração, além de desempenhar papel ecológico em ambientes fragilizados. Nos últimos anos no Brasil o cultivo de coco vem desencadeando transformações em termos econômicos e produtivos promovendo um novo arranjo geo-produtivo. O objetivo deste trabalho é contextualizar a evolução da cultura do coco no estado de Sergipe frente aos cenários produtivos da região Nordestina e Brasileira. A metodologia utilizada foi embasada na estatística descritiva como método de sintetizar uma série de valores, de 1990 a 2009, obtido através de órgão oficial brasileiro. No Brasil as maiores plantações e produções de coco se concentram na região do Nordeste. A cocoicultura no estado de Sergipe representa importante fonte de renda para muitos produtores, ocupando aproximadamente 42.000 mil ha, dos quais 80% estão localizados em área de baixada litorânea e tabuleiros costeiros. Atualmente é o estado com a segunda maior produção de coco no país e o terceiro em área plantada, destinado principalmente a produção de coco seco. Embora nos últimos anos haja uma redução de participação do estado de Sergipe em termos de área plantada com a fruta...

Efeitos da ingestão prévia de água de coco sobre o balanço hídrico e desempenho aeróbio no calor.

REIS, G. da S.; MENEZES, E. S.; MARINS, D. de M.; LAITANO, O.
Fonte: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 7.; JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACEPE/UNIVASF, 1., 2012, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2012. Publicador: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 7.; JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACEPE/UNIVASF, 1., 2012, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; p. 511-517.
Português
Relevância na Pesquisa
37.37%
O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do consumo prévio de água de coco sobre o balanço hídrico e desempenho aeróbio no calor. Para isso, foram recrutados oito homens fisicamente ativos (idade 23 ± 3 anos, estatura 176 ± 6 cm, massa corporal 78 ± 7 kg) que realizaram três testes até a exaustão em cicloergômetro no calor (34 ± 1ºC) ingerindo uma das três bebidas em ordem randomizada: a) água, b) bebida com sabor, c) água de coco. Houve maior tempo até a exaustão na sessão água de coco (p=0.029). Da mesma forma, os participantes apresentaram maior frequência cardíaca máxima na sessão água de coco em comparação às outras sessões (água 183 ± 5, bebida com sabor 184 ± 8 e água de coco 189 ± 8 bpm) e maior capacidade de hidratação da água de coco em comparação à água e bebida com sabor (água 214 ± 85, bebida com sabor 267 ± 90, água de coco 161 ±73). Os resultados demonstram que a ingestão prévia de água de coco melhora o desempenho físico subsequente no calor e que a água de coco possui maior capacidade de hidratação em comparação à água e bebida com sabor.; 2012

Valor nutritivo do farelo de coco (Cocos nucifera) na alimenta??o de ovinos

IRINO, Minelli Matos Xavier
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
O trabalho foi realizado na Universidade Federal Rural da Amaz?nia com o objetivo de avaliar o consumo volunt?rio e digestibilidade aparente de ovinos, alimentados com dietas contendo diferentes n?veis de inclus?o de farelo de coco (0, 25, 50 e 75%) no concentrado. Foram utilizados 16 ovinos, sendo 7 machos e 9 f?meas, da ra?a Santa In?s, com idade m?dia de 3 meses e peso aproximado de 19 kg distribu?dos em um delineamento em blocos ao acaso, com quatro tratamentos e quatro repeti??es. O per?odo experimental teve dura??o de 19 dias, sendo 14 de adapta??o e cinco dias de coleta de dados e amostras. O volumoso utilizado foi a silagem de capim elefante, na rela??o volumoso:concentrado de 40:60. Os animais foram alojados em gaiolas metab?licas, alimentados duas vezes ao dia. Os consumos de mat?ria seca (MS) em g e percentagem do peso vivo, prote?na bruta (PB) e carboidratos n?o fibrosos (CNF), apresentaram resposta linear decrescente, com o aumento no n?vel de farelo de coco nas dietas. O consumo de extrato et?reo (EE) em gramas, Fibra em detergente ?cido (FDN) e Fibra em detergente neutro (FDA) em g e percentagem do peso vivo, n?o diferiram (P>0,05) quanto aos n?veis de farelo de coco na dieta. J? o consumo de EE em percentagem do peso vivo apresentou comportamento quadr?tico...

Emilio Coco, crisol de la poesía italiana, española y latinoamericana contemporáneas

Coco Decárolis, Lucía
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Outros Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.25%
Esta tesis es un estudio completo sobre la figura de Emilio Coco y más concretamente sobre su labor de divulgación de la poesía contemporánea española y latinoamericana en Italia y viceversa. Su principal objetivo es resaltar el papel clave de este renombrado hispanista que con sus estudios, traducciones y poemas ha conseguido romper el estado de incomunicación entre las tres tradiciones literarias, facilitando un enriquecimiento recíproco y la intensificación de las relaciones culturales entre ellos. En el primer capítulo presentamos a nuestro autor abordando sus tres facetas, traductor, editor y poeta, pues las tres mantienen un diálogo constante a lo largo de nuestro trabajo, a través de una breve noticia biobibliográfica y una entrevista personal. A continuación se presentan los cinco capítulos centrales en los que llevamos a cabo un estudio de cada una de estas facetas, teniendo en cuenta para la primera una visión personal del autor sobre el arte de traducir, una selección de los poemas traducidos de los respectivos autores enmarcados en un breve panorama de la poesía desde los años 60 hasta nuestros días y una clasificación cronológica y breve reseña de las antologías, libros y revistas que incluyen sus traducciones; para la segunda sus colecciones de poesía; y para la tercera un análisis de su poética acompañada por una muestra de sus poemas y su alcance en revistas italianas y extranjeras. Esta tesis es un estudio completo sobre la figura de Emilio Coco y más concretamente sobre su labor de divulgación de la poesía contemporánea española y latinoamericana en Italia y viceversa. Su principal objetivo es resaltar el papel clave de este renombrado hispanista que con sus estudios...

Estudio de pre-factibilidad para la creación de una planta de carbón activado a base de cascara de coco en Tumaco y sus alrededores

Orozco Zamora, Carlos Adolfo
Fonte: Universidad Icesi; Facultad de Ciencias Administrativas y Económicas Publicador: Universidad Icesi; Facultad de Ciencias Administrativas y Económicas
Tipo: masterThesis; Tesis de Maestria Formato: PDF; 55 páginas; Digital; Application PDF
Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
Uno de los cultivos menos valorados en Colombia es el de coco, a pesar de que posee varios sub-productos como el agua, que se extrae del coco verde; la leche, que se extrae rayando y presionando el coco rallado; la fibra, que se saca del capacho del coco y, uno de los sub-productos de mayor valor agregado es el carbón activado o CA, que se obtiene por medio de incineración de la cascara de coco en temperaturas controladas, lo que ha motivado para el desarrollo del proyecto de pre-factibilidad para construir una planta de Carbón Activado en el área de Tumaco y sus alrededores, como objetivo adicional de promover la industria en esta región rica en recursos naturales, pero, por su remota localización y precarias vías de acceso, no es considera como punto de inversión. Además, se aplicarán las herramientas adquiridas durante la maestría para avaluar la posibilidad de ejecutar dicho proyecto apoyado en los aspectos financieros y en caso de no serlo, se plantearan las herramientas para poder alcanzar las condiciones óptimas y construir la planta de CA.; One of the less-valued crops in Colombia is the coconut, this is due to its location and its proximity to areas of conflict. The coco has several sub-products such as water, which is extracted from the green coconut; milk...

Pó de coco como substrato para produção de mudas de tomateiro

Silveira,Elineide B.; Rodrigues,Viviane J.L.B.; Gomes,Andréa M.A.; Mariano,Rosa L.R.; Mesquita,Júlio C.P.
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.43%
A produção de mudas constitui uma das etapas mais importantes do sistema produtivo hortícola, sendo altamente dependente da utilização de insumos. Avaliou-se o potencial do pó de coco, isolado e em combinação com outros substratos [pó de coco, PlantmaxÒ e húmus de minhoca e as misturas em iguais proporções (v/v) PlantmaxÒ + pó de coco, húmus de minhoca + pó de coco, PlantmaxÒ + húmus de minhoca e PlantmaxÒ+ pó de coco + húmus de minhoca], para produção de mudas de tomateiro 'Santa Adélia'. Avaliou-se aos 10 dias após semeadura, a variável germinação e, aos 25 dias após a semeadura, as variáveis número de folhas, altura da planta e matéria fresca e seca da parte aérea. A mistura entre substratos foi mais favorável à produção de mudas de tomateiro, com destaque para os tratamentos PlantmaxÒ + pó de coco + húmus de minhoca. A microbiota natural de cada um dos três substratos foi quantificada com relação às variáveis bactérias totais, fungos totais, Pseudomonas do grupo fluorescente, Bacillus e Trichoderma. Nos substratos pó de coco e húmus de minhoca a população bacteriana superou a fúngica. Húmus de minhoca e pó de coco se destacaram, respectivamente com maior população de bactérias totais (240...

High genotypic diversity of the reef-building coral Porites lobata (Scleractinia: Poritidae) in Isla del Coco National Park, Costa Rica

Boulay,Jennifer N.; Cortés,Jorge; Nivia-Ruiz,Jaime; Baums,Iliana B.
Fonte: Revista de Biología Tropical Publicador: Revista de Biología Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.35%
The isolated Isla del Coco experiences periodic, extreme disturbances which devastate coral reefs surrounding the island. Scleractinian corals build the physical structure of the reef therefore ecosystem recovery relies on coral species recovery. Coral recruits can be of sexual or asexual origin, and the relative success of the two recruit types influences the speed and spread of recovery processes. Here we focus on the massive coral, Porites lobata, because it is the main reef-builder around Isla del Coco to describe the relative contribution of asexual and sexual recruits to population maintenance. P. lobata samples were collected using a spatially explicit random sampling design in three plots at Isla del Coco: Punta Ulloa (n=17), Bahía Weston (n=20) and Punta María (n=20) and samples were genotyped with 11 microsatellite markers. Additional sampling was conducted at three “coastal” sites near the Costa Rican mainland (Isla del Caño Biological Reserve): Caño1 (n=8), Caño2 (n=10), Caño5 (n=11) to compare the contributions of asexual and sexual recruits at Isla del Coco sites to coastal sites. Isla del Coco sites were characterized by small colony size (>60% of colonies <0.5m2) and high sexual reproduction. Sites were either mostly or entirely sexual...