Página 1 dos resultados de 872 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Valorização das águas ruças: identificação de compostos antioxidantes

Falcão, Soraia; Peres, António M.; Domingues, M.R.M.; Cardoso, Susana M.
Fonte: Associação Portuguesa de Horticultura Publicador: Associação Portuguesa de Horticultura
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
46.06%
A enorme capacidade poluente das águas ruças produzidas em sistemas de extracção de azeite de três fases deve-se à sua elevada acidez e à grande quantidade de sais de potássio, magnésio, fósforo, e de moléculas orgâncias, especialmente polifenóis. açúcares, taninos, polialcoóis, pectinas, lípidos e compostos aromáticos tóxicos [1]. Por outro lado, alguns destes compostos, nomeadamente os compostos fenólicos, possuem actividades biológicas importantes e são por isso do interesse da indústria farmacêutica e alimentar [2]. A quantidade de compostos fenólicos nas águas ruças depende da maturação das azeitonas, da zona de cultivo, do tempo de armazeanamento e dos procedimentos de extracção [3]. O Hidroxitirosol é um dos mais abundantes e i que levanta mais interesse devido às suas propriedades farmacológicas e antioxidantes, podendo ser encontrado nos efluentes na forma livre, mas também na forma ligada como oleuropeína, verbascosídeo ou glicosídeo [4]. Neste trabalho pretendeu-se determinar a composição em compostos fenólicos de amostras de efluentes líquidos provenientes de diferentes lagares de azeite do Norte de Portugal (Amarante, Mirandela, Castelo Rodrigo e Frieira). Para tal, as águas ruças foram extraídas com acetato de etilo...

Estudos cinéticos da extração de antioxidantes presentes em cascas de castanha (Castanea sativa Mill.)

Delgado, Teresa; Pereira, J.A.; Casal, Susana; Ramalhosa, Elsa
Fonte: Comissão Organizadora do II ETCAQ Publicador: Comissão Organizadora do II ETCAQ
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
46.21%
A produção de castanha (Castanea sativa Mill.) é de extrema importância para Portugal, rondando as 22105 toneladas e contribuindo para a balança comercial em cerca de 17 Milhões de Euros [1]. A zona de Trás-os-Montes é uma das mais importantes para a produção deste fruto, contribuindo em cerca de 85% da produção nacional. A nível industrial a castanha é vendida em fresco ou congelada após descasque. Nesta situação a produção de resíduos, designadamente de películas e cascas, é bastante significativa. Até ao momento uma parte é utilizada na compostagem, sendo a restante rejeitada. Alguns estudos apontam para a existência de compostos com atividade antioxidante nas películas deste fruto [2], os quais podem ter interesse futuro para serem incorporados em produtos alimentares. De facto os consumidores preferem o uso de compostos de origem natural em vez de sintéticos, uma vez que os primeiros são considerados mais seguros para a saúde humana. Desse modo a procura de novas fontes naturais destes compostos assume particular importância. Os compostos antioxidantes são obtidos após extração do material biológico com um solvente. A modelação matemática de processos de extração sólido-liquido é uma importante ferramenta no desenho de métodos de forma a reduzir os custos associados à energia...

Composição química da folha e do caule de Calamintha baetica. Efeito do solvente na extração de compostos antioxidantes

Azevedo, Helena Isabel Vieira
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
46.23%
As plantas aromáticas e medicinais revelam uma grande importância na atualidade para aplicação nas mais diversas áreas devido, principalmente, às suas propriedades biológicas mas também como fonte de nutrientes. A Calamintha baetica é uma planta aromática da família Lamiaceae que em tempos era usada tanto para a cura de algumas doenças como para temperos em certas receitas culinárias. Neste trabalho pretendeu-se caracterizar a folha e o caule da espécie Calamintha baetica Boiss et Heldr no que respeita à sua composição química e às suas propriedades antioxidantes. Para o efeito, quantificaram-se os seguintes parâmetros: humidade; cinzas; gordura; proteínas; hidratos de carbono e valor energético e também se estudou o perfil de ácidos gordos por cromatografia gasosa acoplada a um detetor de ionização de chama (GC/FID). Foram usados vários solventes para avaliar a extratabilidade de compostos antioxidantes, entre eles, acetato de etilo, acetona e metanol à temperatura ambiente e a água à temperatura de extração de 50 ºC. Para avaliar a atividade antioxidante dos diferentes extratos recorreram-se aos ensaios do efeito bloqueador de radicais livres de 1,1-difenil-2-picrilhidrazilo (DPPH)...

Influência da cultivar e do tipo de agricultura na concentração de compostos antioxidantes em óleos de semente de uva

Chinazzo, Ícaro Raymundo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.11%
Diversas são as pesquisas que estudaram a composição e a qualidade nutricional dos rejeitos oriundos das indústrias de vinho e suco de uva. Na semente de uva pode-se encontrar uma grande quantidade de compostos fenólicos, e especificamente, teores significativos de vitamina E, trans-resveratrol e catequinas, porém esses valores variam conforme a cultivar da uva. Atualmente, o consumo de alimentos orgânicos vem aumentando no Brasil, e uma das razões para essa maior demanda são as alegações de tais alimentos serem mais saudáveis. Na literatura, pode-se encontrar uma série de pesquisas que alegam que o tipo de agricultura está diretamente ligada a constituição do alimento. Contudo esse trabalho teve como objetivo realizar a extração do óleo das sementes de rejeito a fim de quantificar e comparar as características físico-químicas e concentrações de antioxidantes (vitamina E, catequinas, trans-resveratrol e compostos fenólicos totais) existentes nos seguintes óleos: óleo de semente de uva convencional da cultivar Isabel (IC), óleo de semente de uva orgânica da cultivar Isabel (IO) e óleo de semente de uva orgânica da cultivar Bordo (BO). As análises físico-químicas indicaram um elevado teor de peróxidos nas amostras...

Recuperação de compostos bioativos de bagaço de uva por cultivos fúngicos em estado sólido comparado ao método de extração sólido-sólido

Graebin, Natália Guilherme
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.06%
O bagaço de uva, fonte de antioxidantes naturais, é um resíduo agro-industrial muito abundante e inexplorado. A partir do uso de técnicas de extração adequadas, tais compostos de interesse podem ser recuperados. Assim, neste trabalho, o estudo de duas técnicas de extração dos compostos bioativos de bagaço de uva é apresentado. A extração sólido-líquido dos compostos antioxidantes do resíduo vinícola foi otimizada através de um planejamento experimental e a influência das variáveis temperatura, concentração de etanol e Tween 80 foi investigada. O conteúdo de polifenóis totais (CPT) e atividade antioxidante (AA) (metodologias com os radicais DPPH• e ABTS•+) das amostras foram medidos. As condições ótimas de extração foram: 75 ºC; etanol, 28,8 %; Tween 80, 5 %. O valor encontrado de CPT foi de 21,55 mg GAE/gdw, enquanto que a AA obtida foi de 9,13 mmol TEAC/gdw e 178,34 mmol TEAC/gdw, para os ensaios com DPPH e ABTS, respectivamente. Todas as variáveis influenciaram significativamente (p < 0.05) o CPT, porém somente a temperatura e a concentração de etanol tiveram influência sobre a AA. Assim, os resultados sugerem que o etanol pode ser uma alternativa aos solventes orgânicos, de grau não-alimentício...

Cogumelos: compostos biativos e propriedades antioxidantes

Silva, Ana Carolina da; Jorge, Neuza
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 375-384
Português
Relevância na Pesquisa
46.18%
This study presents a literature review which shows the nutritional, medicinal and antioxidant importance of mushrooms. In this research, the main antioxidant compounds of mushrooms, such as phenolic acids, flavonoids and tocopherols, as well as their mechanisms of action were described. The main in vitro methods used for evaluation of the antioxidant activity of these compounds were approached. The influences from the solvent polarity and the kind of extraction in the acquisition of the antioxidant compounds were also discussed. It was possible to conclude that mushrooms are a source of carbohydrates, proteins and minerals, thus presenting nutritional properties. The functional and medicinal properties are attributed to glucans, besides being excellent sources of natural antioxidants. Regarding the extraction process, it was noticed that the solvent polarity used in the extraction process is determinant in the obtainment of antioxidant compounds.; O presente trabalho apresenta revisão da literatura que evidencia a importância nutricional, medicinal e antioxidante dos cogumelos. Na pesquisa foram descritos os principais compostos antioxidantes dos cogumelos, tais como ácidos fenólicos, flavonoides e tocoferóis, bem como seus mecanismos de ação. Os principais métodos in vitro utilizados para a avaliação da atividade antioxidante desses compostos foram abordados. As influências da polaridade do solvente e do tipo de extração na obtenção dos compostos antioxidantes também foram discutidas. Foi possível concluir que os cogumelos são fontes de carboidratos...

Compostos antioxidantes e sua importância nos organismos

Novaes, Gabriela Machado; Silva, Marcelo José Dias; Achkar, Marina Teixeira; Vilegas, Wagner
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 535-539
Português
Relevância na Pesquisa
56.15%
A large amount of external factors that can foster the emergence of free radicals in organisms has created a imminent need for understanding and technologies that enables the search of antioxidant componds and extraction of antioxidants from natural sources. These compounds have great potential for kidnapping free radicals which are highly harmful to organisms, being the principal responsible for the decrease in the shelf life of foods, and aging. These free radicals are also related to diseases such as AIDS, arthritis, diabetes, heart disease and others. Fruits and vegetables are true mines of compounds with antioxidant potential, its vitamins and phenolic compounds present an essential role in the nutrition of living beings acting as a defense against degradation of lipids and proteins, which indicates the importance of a diet rich in these nutrients, given that part of the antioxidant defenses of the body comes from the diet. This revision study aims to put in evidence the indispensable role of antioxidants in the survival of organisms.; A grande quantidade de fatores externos que podem propiciar o aparecimento de radicais livres nos organismos tem criado uma necessidade eminente de entendimento e investimento em tecnologias que possibilitem a procura e extração de compostos antioxidantes de fontes naturais. Estes compostos tem grande potencial de sequestro dos radicais livres que são altamente prejudiciais aos organismos...

Compostos bioativos presentes em produtos infantis e sua ação anti radi al livre,; Bioactive compounds in baby foods products and its antioxidant activity.

Renata Del Bel Cury
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
Cada vez mais se associa o consumo de frutas e vegetais à prevenção do câncer, doenças cardiovasculares, osteoporose e diabetes por serem excelentes fontes de compostos fitoquímicos com ação antioxidante que evitam o estresse oxidativo e seus efeitos. Os carotenóides, compostos fenólicos (inclui flavonóides e antocianinas) e ácido ascórbico são os compostos antioxidantes mais abundantes em frutas e vegetais. Entretanto, na primeira infância o consumo de frutas e vegetais in natura tem sido substituído por alimentos industrializados na forma de alimentos infantis ("baby-food"). Como o teor destes compostos antioxidantes presentes em produtos infantis a base de frutas e vegetais comercializados no Brasil ainda não foram determinados, o escopo deste trabalho foi analisar os teores de carotenóides, fenóis, flavonóides e ácido ascórbico e com o uso dos métodos ABTS e DPPH foi medido a atividade anti radical livre destes produtos. Além disso, foi avaliado o efeito do aquecimento em microondas sobre os teores dos compostos antioxidantes. Foram analisadas papinhas de ameixa, goiaba, maçã, pêra, banana e sopinhas de cenoura e mandioquinha adquiridas no comercio da cidade de Campinas, estado de São Paulo. A maior concentração de carotenóides totais foi observada na papinha de cenoura (6...

Compostos antioxidantes em polpa de tomte : efeito do processamento e da estocagem; Antioxidant compounds in tomato paste : effect of processing and storage

Adriana Barreto Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.3%
Estudos epidemiológicos têm demonstrado que o consumo de frutas e vegetais tem um efeito benéfico na redução da incidência de várias doenças como o câncer e doenças cardiovasculares. Esse efeito tem sido relacionado com a presença de compostos antioxidantes nesses alimentos, sobretudo os flavonóides. O tomate (Lycopersicum esculentum Mill.) é um dos vegetais mais consumidos no mundo, in natura ou processado, e também é rico em compostos antioxidantes como carotenóides, vitaminas e flavonóides. Os alimentos processados, frequentemente, são tidos como menos nutritivos que os alimentos in natura, devido, principalmente, ao fato de que alguns nutrientes são degradados pelas altas temperaturas empregadas. Assim, torna-se importante avaliar o efeito do processamento e da estocagem sobre os compostos antioxidantes do tomate e também sobre sua atividade antioxidante. Um planejamento experimental foi realizado para otimizar as condições de extração dos compostos fenólicos e concentração dos flavonóides em polpa de tomate concentrada. O método otimizado foi validado para as determinações de compostos fenólicos totais e flavonóides totais por espectrofotometria e também para a determinação de flavonóides por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). Os métodos espectrofotométricos foram validados nos parâmetros repetibilidade e exatidão. A determinação de flavonóides por CLAE foi validada nos parâmetros seletividade...

Extração de compostos antioxidantes da folha de mangueira (Mangifera indica L.) utilizando CO2 supercrítico, água e etanol; Extraction of antioxidant compounds from mango (Mangifera indica L.) leaves using supercritical CO2, water and ethanol

Wilson Junior dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.13%
A folha da mangueira (Mangifera indica L.) é uma fonte potencial de antioxidantes naturais, os quais possuem efeitos benéficos na saúde humana e evitam a deterioração de alimentos. No entanto, os métodos tradicionais para extração desses compostos bioativos têm com principal desvantagem o uso de solventes tóxicos, como o metanol e a acetona. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi a extração de antioxidantes da folha da mangueira utilizando técnicas de extrações em uma e duas etapas com solventes GRAS (Generally Recognized As Safe). A extração em uma etapa foi realizada com dióxido de carbono supercrítico, água e etanol. As temperaturas e pressões do dióxido de carbono supercrítico variaram entre 40 e 60 °C e 150 e 250 bar, respectivamente. As extrações com água e etanol foram feitas a 40 °C por 24 horas. A extração em duas etapas foi empregada através da combinação da extração supercrítica com a extração convencional. Neste caso, os resíduos das extrações supercríticas a 40 °C foram submetidos a uma nova extração com água ou etanol. Todos os extratos foram caracterizados quanto ao rendimento de fenólicos totais e a quantidade de mangiferina. A atividade antioxidante de todos os extratos foi determinada pelos métodos ORAC e DPPH. O solvente mais eficiente na extração dos compostos antioxidantes foi o etanol. Os resultados obtidos com o CO2 supercrítico foram superiores aos reportados na literatura...

Study of phenolic compounds and antioxidant capacity of by-products from winemaking process = : Estudo dos compostos fenólicos e capacidade antioxidante de subprodutos do processo de vinificação; Estudo dos compostos fenólicos e capacidade antioxidante de subprodutos do processo de vinificação

Milene Teixeira Barcia
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.14%
Bagaço (cascas e sementes) e borra (sedimentos sólidos) são os mais abundantes subprodutos do processo de vinificação, pois o primeiro representa aproximadamente 5% do total de uva processada e, o segundo, 4% do volume total de vinho produzido. Alguns estudos demonstraram que os resíduos vinícolas contêm importantes compostos fenólicos, potentes antioxidantes, que não foram totalmente transferidos ao vinho durante o processo de vinificação, assim despertando interesse econômico e funcional. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi caracterizar os compostos fenólicos de resíduos vinícolas, e correlacionar os seus teores com a capacidade antioxidante. Foi determinado o teor de compostos fenólicos das uvas in natura, do bagaço (casca e semente) e borras, obtidas em duas safras (2011 e 2012), das variedades BRS Violeta, BRS Lorena, Cabernet sauvignon e Cabernet franc, por SPE e HPLC-DAD-ESI MS/MS. Também foi avaliado o efeito de três técnicas de secagem aplicadas aos subprodutos da vinificação (bagaço e borra): secagem em estufa a 50 °C (D50), secagem por spray-drying (SP), e secagem por liofilização (FD), assim como a estabilidade dos subprodutos secos D50 e SP, submetidos a 25 °C durante 0, 30 e 90 dias. A capacidade antioxidante foi avaliada por ORAC...

Purificação parcial de inulina obtida a partir de yacon e recuperação de compostos antioxidantes por processos de sorção

Vandresen, Solange
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 172 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
46.18%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química; Novos insumos têm sido investigados para que possam atender às exigências do mercado consumidor atual, mais consciente da relação entre alimentação e saúde, que deseja produtos com benefícios múltiplos, associados ao sabor e à aparência. Em contrapartida, as indústrias tentam aproveitar, cada vez mais, os "resíduos" materiais provenientes das linhas de diversos produtos por meio do isolamento de compostos, muitas vezes com valor agregado muito maior do que o produto principal. Inulina do tipo frutanas, ou mais especificamente, frutooligossacarídeos (FOS) são abundantemente encontrados nas raízes de yacon. Devido a seus efeitos benéficos sobre a saúde, além do baixo valor calórico, os FOS estão se tornando cada vez mais importantes para a indústria, especialmente na alimentação de diabéticos. No entanto, durante o processamento o extrato de yacon rico em FOS sofre reações de escurecimento devido à presença de compostos fenólicos, prejudicando suas características sensoriais e visuais. Estes compostos, em contrapartida, apresentam grandes perspectivas de aplicações nas indústrias cosmética...

Avaliação da bioacessibilidade de compostos antioxidantes em variedades de maçã produzidas em Portugal

Pereira, Anaísa Sofia Gomes
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.13%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar; Este trabalho teve por objetivo avaliar a bioacessibilidade em antioxidantes e em compostos fenólicos de três variedades de maçã produzidas em Portugal, nomeadamente as variedades Reineta, Granny Smith e Starking. Desta forma, compararam-se os resultados obtidos em amostras preparadas em acetona e em amostras submetidas a uma simulação da digestão gástrica e gastrointestinal in vitro. Para todas as amostras foi avaliado o teor de fenóis e flavonóides totais, bem como, a atividade antioxidante através de diferentes ensaios (FRAP, CUPRAC, sequestro dos radicais hidroxilo, anião superóxido e DPPH). Os resultados obtidos mostraram que a simulação das digestões in vitro, levaram, de um modo geral, à diminuição do teor em compostos fenólicos e em flavonóides bem como da atividade antioxidante detetada. Assim, de acordo com aqueles resultados, após a digestão gastrointestinal cerca de 75% dos polifenóis, para a variedade Reineta, 67% para a Granny Smith e 34% para a Starking e cerca de 60% dos flavonóides para as variedades Reineta e Granny Smith e 29% para Starking presentes nas maçãs ficaram disponíveis para poderem ser posteriormente absorvidos. Foi igualmente possível verificar que a solubilização dos compostos fenólicos ocorre maioritariamente durante a fase gástrica da digestão...

Avaliação da atividade antioxidante do extrato hidroalcoólico da romã (Punica granatum, L.) sobre células da linhagem Caco-2

Jardini,Fernanda Archilla; Pinto,José Ricardo; Mendonça,Rita Maria Zucatelli; Mancini,Dalva Assunção Portari; Mancini-Filho,Jorge
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.18%
A absorção dos compostos antioxidantes presentes no extrato hidroalcoólico da polpa da romã (Punica granatum, L.) foi avaliada utilizando-se o modelo de cultura de células, cuja linhagem escolhida foi a Caco-2, provenientes de um adenocarcinoma do cólon. O extrato hidroalcoólico da polpa apresentou um conteúdo de 832 µg equivalente de ácido gálico.mL-1 de extrato e sua atividade antioxidante mostrou valores de 5,9% (0,1 ppm) a 93,09% (8 ppm) de capacidade de redução do radical DPPH•. As células tratadas com o extrato apresentaram uma inibição de crescimento celular de 4,16% (200 ppm), e a absorção dos compostos antioxidantes foi de 63,25%. Para o ácido gálico, os resultados mostraram uma inibição de 2,98% (400 ppm) e uma absorção de 72,54% dos compostos antioxidantes. Os resultados mostraram que o método de avaliação de absorção através de cultura de células foi eficaz, e que os compostos antioxidantes foram absorvidos pelas células, que se apresentaram viáveis, após um período de exposição prolongado aos compostos.

Quantificação de compostos fenólicos e ácido ascórbico em frutos e polpas congeladas de acerola, caju, goiaba e morango

Freire,Juliana Mesquita; Abreu,Celeste Maria Patto de; Rocha,Denise Alvarenga; Corrêa,Angelita Duarte; Marques,Natália Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
O crescente interesse da população pela promoção da saúde vem despertando a atenção dos consumidores por alimentos ricos em antioxidantes, combinado com a praticidade do consumo de sucos de frutos processados. O presente trabalho objetivou quantificar e avaliar a capacidade antioxidante de compostos fenólicos e ácido ascórbico em frutas in natura e polpas congeladas. As frutas in natura e polpas congeladas obtidas na região de Lavras - MG foram submetidas à quantificação de compostos fenólicos e ácido ascórbico e os respectivos extratos acetônico-etanólico e acetônico-metanólico. Foram determinadas suas atividades antioxidantes pelos métodos radicalares DPPH e ABTS. O extrato acetônico-metanólico foi mais efetivo para extrair os compostos antioxidantes das amostras. Apenas as polpas congeladas de acerola apresentaram uma redução do teor de compostos fenólicos em relação ao fruto. Para o teor de ácido ascórbico, houve uma redução nas polpas congeladas de acerola e goiaba. As amostras de acerola apresentaram os maiores teores de compostos fenólicos, ácido ascórbico e atividade antioxidante em relação aos demais frutos analisados.

Caracterização nutricional e compostos antioxidantes em resíduos de polpas de frutas tropicais

Sousa,Mariana Séfora Bezerra; Vieira,Luanne Morais; Silva,Manoel de Jesus Marques da; Lima,Alessandro de
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.09%
O Brasil é um dos países que mais produz resíduos agroindustriais, como os resíduos de frutas pelas indústrias de polpas, o que tem contribuído para o aumento da produção do lixo orgânico, provocando graves problemas ambientais. Nesse contexto, estudos têm sido conduzidos com o intuito de investigar o valor nutricional desses resíduos, valorizando-os e sugerindo novas alternativas de utilização. Assim, neste trabalho, objetivou-se realizar a caracterização nutricional e determinar os compostos antioxidantes dos resíduos de polpas de frutas tropicais: acerola (Malpighia glabra L.), goiaba (Psidium Guayaba L.), abacaxi (Ananas comosus L.), cupuaçu (Theobroma grandiflorum), bacuri (Platonia insignis) e graviola (Annona muricata L.). Os resultados encontrados mostraram que os resíduos analisados apresentaram quantidades significativas de macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios). Todos os resíduos avaliados, com exceção do cupuaçu, apresentaram valores elevados de vitamina C. Quanto aos carotenóides, destacou-se o resíduo de acerola com 881,56 ± 9,01 µg/100 g e o resíduo de goiaba, com 644,9 ± 10,02 µg/100 g. Os resíduos analisados apresentaram baixas concentrações de antocianinas e flavonóides. Com relação aos teores de fenólicos totais se destacou o resíduo da polpa de acerola com 247...

Caracterização nutricional e compostos antioxidantes em resíduos de polpas de frutas tropicais

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Português
Relevância na Pesquisa
56.09%
O Brasil é um dos países que mais produz resíduos agroindustriais, como os resíduos de frutas pelas indústrias de polpas, o que tem contribuído para o aumento da produção do lixo orgânico, provocando graves problemas ambientais. Nesse contexto, estudos têm sido conduzidos com o intuito de investigar o valor nutricional desses resíduos, valorizando-os e sugerindo novas alternativas de utilização. Assim, neste trabalho, objetivou-se realizar a caracterização nutricional e determinar os compostos antioxidantes dos resíduos de polpas de frutas tropicais: acerola (Malpighia glabra L.), goiaba (Psidium Guayaba L.), abacaxi (Ananas comosus L.), cupuaçu (Theobroma grandiflorum), bacuri (Platonia insignis) e graviola (Annona muricata L.). Os resultados encontrados mostraram que os resíduos analisados apresentaram quantidades significativas de macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios). Todos os resíduos avaliados, com exceção do cupuaçu, apresentaram valores elevados de vitamina C. Quanto aos carotenóides, destacou-se o resíduo de acerola com 881,56 ± 9,01 µg/100 g e o resíduo de goiaba, com 644,9 ± 10,02 µg/100 g. Os resíduos analisados apresentaram baixas concentrações de antocianinas e flavonóides. Com relação aos teores de fenólicos totais se destacou o resíduo da polpa de acerola com 247...

Byproducts of araticum and pequi : study of antioxidant activity of bioactive compounds in the protection of oxidative stress = Subprodutos de araticum e pequi: estudo da atividade antioxidante dos compostos bioativos na proteção ao estresse oxidativo; Subprodutos de araticum e pequi : estudo da atividade antioxidante dos compostos bioativos na proteção ao estresse oxidativo

Maysa do Vale Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
46.18%
As frutas representam uma fonte de compostos antioxidantes exógenos que, em conjunto com os antioxidantes endógenos, auxiliam no combate ao estresse oxidativo. As dietas ricas em fitoquímicos, tais como os carotenoides e compostos fenólicos, têm sido associadas à redução do risco de diversas patologias como câncer, catarata, degeneração macular e doenças cardiovasculares e neurodegenerativas. Embora haja um grande número de estudos abordando a ação de compostos bioativos em polpa de frutas, que normalmente constitui a parte consumida, outros estudos têm mostrado que os subprodutos ¿ resíduos do processamento industrial - contêm quantidades iguais ou superiores destes compostos. Considerando que o Brasil é um dos maiores produtores agrícolas do mundo, além de um dos países que mais geram resíduos dessa produção, um dos objetivos deste trabalho foi determinar o teor de fenóis totais e a atividade antioxidante nos extratos da casca e semente de araticum e casca de pequi, subprodutos do bioma Cerrado, antes e após digestão in vitro. Após o processo de digestão, o teor de fenólicos totais foi reduzido em todos os extratos, assim como a atividade antioxidante total, exceto no ensaio ABTS para o extrato digerido da casca do araticum. Estes extratos também foram testados quanto à capacidade citotóxica nas linhagens celulares K562 e NALM6...

Variabilidade genética para compostos antioxidantes em variedades crioulas de pimentas (Capsicum baccatum)

Neitzke,Raquel S; Vasconcelos,Carla S; Barbieri,Rosa L; Vizzotto,Márcia; Fetter,Mariana R; Corbelini,Diandra D
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
46.23%
RESUMO:As pimentas apresentam compostos que são benéficos à saúde, como vitaminas, flavonóides, carotenóides e outros metabólitos secundários com propriedades antioxidantes. Este trabalho teve por objetivo avaliar a variabilidade genética quanto à atividade antioxidante e concentração de compostos antioxidantes em variedades crioulas de Capsicum baccatumcultivadas no Brasil e estimar a correlação entre os parâmetros avaliados. Foram avaliadas a atividade antioxidante e as concentrações de compostos fenólicos totais, antocianinas totais e carotenóides totais de 24 variedades crioulas de C. baccatum integrantes do acervo do Banco Ativo de Germoplasma de Capsicum da Embrapa Clima Temperado. Os resultados obtidos evidenciaram variabilidade genética para todas as variáveis avaliadas. A análise de carotenóides totais apresentou o maior número de grupos pelo teste Scott-Knott, com sete grupos estabelecidos. Os acessos P62, P85 e P108, com alta concentração de compostos fenólicos, P13, P15 e P61, com elevada atividade antioxidante, P68, com superior teor de antocianinas e P179, com alta produção de carotenóides, podem ser apontados como boas fontes de compostos antioxidantes naturais. As correlações entre os compostos antioxidantes variam de baixas a moderadas. Não há correspondência entre formato...

Infusões à base de folhas de passifloras do cerrado : compostos fenólicos, atividade antioxidante in vitro e perfil sensorial

Rodrigues, Juliana da Silva Quintiliano
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
46.15%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2012.; Os compostos bioativos naturalmente presentes, em pequenas quantidades, em alimentos de origem vegetal são considerados constituintes extranutricionais. Avaliados como de grande importância na alimentação humana por possuírem a capacidade de quelar metais, inibir a ação da lipoxigenase e combater radicais livres, esses compostos fazem parte dos alimentos considerados pela legislação brasileira como alimentos com alegação de propriedade funcional ou de saúde. O crescente consumo dos chás já faz da bebida a segunda mais consumida em todo o mundo. Associar a composição de um alimento a uma aceitação sensorial satisfatória potencializa as chances de sucesso no mercado consumidor. O objetivo deste trabalho foi caracterizar as propriedades antioxidantes e sensoriais de chás de passifloras do Cerrado, em comparação com as do chá verde (Camellia sinensis). As folhas foram colhidas, tanto na área experimental da Embrapa Cerrados, como na propriedade de um agricultor conveniado da Embrapa Cerrados. As caracterizações química e sensorial foram realizadas...