Página 1 dos resultados de 23332 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Quais são os teus direitos? Direito da privacidade, direito da alegria, direito de ser feliz, direito de brincar, direito de ser digno: conceção das crianças sobre os direitos da criança

Freire-Ribeiro, Ilda
Fonte: Universidade do Minho, Centro de Investigação em Estudos da Criança Publicador: Universidade do Minho, Centro de Investigação em Estudos da Criança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
46.41%
A presente investigação pretendeu estudar as conceções que as crianças possuem sobre os seus direitos e a compreensão real sobre o seu significado. Optou-se por uma abordagem de natureza qualitativa e os dados foram recolhidos através da análise e discussão do discurso oral de 38 crianças com idades compreendidas entre os 9 e os 11 anos de idade. Os resultados mostram que apesar de haver crianças que revelam um nível de entendimento maior em relação a estas questões, há outras menos esclarecidas e como tal as conclusões apontam para a necessidade de maior esclarecimento e mais divulgação dos direitos da criança sendo relevante a adoção de estratégias pedagógicas de participação, no sentido de (des)construir alguns conceitos pré-definidos sobre as visões das crianças no mundo.

Sequências explicativas produzidas pela criança de cinco anos de idade em atividade lúdica; Explanatory sequences produced by the child five year old in fiction activity

Barros, Ana Lucia da Silveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
Nesta pesquisa, examinamos a ação comunicativa e a linguagem presentes no jogo de ficção, enfatizando as seqüências de explicação e justificação produzidas pela criança. Concebendo a explicação, como conduta que se desenvolve num contexto interativo e, as condutas explicativas e justificativas (CEJ) como manifestações do uso informativo da linguagem ligado à capacidade de considerar os estados mentais do outro (Veneziano e Hudelot, 2003), analisamos a interação entre adulto e criança de cinco anos de idade, enfatizando as explicações/justificações produzidas em atividade lúdica de ficção. Vários estudiosos (François,1996; Hudelot,1997; Hudelot e Vasseur,1997) mostram que condutas discursivas do adulto trazem efeitos para a interação, pois são intervenções que suscitam reações na criança. Apoiadas na organização e elaboração do jogo de ficção proposto por Verba (1999), utilizamos o jogo "Lego" para intermediar a interação entre adulto - criança e relacionarmos as condutas discursivas do adulto ás condutas explicativas/ justificativas na criança. Como salienta a autora (op. cit), o jogo de ficção partilhado necessita do estabelecimento de um conjunto de significações comuns, resultante da elaboração das trocas sociais entre os parceiros que permitam...

A educação infantil diante da violência doméstica contra a criança: compreendendo sentidos e práticas; Child rearing facing domestic violence against children: understanding senses and practices

Lima, Luciana Pereira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.7%
No Brasil, apesar da existência de um aparato legal que insere a criança no mundo dos direitos humanos, há ainda a persistência da violência contra a criança, sendo a família um dos principais locus para sua ocorrência. De acordo com a Constituição Federal de 1988 e o Estatuto da Criança e do Adolescente, a responsabilidade pela defesa dos direitos da criança deve ser compartilhada por todos os segmentos da sociedade, incluindo as instituições educativas. Neste sentido, e considerando sua finalidade de promoção do desenvolvimento integral da criança, cabe à Educação Infantil contribuir para o enfrentamento da violência contra a infância. O presente projeto, neste contexto, teve como objetivo investigar como profissionais de creche significam e lidam com a questão da violência doméstica contra a criança. As instituições-alvo da pesquisa foram duas creches localizadas em Ribeirão Preto/São Paulo: uma que não havia notificado caso de violência doméstica contra a criança no Disque Denúncia e/ou Conselho Tutelar (creche A) e outra que havia notificado caso a estes órgãos (creche B). Para a seleção das creches, foi realizado um levantamento, junto ao Conselho Tutelar e Programa Disque Denúncia de Ribeirão Preto...

A integralidade no ensino da atenção à saúde da criança em cursos de Graduação em Enfermagem; Comprehensive in teaching child health care in undergraduate nursing

Cursino, Emília Gallindo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.7%
Introdução: A formação do profissional constitui um desafio para a transformação das práticas e melhoria da saúde da população. A integralidade da atenção é um princípio norteador da política de saúde. Cabe, pois, perguntar se o ensino da saúde da criança, no âmbito da graduação, contempla a integralidade na formação dos enfermeiros. Objetivo: Analisar se o ensino da saúde da criança incorpora o princípio da integralidade na formação de enfermeiros. Método: estudo qualitativo com 16 docentes envolvidos com o ensino da saúde da criança, na atenção básica e hospitalar, em oito instituições públicas de graduação em enfermagem, localizadas em quatro estados das regiões sudeste e nordeste do Brasil. A captação dos dados deu-se por meio de consulta aos planos pedagógicos e análise dos planos de ensino e entrevistas semi-estruturadas. As entrevistas gravadas e transcritas foram submetidas à análise de conteúdo do tipo temática. As categorias analíticas tiveram suporte no referencial teórico da integralidade. Resultados: A análise das entrevistas levou à construção de seis categorias. Quatro evidenciaram aproximações do ensino com o princípio da integralidade: a gente trabalha a questão das políticas públicas; atuação na atenção básica...

Em defesa da saúde da criança: o cuidado de enfermagem e o direito à saúde no contexto da atenção primária; In defense of child's health: nursing care and the right to health in the context of primary care.

Andrade, Raquel Dully
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
As práticas de saúde necessitam ser fortalecidas com a atuação dos profissionais e dos sujeitos na construção de planos de responsabilização, para maior integralidade da atenção e do exercício do direito à saúde, destacando-se aqui as ações em favor da criança, um ser especialmente vulnerável na sua própria advocacia. O objetivo do presente estudo foi compreender as experiências de enfermeiros que atuam em unidades de saúde da família na perspectiva do cuidado e da defesa do direito à saúde, buscando novos subsídios para a constituição de práticas e saberes no contexto da atenção primária em saúde da criança. Trata- se de uma investigação de natureza qualitativa, numa perspectiva hermenêutica, a partir de entrevistas semiestruturadas gravadas com 14 enfermeiros que atuam na Estratégia Saúde da Família no município de Passos-MG, com análise temática dos dados. Os resultados foram agrupados nos seguintes temas: A puericultura como momento de defesa, A visita domiciliar como parte das ações no contexto de defesa, Parcerias Positivadas e Não Positivadas, Componentes da competência do enfermeiro no processo de defesa da criança. As narrativas dos enfermeiros retrataram várias formas e experiências de defesa da saúde da criança...

Importância atribuída aos conteúdos abordados da ficha de acompanhamento dos cuidados para a promoção da saúde da criança na consulta de puericultura por familiares de crianças menores de um ano, na Zona Leste de São Paulo; Importace attibuted to the content covered in a formulary of attendance for the child health promotion in consultation with childcare by parents of children under 1 year of UBS East Zone of São Paulo

Cardona, Natália Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
Objetivos: caracterizar a ocorrência dos cuidados familiares a crianças menores de 1 ano, segundo a Ficha de acompanhamento dos cuidados para a promoção da saúde da criança e identificar a importância atribuída pelos familiares de crianças menores de 1 ano à inserção dos conteúdos da ficha nas consultas de puericultura. Método: estudo quantitativo, descritivo e exploratório, realizado em uma UBS na Zona Leste da cidade de São Paulo. Participaram do estudo 96 familiares de crianças menores de 1 ano pertencentes à amostra sorteada. Dados coletados por entrevistas, com instrumento baseado na Ficha de acompanhamento dos cuidados para a promoção da saúde da criança. Parte dos familiares respondeu a perguntas abertas adicionais, justificando suas respostas. Realizou-se análise descritiva dos dados mediante frequências absolutas e relativas. As respostas às perguntas abertas foram submetidas à análise temática de conteúdo, obtendo-se categorias empíricas. Resultados: como responsável, observou-se predominância de mães, a maioria era casada, tinha entre 20 e 29 anos e não exercia atividade remunerada, 86,5% tinham menos de 8 anos de estudo. A maioria tinha apenas um filho e uma gestação. Todas tinham realizado acompanhamento pré-natal...

Uma analise de enunciados definicionais na interação adulto-criança : primeiras definições de uma criança (2 a 4 anos)

Vanessa Alves Pinto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.71%
A presente dissertação buscou verificar como se constróem as primeiras definições na fala de uma criança de 2;8 a 4;2 anos de idade. A delimitação do corpus nos fez perceber a importância de analisar não só os enunciados da criança, mas também os do adulto, no sentido de compará-los no que diz respeito ao conteúdo, forma e estrutura lingüística utilizada. Além disso, não pudemos deixar de considerar aqueles dados em que a construção da definição se dava de forma conjunta, ou seja, em que ela se estruturava durante a interação através da contribuição dos dois interlocutores (criança e adulto). Pudemos perceber que as definições produzidas em contextos naturais de interação, tanto pela criança quanto pelo adulto, assemelham-se em relação aos três aspectos apontados acima. Quanto ao conteúdo, predomina o aspecto funcional, tanto nas definições da criança quanto nas do adulto, confirmando resultados de várias pesquisas, com outras faixas etárias, em torno do tema da definição. O aspecto descritivo apresenta um uso restrito, tanto para a criança quanto para o adulto, e a exemplificação se faz muito mais presente na fala do adulto, o que, em nossa visão, justifica-se porque este último percebe que a exemplificação...

A criança e a literatura infantil : uma relação fantástica em sala de aula

Pontes, Verônica Maria de Araújo; Azevedo, Fernando José Fraga de
Fonte: Instituto de Estudos da Criança. Universidade do Minho Publicador: Instituto de Estudos da Criança. Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.53%
Nossos estudos estão direcionados para o mundo fantástico e maravilhoso encontrado na literatura de potencial recepção infantil, tendo em vista a formação de uma competência literária. Dessa forma, é que defendemos a utilização de textos literários ainda antes da entrada formal da criança para a escola, para que o futuro leitor possa expandir a capacidade de comunicação, de compreensão da linguagem, bem como de acesso aos demais bens culturais de uma sociedade, e isso só será possível se a escola entender a necessidade de fundamentar uma educação literária direccionada aos vários tipos de textos possíveis, fazendo com que os alunos, desde cedo, interajam com obras literárias. Para isso, realizou-se uma pesquisa no contexto do ensino básico em Portugal, e no ensino fundamental no Brasil, tendo em vista analisar o trabalho actual dos professores de língua portuguesa, a partir da utilização da literatura infantil em sala de aula para que se possa apontar alternativas de melhoria em torno do ensino da nossa língua, especificamente no que diz respeito à formação de uma competência literária nas crianças. Toma-se por base teórica autores como: Azevedo (2006), que afirma a importância do texto ser capaz de suscitar nos seus leitores uma modificação substancial dos seus ambientes cognitivos...

Os direitos da criança

Martins, Paula Cristina; Pereira, Sara
Fonte: Governo Civil de Braga e Instituto de Estudos da Criança - UM Publicador: Governo Civil de Braga e Instituto de Estudos da Criança - UM
Tipo: Livro
Publicado em /11/1998 Português
Relevância na Pesquisa
46.41%
Adaptação para crianças do texto da Convenção dos Direitos da Criança; Governo Civil de Braga

Mães de crianças em idade escolar : stress parental e estilos de vinculação da mãe e da criança

Santos, Andreia Filipa Vieira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; O presente estudo foca três dimensões – stress parental, estilo de vinculação materno e estilo de vinculação da criança (percepção materna) - numa amostra não-clínica de mães. Pretende-se: (1) averiguar se as mães com estilos de vinculação seguro e inseguro se distinguem no stress parental; (2) analisar se há variações no estilo de vinculação da criança (seguro, ansioso/ambivalente e evitante) em função do estilo de vinculação da mãe; (3) determinar se o estilo de vinculação da criança é um preditor do stress parental; (4) explorar a relação do stress parental e dos estilos de vinculação da mãe e da criança com variáveis sócio-demográficas (mãe/criança). Participaram no estudo 73 mães de crianças com idades entre os 7 e os 12 anos. Utilizaram-se três instrumentos, o Índice de Stress Parental, o Questionário de Estilo Relacional, e o Inventário sobre a Vinculação na Infância e Adolescência, para avaliar, respectivamente, o stress parental, o estilo de vinculação da mãe e a percepção materna da vinculação da criança. Foi ainda construída uma Ficha de Recolha de Informação para a obtenção de dados sócio-demográficos (mãe...

A proteção da criança e a Convenção da Haia de 1980

Santos, Francisco Cláudio de Almeida
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
Palestra proferida na abertura do III Congresso Paulista de Direito de Família do IBDFAM-SP, em 27.08.2009.; Aborda a Convenção sobre os Direitos da Criança, em vigor no cenário internacional a partir de setembro de 1990, entre nós a partir de outubro do mesmo ano, conforme Decreto 99.710/1990. Discorre sobre a Conferência da Haia para o Direito Internacional Privado, que veio a surgir a Convenção sobre os Aspectos Civis do Sequestro Internacional de Crianças, em 25.10.1980, em vigor internacional em 01.12.1983 e promulgado no Brasil pelo Decreto 3.413, de 14.04.2000. Trata da Convenção Interamericana sobre a Restituição Internacional de Menores, adotada por ocasião da IV CIDIP, em Montevidéu, em 15.07.1989, promulgada conforme Decreto 1.212, de 03.08.1994. Comenta que a Convenção Interamericana foi mais feliz ao focalizar o direito de restituição da criança que tenha sido transportada ou retida ilegalmente. Informa que no Supremo Tribunal Federal, o assunto é tratado como repatriação de criança ou adolescente. Declara que a aplicação da Convenção da Haia de 1980 cessa quando a criança alcançar a idade de dezesseis anos, no nosso ECA, considera-se criança a pessoa até doze anos de idade incompletos...

A criança em interação social no berçário da creche e suas interfaces com a organização do ambiente pedagógico.

Karla Gomes Ramos, Tacyana; Isabel Patricio de Carvalho Pedrosa, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
O presente trabalho apoia-se em um referencial sociointeracionista e dialoga com autores que norteiam a discussão sobre os recursos sociocomunicativos das crianças para significar experiências, compartilhar e transformar conhecimentos. O ambiente pedagógico do berçário na creche é aqui entendido como um contexto de construções sociais e um rico meio de a criança se desenvolver através de suas vivências, explorações, oportunidades de interações, no uso ativo de recursos que ela emprega para se comunicar, agir e significar (CAMPOS-DE-CARVALHO e colaboradoras, 2004; ROSSETTI-FERREIRA, AMORIM, SILVA, CARVALHO, 2004; WALLON, 1986; ZABALZA, 1987). Procura-se examinar a interação de criança criança e criança adultos profissionais nas práticas cotidianas do berçário e suas implicações na organização do ambiente pedagógico favorável às aquisições socioafetivas e cognitivas da criança. Participaram da pesquisa duas professoras, seis Auxiliares de Desenvolvimento Infantil (ADIs) e 31 crianças de dois Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) da cidade do Recife, de ambos os sexos, com idades entre oito meses e um ano e sete meses, pertencentes ao agrupamento etário denominado de berçário. As crianças foram observadas nas suas próprias salas de convivência...

Estatuto da criança e do adolescente [gravação de som] : Lei número 8.069, de 13 de julho de 1990, e legislação correlata

Brasil. [Estatuto da criança e do adolescente (1990)]
Fonte: Câmara dos Deputados, Edições Câmara Publicador: Câmara dos Deputados, Edições Câmara
Tipo: Áudio
Português
Relevância na Pesquisa
46.48%
Apresenta a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, que trata do Estatuto da Criança e do Adolescente.; Locução: José Carlos Andrade; Programa de Acessibilidade da Câmara dos Deputados.; Contém o áudio MP3 do texto do Estatuto da Criança e do Adolescente : Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990, e legislação correlata.

Estatuto da criança e do adolescente : 25 anos : Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990, e legislação correlata

Brasil. [Estatuto da criança e do adolescente (1990)]
Fonte: Brasília : Edições Câmara Publicador: Brasília : Edições Câmara
Tipo: livro Formato: 267 p.
Português
Relevância na Pesquisa
46.41%
Há 25 anos, era promulgada a Lei nº 8.069, de 1990, que instituiu o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A lei, inovadora em diversos aspectos, constitui importante marco jurídico, por criar mecanismos que possibilitam a efetivação dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes conferidos pela Constituição Cidadã.; Versão PDF.; Disponível, também, em formato impresso.; As ilustrações que compõem este livro são resultado do concurso de desenhos para a capa desta edição comemorativa do ECA, promovido pelo programa Plenarinho da Câmara dos Deputados.

Políticas públicas de atendimento à criança: desafio da ação articulada no Projeto Belém Criança (2001-2004)

Silva, Daniele Dorotéia Rocha da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.71%
Public politics of Service to the Child: The Challenge of the Action Articulated in the Project Belém Criança (2001-2004) if it constitutes in a study on the politics directed toward the children of 0 the 6 years. It has as objective to analyze the configuration of the politics of integral attention to the child, evidencing the form as the same ones they had been redimensioned by the neoliberal ideas and by the lines of direction of the international organisms. The work has like empiric reference the project Belém Criança, developed by county of Belém from a partnership with the Deep of United Nations for Infancy (UNICEF), in the period of 2001 and 2004. The project intends to develop an articulated action among the several county departments which offer assistance to the children looking for to rationalize the resources and to optimize the services. Amongst the methodological procedures that materialized the research distinguished: The bibliographical review and documental allowed to analyze the contextualization of the public politics and, between them, the social politics of attendance to the child; the historical revolution this attendance; the paper of the UNICEF how articulator of the politics in municipal scope; and the paper of county how executer these politics. Still it was utilized...

Ensino fundamental de nove anos em Goiânia: o lugar criança de seis anos, concepções e fundamentos sobre sua educação; Nine-year Elementary School in Goiânia: the place of a six-year-old child, conceptions and bases about his/her education

COSTA, Sônia Santana da
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
This research is linked to the Public Politic Project and Infant Education in Goiás: history, conceptions, projects and practices and to the line of research Formation and Professionalization of Teachers from Faculty of Education at Federal University of Goias. It aims to investigate the place of the six-year-old child on the Nine-year Elementary School in a Municipal school in Goiânia. This is na ethnographic research based on the dialectical materialism method with Socio-Historical approach and on the writings of the following authors: Bakhtin (1992 a/b), Luria, (1991, 2006), Leontiev (2004, 2006) e Vygotsky (1979, 1988, 1989, 1991, 2001 a/b, 2006). A mapping of the theses and dissertations deposited in Capes from 2002 to 2006 dealing with themes related to this research was done in order to verify the relevance and the pertinence of the research. The conceptions of Infancy were situated historically through the analysis of the theses and dissertations to comprehend its place in history, its vinculation to the school context and to select the paradigms that guide the current school and that define the place of child in this space. Legal orientations that determine the inclusion of the six-year-old child in the Elementary School were discussed in order to understand the place of Infancy deliberated by legal procedures as well as the Pedagogic proposal of the Municipal Education Bureau to understand the conceptions of Infancy and Education that guide the work developed in schools. In order to apprehend the concrete real ...

A Criança com HIV/SIDA: Revelação da Verdade

Rebelo, Cristiana Antunes; Almeida, Daniela Sofia Franco de; Vale, Mafalda Festa Correia do
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em 29/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.7%
A revelação do diagnóstico à criança portadora de HIV/SIDA é um acontecimento fulcral pois permite que as crianças e os jovens compreendam melhor a sua doença, exercendo um papel ativo no tratamento. Contudo, muitas vezes pelo medo da estigmatização, os pais tendem a adiá-la. A forma como a divulgação acontece pode variar de cultura para cultura e de lugar para lugar, tudo depende dos recursos disponíveis, dos desejos e preocupações dos pais/cuidadores. Realizou-se um levantamento bibliográfico sistematizado, através do Portal Comercial EBSCO, de artigos indexados nas bases de dados CINAHL, MEDLINE, MedicLatina, Academic Search Complete e Psychology and Behavioral Sciences Collection, publicados em inglês, português ou espanhol, entre o ano 2002 e 2013, relacionados com o Processo de Revelação da Verdade, realizado pelos pais, à criança infetada com HIV/SIDA. De forma a orientar esta revisão sistemática da literatura, foram utilizadas as palavraschave: criança, família, pais, pai, mãe, HIV/SIDA e revelação do diagnóstico. Encontraram-se 1791 resultados, sendo que, após a aplicação dos critérios de inclusão e de exclusão, selecionámos vinte artigos para a revisão do texto integral. Após a leitura dos mesmos...

Editorial - “Estudos da criança” como campo interdisciplinar de investigação e conhecimento

Sarmento, Manuel; Universidade do Minho, Instituto de Estudos da Criança
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.48%
Ainda que os artigos que a seguir se apresentam sejam maioritariamente oriundos da disciplina de Sociologia da Infância – o que não é de estranhar, se considerarmos o papel decisivo que os novos estudos sociológicos da infância tiveram para a configuração do campo interdisciplinar (cf. Prout, 2005) – eles declinam estas características comuns ao campo: a centralidade da criança na investigação, a alteridade infantil, a dimensão geracional e o carácter interdisciplinar da investigação. Fazem-no, na variedade temática sobre que se debruçam e no conjunto de conceitos, alguns deles chave na configuração do campo.

Dor da criança em unidade de terapia intensiva pediátrica : percepções da criança e da família

Oliveira, Rafaela Bramatti Silva Razini
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.71%
Realizar um estudo referente à dor da criança nos remete a pensar na complexidade de avaliar e tratar a dor como parte integrante do cuidado, bem como a necessidade do preparado dos profissionais de saúde para compreender a dor nas suas diferentes dimensões. As unidades de tratamento intensivo exigem uma visão holística dos profissionais a fim de reconhecer como a família e a criança percebe a dor durante a hospitalização, além disso, identificar os diferentes níveis de dor que a criança vivencia e as dificuldades que enfrentam ao experiênciar estas situações. Desta forma, o cuidado pode tornar-se mais seguro, específico, de qualidade e minimizar o sofrimento das crianças. Assim, o objetivo deste estudo foi conhecer a percepção de dor da criança na perspectiva da família e da criança que vivencia a hospitalização em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica. Trata-se de uma pesquisa do tipo exploratório-descritiva com abordagem qualitativa, que utiliza o método criativo sensível para a produção das informações. O estudo foi realizado na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital Pequeno Príncipe, localizado na cidade de Curitiba-PR e obteve aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Pequeno Príncipe...

Desafios contemporâneos à saúde da criança, bases legais de proteção à infância e os principais eixos de atenção integral à saúde da criança no Brasil

Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Recurso textual contendo imagens coloridas, utilizado na unidade 01 do módulo 05 (Saúde da criança I), direcionado para o Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab)
Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
A declaração dos direitos da criança na Assembleia Geral das Nações Unidas de 1959 representa um marco importante na valorização e reconhecimento internacional da infância. A partir de então a criança passou a ser vista como sujeito de direitos. Neste documento estão contidos os direitos e liberdade de toda e qualquer criança. Para os profissionais que cuidam da promoção à saúde da criança é importante conhecerem as bases legais de proteção e cuidado, no caso do Brasil, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Por isso, este material apresenta aos profissionais que atendem nas equipes de Saúde da Família os programas e políticas que envolvam cuidado e atenção integral desta faixa etária, bem como os indicadores de saúde que estão disponíveis nos sistemas de informações e sua importância para a tomada de decisão e desenvolvimento de ações de vigilância em saúde, buscando a efetividade dos serviços direcionados ao bem-estar da criança; Universidade Federal do Maranhão - UNA-SUS