Página 1 dos resultados de 44 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Estimativa do tamanho da porção alimentar de indivíduos com diabetes mellitus tipo 2 utilizando o álbum fotográfico; Estimating the size of food portions of individuals with diabetes mellitus type 2 using a photo album.

Barbieri, Anelise Faloni Siman
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/07/2009 Português
Relevância na Pesquisa
85.89%
Trata-se de um estudo transversal, realizado em uma instituição de saúde, em uma cidade do interior de São Paulo, em 2009. Objetivo Geral: avaliar a estimativa da porção alimentar auto-referida do indivíduo com diabetes mellitus tipo 2. Objetivos específicos: caracterizar as pessoas com diabetes mellitus tipo 2 segundo as variáveis sócio-demográficas e clínicas; quantificar e avaliar o consumo alimentar de indivíduos com diabetes mellitus tipo 2; analisar a estimativa da porção de alimento auto-referida utilizando o álbum fotográfico; e relacionar a estimativa da porção de alimento autoreferida segundo algumas variáveis sócio-demográficas e clínicas. A amostra foi constituída por 48 indivíduos com diabetes mellitus tipo 2 que atenderam aos critérios de inclusão e exclusão. Para a coleta de dados foram utilizados três instrumentos: um questionário para a obtenção das variáveis sócio-demográficas e clínicas; um questionário de frequência de consumo alimentar QFCA e um álbum fotográfico. Os dados foram obtidos mediante entrevista no domicílio. Para a análise utilizou-se estatística descritiva e análise de correspondência simples. Os resultados mostraram que houve predomínio de indivíduos do sexo feminino...

Comportamentos de risco para transtornos alimentares em adolescentes e adultos portadores de diabetes tipo 1; Risk behavior for eating disorder in teenagers and adults suffers of diabetes type 1

Cardoso, Milena Gonçalves Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
85.96%
Introdução - Pacientes portadores de diabetes tipo 1 que manifestam comportamentos de risco para transtornos alimentares (TA) possuem grandes chances de complicações microvasculares e macrovasculares e maiores taxas de mortalidade. Objetivo Avaliar a freqüência de comportamento de risco para TA em adolescentes e adultos portadores de diabetes tipo 1 bem como sua relação com variáveis socioeconômicas, nutricionais, relacionadas ao diabetes e satisfação corporal. Metodologia: Foram aplicados: Teste de Investigação Bulímica de Edinburgh (BITE), Teste de Atitudes Alimentares (EAT), Escala de Compulsão Alimentar Periódica (ECAP) e Escala de Silhuetas de Stunkard, além da mensuração de peso, estatura e cálculo do IMC. Foram verificadas associações ou diferenças estatísticas por meio dos testes de Qui-Quadrado e T-Student e Regressão Logística para identificar fatores que influenciaram o risco da doença. Resultados: Um total de 58,7% dos pacientes apresentaram escore positivo em algum dos testes utilizados para risco de TA. Houve diferença significante entre os grupos com e sem risco para TA com relação ao IMC (p=0,009), gênero (p=0,001), omissão de insulina (p=0,003), uso de insulina NPH (p=0,006), ausência do uso da insulina Glargina (p=0...

Consumo de adoçantes e produtos dietéticos por indivíduos com diabetes mellitus tipo 2, atendidos pelo Sistema Único de Saúde em Ribeirão Preto - SP; Consumption of sweeteners and dietetic foods by individuals with type 2 diabetes mellitus, assisted by the National Health System (SUS) in Ribeirão Preto - SP

Oliveira, Paula Barbosa de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
85.88%
OLIVEIRA, P. B. Consumo de adoçantes e produtos dietéticos por indivíduos com diabetes mellitus tipo 2, atendidos pelo Sistema Único de Saúde em Ribeirão Preto SP. 2009. 84 f. Dissertação (Mestrado em Saúde na Comunidade). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP. Devido às suas complicações crônicas, o diabetes mellitus (DM) apresenta impacto considerável como problema de saúde pública pela morbidade, mortalidade e custos no seu tratamento. Para obter um bom controle metabólico, a educação alimentar é um dos pontos fundamentais no seu tratamento. O uso de adoçantes e alimentos dietéticos é importante para as pessoas com DM, apesar de serem dispensáveis na alimentação. Este setor cresceu nos últimos anos e atualmente 35% dos lares brasileiros consomem algum tipo de produto light ou diet. Diante das dificuldades e do pouco conhecimento dos indivíduos com DM sobre o uso destes produtos, verificou-se a necessidade de coletar informações sobre o assunto para subsidiar programas educativos. Este estudo tem como objetivo analisar o consumo de adoçantes e produtos dietéticos por indivíduos com diabetes tipo 2 (DM2), atendidos pelo Sistema Único de Saúde em Ribeirão Preto-SP. Os dados foram obtidos por meio de um questionário envolvendo variáveis sóciodemográficas...

Associação entre densidade calórica da dieta usual e presença de síndrome metabólica em pacientes com diabetes mellitus tipo 2

Menegotto, Giovana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.88%
Introdução e objetivo: A densidade calórica (DC) da dieta vem sendo associada à presença de Síndrome Metabólica (SM) em indivíduos sem diabetes. Considerando a elevada prevalência de SM em indivíduos com Diabetes Mellitus (DM) tipo 2 e o papel da dieta na prevenção e tratamento da SM, o presente estudo de casos e controles teve por objetivo avaliar as possíveis associações entre DC da dieta e das refeições e a presença de SM em pacientes com DM tipo 2. Pacientes e métodos: A DC [calorias (kcal) dos alimentos sólidos/peso (g) dos alimentos sólidos] da dieta usual de 125 pacientes com DM tipo 2 [78 pacientes com SM (casos) e 47 pacientes sem SM (controles); 62,09,4 anos, duração do DM de 12,58,4 anos, HbA1c 7,21,3%) foi avaliada através de três registros alimentares com pesagem de alimentos. A SM foi definida de acordo com Joint Interim Statment-2009. Resultados: Pacientes com SM eram em maior proporção mulheres, apresentavam menor tempo de diabetes, menores valores de HbA1c e maior proporção de excesso de peso em comparação ao grupo controle, além de apresentarem ingestão alimentar diária com menor valor calórico total e menor conteúdo de fibras e consumirem maior quantidade de alimentos (gramas/dia). Pacientes com SM apresentaram almoço com maior DC (1...

Diabetes mellitus sob a ótica do adolescente; Diabetes mellitus from the point of view of adolescents; Diabetes mellitus bajo la óptica del adolescente

Ferreira, Larissa Evangelista; Zanatta, Elisangela Argenta; Brum, Maria Luiza Bevilaqua; Nothaft, Simone Cristina; Motta, Maria da Graça Corso da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.9%
Pesquisa qualitativa realizada em 2011 com oito adolescentes portadores de diabetes mellitus tipo 1 com objetivo de conhecer percepções e identificar limitações que esses vivenciam em face à doença no âmbito familiar, social e alimentar. Para a coleta das informações utilizou-se Dinâmicas de Criatividade e Sensibilidade preconizadas pelo Método Criativo Sensível. A interpretação das informações seguiu a análise temática de conteúdo, surgindo duas categorias: O diabetes na vida do adolescente e Limitações impostas pela doença. Os resultados apontam sentimentos diversos, como esperança, alegria e tristeza e dificuldades, como cobranças feitas por profissionais de saúde e pais, horários rígidos para medicação e convivência com crises de hipoglicemia. As limitações relacionam-se às dificuldades para ser aceito e conviver com amigos e às restrições alimentares. A pesquisa trouxe elementos importantes que reforçam os observados em outros estudos, servindo de subsídios para a elaboração de cuidados de enfermagem ao adolescente diabético.; Investigación cualitativa realizada en 2011 con ocho adolescentes portadores de diabetes mellitus tipo 1 con objetivo de conocer percepciones e identificar limitaciones que eses vivieron delante de la enfermedad en el ámbito familiar...

Investigação da motilidade gastrintestinal e de sua relação com características clínicas, psicológicas e nutricionais em pacientes com diabetes mellitus tipo 1; Assessment of gastrointestinal motility and its relationships with clinical features and psycological and nutritional factors in patients with type 1 diabetes

Mariza Faria Cunha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
125.85%
Os objetivos deste estudo foram investigar a motilidade gastrintestinal e a sensibilidade gástrica em pacientes com diabetes mellitus tipo 1 (DM1), e as relações desses fatores com sintomas gastrintestinais, infecção pelo Helicobacter pylori, controle glicêmico, e características psicológicas e nutricionais desses pacientes. Foram estudados 33 pacientes com DM1 com idade média de 39 ± 9 anos, sendo 26 do sexo feminino e 7 do sexo masculino. O tempo desde o diagnóstico do diabetes era de 23±7 anos. Um questionário padronizado foi usado para obter informações sobre dados sóciodemográficos e presença de sintomas gastrintestinais. Foram também registrados os dados laboratoriais e os dados referentes às complicações do diabetes, incluindo a neuropatia periférica. O controle glicêmico foi avaliado de acordo com os valores da hemoglobina glicada (HbA1c). A avaliação nutricional foi realizada através de antropometria e inquéritos alimentares (registro alimentar de 3 dias e questionário de frequência alimentar). A presença de ansiedade e depressão foi avaliada pela Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD). Os pacientes foram submetidos ao exame de endoscopia digestiva alta, com biópsias gástricas para a pesquisa do Helicobacter pylori e biópsias duodenais para a pesquisa de doença celíaca. O esvaziamento gástrico e a distribuição intragástrica de uma refeição sólida foram avaliados pela cintilografia gástrica. O estudo do tempo de trânsito orocecal (TTOC) foi realizado pelo teste do H2 expirado com lactulose. A sensibilidade gástrica foi avaliada pelo teste de saciedade com água. Nossos resultados mostraram a presença de sintomas gastrintestinais em 75...

GPR120 como mediador das ações nutrigenômicas dos ácidos graxos w3 e w9 em tecidos periféricos : controle da disfunção metabólica em animais obesos e diabéticos; GPR120 as mediator of n3 and n9 fatty acids nutrigenomics actions in peripheral tissues : control of metabolic dysfunction in obese and diabetic animals

Vanessa de Oliveira Lázari
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
65.77%
A obesidade é uma doença metabólica absolutamente fora de controle. As condições primárias associadas são hipertensão arterial, dislipidemias, diversos tipos de câncer, resistência à insulina (RI) e principalmente o diabetes mellitus tipo 2 (DM2). Dentre as características secundárias, esteatose hepática e síndrome do ovário policístico figuram entre as principais. Tais doenças acometem número cada vez maior de indivíduos e sobrecarregam sistemas públicos mundiais de saúde. A inflamação crônica e de baixo grau, designada "meta-inflamação", por acometer todo o organismo, parece ser o pano de fundo principal do processo obesogênico, resultando no descontrole da ingestão alimentar e na predisposição ao surgimento da RI podendo progredir para o DM2. Diante da ineficiência de terapêuticas farmacológicas atuais para o controle da obesidade, o investimento em estratégias anti-inflamatórias tem sido incentivado. Nesse intuito, ácidos graxos insaturados (AGIs), especialmente os ômega-3 (ω3) e ômega-9 (ω9) têm-se mostrado eficientes em atenuar a inflamação por meio da ativação do receptor GPR120, e em recuperar a sensibilidade à insulina em diversos tecidos. O objetivo deste trabalho foi avaliar as ações e mecanismos anti-inflamatórios dos AGIs α-linolênico (ω3) e oléico (ω9)...

Predisposição ao Diabetes Mellitus tipo 2 em acadêmicos de enfermagem

Zimmermann, Karina Cardoso Gulbis
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
85.83%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2010; Estudo quantitativo, tipo transversal analítico realizado em 2009 em uma Universidade da região Sul de Santa Catarina que abordou a predisposição ao DM tipo 2 em acadêmicos de enfermagem. Teve como objetivos: identificar os fatores predisponentes para o desenvolvimento do DM tipo 2 e identificar e analisar as ações de prevenção ao DM tipo 2 adotadas pelos acadêmicos de enfermagem de uma Universidade da Região Sul de Santa Catarina. O projeto foi aprovado pelo comitê de ética da instituição sob o parecer 147/2009, iniciando-se a pesquisa somente após esse procedimento. A amostra do estudo foi a probabilística estratificada de 154 estudantes estipulados pela base de cálculo do SESTAT NET®. Os alunos foram sorteados, convidados a participar e, após assinar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, foram solicitados a responder um formulário de pesquisa, permitir a coleta de sangue em polpa digital para análise da glicemia capilar e ter verificada a medida de circunferência abdominal. Foi utilizado o glicosímetro portátil MEDICENSER® para verificação da glicemia capilar casual e fita métrica de tecido (0 a 200 cm)...

o saber implica bons hábitos? : trabalho de investigação : conhecimentos e hábitos alimentares do diabético

Lopes, Inês Luz
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese + relatório); 30 cm
Português
Relevância na Pesquisa
65.87%
Resumo da tese:Introdução: A diabetes mellitus tipo 2 é uma doença cada vez mais comum em todo o mundo, devido ao aumento da prevalência de estilos de vida sedentários e da obesidade, e dela advêm graves complicações. O tratamento da diabetes deve ter como objectivo a melhoria do controlo glicémico, pois permite controlar as complicações desta doença crónica 1. O presente estudo teve como objectivo estudar os hábitos alimentares dos utentes diabéticos, da USF Fernão Ferro mais, e compará-los com os conhecimentos destes diabéticos em relação àquilo que deve ser a sua alimentação. Métodos: Foram seleccionados, de forma sistemática, 109 diabéticos (amostra de conveniência). Foram utilizados, no estudo dos hábitos alimentares, um questionário de frequência alimentar e um questionário das 24h anteriores, e na análise dos conhecimentos do diabético, um questionário de 10 perguntas, sobre alimentação saudável do diabético. Resultados: Todos os diabéticos da amostra demonstraram conhecer a importância de ter uma alimentação saudável. Contudo, apenas 31,2% (34) demonstra fazê-lo. Do total de diabéticos inquiridos: 1) 68,8% (75) reconhece que deve fazer 5 ou mais refeições ao longo do dia mas destes...

Factores de controlo metabólico da Diabetes Mellitus tipo I em adolescentes

Vasconcelos, Carla Alexandra da Costa e
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese+relatório); 30 cm
Português
Relevância na Pesquisa
75.77%
Resumo da tese: Introdução: A DM tipo 1 é uma doença com incidência crescente em todo o mundo e é também uma forte causa de morbilidade e mortalidade. Torna-se, por isso, imprescindível perceber quais os factores que estão na base desta doença, para que se alcance um bom controlo metabólico, de modo a permitir o crescimento e desenvolvimento saudáveis em crianças e adolescentes, e a prevenir o aparecimento de complicações. Objectivos: foram objectivos deste trabalho comparar os factores que interferem com o controlo metabólico de dois grupos de adolescentes diabéticos tipo 1, um controlado (8%) e outro não controlado (11%), e identificar factores que estão na origem do bom controlo, para posterior aplicação ao grupo não controlado. Métodos: Foram definidos dois grupos, o GA - grupo controlado, constituído por adolescentes com idades compreendidas entre os 11 e os 16 anos, duração minima da doença de 3 meses e HbA1C inferior a 8%, e o GB - grupo não controlado, formado por doentes com as mesmas características do GA, mas com HbA,C superior a 11%. O protocolo de avaliação usado incluiu: avaliação do estado de nutrição, caracterização dos hábitos alimentares, da terapêutica insulínica, caracterização psicossocial e da ocupação dos tempos livres e prática de exercício físico. Para a avaliação do estado de nutrição foram usadas as medidas: peso...

Alimentação mediterrânica e o controlo glicémico da diabetes mellitus tipo 2

Andrade, Sara Rute Castro
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese + relatório); 30 cm
Português
Relevância na Pesquisa
85.8%
Resumo da tese:Itrodução: A prevalência da Diabetes Mellitus (DM) tipo 2 é cada vez maior em todo o mundo. Para este aumento contribuem vários factores. Entre eles encontra-se a susceptibilidade genética e diversos factores ambientais, tais como, a inactividade física e a elevada ingestão energética. As principais complicações da DM tipo 2 afectam vários órgãos e a esta patologia associam-se elevadas taxas de mortalidade e morbilidade. O controlo glicémico (CG) é fundamental para inverter e evitar estas situações e a alimentação surge como um componente integral deste controlo. A alimentação mediterrânia (AM) tem sido associada a padrões elevados de saúde e anunciada como preventiva no que diz respeito a doenças crónicas associadas a hábitos alimentares, como é o caso da DM tipo 2. Objectivos: (1) Caracterizar a população diabética tipo 2 que frequenta a consulta de Diabetes do Hospital Garcia da Horta (HGO), a vários níveis; (2) Verificar a aproximação da alimentação destes doentes à alimentação do tipo mediterrânico; (3) Avaliar a relação entre a AM e o CG da DM tipo 2. Métodos: Estudo transversal realizado aos diabéticos tipo 2 que frequentam a consulta de Diabétes do HGO. A amostra é constituída por 100 diabéticos tipo 2...

Avaliação da ingestão alimentar e do perfil metabólico de diabéticos tipo 1 candidatos a insulinoterapia intensiva : trabalho de investigação

Roseira, Ana Isabel de Almeida
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese + relatório); 30 cm
Português
Relevância na Pesquisa
105.85%
Resumo da tese:INTRODUÇÃO: A insulinoterapia intensiva é um dos métodos de tratamento da diabetes mellitus tipo 1 (DM1) cujos objectivos são a melhoria do perfil glicémico, a prevenção ou atraso das complicações crónicas inerentes à diabetes e a maior flexibilidade do quotidiano destes doentes. A contagem de Hidratos de Carbono (HC) é indispensável no plano de educação destes indivíduos. OBJECTIVOS: 1) avaliar a ingestão alimentar de diabéticos tipo 1 candidatos a insulinoterapia intensiva; 2) avaliar a adesão à terapêutica nutricional anteriormente instituída (plano alimentar); 3) comparar a composição corporal e o perfil metabólico antes e após o início do regime intensivo. MÉTODOS: Inicialmente foram avaliados 19 diabéticos tipo 1 candidatos a insulinoterapia intensiva, 16 mulheres e 3 homens, entre os 18 e os 57 anos. 13 tinham indicação para colocação de bomba de infusão subcutânea de insulina (BISI) e 6 para regime intensivo por múltiplas injecções diárias (MID). O tempo de evolução médio da DM1 era 11 anos (dp=8anos). A avaliação inicial incluiu a antropometria e a recolha de dados bioquímicos. A reavaliação, com um espaçamento médio de 5 meses, só foi possível em 8 dos doentes. Do total de doentes...

Consumo alimentar e controle metabólico em crianças e adolescentes portadores de diabetes melito tipo 1

Teles,Sheylle Almeida S; Fornés,Nélida Schmid
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
105.69%
OBJETIVO: Avaliar a relação entre consumo alimentar e controle metabólico em crianças e adolescentes com diabetes melito tipo 1 (DM1). MÉTODOS: Estudo transversal com 11 crianças e 39 adolescentes com DM1. Coletaram-se dados alimentares (hábitos, três recordatórios de 24 horas - R24h), terapêuticos (insulinoterapia), bioquímicos (índice da hemoglobina glicada - inHbA, glicemias casuais - GLC, pós-prandiais - GLPP e perfil lipídico). Utilizou-se o teste t de Student e a correlação de Pearson, sendo significante p<0,05. RESULTADOS: Dentre os indivíduos estudados, identificaram-se alimentação fora de horário em 64% e consumo de produtos açucarados em 6%. Os parâmetros que compõem o perfil lipídico foram adequados em: colesterol total sérico - CTs (88%), LDL (92%), TG (100% das crianças e 69% dos adolescentes) e HDL (82% das crianças e 85% dos adolescentes). Quanto aos parâmetros que medem o controle glicêmico, o inHbA foi adequado em 64% e a GLPP em 18%. Houve correlação negativa entre CTs e consumo de carboidratos (r=-0,324; p=0,022) e positiva com o consumo de lipídeos (r=0,315; p=0,026). CONCLUSÕES: O maior consumo de lipídeos e a consequente menor ingestão de carboidratos correlacionaram-se a maiores níveis de CTs.

Relação entre o perfil nutricional e parâmetros bioquímicos em crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 1; Relationship between nutritional profile and biochemical parameters in children and adolescents with type 1 diabetes mellitus

TELES, Sheylle Almeida da Silva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
125.85%
Introduction: Diabetes mellitus type 1 (DM1) is caused by partial or total destruction of the beta cells of islets of Langerhans, with a resulting deficiency in insulin production. Metabolic complications associated with type 1 diabetes results from chronic hyperglycemia and are mainly cardiovascular diseases, which begin in the first years after diagnosis, even in children and adolescents. Objective: To evaluate the relationship between nutritional and biochemical profiles in children and adolescents with DM1. Methods: Cross-sectional study with 54 patients treated at the Clinic of Endocrinology, Hospital das Clinicas, Federal University of Goiás. Data collected were: socioeconomic-demographic (age, sex, education, income), food (dietetic habits, three 24-hour recalls); clinical (insulin), anthropometric (weight, height, skinfolds, waist circumference-CC), biochemical (casual glucose GLC and post-prandial GLPP, glycated hemoglobin HbA, lipid profile including triglycerides TG, total seric cholesterol CTs, low density lipoprotein LDL, very low density lipoprotein VLDL and high density lipoprotein HDL). Body fat was estimated using the equation developed specifically for people aged eight to 18 years. HbA was converted to an index (inHbA). Statistical analysis was performed using the statistical package SPSS version 18.0. Were used descriptive statistics...

Avaliação do hábito alimentar de uma população portadora de dia-betes mellitus tipo 1

Lucia, Renata Paniago Andrade de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
95.92%
A importância da terapia nutricional no tratamento do diabetes mellitus tipo 1 (DM1) tem sido enfatizada desde os primórdios de seu conhecimento, porém ainda são escassos estudos que avaliam o hábito alimentar de indivíduos com DM1 que possam subsidiar orientações dietéticas mais eficazes. Este trabalho teve como objetivo avaliar o hábito alimentar de pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Foram incluídos 50 diabéticos e 77 não diabéticos, de ambos os sexos e idade maior que 15 anos. A dieta habitual foi avaliada através de questionário quantitativo de frequência alimentar (QQFA), testado previamente em população-piloto. Verificou-se que a maioria dos indivíduos diabéticos (82,0%) fazia de cinco a seis refeições diárias e a maioria (54,5%) dos não diabéticos de três a quatro. O consumo de proteínas (p<0,01) e fibras (p<0,01) foi maior no grupo de diabéticos e a ingestão de carboidratos (p=0,01), açúcares simples (p<0,01) e álcool (p=0,04) no grupo de não diabéticos. Não houve diferença entre os grupos quanto ao consumo de colesterol, gordura total, saturada e insaturada, porém o percentual médio de gordura total apresentou-se acima da recomendação em ambos os grupos. A ingestão de fibras foi adequada apenas no grupo de diabéticos. Houve consumo maior de frutas e hortaliças entre pacientes com diabetes...

Efeitos da automonitora??o sobre o comportamento de ades?o a dois tipos de regras nutricionais em adultos com diabetes tipo 2

GOMES, Daniela Lopes
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
65.85%
O diabetes mellitus ? uma doen?a cr?nica de etiologia m?ltipla, cujo tratamento inclui mudan?as no estilo de vida, onde a ado??o de h?bitos alimentares saud?veis ? de suma import?ncia para o controle da doen?a. No entanto, a ades?o ao plano alimentar ? um dos aspectos de maior desafio para o tratamento desta patologia. Esta pesquisa teve como objetivo comparar a efic?cia do uso de procedimentos de automonitora??o sobre o comportamento de ades?o a dois tipos de regras nutricionais (Plano Alimentar ? PA e Contagem Total de Carboidratos - CTC) em adultos com diabetes Tipo 2. Participaram quatro adultos inscritos no Programa HiperDia de uma Unidade Municipal de Sa?de, na cidade de Bel?m, apresentando dificuldades de ades?o ? dieta. A coleta de dados aconteceu no laborat?rio de Patologia da Nutri??o e em ambiente domiciliar dos participantes. O procedimento constou de: (1) Composi??o da amostra e entrevista para confirma??o dos crit?rios de inclus?o; (2) Caracteriza??o da linha de base (LB) do comportamento alimentar; (3) Interven??o: Treino de Automonitora??o (AM) com PA para dois participantes da Condi??o A (CTa) e com CTC para dois participantes da Condi??o B (CTb); (4) Revers?o das condi??es de Treino; (5) Follow-up e (6) Entrevista Final. O Treino em AM incluiu a verifica??o da correspond?ncia entre o registro do comportamento alimentar e as regras nutricionais; a an?lise dos custos e benef?cios da emiss?o dos comportamentos de seguimento das regras estabelecidas; an?lises funcionais da emiss?o ou n?o do comportamento de seguir as regras e o planejamento das a??es de ades?o. O participante foi solicitado a registrar todas as refei??es realizadas em intervalos de dois em dois dias a cada visita domiciliar da pesquisadora. Calculou-se o ?ndice de Ades?o ? Dieta (IAD) por dia de registro. Nos resultados...

A vivência dos pais em relação à criança adolescente com diabetes mellitus tipo 1

Silva, Marina Sofia Macedo
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 22/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
125.89%
Enquadramento: A Diabetes Mellitus Tipo 1 é uma doença crónica em expansão que afeta cada vez mais crianças e adolescentes, implicando mudanças nos hábitos de vida e maiores custos humanos, sociais e económicos. As suas repercussões são sentidas não só pelas crianças/adolescentes mas também pelos seus pais, havendo necessidade de prestar apoio ao papel parental. Objetivos: Perante esta problemática definimos como objetivos: identificar os sentimentos vivenciados pelos pais após o diagnóstico da Diabetes Mellitus Tipo I ao seu filho, compreender as experiências dos pais no cuidar de um filho diabético e refletir sobre a influência dos cuidados prestados pelos profissionais de saúde na aceitação e adaptação à diabetes por parte da criança/adolescente e sua família. Métodos: Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, exploratório-descritivo, fenomenológico. Utilizamos a entrevista semiestruturada e realizamos 14 entrevistas a pais de crianças ou adolescentes com diabetes, que são acompanhados na consulta externa do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro. As entrevistas decorreram entre o dia 02 e 11 de Abril de 2014 e foram alvo de análise de conteúdo. Resultados: Emergiram dez categorias de análise: impacto da diabetes na família...

Estado nutricional e adesão ao tratamento de pacientes diabéticos tipo 2 de uma unidade básica de saúde de Treviso-SC

Jesus, Renata Amancio Teixeira de
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
Português
Relevância na Pesquisa
65.82%
Monografia apresentada ao setor de Pós-Graduação da Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC, para a obtenção do titulo de especialista em Nutrição Clinica.; O Diabetes Mellitus (DM) é uma doença que acomete populações em todo o mundo. O tratamento tem por objetivo reduzir a glicemia prevenindo ou retardando o surgimento de complicações, controlar níveis de lipídios plasmáticos e pressão arterial reduzindo assim o risco de DCV que é responsável por até 80% das mortes em diabéticos. Este estudo teve por objetivo verificar adesão ao tratamento e o estado nutricional de pacientes portadores de DM tipo 2 de uma UBS de Treviso-SC. Foi uma pesquisa transversal realizada com portadores de DM tipo 2 com tempo mínimo de diagnóstico de 6 meses. Para caracterização socioeconômica utilizou-se o Critério de Classificação Econômica da ABEP. O estado nutricional foi avaliado por meio do IMC para a faixa etária. Para coletar os dados de idade, escolaridade, tempo de diagnóstico e compensação da doença auto-referida foi utilizado um formulário próprio. Para avaliação da adesão as atividades de autocuidado nos sete dias anteriores à entrevista foi utilizado o Questionário de Atividades com o Diabetes (QAD). Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva. Observou-se predominância do sexo feminino (72...

Lifestyle changes in descendants of parents with diabetes type 2; Cambio en los patrones de vida en descendientes de progenitores con diabetes mellitus tipo 2 del noreste de Mexico; Mudança em os padrões de vida em descendentes de progenitores com diabetes mellitus tipo 2 do nordeste do México

Guerra-Juárez, Rosalinda; Gallegos, Esther C.; Cerda-Flores, Ricardo M.
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2007 Português
Relevância na Pesquisa
65.82%
This study aimed to explore the disposition of diabetic parents' descendents in changing eating and physical activity patterns. It was based on the heritability concept and Prochaska's Transtheoretical Model. This is a descriptive-correlational study; participants included 30 parents, randomly selected, and 60 children. Results and conclusion: 68% of the children was classified as obese, 42% with insulin resistance, and 15% with carbohydrate intolerance. None of the risk factors was associated with the stages of change. The heritability factor was 1.37%; more people younger than 40 and women report decreasing in the consumption of fat food (Xi² = 6.04, p = .020; and 4.41, p = .040, respectively). These results suggest a high influence of environmental factors on the participants' unhealthy life styles.; El objetivo general del estudio fue explorar la disposición al cambio de patrones alimentarios y actividad física en descendientes de progenitores con diabetes mellitus tipo 2 (DMT2), aplicando un diseño descriptivo correlacional. La base teórica la constituyó el componente genético heredabilidad (h²) y el Modelo Transteorético de Prochaska; participaron 30 progenitores con DMT2 y 60 descendientes. Resultados y Conclusión: El 68% de los descendientes fueron obesos...

DIABETES MELLITUS SOB A ÓTICA DO ADOLESCENTE

Ferreira, Larissa Evangelista; Hospital Alto Vale; Zanatta, Elisangela Argenta; Universidade do Estado de Santa Catarina; Brumm, Maria Luiza Bevilaqua; Universidade do Estado de Santa Catarina; Nothaft, Simone Cristine dos Santos; Universidade do Estado d
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
85.71%
Pesquisa qualitativa realizada em 2011 com oito adolescentes portadores de diabetes mellitus tipo 1 com objetivo de conhecer percepções e identificar limitações que esses vivenciam em face à doença no âmbito familiar, social e alimentar. Para a coleta das informações utilizou-se Dinâmicas de Criatividade e Sensibilidade preconizadas pelo Método Criativo Sensível. A interpretação das informações seguiu a análise temática de conteúdo, surgindo duas categorias: O diabetes na vida do adolescente e Limitações impostas pela doença. Os resultados apontam sentimentos diversos, como esperança, alegria e tristeza e dificuldades, como cobranças feitas por profissionais de saúde e pais, horários rígidos para medicação e convivência com crises de hipoglicemia. As limitações relacionam-se às dificuldades para ser aceito e conviver com amigos e às restrições alimentares. A pesquisa trouxe elementos importantes que reforçam os observados em outros estudos, servindo de subsídios para a elaboração de cuidados de enfermagem ao adolescente diabético.