Página 1 dos resultados de 561 itens digitais encontrados em 0.016 segundos

Educação alimentar e nutricional em nível de atenção primária à saúde em São Paulo e Bogotá: cenário e temáticas; Nutrition Education in Primary Health level of São Paulo and Bogotá: context and themes

Cardenas, Alexandra Pava
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
136.01%
Introdução: a Educação Alimentar e Nutricional (EAN) é parte fundamental da promoção da alimentação saudável dentro do conceito de Atenção Primária à Saúde (APS). A priorização das temáticas abordadas nos grupos de EAN guarda correspondência com o modelo dos serviços de APS e as políticas públicas relacionadas. Objetivo: comparar as temáticas, processo de determinação e referencial técnico utilizado nos grupos de EAN do nível da Atenção Primária à Saúde das cidades de São Paulo e Bogotá, levando em consideração a configuração da EAN dentro do cenário das políticas públicas de saúde do Brasil e da Colômbia. Métodos: fez-se revisão documental sobre o contexto dos países e o cenário das políticas de alimentação, APS e Promoção da Saúde (PS), nessas incluindo o propósito, foco, atores e articulação de cada uma com a EAN. Coletaram-se dados em São Paulo e Bogotá por meio de três aproximações: questionário online, entrevista semiestruturada e observação sistemática. Para a observação realizou-se análise da atividade em torno da mensagem identificada por grupo e para a entrevista usou-se a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Participaram 54 nutricionistas e observaram-se 41 grupos. Resultados: existe um espaço em potencial para a realização de ações encaminhadas à EAN dentro do cenário das políticas públicas com variação no processo de formulação...

Educação alimentar e nutricional em escolares: uma revisão de literatura

Ramos,Flavia Pascoal; Santos,Ligia Amparo da Silva; Reis,Amélia Borba Costa
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
126.11%
A educação alimentar e nutricional é vista como uma estratégia para promoção de hábitos alimentares saudáveis e acredita-se que a escola seja um espaço apropriado para desenvolver essas ações. Objetivou-se descrever e analisar o panorama da publicação científica sobre estudos de intervenção no campo da educação alimentar e nutricional em escolares no Brasil. Realizou-se uma revisão de literatura na qual foram selecionados artigos publicados entre 2000 e 2011. Observou-se que, apesar da relevância do tema, há um baixo número de publicações na área e que a maior parte foi publicada a partir de 2009. Os resultados apontados foram melhora no conhecimento em nutrição e nas opções alimentares. Entretanto, a maioria dos estudos que realizou avaliação antropométrica não encontrou mudanças no estado nutricional. Soma-se que os estudos optaram por metodologias baseadas nos estudos epidemiológicos de intervenção, indicando a necessidade de intervenções baseadas em metodologias inovadoras de educação em saúde, bem como modelos de pesquisa que correspondam aos objetos de estudo.

Novas perspectivas em educação alimentar e nutricional

Oliveira,Sabrina Ionata de; Oliveira,Kathleen Sousa
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
126.18%
A crescente ênfase na temática de educação alimentar e nutricional, decorrida da estratégia Fome Zero e da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, bem como da mudança no perfil de morbi-mortalidade da população, tornou fundamental a reflexão sobre sua configuração enquanto ação governamental. Na estratégia Fome Zero, a educação alimentar e nutricional é prevista como ação estruturante, de tal sorte que a mesma configurou-se institucionalmente no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) tendo como perspectiva a promoção da segurança alimentar e nutricional. Dessa forma, a Coordenação responsável pelo desenvolvimento de ações educativas nesse Ministério promoveu duas oportunidades de reflexão: uma interna, que visava estabelecer o marco institucional da educação alimentar e nutricional no MDS, e a outra no Conselho Nacional de Segurança Alimentar, com o objetivo de subsidiar o grupo de trabalho de alimentação adequada e saudável. Dessas discussões surgiram importantes recomendações e estratégias como base para o desenvolvimento de ações educativas em alimentação e nutrição tanto para o governo como para a sociedade civil. Dentre essas recomendações, destacamos a importância de que as ações educativas sejam desenvolvidas no sentido de promover a autonomia dos indivíduos...

O fazer educação alimentar e nutricional: algumas contribuições para reflexão

Santos,Ligia Amparo da Silva
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
126.14%
O presente artigo reflete sobre as práticas de educação alimentar e nutricional vigentes no contexto atual. São discutidas no âmbito das políticas públicas de alimentação e nutrição partindo de uma análise sobre as ações governamentais empreendidas e de suas ações no âmbito local, particularmente na nutrição clínica ambulatorial e/ou na atenção a grupos específicos, buscando identificar as tendências teóricas e metodológicas que norteiam as práticas educativas. Considera-se que a educação alimentar e nutricional tem sido alvo de debates na busca de concebê-la como uma ação governamental. Entretanto, em que pese seus avanços, se reconhece a existência de um hiato entre as formulações das políticas e as ações desenvolvidas no âmbito local. Permanece também um hiato entre discursos e as práticas em seu torno das ações educativas. Conclui-se que a educação alimentar e nutricional é menos um instrumento do que um dispositivo de ações conjugadas que devem envolver diferentes setores e disciplinas, entretanto, demanda investimentos na formação profissional e na produção de conhecimento no campo.

A experiência da Oficina Permanente de Educação Alimentar e em Saúde (OPEAS): formação de profissionais para a promoção da alimentação saudável nas escolas

Juzwiak,Claudia Ridel; Castro,Paula Morcelli de; Batista,Sylvia Helena Souza da Silva
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
116.08%
Este artigo tem por objetivo apresentar a experiência da Oficina Permanente de Educação Alimentar e em Saúde, um espaço de articulação dos profissionais envolvidos na promoção da alimentação saudável na escola. Em 2009, foram realizadas 10 oficinas com nutricionistas, diretores/assistentes de direção, coordenadores pedagógicos, professores e graduandos de nutrição, tendo como referências Paulo Freire e Pichon-Riviére. Os dados coletados foram analisados por meio da metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Ao iniciar a participação na OPEAS, a relação entre os profissionais era distante e poucas atividades interdisciplinares eram desenvolvidas. Apreendeu-se como centrais na promoção da alimentação saudável: comunicação entre a equipe escolar; realização do trabalho conjunto; envolvimento de toda a comunidade escolar; inclusão da educação alimentar e nutricional no currículo e oferta de alimento como a ferramenta central de educação nutricional. Na avaliação somativa, foram apreendidas quatro ideias centrais situando a OPEAS como: aquisição de conhecimento, espaço para reflexão, oportunidade de integração e ideias para a prática. Espaços de Educação Permanente devem ser construídos com os profissionais para apoiar e fomentar as ações de promoção da alimentação saudável na escola.

Avanços e desdobramentos do marco de referência da educação alimentar e nutricional para políticas públicas no âmbito da universidade e para os aspectos culturais da alimentação

Amparo-Santos,Lígia
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
126.16%
O presente artigo tem como objetivo refletir sobre alguns possíveis avanços e desdobramentos para o campo da Educação Alimentar e Nutricional a partir do lançamento do Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para Políticas Públicas, ocorrido em novembro de 2012. Destaca-se a reflexão sobre duas dimensões do documento: os aspectos culturais da alimentação e a universidade no seu clássico tripé de ensino, pesquisa e extensão. Considera-se este um momento relevante para as políticas públicas de alimentação e nutrição no Brasil, em que se reconhece a importância da educação alimentar e nutricional como estratégica para a promoção da alimentação saudável dentro do contexto da realização do Direito Humano à Alimentação Adequada e da garantia da Segurança Alimentar e Nutricional.

Conhecimentos e práticas de educadores e nutricionistas sobre a educação alimentar e nutricional no ambiente escolar

Guerra Albuquerque, Alicinez; Maria Osório de Cerqueira, Mônica (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
126.11%
A educação alimentar e nutricional (EAN) consolida-se como uma estratégia para promover a saúde e a segurança alimentar e nutricional. No ambiente escolar faz-se necessário que a EAN seja vivenciada pelos escolares de modo a contribuir para construção do conhecimento sobre a alimentação e motivar práticas alimentares saudáveis. Neste âmbito destacam-se os conhecimentos e atuação dos profissionais que lidam com o processo da prática-pedagógica e alimentação escolar, respectivamente, os educadores e nutricionistas. Estes profissionais devem conhecer a EAN e sua configuração com a incumbência de implementá-la na escola. Assim, este estudo tem como objetivo analisar os conhecimentos e práticas sobre EAN na escola, na perspectiva de educadores e nutricionistas. O estudo utilizou uma abordagem qualitativa. Esse se realizou durante o período de maio a julho de 2011, e ocorreu na Secretaria Estadual de Educação do estado de Pernambuco e em uma escola estadual. Os participantes foram 7 educadores da Gerência de Políticas Educacionais, 8 professores da escola e 13 nutricionistas das Gerências Regionais de Educação, selecionados pela amostra intencional, seguindo critério de saturação. A coleta dos dados consistiu de entrevista semiestruturada individual e a análise das informações foi realizada por meio da Análise do Conteúdo Temática. Como resultados emergiram as seguintes categorias temáticas: A EAN como regra de comer certo; A finalidade da EAN: promover hábitos alimentares saudáveis; A escola: um ambiente fomentador e potencializador da EAN; Atribuições e parcerias dos atores escolares para a EAN; Barreiras do professor e nutricionista para exercer a EAN; A EAN como prática pedagógica centrada na realidade alimentar do aluno. A escola é carente em práticas de EAN; Estratégias de EAN; Limitações para a prática da EAN nas escolas. Conclui-se que os profissionais referiram diversos conhecimentos sobre a EAN voltados à promoção da saúde...

Conhecimentos e Práticas de Educadores e Nutricionistas Sobre a Educação Alimentar e Nutricional no Ambiente Escolar

Albuquerque, Alicinez Guerra; Cerqueira, Mônica Maria Osório de (Orientadora); Pontes, Cleide Maria (Coorientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
126.11%
A educação alimentar e nutricional (EAN) consolida-se como uma estratégia para promover a saúde e a segurança alimentar e nutricional. No ambiente escolar faz-se necessário que a EAN seja vivenciada pelos escolares de modo a contribuir para construção do conhecimento sobre a alimentação e motivar práticas alimentares saudáveis. Neste âmbito destacam-se os conhecimentos e atuação dos profissionais que lidam com o processo da prática-pedagógica e alimentação escolar, respectivamente, os educadores e nutricionistas. Estes profissionais devem conhecer a EAN e sua configuração com a incumbência de implementá-la na escola. Assim, este estudo tem como objetivo analisar os conhecimentos e práticas sobre EAN na escola, na perspectiva de educadores e nutricionistas. O estudo utilizou uma abordagem qualitativa. Esse se realizou durante o período de maio a julho de 2011, e ocorreu na Secretaria Estadual de Educação do estado de Pernambuco e em uma escola estadual. Os participantes foram 7 educadores da Gerência de Políticas Educacionais, 8 professores da escola e 13 nutricionistas das Gerências Regionais de Educação, selecionados pela amostra intencional, seguindo critério de saturação. A coleta dos dados consistiu de entrevista semiestruturada individual e a análise das informações foi realizada por meio da Análise do Conteúdo Temática. Como resultados emergiram as seguintes categorias temáticas: A EAN como regra de comer certo; A finalidade da EAN: promover hábitos alimentares saudáveis; A escola: um ambiente fomentador e potencializador da EAN; Atribuições e parcerias dos atores escolares para a EAN; Barreiras do professor e nutricionista para exercer a EAN; A EAN como prática pedagógica centrada na realidade alimentar do aluno. A escola é carente em práticas de EAN; Estratégias de EAN; Limitações para a prática da EAN nas escolas. Conclui-se que os profissionais referiram diversos conhecimentos sobre a EAN voltados à promoção da saúde...

A educação alimentar e nutricional nos anos iniciais do Ensino Fundamental da rede pública municipal de Rio Verde-GO; Food and nutritional education in municipal primary schools of Rio Verde GO

CABRAL, Hellen Cristina de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
136.13%
This study was carried out within the research line Culture and Educational Processes, and its object of study was the food and nutritional education of children in municipal primary schools. Its aims were to verify the children s nutritional status and to evaluate their eating habits; to verify the presence of themes such as eating and nutrition in the school curriculum; to analyze the National Curricular Parameters as far as eating and nutrition are concerned, and establish criteria to evaluate textbooks and analyze food and nutritional education supplementary material available for teachers and used in the school. The research was carried out in three schools from Rio Verde-GO, with children from farms, from the outskirts of town and downtown. The eating and nutritional conditions of children between 6 and 10 years old were investigated, as well as eating habits, type of food consumed, acceptance of school food, etc. The choice for these aspects took into account the Brazilian reality presented in several studies, which revealed a tendency to obesity in children of this age, regardless of social class. We also studied how teachers have dealt with the eating and nutrition theme with their students, the available material for this work besides the textbook and its appropriateness and connection to what the National Curricular Parameters establish. The results showed that...

Ações de educação alimentar e nutricional no Programa Nacional de Alimentação Escolar; Actions of food and nutrition education on the National school Feeding Program: a Brazilian panorama

Almeida, Géssica Mercia de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Nutrição e Saúde (FANUT); Faculdade de Nutrição - FANUT (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Nutrição e Saúde (FANUT); Faculdade de Nutrição - FANUT (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
136.26%
This study aimed to analyze the actions of food and nutrition education at the National School Feeding Programme in Brazilian towns. It is a cross-sectional descriptive and analytical study, conducted through telephone interviews during the period from April 2012 to November 2013. The survey was developed with school feeding’s nutritionists from 388 towns distributed proportionally between the North, Northeast, Southeast, South and Midwest regions. The studied variables included: actions of food and nutrition education and their frequency, social actors involved, form of guidance for achieving food and nutrition education, inclusion of food and nutrition theme in Political Pedagogical Project and the difficulties in achieving food and nutrition education. Statistical analyses were performed using the χ2 Fisher’s test or Pearson’s exact test, beyond the multivariate logistic regression, with a significance level of 5% model. Out of the 388 interviewed nutritionists, 85.1% perform actions of food and nutrition education in schools and day care centers, with the highest frequency in the South region (94.6%) and lowest in the Northeast (79.2%) (p = 0.04). The actions of food and nutrition education are predominantly developed through lectures...

Exercício profissional do nutricionista e a realização da educação alimentar e nutricional nas regiões brasileiras; Exercise professional nutritionist and the realization of food and nutrition education in brazilian regions

Gregório, Nicolly Patrícia
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Nutrição e Saúde (FANUT); Faculdade de Nutrição - FANUT (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Nutrição e Saúde (FANUT); Faculdade de Nutrição - FANUT (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
136.17%
This study aimed to characterize the exercise of professional nutritionist in the National School Feeding Program and its association with food and nutrition education. Is an analytic cross-sectional descriptive study realized in 432 municipalities in the North, Northeast, Midwest, Southeast and South regions, by telephone interview, from April 2012 to November 2013. Interviews were conducted with the nutritionist responsible for school feeding in the municipalities, in the absence, was replaced by the coordinator of school feeding or municipal secretary of education. For writing this dissertation became a division of the study and considered only the interviews with the nutritionist. Descriptive analyzes were performed, to verify the association between the dependent variable and the explanatory variables the values of the correlation coefficient Cramer's V were estimated. To verify the hypothesis, the Pearson’s chi-square test or Fisher's Exact was conducted. We considered statistical significance level of 5%. Of the 384 study participants nutritionists, the principal information in relation to this observed in professional school feeding were: 84,9% had food and nutrition education, 50,2% had worked for more than two years, 56% were gazetted and 59...

O olhar do educando e do educador sobre ação de educação alimentar e nutricional desenvolvida com mulheres do Recanto das Emas/DF

Torquato, Luiza Lima
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
126.1%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2015.; A Educação Alimentar e Nutricional (EAN), campo de ação da Segurança Alimentar e Nutricional e da Promoção da Saúde, tem sido considerada uma das estratégias fundamentais para prevenir e controlar os problemas alimentares e nutricionais contemporâneos e proporcionar ao indivíduo e grupos populacionais uma perspectiva ampliada e sistêmica da alimentação, que contribua para a promoção da prática autônoma e voluntária de hábitos alimentares saudáveis. Contudo, evidencia-se um hiato entre as teorias e as formulações das políticas públicas de EAN e as ações desenvolvidas em âmbito local. Essa situação, associada ao lançamento do Marco de Referência de EAN para as Políticas Públicas (MREAN), em 2012, motivou o desenvolvimento de uma pesquisa-ação planejada e executada, com a participação ativa dos sujeitos envolvidos, à luz dos princípios e diretrizes desse documento que orienta a prática da EAN. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi analisar, sob a perspectiva do educando e do educador, o processo de ensino-aprendizagem e as repercussões da ação realizada. Trata-se de um estudo de caso reflexivo-interpretativo de abordagem qualitativa conduzido com 13 educandas e 4 educadoras que participaram da ação de EAN desenvolvida na cidade do Recanto das Emas/DF. Foram realizadas entrevistas individuais do tipo semiestruturada que foram analisadas por meio da análise de conteúdo. Os resultados foram organizados em categorias...

O olhar do educando e do educador sobre ação de educação alimentar e nutricional desenvolvida com mulheres do Recanto das Emas/DF

Torquato, Luiza Lima
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
126.1%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2015.; A Educação Alimentar e Nutricional (EAN), campo de ação da Segurança Alimentar e Nutricional e da Promoção da Saúde, tem sido considerada uma das estratégias fundamentais para prevenir e controlar os problemas alimentares e nutricionais contemporâneos e proporcionar ao indivíduo e grupos populacionais uma perspectiva ampliada e sistêmica da alimentação, que contribua para a promoção da prática autônoma e voluntária de hábitos alimentares saudáveis. Contudo, evidencia-se um hiato entre as teorias e as formulações das políticas públicas de EAN e as ações desenvolvidas em âmbito local. Essa situação, associada ao lançamento do Marco de Referência de EAN para as Políticas Públicas (MREAN), em 2012, motivou o desenvolvimento de uma pesquisa-ação planejada e executada, com a participação ativa dos sujeitos envolvidos, à luz dos princípios e diretrizes desse documento que orienta a prática da EAN. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi analisar, sob a perspectiva do educando e do educador, o processo de ensino-aprendizagem e as repercussões da ação realizada. Trata-se de um estudo de caso reflexivo-interpretativo de abordagem qualitativa conduzido com 13 educandas e 4 educadoras que participaram da ação de EAN desenvolvida na cidade do Recanto das Emas/DF. Foram realizadas entrevistas individuais do tipo semiestruturada que foram analisadas por meio da análise de conteúdo. Os resultados foram organizados em categorias...

Novas perspectivas em educação alimentar e nutricional; Nuevas Perspectivas en Educación Alimentaria y Nutricional; New Perspectives on Food and Nutrition Education; Nouvelles perspectives em Éducation Alimentaire et Nutricionnelle

Oliveira, Sabrina Ionata de; Oliveira, Kathleen Sousa
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
126.21%
A crescente ênfase na temática de educação alimentar e nutricional, decorrida da estratégia Fome Zero e da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, bem como da mudança no perfil de morbi-mortalidade da população, tornou fundamental a reflexão sobre sua configuração enquanto ação governamental. Na estratégia Fome Zero, a educação alimentar e nutricional é prevista como ação estruturante, de tal sorte que a mesma configurou-se institucionalmente no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) tendo como perspectiva a promoção da segurança alimentar e nutricional. Dessa forma, a Coordenação responsável pelo desenvolvimento de ações educativas nesse Ministério promoveu duas oportunidades de reflexão: uma interna, que visava estabelecer o marco institucional da educação alimentar e nutricional no MDS, e a outra no Conselho Nacional de Segurança Alimentar, com o objetivo de subsidiar o grupo de trabalho de alimentação adequada e saudável. Dessas discussões surgiram importantes recomendações e estratégias como base para o desenvolvimento de ações educativas em alimentação e nutrição tanto para o governo como para a sociedade civil. Dentre essas recomendações, destacamos a importância de que as ações educativas sejam desenvolvidas no sentido de promover a autonomia dos indivíduos...

A experiência da Oficina Permanente de Educação Alimentar e em Saúde (OPEAS): formação de profissionais para a promoção da alimentação saudável nas escolas

Juzwiak,Claudia Ridel; Castro,Paula Morcelli de; Batista,Sylvia Helena Souza da Silva
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
116.08%
Este artigo tem por objetivo apresentar a experiência da Oficina Permanente de Educação Alimentar e em Saúde, um espaço de articulação dos profissionais envolvidos na promoção da alimentação saudável na escola. Em 2009, foram realizadas 10 oficinas com nutricionistas, diretores/assistentes de direção, coordenadores pedagógicos, professores e graduandos de nutrição, tendo como referências Paulo Freire e Pichon-Riviére. Os dados coletados foram analisados por meio da metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Ao iniciar a participação na OPEAS, a relação entre os profissionais era distante e poucas atividades interdisciplinares eram desenvolvidas. Apreendeu-se como centrais na promoção da alimentação saudável: comunicação entre a equipe escolar; realização do trabalho conjunto; envolvimento de toda a comunidade escolar; inclusão da educação alimentar e nutricional no currículo e oferta de alimento como a ferramenta central de educação nutricional. Na avaliação somativa, foram apreendidas quatro ideias centrais situando a OPEAS como: aquisição de conhecimento, espaço para reflexão, oportunidade de integração e ideias para a prática. Espaços de Educação Permanente devem ser construídos com os profissionais para apoiar e fomentar as ações de promoção da alimentação saudável na escola.

Educação alimentar e nutricional em escolares: uma revisão de literatura

Ramos,Flavia Pascoal; Santos,Ligia Amparo da Silva; Reis,Amélia Borba Costa
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
126.11%
A educação alimentar e nutricional é vista como uma estratégia para promoção de hábitos alimentares saudáveis e acredita-se que a escola seja um espaço apropriado para desenvolver essas ações. Objetivou-se descrever e analisar o panorama da publicação científica sobre estudos de intervenção no campo da educação alimentar e nutricional em escolares no Brasil. Realizou-se uma revisão de literatura na qual foram selecionados artigos publicados entre 2000 e 2011. Observou-se que, apesar da relevância do tema, há um baixo número de publicações na área e que a maior parte foi publicada a partir de 2009. Os resultados apontados foram melhora no conhecimento em nutrição e nas opções alimentares. Entretanto, a maioria dos estudos que realizou avaliação antropométrica não encontrou mudanças no estado nutricional. Soma-se que os estudos optaram por metodologias baseadas nos estudos epidemiológicos de intervenção, indicando a necessidade de intervenções baseadas em metodologias inovadoras de educação em saúde, bem como modelos de pesquisa que correspondam aos objetos de estudo.

O fazer educação alimentar e nutricional: algumas contribuições para reflexão

Santos,Ligia Amparo da Silva
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
126.14%
O presente artigo reflete sobre as práticas de educação alimentar e nutricional vigentes no contexto atual. São discutidas no âmbito das políticas públicas de alimentação e nutrição partindo de uma análise sobre as ações governamentais empreendidas e de suas ações no âmbito local, particularmente na nutrição clínica ambulatorial e/ou na atenção a grupos específicos, buscando identificar as tendências teóricas e metodológicas que norteiam as práticas educativas. Considera-se que a educação alimentar e nutricional tem sido alvo de debates na busca de concebê-la como uma ação governamental. Entretanto, em que pese seus avanços, se reconhece a existência de um hiato entre as formulações das políticas e as ações desenvolvidas no âmbito local. Permanece também um hiato entre discursos e as práticas em seu torno das ações educativas. Conclui-se que a educação alimentar e nutricional é menos um instrumento do que um dispositivo de ações conjugadas que devem envolver diferentes setores e disciplinas, entretanto, demanda investimentos na formação profissional e na produção de conhecimento no campo.

Construção de habilidades em Segurança Alimentar e Nutricional com titulares de direito do Programa Bolsa Família

Monego, Estelamaris Tronco; Martins, Karine Anusca; Nunes, Maria Janaína Cavalcante; Santiago, Raquel Andrade Cardoso; Correa, Marcia Helena Sacchi; Sousa, Lucilene Maria de; Alexandre, Veruska Prado; Campos, Maria Raquel Hidalgo
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Descritiva. Formato: application/pdf
Publicado em 28/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
126.02%
O direito humano à alimentação adequada (DHAA) é reconhecido como o acesso regular e permanente a alimentos, sem qualquer tipo de restrição qualitativa ou quantitativa. Tem como premissa a alimentação segura, adequada e saudável. Esse artigo relata a experiência de um projeto que promoveu atividades de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) e DHAA, com trabalhadores e titulares de direito envolvidos com o Programa Bolsa Família (PBF). Participaram deste projeto dezenove municípios do estado de Goiás, incluindo a capital. Foram realizadas ações de formação com profissionais da saúde, educação e assistência social tendo como enfoque o PBF. Os profissionais vinculados ao Sistema Único de Assistência Social (SUAS) formularam planos de ação municipais. Os titulares de direito do PBF participaram de formações voltadas para a SAN e DHAA, incluindo roda de conversa sobre os direitos humanos e oficina de culinária. A experiência claramente demonstrou como o projeto incentivou os titulares de direito e equipe do PBF a produzir conhecimento e novas práticas em suas cidades e vida. A equipe, os grupos profissionais envolvidos e o público participante, consideram que esta ação foi importante na execução e na promoção de uma alimentação adequada e saudável...

Segurança alimentar e nutricional e tecnologias sociais em educação alimentar e nutricional: notas sobre um projeto de pesquisa e extensão

Amparo-Santos, Lígia; Soares, Micheli Dantas; Magalhães, Lilian Miranda; Reis, Amélia Borba Costa; Porcino, Débora Cruz; Santos, Michele Oliveira dos; Silva, Iane Carine Freitas da; Passos, Jasilaine Andrade
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa descritiva. Formato: application/pdf
Publicado em 11/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
156.23%
Este ensaio pretende refletir sobre um projeto de pesquisa e extensão no campo de Tecnologias Sociais em Educação Alimentar e Nutricional com vistas a favorecer a ampliação da garantia da Segurança Alimentar e Nutricional e a promoção da alimentação saudável de comunidades populares. Partindo da compreensão que o empreendimento concilia marcos referenciais da educação a uma complexa trama de dimensões que conforma o fenômeno da alimentação humana, discutiremos, inicialmente, o cenário no qual o debate sobre a emergência de novas configurações de Educação Alimentar e Nutricional se desenha no campo das políticas públicas, culminando com a proposição de um marco referencial para o referido campo. Em seguida, serão apresentados os fundamentos teóricos e metodológicos que animaram a proposição do projeto. Neste quesito, o enfoque da discussão centra-se nos marcos referenciais da educação e das ciências sociais em saúde em diálogo com as ciências da nutrição. Posteriormente, descreve-se o contexto do estudo e a experiência de Educação Alimentar e Nutricional desenvolvida, ao lado de uma análise dos alcances e limites à luz dos princípios metodológicos propostos e efetivamente concretizados.

A política brasileira de segurança alimentar e nutricional: concepção e resultados

Belik, Walter
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Descritiva. Formato: application/pdf
Publicado em 11/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
136.06%
O artigo discute a utilização do conceito de Segurança Alimentar e Nutricional no desenho do Projeto Fome Zero e a sua implementação a partir de diversos programas que tiveram início na década passada. Essa política pública é o resultado de uma trajetória histórica e de um novo contexto internacional no qual o combate à fome passou a ser associado ao reconhecimento de direitos por parte do Estado. Após apresentar alguns resultados o artigo conclui chamando a atenção para a necessidade de aperfeiçoar programas ligados ao abastecimento, educação alimentar e nutricional e agricultura urbana, de forma a viabilizar o funcionamento de um sistema integrado de Segurança Alimentar e Nutricional.