Página 1 dos resultados de 300 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Relevância clínica da concentração do ácido hialurônico no escarro e em espécimes tumorais de pacientes portadores de carcinomas de pulmão; Clinical relevance of the hyaluronan levels in the sputum and tumoral tissues of lung cancer patients

Rangel, Maristela Peres
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.78%
Introdução. O ácido hialurônico é um glicosaminoglicano não sulfatado presente na matriz extracelular. Vários estudos têm demonstrado que uma produção ou degradação aberrante dessa molécula tem influência no comportamento do câncer de mama, próstata, bexiga e pulmão. Desta forma, a dosagem do ácido hialurônico em tecidos e fluidos corporais como sangue, urina e escarro tem despertado grande interesse como rastreador de indivíduos de alto risco e marcador diagnóstico e/ou prognóstico da doença estabelecida. Objetivos. Verificar se há diferenças nos níveis de ácido hialurônico entre espécimes tumorais e não tumorais de câncer de pulmão, bem como seu impacto na sobrevida dos pacientes; verificar se diferenças encontradas nos tecidos estão também presentes no escarro; verificar se a dosagem do ácido hialurônico no escarro permite rastrear pacientes com câncer de pulmão entre pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica e voluntários saudáveis. Resultados. Houve uma elevação significativa nos níveis de ácido hialurônico nos espécimes tumorais em relação aos espécimes não tumorais, mesmo quando histologicamente categorizados. Não houve associação entre as concentrações do ácido hialurônico com características clínicas dos pacientes...

Conhecimentos e opiniões de usuários sobre a importância do exame e das amostras de escarro no diagnóstico da tuberculose pulmonar; Knowledge and opinions of patients regarding the usefulness of bacteriological method and samples sputum in the diagnosis of Pulmonary Tuberculosis

Campinas, Lucia de Lourdes Souza Leite
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/1999 Português
Relevância na Pesquisa
37.73%
A tuberculose continua sendo um sério problema de saúde pública no Brasil. O coeficiente de mortalidade vem tendo aumento significativo, apesar de todo o avanço tecnológico no campo dos recursos diagnósticos e de tratamentos disponíveis. Esta pesquisa teve como objetivo identificar conhecimentos e opiniões de usuários num serviço de saúde do Município de São Paulo Brasil, sobre a importância do exame das amostras de escarro no diagnóstico da tuberculose pulmonar pelo método bacteriológico. Setenta e oito (78) usuários foram entrevistados, durante o período de junho e julho de 1998. Os resultados mostram uma população com baixas condições sócio-econômicas. Todos os entrevistados haviam sido submetidos à baciloscopia de escarro e radiografia de tórax, e (46,2 por cento ) confiavam mais no RX do que na baciloscopia de escarro. Embora 93,6 por cento alegassem terem sido orientados quanto à colheita de escarro, constatou-se que 33,3 por cento deles, não sabiam colher o exame e 15,4 por cento apresentavam dúvidas. Quando indagados sobre a importância da colheita de mais de uma amostra, 52,1 por cento não souberam responder. Quanto à importância atribuída ao exame de escarro, 10,4 por cento citaram que o exame serve para avaliar o tratamento e...

O escarro induzido no diagnóstico das doenças pulmonares em pacientes positivos ao vírus da imunodeficiência humana

Silva, Rosemeri Maurici
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.67%
A indução de escarro é uma técnica utilizada amplamente para monitorar a inflamação de vias aéreas, porém sua importância como ferramenta diagnóstica de doenças pulmonares em pacientes imunocomprometidos ainda necessita de melhor definição. Com o objetivo de determinar o seu rendimento no diagnóstico das doenças pulmonares em pacientes positivos ao HIV, no período de janeiro de 2001 a setembro de 2002, foram avaliados todos os pacientes com idade superior a 14 anos, infectados com o vírus da imunodeficiência humana, admitidos no Hospital Nereu Ramos (Florianópolis – Santa Catarina – Brasil). Foram incluídos no estudo aqueles indivíduos que apresentavam manifestações clínicas do aparelho respiratório há pelo menos 7 dias, associadas, ou não, a sinais radiológicos de doença pulmonar. Também foram incluídos indivíduos assintomáticos do ponto de vista respiratório, mas que apresentavam alterações no radiograma de tórax. Todos os pacientes foram submetidos à avaliação clínica, radiológica e laboratorial e realizaram a indução de escarro, seguida pela broncofibroscopia, lavado broncoalveolar e biópsia pulmonar transbrônquica. As amostras obtidas foram processadas para bacterioscopia pelo método de Gram e Ziehl-Neelsen...

Bacteriological analysis of induced sputum for the diagnosis of pulmonary tuberculosis in the clinical practice of a general tertiary hospital; Análise bacteriológica do escarro induzido para o diagnóstico de tuberculose pulmonar na prática clínica de um hospital geral terciário

Garcia, Sabrina Bollmann; Perin, Christiano; Silveira, Marcel Müller da; Vergani, Gustavo; Menna Barreto, Sérgio Saldanha; Dalcin, Paulo de Tarso Roth
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.58%
Verificar a sensibilidade diagnóstica da análise bacteriológica do escarro induzido (EI) para o diagnóstico de tuberculose (TB) pulmonar e identificar as variáveis clínicas associadas com o diagnóstico confirmado. Além disso, avaliar o rendimento diagnóstico da broncoscopia realizada se a pesquisa de BAAR for negativa no EI. Métodos: Estudo transversal e retrospectivo de pacientes com suspeita de TB pulmonar ativa, encaminhados ao serviço para a indução de escarro. Foram revisados consecutivamente os registros laboratoriais de todos os pacientes submetidos à indução de escarro entre junho de 2003 e janeiro de 2006, assim como o prontuário eletrônico de cada caso. Também foram revisados os resultados bacteriológicos das amostras broncoscópicas coletadas dos pacientes cujos resultados de BAAR em EI foram negativos. Resultados: Dos 417 pacientes estudados, 83 (19,9%) tiveram resultados positivos (BAAR e/ou cultura) no EI. Na análise de regressão logística, os achados radiológicos de cavitação pulmonar (OR = 3,8; IC95%: 1,9-7,6) e de infiltrado de padrão miliar (OR = 3,7; IC95%: 1,6-8,6) associaram-se mais significativamente com o diagnóstico de TB pulmonar. A broncoscopia foi realizada, após resultado de BAAR negativo no EI...

Estudo microbiológico simultâneo do escarro dessalivado e da saliva em pacientes com doença pulmonar infecciosa

Chaves, Marcus Silvane Sanchez
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.86%
O tratamento das infecções do trato respiratório inferior – em especial as pneumonias adquiridas na comunidade – fundamenta-se em critérios clínico-radiológicos, de acordo com consensos e publicações sobre o assunto. A valorização diagnóstica do exame bacteriológico do escarro nessas infecções tem se mostrado controversa, esbarrando em diversos obstáculos, entre eles o fato de o material transitar pela orofaringe e boca, sofrendo a contaminação por microorganismos residentes nessas estruturas. No presente estudo procurou-se verificar se era possível identificar a flora bacteriana envolvida em infecções bronco-pulmonares de indivíduos adultos, diferenciando-a daquela presente nas estruturas supra-glóticas, particularmente na boca, examinando-se simultaneamente o escarro “dessalivado”, cuidadosamente obtido e processado, e a saliva. Nos períodos 1995-1997 e 2005-2007 foram estudados 164 pacientes adultos, 80 homens e 84 mulheres, com idades entre 22 e 92 anos (média de 57 anos), todos com escarro purulento, e evidências clínicas e radiográficas de infecção do trato respiratório inferior. Casos de tuberculose e de micose foram excluídos. De cada um desses 164 indivíduos, amostras de escarro foram cuidadosamente colhidas em frascos esterilizados. Com uma alça de platina...

Influência da técnica de pressão expiratória positiva oscilante utilizando pressões expiratórias pré-determinadas na viscosidade e na transportabilidade do escarro em pacientes com bronquiectasia

Ramos, Ercy Mara Cipulo; Ramos, Dionei; Iyomasa, Daniela Mizusaki; Moreira, Graciane Laender; Melegati, Kátia Cristina Teixeira; Vanderlei, Luiz Carlos Marques; Jardim, José Roberto; Oliveira, Adriana Siqueira de
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1190-1197
Português
Relevância na Pesquisa
37.73%
OBJETIVO: Verificar a efetividade da técnica de pressão expiratória positiva oscilante (PEPO) utilizando pressões expiratórias pré-determinadas sobre a viscosidade e a transportabilidade do escarro em pacientes com bronquiectasia. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 15 pacientes estáveis com bronquiectasia (7 homens; média de idade = 53 ± 16 anos), submetidos a duas intervenções PEPO consecutivas, com 24 h de intervalo entre si, utilizando pressões expiratórias de 15 cmH2O (P15) e 25 cmH2O (P25). O protocolo consistiu de tosse voluntária; nova expectoração voluntária após 20 min, denominado tempo zero (T0); repouso de 10 min; e utilização da técnica em duas séries de 10 min (S1 e S2) de PEPO em P15 e P25, com intervalo de 10 min entre si. A viscosidade e transportabilidade do escarro foram avaliadas pela viscosimetria, velocidade relativa de transporte no palato de rã, deslocamento em máquina simuladora de tosse e ângulo de adesão. As amostras de escarro foram coletadas em T0, após S1 e após S2. Testes estatísticos específicos foram aplicados de acordo com a distribuição dos dados. RESULTADOS: Houve diminuição significante da viscosidade do escarro após S1 em P15 e após S2 em P25. Não houve diferenças significantes entre todas as amostras para a transportabilidade. CONCLUSÕES: Houve diminuição da viscosidade do escarro quando a PEPO foi realizada em P15 e P25...

Características citológicas do escarro induzido em adultos hígidos

Veras, Tiago Neves
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 82 p.| grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.78%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, Florianópolis, 2011; Métodos: o escarro induzido foi obtido de 88 adultos não tabagistas hígidos (39 homens) com idade média de 36 anos (variação, 18 a 68 anos). Devido à distribuição não gaussiana da contagem celular total e de alguns componentes celulares (eosinófilos e linfócitos) os resultados da citologia do escarro encontram-se expressos como média e desvio padrão, mediana, intervalo interquartil além dos Percentis (10 e 90). Diferenças entre grupos foram analisadas usando ANOVA ou teste t para amostras não pareadas. Foram considerados significativos os valores de p inferiores a 0.05. Resultados: A contagem celular total foi de 4.8, 3.5 (10.8) x 10 106 cels/g [(média, IQR, p90)] e a viabilidade celular foi de 77.5, 79.0 (94)%. Houve predomínio de macrófagos 77.5, 71.0 (86)% e neutrófilos 23.4, 21.7 (41.3)%. Eosinófilos estiveram virtualmente ausentes (0.1, 0 (0.5)% no escarro induzido da maioria dos adultos saudáveis. Linfócitos (3.1, 3 (6.5) %) e células broncoepiteliais (0.1, 0 (0.5) %) foram escassas. Não houve influência estatisticamente significante de sexo e atopia na celularidade do escarro. Conclusões: nesta amostra de adultos voluntários hígidos...

Confiabilidade da coloração hematológica rápida para citologia de escarro induzido

Gonçalves, Jéssica
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 84 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.89%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, Florianópolis, 2013.; Introdução: A análise do escarro induzido é importante na avaliação de condições inflamatórias das vias aéreas nas duas principais doenças respiratórias obstrutivas: asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Devido à heterogeneidade das características clínicas e funcionais destas doenças, existe a necessidade de determinar o fenótipo clínico do paciente, para otimizar o seu manejo, especialmente nos casos mais graves. Contudo, o uso do escarro induzido na prática clínica ainda é restrito em virtude da metodologia envolvida na indução e processamento do escarro. Objetivos: determinar a confiabilidade da coloração hematológica rápida para a análise do escarro induzido, visando a diminuição do tempo e custo do processamento das amostras. Métodos: estudo transversal que compara a técnica de coloração May-Grünwald-Giemsa (considerada padrão) com a coloração hematológica rápida (corante Panótico Rápido). Participaram do estudo 50 indivíduos, sendo 21 portadores de asma, 19 portadores de DPOC e 10 indivíduos hígidos sem sintomas respiratórios. Após indução do escarro...

Escarro induzido em crianças e adolescentes com asma: segurança, aplicabilidade clínica e perfil de células inflamatórias em pacientes estáveis e durante exacerbação

Palomino,Addy L. M.; Bussamra,Maria Helena C. F.; Saraiva-Romanholo,Beatriz M.; Martins,Milton A.; Nunes,Maria do Patrocínio T.; Rodrigues,Joaquim C.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.89%
OBJETIVOS: Verificar a segurança da indução de escarro em crianças e adolescentes asmáticos. Caracterizar a citologia do escarro durante a estabilidade clínica e exacerbação. Correlacionar a citologia do escarro com os eosinófilos no sangue periférico, IgE sérica e grau de obstrução brônquica. MÉTODOS: Foram recrutados 96 pacientes asmáticos, de 6 a 18 anos, para um estudo transversal. Foi realizada espirometria antes e, após, broncodilatador. A seguir, foi coletado o escarro, espontaneamente ou após indução com inalação de solução salina em concentrações crescentes. Foi coletada amostra de sangue para quantificar a IgE sérica e os eosinófilos. RESULTADOS: Obtiveram-se amostras adequadas de escarro para análise em 68 (70,8%) dos pacientes recrutados. Não houve broncoconstrição relevante durante a indução. A presença de maior número de eosinófilos no escarro de acordo com a maior gravidade clínica da asma não foi estatisticamente significante. Não houve correlação entre o grau de obstrução brônquica medido pelo VEF1 e as células inflamatórias do escarro. O mesmo foi observado em relação aos eosinófilos no sangue periférico e à IgE sérica. No grupo com exacerbação da asma, observou-se uma quantidade maior de neutrófilos (p < 0...

A influência de bactérias patogênicas na transportabilidade do escarro e na qualidade de vida de portadores de bronquiectasia

Zanchet,RC; Magalhães,AC; Correia,AF; Feijó,G
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.73%
INTRODUÇÃO: A qualidade de vida pode estar relacionada com o estado clínico do paciente, com o nível de infecção e com o microorganismo que o infecta. OBJETIVO: Analisar o perfil bacteriológico do escarro de pacientes com bronquiectasia e avaliar seu efeito no transporte in vitro e na qualidade de vida dos pacientes. MÉTODOS: Pacientes com bronquiectasia foram avaliados por questionários de qualidade de vida, cultura bacteriana e transporte in vitro do escarro. RESULTADOS: Foram incluídos 19 pacientes com bronquiectasia, com média de idade de 38,6 ± 16 anos. O grupo de portadores de bactérias potencialmente patogênicas, com 10 pacientes (grupo I), foi comparado ao grupo de portadores de bactérias não patogênicas, com 9 pacientes (grupo II). O grupo I teve menor velocidade relativa e maior deslocamento por tosse que o grupo II (p < 0,05). Pelo questionário do Hospital Saint George, na doença respiratória, o grupo I apresentou pior qualidade de vida (domínio impacto) (p < 0,05). Pelo World Health Organization Quality of Life - abreviado, o grupo I também apresentou pior qualidade de vida (domínio físico). Em relação à cor do escarro, quanto mais escuro, menor a velocidade relativa de transporte ciliar (r = -0...

Baciloscopia de escarro em pacientes internados nos hospitais de tuberculose do Estado de São Paulo

Nogueira,Péricles Alves; Abrahão,Regina Maura Cabral de Melo; Malucelli,Maria Ivette Carboni
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.46%
Foram averiguadas as fichas preenchidas com informações de pacientes, internados em hospitais especializados de tuberculose, com prévia autorização da equipe da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, entre 1984 e 1997. Realizou-se um estudo retrospectivo e descritivo, visando analisar as associações da baciloscopia com as variáveis: sexo, faixa etária, Unidade de Saúde, exame radiológico de tórax, motivo clínico ou social da internação, tempo da internação e o tipo de saída do hospital, para subsídio deste e de outros estudos. Entre os internados, 35.510 (95,5%) apresentavam a forma pulmonar da doença, e 25.477 (71,8%) haviam realizado a baciloscopia de escarro. Observou-se que em 79.4% o resultado foi positivo, sendo 79.6% do sexo masculino. Os pacientes do sexo masculino, com baciloscopia positiva, foram predominantes em quase todas as faixas etárias, exceto na de 5 a 14 anos. Os encaminhados pelo Centro de Saúde e pelo Hospital Geral, foram os que tiveram o maior percentual de baciloscopia positiva (85,4% e 83,7%, respectivamente). Os internados por falência de tratamento, foram os que tiveram uma maior positividade (91,2%). Em relação ao tempo de internação, quanto maior a permanência, maior a positividade da baciloscopia. Quanto ao tipo de saída...

O escarro induzido no diagnóstico das doenças pulmonares em pacientes positivos ao vírus da imunodeficiência humana

Silva,Rosemeri Maurici da; Teixeira,Paulo José Zimermann; Moreira,José da Silva
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.73%
INTRODUÇÃO: O escarro induzido é utilizado para monitorar a inflamação de vias aéreas, porém seu papel como ferramenta diagnóstica de doenças pulmonares em pacientes imunocomprometidos ainda necessita de melhor definição. OBJETIVOS: Determinar o rendimento do escarro induzido no diagnóstico das doenças pulmonares em pacientes positivos ao virus da imunodeficiência humana (HIV). MÉTODO: No período de janeiro de 2001 a setembro de 2002, foram avaliados todos os pacientes com idade superior a 14 anos, infectados com o HIV, admitidos em Hospital de Referência. Foram incluídos aqueles indivíduos que apresentavam manifestações clínicas do aparelho respiratório há pelo menos 7 dias, associadas, ou não, a alterações radiológicas, bem como indivíduos assintomáticos do ponto de vista respiratório, com alterações no radiograma de tórax. Os pacientes foram submetidos à avaliação clínica, radiológica e laboratorial e realizaram a indução de escarro, seguida pela broncofibroscopia, lavado broncoalveolar e biópsia pulmonar transbrônquica. As amostras foram processadas para bacterioscopia pelo método de Gram e Ziehl-Neelsen, cultura quantitativa para bactérias, exame micológico direto, cultura para micobactérias e fungos...

Exame do escarro no manejo clínico dos pacientes com pneumonia adquirida na comunidade

Signori,Leonardo Gilberto Haas; Ferreira,Maurício Weyh; Vieira,Luiz Carlos Hack Radünz; Müller,Karen Reetz; Mattos,Waldo Luís Leite Dias de
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.78%
OBJETIVO: Este estudo retrospectivo avaliou a freqüência do uso da bacteriologia do escarro no manejo clínico de pacientes com pneumonia adquirida na comunidade (PAC) em um hospital geral, e se a utilização deste método modificou a mortalidade. MÉTODOS: Os prontuários de pacientes internados no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre (RS) Brasil, para tratamento de PAC entre maio e novembro de 2004 foram revisados quanto aos seguintes aspectos: idade; sexo; gravidade da pneumonia (escore de Fine); presença de expectoração; bacteriologia do escarro; história de tratamento; resposta clínica; troca de tratamento; e mortalidade. RESULTADOS: Foram avaliados 274 pacientes com PAC, sendo 134 do sexo masculino. Dentre os 274 pacientes, 79 (28,8%) apresentavam, de acordo com o escore de Fine, classe II; 45 (16,4%), classe III; 97 (35,4%), classe IV; e 53 (19,3%), classe V. Em 92 pacientes (33,6%), uma amostra de escarro foi colhida para exame bacteriológico. Obtivemos amostra válida em 37 casos (13,5%) e diagnóstico etiológico em 26 (9,5%), o que resultou em modificação do tratamento em apenas 9 casos (3,3%). A mortalidade geral foi 18,6%. Idade acima de 65 anos, a gravidade da PAC e a ausência de escarro associaram-se à maior mortalidade. A bacteriologia do escarro não influenciou o desfecho clínico...

Determinação do componente inflamatório das doenças das vias aéreas através do escarro induzido: utilização na prática clínica

Moritz,Pablo; Steidle,Leila John Marques; Felisbino,Manuela Brisot; Kleveston,Túlia; Pizzichini,Marcia Margaret Menezes; Pizzichini,Emilio
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.83%
OBJETIVO: Avaliar a utilização e a influência da determinação do componente inflamatório das doenças das vias aéreas (inflamometria), através do exame do escarro induzido, nas decisões terapêuticas de um serviço terciário de pneumologia. MÉTODOS: Foram analisadas 151 amostras de escarro induzido de 132 pacientes consecutivamente referidos para indução de escarro com propósitos clínicos por cinco pneumologistas, no período entre julho de 2006 e fevereiro de 2007. As indicações para a realização do teste e a conduta terapêutica adotada em função do resultado foram analisadas através de um questionário estruturado preenchido pelo médico que solicitou o escarro induzido. O escarro foi obtido e processado de acordo com uma técnica previamente descrita. RESULTADOS: As principais indicações do teste foram: titulação da dose do corticosteróide inalatório na asma moderada a grave (54,3%), investigação de tosse crônica (30,5%), monitoração da inflamação em pacientes com bronquiectasias (7,3 %) e monitoração da inflamação na doença pulmonar obstrutiva crônica (6%). Dos 82 pacientes com asma, 47 (57%) apresentaram bronquite eosinofílica (eosinófilos > 3%). Bronquite eosinofílica sem asma foi diagnosticada em 9 (19%) dos 46 pacientes que realizaram o exame para investigar tosse crônica. Bronquite neutrofílica (neutrófilos > 65%) foi observada em 13 pacientes; 5 com asma...

Influência da técnica de pressão expiratória positiva oscilante e da técnica de expiração forçada na contagem de células e quantidade do escarro induzido em portadores de asma ou doença pulmonar obstrutiva crônica

Morsch,Ana Lúcia Bernardo de Carvalho; Amorim,Maria Marta; Barbieri,Andréa; Santoro,llka Lopes; Fernandes,Ana Luisa Godoy
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.73%
OBJETIVO: Avaliar se técnicas fisioterápicas interferem no número de células e na quantidade do escarro obtido por coleta induzida, em pacientes com asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). MÉTODOS: Ensaio clínico prospectivo e randomizado, no qual os pacientes com asma ou DPOC sob intervenção (n = 16 e 10, respectivamente) foram comparados com grupos controle (n = 16 e 10). Pacientes dos grupos asma/intervenção (A/I) e DPOC/intervenção (D/I) foram submetidos a manobras de pressão expiratória positiva oscilante por 5 min, seguidas de 10 repetições da técnica de expiração forçada. Além disso, esses pacientes foram submetidos a um protocolo de indução de escarro com a inalação de solução salina hipertônica (3%, 4% e 5%), no caso dos A/I, e de solução salina isotônica, no caso dos D/I. Os grupos asma/controle(A/C) e DPOC/controle (D/C) foram somente submetidos ao protocolo padrão de indução de escarro. RESULTADOS: Houve aumento significante do peso média final de escarro no grupo A/I vs. grupo A/C (2.767,25 ± 998,08 mg e 1.689,17 ± 1.189,96 mg, respectivamente; p = 0,03). O número absoluto de células (×10(6)/mL) foi maior nos grupos A/I e D/I do que nos grupos A/C e D/C (média/mediana...

Influência da técnica de pressão expiratória positiva oscilante utilizando pressões expiratórias pré-determinadas na viscosidade e na transportabilidade do escarro em pacientes com bronquiectasia

Ramos,Ercy Mara Cipulo; Ramos,Dionei; Iyomasa,Daniela Mizusaki; Moreira,Graciane Laender; Melegati,Kátia Cristina Teixeira; Vanderlei,Luiz Carlos Marques; Jardim,José Roberto; Oliveira,Adriana Siqueira de
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.73%
OBJETIVO: Verificar a efetividade da técnica de pressão expiratória positiva oscilante (PEPO) utilizando pressões expiratórias pré-determinadas sobre a viscosidade e a transportabilidade do escarro em pacientes com bronquiectasia. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 15 pacientes estáveis com bronquiectasia (7 homens; média de idade = 53 ± 16 anos), submetidos a duas intervenções PEPO consecutivas, com 24 h de intervalo entre si, utilizando pressões expiratórias de 15 cmH2O (P15) e 25 cmH2O (P25). O protocolo consistiu de tosse voluntária; nova expectoração voluntária após 20 min, denominado tempo zero (T0); repouso de 10 min; e utilização da técnica em duas séries de 10 min (S1 e S2) de PEPO em P15 e P25, com intervalo de 10 min entre si. A viscosidade e transportabilidade do escarro foram avaliadas pela viscosimetria, velocidade relativa de transporte no palato de rã, deslocamento em máquina simuladora de tosse e ângulo de adesão. As amostras de escarro foram coletadas em T0, após S1 e após S2. Testes estatísticos específicos foram aplicados de acordo com a distribuição dos dados. RESULTADOS: Houve diminuição significante da viscosidade do escarro após S1 em P15 e após S2 em P25. Não houve diferenças significantes entre todas as amostras para a transportabilidade. CONCLUSÕES: Houve diminuição da viscosidade do escarro quando a PEPO foi realizada em P15 e P25...

Composição celular do escarro induzido em adultos saudáveis

Veras,Tiago Neves; Pizzichini,Emilio; Steidle,Leila John Marques; Rocha,Cristiane Cinara; Moritz,Pablo; Pizzichini,Márcia Margarete Menezes
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.58%
OBJETIVO: Estabelecer valores de referência para a celularidade de amostras de escarro induzido coletadas de indivíduos adultos saudáveis. MÉTODOS: O escarro induzido foi obtido de 88 adultos saudáveis que nunca fumaram (39 homens) com média de idade de 36 anos (variação: 18-68 anos) residentes há pelo menos dois anos em Florianópolis, uma cidade brasileira não industrial e de tamanho médio. As amostras foram processadas, e foi realizada a contagem total e diferencial das células. RESULTADOS: A média da contagem celular total foi de 4,8 ± 4,2 × 10(6) células/g. Houve predomínio de macrófagos (média de 77,5 ± 14,7%) e de neutrófilos (média de 23,4 ± 14,3%). Os eosinófilos estiveram virtualmente ausentes (média de 0,1 ± 0,3%). A proporção de linfócitos e de células broncoepiteliais foi pequena. Não houve efeito da idade ou de atopia sobre a contagem celular total ou diferencial. CONCLUSÕES: Nesta população de indivíduos saudáveis, macrófagos e neutrófilos foram as células predominantes no escarro induzido. Contudo, a proporção de neutrófilos foi inferior à previamente relatada, sugerindo que os valores de normalidade podem variar de acordo com o local onde ele é amostrado

Características citológicas do escarro induzido em crianças com asma atópica e não-atópica no Sul do Brasil

Drews, Anna Cláudia
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.78%
Introdução: O escarro induzido (EI) é um método não-invasivo útil para avaliar a inflamação de vias aéreas inferiores, característica principal observada na asma. Sabe-se que em adultos a inflamação do tipo eosinofílica é a mais comumente encontrada, pois a maioria desses pacientes apresenta alergia como característica associada. Em crianças, observa-se um número significativo de asmáticos com características não-alérgicas e nestes casos ainda não está bem definido qual o padrão inflamatório predominante. Há poucos estudos comparando a inflamação brônquica entre estes diferentes fenótipos de asma. Nosso estudo teve como objetivo avaliar características citológicas do EI em crianças com asma atópica e não-atópica, comparando-as a um grupo controle sadio. Métodos: Dentre crianças que participaram da fase II do estudo ISAAC no sul do Brasil, que tinham respondido ao questionário de doenças respiratórias e haviam sido submetidas a testes cutâneos para alérgenos ambientais comuns, uma sub-amostra aleatória foi selecionada. Assim definiram-se grupos representando dois fenótipos clínicos de asma e um grupo controle de normais, a saber: asma atópica (AA), asma nãoatópica (ANA) e controles não-asmáticos/não-atópicos (NANA). Todas estas crianças tiveram escarro induzido através de solução salina a 4. 5% e as características citológicas foram comparadas entre os três grupos.Resultados: Noventa crianças foram selecionadas a participar do estudo...

Parâmetros espirométricos e níveis de IFN-y e IL-5 no escarro induzido de pacientes com asma ou rinite alérgicas

Marra, Sheila Mara Gonçalves
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.67%
Rinite e asma alérgicas são doenças mediadas por anticorpos IgE por meio do desenvolvimento de células Th2 em resposta aos alérgenos específicos em indivíduos geneticamente predispostos e sensibilizados. Asma e rinite estão frequentemente associadas, sugerindo o conceito de “uma via respiratória, uma doença”. O objetivo deste estudo foi verificar os parâmetros espirométricos: Capacidade Vital Forçada (CVF), Volume Expiratório Forçado no primeiro segundo (VEF1) e Fluxo Expiratório Forçado entre 25% e 75% da Capacidade Vital Forçada (FEF25-75%) nos pacientes participantes do estudo com asma alérgica ou rinite alérgica e indivíduos não-atópicos e, determinar os níveis das citocinas IFN-g e IL-5 e no escarro induzido de pacientes com asma alérgica ou rinite alérgica e indivíduos não-atópicos. Analisou-se 33 indivíduos, entre dezoito e sessenta anos, de ambos os sexos, sendo oito portadores de asma alérgica e dezesseis com rinite alérgica (RA), apresentando teste cutâneo de puntura (TCP) positivo a aeroalérgenos. Os nove indivíduos restantes eram saudáveis e não-atópicos com TCP negativo a aeroalérgenos. Foi realizada espirometria avaliando CVF, VEF1 e FEF25-75% pré e pósbroncodilatadores. Foram coletadas amostras de escarro induzido nas quais...

Instruções para a coleta de escarro para baciloscopia em tuberculose

Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Medicina. Núcleo de Educação em Saúde Coletiva - NESCON; BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária . Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Sa
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Vídeo Formato: Vídeo em cores, com áudio. Duração de 3 min e 07 seg.
Português
Relevância na Pesquisa
37.46%
Este vídeo integra o curso Doenças infectocontagiosas na Atenção Básica à Saúde (2015) e contém instruções para a coleta de escarro para baciloscopia em tuberculose; 2015