Página 1 dos resultados de 279 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Respostas fisiológicas e emocionais ao estresse em estudantes de enfermagem: revisão integrativa da literatura científica; Physiological and emotional responses to stress in nursing students: an integrative review of scientific literature; Respuestas fisiológicas y emocionales al estrés en estudiantes de enfermería: revisión integrativa de la literatura científica

BENAVENTE, Sonia Betzabeth Ticona; COSTA, Ana Lucia Siqueira
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.63%
OBJETIVO: Analisar a produção científica relacionada às respostas fisiológicas e emocionais em estudantes de enfermagem, registrada nos periódicos nacionais e internacionais de enfermagem. MÉTODOS: Foi realizada uma revisão integrativa da literatura científica, tendo como foco as bases de dados PUBMED, MEDLINE, CINAHL, LILACS e SciELO. Na amostra, foram incluídos trabalhos escritos na íntegra, em português, inglês ou espanhol, no período de julho de 2004 a julho de 2009, que continham, pelo menos, um descritor no título e três no texto, diretamente relacionados a manifestações fisiológicas e psicológicas do estresse em estudantes de enfermagem. RESULTADOS: Dos 126 artigos identificados apenas 13 referiram-se ao tema, deles, cinco abordaram manifestações psicológicas, quatro, manifestações fisiológicas e outros quatro ambas. Do total, quatro foram estudos longitudinais e nove transversais. CONCLUSÃO: Pelos resultados atingidos, observou-se que o tema ainda deve ser estudado e desenvolvido no processo de ensino e aprendizagem da enfermagem, pois verificou-se que o estresse é uma ocorrência frequente e com consequências importantes entre esses estudantes.; OBJECTIVE: To analyze the scientific results published in national and international nursing journals related to the physiological and emotional responses of nursing students. METHODS: We performed an integrative review of scientific literature...

Chronic Stress Improves the Myocardial Function without Altering L-type Ca+2 Channel Activity in Rats; Estresse crônico melhora a função miocárdica sem alterar a atividade do canal-L para Ca+2 em ratos

Nascimento, Thiago Bruder; Campos, Dijon Henrique Salome; Leopoldo, Andre Soares; Lima-Leopoldo, Ana Paula; Okoshi, Katashi; Cordellini, Sandra; Cicogna, Antonio Carlos
Fonte: ARQUIVOS BRASILEIROS CARDIOLOGIA; RIO DE JANEIRO Publicador: ARQUIVOS BRASILEIROS CARDIOLOGIA; RIO DE JANEIRO
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.7%
Background: Chronic stress is associated with cardiac remodeling; however the mechanisms have yet to be clarified. Objective: The purpose of this study was test the hypothesis that chronic stress promotes cardiac dysfunction associated to L-type calcium Ca2+ channel activity depression. Methods: Thirty-day-old male Wistar rats (70 - 100 g) were distributed into two groups: control (C) and chronic stress (St). The stress was consistently maintained at immobilization during 15 weeks, 5 times per week, 1h per day. The cardiac function was evaluated by left ventricular performance through echocardiography and by ventricular isolated papillary muscle. The myocardial papillary muscle activity was assessed at baseline conditions and with inotropic maneuvers such as: post-rest contraction and increases in extracellular Ca2+ concentration, in presence or absence of specific blockers L-type calcium channels. Results: The stress was characterized for adrenal glands hypertrophy, increase of systemic corticosterone level and arterial hypertension. The chronic stress provided left ventricular hypertrophy. The left ventricular and baseline myocardial function did not change with chronic stress. However, it improved the response of the papillary muscle in relation to positive inotropic stimulation. This function improvement was not associated with the L-type Ca2+ channel. Conclusion: Chronic stress produced cardiac hypertrophy; however...

Comportamento da pressão arterial como indicador de estresse entre profissionais de enfermagem atuantes em Centro de Terapia Intensiva; Blood pressure behavior as an indicator of stress among nursing professionals working in intensive care units

Girão, Fernanda Berchelli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.47%
O estresse é entendido como o produto da relação do homem com o meio ambiente. Um evento estressor pode desencadear um conjunto de reações fisiológicas capazes de levar ao desequilíbrio do organismo. Os serviços de saúde proporcionam condições de trabalho reconhecidamente tensiógenas. O trabalho da equipe de enfermagem em Centro de Terapia Intensiva se revela potencialmente estressante e os profissionais podem apresentar risco acentuado para sofrer desgastes biopsíquicos, com alteração de parâmetros fisiológicos e consequente elevação tensional. A detecção das variações de pressão arterial e de outros parâmetros hemodinâmicos ao longo dos períodos de trabalho e de descanso pode ser de extrema valia na detecção do risco cardiovascular nesta população. Este estudo de abordagem quantitativa, do tipo descritivo e transversal, teve por objetivo identificar o efeito do estresse laboral sobre o comportamento da pressão arterial de profissionais de enfermagem atuantes em um Centro de Terapia Intensiva por meio da avaliação de parâmetros clínicos obtidos pela Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial. Fizeram parte da amostra os integrantes da equipe de enfermagem lotados no Centro de Terapia Intensiva de um hospital do interior paulista. As variáveis investigadas foram: idade...

Carga horária de trabalho dos enfermeiros de emergência e sua relação com estresse e cortisol salivar; Workload emergency nurses and relationship with stress and cortisol salivary

Dalri, Rita de Cássia de Marchi Barcellos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.51%
Objetivo: Analisar a existência de correlações entre carga horária de trabalho com níveis de estresse ocupacional, reações fisiológicas do estresse e níveis de cortisol salivar, entre enfermeiros atuantes em unidade de emergência hospitalar. Metodos: Estudo descritivo, correlacional, transversal, de abordagem quantitativa, realizado na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, sendo a coleta de dados realizada no segundo semestre de 2011 e no primeiro de 2012, por meio de um questionário para caracterização amostral, Inventário de Estresse em Enfermeiros, Inventário das Reações Fisiológicas do Estresse e dispositivo Sallivette?. Houve aprovação de um Comitê de Ética em Pesquisa e compuseram a amostra 95 enfermeiros atuantes no período matutino. Utilizaram-se os Testes de Correlação de Spearmann e Pearson e o nível de significância considerado foi ?= 0,05. Para verificar a associação entre variáveis categorizadas, utilizou-se o Teste Exato de Fisher; a quantificação desta associação foi mensurada por meio de modelos de regressão logística em que se calculou odds ratio bruto com seus respectivos intervalos de confiança de 95%. Valores de p menores que 0...

Avaliação do padrão temporal de marcadores adipogênicos e do efeito da síndrome metabólica associada a estresse crônico

Oliveira, Carla de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.48%
Alterações nos ritmos circadianos estão envolvidas no desenvolvimento de transtornos metabólicos como obesidade e síndrome metabólica. Além disto, fatores ambientais como o consumo de alimentos altamente palatáveis ricos em gordura e a exposição a situações estressantes podem contribuir na incidência e severidade destas doenças crônicas. Neste estudo avaliamos os efeitos da associação de modelos animais de obesidade e estresse crônico sobre o padrão temporal dos níveis séricos de marcadores adipogênicos (adiponectina, leptina, triglicerídeos e colesterol total) e de corticosterona (para controle do modelo de estresse crônico) de ratos. Adicionalmente, para controle da eficácia do modelo de obesidade os seguintes parâmetros foram avaliados: ganho de peso (avaliação semanal); o delta de peso e o Índice de Lee e o peso de frações de tecido adiposo (mesentérico, MAT; subcutâneo, SAT; e pericárdico, PAT). Foram utilizados 98 ratos Wistar machos com 60 dias de idade tratados por 80 dias e divididos em 4 grupos: dieta padrão (C), dieta hipercalórica (dieta de cafeteria) (D), estresse crônico (estresse crônico por restrição 1h/dia/5 dias por semana, entre as 9h e as 12h) associado a dieta padrão (E)...

Impacto do estresse crônico associado a um modelo de obesidade sobre atividades comportamentais e marcadores hormonais e bioquímicos

Oliveira, Cleverson Moraes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.5%
Introdução: O ciclo sono-vigília, a alimentação e o metabolismo de lipídios e de glicose estão sujeitos à regulação circadiana a qual visa sincronizar a energia disponível e o gasto necessário para mudanças no meio externo de acordo com a fase claro-escuro. O desajuste do ritmo circadiano pode ser fator causal para uma relação positiva entre o trabalho noturno e obesidade. A exposição ao estresse crônico devido à liberação de glicocorticóides provoca distribuição anômala de gordura, principalmente em região abdominal que está associada à resistência a insulina, hipertrigliceridemia, e hipertensão arterial. A exposição ao estresse crônico é considerado um dessincronizador de ritmos biológicos, induz liberação de glicocorticoides esta associada a distúrbios alimentares que podem levar a obesidade. Objetivos: Este estudo objetiva avaliar o efeito da associação de modelos experimentais de estresse crônico e de obesidade sobre parâmetros bioquímicos, ponderais, nociceptivos e comportamentais. Adicionalmente, à avaliação do padrão temporal de glicose, insulina, grelina e corticosterona. Métodos: Foram utilizados 96 ratos Wistar machos com 60 dias de idade divididos em 4 grupos: dieta padrão (C)...

Percepção de enfermeiros sobre as manifestações de estresse do recém-nascido prematuro

Riquelme, Ana Paula Krieger
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.63%
Estudo realizado com o objetivo de conhecer a percepção de enfermeiros da Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal sobre o estresse e suas manifestações no recém-nascido prematuro (RNPT). Metodologia: estudo qualitativo, do tipo exploratório descritivo. A coleta de informações ocorreu no período de abril a junho de 2013, através de uma entrevista semi-estruturada, com dez enfermeiras. A análise de conteúdo foi do tipo temática. Resultados: os participantes apresentaram sua percepção sobre o estresse do prematuro como sendo manifestações comportamentais e fisiológicas, e também como um conjunto de fatores que retira o bebê de um estado de conforto. As manifestações que representam o estresse do RNPT foram alterações dos estados e do nível de atenção/ interação tais como agitação, sono, bocejos, inquietude, hiperatividade e fácies; alterações do sistema autônomo como taquipneia, taquicardia, queda de saturação e cianose; e no sistema motor foram: ação descoordenada de membros, tensão, contração facial e corporal, e mãos espalmadas. Nos cuidados realizados destacou-se a sucção não-nutritiva, a diminuição dos estímulos ambientais, e a organização postural através do ninho, da contenção facilitada e do enrolamento. O método canguru e o toque terapêutico foram pouco abordados. Considera que enfermeiras atuantes na unidade de tratamento intensivo neonatal possuem um bom nível de percepção sobre as manifestações de estresse do RNPT...

Avaliação do estresse vivenciado por cuidadores de crianças com paralisia cerebral; Stressevaluation experienced by cerebral palsy children caregivers

Geruza Perlato Bella
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.65%
As manifestações decorrentes da paralisia cerebral (PC) podem causar na criança limitações funcionais acarretando necessidade de auxílio por parte de seus cuidadores, que varia de acordo com a gravidade do comprometimento. A rotina sobrecarregada pela assistência contínua nas atividades diárias constitui um fator estressor crônico, que pode interromper a homeostase orgânica, desencadeando a reação de estresse. Tal reação ativa o eixo Hipotálamo-Hipófise- Supra-renal resultando em aumento da concentração plasmática de cortisol. A concentração deste hormônio na saliva reflete a concentração plasmática, sendo considerada indicador fisiológico do estresse. Este estudo teve como objetivo avaliar o impacto do grau de assistência requerida por crianças com paralisia cerebral sobre os índices de estresse e sobrecarga das cuidadoras, bem como avaliar as conseqüências desta assistência contínua sobre sua qualidade de vida. As voluntárias do Grupo Propósito (GP), constituído de 38 cuidadoras de crianças (4 a 11 anos) portadoras de PC e as do Grupo Controle (GC), composto por 37 cuidadoras de crianças (4 a 11 anos) sem comprometimentos neuromotores foram submetidas a uma única entrevista para aplicação do Inventário de Avaliação Pediátrica de Disfunção (PEDI); Questionário de Estresse Percebido (QEP); Burden Interview (BI) e Questionário de Qualidade de Vida SF-36 (QQVSF36). As crianças com PC foram classificadas segundo o Sistema de Classificação da Função Motora Grosseira (GMFCS) em dois grupos segundo o grau de disfunção motora. O estresse fisiológico foi avaliado por meio da concentração salivar de cortisol em quatro horários preestabelecidos ao longo de um dia. Os resultados demonstraram maior grau de dependência das crianças do GP e maior sobrecarga nas cuidadoras deste grupo. A qualidade de vida também foi pior nas cuidadoras do GP quando comparada ao GC nos domínios "Capacidade Funcional"...

Relação entre ansiedade, desesperança e estresse em pacientes com dor miofascial; Relationship between anxiety, hopelessness, and stress in patients with pain myofascial

Manoel Rosas dos Reis Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.92%
Disfunção temporomandibular (DTM) é um termo que descreve problemas da articulação temporomandibular e musculatura envolvidos na mastigação, podendo estar correlacionada com distúrbios psicológicos, fatores comportamentais e fatores psicossociais. O objetivo deste estudo foi avaliar as principais alterações emocionais e comportamentais observáveis nas perspectivas dos fatores psicológicos como a Ansiedade, a Desesperança e o Estresse psicológico e fisiológico, em pacientes com a disfunção temporomandibular com dor miofascial, através da observação, auto-relato de dor dos pacientes voluntários e instrumentos de medição, tais como o RDC Eixo I e II e os testes psicológicos validados (Escala de Back de Ansiedade/Desesperança, Inventário de Estresse de Lipp). A amostra de conveniência foi composta de 158 voluntários, recrutados sequencialmente, contudo somente 57 foram selecionados e deveriam apresentar disfunção temporomandibular com dor miofascial, após avaliação utilizando o RDC (Research Diagnostic Criteria). Além disso, os indivíduos responderam aos Inventários de Ansiedade, Desesperança e Estresse Psicológico e Fisiológico. Após a avaliação, observou-se: a)a longevidade da dor foi em média 8 anos e 2 meses; b) presença do bruxismo em 29...

Análise do cortisol salivar como indicador do estresse e a relação com a qualidade do sono em enfermeiros; Analysis of salivary cortisol as indicator of stress and the relation with the sleep quality in nurses

Maria Cecília Pires da Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.67%
O presente estudo baseou-se nos conhecimentos da fisiologia para entender como o estresse pode interferir no ritmo circadiano e na qualidade de sono do enfermeiro. A presença do hormônio cortisol em concentrações elevadas pode ser um dos indicadores de estresse e qualidade de sono ruim. Objetivo: avaliar a concentração salivar de cortisol, como índice fisiológico indicativo do grau de estresse, relacionando-o com o resultado da avaliação psicológica do estresse e verificar a presença do ritmo circadiano na análise da concentração de cortisol salivar. Método: este estudo foi quantitativo, transversal e comparativo, realizado numa instituição hospitalar governamental da cidade de Campinas, São Paulo, Brasil. Utilizamos para a coleta de dados; uma ficha de identificação; o Inventário de Estresse em Enfermeiros (IEE); o Questionário Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh Brasil (PSQI-BR); o Questionário para identificação de indivíduos matutinos e vespertinos adaptado de Horne e Östeberg (1976) para o Brasil por Benedito-Silva et al. (1990) e a dosagem do cortisol salivar. Participaram 57 enfermeiros dos turnos da manhã, tarde e noite. As coletas de saliva foram efetuadas pelo próprio trabalhador, em quatro horários e sempre antes das refeições: das 6h00 às 7h00 min; das 12h00 às 13h00 min...

Impacto do estresse na saúde de cortadores de cana

Priuli,Roseana Mara Aredes; Moraes,Maria Silvia de; Chiaravalloti,Rafael Morais
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.49%
OBJETIVO Analisar os níveis de estresse e a prevalência de sintomas físicos e psíquicos em trabalhadores do corte de cana antes e depois da safra. MÉTODOS Foram estudados 114 cortadores de cana, 109 trabalhadores urbanos na pré-safra, 102 cortadores de cana e 81 trabalhadores urbanos na pós-safra, na cidade de Mendonça, SP, em 2009. A análise dos dados baseou-se na frequência e porcentagem dos avaliados com sintomas de estresse, tendo sido utilizado o Inventário de Sintomas de Estresse para Adultos de Lipp-ISSL. Os dados gerais coletados foram analisados segundo estatística descritiva. Utilizou-se o teste Exato de Fisher para comparar a variável categórica representada pelo estresse pré e pós-safra nos grupos cortadores de cana e trabalhadores urbanos. Foram considerados significativos os valores de p menor que 0,05. RESULTADOS O estresse aumentou nos cortadores de cana após a safra (34,2% na pré-safra e 46,1% na pós-safra); nos trabalhadores urbanos, o estresse diminuiu de 44,0% na pré-safra para 42,0% na pós-safra. Houve predominância da fase de resistência do estresse para ambos os grupos, com sinais mais evidentes da fase de quase-exaustão e de exaustão para os cortadores de cana. Após a safra...

Estresse crônico melhora a função miocárdica sem alterar a atividade do canal-L para Ca+2 em ratos

Bruder-Nascimento,Thiago; Campos,Dijon Henrique Salome; Leopoldo,André Soares; Lima-Leopoldo,Ana Paula; Okoshi,Katashi; Cordellini,Sandra; Cicogna,Antônio Carlos
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.7%
FUNDAMENTO: O estresse crônico está associado à remodelação cardíaca; entretanto, os mecanismos permanecem a ser descobertos. OBJETIVO: A proposta deste estudo foi testar a hipótese de que o estresse crônico promove disfunção cardíaca associada a depressão da atividade do canal-L para Ca2+. M MÉTODOS: Ratos Wistar machos com 30 dias de idade (70 - 100 g) foram distribuídos dentro de dois grupos: controle (C) e estresse crônico (St). O estresse consistiu na imobilização durante 15 semanas, cinco vezes por semana, 1 h por dia. A função cardíaca foi avaliada pela performance do ventrículo esquerdo por meio do ecocardiograma e pelo músculo papilar ventricular isolado. A função do músculo papilar foi avaliada em condição basal e com manobras inotrópicas, como: pós-pausa e elevação na concentração extracelular de Ca2+, na presença ou ausência de um bloqueador específico de canal-L para Ca2+. RESULTADOS: O estresse ficou caracterizado por hipertrofia das glândulas adrenais, aumento nos níveis de corticosterona circulante e por hipertensão arterial. Ainda, o estresse crônico gerou hipertrofia ventricular esquerda. O estresse crônico foi capaz de melhorar a resposta no músculo papilar para manobras inotrópicas positivas. A melhora de função não esteve associada com o canal-L para Ca2+. CONCLUSÃO: O estresse produziu hipertrofia cardíaca; entretanto...

Parâmetros hematológicos e bioquímicos da tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus L.) sob estresse por exposição ao ar

Silva,Roberta Dias da; Rocha,Laudicéia Oliveira; Fortes,Bruno Duarte Alves; Vieira,Dirson; Fioravanti,Maria Clorinda Soares
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.56%
No presente trabalho avaliaram-se os parâmetros hematológicos e bioquímicos de exemplares adultos de tilápias (Oreochromis niloticus) sob a influência do fator estresse fisiológico em animais submetidos à exposição ao ar durante a engorda em sistema raceway. Foram analisados o eritrograma, teor de hemoglobina, volume globular, o volume corpuscular médio (VCM), a hemoglobina corpuscular média (HCM), a concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM), o leucograma, contagem diferencial de leucócitos, o plaquetograma, a glicose, a proteína total, o colesterol, o triglicerídeo e os eletrólitos (cálcio, cloretos, sódio e potássio). Os resultados revelaram que houve uma homogeneidade de distribuição para hemácias, volume globular, hemoglobina, índices hemantimétricos, proteína total, glicose, colesterol, e íons séricos, indicados pelos valores relativamente baixos do coeficiente de variação. Houve correlação positiva somente para leucócitos totais, células de defesa orgânica (neutrófilos e linfócitos), glicose, colesterol, sódio e cálcio. Quanto ao leucograma, à medida que os animais foram expostos ao ar, o número de leucócitos diminuiu gradativamente (leucopenia), ocorrendo simultaneamente neutrofilia e linfopenia. O índice glicêmico constituiu um bom indicador de estresse fisiológico...

Parâmetros hematológicos e bioquímicos da tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus L.) sob estresse por exposição ao ar; Biochemical and hematological parameters of Nile tilapia (Oreochromis niloticus L.)under stress by exposure to air

SILVA, Roberta Dias da
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciência Animal; Ciências Agrárias - Veterinaria Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciência Animal; Ciências Agrárias - Veterinaria
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.6%
The present study evaluated the hematological and biochemical parameters of adult tilapia (Oreochromis niloticus) under the influence of the physiological stress factor in animals submitted to air exposure during fattening in raceway system. Blood cell count, hemoglobin, hematocrit, mean corpuscular volume (MCV), mean corpuscular hemoglobin (MCH), mean corpuscular hemoglobin concentration (MCHC), leukogram, differencial leukocyte count, platelet, glucose, total protein, cholesterol, triglycerides and electrolytes (calcium, chloride, sodium and potassium) were analyzed. The results showed a uniform distribution for red blood cells, hematocrit, hemoglobin, secondary Wintrobe indices, total protein, glucose, cholesterol, and serum ions, indicated by a relatively low variation coefficient. There was positive correlation only for total white blood cells, organic defense cells (neutrophils and lymphocytes), glucose, cholesterol, sodium and calcium. As for the leukocytes (WBC), as the animals were exposed to aeration, the number of leukocytes gradually decreased (leukopenia), simultaneously occurring neutrophilia and lymphopenia. The glycemic index was a good indicator of physiological stress due to hyperglycemia (82.0 + 20.88 mg/dL) demonstrated in the treatments. The air exposure constituted an imbalance factor at the ion homeostasis and at the endogenous cholesterol synthesis. Besides...

O ESTRESSE EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM ASMA; STRESS IN CHILDREN AND ADOLESCENTS WITH ASTHMA

Mendes, Marco Aurélio; Sant’Anna, Clemax Couto; March, Maria de Fátima Bazhuni Pombo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 23/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.49%
Objective: To evaluate stress in children and adolescents with asthma and its association withclinical and psychosocial features. Methods: Cross-sectional study conducted with asthmatic childrenand adolescents between 7 and 12 years old, seen at the pediatric pulmonary outpatient clinic. TheStress Childhood Scale, the Criterion of Economic Classification Brazil and a questionnaire wereused to collect data. Statistical analysis was realized using the Chi-square Test, ROC curve, FisherTest and Mann-Whitney. A logistic regression analysis model was used after univariety analysis.Results: Stress was detected in 38 % (19/50) of the patients, with predominance of psychologicalreactions. Statistical significance associations were found between stress and scholar difficulties,socioeconomic class C2 and D (p = 0,013) and asthma symptoms in a period less than or equal to 7years (p = 0,003). These associations remained after logistic regression model. There was no statisticalsignificance association between asthma gravity and stress. Conclusions: More than one-third ofchildren and adolescents with asthma were stressed. This rate was higher in lower socioeconomicclasses and in those patients with scholar difficulties and with symptoms of asthma in a period lessthan or equal to 7 years.; Objetivos: verificar a presença do estresse em crianças e adolescentes com asma e avaliar aassociação do estresse com variáveis clínicas e psicossociais. Método: estudo transversal com criançase adolescentes asmáticos entre 7 e 12 anos de idade...

STRESS AMONG NURSES: AN EXAMINATION OF SALIVARY CORTISOL LEVELS ON WORK AND DAY OFF; Estres en enfermeras: la utilizacion del cortisol salival durante el dia de trabajo y de descanso; Estresse em enfermeiros: o uso do cortisol salivar no dia de trabalho e de folga

Rocha, Maria Cecilia Pires da; Martino, Milva Maria Figueiredo De; Grassi-Kassisse, Dora Maria; Souza, Aglecio Luiz de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.83%
The present study evaluates the use of salivary cortisol concentration as a physiological index of the stress level among nurses on their work day and day off and correlates it with the questionnaire used to measure occupational stress in nurses (Inventário de Estresse em Enfermeiros - IEE). This is a comparative, cross-sectional descriptive study in which sociodemographic data, IEE results and salivary cortisol levels were used. Fifty-seven nurses participated in the study (80.7% females and a mean age of 37.1 years old). The IEE average score was 124.5. The average cortisol level was 564.1 ng/m on work day and 354.1 ng/mL on day off. Nurses who had double workdays presented high values of salivary cortisol during the work day (638.1 ng/mL). In conclusion, salivary cortisol identified the nurses’ stress level, and differences were found between a work day and day off. On the nurses’ day off, their salivary cortisol levels and stress scores were lower.; Este estudio analizó la concentración de cortisol salival como indicativo del índice fisiológico del estrés en enfermeras durante la jornada de trabajo y de descanso, correlacionándolo con el inventario de estrés (IEE). Investigación descriptiva, transversal y comparativa...

Sono, estresse e comportamentos compensatórios por enfermeiras e parteiras australianas; Sueño, estrés y comportamientos compensatorios por enfermeras y parteras australianas; Sleep, stress and compensatory behaviors in Australian nurses and midwives

Dorrian, Jillian; Paterson, Jessica; Dawson, Drew; Pincombe, Jan; Grech, Carol; Rogers, Ann E
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.63%
OBJETIVO: Descrever sono, estresse e comportamentos compensatórios em enfermeiras e parteiras. MÉTODOS: O estudo incluiu 41 enfermeiras 21 parteiras em hospitais australianos de 2005 a 2009. A participação foi voluntária. Os participantes registraram diariamente as horas de trabalho, sono, stress e níveis de exaustão, cafeína e uso de ajuda para dormir durante um mês (1.736 dias, 1.002 turnos). RESULTADOS: Os participantes relataram de moderados a elevados níveis de stress e de exaustão em 20%-40% dos dias de trabalho; experimentaram distúrbios do sono em mais de 50% dos dias de trabalho; relataram esforço para permanecer acordado em 27% dos dias de trabalho; e sofreram sonolência extrema ou acidente perto de casa em 9% dos dias de trabalho. Idade, duração do sono percebida e jornadas foram preditores significativos da ingestão de cafeína. Aproximadamente 60% dos participantes relataram utilizar a ajuda para dormir: cerca de 20% relataram uso de medicação prescrita e 44% das enfermeiras e 9% das parteiras consumiam álcool como auxílio para dormir pelo menos uma vez durante o estudo. Estresse e dias de trabalho foram preditores significativos do uso de sedativos. Em geral, 22% relataram ser indiferente, ou ligeiramente insatisfeito com seu trabalho. CONCLUSÕES: Problemas no sono...

Estresse no trabalho da enfermagem em hospital de pronto-socorro: análise usando a Job Stress Scale; Estrés en el trabajo de enfermería en hospital de emergencia: análisis usando la Job Stress Scale; Workplace stress in nursing workers from an emergency hospital: Job Stress Scale analysis

Urbanetto, Janete de Souza; Silva, Priscila Costa da; Hoffmeister, Eveline; Negri, Bianca Souza de; Costa, Bartira Ercília Pinheiro da; Figueiredo, Carlos Eduardo Poli de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.51%
This study identifies workplace stress according to the Job Stress Scale and associates it with socio-demographic and occupational variables of nursing workers from an emergency hospital. This is a cross-sectional study and data were collected through a questionnaire applied to 388 nursing professionals. Descriptive statistics were applied; univariate and multivariate analyses were performed. The results indicate there is a significant association with being a nursing technician or auxiliary, working in the position for more than 15 years, and having low social support, with 3.84, 2.25 and 4.79 times more chances of being placed in the ‘high strain job' quadrant. The study reveals that aspects related to the workplace should be monitored by competent agencies in order to improve the quality of life of nursing workers.; Trata-se de estudo cujo objetivo foi identificar o estresse no trabalho, segundo a Job Stress Scale, e associá-lo aos aspectos sociodemográficos e laborais de trabalhadores de enfermagem de um hospital de pronto-socorro. É estudo tipo transversal, cujos dados foram coletados por meio de questionário, com 388 profissionais de enfermagem. A análise foi realizada pela estatística descritiva, análise univariada e multivariada. Através dos resultados identificaram-se associação significativa com o cargo de técnico/auxiliar de enfermagem...

Estresse laboral e capacidade para o trabalho de enfermeiros de um grupo hospitalar; Estrés laboral y capacidad para el trabajo de enfermeros de un grupo hospitalario; Occupational stress and work capacity of nurses of a hospital group

Negeliskii, Christian; Lautert, Liana
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.63%
Este estudo teve como objetivo avaliar a relação entre o estresse laboral e o índice de capacidade para o trabalho, de 368 enfermeiros (82,1% da população) de um grupo hospitalar. Utilizou-se um questionário com questões sócio-ocupacionais e duas escalas: a Job Stress Scale e o índice de capacidade para o trabalho. O grupo de enfermeiros era predominantemente feminino (93,2%), trabalhando em atividades assistenciais (63,9%), possuía pelo menos um curso de pós-graduação (76%) e satisfeito com a unidade onde trabalhava (70,5%). O estresse laboral está presente em 23,6% dos enfermeiros, e, desses, 15,2% apresentam alta exigência no trabalho e 8,4% trabalho passivo. O apoio social exerce influência positiva significativa sobre todos os grupos - expostos e não expostos ao estresse laboral. Quanto à capacidade para o trabalho, essa é moderada (28-36 pontos) para 51,4% dos enfermeiros e boa (37-43 pontos) para 47,4%. Não há correlação entre o estresse e a capacidade para o trabalho.; Se trata de un estudio con objetivo de evaluar la relación entre el estrés laboral y el índice de capacidad para el trabajo de 368 enfermeros (82,1% de la población) de un Grupo Hospitalario. Se utilizó un cuestionario con cuestiones socio ocupacionales y dos escalas: la Job Stress Scale y el Índice de Capacidad para el Trabajo. El grupo de enfermeros es predominantemente femenino (93...

Impacto do estresse na saúde de cortadores de cana

Priuli,Roseana Mara Aredes; Moraes,Maria Silvia de; Chiaravalloti,Rafael Morais
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.49%
OBJETIVO Analisar os níveis de estresse e a prevalência de sintomas físicos e psíquicos em trabalhadores do corte de cana antes e depois da safra. MÉTODOS Foram estudados 114 cortadores de cana, 109 trabalhadores urbanos na pré-safra, 102 cortadores de cana e 81 trabalhadores urbanos na pós-safra, na cidade de Mendonça, SP, em 2009. A análise dos dados baseou-se na frequência e porcentagem dos avaliados com sintomas de estresse, tendo sido utilizado o Inventário de Sintomas de Estresse para Adultos de Lipp-ISSL. Os dados gerais coletados foram analisados segundo estatística descritiva. Utilizou-se o teste Exato de Fisher para comparar a variável categórica representada pelo estresse pré e pós-safra nos grupos cortadores de cana e trabalhadores urbanos. Foram considerados significativos os valores de p menor que 0,05. RESULTADOS O estresse aumentou nos cortadores de cana após a safra (34,2% na pré-safra e 46,1% na pós-safra); nos trabalhadores urbanos, o estresse diminuiu de 44,0% na pré-safra para 42,0% na pós-safra. Houve predominância da fase de resistência do estresse para ambos os grupos, com sinais mais evidentes da fase de quase-exaustão e de exaustão para os cortadores de cana. Após a safra...