Página 1 dos resultados de 1905 itens digitais encontrados em 0.064 segundos

Prevalência dos factores de risco para a epicondilite lateral numa população praticante de ténis

Moreira, Carla Sofia de Oliveira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
85.85%
Introdução: “Epicondilite” Lateral representa uma lesão de sobrecarga frequente nos tenistas, no entanto, os factores de risco foram identificados para populações maioritariamente laborais e não para praticantes de ténis. Objectivo: Pretende-se com este estudo determinar qual a prevalência da “epicondilite” e quais os factores de risco mais determinantes, de modo a estabelecer um conjunto de recomendações que possam ajudar a prevenir a patologia. Métodos: 69 pessoas, com idades compreendidas entre 10 e 67 anos, de uma população de 120 que praticam ténis de forma regular, participaram no estudo, respondendo a um inquérito que avalia factores demográficos, aspectos relacionados com a prática de ténis e dados relativos à eventual presença de “epicondilite”. Resultados: 36 casos (52.2%) tinham doença, dos quais 42.9% tinham entre 13 a 24 anos; o género dominante foi o masculino (63.8%); 53.6% fazem competição. Tempo de treino contínuo sem intervalos de 2 ou mais horas (Odds Ratio (OR):3.07; Intervalo de Confiança 95% (CI): 1.13, 8.33; p:0.026); treino de 4 a mais de 6 horas semanais (OR:2.8; CI: 1.04, 7.47; p:0.037), demonstraram ser os factores de risco mais preponderantes para atingir a “doença”. Outros factores mostraram alguma relevância como a prática fora de locais onde haja a supervisão do treinador (OR: 4.97; CI: 1.70...

Síndrome do disco adjacente à fusão (Síndrome de Transição) na coluna cervical: resultados segundo critérios clínicos e radiológicos; Adjacent segment disease (Transitional Syndrome) in cervical spine: clinical and radiological results; Síndrome del disco adyacente a la fusión (Síndrome de Transición) en la columna cervical

MELUZZI, Alexandre; TARICCO, Mário Augusto; GUIRADO, Vinícius Monteiro de Paula; DIAS, Mário Rubem Pena; NAKAGUAWA, Gilberto; TEIXEIRA, Manoel Jacobsen
Fonte: Sociedade Brasileira de Coluna Publicador: Sociedade Brasileira de Coluna
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
75.64%
OBJETIVO: o objetivo deste trabalho foi identificar a ocorrência da síndrome do disco adjacente secundária à fusão intervertebral, no segmento cervical, e os fatores prognósticos associados. MÉTODOS: foram analisados os prontuários e exames de imagem de 209 indivíduos submetidos ao tratamento cirúrgico da doença degenerativa cervical, sendo 169 casos por via anterior e em 40 por via posterior, no HC-FMUSP, no período de março de 1993 a janeiro de 2007. A avaliação clínica foi quantificada pela escala da Japanese Orthopaedic Association (JOA), com média de segmento de 80 meses. A análise radiológica foi baseada nos critérios de instabilidade de White e Panjabi em todos os casos. A degeneração discal foi mensurada segundo a escala de Kellgren antes e após a cirurgia. RESULTADOS: no total, diagnosticou-se a síndrome do disco adjacente em 30 casos (17,75%), com média de intervalo de tempo de incidência de 28,5 meses após a fusão ou 2,9 casos/ano. Houve um aumento das alterações degenerativas nos exames radiológicos em níveis adjacentes à fusão por via anterior em 41,42% e em 52,5% por via posterior sem fusão, avaliados pela escala de Kellgren, com taxa de degeneração de 6,7% ao ano, sem correlação com alterações clínicas. CONCLUSÕES: alterações no alinhamento fisiológico sagital da coluna e a sua gravidade predispõem ao desenvolvimento da síndrome. Não foi observada incidência da síndrome em casos de pseudoartrose ou utilização de metacrilato...

Doença pulmonar obstrutiva crônica e fatores associados em São Paulo, SP, 2008-2009; Prevalence of chronic obstructive pulmonary disease and risk factors in São Paulo, Brazil, 2008-2009; Enfermedad Pulmonar Obstructiva Crónica y factores asociados en Sao Paulo, Sureste de Brasil, 2008-2009

SOUSA, Clóvis Arlindo de; CÉSAR, Chester Luiz Galvão; BARROS, Marilisa Berti de Azevedo; CARANDINA, Luana; GOLDBAUM, Moisés; PEREIRA, Júlio Cesar Rodrigues
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
75.8%
OBJETIVO: Estimar a prevalência e fatores associados à doença pulmonar obstrutiva crônica. MÉTODOS: Estudo transversal, de base populacional com 1.441 indivíduos de ambos os sexos e com 40 anos de idade ou mais no município de São Paulo, SP, entre 2008 e 2009. As informações foram coletadas por meio de entrevistas domiciliares e os participantes foram selecionados a partir de amostragem probabilística, estratificada por sexo e idade, e por conglomerados em dois estágios (setores censitários e domicílios). Foi realizada regressão múltipla de Poisson na análise ajustada. RESULTADOS: Dos entrevistados, 4,2% (IC95% 3,1;5,4) referiram doença pulmonar obstrutiva crônica. Após análise ajustada, identificaram-se os seguintes fatores independentemente associados ao agravo: número de cigarros fumados na vida (> 1.500/nenhum) RP = 3,85 (IC95%: 1,87;7,94), cansar-se com facilidade (sim/não) RP = 2,61 (IC95% 1,39;4,90), idade (60 a 69 anos/50 a 59 anos) RP = 3,27 (IC95% 1,01;11,24), idade (70 anos e mais/50 a 59 anos) RP = 4,29 (IC95% 1,30;14,29), problemas de saúde nos últimos 15 dias (sim/não) RP = 1,31 (IC95% 1,02;1,77), e atividade física no tempo livre (sim/não) RP = 0,57 (IC95% 0,26;0,97). CONCLUSÕES: A prevalência da doença pulmonar obstrutiva crônica é elevada e está associada ao uso do tabaco e idade acima de 60 anos. Os problemas de saúde freqüentes e redução da atividade física no tempo livre podem ser considerados conseqüências dessa doença.; OBJECTIVE: To assess the prevalence of chronic obstructive pulmonary disease and related risk factors. METHODS: A population-based cross-sectional study with 1...

Educação e Factores de Risco na Institucionalização do Idoso: Um Estudo no Distrito de Beja

Goes, Maria; Natário, Isabel; Oliveira, Maria Manuela; Bonito, Jorge
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Parte de Livro
Português
Relevância na Pesquisa
75.69%
O aumento do envelhecimento da população constitui um fenómeno global, que tem requerido medidas políticas específicas e variadas. De todas elas, a que parece constituir o último recurso é a colocação do idoso em lares, pese embora a investigação revele a importância, para a sua saúde, de o manter o maior tempo possível no seu ambiente familiar. Este estudo procura perceber a importância de alguns factores de risco de institucionalização do idoso. Trata-se de um case-control, retrospectivo, aplicado a uma amostra de 300 idosos do Distrito de Beja. Os principais resultados apontam no sentido de existir menor grau de dependência dos idosos que residem no seu domicílio, relativamente aqueles que habitam em lares.

A comunidade chinesa em Portugal : factores de risco, factores protectores e rede social

Santos, Tânia Rita Silva dos
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
75.77%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; Este estudo tem como objectivo averiguar os factores de risco, os factores protectores e a rede social dos imigrantes chineses em Portugal. Para este estudo exploratório realizaram-se entrevistas semi-estruturadas e aplicou-se o mapa de rede social a uma amostra de 20 imigrantes com uma média de tempo de permanência em Portugal de 7,55 anos (DP= 7,77). A partir das categorias e dos indicadores que surgiram da análise de conteúdo, procedeu-se à análise de cluster em 4 classes. Os factores de risco que se salientaram foram a língua portuguesa, o afastamento da família e amigos e diferenças culturais. Os factores protectores mais referidos foram a ajuda da família/integração na comunidade chinesa, o clima de Portugal e a simpatia dos portugueses. Relativamente à rede social, esta mostrou-se constituída maioritariamente por sujeitos chineses. À luz das normas culturais chinesas e dos resultados obtidos, analisar-se-á o processo de adaptação destes imigrantes em Portugal. Implicações para a prática comunitária e terapêutica serão também discutidas.; This study aims to explore risk factors...

Factores de risco para a incidência de patologia peri-implantar

Nobre, Miguel Alexandre de Araújo, 1977-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
75.77%
Tese de mestrado, Epidemiologia, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2012; Contexto – A patologia peri-implantar consiste numa reacção inflamatória acompanhada de perda do osso de suporte na zona dos tecidos circundantes do implante em função podendo conduzir ao insucesso do implante. É necessário produzir mais conhecimento na área dos factores de risco associados a esta patologia. Objectivo – O objectivo geral deste estudo consistiu na identificação dos possíveis factores associados ao aumento do risco para a ocorrência de patologia peri-implantar e consequente insucesso do implante. Materiais e Métodos - Este estudo caso-controlo de base hospitalar incluiu um total de 1350 participantes (270 casos e 1080 controlos) reabilitados com implantes dentários do sistema Nobel Biocare no Centro de Implantologia e Reabilitação Oral Fixa Malo Clinic- Lisboa. Os casos apresentaram diagnóstico de patologia peri-implantar efectuado a partir de 4 métodos clínicos e radiológicos complementares e os controlos sem diagnóstico de patologia periimplantar. Os casos e controlos foram emparelhados relativamente às variáveis idade (intervalo etário de 2 anos), género e tempo de seguimento do implante (intervalo de 2 meses). Foi efectuada uma análise bivariada para avaliar a diferença entre os grupos de casos e controlos em relação às variáveis independentes. As variáveis independentes identificadas individualmente como factores associados à incidência da patologia peri-implantar foram novamente testadas em modelo de regressão logística binário tendo sido calculado o seu “odds ratio” (OR) relativamente à incidência da patologia peri-implantar. Resultados – A partir do modelo de regressão logística verificou-se que as variáveis que representaram factores de risco para a incidência de patologia peri-implantar foram: Desajuste passivo (OR=39.97); História de periodontite (HP) (OR=24); Presença de bolsas periimplantares >4mm (BPI) (OR=3.57); Nível ósseo (NO) localizado no terço médio do implante (OR=9.59); Tipo de material utilizado na prótese (TMUP) (Metalo-cerâmico: OR=5.87; Acrílico: OR=2.44); Presença de placa bacteriana (PB) (OR=3.57); as interacções PB*Proximidade de peças dentárias (PROXI) (nomeadamente a presença de um dente e um implante adjacentes ao implante...

O luto nos enfermeiros de cuidados paliativos: serviço de medicina paliativa do Hospital do Fundão

Pina, Ana Filipa Nunes de, 1977-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
75.76%
Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2013; A morte, com a evolução sociocultural do último século e o aumento da longevidade de vida dos indivíduos, tornou-se cada vez mais institucionalizada/hospitalizada e escondida da sociedade. (Zorzo, 2004; Barbosa, 2002). Os enfermeiros de Cuidados Paliativos, não só estabelecem uma relação terapêutica estreita para responder às necessidades da díade doente-família (Gerow et al, 2010), como também experienciam um número anual acrescido de mortes dos seus doente, inerente às especificidades do seu trabalho (Desbiens e Fillion, 2007). Como tal, estão expostos a vários factores de stress físico, emocional, psicológico e socio-cultural que os faz desenvolver processos de luto melhor ou pior adaptados à realidade encontrada e que lhes permite lidar com o seu próprio sofrimento (Desbiens e Fillion, 2007). Tendo em conta que um luto mal vivido pode levar a consequências nefastas para o próprio indivíduo, para a instituição onde trabalha e para a sociedade onde pertence, torna-se crucial reconhecer a legitimidade do mesmo e identificar precocemente os sinais e sintomas decorrentes de um processo de luto mal vivido. O objectivo deste trabalho foi o de conhecer como o processo de luto é vivenciado pelos enfermeiros de Cuidados Paliativos do Serviço de Medicina do Hospital do Fundão...

Aderência às Recomendações para o Tratamento das Síndromes Coronárias Agudas: Evolução ao Longo do Tempo

Timóteo, AT; Fiarresga, A; Feliciano, J; Ferreira, ML; Oliveira, JA; Serra, J; Cruz Ferreira, R
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
75.72%
Introdução: O tratamento das Síndromes Coronárias Agudas (SCA) sofreu várias alterações muito rápidas nos últimos anos, traduzido nas múltiplas propostas de recomendações pelo ACC/AHA/ESC, baseados na evidência clínica. Avaliamos a implementação destas recomendações, comparando uma população de doentes de 2002, com uma população de 2005. Métodos: Estudo retrospectivo de 368 doentes admitidos em 2002 e 420 doentes admitidos em 2005 por SCA (com e sem elevação do segmento ST). Analisaram-se características clínicas e estratégias de tratamento. Resultados: Não se verificaram diferenças em termos de idade, sexo masculino, factores de risco para doença coronária ou história prévia de revascularização miocárdica. Verificou-se uma redução de doentes com antecedentes de enfarte do miocárdico e insuficiência renal e aumento da apresentação como enfarte com elevação do segmento ST. O tratamento com clopidogrel (6% versus 87%), bloqueador-beta(54% versus 79%), inibidores da enzima de conversão da angiotensina (72% versus 84%) e estatinas (78% versus 91%) aumentou (para todos p<0,001). Por outro lado, verificou-se um pequeno decréscimo na utilização de ácido acetilsalicílico (98% versus 95%...

Prevalência e Factores de Risco para Síndrome Látex-Frutos em Doentes com Alergia ao Látex

Gaspar, A; Pires, G; Matos, V; Loureiro, V; Morais-Almeida, M; Rosado-Pinto, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica Publicador: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
75.74%
A associação de alergia ao látex e alergia alimentar a frutos e outros vegetais com reactividade cruzada com látex é denominada síndrome látex-frutos (SLF). Não existem estudos que avaliem factores de risco para SLF em doentes alérgicos ao látex, nomeadamente incluindo diferentes grupos populacionais de risco. Objectivo: Investigar a prevalência e factores de risco para SLF. Material e Métodos: Foram estudados 61 doentes alérgicos ao látex, com média etária de 25.9 (±16.6) anos e relação sexo M/F de 0.3/1, pertencendo a diferentes grupos de risco: 15 com espinha bífida (EB), 13 submetidos a múltiplas cirurgias sem EB e 33 profissionais de saúde (PS). A todos os doentes foram efectuados questionário, testes cutâneos por prick (TC) com aeroalergénios comuns e látex(extractos comerciais) e alimentos com reactividade cruzada descrita com látex (extractos comerciais e alimentos em natureza), IgE total sérica (AlaSTAT®, DPC) e IgE específica para látex (UniCAP®, Pharmacia Diagnostics). Definiu-se SLF se história clínica e TC para o alimento positivos. Resultados: A prevalência de SLF nos doentes alérgicos ao látex foi 28% (17). Os alimentos implicados foram castanha-71% (12), banana-47% (8), pêssego-29% (5)...

Aderência às Recomendações para o Tratamento das Síndromes Coronárias Agudas: Evolução ao Longo do Tempo

Timóteo, AT; Fiarresga, A; Feliciano, J; Ferreira, ML; Oliveira, JA; Serra, J; Cruz Ferreira, R
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
75.72%
Introdução: O tratamento das Síndromes Coronárias Agudas (SCA) sofreu várias alterações muito rápidas nos últimos anos, traduzido nas múltiplas propostas de recomendações pelo ACC/AHA/ESC, baseados na evidência clínica. Avaliamos a implementação destas recomendações, comparando uma população de doentes de 2002, com uma população de 2005. Métodos: Estudo retrospectivo de 368 doentes admitidos em 2002 e 420 doentes admitidos em 2005 por SCA (com e sem elevação do segmento ST). Analisaram-se características clínicas e estratégias de tratamento. Resultados: Não se verificaram diferenças em termos de idade, sexo masculino, factores de risco para doença coronária ou história prévia de revascularização miocárdica. Verificou-se uma redução de doentes com antecedentes de enfarte do miocárdico e insuficiência renal e aumento da apresentação como enfarte com elevação do segmento ST. O tratamento com clopidogrel (6% versus 87%), bloqueador-beta(54% versus 79%), inibidores da enzima de conversão da angiotensina (72% versus 84%) e estatinas (78% versus 91%) aumentou (para todos p<0,001). Por outro lado, verificou-se um pequeno decréscimo na utilização de ácido acetilsalicílico (98% versus 95%...

Prevalência e Factores de Risco para Síndrome Látex-Frutos em Doentes com Alergia ao Látex

Gaspar, A; Pires, G; Matos, V; Loureiro, V; Morais-Almeida, M; Rosado-Pinto, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica Publicador: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
75.74%
A associação de alergia ao látex e alergia alimentar a frutos e outros vegetais com reactividade cruzada com látex é denominada síndrome látex-frutos (SLF). Não existem estudos que avaliem factores de risco para SLF em doentes alérgicos ao látex, nomeadamente incluindo diferentes grupos populacionais de risco. Objectivo: Investigar a prevalência e factores de risco para SLF. Material e Métodos: Foram estudados 61 doentes alérgicos ao látex, com média etária de 25.9 (±16.6) anos e relação sexo M/F de 0.3/1, pertencendo a diferentes grupos de risco: 15 com espinha bífida (EB), 13 submetidos a múltiplas cirurgias sem EB e 33 profissionais de saúde (PS). A todos os doentes foram efectuados questionário, testes cutâneos por prick (TC) com aeroalergénios comuns e látex(extractos comerciais) e alimentos com reactividade cruzada descrita com látex (extractos comerciais e alimentos em natureza), IgE total sérica (AlaSTAT®, DPC) e IgE específica para látex (UniCAP®, Pharmacia Diagnostics). Definiu-se SLF se história clínica e TC para o alimento positivos. Resultados: A prevalência de SLF nos doentes alérgicos ao látex foi 28% (17). Os alimentos implicados foram castanha-71% (12), banana-47% (8), pêssego-29% (5)...

Um estudo experimental sobre os preditores da perda de noção de tempo e a influência desta no desempenho

Lopes, Carlos José dos Anjos
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
75.73%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; Nas organizações vários são os fatores que tem influência na sua gestão. A forma como o tempo é assumido pela organização e seus funcionários faz parte desses fatores. Uma abordagem nesta temática é o modelo de experiência de perda de noção de tempo nas organizações (Mainemelis, 2001). Um estudo experimental foi conduzido para testar parcialmente o modelo de Mainemelis. O estudo inter-sujeitos teve duas condições e foi realizado por uma amostra de 73 estudantes universitários. Verificamos como esperado que os factores presentes no modelo de Mainemelis motivação intrínseca, feedback imediato, autonomia, significado do trabalho e perda de noção de tempo tiveram valores significativamente mais altos na condição que teve uma tarefa de menor tédio, maior complexidade e maior feedback de desempenho. Ficou também demonstrado que em tarefas que cumprem o modelo de Mainemelis existe uma tendência para a perda de noção de tempo prever o desempenho. No mesmo tipo de tarefas, uma mais baixa perceção de tempo passado determinou um melhor desempenho. Concluímos com implicações teóricas e práticas no mundo da gestão das organizações.; There are several factors influencing the management of organizations. The way in which time is perceived by the organization and its employees is one of these factors. One approach to this is the model for the experience of timelessness in organizations (Mainemelis...

Principales factores de riesgo de infección del tracto urinario (ITU) en pacientes hospitalizados: propuestas de mejoras.; Principais factores de risco para infecçao do trato urinário (ITU) em pacientes hospitalizados: proposta de melhorias.

Pavanello Rodrigues Silva, C.; Frota Mendonça, SH.; Romero Aquino, C.; Soares da Silva, A.F.; Malacchia, JL.; Campos Canesin, A.; Ferreira Ribero EF.; De Almeida, S.
Fonte: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia : Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
75.76%
Estudio transversal, retrospectivo y exploratorio, con el objetivo de identificar los principales factores de riesgo para la presencia de infección del tracto urinario (ITU) y elaborar propuesta de mejoras para la prevención de ésta. La población se constituye de todos los pacientes con ITU nosocomial, notificada en el período de abril de 2003 a julio de 2005. Fueron evaluados 114 casos de ITU en el período, relacionados o no con el sondaje vesical de larga duración (SVD). Los principales factores de riesgo descritos fueron: 60,5% del sexo femenino, 78 % con morbidad que presupone a ITU, 73 % > de 61 años, 59 % de los dos casos en la terapia intensiva, 83% usó SVD (33 % con uso de 16 a 30 días y 25 % > 31 días), 76 % usó pañales, 68 % usó antibiótico previamente. En el momento del suceso de ITU la media del tiempo de internación fue de 20 días. Según el sector inicial de pasaje de SVD, 24% se registró en el Centro Quirúrgico (CC) y 66% en las unidades de internación y de terapia intensiva. En este estudio se evidenció que las ITU nosocomiales notificadas estaban relacionadas con los principales factores de riesgo referidos en la literatura científica, sin la aparición de factores inesperados. Frente a los casos hallados fue posible establecer una propuesta de mejoras: sensibilización del enfermero para evaluar la necesidad del uso de la sonda a partir del 7º día de uso...

O ritmo nos limites da estruturação da memória: o estudo dos intervalos de tempo e das acentuações

Silveira, César Filipe Guerreiro
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
75.68%
Partindo da especificidade inerente a cada tipo de memória — memória sensorial, memória de curto prazo e memória de longo prazo —, em seu silencioso modo de funcionamento e, da sua articulação com o estudo de dois parâmetros rítmicos — intervalos de tempo e acentuações —, esta dissertação procura evidenciar o modo como os distintos mecanismos de operar, condicionados pelas próprias capacidades de cada tipo de memória, determinam a percepção e função dos parâmetros rítmicos, assim como procura expor os distintos factores que influem sobre a aplicabilidade dos parâmetros rítmicos em proveito da optimização da sua codificação e consolidação nas memórias. É, assim, traçada uma analogia entre o modelo de organização hierárquica e associativa da sedimentação das memórias e um modelo de organização dos intervalos de tempo e das acentuações, empoderando, deste modo, o processo composicional; ABSTRACT: Based on the specific nature of each type of memory — sensory memory, short-term memory and long-term memory — in their silent mode of operation and its connection with the study of two rhythmic parameters — time intervals and accents —, this dissertation seeks to show how the different mechanisms operate...

Mau trato à criança: factores de vulnerabilidade e de protecção : guião de conceptualização de caso de criança (6-11 anos) em situação de perigo

Pereira, Pedro Manuel de Magalhães Oliveira
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
85.78%
Mestrado em Intervenção Comunitária e Protecção de Menores; Prémio Silva Leal 9ª Edição (2009) - Menção Honrosa; No presente trabalho foi desenvolvido um Guião de conceptualização de caso de crianças (6-11 anos) em situação de perigo, com o objectivo de sustentar intervenções focalizadas nos processos subjacentes ao mau trato e não nas suas tipologias. Visa-se contribuir para o delineamento de intervenções caracterizadas por um carácter precoce, mínimo, proporcional e actual, potenciando a criação de condições para um desenvolvimento integral da criança. A construção do Guião baseia-se nos modelos ecológicos e contempla, em cada nível contextual (criança, familiar/parental, e comunitário), factores de vulnerabilidade e factores de protecção identificados na literatura como associados ao mau trato. Para além de se abordar o enquadramento legal vigente na matéria em Portugal, incidese nos constructos subjacentes à construção do Guião (mau trato, bem-estar, resiliência, factores de vulnerabilidade e factores de protecção). Nesta fase da elaboração do Guião foram seleccionados 22 factores, cada um deles descrito em função de indicadores específicos que incluem um formato de checklist...

Recém-nascidos Leves para a Idade Gestacional numa População Suburbana. Incidência e Factores de risco.

Saldanha, Maria Joana; Machado, Maria do Céu; Matos, Ana Cristina; Pinto, Filomena; Barroso, Rosalina; Carreiro, Helena
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
75.72%
Introdução Foi objectivo deste trabalho de caso-controlo prospectivo e longitudinal conhecer a incidência de recém-nascidos leves para a idade gestacional durante um ano no Hospital Fernando Fonseca, identificar alguns dos possíveis factores de risco e as complicações surgidas até à alta hospitalar.Participantes e métodosForam incluídos os recém-nascidos com peso abaixo do percentil 10 das Tabelas de Lubchenco e um grupo de controlo com peso adequado. Colheram-se dados do contexto socio-demográfico da farmlia, da história materna e do parto. Registaram-se os dados de observação dos recém-nascidos, da ecotransfontanelar e evolução clínica hospitalar.Os recém-nascidos leves para a idade foram classificados em simétricos ou assimétricos e calculou-se um valor 20% inferior ao valor do percentil 10 para identificação de atraso de crescimento mais grave.Na análise estatística as médias foram comparadas pelos testes de análise de variância e Kruskal-Wallis (para distribuições não normais) e as frequências com o teste do Qui quadrado, calculando-se as respectivas "odds ratios" com intervalos de confiança a 95%.ResultadosDe 12-1-98 a 11-1-99 dos 5503 nados vivos no hospital, 199 eram leves para a idade gestacional...

Vírus Respiratórios. Resultados de Um Ano de Pesquisas

Ramos, Sandra; Sousa, Susana Gama de; Guedes, Margarida; Castro, Ana Paula; Amorim, José M. C.
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 24/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
75.69%
As infecções agudas das vias aéreas representam as infecções mais frequentes da infância, na sua maioria de etiologia vírica.O vírus sincicial respiratório (VSR), em particular, é um importante patogéneo em lactentes e crianças, provocando epidemias anuais de bronquiolites e pneumonias.A gravidade da infecção por VSR e a associação com a existência prévia de factores de risco (prematuridade, doença de membrana hialina, displasia broncopulmonar, cardiopatia congénita e imunodeficiência) motivou os autores a efectuar uma análise dos internamentos em que tivesse sido efectuada a pesquisa de vírus nas secreções respiratórias, em crianças com menos de 2 anos.O intervalo abrangido (1/3/97 a 28/2/98) correspondeu ao ano em que se iniciou a detecção de vírus respiratórios por imunofluorescência, no HGSA. Foram efectuadas 128 pesquisas, tendo 47% sido positivas para os vírus respiratórios, 87% correspondendo ao isolamento do VSR.Neste subgrupo, avaliaram-se as complicações registadas e a relação com o padrão de gravidade. Foi possível estabelecer-se uma associação estatisticamente significativa entre a maior gravidade clínica das infecções por VSR, a presença de factores de risco e o tempo de internamento mais prolongado.

Recém-nascidos leves para a idade gestacional numa população suburbana: incidência e factores de risco

Saldanha, MJ; Machado, MC; Matos, A; Pinto, F; Barroso, R; Carreiro, H
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2003 Português
Relevância na Pesquisa
75.72%
Introdução Foi objectivo deste trabalho de caso-controlo prospectivo e longitudinal conhecer a incidência de recém-nascidos leves para a idade gestacional durante um ano no Hospital Fernando Fonseca, identificar alguns dos possíveis factores de risco e as complicações surgidas até à alta hospitalar. Participantes e métodos Foram incluídos os recém-nascidos com peso abaixo do percentil 10 das Tabelas de Lubchenco e um grupo de controlo com peso adequado. Colheram-se dados do contexto socio-demográfico da famíia, da história materna e do parto. Registaram-se os dados de observação dos recém-nascidos, da ecotransfontanelar e evolução clínica hospitalar. Os recém-nascidos leves para a idade foram classificados em simétricos ou assimétricos e calculou-se um valor 20% inferior ao valor do percentil 10 para identificação de atraso de crescimento mais grave. Na análise estatística as médias foram comparadas pelos testes de análise de variância e Kruskal-'Wallis (para distribuições não normais) e as frequências com o teste do Qui quadrado, calculando-se as respectìvas "odds ratios" com intervalos de confiança a 95%. Resultados De 12-1-98 a 11-1-99 dos 5503 nados vivos no hospital, 199 eram leves para a idade gestacional calculando-se uma incidência de 3...

Risk factors associated with drugs abuse among adolescent students; Factores de riesgo asociados al uso de drogas en estudiantes adolescentes; Fatores de riscos associados ao uso de drogas entre estudantes adolescentes

Osorio Rebolledo, Ever Agustín; Ortega de Medina, Neris Marina; Pillon, Sandra Cristina
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
75.74%
This study aims to identify risk factors associated with licit and illicit drugs abuse among adolescent students in various public institutions. Methods: a descriptive study was carried out in Naguanagua, Carabobo, Venezuela and applied the Test Drug Use Screening Inventory questionnaire to an age-stratified sample, involving students between 12 and 17 years old. Results: high-risk areas associated with drugs abuse were family and mental health, while recreation, behavior and school are considered moderate risks. Peers, social abilities and drugs use were identified as low-risk factors. The Total Severity Score is high, which may indicate that Venezuelan adolescents present higher risks for licit and illicit drugs abuse. At the same time, they present lower drugs use rates, that is, the presence of protective factors interact with and modify the risk factors.; Objetivo Identificar factores de riesgo asociados al uso de drogas lícitas e ilícitas en estudiantes adolescentes de ambos sexos cursantes de educación básica y diversificada de instituciones públicas diurnas. Métodos Con base a un estudio descriptiva, de campo y transversal fue realizado estudio en el año 2002 en el Municipio Naguanagua, Estado Carabobo, Venezuela. Se utilizo un cuestionario anónimo auto aplicado denominado Test Drug Use Screening Inventory (DUSI) para adolescentes versión Venezuela...

Lesões na córnea: incidência e fatores de risco em Unidade de Terapia Intensiva; Lesiones en la córnea: incidencia y factores de riesgo en Unidad de Terapia Intensiva; Corneal injuries: incidence and risk factors in the Intensive Care Unit

Werli-Alvarenga, Andreza; Ercole, Flávia Falci; Botoni, Fernando Antônio; Oliveira, José Aloísio Dias Massote Mourão; Chianca, Tânia Couto Machado
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
75.77%
Pacientes internados em unidade de terapia intensiva (UTI) podem apresentar risco para lesão na córnea devido à sedação ou coma. Este estudo teve por objetivo estimar a incidência das lesões na córnea, identificar os fatores de risco e propor modelo de predição de risco para o desenvolvimento de lesão na córnea, em pacientes adultos, em unidade de terapia intensiva, de um hospital público. É estudo de coorte prospectiva de um ano, com 254 pacientes. Os dados foram analisados por estatística descritiva, univariada e de regressão logística. Dos 254 pacientes, 59,4% tiveram lesão na córnea e o tempo médio para o seu aparecimento foi de 8,9 dias. As variáveis independentes que predispõem ao risco para lesão na córnea, tipo puntacta, foram: tempo de internação, outro dispositivo de assistência ventilatoria, presença de edema e piscar de olhos menor que cinco vezes por minuto. Escala de coma de Glasgow e exposição de globo ocular foram as variáveis relacionadas à lesão na córnea do tipo úlcera de córnea. As lesões foram do tipo puntacta (55,1%) e úlceras de córnea (11,8%). Modelos de predição de risco para lesões na córnea do tipo puntacta e úlcera foram estabelecidos.; Pacientes internados en Unidad de Terapia Intensiva (UTI) pueden presentar riesgo de lesión en la córnea debido a la sedación o al coma. Este estudio tuvo por objetivo estimar la incidencia de las lesiones en la córnea; identificar los factores de riesgo y proponer un modelo de predicción de riesgo para el desarrollo de lesión en la córnea...