Página 1 dos resultados de 308 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Investigação de infecção tuberculosa latente em pacientes com psoríase candidatos ao uso de drogas imunobiológicas; Investigation of latent tuberculosis infection in patients with psoriasis who are candidate for receiving immunobiological drugs

LIMA, Emerson Vasconcelos de Andrade; LIMA, Mariana de Andrade; DUARTE, Ângela; MARQUES, Cláudia; BENARD, Gil; LORENA, Virgínia; GOMES, Yara
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
136.07%
O uso dos inibidores do fator de necrose tumoral no tratamento de pacientes com psoríase vem sendo relacionado a uma maior incidência de tuberculose, particularmente, nas suas formas extrapulmonar e disseminada. Apesar de sua indiscutível eficácia, essas drogas elevam o risco da reativação de infecção tuberculosa latente (ITBL), tornando obrigatório o diagnóstico da referida condição antes da sua administração. A investigação da infecção tuberculosa latente pelo teste cutâneo da tuberculina é falha, dada sua baixa especificidade, além de apresentar resultados duvidosos em pacientes com psoríase. Ensaios baseados na detecção da produção de interferon-gama in vitro por células monoclonais periféricas, estimuladas por antígenos específicos (Esat-6 e CFP-10), parecem oferecer maior acurácia quando comparados ao teste de Mantoux na identificação de infecção tuberculosa latente. Essa ferramenta diagnóstica tem oferecido maior especificidade, já que não apresenta correlação com medidas indiretas de exposição ao M. tuberculosis, como a vacinação por BCG, e com infecções por outras micobactérias; The use of tumor necrosis factor inhibitors for the treatment of patients with psoriasis has been related to a higher incidence of tuberculosis...

Avaliação do efeito do bloqueio de Fator de Necrose Tumoral alfa (TNF-) na resposta imune in vitro aos antígenos de Mycobacterium tuberculosis em pacientes com psoríase; Evaluation of the effect of TNF-alpha inhibitors in the in vitro immune response to Mycobacterium tuberculosis antigens in patients with psoriasis

Silva, Léia Cristina Rodrigues da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
166.39%
O Fator de Necrose Tumoral-alfa (TNF-alfa) possui um importante papel na imunopatogênese da psoríase e agentes biológicos, como os inibidores de TNF-alfa, têm apresentado bons resultados no tratamento desta. No entanto, estes agentes foram associados ao aumento de casos de reativação de tuberculose entre os pacientes que os utilizaram. Este estudo foi realizado com o intuito de avaliar a resposta imune de pacientes com psoríase grave, ativa, sem tratamento, frente a antígenos de Mycobacterium tuberculosis (Mtb), e o efeito dos inibidores de TNF-alfa nesta resposta. Estudamos 24 pacientes com psoríase grave divididos em 2 grupos: não reatores (n = 14) e reatores (n = 10) ao teste intradérmico com PPD. Como controle, utilizamos um total de 26 indivíduos sadios, também separados em 2 grupos segundo a reatividade ao PPD (PPD-, n = 13; PPD+, n = 13). Em uma segunda etapa estudamos 11 pacientes com psoríase leve a moderada, também sem tratamento, PPD (-) para avaliarmos a importância da gravidade da psoríase na resposta aos antígenos micobacterianos. Avaliamos a resposta imunológica in vitro através da linfoproliferação, quantificação da produção de IFN-gama (ELISA) e quantificação de células produtoras de IFN-gama (ELISPOT)...

Estudo da toxicidade do adalimumabe (Humira®) intravítreo para a retina de coelhos; Testing intravitreal toxicity of adalimumab (Humira®) in the rabbit

Manzano, Roberta Pereira de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
136.4%
O adalimumabe (Humira®, Abbott) é um antagonista do Fator de Necrose Tumoral- alpha (TNF-alfa ). É aprovado para o tratamento de artrite reumatoide, espondilite anquilosante, doença de Crohn, psoríase crônica e artrite reumatoide juvenil. É um anticorpo monoclonal que contém apenas sequências humanas de peptídeos contra a molécula do Fator de Necrose Tumoral-alfa. Na literatura, relatos e série de casos sugerem que os antagonistas do Fator de Necrose Tumoral-alfa são úteis no tratamento da inflamação ocular, edema macular cistoide e secundário à uveíte e degeneração macular relacionada à idade. Entretanto, a administração sistêmica do adalimumabe pode gerar efeitos adversos graves. A fim de diminuir esses efeitos adversos e aumentar a concentração da medicação no segmento posterior do olho, uma possível opção é a injeção intravítrea. O objetivo do presente estudo foi avaliar a toxicidade do adalimumabe intravítreo nas diferentes doses para a retina de coelhos por meio de avaliação clínica (biomicroscopia e oftalmoscopia indireta), funcional (eletrorretinograma) e histopatológica (microscopia óptica e eletrônica). Foram utilizados 30 coelhos albinos da raça Nova Zelândia divididos em cinco grupos de seis coelhos. Injeções intravítreas foram realizadas nas seguintes concentrações de adalimumabe: 0...

Avaliação do metabolismo e atividade inflamatória nas diversas formas evolutivas da doença de Chagas: correlação com disfunção autonômica; Evaluation of metabolism and inflammatory activity in different forms of Chagas' disease: correlation with autonomic dysfunction

Ferreira, João Marcos Bemfica Barbosa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
126.27%
INTRODUÇÃO: A cardiopatia chagásica crônica (CCC) apresenta características específicas, tais como: disfunção autonômica e atividade inflamatória exacerbada. Esta fisiopatologia sugere que alguns parâmetros metabólicos podem estar alterados em pacientes chagásicos. O objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros metabólicos e inflamatórios nas diversas formas evolutivas de doença de Chagas e sua correlação com medidas de avaliação do Sistema Nervoso Autônomo (SNA). MÉTODOS: Foram avaliados 60 indivíduos divididos em 4 grupos (n=15): Grupo controle (GC), Grupo FI - forma indeterminada, Grupo ECG- cardiopatia chagásica com alteração eletrocardiográfica sem disfunção ventricular e Grupo IC - cardiopatia chagásica com disfunção ventricular e insuficiência cardíaca. Todos os grupos foram pareados de acordo com sexo, idade e índice de massa corporal. Os pacientes realizaram dosagens sanguíneas de insulina, leptina, adiponectina, interleucina-6 (IL- 6) e fator de necrose tumoral-alfa (TNF-alfa) pelo método de ELISA. O SNA foi avaliado através da variabilidade da frequência cardíaca no holter 24 horas e no teste de inclinação postural. Os valores de RMSSD, pNN50 e do componente alta frequência (AF) foram utilizados como estimativa da atividade parassimpática. Os valores do componente de baixa frequência (BF) estimaram a atividade simpática. A análise estatística foi feita utilizando-se a ANOVA ou teste de Kruskal-Wallis para a comparação entre os grupos...

Efeitos do ácido ascórbico intracameral sobre o endotélio corneal e sobre o fator de necrose tumoral alfa (TNF-a) em cães submetidos à facoemulsificação

Martinez Pádua, Ivan Ricardo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: ix, 51 p. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
136.35%
Pós-graduação em Cirurgia Veterinária - FCAV; Cataract is among the most common eye diseases in dogs. Phacoemulsification is the method that best fits to therapy and a favorite among veterinary ophthalmologists. The cellularity of the corneal endothelium is considered to be a condition for the success of the surgery, since a permanent endothelial injury can induce corneal decompensation. The goal of this study was to evaluate the antioxidant effects of ascorbic acid on the corneal endothelium, as well as the expression of the tumor necrosis factor alpha (TNF-α) in the aqueous humor was evaluated of dogs submitted to phacoemulsification. It was used 40 eyes of 20 dogs, male or female, with 7 to 12 years, and bilateral senile cataracts. The dogs were separated into two groups (n = 20), differing only in the composition of the solution used to irrigate the eyes in the phacoemulsification. Group 1 (G1) received balanced salt solution (BSS) and Group 2 (G2) received sterile BSS containing 0.001 M ascorbic acid. The corneal endothelium was evaluated by non-contact specular microscopy before and at different times after phacoemulsification, in terms of cell density (cells/mm2), cell area (mm2), corneal thickness (mm), hexagonality, and coefficient of variation in cell size. The expression of TNF-α in the aqueous humor was measured by competitive enzyme immunoassay. P values equal to or less than 0.05 were considered significant. Regarding the density of endothelial cells...

Influencia da ultrafiltração intra-operatoria na retirada de interleucinas, fator de necrose tumoral-alfa e na função pulmonar em pacientes submetidos a revascularização do miocardio com circulação extracorporea; Influence of intra-operative ultrafiltration on the seric interleukins, tumor necrosis factor alpha and pulmonary function in patients submitted myocardial revascularization with cardiopulmonary by pass

Carolina Kosour
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
146.42%
Introdução: A operação cardíaca com utilização da circulação extracorpórea (CEC) está associada ao desenvolvimento da resposta inflamatória sistêmica e, como conseqüência, à disfunção pulmonar. O uso de ultrafiltração no intra-operatório tem sido proposto para remoção dos mediadores inflamatórios liberados durante a CEC, na tentativa de minimizar a resposta inflamatória. Objetivo: Avaliar o efeito da ultrafiltração nos níveis séricos de interleucinas, fator de necrose tumoral-alfa e na função pulmonar de pacientes submetidos à revascularização do miocárdio. Método: Foi realizado um estudo clínico, prospectivo, randomizado, com 40 pacientes, divididos em dois grupos, em um hospital terciário. Um grupo foi submetido à ultrafiltração (UF) durante a CEC e outro grupo (controle), não. Foram mensurados interleucinas (IL-ip, IL-6, IL-8), fator de necrose tumoral alfa (TNF-a), índices de troca gasosa pulmonar [PaO2/FiO2, D(A-a)O2 e VD/VT] e mecânica ventilatória (Cst e Raw) nos períodos pré-operatório, intra-operatório e dois dias de pós-operatório. As interleucinas e TNF-a foram analisadas também no perfusato, no grupo teste. Resultados: Houve aumento de IL-ip (30 minutos após a CEC e 12 horas após a operação) e IL-6 (24 e 36 horas após a operação) no grupo UF comparado ao grupo controle. Houve aumento de IL-6 em todos os tempos comparados ao tempo inicial...

Efeito do fator de necrose tumoral alfa na agregação plaquetária; Effect of tumor necrosis factor alpha on platelet aggregation

Pedro Henrique Leite Bonfitto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
156.31%
As plaquetas são importantes células na inflamação, entretanto, os trabalhos que estudam as citocinas na reatividade plaquetária são raros. O objetivo do presente trabalho foi estudar os efeitos do fator de necrose tumoral-alfa (TNF-α) em plaquetas. Ensaios de agregação foram realizados incubando-se plaquetas com crescentes concentrações de TNF-α (1 – 3000 pg/ml) por diferentes intervalos de tempo (5 – 60 min), na ausência ou presença do antagonista não seletivo dos receptores TNFR1 e TNFR2, o R7050. Também foi estudado o efeito do TNF-α na viabilidade plaquetária utilizando-se o MTT. O efeito do TNF-α na mobilização de Ca2+ em plaquetas foi investigado através de ensaios de fluorescência utilizando-se o fluo-3-AM; os ensaios de western blotting foram realizados para o estudo da ativação da enzima c-Src e do receptor de fibrinogênio. Finalmente, foram determinados os níveis intraplaquetários de AMPc e GMPc por ELISA. O TNF-α inibiu a agregação plaquetária induzida por ADP ou trombina de forma dependente da concentração da citocina e do tempo de incubação. O efeito inibitório máximo do TNF-α na agregação induzida por ADP (5 μM) foi obtido com a concentração de 300 pg/ml por um tempo de incubação de 30 min (90 ± 7% de inibição)...

Perfil da cistatina C, interleucina 2, interleucina 6 e fator de necrose tumoral alfa em receptores de transplante renal

Lima, José de Ribamar Oliveira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
136.15%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2011.; O transplante renal é a melhor opção terapêutica e de reabilitação para pacientes com Doença Renal Crônica em estágio terminal. O aumento da sobrevida do enxerto tem sido um desafio constante, existindo a necessidade de um monitoramento contínuo para que precocemente seja detectada uma disfunção do enxerto e tomada de decisões, evitando a rejeição. Evidências sugerem que a inflamação persistente e o estresse oxidativo começam precocemente no processo de queda da função renal, apontando o valor potencial dos marcadores inflamatórios em pacientes transplantados renais como preditor de disfunção do enxerto. Com o objetivo de investigar o perfil da cistatina C (CysC), interleucina 2 (IL-2), interleucina 6 (IL-6) e fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) em receptores de transplante renal, analisou-se no período do pré transplante, com 30 e 180 dias do pós transplante através do método imunonefelométrico, a CysC sérica e através dos ensaios imuno enzimáticos humanos, os níveis séricos de IL-2, IL-6 e TNF-α em 23 pacientes que realizaram transplante renal com faixa etária compreendida entre 18 e 60 anos...

Níveis de interleucina-6 e fator de necrose tumoral-alfa no liquor de recém-nascidos a termo com encefalopatia hipóxico-isquêmica

Silveira,Rita de Cássia; Procianoy,Renato S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 Português
Relevância na Pesquisa
136.26%
OBJETIVO: avaliar os níveis liquóricos de IL-6 e TNF-alfa em recém-nascidos a termo com encefalopatia hipóxico-isquêmica (EHI), comparando-os com os de recém-nascidos controles. METODOLOGIA: estudo caso-controle realizado no período de julho de 1999 a outubro de 2001, incluindo dois grupos de recém-nascidos a termo: controle, com 20 recém-nascidos sem sepse e/ou meningite e com escore de Apgar > 9 no primeiro e quinto minutos de vida; e casos, com 15 recém-nascidos asfixiados, caracterizados pelo escore de Apgar < 4 e < 6 no primeiro e quinto minutos de vida, respectivamente, pH umbilical < 7,20 e/ou lactato arterial umbilical > 3,0 mmol/l e necessidade de ventilação com pressão positiva pelo menos durante 2 minutos após o nascimento. Foram coletadas amostras de liquor nas primeiras 48 horas de vida, para determinação dos níveis de IL-6 e TNF-alfa pelo método de enzimoimunoensaio. RESULTADOS: os grupos não diferiram quanto ao peso de nascimento, idade gestacional, classificação quanto ao peso e idade gestacional, tipo de parto e tempo médio de obtenção do liquor; seus exames foram obtidos em média com 17 horas de vida. Nos recém-nascidos asfixiados, as medianas dos níveis liquóricos foram: 157,5 pg/ml para IL-6 e 14...

Acurácia diagnóstica do leucograma, proteína C-reativa, interleucina-6 e fator de necrose tumoral-alfa na sepse neonatal tardia

Caldas,Jamil P. S.; Marba,Sérgio T. M.; Blotta,Maria H. S. L.; Calil,Roseli; Morais,Sirlei S.; Oliveira,Rômulo T. D.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
156.26%
OBJETIVO: Avaliar o valor do leucograma, proteína C-reativa (PCR), interleucina-6 (IL-6) e do fator de necrose tumoral-alfa (TNF-α), isoladamente e em conjunto, na detecção da sepse neonatal tardia. MÉTODOS: Estudo de validação diagnóstica. A PCR, IL-6 e TNF-α foram dosados por quimioluminescência à suspeita clínica, 24 e 48 horas depois, e o leucograma unicamente à suspeita. De acordo com evolução clínica e resultados de culturas, três grupos foram definidos: sepse comprovada (SC), sepse provável (SP) e não infectados (NI). Os testes estatísticos utilizados foram os de Wilcoxon, qui-quadrado e análise de variância de Friedman e os limites de corte foram obtidos pela construção da curva ROC. RESULTADOS: Estudaram-se 82 crianças, sendo 42 no grupo SC, 16 no SP e 24 NI. Nos três momentos, as medianas da PCR e da IL-6 mostraram-se significativamente mais elevadas nos grupos SC e SP, e as do TNF-α alteraram-se apenas no grupo SC. Os índices diagnósticos da PCR foram elevados nos três momentos e com acurácia superior a do leucograma e semelhante a da IL-6 e a do TNF-α em suas primeiras medidas. Entre as citocinas, não houve diferença estatística entre elas, nem em relação ao leucograma. A associação dos testes não aumentou a capacidade diagnóstica...

Expressão local do fator de necrose tumoral alfa na ruptura prematura de membranas

Roveran,Valquíria; Silva,Maria Antonieta Longo Galvão; Yamano,Lucia; Rodrigues,Lilian Paiva; Vasquez,Mônica Lopez; Piato,Sebastião
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2009 Português
Relevância na Pesquisa
166.3%
OBJETIVO: comparar a expressão do fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) em membranas ovulares com ruptura prematura (RPM) e com ruptura oportuna das mesmas; verificar a associação entre a expressão do TNF-α em membranas ovulares e o grau de corioamnionite das mesmas e correlacionar a expressão do TNF-α e o tempo de ruptura das membranas. MÉTODOS: foram analisadas as membranas ovulares de 31 parturientes com RPM, com idade gestacional acima de 34 semanas, e de 14 parturientes com ruptura oportuna das membranas, com idade gestacional igual ou maior de 37 semanas. A detecção da corioamnionite foi feita por meio de estudo histopatológico. A avaliação da expressão do TNF-α foi feita por meio de técnica imunoistoquímica, na qual foi empregado o método streptavidina-biotina-peroxidase (LSAB). RESULTADOS: o tempo médio de ruptura foi de 16,6 horas. A frequência da expressão de TNF-α, nos Grupos Controle e Estudo, não mostrou diferença significante (χ2=6,6; p=0,08). No Grupo Estudo, houve correlação entre o grau de corioamnionite e a intensidade da expressão de TNF-α (coeficiente de Spearman (Rs)=0,4; p=0,02). CONCLUSÕES: não houve diferença significante entre as expressões do TNF-α em membranas ovulares com ruptura prematura e com ruptura oportuna das mesmas; no Grupo Estudo...

Ativação de citocina (fator de necrose tumoral - α) e resposta clínica induzida pela circulação extracorpórea

Brasil,Luiz Antônio; Gomes,Walter José; Salomão,Reinaldo; Buffolo,Ênio
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1996 Português
Relevância na Pesquisa
136.2%
A síndrome de resposta inflamatória sistêmica induzida pela circulação extracorpórea (CEC) é responsável pela disfunção de órgãos observada em alguns pacientes. O fator de necrose tumoral alfa (TNFα) tem sido implicado em várias manifestações clínicas no pós-operatório de cirurgia cardíacas com utilização de CEC, principalmente na síndrome vasoplégica. O objetivo deste estudo foi verificar a liberação e os possíveis efeitos do TNFα em pacientes com aterosclerose coronária, submetidos a revascularização do miocárdio, com ou sem CEC. Foram estudados 20 pacientes, sendo 10 com uso de CEC (Grupo I) e 10 sem CEC (Grupo II). Amostras sangüíneas seriadas foram colhidas durante a intervenção e até 48 horas após, sendo analisados a presença de TNFα circulante (método imunoenzimático ELISA), contagem de leocócitos e velocidade de hemosedimentação (VHS). Também foram comparados na evolução pós-operatória dos pacientes os parâmetros hemodinâmicos (pressão arterial e freqüência cardíaca), temperatura, tempo de intubação orotraqueal, sangramento pós-operatório e necessidade de drogas vasoativas. Na análise estatística foram considerados significativos valores de p<0,05. No Grupo I...

Avaliação dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral-alfa e interferon-gama em pacientes com Síndrome de Sjögren secundária à artrite reumatóide

Souza, Thayse Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
136.15%
Introdução: As citocinas desempenham um papel vital na regulação do sistema imunológico participando da patogênese de várias doenças auto-imunes, incluindo a síndrome de Sjögren. O objetivo deste estudo foi investigar a influência dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral alfa e interferon-gama na artrite reumatóide (AR), síndrome de Sjögren secundária (SSs) à artrite reumatóide e controles saudáveis (C). Materiais e métodos: Uma amostra de 138 pacientes foi dividida em três grupos, RA (n=66), SSs (n=20) e C (n=52). Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica mediante aplicação do teste de Schirmer, teste de fluxo salivar em repouso, biópsia de glândulas salivares menores e testes sorológicos para diagnóstico da SS e evolução da AR. Amostras de células da mucosa oral foram coletadas e o DNA isolado foi submetido a genotipagem mediante as técnicas de Restriction Fragment Length (IL-6, IL-10 e TNF-a) e PCR alelo-específica (IFN-y). Esses dados foram analisados e comparados com o polimorfismo de cada citocina. Resultados: Não houve diferenças significativas nos genótipos e freqüências alélicas das citocinas entre SSs e AR. As freqüências dos polimorfismos de IL-6-174GC e TNF-a -308GA em pacientes com artrite reumatóide (AR + SSs)...

Análise de Polimorfismos dos Genes Hbd-1, Mbl-2, Il-6 E Tnf-α em Pacientes com Alterações Pulpares e Perirradiculares

Almeida, Elvia Christina Barros de; Castro, Jurema Freire Lisboa de (Orientadora); Vianna, Morgana Eli (Coorientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
136.15%
A imunidade inata e a imunidade adaptativa são ferramentas fundamentais de resposta do sistema imune contra a invasão microbiana. O objetivo deste trabalho foi avaliar a presença de polimorfismos nos genes da Beta-defensina-1 (hBD-1), da Lectina de Ligação da Manose 2 (MBL-2), da Interleucina 6 (IL-6) e do Fator de Necrose Tumoral - alfa (TNF-α) em pacientes portadores de alterações pulpares e perirradiculares. Foram incluídos no estudo 73 pacientes, sendo divididos em 4 grupos: 13 pacientes com Pulpite Irreversível, 12 pacientes com Abscesso Periapical Agudo, 23 pacientes com Periodontite Apical Crônica e 25 pacientes sem tratamento endodôntico realizado (Grupo Controle). Foi realizada a coleta de sangue dos pacientes e extração do DNA das amostras. A genotipagem dos Polimorfismos de Único Nucleotídeo dos genes da hBD-1, da MBL-2, da IL-6 e do TNF-α foi realizada através da Técnica de Reação em Cadeia de Polimerase em tempo real (qPCR). Os resultados demonstraram que os indivíduos com o genótipo IL-6 GC possuem 5% menos chance de não ter o quadro clínico de Periodontite Apical Crônica (p = 0,0113). Conclui-se que o genótipo IL-6 (-174G/C) GG mostrou-se associado ao desenvolvimento de alterações perirradiculares crônicas na população estudada. Os Polimorfismos dos genes da hBD1(-44C/G)...

Avaliação dos Polimorfismos Genéticos da Interleucina-6, Interleucina-10, Fator de Necrose Tumoral-alfa e Interferon-gama em Pacientes com Síndrome de Sjögren Secundária à Artrite Reumatóide

Souza, Thayse Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
136.15%
Introdução: As citocinas desempenham um papel vital na regulação do sistema imunológico participando da patogênese de várias doenças auto-imunes, incluindo a síndrome de Sjögren. O objetivo deste estudo foi investigar a influência dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral alfa e interferon-gama na artrite reumatóide (AR), síndrome de Sjögren secundária (SSs) à artrite reumatóide e controles saudáveis (C). Materiais e métodos: Uma amostra de 138 pacientes foi dividida em três grupos, RA (n=66), SSs (n=20) e C (n=52). Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica mediante aplicação do teste de Schirmer, teste de fluxo salivar em repouso, biópsia de glândulas salivares menores e testes sorológicos para diagnóstico da SS e evolução da AR. Amostras de células da mucosa oral foram coletadas e o DNA isolado foi submetido a genotipagem mediante as técnicas de Restriction Fragment Length (IL-6, IL-10 e TNF- e PCR alelo-específica (IFN- Esses dados foram analisados e comparados com o polimorfismo de cada citocina. Resultados: Não houve diferenças significativas nos genótipos e freqüências alélicas das citocinas entre SSs e AR. As freqüências dos polimorfismos de IL-6-174GC e TNF- -308GA em pacientes com artrite reumatóide (AR + SSs)...

Análise de polimorfismos dos genes Hbd-1, Mbl-2, Il-6 e Tnf-α em pacientes com alterações pulpares e perirradiculares

Almeida, Elvia Christina Barros de; Castro, Jurema Freire Lisboa de (Orientadora); Vianna, Morgana Eli (Coorientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
136.15%
A imunidade inata e a imunidade adaptativa são ferramentas fundamentais de resposta do sistema imune contra a invasão microbiana. O objetivo deste trabalho foi avaliar a presença de polimorfismos nos genes da Beta-defensina-1 (hBD-1), da Lectina de Ligação da Manose 2 (MBL-2), da Interleucina 6 (IL-6) e do Fator de Necrose Tumoral - alfa (TNF-α) em pacientes portadores de alterações pulpares e perirradiculares. Foram incluídos no estudo 73 pacientes, sendo divididos em 4 grupos: 13 pacientes com Pulpite Irreversível, 12 pacientes com Abscesso Periapical Agudo, 23 pacientes com Periodontite Apical Crônica e 25 pacientes sem tratamento endodôntico realizado (Grupo Controle). Foi realizada a coleta de sangue dos pacientes e extração do DNA das amostras. A genotipagem dos Polimorfismos de Único Nucleotídeo dos genes da hBD-1, da MBL-2, da IL-6 e do TNF-α foi realizada através da Técnica de Reação em Cadeia de Polimerase em tempo real (qPCR). Os resultados demonstraram que os indivíduos com o genótipo IL-6 GC possuem 5% menos chance de não ter o quadro clínico de Periodontite Apical Crônica (p = 0,0113). Conclui-se que o genótipo IL-6 (-174G/C) GG mostrou-se associado ao desenvolvimento de alterações perirradiculares crônicas na população estudada. Os Polimorfismos dos genes da hBD1(-44C/G)...

Resultado do tratamento da doença de Crohn com anti-fator de necrose tumoral alfa; Outcomes in the treatment of Crohn´s disease with anti tumor necrososis factor-alpha

Malheiros, Anna Paula Rocha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
166.45%
A doença de Crohn é uma inflamação crônica do trato gastrointestinal. O tratamento convencional é muitas vezes desapontador. Apesar da variedade de drogas disponíveis para o tratamento da doença inflamatória intestinal, tais como: salicilatos e seus derivados, corticosteróides, antibióticos e imunossupressores, nenhuma destas mostrou ser totalmente eficaz ou definitiva para o tratamento da doença e seus surtos de exacerbação. Pesquisas têm sido desenvolvidas com o objetivo de apresentar drogas mais efetivas. Dentre estas, destacam-se as drogas biológicas. O infliximabe é um anticorpo monoclonal quimérico anti-fator de necrose tumoral alfa e está indicado na doença de Crohn refratária e fistulizante. O objetivo deste estudo visa avaliar prospectivamente os resultados e efeitos colaterais precoces e tardios do uso do anti-TNF alfa no tratamento de 60 doentes com doença de Crohn, no período de julho de 1999 a dezembro de 2005. Os doentes foram tratados com anti-TNF alfa (infliximabe), na dose de 5mg/kg de peso, aplicado por via endovenosa em intervalos de dois meses. A avaliação foi realizada por protocolo clínico que classificava os quesitos: estado geral, sintomas intestinais e doença perianal em melhor, inalterado e pior...

Estudo de associação genética entre fator de necrose tumoral alfa e sepse e choque séptico em pacientes pediátricos tailandeses

Phumeetham,Suwannee; Chat-uthai,Nunthawut; Manavathongchai,Manutham; Viprakasit,Vip
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
166.3%
OBJETIVOS: Avaliar a associação entre o polimorfismo genético do fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) e o desenvolvimento de sepse e choque séptico em pacientes pediátricos tailandeses e investigar o impacto clínico de polimorfismos do TNF-α nessa população. MÉTODOS: Para a realização deste estudo de associação genética, foram analisados prospectivamente pacientes pediátricos (idade < 18 anos) com sepse clínica/choque séptico. Todos os dados foram coletados por especialistas em terapia intensiva pediátrica e as análises genéticas foram realizadas em um laboratório central. Um polimorfismo de nucleotídeo único [single nucleotide polymorphism (SNP)], localizado na região promotora 5' na posição -308, foi genotipado e os resultados foram associados a fenótipos clínicos. RESULTADOS: Foram investigados 167 indivíduos tailandeses, dos quais 66 eram pacientes pediátricos com sepse/choque séptico e 101 eram controles saudáveis. Curiosamente, não foi possível identificar associação entre sepse e o polimorfismo -308 (G→A), um dos principais SNPs anteriormente associado à sepse em várias populações caucasianas, visto que não houve diferença de frequência entre casos e controles. CONCLUSÕES: Neste estudo...

Polimorfismos do fator de necrose tumoral alfa, da interleucina-18 e do interferon gama na coinfecção HIV/HCV; Polymorphisms of the tumor necrosis factor-alpha, of the interleukin-18 and of the interferon-gamma in HIV/HCV coinfection

Tsuda, Luciana Castelar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
166.3%
As complicações hepáticas secundárias à infecção crônica pelo vírus da hepatite C (HCV) são uma importante causa de morte em portadores da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Pacientes com coinfecção HIV/HCV apresentam progressão acelerada da fibrose hepática, na qual há participação da resposta inflamatória do sistema imunológico, e requerem maior atenção no tratamento da hepatite C e de suas reações adversas. Assim, os objetivos principais do estudo foram tipificar e comparar os polimorfismos -607 e -137 da interleucina-18 (IL-18), +874 do interferon gama (IFN-?? e -308 e -238 do fator de necrose tumoral alfa (TNF- ?? em quatro grupos (coinfecção HIV/HCV, monoinfecção pelo HIV, monoinfecção pelo HCV e controles saudáveis); investigar a associação dos alelos e genótipos desses polimorfismos com a resposta ao tratamento da hepatite C (respondedor e não respondedor), graus de atividade necroinflamatória (METAVIR A0A1 vs. A2A3) e de fibrose hepática (METAVIR F0-F2 vs. F3F4) em portadores do HCV e identificar os sinais e sintomas relacionados às reações adversas do tratamento da hepatite C. Os dados foram coletados nos prontuários médicos e no sistema informatizado do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e os polimorfismos tipificados pela técnica de reação em cadeia da polimerase com iniciadores de sequência específica. Participaram do estudo 400 indivíduos...

Effect of the essential oil of Achillea millefolium L. in the production of hydrogen peroxide and tumor necrosis factor-alpha in murine macrophages; Efeito do óleo essencial de Achillea millefollium L. na produção de peróxido de hidrogênio e fator de necrose tumoral-alfa por macrófagos murinos

Lopes, Flávia Cristine Mascia; Benzatti, Fernanda Paulin; Jordão Junior, Cleso Mendonça; Moreira, Raquel Regina Duarte; Carlos, Iracilda Zeppone
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
166.37%
Macrophages release more than one hundred compounds into the extracellular environment. Among these, there are cytokines and intermediate oxygen compounds, such as TNF-alpha and H2O2. We evaluated the effect of the crude essential oil of Achillea millefolium L. (Asteraceae) by determining hydrogen peroxide (H2O2) and tumor necrosis factor-alpha (TNF-alpha) release in cultures of peritoneal macrophages cells from Swiss mice. Commercial azulene was also tested for comparison with the essential oil. The macrophages viability in the presence of the oil was analyzed and the dilutions of 1:100 and 1:200 showed the best results. A mild production of H2O2 and a moderate liberation of TNF-alpha were observed. It was also noticed that H2O2 and TNF-alpha production using commercial azulene was higher than that produced by the oil. The essential oil of A. millefolium was able to stimulate peritoneal macrophages to produce H2O2 and TNF-alpha without causing an overproduction of these compounds. It is suggested that the essential oil can modulate macrophages activation.; O efeito do óleo essencial bruto de Achillea millefolium L. (Asteraceae) foi determinado através da liberação de peróxido de hidrogênio (H2O2) e do fator de necrose tumoral-alfa (TNF-alfa) por cultura de macrófagos peritoneais de camundongos Swiss. O azuleno comercial também foi testado e comparado com o óleo essencial. Macrófagos liberam mais de cem compostos biologicamente ativos. Entre esses...