Página 1 dos resultados de 1219 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

"Avaliação da expressão dos receptores de interleucina-8, CXCR1 e CXCR2, e da atividade proliferativa em fibroblastos de quelóide e de pele normal" ; Determination of the interleukin-8 receptors CXCR1 and CXCR2, and proliferative activity in keloids and normal skin fibroblasts

Abdo Filho, Décio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.53%
O quelóide é um tumor fibroso benigno que ocorre durante a cicatrização da pele em indivíduos geneticamente predispostos. A cicatrização é um processo biológico complexo e depende da interação de diferentes estruturas teciduais e de um grande número de tipos celulares residentes e infiltrativos, que produzem citocinas. A interleucina 8 (IL-8), citocina pró-inflamatória, é super-expressa pelos fibroblastos durante o desenvolvimento do tecido de granulação, acelerando o processo de cicatrização. Como o quelóide resulta de uma reparação tecidual anormal após lesão da pele, o presente estudo teve por objetivo determinar a expressão dos receptores da IL-8, CXCR1 e CXCR2, e a capacidade proliferativa, pelo ciclo celular, dos fibroblastos queloideanos cultivados e extraídos ex vivo, por citometria de fluxo. Fibroblastos de cicatriz queloideana e de pele normal foram obtidos de 21 pacientes da raça negra, com idade variando entre 10 e 40 anos, de lesões com até 2 anos de evolução. Em nosso estudo constatamos expressão reduzida dos receptores para a IL-8, CXCR1(35,7%±11,2) e CXCR2 (27,8%±11,3), em fibroblastos de cicatriz queloideana cultivados, comparando com a pele normal (44,1±16,2 e 46,3±27,1 respectivamente). Entretanto...

Expressão gênica diferencial de fibroblastos de linfonodos comprometidos ou não comprometidos de pacientes com câncer de mama após cultura isolada ou co-cultura com células epiteliais mamárias normais ou malignas; Differential gene expression of fibroblasts from involved or uninvolved lymph nodes from breast cancer patients cultured alone or cocultured with normal or malignant mammary epithelial cells

Santos, Rosângela Portilho Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.59%
As interações epitélio-mesênquima podem influenciar o desenvolvimento do tumor no sítio primário e no linfonodo comprometido de pacientes com câncer de mama. Nosso objetivo foi avaliar a taxa de proliferação e perfil gênico de fibroblastos de linfonodos comprometidos e não comprometidos obtidos de pacientes com câncer de mama e determinar a influência de células epiteliais mamárias normais (MCF10A) ou malignas (MDA-MB-231) na expressão gênica destes fibroblastos. Foram estabelecidas culturas primárias de fibroblastos de linfonodos (3 comprometidos e 3 não comprometidos) de 6 diferentes pacientes com câncer de mama e não houve diferença na taxa de proliferação destes fibroblastos. Co-culturas de células MCF10A ou MDA-MB-231 com fibroblastos, separadas fisicamente por membranas porosas, foram realizadas por 72 horas. O RNA total dos fibroblastos foi extraído, amplificado e o perfil gênico foi analisado usando-se uma lâmina de cDNA microarray. Fibroblastos de linfonodos comprometidos e não comprometidos apresentaram perfil gênico similar, pois apenas 13 genes foram modulados, sendo que maior expressão de PGBD3 e PTBP2 em fibroblastos de linfonodos comprometidos foi confirmada em ensaios de RT-PCR em tempo real. Em fibroblastos...

Produção diferencial de pró-colágeno tipo I e citocinas por fibroblastos humanos de ligamento periodontal e de gengiva estimulados por lipopolissacarídeo de Porphyromonas gingivalis; Differential production of pro-collagen type I and cytokines by cultured human periodontal ligament and gingival fibroblasts challenged with lipopolyssacharide from Porphyromonas gingivalis.

Morandini, Ana Carolina de Faria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.51%
O ligamento periodontal e o tecido gengival são formados por tecido conjuntivo frouxo, sendo constituídos por diversas células, dentre as quais os fibroblastos são as mais numerosas. Ao serem submetidas a agressões diversas, estas células respondem com a liberação de substâncias, tais como citocinas e quimiocinas, que participam de maneira ativa no processo inflamatório, e com a produção de componentes da matriz extracelular fundamentais para o reparo, como por exemplo, o colágeno. Assim sendo, este trabalho teve como objetivo: Avaliar e comparar a expressão e a produção de prócolágeno tipo I, IL6, MIP1 e SDF1 por fibroblastos humanos, cultivados de ligamento periodontal e de tecido gengival, estimulados por lipopolissacarídeo (LPS) de Porphyromonas gingivalis. Foram coletados ligamentos periodontais de terceiros molares não irrompidos e biópsias de gengiva de um mesmo indivíduo (n=3). Estes tecidos foram picotados e mantidos em meio de cultura adequado para fibroblastos, que foram utilizados na quarta passagem. Após adesão dos fibroblastos a placas de 24 poços, o meio de cultura contendo 0,1 10 g/mL de LPS de P. gingivalis foi adicionado às placas em duplicata. O sobrenadante e as células foram coletados após 1...

Caracterização molecular de fibroblastos originários de tecido mamário neoplásico ou não e modificação do perfil gênico após interação com células epiteliais mamárias normais; The homeostasis of normal breast depends on interactions...

Rozenchan, Patricia Bortman
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.44%
A homeostase da mama normal depende das interações entre células epiteliais e o estroma a elas associado. Estudos anteriores mostraram que no carcinoma mamário o estroma é constituído por células com diferentes funções. Estes elementos do estroma incluem fibroblastos, os quais modulam o comportamento tumoral, fornecendo fatores de crescimento e componentes de matriz extracelular. Nosso objetivo foi investigar a expressão gênica diferencial entre fibroblastos derivados de tecido mamário neoplásico ou não neoplásico e analisar a influência de células epiteliais normais (MCF10A) no perfil de expressão gênica de fibroblastos obtidos de tecido mamário neoplásico. Culturas primárias de fibroblastos foram estabelecidas e a expressão de vimentina e actina de músculo liso foi positiva. Foi realizada a co-cultura destas células com separação por insertos, o que permite a passagem de fatores solúveis, e o RNA foi extraído. Após a amplificação do RNAm foram sintetizadas sondas de cDNA, as quais foram marcadas com fluorocromos conjugados a deoxinucleotídeo, hibridizadas competitivamente sobre lâminas de vidro contendo 4.608 ORESTES criadas no Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer/FAPESP e os sinais fluorescente gerados foram quantificados. Após a normalização destes dados...

Estudo in vitro da produção de quimiocinas e pró-colágeno I por fibroblastos de gengiva, ligamento periodontal e polpa dental humanos; In vitro study of chemokines and procollagen I by human gingival, periodontal ligament and dental pulp fibroblasts

Sipert, Carla Renata
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.53%
Fibroblastos são as células mais numerosas encontradas nos tecidos orais como gengiva, ligamento periodontal e polpa dental. Além de exercerem função estrutural, estas células também desempenham papel importante na resposta imune destes tecidos através do reconhecimento de antígenos e produção de mediadores inflamatórios e citocinas. Evidências apontam ainda para o fato de que fibroblastos não constituem um grupo único de células. Sendo assim, os objetivos deste estudo foram: (I) avaliar a produção diferencial de fibroblastos de gengiva, ligamento periodontal e polpa dental de dentes permanentes e decíduos quanto à produção das quimiocinas CCL3 e CXCL12; (II) avaliar a produção de pró-colágeno I pelas células de polpa e (III) avaliar a expressão diferencial dos fibroblastos quanto a microRNAs. Dentes recentemente extraídos (terceiros molares hígidos) e fragmentos de gengivas saudáveis de três pacientes adultos foram obtidos no Laboratório de Farmacologia e Fisiologia Clínica da Faculdade de Odontologia de Bauru. Caninos decíduos de dois pacientes com indicação para extração por motivos ortodônticos foram obtidos na Clínica de Odontopediatria da mesma unidade. Culturas primárias de fibroblastos de gengiva (n=3)...

Estudo da expressão e produção de componentes do sistema renina-angiotensina por fibroblastos de gengiva e ligamento periodontal humanos; Study of expression and production of the renin-angiotensin system components by gingival and periodontal ligament human fibroblasts

Ishikiriama, Bella Luna Colombini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.49%
O Sistema Renina-angiotensina (SRA), e um sistema capaz de gerar hormonios peptideos com grande impacto na regulacao cardiovascular e na patogenese das doencas cardiovasculares. Este sistema opera, por meio das acoes da Angiotensina II, tanto em nivel sistemico (endocrino) quanto tecidual (local, paracrino/autocrino) controlando importantes funcoes, varias delas relacionadas a facilitacao da instalacao e progressao do processo inflamatorio. Por este motivo, a producao desta proteina nos tecidos pode estar relacionada a patogenese de muitas doencas, dentre elas a doenca periodontal (DP), tendo em vista seu carater infeccioso-inflamatorio e os achados da literatura que mostram que a inibicao da formacao de Ang II, diminui a perda óssea da DP em animais. Desta forma, o presente trabalho teve como objetivos: Avaliar in vitro, a) A expressao de componentes do SRA (ANGT, RENINA, ECA, ECA-2, AT1, AT2 e Mas) por fibroblastos de gengiva e ligamento periodontal humanos, por RT-qPCR; b) A producao de componentes do SRA (RENINA, ECA, ECA-2) no sobrenadante de culturas de fibroblastos de gengiva e ligamento periodontal humanos, por ELISA; c) A producao dos receptores do SRA (AT1, AT2 e Mas), nestes fibroblastos, por Imunofluorescencia e d) Se a expressao e a producao dos componentes do SRA por fibroblastos de gengiva e ligamento periodontal humanos...

Avaliação comparativa do comportamento adaptativo de fibroblastos humanos cultivados de mucosa palatina não marginal e de enxerto gengival em área marginal; Comparative evaluation of the adaptive behavior between cultivated fibroblasts from human palatal mucosa and from gingival graft in marginal area

Azevedo, Fabiola Pontes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.56%
Enxertos gengivais livres são importantes para garantir condições necessárias para o estabelecimento da homeostasia do periodonto de proteção. O processo de inflamação não ocorre por igual em todos os tecidos conjuntivos do organismo e os fibroblastos têm a capacidade de reagir a estímulos agressivos por meio de liberação de diversas citocinas, que desempenham importante função na formação do infiltrado inflamatório. Até o presente trabalho, não há relatos na literatura acerca da comparação do comportamento dos fibroblastos que compõem a mucosa palatina não marginal e dos fibroblastos provenientes de enxerto gengival livre (EGL) marginal em resistir aos estímulos agressores que ocorrem na doença periodontal. Dessa forma, a proposta do presente trabalho foi investigar se os fibroblastos da mucosa palatina não marginal mudariam seu perfil de secreção de citocinas quando enxertados na margem gengival. Foram coletadas biópsias da mucosa palatina no momento da cirurgia de EGL (período inicial) e após 4 meses (período final) no momento da cirurgia para recobrimento radicular. Os fibroblastos foram cultivados e estimulados com LPS de Porphyromonas gingivalis (Pg) e de Escherichia coli (Ec) por 24h e 48h para avaliação comparativa da expressão de citocinas e mediadores do reparo tecidual...

Reconhecimento de Candida albicans por fibroblastos murinos: envolvimento de receptores de reconhecimento de patógenos (TLR2 e CD14) e a proteína adaptadora MyD88

Pinheiro, Cláudia Ramos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.54%
Os tecidos pulpar e periodontal são frequentemente agredidos por fatores ambientais como calor, trauma mecânico e micro-organismos, sendo estes considerados o fator etiológico principal das periodontopatias e periapicopatias. Dentre as células residentes desses tecidos, especial atenção tem sido dada ao papel dos fibroblastos no desenvolvimento da resposta imune. Fibroblastos são células que respondem à estímulos microbianos e existem evidências do papel de receptores do tipo Toll (TLR) no reconhecimento desses estímulos. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo principal avaliar o reconhecimento de Candida albicans por fibroblastos gengivais e pulpares. Para tal, fibroblastos isolados a partir de tecido gengival e pulpar de camundongos do grupo controle e deficientes de TLR2, CD14 e MyD88 foram avaliados quanto à expressão de TLRs e moléculas de superfície, resposta proliferativa e produção de citocinas (TGF-β, IL-1β, TNF-α, IL-13 e IL-6), após a estimulação com agonistas de TLR2, TLR4 e C. albicans. Fibroblastos gengivais e pulpares, apesar de provenientes de tecidos diferentes, apresentaram características morfológicas semelhantes. Contudo, a cinética de crescimento dos fibroblastos gengivais deficientes de MyD88 foi mais lenta...

Correção in vitro da deficiência de arilsulfatase A em fibroblastos de pacientes com leucodistrofia metacromática através do uso de células recombinantes microencapsuladas

Lagranha, Valeska Lizzi
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.49%
Leucodistrofia metacromática (LDM) é uma doença autossômica recessiva causada pela deficiência da enzima arilsulfatase A (ARSA) que afeta primariamente o sistema nervoso central (SNC). Tratamentos em estudos incluem a terapia de reposição enzimática e o transplante de medula óssea, porém com limitações devido à barreira hemato-encefálica (BHE). Uma alternativa seria a implantação no cérebro de células encapsuladas superexpressando ARSA, simulando a reposição enzimática sem injeções repetidas e eliminando a necessidade de transpor a BHE. Baseado nisto, testamos a habilidade de células BHK encapsuladas superexpressando ARSA em corrigir a deficiência enzimática em fibroblastos de pacientes com LDM. Três grupos foram analisados: fibroblastos tratados com células BHK superexpressando ARSA (rBHK) imobilizadas em cápsulas de alginato (grupo CAPSULES), fibroblastos tratados com o sobrenadante de células rBHK não encapsuladas (grupo UPTAKE CONTROL) e fribroblastos tratados com as cápsulas vazias (grupo EMPTY). Fibroblastos não tratados e normais foram usados como controles. As rBHK foram obtidas por seleção clonal após transfecção com o vetor pTARSA-CMV2, por método de transferência gênica não viral. A atividade de ARSA foi medida após 1...

Estudo da influência da idade dos fibroblastos em cultura na resposta ao 17ß-estradiol

Jacob, Verónica Pereira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.51%
A cultura de células apresenta nos dias que correm uma importância indubitável, tratando-se de uma ferramenta de estudo frequentemente utilizada em várias áreas de investigação das Ciências da Saúde. Os fibroblastos compreendem uma população de células heterogénea e dinâmica, amplamente distribuída pelos tecidos conjuntivos dos vertebrados, onde desempenham funções fulcrais na regulação estrutural e fisiológica dos tecidos. Por serem parte integrante da pele humana, apresentarem características favoráveis ao estabelecimento de culturas e por expressarem receptores específicos para neurotransmissores e hormonas, particularmente, receptores de estrogénio, os fibroblastos da derme humana, da linha celular NHDF, constituem um possível modelo de estudo da resposta ao 17β-estradiol (E2). O principal objectivo deste trabalho consistiu no estudo da influência das passagens celulares, de culturas de fibroblastos NHDF, na resposta ao E2. Simultaneamente, também foi averiguada a interferência de diferentes condições de cultura na proliferação celular estimulada por estrogénio. Este estudo foi realizado em passagens celulares contíguas de fibroblastos NHDF, que foram expostos ao E2 por períodos de incubação crescentes (0...

Exposição de fibroblastos de pterígios recidivados e da cápsula de Tenon normal à triancinolona

Viveiros,Magda Massae Hata; Kitakawa,Dalton; Carvalho,Clodomir S. C. de; Candeias,João; Padovani,Carlos Roberto; Schellini,Silvana Artioli
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.44%
OBJETIVO: Avaliar a taxa de proliferação de fibroblastos provenientes de pterígios recidivados e da cápsula de Tenon normal, quando expostos in vitro à triancinolona. MÉTODOS: Foram realizadas culturas primárias de explantes de pterígios recidivados e da cápsula de Tenon normal do mesmo portador do pterígio. Os fibroblastos foram cultivados e subcultivados até a terceira passagem e posteriormente expostos à triancinolona, com avaliação da taxa de proliferação celular após três, seis, 12 e 18 dias. RESULTADOS: Os fibroblastos expostos à triancinolona apresentaram taxa de proliferação significativamente menor (P<0,05) se comparados aos não expostos quando a avaliação foi feita após três, seis e 12 dias. Na avaliação do 18º dia houve retomada da taxa de proliferação, com significância estatística, somente nos fibroblastos provenientes de pterígios. CONCLUSÃO: Tanto os fibroblastos provenientes da cápsula de Tenon normal, quanto os de pterígios recidivados, apresentaram taxa de proliferação significativamente menor após a exposição à triancinolona. Os fibroblastos de pterígio retomaram a proliferação após 18 dias da exposição. Os resultados apontaram que a triancinolona pode ser útil como adjuvante no tratamento do pterígio.

Comparação microscópica e proliferativa de fibroblastos gengivais de pacientes com gengiva normal e com fibromatose gengival hereditária

MARTELLI-JUNIOR,Hercílio; BOLZANI,Glaucia; GRANER,Edgard; BOZZO,Lourenço; COLETTA,Ricardo Della
Fonte: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo Publicador: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 Português
Relevância na Pesquisa
37.49%
Fibromatose gengival hereditária (FGH) é uma condição bucal rara clinicamente manifestada por um aumento gengival generalizado e fibrótico, podendo apresentar-se de forma isolada ou associada a outras alterações, como parte de síndromes. Os mecanismos biológicos envolvidos na FGH são desconhecidos, e os resultados de estudos de cultura celulares são controversos. Para elucidar as características fenotípicas dos fibroblastos de FGH, nós isolamos quatro linhagens celulares de fibroblastos de FGH de indivíduos de uma mesma família e comparamos as características morfológicas e proliferativas com fibroblastos provenientes de pacientes com gengiva clinicamente normal (GN). Fibroblastos de GN e FGH em condições de subconfluência celular apresentaram típicas características morfológicas, como formato fusiforme, núcleo central e longos prolongamentos citoplasmáticos, mas em condições de saturação da densidade celular, os fibroblastos de FGH apresentaram dimensões menores que as células controle. A relação núcleo/citoplasma foi sempre menor para todas as linhagens celulares de fibroblastos de FGH, sugerindo que a redução celular, é proveniente de uma redução ou compactação citoplasmática e não nuclear. A capacidade proliferativa de fibroblastos de FGH foi maior que a de fibroblastos de GN. Estes resultados sugerem que diferenças morfológicas e proliferativas dos fibroblastos de FGH podem estar associadas aos eventos biológicos envolvidos na etiopatogenia do aumento gengival observado em pacientes com FGH.

Estudo da influência da idade dos fibroblastos em cultura na resposta ao 17ß-estradiol

Jacob, Verónica Pereira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.51%
A cultura de células apresenta nos dias que correm uma importância indubitável, tratando-se de uma ferramenta de estudo frequentemente utilizada em várias áreas de investigação das Ciências da Saúde. Os fibroblastos compreendem uma população de células heterogénea e dinâmica, amplamente distribuída pelos tecidos conjuntivos dos vertebrados, onde desempenham funções fulcrais na regulação estrutural e fisiológica dos tecidos. Por serem parte integrante da pele humana, apresentarem características favoráveis ao estabelecimento de culturas e por expressarem receptores específicos para neurotransmissores e hormonas, particularmente, receptores de estrogénio, os fibroblastos da derme humana, da linha celular NHDF, constituem um possível modelo de estudo da resposta ao 17β-estradiol (E2). O principal objectivo deste trabalho consistiu no estudo da influência das passagens celulares, de culturas de fibroblastos NHDF, na resposta ao E2. Simultaneamente, também foi averiguada a interferência de diferentes condições de cultura na proliferação celular estimulada por estrogénio. Este estudo foi realizado em passagens celulares contíguas de fibroblastos NHDF, que foram expostos ao E2 por períodos de incubação crescentes (0...

Senescence-associated β-galactosidase activity in the in vitro ovarian stromal fibroblasts; Actividad β-galactosidasa asociada con la senescencia en fibroblastos del estroma ovárico in vitro; Atividade β-galactosidase associada com a senescência em fibroblastos do estroma ovariano in vitro

Chuaire-Noack, Lilian; García-Morcote, Cristian; Ramírez-Clavijo, Sandra Rocío
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.57%
Introduction: A growing biological research field is the cellular senescence, a mechanism that has been associated, under certain circumstances, with malignant transformation. Given the high incidence of ovarian cancer and its main origin from the ovarian surface epithelium, as well as the possibility that an epithelial-mesenchymal transition occurs, we evaluated both the in vitro growth of stromal fibroblasts from the ovarian cortex and their β-galactosidase activity at pH 6, enzyme whose expression is considered as a marker of replicative senescence. Methods: 48 samples of ovarian cortical fibroblasts from donors without a history of cancer were serially cultured until the end of their replicative life. β-galactosidase activity at pH 6 was quantified in each passage by the chemiluminiscent method. As control, we used ovarian epithelial cell cultures from the same donors. The enzyme activity was also evaluated in fibroblasts previously induced to senescence by exposure to hydrogen peroxide. Results: The analysis of the enzyme activity and the replicative capacity taken together showed that the fibroblast cultures reached the senescent state at passages 4-5, as what happened with the control epithelial cells. Fibroblasts induced to senescence showed high variability in the values of enzymatic activity. Conclusions: The similarity between both types of cells in reaching the senescent state deserves to be taken into account in relation to the epithelialmesenchymal transition that has been proposed to explain their behavior in the genesis of cancer arising from ovarian surface epithelium. Low β-galactosidase activity values at pH 6 would suggest possible inactivation of the response pathways to oxidative stress.; Introducción: Un campo de investigación creciente de la biología es la senescencia celular...

Muerte celular de fibroblastos y miofibroblastos cardiacos neonatos por sobre-expresión de los receptores tipo 1 y 2 de angiotensina II

Soto Castro, Cristián Orlando
Fonte: Universidad de Chile; Programa Cybertesis Publicador: Universidad de Chile; Programa Cybertesis
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.47%
Memoria para optar al título de Químico Farmacéutico; Fibroblastos y miofibroblastos cardiacos son elementos claves en el desarrollo del remodelamiento cardiaco después de un infarto agudo al miocardio. Una regulación controlada en el crecimiento de la población de fibroblastos y miofibroblastos es importante para una correcta cicatrización y mantención de la función cardiaca. Distintas evidencias muestran que los niveles de angiotensina II (Ang II) y del receptor de angiotensina II tipo 1 (AT1R) aumentan después de un infarto agudo al miocardio. Por ésto, Ang II puede tener un papel central en la regulación del número y función de estas células post-infarto al miocardio. En esta memoria se realizaron ensayos de unión de radioligando, viabilidad y funcionalidad celular, en fibroblastos (FCN) y miofibroblastos cardiacos neonatos (MCN) con y sin expresión ectópica de AT1R o AT2R. Los ensayos de unión de radioligando mostraron que miofibroblastos y fibroblastos cardiacos neonatos expresaban solo AT1R. En ambas condiciones (con y sin expresión ectópica de AT1R o AT2R), los miofibroblastos mostraron mayor unión total de radioligando que los fibroblastos. Ang II (100 nM), estimuló la migración de los fibroblastos controles...

Participación de EPAC en procesos de adhesión, migración y contracción de geles de colágeno en fibroblastos y miofibroblastos cardiacos de ratas neonatas

Guzmán Muñoz, Nancy Alejandra
Fonte: Universidad de Chile; CyberDocs Publicador: Universidad de Chile; CyberDocs
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.49%
Memoria para optar al título de Químico Farmacéutico; El corazón está constituido por numerosos tipos celulares, de los cuales el 90% corresponde a cardiomiocitos y fibroblastos. Los fibroblastos representan dos tercios de la población celular del corazón y están encargados principalmente del recambio de las proteínas de la matriz extracelular. Estas células tienen la capacidad de responder a una variedad de citoquinas, factores de crecimiento y expresan sus receptores indicando que pueden responder de manera autocrina; y por la acción de TGF-1, se diferencian a miofibroblastos, un fenotipo celular altamente secretor de colágeno y principal encargado del proceso de cicatrización. Por otro lado, existen numerosos antecedentes que demuestran que en fibroblastos cardiacos, la activación de las vías de transducción que conducen al aumento del AMPc contribuye a la reducción de la fibrosis cardiaca, por regular procesos antifibróticos entre ellos disminuir la adhesión, migración y la diferenciación a miofibroblasto. Recientemente se ha descrito en la literatura a la proteína EPAC-1 (del acrónimo exchange protein activated directly by cAMP), quien a través de las GTPasas pequeñas Rap 1 y Rap 2 modula secreción de colágeno y migración. Sin embargo...

Conversación cruzada en las vías de señalización del receptor [beta]2-adrenérgico y B2 de cininas y su efecto en la adhesión, migración, secreción de colágeno y diferenciación en fibroblastos cardiacos

Rivas Espinosa, Cristopher Fabián
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.44%
Memoria para optar al título de Químico Farmacéutico; Autorizada por el autor, pero con restricción para ser publicada a texto completo hasta diciembre de 2014, en el Portal de Tesis Electrónicas.; Los fibroblastos cardiacos son las principales células no contráctiles presentes en el miocardio. Su función principal es preservar la estructura y el buen funcionamiento cardiaco, lo cual se realiza a través de la síntesis y secreción de componentes de la matriz extracelular. Después de un daño tisular, los fibroblastos cardiacos son células claves, del proceso reparativo y de cicatrización. Si este proceso se exacerba, se llega a fibrosis cardiaca rigidizando el corazón e incrementando el riesgo de arritmias, alterando fuertemente la función cardiaca. En este sentido, se ha demostrado que el aumento de AMPc, contribuye a disminuir el grado de fibrosis cardíaca, por regulación de procesos tales como adhesión, migración, secreción de colágeno y la diferenciación celular. En fibroblastos cardiacos se ha descrito que isoproterenol, un agonista de los receptores β-adrenérgicos, actúa vía Gs y estimula la producción de AMPc. Por otro lado, BK agonista del receptor B2 de cininas, activa su receptor vía Gq...

Expresión y función de EPAC-1 en fibroblastos y miofibroblastos cardiacos

Olmedo Alegría, Ivonne Odette
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.58%
Doctor en Ciencias Farmacéuticas; Las enfermedades cardiovasculares son, hoy en día, una de las principales causas de muerte. Estas enfermedades generan comúnmente cambios en la estructura del corazón que conlleva a un remodelamiento del tejido generando hipertrofia y fibrosis, lo cual altera la función cardiaca normal y que finalmente se traduce en una insuficiencia cardiaca. La fibrosis cardiaca se genera por un depósito excesivo de proteínas de la matriz extracelular (MEC) producto de la activación de fibroblastos. Estas células, que representan alrededor del 70% del total de las células del corazón humano, frente a una injuria cardiaca, responden a una variedad de citoquinas y factores de crecimiento que promueven su diferenciación a miofibroblastos. Estos a su vez, expresan la proteína α-actina del músculo liso (α-SMA) la que le confiere propiedades contráctiles y durante el proceso de reparación del tejido cardiaco, son los principales responsables de la síntesis de numerosas proteínas de la MEC, las que incluyen colágeno, fibronectina y laminina lo que finalmente se traduce en el cierre de la herida. Asimismo, los miofibroblastos están encargados de liberar citoquinas, factores de crecimiento...

La activación de proteína kinasa A disminuye la adhesión, migración y expresión de colágeno en fibroblastos y miofibroblastos cardíacos de rata neonata

Muñoz Rodríguez, Claudia Muriel
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.44%
Memoria para optar al título de Químico Farmacéutico; El corazón está compuesto por varios tipos celulares, de los cuales aproximadamente el 90% corresponde a cardiomiocitos y a fibroblastos. Los fibroblastos representan 2/3 de la población total de células del corazón y están encargados principalmente del recambio de las proteínas de la matriz extracelular. Este tipo celular puede responder frente a una variedad de citoquinas, factores de crecimiento y expresan sus receptores, indicativo de una respuesta autocrina. Por acción del TGF-β1 se diferencian a un fenotipo celular altamente secretor de colágeno, el miofibroblasto, principal célula encargada del proceso de cicatrización. Por otra parte, existen antecedentes que demuestran que en fibroblastos cardíacos la activación de las vías transduccionales que conducen a un aumento en los niveles de AMPc contribuye a disminuir el grado de fibrosis cardíaca, por regulación de procesos tales como adhesión, migración y la diferenciación a miofibroblasto. Para estos efectos, el AMPc es crítico debido al rol que juegan dos proteínas que se activan cuando aumentan los niveles de éste; estas son Epac (Exchange protein activated by cAMP/ proteína intercambiadora de nucleótidos de guanina activada por AMPc) y PKA (proteína quinasa A). Anteriormente se estudió el rol desempeñando por la Epac en los procesos de adhesión y migración de fibroblastos y miofibroblastos...

Expresión y función de los receptores de cininas en fibroblastos y miofibroblastos cardíacos

Boza Fuentes, Pía de los Angeles
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.47%
Memoria para optar al título de Químico Farmacéutico; Los fibroblastos son las principales células impulsoras del proceso fibrótico en el corazón. Estas células son activadas tanto por estrés mecánico, como también por citoquinas, entre ellas TGF-β1, que actúa promoviendo la diferenciación celular a miofibroblastos y la síntesis de diferentes proteínas y sustancias que originan el proceso fibrótico. Antecedentes de nuestro laboratorio han revelado que el receptor B1 de cininas se encuentra levemente expresado en fibroblastos y su expresión se induce en los miofibroblastos cardiacos. Este receptor es parte del sistema cinina-calicreína, que de modo general, actúa de manera opuesta al sistema renina-angiotensina, y que contrarresta el efecto pro-fibrótico de angiotensina II, tanto en los fibroblastos como en los miofibroblastos cardiacos. Utilizando técnicas de western blot determinamos que TGF-β1 induce la expresión de B1R a las 48 horas y que este fenómeno estaría mediado por la vía de las MAPK y también por ALK5. Utilizando técnicas de adhesión sobre placa demostramos que tanto BK o DAKD no aumentan la adhesión de fibroblastos o miofibroblastos cardiacos. Por otro lado, utilizando el método de migración en placa (método de la herida)...