Página 1 dos resultados de 975 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Índice glicêmico da dieta habitual e alteração da homeostase glicêmica em nipo-brasileiros de Bauru; Dietary glycemic index in relation to impaired glucose homeostasis disturbances in Japanese-Brazilians living in Bauru.

Sartorelli, Daniela Saes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
36%
Objetivos. Investigar a associação entre consumo alimentar, índice glicêmico (IG) da dieta habitual com glicemia e insulinemia de jejum, resistência à insulina (HOMA R) e alteração da homeostase glicêmica (AHG: glicemia de jejum alterada - GJA, tolerância à glicose diminuída - TGD e diabetes mellitus tipo 2). Indivíduos e métodos. 1.054 nipo-brasileiros residentes em Bauru, ambos os sexos, 30 a 90 anos, primeira e segunda gerações, que participaram de inquérito transversal conduzido em 2000, sem diagnóstico prévio de AHG e/ou uso de hipoglicemiantes orais/insulina. Para avaliação da dieta habitual, utilizou-se questionário quantitativo de freqüência alimentar, previamente validado, com o auxílio do programa Dietsys versão 4.0. Os fatores dietéticos foram ajustados pelas calorias totais pelo método residual, após transformação logarítmica. As variáveis independentes foram inicialmente selecionadas segundo correlação de Pearson com glicemia e insulinemia de jejum ou HOMA R (variáveis dependentes contínuas) com valor de p<0,20. A associação entre nutrientes/ alimentos com as variáveis dependentes contínuas foi avaliada em modelos de regressão linear múltiplos. Modelos de regressão logística múltiplos foram utilizados para investigar a relação entre fatores dietéticos (tercis) com AHG...

Estudo da homeostase dos mediadores pró-inflamatórios e antiinflamatórios na sepse neonatal; A Study of the homeostasis of the pro-inflammatory and anti-inflammatory mediators in neonatal sepsis

Cianciarullo, Marco Antonio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36%
Objetivos: Avaliar a utilidade dos mediadores pró-inflamatórios (TNF-alfa, IL-1 beta e IL-6), dos mediadores antiinflamatórios (IL-10 e IL-1Ra) e da Proteína C reativa (PCR) para o diagnóstico na sepse neonatal; verificar se os valores séricos isolados ou a relação entre IL-6 e IL-1Ra têm valor preditivo de gravidade, na evolução clínica da doença; determinar se a homeostase entre os mediadores pró-inflamatórios e antiinflamatórios e a PCR definem o prognóstico da doença. Casuística e métodos: Foram incluídos no estudo 31 recém-nascidos (RN) internados na UCINE ou no Hospital Universitário com diagnóstico de sepse, baseado em critérios clínicos e laboratoriais. Os RN com diagnóstico de sepse foram subdivididos em dois grupos de acordo com a evolução clínica: grupo sepse: os que tiveram boa evolução e grupo sepse grave, os que tiveram evolução complicada por choque séptico e/ou CIVD e/ou FMOS e/ou óbito. Além dos exames de rotina para sepse, forma mensurados nos dias 0, 3 e 7 de evolução a partir do diagnóstico, os níveis séricos de TNF-alfa, IL-1 beta, IL-6, IL-10 e IL-1Ra. Resultados: Na análise evolutiva geral, todos os mediadores inflamatórios apresentaram mensuração elevada no dia do diagnóstico (dia 0)...

Efeitos do cobre na homeostase do caranguejo de mangue Ucides cordatus (Decapoda: Ucididae); Copper effects in homeostasis of mangrove crab Ucides cordatus (Decapoda: Ucididae)

Sá, Marina Granado e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.08%
Recentemente, tem sido reconhecido que a água pode ser ao mesmo tempo uma fonte vital para os organismos e um veículo para eliminação de poluentes. Esse paradoxo pode ser considerado como parte da crise do presente ambiente que está inserida no conflito entre natureza e tecnologia, sendo acompanhado pelo emprego de biomarcadores, que consistem em indicadores bioquímicos e celulares da presença de contaminantes através da análise de fluidos corpóreos bem como células ou tecidos. O principal objetivo deste trabalho foi o de verificar quais os possíveis efeitos do cobre na homeostase do caranguejo de mangue Ucides cordatus expostos ao cobre na água (CuSO4) por diferentes períodos de tempo, através de teste agudo com exposição durante 24h e 96h e teste crônico com duração de 15 dias. Após a exposição dos animais à agua contaminada, estes foram crio-anestesiados pra dessensibilização e então foram retiradas alíquotas de hemolinfa e urina para determinação de concentrações de sódio, potássio, magnésio e cálcio, bem como as concentrações de glicose e lactato, além de brânquias e hepatopâncreas para a dosagem de enzimas como Na+/K+-ATPase, anidrase carbônica e a concentração da proteína metalotioneína...

Avaliação de marcadores de proliferação celular e apoptose em tecido endometrial eutópico e ectópico em modelo experimental de endometriose em coelhas; Evaluation of cell proliferation and apoptosis markers on eutopic and ectopic endometrium in a rabbit experimental model

Silva, Julio Cesar Rosa e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.08%
Objetivo:Caracterizar o padrão de homeostase (proliferação celular e apoptose) de tecido endometrial eutópico e ectópico de coelhas submetidas à indução de lesões de endometriose por modelo experimental já conhecido, quatro e oito semanas após o procedimento de implantação endometrial. Material e Métodos:Estudo experimental animal sendo utilizado 20 coelhas adultas Nova Zelândia, fêmeas e virgens, submetidas à laparotomia para indução da lesão de endometriose, através da ressecção de um corno uterino e fixação no peritônio pélvico de fragmento de 5mm. As coelhas foram divididas em dois grupos de 10 animais, sendo os animais do grupo 1, sacrificados após 4 semanas da indução da lesão endometrial ectópica e os do grupo 2 após 8 semanas. A lesão foi excisada para análise histológica juntamentecom o corno uterino contralateral, comprovando a presença de tecido endometrial glandular e estromal. Reações de imunohistoquímica foram realizadas, no tecido endometrial eutópico e ectópico, para proliferação celular através do PCNA e para apoptose através do fas, na glândula e estroma, sendo obtido o índice de proliferação celular (IPC) e de apoptose (IA) através do número de células marcadas por 1000 contadas...

Estado nutricional e metabólico de pacientes gastrectomizados e colectomizados por câncer clinicamente curados com e sem diabetes mellitus: impacto da homeostase glicídica sobre variáveis clínicas e bioquímicas; Nutritional and metabolic status of clinically cured patients submitted to gastrectomy and to colorectal surgery for cancer with or without diabetes mellitus: impact of glucose homeostasis on clinical and biochemical variables

Hayashi, Silvia Yoko
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.08%
O rearranjo da anatomia gastrointestinal é atualmente o foco de estudos para a remissão e cura do diabetes mellitus tipo 2. Há evidências a favor da melhora desta comorbidade após a gastrectomia em pacientes não obesos, entretanto sem análise de longo prazo. O intestino grosso, como integrante do aparelho digestório e potencialmente produtor de incretinas, ainda não foi estudado em relação à influência de sua retirada (colectomia) no desfecho do diabetes. Nestas circunstâncias, faz-se necessário um estudo em longo prazo destas duas cirurgias na homeostase glicídica. Objetivos: Analisar a resposta em longo prazo do diabetes e pré-diabetes pré-existentes após gastrectomia, bem como, colectomia por câncer. Métodos: Foram analisados pacientes adultos submetidos à gastrectomia subtotal e total (Y de Roux) por câncer gástrico e colectomia (direita ou retossigmoidectomia) por câncer de colo e reto há mais de 3 anos e sem sinais de doença em atividade. Incluíram-se controles nas duas situações de pós-operatório tardio com homeostase glicídica normal, a fim de averiguar também sua evolução em longo prazo. Agregou-se ainda um grupo controle pré-operatório atual constituído de doentes diabéticos com câncer gástrico...

Influência do crescimento intra-uterino restrito e da asfixia perinatal sobre os níveis séricos de magnésio em recém-nascidos de termo na primeira semana de vida; Influence of intrauterine growth restriction and perinatal asphyxia on serum magnesium levels in term neonates in the first week of life

Barbosa, Naila de Oliveira Elias
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2003 Português
Relevância na Pesquisa
26.08%
O Magnésio é o segundo cátion intracelular mais comum e desempenha importante papel na modulação de funções de transporte e receptores, atividades enzimáticas, metabolismo energético, síntese de proteínas e ácidos nucleicos e proteção de membranas biológicas. Apesar de sua importância, o conhecimento de sua homeostase não é completo, principalmente por dificuldade de acesso a seus estoques intracelulares e da ausência de métodos laboratoriais confiáveis para medida da fração iônica. O desenvolvimento recente de um eletrodo íon-seletivo permitiu a determinação das concentrações de Mg iônico(Mgi), em pequenas amostras de sangue, o que possibilitou a realização de estudos para determinação desta fração no período neonatal. A presença de alguns distúrbios, como o Crescimento Intra-uterino Restrito(CIUR) e a Asfixia Perinatal, poderiam potencialmente levar a desvios da homeostase do Mg, ainda não totalmente esclarecidos. O objetivo deste estudo foi descrever, em Recém-nascidos de termo(RNT) sem CIUR, os níveis de Mgi e total (MgT) em sangue de cordão umbilical, 3o e 7o dias de vida e comparar os valores obtidos entre os RNT, com e sem CIUR e asfixia perinatal. Realizou-se um estudo prospectivo...

Homeostase pressórica e retinopatia diabética em pacientes com diabete melito tipo 1 normotensos e normoalbuminúricos

Rodrigues, Ticiana da Costa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.13%
A retinopatia e a nefropatia estão entre as mais prevalentes e incapacitantes complicações secundárias a dano microvascular no diabete melito. A gravidade da hiperglicemia e a presença de hipertensão arterial sistêmica estão entre os principais fatores de risco para essas complicações. A monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA) permitiu uma melhor compreensão dos padrões de variação da pressão arterial em pacientes diabéticos. Vem se acumulando evidências de que pacientes com diabetes podem apresentar padrões alterados da homeostase pressórica durante as 24h. Mesmo pequenas alterações da homeostase pressórica podem estar implicadas no aumento de risco de complicações microvasculares, incluindo pacientes considerados normotensos na avaliação da pressão arterial por aferição em consultório. Essas alterações pressóricas associadas à hiperglicemia, podem produzir perda da auto-regulação dos vasos retinianos, acelerando ou agravando a retinopatia diabética. Provavelmente a MAPA poderá se tornar um instrumento de avaliação clínica útil em pacientes diabéticos normotensos, auxiliando no processo de identificação precoce de pacientes em risco de desenvolvimento de complicações microangiopáticas. O objetivo desse artigo é fornecer uma revisão atualizada e orientada para a clínica sobre homeostase pressórica e diabetes.

Avaliação da homeostase energética em vários tecidos e histopatologia cerebral em camundongos nocaute para a enzima glutaril-CoA desidrogenase

Amaral, Alexandre Umpierrez
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.08%
Estudamos a homeostase energética no cérebro (córtex cerebral, estriado e hipocampo) e tecidos periféricos (coração e músculo esquelético) de camundongos selvagens (WT) e nocaute para a enzima glutaril-CoA desidrogenase (Gcdh-/-), modelo animal genético para estudo da acidemia glutárica tipo I (AG I), com 15 e 30 dias de vida. Esses animais também foram submetidos a uma sobrecarga de lisina através de uma injeção intraperitoneal (8 μmol/g) desse aminoácido ou de uma dieta rica em lisina (4,7 %) por 60 horas. Os parâmetros da homeostase energética analisados foram as atividades dos complexos I-III, II, II-III e IV da cadeia respiratória, das enzimas do ciclo do ácido cítrico (CAC) citrato sintase (CS), aconitase, isocitrato desidrogenase (IDH), α- cetoglutarato desidrogenase, sucinato desidrogenase e malato desidrogenase, da creatina quinase (CK) e da Na+, K+ - ATPase, bem como a liberação de lactato, os parâmetros respiratórios mitocondriais estados 3 e 4, razão de controle respiratório e o estado desacoplado, além do potencial de membrana mitocondrial na presença ou ausência de Ca2+. Estudos histológicos também foram conduzidos no córtex cerebral e estriado dos camundongos WT e Gcdh-/- de 30, 60 e 90 dias de vida submetidos por um pequeno (60 horas) ou longo (30 dias) período com dieta com alta concentração de lisina (4...

Estudos sobre a homeostase redox em um modelo animal de acidemia glutárica tipo I

Seminotti, Bianca
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.08%
A acidemia glutárica tipo I (AG I) causada pela deficiência severa da enzima glutaril-CoA desidrogenase, que catalisa a degradação de lisina (Lis), resulta no acúmulo predominante dos ácidos glutárico (AG) e 3-hidroxiglutárico (3HG). Visto que os mecanismos responsáveis pelos danos cortical e estriatal observados nos pacientes ainda não estão totalmente esclarecidos, avaliamos a homeostase redox em diferentes regiões cerebrais (córtex cerebral, estriado e hipocampo) e tecidos periféricos (fígado e coração) de camundongos selvagens (Gcdh+/+) e nocaute para a enzima glutaril-CoA desidrogenase (Gcdh-/-, modelo genético da AG I) com 15, 30 e 60 dias de vida. Os animais foram submetidos a uma sobrecarga de Lis através de uma injeção intraperitoneal (8 μmol/g) ou de uma dieta enriquecida com esse aminoácido (2,8 % ou 4,7% de Lis) por 60 horas ou 40 dias (2,8% de Lis). Determinamos as substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBA-RS), conteúdo de grupamentos sulfidrilas e formação de grupamentos carbonila, nitratos e nitritos e oxidação da 2’,7’- diclorofluoresceína (DCFH), concentrações de glutationa reduzida (GSH), bem como as atividades das enzimas antioxidantes glutationa peroxidase, glutationa redutase...

Inflamação, homeostase do ferro e suplementação nutricional na cirurgia de derivação gástrica em Y de Roux em mulheres obesas

Marin, Flávia Andréia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 73 f : tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
36.08%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Processo FAPESP: 12/18719-9; Pós-graduação em Alimentos e Nutrição - FCFAR; Bariatric surgery has been proven effective for controlling severe obesity and its comorbidities, but it may have complications, such as iron deficiency and anemia, especially in women of childbearing age. Obesity is associated with inflammation and changes in iron homeostasis, which tend to improve with surgery. However, this improvement raises questions regarding the relationship between iron status and the presence of comorbidities, and the role of mic ronutrient supplementation given the new nutritional requirements. This work consisted of two stages. The first stage was a retrospective analysis of women who were either hypertensive, diabetic, or comorbidity-free before surgery to verify the effect of bariatric surgery on their serum ferritin six months after surgery. The second stage consisted of a prospective study that analyzed the effect of micronutrient supplementation before and 6 months after Roux-en-Y gastric bypass (RYGB) on the inflammation and iron homeostasis of obese women. Sample and methods: The study women were 20 to 45 years old and had a body mass index (BMI) of 35 kg/m2 or more. The first stage divided 200 women into three groups: women with high blood pressure (HBP...

Contribuição renal para a homeostase corporal em ratos : função da inervação renal; Renal contributions to corporal homeostasis in rats : role of renal innervation

Nelson Afonso Lutaif
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36%
Introdução: Os rins, em humanos, são responsáveis por 10% de todo o oxigênio consumido, pelo corpo, em 24 horas. Este consumo pode ser representativo de uma grande contribuição da parte renal para a termogênese global dos indivíduos. A termogênese global é constituída pela termogênese facultativa, a qual está associada à ativação da UCP e captação celular de glicose, e a termogênese obrigatória, a qual está relacionada ao consumo de oxigênio mitocondrial. Assim nós assumimos que lesões renais podem levar a alterações na termogênese global e consequentemente distúrbios nas termogênese facultativa e obrigatória. Para investigar a contribuição renal na manutenção da temperatura interna, nós estudamos ratos Sprague Dowley com: redução da massa renal (Nx), denervação (Dx) e obstrução urinária (Ox), além de dois grupos controles: SHAM e non-operative (Non). Métodos: O estudo foi realizado colocando os grupos em estudo imersos em água isotérmica (próxima a temperatura interna) para bloquear a dissipação de calor enquanto a temperatura colonica era registrada durante 30 minutos. A termogênese obrigatória foi analizada através do controle respiratório e a relação ADP/O em mitocôndrias hepaticas. As atividades da UCP1 e os sinalizadores relacionados a capatação de glicose celular : IRS1...

Transporte e homeostase de Ca2+ em protoplastos isolados de celulas de Citrussinensis

Jose Francisco de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/07/1998 Português
Relevância na Pesquisa
36%
Protoplastos isolados a partir de cultura de células de Citrus sinensis em suspensão foram utilizados como modelo experimental para o estudo do transporte e da homeostase de em células vegetais. Fluxos de ?Ca POT. 2? Foram acompanhados por observação das alterações de ?Ca POT. 2? livre do meio, utilizando se o indicador de ?Ca POT. 2? arsenazo III que é sensível a baixas concentrações desse íon. Alterações na concentração de Ca2+citoss61ico foram acompanhadas por microscopia confocal de fluorescência, utilizando-se o indicador de ?Ca POT. 2? fluorescente, indo-1. Protoplastos incubados na presença de 20 ?mu?M de ?Ca POT. 2? livre apresentaram-se praticamente inativos para a captação do íon, uma vez que a baixa concentração externa de ?Ca POT. 2? não foi suficiente para gerar um gradiente capaz de impulsionar a entrada do íon na celula. Entretanto, quando o ?Ca POT. 2? foi removido do meio por adição de EGTA , o efluxo de ?Ca POT. 2? foi estimulado por antagonistas de calmodulina como trifluoperazina (TFP), clorpromazina (CP) e calmidazolium, de uma maneira dose-dependente. A eficiência com que os diferentes antagonistas de calmodulina induziram o efluxo de Ca2+ em protoplastos de C. sinensis indicaram que este processo foi resultante de um efeito inespecífico na membrana dos protoplastos e não devido a uma ação anticalmodulina ...Observação: O resumo...

Administração central de citrato modula a homeostase periferica da glicose em ratos Wistar; Intracerebroventricular injection of citrate modulates feeding behavior and glucose uptake in epididymal fat pad and skeletal muscle rat

Graziela Renata Stoppa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.13%
O hipotálamo desempenha importante papel na manutenção da homeostase da glicose. Robustos sinais originados pela leptina e insulina agem coordenando a ingestão alimentar, o gasto energético e o metabolismo periférico. No hipotálamo e nos tecidos periféricos, a AMPK é um sensor energético que regula o metabolismo celular através do controle entre a produção e consumo de ATP. Ela é inibida em resposta à insulina, leptina e na presença de disponibilidade de nutrientes. O citrato é conhecido como um modulador de algumas enzimas, como a fosfofrutoquinase e acetil-CoA carboxilase. Neste estudo a hipótese do citrato modular enzimas relacionadas com controle da saciedade e do metabolismo periférico foi testada. Primeiramente, foi mostrado que o citrato intracerebrbventricular inibe a fosforilação do sistema AMPK/ACC, diminuie a ingestão alimentar, promove a perda de peso, aumenta a expressão de neuropeptídeos anorexigênicos (POMC e CRH) e diminuiu o tecido adiposo epididimal e perirenal. O clearance da glicose avaliado pelo clamp euglicêmicohiperinsulinêmico e GTT foi maior em animais tratados previamente com citrato, bem como ocorreu maior captação de glicose pelo adiposo e pelo músculo esquelético. Corroborando com o efeito do citrato na homeostase da glicose...

Modulação do metabolismo muscular da glicose pela ação hipotalâmica da leptina; Modulation of glucose metabolism in muscle by the leptin hypothalamic action

Erika Anne de Freitas Robles Roman
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.13%
Sobrepeso e obesidade são caracterizados por um aumento de tecido adiposo corpóreo, que resulta da interação entre muitos fatores, incluindo genéticos, metabólicos, comportamentais e ambientais. A obesidade está relacionada ao desenvolvimento de diabetes mellitus do tipo 2 (DM2). O principal mecanismo envolvido na associação entre obesidade e DM2 é a indução de uma resposta inflamatória subclínica capaz de gerar resistência à insulina. Este fenômeno é caracterizado pela capacidade reduzida deste hormônio em promover a homeostase glicêmica. O músculo esquelético (SM) é considerado um dos principais tecidos para a homeostase da glicose, já que ele responde por cerca de 80 % da captação total de glicose estimulada pela insulina no corpo. Sendo assim, a resistência à insulina em músculo esquelético é o maior determinante da hiperglicemia e DM2. Por outro lado, a leptina apresenta função crucial na homeostase glicêmica por agir no cérebro e sua ação neste órgão requer a atividade da PI3K para modular a homeostase da glicose e o metabolismo periférico. Contudo, o mecanismo envolvido neste fenômeno não é completamente entendido. Neste estudo nós aventamos a hipótese que a atividade hipotalâmica da PI3K é importante para a modulação da via da quinase dependente de AMP (AMPK)/acetil-CoA carboxilase (ACC)...

ARHGAP21 inibe a secreção de insulina e controla a homeostase glicêmica em camundongos = : ARHGAP21 inhibits insulin secretion and controls glucose homeostase in mice; ARHGAP21 inhibits insulin secretion and controls glucose homeostase in mice

Sandra Mara Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.17%
A ARHGAP21 é uma proteína da família das RhoGAPs (Proteínas ativadoras de GTPases Rho) que, em diferentes tipos de células, controla múltiplas funções tais como: migração, proliferação, diferenciação e tráfego intracelular de vesículas. Em ilhotas de camundongo Swiss neonato o knockdown da ARHGAP21 aumentou a secreção de insulina estimulada por glicose (GSIS), por mecanismos ainda desconhecidos. Contudo, não se conhece os efeitos da ARHGAP21 sobre a secreção de insulina e sobre a homeostase glicêmica em camundongos adultos. Assim, o objetivo do trabalho foi avaliar: a) em ilhotas pancreáticas de camundongo Swiss neonato knockdown para ARHGAP21, a expressão de genes envolvidos com a proliferação, maturação e extrusão de grânulos de insulina, bem como o rearranjo do citoesqueleto de actina; b) em camundongos C57BL/6 adultos, o efeito do knockdown da ARHGAP21 sobre GSIS e sobre alguns genes que codificam proteínas envolvidas na função secretória (maturação e extrusão) e sobre a homeostase glicêmica. Os neonatos foram tratados (i.p.) com 1 nmol de antisense anti-ARHGAP21 (neonato AS) ou mismatch (CTL) por dois dias (redução da expressão de 60%). Os adultos foram tratados (i.p.) com 1,5 nmol/g de antisense (adulto AS) ou mismatch (adulto CTL) por 3 dias consecutivos (redução de 50%). A secreção de insulina foi avaliada na presença de concentrações crescentes de glicose (2...

Estudo do controlo pós-transcricional da hemojuvelina e sua influência na homeostase do ferro

Tomé, Filipa dos Santos, 1987-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.08%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Molecular e Genética). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010; Uma classe importante das doenças humanas é representada por doenças hereditárias associadas à homeostase do ferro, entre as quais se destaca a Hemocromatose Hereditária (HH). Esta caracteriza-se por uma alteração dos mecanismos que regulam a absorção do ferro, levando ao aumento progressivo deste no organismo. Um dos tipos de HH é a Hemocromatose Juvenil (2A) causada por mutações no gene da hemojuvelina (HJV), envolvido na regulação do metabolismo do ferro através da modulação directa da transcrição do gene da hepcidina. De maneira a perceber o papel do controlo pós-transcricional do gene HJV na homeostase do ferro foram analisados vários aspectos do metabolismo dos transcritos HJV, nomeadamente ao nível do splicing, do controlo de tradução por grelhas de leitura a montante da grelha de leitura principal (uORFs) e a sua degradação pelo mecanismo de decaimento do mRNA mediado por mutações nonsense (NMD). Foi analisado o padrão de splicing em diferentes tecidos, transfectados e não transfectados, e os resultados indicam que o transcrito que codifica a proteína funcional não é produzido em quantidades elevadas...

Receptor ativado por proliferadores de peroxissoma gama (Ppargama): estudo molecular na homeostase da glicose, metabolismo de lipídeos e abordagem terapêutica

Tavares,Vladimir; Hirata,Mario Hiroyuki; Hirata,Rosario D. Crespo
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36%
Os receptores ativados por proliferadores de peroxissoma (PPARs) são fatores de transcrição pertencentes à família de receptores nucleares que regulam a homeostase da glicose, metabolismo de lipídeos e inflamação. Três proteínas, codificadas por genes distintos, têm sido identificadas: PPARalfa, PPARbeta e PPARgama, que controlam a expressão gênica pela ligação a elementos responsivos específicos (PPREs) localizados na região promotora. Estudos recentes sugerem que a ativação do PPARgama pode diminuir a progressão da aterosclerose e aumentar a sensibilidade à insulina, podendo ser um potencial alvo terapêutico para o tratamento de diversas enfermidades, incluindo o diabetes melito do tipo 2 e dislipidemia. Esta revisão destaca os estudos recentes e os avanços das principais funções que esse receptor desempenha no metabolismo, com ênfase nos mecanismos moleculares e eficácia terapêutica.

Sintomas sem doença distúrbios da homeostase e surgimento de sintomas preferenciais

Pires,Nelson
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1963 Português
Relevância na Pesquisa
26.13%
Discute-se a aparição de sintomas "aprendidos" com certas doenças e que, depois da extinção destas, perduram ou reaparecem facilmente, já agora "sem causa". Pequenos agravos à homeostase ensejam a reaparição dos sintomas aprendidos e gravados. Não se trata de reflexos condicionados, pois que, nestes, o estímulo condicionador é específico, ao passo que nos casos aqui comentados (síndrome de esforço, rinite alérgica, hiperfagia, falso hipertireoidismo, colon irritável, úlcera péptica, enxaqueca) os agravos à homeostase eram inespecíficos, sempre diversos entre si, ora psíquicos ora somáticos. O desencadeamento psicógeno evidente tem ocasionado equívocos e permitido pensar em etiologia psicógena, quando há apenas fatores desencadeadores não só psicógenos, mas também somatógenos. Destacamos fatôres inespecíficos das crises e não causas psicógenas específicas da doença. Estuda-se a presença do sentido dos sintomas, hoje tão buscada pelos psicoterapeutas. O sentido finalista dos sintomas pode ser adicional secundário e não torna ilegítima a avaliação médico-legal do sintoma. A ocorrência cada vez mais fácil dêsses sintomas acaba por ser uma contingência singular a que chamamos "reação predileta pessoal" porque toda alteração da homeostase...

Influência de contraceptivos hormonais sobre indicadores de homeostase de zinco e de turnover ósseo em mulheres adultas jovens

Simões,Tania Mara Rodrigues; Zapata,Carmiña Lucía Vargas; Donangelo,Carmen Marino
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36%
OBJETIVO: Investigar a influência de anticoncepcionais hormonais (ACH) orais em indicadores bioquímicos relacionados à utilização metabólica e distribuição de zinco e ao turnover ósseo em mulheres adultas jovens.MÉTODOS: Estudo transversal. Amostras de sangue e urina de não usuárias (-ACH; controle; n=69) e usuárias há pelo menos três meses de contraceptivos hormonais orais (+ACH; n=62) foram coletadas em condições padronizadas. Foram analisados os indicadores de homeostase de zinco e de turnoverósseo em soro ou plasma (zinco total e nas frações de albumina e α2-macroglobulina, albumina e atividade de fosfatase alcalina total e de origem óssea), em eritrócitos (zinco e metalotioneína) e em urina (zinco, cálcio e hidroxiprolina). Ingestões habituais de zinco e cálcio foram avaliadas por questionário de frequência de consumo.RESULTADOS: A ingestão alimentar de zinco foi semelhante nos grupos e, em média, acima do recomendado, enquanto que a ingestão de cálcio foi similarmente subadequada em +ACH e -ACH. Comparadas às controles, as +ACH apresentaram menores concentrações de zinco em soro, total e ligado à α2-macroglobulina (11 e 28,5%, respectivamente, p<0,001); albumina em soro (13%, p<0...

Homeostase glicêmica em ratas com perda de função ovariana e tratadas com glicocorticoide

Battiston, Francielle Garghetti
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 104 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
36.08%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Ciências Fisiológicas, Florianópolis, 2015.; O glicocorticoide (GC) é amplamente aplicado na clínica para o tratamento de doenças inflamatórias. Seu uso prolongado repercurte sobre a homeostase glicêmica podendo levar a resistência periférica à insulina (RI). Mulheres na transição de segunda para a terceira idade iniciam um processo natural de falha ovariana, a menopausa. Na menopausa há ganho de peso e modificações na distribuição da gordura, especialmente na região visceral. A associação entre GCs e menopausa não está bem estabelecida na literatura. Assim, avaliamos as repercussões da perda de função ovariana associada ao tratamento com GC sobre parâmetros relacionados à homeostase glicêmica. Para tanto, ratas Wistar (28 dias de vida) foram submetidas à falha ovariana por meio da administração de 4-vinilciclohexeno diepóxido (4-VCD), i.p. (VCD) ou receberam somente veículo (CTL) e 168 dias após foram tratadas com dexametasona (1 mg/kg, p.c., i.p.) por 5 dias consecutivos (DEX e VCD+DEX) ou veículo (CTL e VCD). O grupos DEX e VCD+DEX demonstraram redução da massa corporal e da ingestão alimentar durante tratamento com dexametasona (p<0...