Página 1 dos resultados de 4162 itens digitais encontrados em 0.014 segundos

Intestinal Lymph-Borne Factors Induce Lung Release of Inflammatory Mediators and Expression of Adhesion Molecules After an Intestinal Ischemic Insult

Faloppa, Ana Cristina Breithaupt; Vitoretti, Luana Beatriz; Cavriani, Gabriela; Franco, Adriana Lino dos Santos; Hayashi, Lia Siguemi Sudo; Filho, Ricardo Martins de Oliveira; Vargaftig, Bernardo Boris Jorge; Lima, Wothan Tavares de
Fonte: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE; SAN DIEGO Publicador: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE; SAN DIEGO
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.34%
Background. Intestinal ischemia and reperfusion (I/R) is a documented cause of acute lung injury (ALI) and systemic inflammation. We previously reported that obstruction of thoracic lymphatic flow during intestinal I/R blunts pulmonary neutrophil recruitment and microvascular injury and decreases the systemic levels of tumor necrosis factor. Here, we consider the existence of a gut-lung axis promoting the induction of systemic inflammation, whereby drained intestinal lymph stimulates lung expression of adhesion molecules and matrix components and generation of inflammatory mediators. Material and Methods. Upon administration of anesthesia, male Wistar rats were subjected to occlusion of the superior mesenteric artery for 45 min, followed by 2 h of intestinal reperfusion (I/R); groups of rats were subjected to I/R with or without thoracic lymphatic duct ligation immediately before the procedure. The non-manipulated rats were used to investigate basal parameters. Results. Obstruction of thoracic lymphatic flow before intestinal I/R decreased the ability of cultured lung tissue explants to release IL-1 beta, IL-10, and VEGF. In contrast, lymphatic obstruction normalized the elevated lung expression of PECAM-1 caused by intestinal I/R. On the other hand...

Avaliação do envolvimento do sistema linfático na inflamação pulmonar decorrente de trauma esplâncnico.; Involvement of lymphatic system on lung inflammation induced by intestinal ischemia / reperfusion in rats.

Cavriani, Gabriela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.32%
Neste estudo investigamos os mecanismos reguladores associados à indução da inflamação pulmonar decorrente da /IR intestinal. A hipótese é que mediadores inflamatórios gerados no intestino, drenados pelo sistema linfático medeiam as repercussões pulmonares observadas na SDRA. Grupos de ratos foram submetidos à isquemia intestinal por meio da oclusão da artéria mesentérica superior (45 min) seguida da reperfusão intestinal por 2h. Grupos de ratos foram submetidos à obstrução do fluxo linfático (canulação do dueto torácico linfático, ou sua secção) previamente à indução da I/R intestinal. Os dados indicaram que a secção do dueto linfático torácico reduziu a atividade pulmonar de MPO (índice indireto de presença de neutrófilos), bem como a permeabilidade vascular (extravasamento do corante Azul de Evans) pulmonar e intestinal e aumento da atividade de LDH intestinal (índice de lesão tecidual). Sistemicamente, a ligação do dueto linfático antes da indução de l/R intestinal reduziu os níveis séricos de TNF-a, IL- 1b e elevou aqueles de IL-10, LTB4e TXB2. Ainda, observamos que a linfa coletada nesses animais é rica em TNF-a, IL-1b...

Estudo da homeostase dos mediadores pró-inflamatórios e antiinflamatórios na sepse neonatal; A Study of the homeostasis of the pro-inflammatory and anti-inflammatory mediators in neonatal sepsis

Cianciarullo, Marco Antonio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.23%
Objetivos: Avaliar a utilidade dos mediadores pró-inflamatórios (TNF-alfa, IL-1 beta e IL-6), dos mediadores antiinflamatórios (IL-10 e IL-1Ra) e da Proteína C reativa (PCR) para o diagnóstico na sepse neonatal; verificar se os valores séricos isolados ou a relação entre IL-6 e IL-1Ra têm valor preditivo de gravidade, na evolução clínica da doença; determinar se a homeostase entre os mediadores pró-inflamatórios e antiinflamatórios e a PCR definem o prognóstico da doença. Casuística e métodos: Foram incluídos no estudo 31 recém-nascidos (RN) internados na UCINE ou no Hospital Universitário com diagnóstico de sepse, baseado em critérios clínicos e laboratoriais. Os RN com diagnóstico de sepse foram subdivididos em dois grupos de acordo com a evolução clínica: grupo sepse: os que tiveram boa evolução e grupo sepse grave, os que tiveram evolução complicada por choque séptico e/ou CIVD e/ou FMOS e/ou óbito. Além dos exames de rotina para sepse, forma mensurados nos dias 0, 3 e 7 de evolução a partir do diagnóstico, os níveis séricos de TNF-alfa, IL-1 beta, IL-6, IL-10 e IL-1Ra. Resultados: Na análise evolutiva geral, todos os mediadores inflamatórios apresentaram mensuração elevada no dia do diagnóstico (dia 0)...

Concentrações de mediadores inflamatórios em crianças com idade inferior a três meses e infecção do trato respiratório inferior pelo vírus sincicial respiratório; Concentrations of inflammatory mediators in children less than three months of age with respiratory syncytial virus lower respiratory tract infection

Vieira, Renata Amato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.05%
INTRODUÇÃO: A elevada frequência e morbimortalidade das infecções do trato respiratório inferior (ITRI) pelo vírus sincicial respiratório (VSR) na infância, além da ausência de estudos no Brasil que correlacionam evolutivamente a resposta inflamatória no epitélio respiratório e no sangue periférico à gravidade da doença respiratória pelo VSR, estimularam a realização desta pesquisa. OBJETIVOS: Avaliar se as concentrações dos mediadores inflamatórios (MI) (RANTES, sICAM-1, TNF-,IL -6 e IL-10) e suas razões na secreção nasofaríngea e no sangue de crianças com idade inferior a 3 meses e ITRI pelo VSR correlacionam-se à gravidade da doença; determinar a frequência dos grupos A e B do VSR nas crianças internadas na Unidade de Cuidados Intensivos Neonatal (UCINE) do Instituto da Criança do HCFMUSP; avaliar se há diferença na gravidade da doença respiratória pelo VSR entre as crianças internadas na UCINE e infectadas pelos grupos A e B do vírus; comparar as concentrações dos MI na secreção nasofaríngea e no sangue à admissão hospitalar ou por ocasião do diagnóstico de ITRI pelo VSR adquirida durante a internação, no terceiro e sétimo dias de evolução ou à alta (se antes do sétimo dia); comparar as concentrações dos MI na secreção nasofaríngea e no sangue dos pacientes à admissão...

Perfil temporal da inflamação pulmonar induzida pela isquemia/reperfusão intestinal em ratos. Estudo do papel do sistema linfático.; Time profile of lung inflammation induced by intestinal ischemia/reperfusion in rats. Role of the lymphatic system.

Vitoretti, Luana Beatriz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.34%
A isquemia/reperfusão intestinal (I/R-i) se associa ao desenvolvimento de inflamação pulmonar aguda, que pode ser modulada por mediadores inflamatórios presentes na linfa. Avaliamos os efeitos da I/R-i sob a inflamação pulmonar e a participação do sistema linfático. Wistar machos foram submetidos a 45 min de isquemia intestinal e 24, 72 ou 120 h de reperfusão. Outro grupo teve o ducto linfático bloqueado antes da isquemia. Os resultados revelaram maior inflamação pulmonar nos animais reperfundidos por 120 h em relação aos outros períodos de reperfusão estudados. Os animais apresentaram aumento de MPO e permeabilidade. Aumento de VEGF e de IL-1β e diminuição de IL-10 no explante pulmonar. Diminuição de vWf e aumento de integrina ⓵, PECAM-1 e colágeno I e IV no endotélio pulmonar. Os dados indicam que mecanismos temporais modulam a resposta inflamatória decorrente da I/R-i. Mediadores na linfa e na circulação participam do desencadeamento/manutenção da inflamação pulmonar alterando a integridade do endotélio e ativando o pulmão que libera mediadores adicionais.; Intestinal ischemia/reperfusion (i-I/R) is associated with the development of acute lung inflammation...

Estudo dos mecanismos induzidos pelo treinamento físico aeróbico ao longo do tempo na inflamação pulmonar e no remodelamento brônquico em um modelo murino de asma; Study of the mechanisms induced by aerobic training over time in pulmonary inflammation and bronchial remodeling in an asthma murine model

Silva, Ronaldo Aparecido da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
O treinamento aeróbico (TA) traz benefícios para os asmáticos, porém os mecanismos antiinflamatórios não são conhecidos. Estudos experimentais de asma têm mostrado que o TA reduz a inflamação pulmonar alérgica crônica (IPAC) e a reposta Th2, no entanto, nenhum estudo explicou quando os efeitos protetores são iniciados e qual é a principal via anti-inflamatória desencadeada. Objetivo: Avaliar o efeito do TA ao longo do tempo em um modelo murino de asma visando identificar quando são iniciados os efeitos anti-inflamatórios e a reversão do remodelamento brônquico (RB). Métodos: BALB/c (160 animais) foram divididos em 4 grupos: Controle (CT): não induzidos à IPAC e não treinados; Treinamento Aeróbico (TA): não induzidos à IPAC e treinados; OVA: induzidos à IPAC e não treinados; OVA+TA: induzidos à IPAC e treinados. Em seguida foram criados outros subgrupos 1, 3, 7, 15 e 30 dias de TA, ou seja, cada grupo foi repetidos 5 vezes para investigação do efeito do TA ao longo do tempo. Os grupos OVA foram sensibilizados com i.p. (OVA+HidroxAlum), após foram induzidos à IPAC com aerosol de OVA (1-3%) iniciado no dia 21 (3 x semana; 30 min./sessão). A adaptação ao TA foi realizada entre os dias 21 a 23, no dia 25 foi realizado o teste físico...

A peçonha do escorpião Tityus serrulatus é reconhecida por receptores de reconhecimento padrão e induz ativação celular e inflamação; Tityus serrulatus scorpion venom is recognized by pattern recognition receptors and induces cell activation and inflammation

Zoccal, Karina Furlani
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.38%
O escorpião Tityus serrulatus é considerado uma das espécies mais perigosas para os seres humanos no Brasil, e sua peçonha induz resposta inflamatória local e sistêmica. Neste projeto, tivemos como objetivo estudar a produção de mediadores inflamatórios, as vias de ativação celular e os receptores da imunidade inata responsáveis pelo reconhecimento da peçonha do escorpião T. serrulatus (TsV), bem como de suas toxinas. Nós demonstramos que TsV, e suas toxinas Ts1 e Ts6 induzem a produção de NO, IL-6 e TNF-? por células J774.1, as quais podem ser potencializadas pela presença de LPS. No entanto, Ts2 apresenta atividade anti-inflamatória por induzir produção de IL-10 e inibe a liberação de NO, IL-6 e TNF-?, induzida pelo LPS. Mostramos ainda que Ts2 ou Ts6 isoladas do TsV, além das citocinas, induzem a produção dos mediadores lipídicos (LTB4 e PGE2), e estes contribuem para o recrutamento de leucócitos para a cavidade peritoneal. Em conjunto, os nossos dados demonstraram que Ts2 e Ts6 induzem inflamação por mecanismos dependentes da produção de citocinas e mediadores lipídicos, e que Ts2 pode desempenhar papel regulador da resposta. No entanto, os mecanismos responsáveis pelo reconhecimento da peçonha e indução da liberação de mediadores inflamatórios por células de mamíferos...

Efeito da hipofunção colinérgica na mecânica e na histopatologia pulmonar em modelo experimental de inflamação pulmonar induzida por instilação de poluente em camundongos; Effects of cholinergic hipofunction in lung mechanics and histopathology in an experimental model of lung inflammation induced by air pollution in mice

Santana, Fernanda Paula Roncon
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.1%
Os motores a diesel são bastante utilizados nos centros urbanos e sua queima é considerada um grande poluidor ambiental e tóxico para a saúde humana. Devido suas características químicas, as partículas de diesel atingem as vias aéreas mais distais, o que pode induzir inflamação pulmonar e piorar doenças como asma brônquica e enfisema pulmonar. Recentemente foi demonstrado por nosso grupo que o sistema colinérgico anti-inflamatório é um importante modulador da inflamação pulmonar. Assim, nosso objetivo no presente estudo foi avaliar se a deficiência colinérgica induzida por alteração genética para redução da expressão da proteína vesicular transportadora de acetilcolina (VAChT) interfere nas alterações funcionais e histopatológicas pulmonares em modelo experimental de instilação repetida de partículas de exaustão de diesel (DEP). Para tanto, camundongos machos geneticamente modificados para redução de VAChT foram utilizados, divididos de acordo com a genotipagem em selvagem (WT) e knock-down para VAChT (KD) e submetidos ao protocolo de exposição de DEP, que consistiu em instilação intranasal de 10uL de DEP na concentração de 3mg/mL por 30 dias (5x por semana). Animais dos grupos controle receberam salina seguindo mesmo protocolo. Foram avaliados: alterações de mecânica do sistema respiratório...

A inibição da renina e a estimulação do receptor AT2 reduzem a inflamação e o estresse oxidativo renal em um modelo experimental de nefropatia diabética; Renin inhibition and AT2 receptor stimulation reduce renal inflammation and oxidative stress in an experimental model of diabetic nephropathy

Matavelli, Luis Celso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
46.06%
Introdução. A nefropatia diabética é uma complicação comum do diabetes e uma das causasmais prevalentes da doença renal crônica. A sua patogênese é multifatorial, incluindo o aumento de atividade do sistema renina-angiotensina-aldosterona (SRAA) e o desenvolvimento de inflamação e estresse oxidativo renais. Objetivos. Investigar os efeitos da inibição da renina pelo alisquireno e da estimulação direta do receptor AT2 pelo Composto 21 (C21) sobre a inflamação e o estresse oxidativo renais e sobre o desenvolvimento da albuminúria no diabetes. Métodos. Dois protocolos experimentais foram realizados em ratos diabéticos induzidos por streptozotocina. No protocolo 1, ratos diabéticos foram tratados por 6 semanas pelo inibidor da renina plasmática alisquireno ou diurético hidroclorotiazida ou inibidor dos canais de cálcio amlodipina, isolados ou combinados. No início e no final do estudo, a pressão arterial de cada animal foi medida e a urina de 24 horas coletada para a análise da albuminúria e aldosterona. No final, o fluido intersticial renal (FIR) foi coletado para a análise dos níveis renais de Ang II, TNF-alfa, IL-6, NO, cGMP e 8-isoprostano, e amostras do tecido renal foram utilizadas para as análises de TGF-beta1 e NF-kB e para a avaliação da deposição renal do ácido periódico de Schiff (PAS) e fibronectina. No protocolo 2...

Female sex hormones mediate the allergic lung reaction by regulating the release of inflammatory mediators and the expression of lung E-selectin in rats

de Oliveira, Ana P.L.; Peron, Jean P.S.; Damazo, Amilcar S.; dos Santos Franco, Adriana L.; Domingos, Helori V.; Oliani, Sonia M.; Oliveira-Filho, Ricardo M.; Vargaftig, Bernardo B.; Tavares-de-Lima, Wothan
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.09%
Background: Fluctuations of estradiol and progesterone levels caused by the menstrual cycle worsen asthma symptoms. Conflicting data are reported in literature regarding pro and anti-inflammatory properties of estradiol and progesterone.Methods: Female Wistar rats were ovalbumin (OVA) sensitized 1 day after resection of the ovaries (OVx). Control group consisted of sensitized-rats with intact ovaries (Sham-OVx). Allergic challenge was performed by aerosol (OVA 1%, 15 min) two weeks later. Twenty four hours after challenge, BAL, bone marrow and total blood cells were counted. Lung tissues were used as explants, for expontaneous cytokine secretion in vitro or for immunostaining of E-selectin.Results: We observed an exacerbated cell recruitment into the lungs of OVx rats, reduced blood leukocytes counting and increased the number of bone marrow cells. Estradiol-treated OVx allergic rats reduced, and those treated with progesterone increased, respectively, the number of cells in the BAL and bone marrow. Lungs of OVx allergic rats significantly increased the E-selectin expression, an effect prevented by estradiol but not by progesterone treatment. Systemically, estradiol treatment increased the number of peripheral blood leukocytes in OVx allergic rats when compared to non treated-OVx allergic rats. Cultured-BAL cells of OVx allergic rats released elevated amounts of LTB4 and nitrites while bone marrow cells increased the release of TNF-α and nitrites. Estradiol treatment of OVx allergic rats was associated with a decreased release of TNF-α...

Estudo do alcaloide índigo na terapêutica da dor e inflamação; Study of indigo alkaloid on therapeutic of pain and inflammation

Ricardo Jose Dunder
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.34%
A inflamação é uma resposta do sistema imune a patógenos ou a traumas físicos e químicos; sua evolução pode resultar em resolução dos danos ou tornar-se crônica. Como tal, trata-se de um fenômeno complexo envolvendo inúmeros mediadores como o NF-κB, que promove a liberação de citocinas e enzimas pró-inflamatórias seguidas por uma infiltração de leucócitos, resultando nos cinco sinais cardinais: calor, rubor, tumor (edema), dor e perda de função. A aplicação de metabólitos secundários de plantas é uma alternativa para o tratamento da dor e inflamação. Dentre estes metabólitos, os alcaloides recebem especial atenção já que a morfina é o mais potente analgésico conhecido. Neste trabalho o potencial anti-inflamatório e analgésico de outro alcaloide, o índigo (1.5, 3.0 e 6.0 mg/kg), obtido a partir de Indigofera truxillensis (Leguminosae), foi analisado em modelos de edema (de orelha induzido por xilol e ácido araquidônico, e de pata induzido por carragenina) e de migração celular (granuloma cotton pellet e pleurisia). Nesses modelos, o índigo apresentou redução significativa do edema e do infiltrado celular, principalmente de polimorfonucleares. Análises por ELISA (em lavado pleural) revelaram que o alcaloide diminuiu os níveis de MPO...

Mechanisms in anti-inflammation and resolution: the role of lipoxins and aspirin-triggered lipoxins

Fierro,I.M.; Serhan,C.N.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2001 Português
Relevância na Pesquisa
36.41%
Multicellular host responses to infection, injury or inflammatory stimuli lead to the formation of a broad range of chemical mediators by the host. The integrated response of the host is essential to health and disease; thus it is important to achieve a more complete understanding of the molecular and cellular events governing the formation and actions of endogenous mediators of resolution that appear to control the duration of inflammation. Lipoxins are trihydroxytetraene-containing lipid mediators that can be formed during cell-cell interactions and are predominantly counterregulators of some well-known mediators of inflammation. Since this circuit of lipoxin formation and action appears to be of physiological relevance for the resolution of inflammation, therapeutic modalities targeted at this system are likely to have fewer unwanted side effects than other candidates and current anti-inflammatory therapies. Here, we present an overview of the recent knowledge about the biosynthesis and bioactions of these anti-inflammatory lipid mediators.

Nutraceutical preconditioning with arginine and oil mixes. Effects on inflammatory mediators, oxidative stress and lipid profile in patients undergoing radical prostatectomy

Tavares,Lílian de Lima; Cavalcante,Karla Pinheiro; Campelo,Márcio Wilker Soares; Coutinho,Leonam Gomes; Medeiros,Silvia Regina Batistuzzo de; Guimarães,Sérgio Botelho; Vasconcelos,Paulo Roberto Leitão de
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.14%
PURPOSE: To investigate whether there is any effect resulting from preconditioning with nutraceutical supplementation containing arginine and oil mixes with high ω9:ω6 ratio and low ω6:ω3 ratio containing EPA and DHA, ALA fatty acids on inflammatory mediators, antioxidant and lipid profile modulation in surgical trauma. METHODS: Twenty-six men scheduled for radical prostatectomy were randomized into three groups and treated as follows: Group 1 (skim milk, 0% fat), Group 2 (supplement with ω6:ω3 ratio of 8:1 and arginine) and Group 3 (supplement with high ω9:ω6 ratio of 3.2:1 and low ω6:ω3 ratio of 1.4:1 and arginine). Patients received skin milk or supplements twice a day (200 ml) during five days prior to surgery. Peripheral venous blood samples were collected at three different timepoints: five days before surgery (PRE), before anesthesia induction (IND) and on the 2nd postoperative day (POS). Parameters analyzed included inflammatory cytokines (IL-1β, IL-6, IL-8 and TNF-α), antioxidants (catalase), lipid profile and heat shock protein (HSP-27). RESULTS: There were no significant differences between groups on inflammatory mediators and antioxidant parameters. However...

Inflammatory mediators in nasal lavage among school-age children from urban and rural areas in São Paulo, Brazil

Galvão,Clóvis Eduardo Santos; Saldiva,Paulo Hilário Nascimento; Kalil Filho,Jorge Elias; Castro,Fábio Fernandes Morato
Fonte: Associação Paulista de Medicina - APM Publicador: Associação Paulista de Medicina - APM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
46.25%
CONTEXT: Some studies have shown that inflammatory processes in the nasal air passages may reflect or affect those in the lower airways. We decided to indirectly assess the inflammatory status of the nasal airways in two groups of children with different sensitization rates to aeroallergens. OBJECTIVE: To compare the inflammatory activity in the nasal airways, through the determination of mediators in nasal lavage fluid in two distinct populations. TYPE OF STUDY: Cross-sectional study. SETTING: Two public elementary schools, one in an urban setting and the other in a rural setting of the State of São Paulo, Brazil. METHODS: Two groups of 40 elementary school children with different sensitization rates to aeroallergens were formed. Samples of nasal lavage fluid were assessed for eosinophil cationic protein (ECP) and tryptase. Non-parametric tests were used for statistical analysis. RESULTS: Significantly higher levels of ECP were observed among students living in the urban area than those in the rural area (p < 0.05). No significant difference in the tryptase levels was observed. Also, the urban children who were sensitized to aeroallergens presented higher levels of ECP in nasal mucosa than the non-sensitized children, while this difference was not observed among the rural children. DISCUSSION: The lack of mast cell activity and increased eosinophil degranulation revealed a chronic inflammatory state in the nasal air passages. The higher eosinophil activity in the urban area...

Inflammation and endothelial activation in benign prostatic hyperplasia and prostate cancer

Pace,Gianna; Massimo,Caterina Di; Amicis,Daniela De; Vicentini,Carlo; Ciancarelli,M. Giuliana Tozzi
Fonte: Sociedade Brasileira de Urologia Publicador: Sociedade Brasileira de Urologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.06%
PURPOSE: Emerging insights underline a link among chronic inflammation and endothelial activation with benign prostatic hyperplasia (BPH) and prostate cancer (PCa). We aim to investigate whether specific plasma markers of inflammation and endothelial activation allow to discriminate BPH and PCa. MATERIALS AND METHODS: Fifteen patients affected by BPH, 15 by PCa and 15 controls, were enrolled. Interleukin-6 (IL-6), CD40 ligand (CD40L), endothelial-selectin (E-selectin), platelet-selectin (P-selectin), vascular cell adhesion molecule-1 (VCAM-1) and intercellular adhesion molecule-1 (ICAM-1) were measured. RESULTS: In systemic blood samples, IL-6 has been found increased in patients affected by BPH (4.25 ± 0. pg/mL) and PCa (5.08 ± 0.24) respect to controls (2.62 ± 0.34; p < 0.05). CD40L was higher in BPH (4.25 ± 0.65 ng/mL; p < 0.05) than in control (2.31 ± 0.20) and PCa group (2.60 ± 0.56). E-selectin, P-selectin and VCAM-1 did not show any significant difference. Higher levels of ICAM-1 were detected in patients with PCa (573.04 ± 52.23) and BPH (564.40 ± 74.67) than in the controls (215.30 ± 11.53 ng/mL; p < 0.05). In local blood samples, IL-6 has been found significantly increased in PCa in comparison with patients with BPH; there was no difference in CD40L...

Human Models of Low-Grade Inflammation: Bolus versus Continuous Infusion of Endotoxin▿

Taudorf, S.; Krabbe, K. S.; Berg, R. M. G.; Pedersen, B. K.; Møller, K.
Fonte: American Society for Microbiology Publicador: American Society for Microbiology
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.29%
Systemic low-grade inflammation is recognized in an increasing number of chronic diseases. With the aim of establishing an experimental human in vivo model of systemic low-grade inflammation, we measured circulating inflammatory mediators after intravenous administration of Escherichia coli endotoxin (0.3 ng/kg of body weight) either as a bolus injection or as a 4-h continuous intravenous infusion, as well as after saline administration, in 10 healthy male subjects on three separate study days. Only bolus endotoxin caused an increase in heart rate, whereas a slight increase in rectal temperature was observed in both endotoxin groups. Tumor necrosis factor alpha (TNF-α), interleukin-6, and neutrophil responses were earlier and more pronounced in the bolus trial compared with the infusion trial results, whereas lymphocytes increased after endotoxin bolus injection as well as infusion without any difference between groups. Finally, endotoxin activated the hypothalamo-pituitary-adrenal axis slightly earlier in the bolus compared to the infusion trial. The continuous endotoxin infusion model may be more representative of human low-grade inflammation than the bolus injection model due to a less dynamic and more sustained increase in circulating levels of inflammatory mediators over time. In conclusion...

A Novel Anti-Inflammatory and Pro-Resolving Role for Resolvin D1 in Acute Cigarette Smoke-Induced Lung Inflammation

Hsiao, Hsi-Min; Sapinoro, Ramil E.; Thatcher, Thomas H.; Croasdell, Amanda; Levy, Elizabeth P.; Fulton, Robert A.; Olsen, Keith C.; Pollock, Stephen J.; Serhan, Charles Nicholas; Phipps, Richard P.; Sime, Patricia J.
Fonte: Public Library of Science Publicador: Public Library of Science
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.46%
Introduction: Cigarette smoke is a profound pro-inflammatory stimulus that contributes to acute lung injuries and to chronic lung disease including COPD (emphysema and chronic bronchitis). Until recently, it was assumed that resolution of inflammation was a passive process that occurred once the inflammatory stimulus was removed. It is now recognized that resolution of inflammation is a bioactive process, mediated by specialized lipid mediators, and that normal homeostasis is maintained by a balance between pro-inflammatory and pro-resolving pathways. These novel small lipid mediators, including the resolvins, protectins and maresins, are bioactive products mainly derived from dietary omega-3 and omega-6 polyunsaturated fatty acids (PUFA). We hypothesize that resolvin D1 (RvD1) has potent anti-inflammatory and pro-resolving effects in a model of cigarette smoke-induced lung inflammation. Methods: Primary human lung fibroblasts, small airway epithelial cells and blood monocytes were treated with IL-1β or cigarette smoke extract in combination with RvD1 in vitro, production of pro-inflammatory mediators was measured. Mice were exposed to dilute mainstream cigarette smoke and treated with RvD1 either concurrently with smoke or after smoking cessation. The effects on lung inflammation and lung macrophage populations were assessed. Results: RvD1 suppressed production of pro-inflammatory mediators by primary human cells in a dose-dependent manner. Treatment of mice with RvD1 concurrently with cigarette smoke exposure significantly reduced neutrophilic lung inflammation and production of pro-inflammatory cytokines...

Acquisition of Anergy to Proinflammatory Cytokines in Nonimmune Cells through Endoplasmic Reticulum Stress Response: A Mechanism for Subsidence of Inflammation

Hayakawa, K.; Hiramatsu, N.; Okamura, M.; Yamazaki, H.; Nakajima, S.; Yao, J.; Paton, A.; Paton, J.; Kitamura, M.
Fonte: Amer Assoc Immunologists Publicador: Amer Assoc Immunologists
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
45.99%
Acute endoplasmic reticulum (ER) stress causes induction of inflammatory molecules via activation of NF-B. However, we found that, under ER stress conditions, renal mesangial cells acquire anergy to proinflammatory stimuli. Priming of the cells with ER stress inducers (tunicamycin, thapsigargin, A23187, and AB5 subtilase cytotoxin) caused blunted induction of MCP-1 in response to TNF-, IL-1β, macrophage-derived factors, or bystander macrophages. The magnitude of suppression was closely correlated with the level of GRP78, an endogenous indicator of ER stress. The suppression of MCP-1 under ER stress conditions was reversible and observed in general regardless of cell types or triggers of ER stress. The decrease in the level of MCP-1 mRNA was ascribed to transcriptional suppression via unexpected inhibition of NF-B, but not to accelerated mRNA degradation. Subsequent experiments revealed that TNFR-associated factor 2, an essential component for TNF- signaling, was down-regulated by ER stress. We also found that, under ER stress conditions, expression of NF-B suppressor A20 was induced. Overexpression of A20 resulted in suppression of cytokine-triggered NF-B activation and knockdown of A20 by RNA interference significantly attenuated induction of anergy by ER stress. In contrast...

Therapeutic manipulation of inflammatory mediators / by David R. Haynes.

Haynes, David Robert
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 38189 bytes; application/pdf
Publicado em //1993 Português
Relevância na Pesquisa
46.05%
Indicates that PGE's and CsA may have similar modes of action. Findings suggest that therapies that selectively subpopulations of leucocytes, and manipulate the inflammatory mediators they produce, may be effective in the treatment of chronic immuno-inflammatory diseases similar to rheumatioid arthritis.; Thesis (Ph.D.)--University of Adelaide, Dept. of Pathology, 1994?; Bibliography: leaves 87-117.; vii, 117, [64] leaves, [8] leaves of plates : ill. (some col.) ; 30 cm.

Inflammatory mediators of coronary artery ectasia

Yuan,Shi-Min
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.14%
The exact mechanisms underlying coronary artery ectasia (CAE) remain uncertain. This study aims to investigate whether and how inflammatory mediators play a role in the pathogenesis of CAE. The data sources of this study were located by literature searches on MEDLINE, Highwire Press and Google search engine for the year range 2000-2013. The most sensitive of the four types of plasma inflammatory mediators were cell adhesion molecules and systemic inflammatory markers followed by cytokines, while proteolytic substances were the least sensitive indicators of CAE. Hypersensitive C-reaction protein, homocysteine, intercellular adhesion molecule 1, vascular cell adhesion molecule 1, matrix metalloproteinase-9, tissue inhibitor of metalloproteinase-2, vascular endothelial growth factor and neopterin levels were significantly higher in CAE and coronary artery disease (CAD) patients than in controls without CAE. The percentage of granulocytes was higher in CAE, in comparison with individuals with normal coronary arteries. Polymerase chain reaction determination of angiotensin converting enzyme genotypes showed that the DD genotype was more prevalent in CAE patients than in CAD patients, while prevalence of the I allele was higher in CAD than in CAE patients. CAE is more a result of inflammatory processes than of extracellular matrix degradation...
Biblioteca Digital Vérsila Sistema de Biblioteca Vérsila Educacional