Página 1 dos resultados de 365 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Economic and Monetary Union

Vila Maior, Paulo
Fonte: Universidade Fernando Pessoa Publicador: Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Pré-impressão
Publicado em 17/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.96%
As part of an ongoing research, this paper focus on European monetary integration depicting to what extent existing theories and theoretical approaches fit with the ontology and subsequent developments of Economic and Monetary Union (EMU). A special emphasis goes to the Stability and Growth Pact (SGP) as a crucial ingredient of European monetary integration, particularly for the political turmoil it produced in recent years. On a previous conference (UACES Annual Conference 2007: Exchanging Ideas on Europe: Common Values and External Policies, Portsmouth, UK, 3-5 September 2007), EMU and the SGP were assessed through the lens of neofunctionalism, liberal intergovernmentalism, supranational governance, new institutionalism and the fusion thesis. This paper turns to the federal theory and the rational choice theory. Some argue that the power of ideas (the monetarist school) and national governments’ adjustment to a new international setting provide the broad explanation of the move towards EMU. Others claim that the project of European monetary integration was independent from such exogenous inputs, understanding the step towards EMU as part of the dynamism encapsulated by European integration. I test these contrasting perceptions against the explanatory power of federal theory and rational choice. The analysis of the SGP (in both the original version and after the November 2005 reform) follows the same methodology. The rationale behind the paper is twofold. On the one hand...

Reconceitualizando o Institucionalismo Histórico: path dependence, agencia e mudança institucional; Reconceptualizing the Historical Institutionalism: path dependence, agency and institutional change

Cesaris, Luis Enrique Urtubey de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
O núcleo desta dissertação é desenvolver um conceito de path dependence mais parcimonioso, coerente e útil, seja teoricamente ou em estudos empíricos. Neste sentido, o insight fundamental é que se partimos de uma conceitualização mais dinâmica, baseada mais em externalidades negativas do que em rendimentos crescentes, o conceito de path dependence pode ser inerentemente mais operacionalizável, robusto e ressoar melhor com a literatura e os estudos Institucionalistas Históricos. O conceito de path dependence pode também ser mais compatível com várias elaborações realizadas dentro do próprio Institucionalismo Histórico sobre questões como mudança institucional, mecanismos explicativos, complementaridade, idéias e agência, e, portanto, enriquecer-se graças aos mesmos.; The objective of this dissertation is to develop a more parsimonious, coherent and useful concept of path dependence, both theoretically and empirically. Its fundamental insight is that with a more dynamic conceptualization, based more in negative externalities than in increasing returns, the concept of path dependence can be inherently more robust and resonate better with the literature and Historical Institutionalist studies. The concept of path dependence can also be more compatible with several theoretical developments which have arisen within Historical Institutionalism regarding questions such as institutional change...

A regulação do trabalho e a ação sindical em perspectiva comparada: Brasil e Grã-Bretanha; Labour regulation and trade unions action in comparative perspective Brazil and Great Britain

Nahoum, André Vereta
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.96%
Esta dissertação compara historicamente dois modelos nacionais de regulação jurídica das relações de trabalho o brasileiro e o britânico , opostos no papel que o direito desempenha, com o intuito de avaliar seus impactos nos padrões específicos de ação sindical verificados nessas duas nações. Ela analisa a formação, transformações e a resiliência de algumas instituições, políticas e valores relacionados à regulação das relações de trabalho e os padrões resultantes de ação sindical nessas duas nações. Empregando um modelo explicativo informado pelo institucionalismo histórico e pela teoria das oportunidades políticas, procura demonstrar que o processo de construção e desenvolvimento de modelos nacionais de regulação jurídica do trabalho são dependentes de sua própria trajetória (path-dependent) e que esses modelos mobilizam instituições, políticas e valores, além de angariar apoio social, fatores que freqüentemente se tornam enraizados e interagem dinamicamente em circunstâncias concretas influenciando as preferências dos atores.; This dissertation historically compares two national models of legal regulation of employment relations the Brazilian and the British , opposite in the role that law plays...

A presença do Estado no setor financeiro brasileiro: o caso de uma instituição financeira pública

Silveira, Flávio Luís Pinto da
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
26.96%
A presente pesquisa analisa a presença do Estado no setor financeiro brasileiro, a partir do estudo da atuação de um de seus agentes. Para tanto, toma por referência as teorias organizacionais, em especial a corrente do institucionalismo e os fundamentos da administração burocrática. As empresas financeiras públicas têm exercido um importante papel na formação e no desenvolvimento do Estado brasileiro, apresentando-se como instrumentos indispensáveis tanto para sua economia quanto para sua consolidação institucional. Postula o trabalho que o desenvolvimento e a forma de organização desses agentes não são ditados apenas pela sua natureza constitutiva, mas também por um conjunto de elementos e características decorrentes de um processo de institucionalização que acaba por determinar suas condições de sobrevivência, a ampliação de seus papéis e responsabilidades e, ainda, a sua conformação organizacional. Discute elementos teóricos e práticos que explicam a combinação de componentes estruturais e simbólicos que, aliados a circunstâncias históricas, culminaram na institucionalização de uma organização financeira pública brasileira. A metodologia escolhida privilegia a pesquisa bibliográfica para configuração de sua consistência teórica e também opta por um estudo de caso para averiguação de suas hipóteses de investigação: o caso da Caixa Econômica Federal. O trabalho realizou ampla pesquisa documental e desenvolveu uma análise qualitativa do material reunido com a finalidade de obter os elementos e informações que contribuíram para a explicação dos fenômenos analisados.; The research analyses the presence of the state in the Brazilian financial sector...

Sistema financeiro e desenvolvimento econômico nas concepções pós-keynesiana e institucionalista : análise teórica e complementar

Freitas, Gustavo Pedreira de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.24%
O objetivo central da presente dissertação consistiu em apresentar uma relação entre o sistema financeiro e o desenvolvimento econômico das economias monetárias a partir das teorias pós-keynesiana e institucionalista, enfatizando as suas diferenças, semelhanças e complementaridades. Como objetivo secundário, elaborou-se uma breve análise da economia brasileira no período 1980-2008, tendo como referência as referidas teorias. Para alcançar tais objetivos, primeiramente foi apresentada uma análise sobre o sistema financeiro e a dinâmica do desenvolvimento econômico nas concepções pós-keynesiana e institucionalista. Nesse particular, face à relevância do sistema financeiro para a compreensão da lógica de funcionamento de economias monetárias, foram exploradas as contribuições teóricas póskeynesiana e institucionalista sobre o papel do referido sistema nas dinâmicas do crescimento e do desenvolvimento econômicos. Em outras palavras, procurou-se mostrar que, para ambas as teorias, moeda nunca é neutra. O passo seguinte consistiu em traçar um elo e identificar, através do conceito de “paradigma processual”, as complementaridades entre as teorias póskeynesiana e institucionalista. Assim sendo, os cinco pilares explorados na análise do “paradigma processual” foram os que seguem: (i) o desenvolvimento econômico é um processo cumulativo de mudança...

A inflação e os planos cruzado e real : uma análise institucionalista

Lopes, Herton Castiglioni
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.24%
Esta tese objetiva explicar a persistência e o fim da inflação no Brasil a partir de um enfoque institucionalista. Mais especificamente, faz uma análise dos Planos Cruzado e Real com base nos referenciais teóricos da Teoria da Regulação, do antigo institucionalismo de Veblen e da Nova Economia Institucional (NEI), com especial atenção à visão de Douglass North. A partir do referencial teórico da Teoria da Regulação, observa-se a contribuição das formas institucionais de estrutura nos anos 1980 e 1990 para a persistência e o fim da inflação. Do ponto de vista do institucionalismo vebleniano, observa-se que as formas institucionais de estrutura, na década de 1980, contribuíram para consolidar o que se denominou de hábito inflacionário, presente no Brasil ao longo de sua história, mas que ganhou maior relevância na segunda metade dessa década e início dos anos 1990. Frente a esse hábito, formado a partir de um ambiente de seleção e adaptação que ganha relevância mais significativa quando a incerteza aumenta, explicamos o resultado do Plano Cruzado, incapaz de eliminar o hábito compartilhado de reajustar preços. Fez-se necessária a adoção de uma série de transformações (formas institucionais) para a eliminação do hábito inflacionário e o sucesso do Plano Real...

A política pública para a educação superior no Brasil (1995-2008) : ruptura e/ou continuidade?; The public policy for higher education in Brazil (1995-2008) : rupture and/or continuity?

Cristina Helena Almeida de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.96%
O objetivo da tese foi compreender a relação complexa da política pública para a educação superior, entre 1995 e 2008, por meio do arcabouço teórico da vertente histórica do neoinstitucionalismo. Por meio da análise tridimensional da política (polity, politics e policy), a pesquisa procurou reconstruir o ambiente multifacetado do processo de gestação da política pública, que tem início na constituição da agenda pública e perpassa a formulação e a implementação da política educacional nos governos dos presidentes Fernando Henrique Cardoso (1995 a 2002) e Luís Inácio Lula da Silva (2003 a 2008). O fio condutor é a dinâmica da Arena Decisória de Educação Superior, na qual a política pública gestada pelo MEC influenciou e foi influenciada pelo conjunto de atores governamentais e sociais. A política pública foi entendida como um conjunto sistêmico interdependente de sete pilares, a saber:autonomia, centralização do poder decisório, avaliação, formação de professores, flexibilização curricular, expansão e financiamento, que contribuíram para intervenção do Poder Público em prol da expansão da educação superior.O exame da complexidade de cada um desses elementos possibilitou responder a primeira indagação proposta pela tese. A despeito da agenda sistêmica traduzida nas recomendações do Banco Mundial e da UNESCO...

Trajetória da política de atenção básica à saúde no Distrito Federal, Brasil (1960 a 2007) : análise a partir do marco teórico do neo-institucionalismo histórico; A history of primary health care policy in the Federal District, Brazil (1960-2007) : an analysis based on the theoretical framework of historical neo-institutionalism

Göttems, Leila Bernarda Donato; Evangelista, Maria do Socorro Nantua; Pires, Maria Raquel Gomes Maia; Silva, Aline Ferreira Melgaço da; Silva, Priscila Avelino da
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.96%
Este artigo analisa a trajetória da política de atenção básica à saúde no Distrito Federal, Brasil, a partir do marco teórico do neo-institucionalismo histórico, identificando as conformações e as tendências predominantes nas gestões da Secretaria de Estado da Saúde (SES-DF) no período de 1960 a 2007. O estudo sinaliza que a política de saúde do Distrito Federal apresenta características de dependência da trajetória dos planos de saúde originais na definição de prioridades e metas, bem como na implementação do sistema de saúde. Essa influência, agregada à centralização dos processos decisórios e à limitada participação política, pode contribuir para situar a atenção básica como acessória ao atendimento hospitalar, destituindo-a do seu potencial de produzir mudança no modelo assistencial. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This article analyzes the history of primary health care policy in the Federal District, Brazil, based on the theoretical framework of historical neo-institutionalism, identifying the predominant configurations and trends in the various administrations of the State Health Secretariat (SES-DF) from 1960 to 2007. The study indicates that the characteristics of the Federal District’s health policy are dependent on the history of the original health system plans for setting priorities and goals...

Implicações teóricas do novo institucionalismo: uma abordagem Habermasiana

Andrews,Christina W.
Fonte: Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) Publicador: Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
27.24%
The current article analyzes the theoretical implications of the New Institutionalism, especially in public policy-making, adopting Jürgen Habermas’ theories of action and democracy as the critical reference. Based on an analysis of texts by two leading institutionalists - Ellen Immergut and Elinor Ostrom -, the article argues that the New Institutionalism, especially the approach that adopts the premises of rational choice, meets its limits in a concept of action limited to strategic action and negligence vis-à-vis processes of institutional legitimization. It is suggested that the institutionalist approach can overcome its dilemmas by adopting a Habermasian perspective, since the latter integrates the concepts of strategic action and communicative action in the same theoretical argument and presents legitimacy as the central aspect in the concept of justice.

The New Institutionalism and Africa

Bates, Robert H.; Block, Steven A.; Fayad, Ghada; Hoeffler, Anke
Fonte: Oxford University Press Publicador: Oxford University Press
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.96%
After briefly reviewing the new institutionalism, this article uses the history of political reform in Africa to test its key tenet: that power, if properly organised, is a productive resource. It does so by exploring the relationship between changes in political institutions and changes in economic performance, both at the macro- and the micro level. The evidence indicates that political reform (Granger) causes increases in GDP per capita in the African subset of global data. And, at the micro level, it demonstrates that changes in national political institutions in Africa strongly relate to changes in total factor productivity in agriculture.; African and African American Studies; Government

Interfaces epistemológicas sobre administração pública, institucionalismo e capital social; Epistemological interfaces on public administration, institutionalism and social capital

Fonte: Universidade Federal de Lavras Publicador: Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.42%
Contemporary society is marked by the presence of institutions that organize, regulate and govern the social relations of work. While institutions can be designed individually, they also have the ability to organize into networks that aim to strengthen intra and inter- institutions. Given this context, the aim here is to perform a theoretical incursion into public administration, institutionalism and social capital, showing the possible conceptual interfaces in order to elucidate the contributions of institutional and social capital to better understand contemporary public administration. On the one hand, the theory of social capital promotes understanding of the set of investments that are channeled into socioeconomic and cultural activities to meet specific social needs arising from organized groups in civil society. Thus, according to the assumptions of the capital, people interact with each other for access to public resources in order to achieve the collective targeting of several common interests. Meanwhile, institutionalism sets out on the assumption that any institution that is formally constituted and legitimately recognized by the legal attributes of society loses when the reason for the logic of its constitution can no longer be any more effective than individual action alone. Finally...

Le pouvoir du premier ministre dans la nomination du haut personnel de l’État au Canada : vers un processus plus transparent et moins discrétionnaire, comme en Grande-Bretagne ?

Depelteau-Paquette, Marie
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
26.96%
Ce mémoire vise à évaluer les réformes consistant à encadrer le pouvoir de nomination que confère la prérogative royale au premier ministre. Notre étude s’inspire largement de l’institutionnalisme historique en science politique et des analyses en termes de « path dependency ». Selon cette approche, lorsque les décideurs amorcent une trajectoire de politique publique, leurs décisions subséquentes auront tendance à suivre la même direction. À partir des documents gouvernementaux et des transcriptions de comités parlementaires, ainsi que de l’exemple de la Grande-Bretagne, ce travail cherche à évaluer si les réformes visant à contraindre le pouvoir de nomination du premier ministre canadien ont suivi une trajectoire « path dependent ». Nos conclusions nous amènent plutôt à constater qu’en ce qui concerne les nominations, le Canada est plus monarchique que la Grande-Bretagne. Pour le Canada, l’impression générale qui se dégage à la fin de ce mémoire n’en est pas une de « path dependence » mais plutôt d’incrémentalisme disjoint.; This paper aims to assess the reforms that regulate the appointment power conferred by the Royal Prerogative to the Prime minister. Our study is largely based on historical institutionalism in political science and analysis in terms of “path dependency”. This theory argues that once policymakers begin a course of public policy...

Hazard Mitigation Element Quality in Coastal Comprehensive Plans in a State with Strong Requirements for Hazard Mitigation Plan Elements

Astray-Caneda, Evelio E, III
Fonte: FIU Digital Commons Publicador: FIU Digital Commons
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.24%
This dissertation examines the quality of hazard mitigation elements in a coastal, hazard prone state. I answer two questions. First, in a state with a strong mandate for hazard mitigation elements in comprehensive plans, does plan quality differ among county governments? Second, if such variation exists, what drives this variation? My research focuses primarily on Florida’s 35 coastal counties, which are all at risk for hurricane and flood hazards, and all fall under Florida’s mandate to have a comprehensive plan that includes a hazard mitigation element. Research methods included document review to rate the hazard mitigation elements of all 35 coastal county plans and subsequent analysis against demographic and hazard history factors. Following this, I conducted an electronic, nationwide survey of planning professionals and academics, informed by interviews of planning leaders in Florida counties. I found that hazard mitigation element quality varied widely among the 35 Florida coastal counties, but were close to a normal distribution. No plans were of exceptionally high quality. Overall, historical hazard effects did not correlate with hazard mitigation element quality, but some demographic variables that are associated with urban populations did. The variance in hazard mitigation element quality indicates that while state law may mandate...

Historical institutionalism: beyond Pierson and Skocpol

Marsh, David; Batters, Elizabeth; Savigny, Heather
Fonte: Universidade Nacional da Austrália Publicador: Universidade Nacional da Austrália
Tipo: Working/Technical Paper Formato: 214266 bytes; 354 bytes; application/pdf; application/octet-stream
Português
Relevância na Pesquisa
37.68%
Conclusion: This paper has had three main aims. First, we have argued that Pierson and Skocpols representation of historical institutionalism is problematic because it makes far too many concessions to rational choice theory and presents a bland account of the strengths of historical institutionalism. Second, we presented an analysis of the historical institutionalist position to show that it is diverse, with people operating with quite different views as to the content, purpose and role of historical institutionalism. In particular, we suggest that historical institutionalism needs to be clear about its ontological and epistemological position and its conceptualistion of the relationships between structure and agency, the material and the ideational and institutions and ideas. Finally, we argue that the best way forward is to adopt a critical realist epistemology, which recognises that the relationship between structure/agency etc, should not be see as a dualism, but rather as a duality, or as we put it a dialectical relationship, interactive and iterative. Adopting this position would mean that historical institutionalism would become a more distinctive position and one which can help explain both stability and change.; no

Presencia de las instituciones en los enfoques del institucionalismo económico: convergencias y divergencias; Presence of institutions in economic institutionalism approaches: convergences and divergences

Canales García, Rosa Azalea; Mercado Salgado, Patricia
Fonte: Universidad Icesi; Facultad de Derecho y Ciencias Sociales Publicador: Universidad Icesi; Facultad de Derecho y Ciencias Sociales
Tipo: article; Artículo Formato: PDF; p. 83-107; Electrónico
Português
Relevância na Pesquisa
27.24%
Existe un renovado interés en el estudio de las instituciones y su incidencia en la economía. El análisis de las instituciones engloba un conjunto de perspectivas, siendo las más relevantes los puntos de vista de Thorstein Bunde Veblen, Douglas North y Oliver Williamson. El objetivo de este artículo es reflexionar sobre las convergencias y divergencias entre los enfoques de Veblen, North y Williamson; y, a partir de eso, proponer una categorización que precise las definiciones, métodos y tratamiento institucional de cada perspectiva. El propósito de esto es ayudar a clarificar el apelativo ¿institucionalista¿, así como entender los aspectos incluidos en cada enfoque.; There is a renewed interest to study institutions and their incidence in the economy. The analysis of institutions includes a number of approaches, but the most relevant are the ones offered by Thorstein Bunde Veblen, Douglas North, and Oliver Williamson. The aim of this paper is first to discuss the convergences and divergences, which can be identified in the approaches offered by Veblen, North, and Williamson, and, then, to propose a categorization that specifies definitions, methods, and institutional treatment in each of the approaches, in order to help clarify the appellative of “institutionalist” and to better comprehend each of the approaches.

Institutionalism and information systems: current state of the art and position of french research

Quinio,Bernard; Marciniak,Rolande
Fonte: TECSI Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação - FEA/USP Publicador: TECSI Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação - FEA/USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.42%
The various currents of institutionalism are used in management science, particularly in the area of information systems. Richard Scott's global model is a fertile framework for the analysis of institutional research. First, we will study the contributions of French research to institutionalism. Then, returning to the fundamentals of information systems (IS), we will show that the interaction between institutions and IS can be analysed via the notion of formal and informal rules. Research carried out at the University of Paris Ouest Nanterre La Défense provides several illustrations, particularly on virtual worlds.

Institutionalism and information systems: current state of the art and position of french research

Quinio, Bernard; Marciniak, Rolande
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.42%
The various currents of institutionalism are used in management science, particularly in the area of information systems. Richard Scott's global model is a fertile framework for the analysis of institutional research. First, we will study the contributions of French research to institutionalism. Then, returning to the fundamentals of information systems (IS), we will show that the interaction between institutions and IS can be analysed via the notion of formal and informal rules. Research carried out at the University of Paris Ouest Nanterre La Défense provides several illustrations, particularly on virtual worlds.

ACCOUNTING AND ORGANIZATIONAL INSTITUTIONALISM: FOUNDATIONS AND RESEARCH IMPLICATIONS; CONTABILIDADE E INSTITUCIONALISMO ORGANIZACIONAL: FUNDAMENTOS E IMPLICAÇÕES

Guarido Filho, Edson Ronaldo; Universidade Positivo (UP) e Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas Sociais (Ibepes); Costa, Mayla Cristina; Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Universidade Positivo (UP)
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - ACCOUNTING DEPARTMENT Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - ACCOUNTING DEPARTMENT
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 10/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.24%
; O presente ensaio teórico tem como propósito discutir os aspectos sociológicos subjacentes ao institucionalismo organizacional com vistas a subsidiar os estudos da área de contabilidade interessados em compreender os processos de adoção, difusão e institucionalização de práticas contábeis. O institucionalismo organizacional parte do pressuposto que a realidade é socialmente construída, deslocando o foco da forma reguladora e normativa, típicas do velho institucionalismo, para uma construção teórica fundamentada, sobretudo, em sistemas de crenças e conhecimento e no modo como valores institucionalizados na sociedade permeiam estruturas e práticas organizacionais. Assim, possibilita o enriquecimento das análises no campo da contabilidade na medida que agrega aos aspectos instrumentais, reflexões acerca de elementos culturais e simbólicos. Contudo os estudos da área de contabilidade estão centrados no velho institucionalismo econômico, pouco tem usufruído do potencial analítico dos institucionalismo organizacional e, quando o fazem, normalmente recaem em imprecisões conceituais ou epistemológicas devido ao tratamento restritivo que dão à abordagem. Para tanto...

Fundamentos do institucionalismo na teoria social de Thorstein Veblen doi: 10.5007/2175-7984.2010v9n17p289; Fundaments of institutionalism in Thorstein Veblen’s social theory doi: 10.5007/2175-7984.2010v9n17p289

da Silva, Vagner Luís; Instituto Federal São Paulo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
O texto procura destacar os termos centrais presentes na obra do economista-sociólogo norte-americano Thorstein Veblen (1857-1929), apontando o alcance e os limites explicativos de tais conceitos. Termos como instinto, hábitos de vida e de pensamento, que corroboram a sua argumentação e procuram delinear de modo mais adequado seu esforço teórico, na tentativa de construir um modelo de análise para compreender a dinâmica social e econômica da 2ª Revolução Industrial, bem como contrapor-se à economia neoclássica de seu tempo. O resultado geral de sua obra realça a multidisciplinaridade típica das ciências sociais, fundamentando a abordagem que ficaria conhecida como institucionalismo vebleniano.; The text highlights the central terms present in the work of the American economist-sociologist Thorstein Veblen (1857-1929), pointing to the scope and limits of his explanatory concepts. We look at terms such as instinct, habits of life and thought which support his argument and enable us to get a clearer  picture of his theoretical effort to build a model of analysis for understanding the social and economic dynamics of the Second Industrial Revolution...

Is rationalist institutionalism correct? Markets and domestic structures in the 1992/93 ERM crisis.

Hassdorf, Wolf
Fonte: London School of Economics and Political Science Thesis Publicador: London School of Economics and Political Science Thesis
Tipo: Thesis; NonPeerReviewed Formato: application/pdf
Publicado em //2003 Português
Relevância na Pesquisa
27.42%
This thesis investigates the influence of domestic institutional structures on international financial market sentiment during financial crises. It asks whether rationalist institutionalism is correct by suggesting that financial market participants make optimising rational choices about domestic institutions when assessing whether exchange rate commitments by national policymakers are consistent with domestic policy constraints. To clarify the issue I have undertaken an empirical study of market sentiment from a procedural angle. I use focused structured comparison as a means of undertaking an investigation of the process of market decision-making during a single historical episode in which the credibility of currency commitments was at stake, the 1992/93 ERM crisis. This approach allowed for a rigorous detailed longitudinal reconstruction of how domestic institutional variables, which have been identified by rationalist institutionalism as critical for monetary policy outcomes (financial structure, wage bargaining structure, political structure), influenced market sentiment towards pound sterling, the French franc and the D-mark. I conclude that, firstly, market participants took account of domestic institutional structures in a broadly rational fashion. But given that...