Página 1 dos resultados de 321 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Expressão de IFN-gama e interleucina (IL)-10 e seus receptores pelas células trofoblásticas de camundongos.; Expression of IFN-gamma and interleukin (IL)-10 and its receptores in the mouse trophoblast cells.

Ferreira, Márcio José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.28%
Analisamos a expressão de IL-10, IFN-g e, seus receptores pelas células trofoblásticas de camundongos, citocinas anti e pró-inflamatórias. Cones ectoplacentários aos 7,5 dias de gestação foram cultivados por 48 h e em seguida tratados com 100 U/mL IFN-g ou 10 hg/mL IL-10. Após 6 h e 14 h, as amostras foram processadas para análise da expressão gênica por RT-PCR e protéica por imunohistoquímica, respectivamente. Grupos controle não receberam tratamento. IFN-g aumentou a expressão de IL-10R1 mas não a de IL-10 nas células trofoblásticas. IL-10, ao contrário, aumentou a expressão de IFN-g, mas diminuiu IFN-gRa e não alterou IFN-gRb. Reações imunohistoquímicas confirmaram os resultados de expressão gênica. Isto sugere que o trofoblasto pode participar da imunidade da interface materno-placentária aumentando a expressão de IFN-g em situações em que no meio há aumento de citocinas anti-inflamatórias, o que deve ser o reflexo da necessidade e importância desta citocina para o sucesso da gestação.; Key cytokines such as IL-10 and IFN-g...

Influência dos polimorfismos no promotor do gene da interleucina-10 na resposta a antivirais em pacientes com hepatite C crônica; Influence of Interleukin 10 gene promoter polymorphisms on the antiviral response of patients with chronic hepatitis C

Melo, Carlos Eduardo de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
66.4%
Na infecção crônica pelo vírus da hepatite C (VHC), a persistência do vírus e a resposta à terapia antiviral tem sido associada com a produção de níveis inadequados de diversas citocinas na resposta imunológica e inflamatória. A interleucina 10 (IL10) é uma potente citocina antiinflamatória e parece ter um papel importante na resposta do hospedeiro ao VHC. A produção de IL10 varia de acordo com a composição genética no locus da IL10. Vários sítios polimórficos foram descritos na região promotora do gene da IL10 e um polimorfismo de nucleotídeo único na posição -1082, relativa ao sitio de início de transcrição, é associado com expressão diferencial de IL10. A presença do alelo G nesta região esta associada à alta produção desta citocina. Neste estudo, nós avaliamos a freqüência dos polimorfismos -1082 (G>A), -819 (C>T) e -592 (C>A) da região promotora do gene da IL10 e sua associação com o desfecho à terapia antiviral na infecção crônica pelo VHC. O DNA genômico de 54 pacientes classificados como respondedores e 54 não respondedores à terapia combinada de interferon (convencional ou peguilado) e ribavirina foi genotipado para esses polimorfismos por PCR utilizando iniciadores alelo-específicos...

Caracterização da resposta inflamatória no paciente com infecção por HIV/aids e sepse; Inflammatory response characters in patients with sepsis and HIV infection/AIDS

Silva Júnior, João Manoel da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.37%
Sepse é uma resposta sistêmica do hospedeiro à infecção caracterizada por alterações clínicas e laboratoriais. Em pacientes imunodeprimidos, tais alterações podem não ser nem sensíveis nem específicas para causas infecciosas, assim como agentes etiológicos, focos primários de infecção e evolução clínica podem ser distintos. A identificação de marcador laboratorial de sepse poderia auxiliar no diagnóstico, tratamento e avaliação prognóstica dessa população. O objetivo do presente estudo foi avaliar a evolução clínica, laboratorial e de marcadores inflamatórios em pacientes com infecção pelo HIV/aids e sepse, comparando-os a pacientes sépticos não infectados pelo HIV. Tratou-se de estudo prospectivo observacional de pacientes adultos com sepse grave ou choque séptico associados ou não à infecção pelo HIV/aids e admitidos em unidade de terapia intensiva. Os pacientes foram avaliados à admissão, no terceiro e sétimo dias de internação na unidade de terapia intensiva quanto a parâmetros clínicos, laboratoriais e escores de gravidade, assim como os seguintes marcadores inflamatórios: proteína c-reativa (PCR), procalcitonina (PCT), interleucina-6, interleucina-10 e TNF-. Os pacientes também foram avaliados quanto à sobrevida por ocasião da alta da hospitalar...

Mensuração sérica de Interleucina-1 β, Interleucina-6, Interleucina-10 e Fator de Necrose Tumoral α em cães com doença periodontal crônica; Measurement of serum Interleukin-1β, Interleukin-6, Interleukin 10 and Tumor Necrosis Factor-α in dogs with chronic periodontal disease

Cardoso, Juliana Kowalesky
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.42%
A doença periodontal é resultado da inflamação das estruturas periodontais em resposta ao biofilme dentário presente na superfície dental e sulco gengival. Sua etiopatogenia é multifatorial e complexa. Na periodontite crônica há bacteremia freqüente durante rotinas diárias como escovação dentária e mastigação e acredita-se que esse estímulo constante ao sistema imunológico possa causar repercussões sistêmicas nos pacientes, como arterioescleroses. Uma das formas atuais de se mensurar essa alteração é pela presença de mediadores inflamatórios séricos. Sendo as proteínas de fase aguda, como as citocinas, as mais avaliadas. Assim como os trabalhos encontrados para a espécie humana, propôsse a mensuração sérica das interleucinas IL-1, IL-6, IL-10 e TNF-α em cães com doença periodontal crônica. Como grupo controle, utilizaram-se os mesmos pacientes após tratamento periodontal, mensurando as mesmas interleucinas depois de 21 dias do tratamento. Como resultado todas as interleucinas sofreram alteração, porém somente a IL-6 teve redução estatisticamente significativa após o tratamento periodontal. Todavia atenta-se para os elevados valores encontrados em alguns pacientes, o que pode demonstrar importante alteração sistêmica.; Periodontal disease is the result of inflammation of the periodontal structures in response to the biofilm present on the tooth surface and the gingival sulcus. Its pathogenesis is multifactorial and complex. Bacteremia in chronic periodontitis is constant during daily routines...

Polimorfismo no gene da interleucina 10 (IL10) em mulheres infectadas pelo papilomavírus humano (HPV)

Tonini, Gabriela
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
56.26%
A infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV) é um fator associado com o desenvolvimento do câncer de colo de útero. A freqüência de mulheres com infecção genital pelo HPV é consideravelmente mais elevada que o número de mulheres com câncer cervical. Este fato torna relevante a busca de um entendimento maior deste processo, como por exemplo, a predisposição imunológica do hospedeiro. Este estudo tem como objetivo avaliar a freqüência do polimorfismo presente na região promotora (-1082) do gene da IL10 e sua associação com a infecção genital pelo HPV. Trata-se de um estudo de casos e controles, sendo os casos, 84 mulheres com infecção genital por HPV e resultado anatomopatológico alterado. Os controles corresponderam a 211 mulheres HPV-DNA negativas e com exame citopatológico sem alterações. Ambos, casos e controles, são oriundos da população participante de um estudo coorte conduzido previamente. A técnica de amplificação refratária de mutações (ARMS-PCR) foi utilizada para a identificação do polimorfismo presente na região promotora (-1082) do gene da IL10. O cálculo de Equilíbrio de Hardy-Weinberg foi utilizado para verificar se as freqüências genotípicas observadas estão de acordo com as esperadas na população em estudo. O método de Regressão logística múltipla foi utilizado para verificar a associação das variáveis estudadas com o desfecho (infecção genital pelo HPV). A freqüência genotípica observada em mulheres com a infecção foi de 12...

A proteina PGC-1a modula a expressão de interleucina-10 no figado : avaliação da sua interação com os fatores de transcrição NFkB e C-MAF; PGC-1a modulates interleukin-10 in the liver : interaction with the transcription factors NFkB and C-MAF

Joseane Morari
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
Insuficiência hepática causada por cirrose decorrente da progressão da esteato-hepatite não alcoólica é hoje uma das principais indicações para transplante hepático no mundo. A ingestão de dietas ricas em lípides é uma das principais causas de esteato-hepatite não alcoólica, e, uma vez estabelecida, poderá ou não evoluir para cirrose, dependendo da ativação de uma resposta inflamatória local. Nem todos os indivíduos que desenvolvem esteatose progridem para a esteato-hepatite. Acredita-se que, dentre os fatores que desempenham papel protetor na progressão para a esteato-hepatite e, por conseguinte, para a cirrose, encontra-se o equilíbrio entre a expressão de citocinas pró- e anti-inflamatórias no fígado. Níveis locais elevados da citocina anti-inflamatória IL-10 reduzem a resistência hepática à insulina e diminuem o risco de desenvolvimento de esteato-hepatite. Em estudos recentes observamos que a inibição da atividade da IL-10 em um modelo animal de esteato-hepatite induzida por dieta contribui para a piora da disfunção hepática. Por outro lado, a redução da expressão do co-ativador de transcrição gênica PGC-1a reverte a esteatose hepática induzida por dieta. Tal reversão é acompanhada pela modulação da expressão de IL-10 e de seu receptor...

Development of carrier systems for the controlled release of interleukin-10; Desenvolvimento de sistemas para a libertação controlada de interleucina-10

Carvalho, Vera
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 03/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
Tese de doutoramento em Engenharia Química e Biológica (área de conhecimento em Tecnologia Enzimática e Bio-separações); Therapeutic proteins are becoming available for the treatment of a wide range of diseases. A main problem limiting the efficiency of protein therapeutics is the reduced stability and short circulation half-lives after parenteral administration. Interleukin-10 (IL-10) is an anti-inflammatory cytokine, which active form is a noncovalent homodimer with two intramolecular disulphide bonds essential for its biological activity. Due to its immunoregulatory properties, IL-10 is a promising protein to be used in several clinical applications. So, it is essential to develop delivery systems that enhance the protein bioavailability and selectivity, and that enables a targeted controlled release profile. This is the main focus of the present thesis, taking IL-10 as case study. The use of Carbohydrate-Binding Modules (CBM) as a tool for protein delivery and functionalization was attempted. Proteins and peptides can be used to functionalize biomaterials used for tissue engineering or other biomedical applications, for instance to reduce inflammation (in case of IL-10) or to enhance cellular adhesion (RGD peptide). A method based on the use of a human chitin-binding module...

Avaliação dos níveis séricos de interleucina-6 e interleucina-10 nos pacientes submetidos à colecistectomia laparoscópica versus convencional

Silveira,Fábio Porto; Nicoluzzi,João Eduardo; Saucedo Júnior,Nestor Saucedo; Silveira,Fábio; Nicollelli,Guilherme Matiolli; Maranhão,Bruno Souza De Albuquerque
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgiões Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.55%
OBJETIVO: Correlacionar a dosagem sérica pré-operatória e pós-operatória de interleucina-6 (IL-6) e interleucina-10 (IL-10) entre pacientes submetidos à colecistectomia laparotômica versus videolaparoscópica. MÉTODOS: De um total de 20 pacientes, 18 foram incluídos no estudo, sendo nove submetidos à colecistectomia laparoscópica e os outros nove utilizando a técnica laparotômica. As concentrações séricas de IL-6 e IL-10 foram dosadas em ambos os grupos. As amostras de sangue foram obtidas nos tempos de 24 horas no pré-operatório, quatro, 12 e 24 horas após o procedimento. Os grupos foram comparados em relação à idade, sexo, índice de massa corpórea (IMC), tempo de anestesia e de operação. RESULTADOS: Não houve diferenças significativamente estatísticas entre os grupos relacionadas à idade, sexo, IMC, tempo de anestesia e de operação. A comparação entre a colecistectomia laparotômica e laparoscópica demonstrou diferenças estatísticas nos níveis de IL-6 no tempo 12 horas após operação (218,64pg/ml laparotômica versus 67,71pg/ml laparoscópica, p=0,0003) e IL-10 no tempo de 24 horas após o procedimento (24,46pg/ml aberta versus 10,17pg/ml laparoscópica, p <0,001). CONCLUSÃO: Houve aumento das dosagens de interleucinas-6 e 10 após o trauma cirúrgico. Ocorreu aumento significativo dos níveis das interleucinas analisadas no grupo laparotômico em comparação com o grupo laparoscópico.

Papel protetor do alelo G do polimorfismo no gene Interleucina 10 (-1082G/A) contra o desenvolvimento de pré-eclâmpsia

Pissetti,Cristina Wide; Bianco,Thiago Mantello; Tanaka,Sarah Cristina Sato Vaz; Nascentes,Gabriel Antonio Nogueira; Grecco,Roseane Lopes da Silva; Silva,Sueli Riul da; Balarin,Marly Aparecida Spadotto
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.21%
OBJETIVOS: Identificar a frequência do polimorfismo no gene IL-10, rs1800896 (-1082 A/G), em mulheres com pré-eclâmpsia (PE) e em mulheres do grupo controle e associar a presença deste polimorfismo com a proteção contra o desenvolvimento da PE. MÉTODOS: Estudo do tipo caso-controle, no qual foram selecionadas 54 mulheres com PE, classificadas de acordo com os critérios da National High Blood Pressure Education Program e 172 mulheres do grupo controle, com pelo menos duas gestações saudáveis. O polimorfismo proposto foi estudado utilizando-se a técnica de reação em cadeia da polimerase em tempo real (qPCR), com sondas de hidrólise. A análise estatística foi realizada utilizando-se o teste de associação do χ2. Odds ratio e seu intervalo de confiança de 95% foram usados para medir a força de associação entre o polimorfismo estudado e o desenvolvimento da PE. RESULTADOS: Foi observado aumento significativo da frequência do genótipo AG entre mulheres do grupo controle (85 versus 15% nas mulheres com PE). O alelo G é significativamente mais frequente entre as mulheres do grupo controle do que nas com PE (Teste χ2; p=0...

Polimorfismos de base única proximais do promotor do gene da interleucina-10 em pacientes pediátricos com linfoma de Hodgkin em associação com o vírus epstein-barr

de Azevêdo Silva, Jaqueline; Tereza Cartaxo Muniz, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
66.4%
O Linfoma de Hodgkin (LH) é uma neoplasia maligna caracterizada histologicamente pela presença de células denominadas Hodgkin-Reed-Sternberg (H-RS) no microambiente tumoral. A interleucina-10 (IL-10) é uma citocina imunoregulatória que exerce função linfoproliferativa nas células B. A regulação do produto do IL-10 pode ser controlado por diferentes genótipos no promotor do gene ou por transcritos do vírus Epstein-Barr (EBV) em células B infectadas, já que o EBV possui a capacidade de produzir uma IL-10 (vIL-10) similar a IL-10 humana (hIL-10). Os polimorfismos de base única (SNP) na posição proximal do promotor do gene IL-10 já foram relacionados com diversas doenças, entre elas o LH em algumas populações. Assim, o objetivo deste trabalho foi investigar a existência de associação entre os polimorfismos proximais do IL-10 com LH e a possível associação com EBV. O estudo foi do tipo analítico com caso-controle, consistindo de 64 pacientes (2-18 anos) com LH, atendidos no CEONPE/HUOC e 131 indivíduos saudáveis compondo o grupo de controles. A investigação dos SNPs nas posições - 1082 e -592, e de dos seus possíveis haplótipos, foi realizada por PCR alelo específica (AS-PCR). A análise do EBV foi realizada por hibridização in situ fluorescente da detecção do RNA do vírus Epstein-Barr (EBER-ISH). Indivíduos com genótipo -1082GG apresentaram 4...

Avaliação dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral-alfa e interferon-gama em pacientes com Síndrome de Sjögren secundária à artrite reumatóide

Souza, Thayse Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
46.4%
Introdução: As citocinas desempenham um papel vital na regulação do sistema imunológico participando da patogênese de várias doenças auto-imunes, incluindo a síndrome de Sjögren. O objetivo deste estudo foi investigar a influência dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral alfa e interferon-gama na artrite reumatóide (AR), síndrome de Sjögren secundária (SSs) à artrite reumatóide e controles saudáveis (C). Materiais e métodos: Uma amostra de 138 pacientes foi dividida em três grupos, RA (n=66), SSs (n=20) e C (n=52). Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica mediante aplicação do teste de Schirmer, teste de fluxo salivar em repouso, biópsia de glândulas salivares menores e testes sorológicos para diagnóstico da SS e evolução da AR. Amostras de células da mucosa oral foram coletadas e o DNA isolado foi submetido a genotipagem mediante as técnicas de Restriction Fragment Length (IL-6, IL-10 e TNF-a) e PCR alelo-específica (IFN-y). Esses dados foram analisados e comparados com o polimorfismo de cada citocina. Resultados: Não houve diferenças significativas nos genótipos e freqüências alélicas das citocinas entre SSs e AR. As freqüências dos polimorfismos de IL-6-174GC e TNF-a -308GA em pacientes com artrite reumatóide (AR + SSs)...

Avaliação da associação do polimorfismo genético (-1082 g/a) da interleucina-10 com o risco de desenvolvimento da tuberculose pulmonar

Nascimento, André Luiz Alves do; Souza, Valdênia Maria Oliveira de (Orientadora); Morais, Clarice Neuenschwander Lins de (Coorientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
56.21%
Por tratar-se de uma doença crônica que essencialmente afeta os pulmões, a tuberculose (TB) produz em seu curso profundas alterações no sistema imunológico. A susceptibilidade à TB tem sido associada com polimorfismos de citocinas em diferentes populações. Polimorfismos de Base Única na região promotora do gene da citocina imunoregulatória IL-10 (-1082 G/A) tem sido associados com diferentes níveis circulantes desta molécula. O presente estudo objetivou a avaliar associação entre o polimorfismo genético da IL-10 com o risco de desenvolvimento da TB pulmonar em indivíduos sintomáticos respiratórios (SRs) provenientes de unidades de saúde da cidade do Recife-PE. Foi realizado um estudo do tipo caso-controle, envolvendo 71 pacientes com TB pulmonar (caso), 53 indivíduos SRs com prova tuberculínica reatora (controle 1) e 57 SRs com prova tuberculínica não reatora (controle 2). O estudo foi realizado no período de fevereiro a dezembro de 2012. Nossos resultados mostraram que a média de idade entre os pacientes com TB pulmonar foi 43 ±15.2 anos, enquanto que para os controles 1 e 2 foi de 48 ± 20.2 e 51 ±16.8 anos, respectivamente. Observamos que tanto o alelo A (p = 0.014; odds ratio [OR] 2.0; intervalo de confiança (IC) 95% [1.11-3.65] como genótipo -1082 AA (p= 0.02; OR = 4.55; IC95% [1.1- 27.52] estavam associados com o aumento do risco de susceptibilidade à TB pulmonar. Nossos achados sugerem que tanto o alelo A quanto o genótipo -1082AA podem ser importantes marcadores genéticos relacionados com o aumento da susceptibilidade à TB.; CAPES

Avaliação dos Polimorfismos Genéticos da Interleucina-6, Interleucina-10, Fator de Necrose Tumoral-alfa e Interferon-gama em Pacientes com Síndrome de Sjögren Secundária à Artrite Reumatóide

Souza, Thayse Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
46.4%
Introdução: As citocinas desempenham um papel vital na regulação do sistema imunológico participando da patogênese de várias doenças auto-imunes, incluindo a síndrome de Sjögren. O objetivo deste estudo foi investigar a influência dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral alfa e interferon-gama na artrite reumatóide (AR), síndrome de Sjögren secundária (SSs) à artrite reumatóide e controles saudáveis (C). Materiais e métodos: Uma amostra de 138 pacientes foi dividida em três grupos, RA (n=66), SSs (n=20) e C (n=52). Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica mediante aplicação do teste de Schirmer, teste de fluxo salivar em repouso, biópsia de glândulas salivares menores e testes sorológicos para diagnóstico da SS e evolução da AR. Amostras de células da mucosa oral foram coletadas e o DNA isolado foi submetido a genotipagem mediante as técnicas de Restriction Fragment Length (IL-6, IL-10 e TNF- e PCR alelo-específica (IFN- Esses dados foram analisados e comparados com o polimorfismo de cada citocina. Resultados: Não houve diferenças significativas nos genótipos e freqüências alélicas das citocinas entre SSs e AR. As freqüências dos polimorfismos de IL-6-174GC e TNF- -308GA em pacientes com artrite reumatóide (AR + SSs)...

Participa??o das citocinas Interleucina-12, Interferon-?, Interleucina-4 e Interleucina-10 e investiga??o de polimorfismos nos genes do INF-? (IFNG+874) e da IL-10 (IL10-1082) na mal?ria causada por Plasmodium vivax

MEDINA, Tiago da Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.65%
A resposta imune na mal?ria ? complexa, e os mecanismos de ativa??o e regula??o de linf?citos T efetores e de mem?ria ainda s?o pouco compreendidos. No presente estudo, determinamos a concentra??o das citocinas Interferon-? (IFN-?), Interleucina-10 (IL-10), Interleucina-4 (IL-4) e Interleucina-12 (IL-12) no soro de indiv?duos infectados por Plasmodium vivax, investigamos os polimorfismos no gene do IFN-? (IFNG+874) e da IL-10 (IL10-1082) e analisamos a associa??o destes polimorfismos com a concentra??o das citocinas e com a densidade parasit?ria. A concentra??o das citocinas foi determinada por ELISA, e a genotipagem dos polimorfismos IFNG+874 e IL10-1082 foi realizada pelas t?cnicas de ASO-PCR e PCR-RFLP, respectivamente. Os indiv?duos infectados apresentaram n?veis s?ricos de IFN-? e IL-10 aumentados. A produ??o de IFN-? foi maior nos indiv?duos primoinfectados, por?m n?o foi associada com a redu??o da parasitemia. A produ??o de IL-10 foi alta e associada com altas parasitemias. As citocinas IL-4 e IL-12 n?o foram detectadas. As freq??ncias dos gen?tipos homozigoto mutante AA, heterozigoto AT e selvagem TT do gene do IFN-? foram 0,51, 0,39 e 0,10, respectivamente. As freq??ncias dos gen?tipos homozigoto mutante AA, heterozigoto AG e selvagem GG para IL10 foram 0...

Acompanhamento cl??nico, histopatol??gico e avalia????o dos n??veis de interleucina 10 de c??es com demodicose cr??nica

Felix, Anelize de Oliveira Campello
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Veterin??ria; Programa de P??s-Gradua????o em Veterin??ria; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Veterin??ria; Programa de P??s-Gradua????o em Veterin??ria; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.58%
Demodicosis is considered one of the most severe canine skin disease. It is caused by the excessive proliferation of the Demodex canis mite, normal member of the canine skin. Skin lesions caused by the parasite predispose the skin to secondary infections that will further aggravate the patients clinical aspects. The objective of this work was to evaluate the clinical a histopathological evolution of the disease, as well as to study the seric levels of interleukin 10 (IL10) in demodicosis patients. The first study was conducted using 20 animals, 10 demodicosis patients (GD), and 10 control dogs (GC). All these animals were clinically evaluated, and submitted to deep skin scraping in search of Demodex mites. The dogs in the GD group were treated with moxidectin and evaluated in days 0, 20, 40, 60, and 80. Five of these animals were healed and submitted to skin biopsies on days 0 and 80, for the observation of histopathological alterations. A second study used 26 animals, 17 on G1 (demodicosis patients) and 9 on G2 (healthy dogs). All G1 animals were positive for demodicosis on the skin scrape test, and were submitted to clinical evaluation. Blood was harvested from all the animals, with the interleukin 10 dosage being carried out with the comrcial kit Quantikine Canine IL-10 Immunoassay?? (R&D Systems) . Results obtained in the first experiment showed considerable clinical and scrape test improvement in GD...

N?veis de merc?rio, prolactina e interleucina 10 em mulheres em idade reprodutiva e pu?rperas dos munic?pios de Itaituba e Ananindeua, Par?

JESUS, Iracina Maura de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.42%
Ao merc?rio tem sido atribu?da a capacidade de interferir nos sistemas org?nicos imunol?gico e hormonal, al?m dos sistemas nervoso e renal frequentemente atingidos por esse agente t?xico. Mulheres em idade f?rtil ou gr?vidas constituem um grupo vulner?vel a esses efeitos, em rela??o a si mesmas e seus conceptos. Foi avaliada a exposi??o ao merc?rio (Hg) e os n?veis de prolactina (PRL) e interleucina-10 (IL-10) em 144 mulheres (no p?s-parto e cerca de um ano depois) de Itaituba, ?rea sob impacto ambiental do merc?rio e em mulheres de munic?pios da ?rea metropolitana de Bel?m, sobretudo Ananindeua, ?rea sem impacto conhecido do merc?rio (156 pu?rperas e 156 n?o pu?rperas). As an?lises de merc?rio total (Hg-t) em sangue foram feitas por Espectrometria de Absor??o At?mica por Vapor Frio. As an?lises s?ricas de PRL foram feitas por Ensaio Imunoenzim?tico com detec??o final em fluoresc?ncia e as determina??es de IL-10 foram realizadas por Ensaio Imunoenzim?tico de Fase S?lida. Dados demogr?ficos e epidemiol?gicos foram obtidos atrav?s de question?rio semi-estruturado. As pu?rperas de Itaituba apresentaram m?dia de Hg-t, PRL e IL-10 de 13,93 ?g/l, 276,20 ng/ml e 39,54 pg/ml, respectivamente. Nas pu?rperas de Ananindeua as respectivas m?dias foram 3...

Determinación de interleucina-10 (IL-10) en pacientes con cáncer en estadios III y IV tratados con dexametasona; Determination Of Interleukine-10 In Cancer Patients In Stages Iii And Iv Treated With Dexamethasone.

Siachoque, Heber; Ibáñez, Milcíades; Chuaire, Lilian; García, Olga; Guzmán, Angie; Flórez, Luis
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
56.28%
La utilización de la dexametasona está asociada con la supresión de la respuesta inmune en pacientes con cáncer en estadíos III y IV, debido posiblemente a una acción inhibidora sobre las células dendríticas presentadoras de antígenos. Bajo la acción de la dexametasona, las células dendríticas secretan niveles muy bajos de IL-10, lo que a su vez disminuye, tanto la respuesta mediada por los linfocitos Th2 como la inducida por las células NK. La IL-10 tiene pues un efecto dual, si se tiene en cuenta que, en la mayoría de los modelos experimentales, aumenta en pacientes tratados con glucocorticoides tipo dexametasona e inhibe la respuesta mediada por los linfocitos Th1, con una consecuente exacerbación del proceso. Metodología: Se utilizó la prueba de ELISA para determinar IL-10 en pacientes con diferentes tipos de tumor en estadíos III y IV, sometidos a quimioterapia y tratados con dexametasona-metoclopramida como antiemético y en un grupo control de personas sanas. Resultados: En este modelo experimental, todos los pacientes con cáncer en estadíos III y IV presentaron niveles séricos de IL-10 muy bajos, comparados con los del grupo control. Además, IL-10 no aumentó su concentración en los pacientes tratados con dexametasona. Conclusión: IL-10 no provoca anergia de las células dendríticas ni disminución de la respuesta citotóxica mediada por Th1. Por tanto...

Expressão do gene da interleucina-10 na conjuntivite alérgica canina

Côrte-Real, Mónica Sofia de Albuquerque
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 05/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.41%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A conjuntivite alérgica canina (CAc) é uma doença cuja manifestação clínica ocorre nas pálpebras, na conjuntiva e/ou na córnea. Caracteriza-se por reações de hipersensibilidade do tipo I e integra frequentemente a sintomatologia da dermatite atópica canina (DAc). Através do estudo realizado no âmbito da presente dissertação de mestrado, pretende-se contribuir para a caracterização da resposta imunitária da CAc. Nesse sentido, um grupo controlo formado por animais saudáveis (n=10) e um grupo de animais atópicos com conjuntivite alérgica (CA) (n=10) integraram a presente experiência. Ambos foram submetidos a um exame dermatológico e oftalmológico completos, em que se procedeu, apenas para o grupo atópico, à classificação da gravidade das lesões com o Canine Atopic Dermatitis Extent and Severity Index – fourth version (CADESI-4), bem como à avaliação quantitativa dos sinais clínicos de CAc (corrimento ocular, epífora, hiperémia conjuntival, prurido, quemose e queratite concomitante) através da atribuição de um valor entre 0 (ausente) e 3 (grave). Subsequentemente, após a aplicação tópica ocular de anestésico, uma amostra de conjuntiva palpebral medindo cerca de 2x2 mm foi colhida e submetida a quantificação...

Influencia del eje interleucina-10/p38 MAPK en el epitelio intestinal sobre la respuesta al tratamiento con glucocorticoides en la colitis ulcerosa

Lorén Moreno, Violeta
Fonte: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.42%
La enfermedad inflamatoria intestinal (EII) está constituida por dos entidades principales: la colitis ulcerosa y la enfermedad de Crohn. La EII es una incurable y compleja patología con una incidencia creciente en nuestro país. Los glucocorticoides son la primera línea terapéutica en la colitis ulcerosa activa, aunque distintos estudios han demostrado que hasta un 60% de los pacientes no responden de forma adecuada al tratamiento esteroidal. Así que el fracaso terapéutico a los glucocorticoides constituye una de las principales complicaciones en el tratamiento de la EII, con una grave repercusión en la evolución del paciente. Estudios previos de nuestro grupo han asociado la presencia de Interleucina (IL)-10 en biopsias intestinales de pacientes con enfermedad de Crohn activa con una buena respuesta a los glucocorticoides. Por otra parte, la deficiencia de esta misma citocina inmunoreguladora en modelos animales se ha relacionado con un aumento de la permeabilidad intestinal. Asimismo, la IL-10 es capaz de reducir el estrés del retículo endoplasmático en células epiteliales del intestino producido por TNF-α. Además, estudios propios y de otros grupos sugieren un importante protagonismo patológico del epitelio intestinal en la colitis ulcerosa. En conjunto...

Interferón-gamma e interleucina-10 sérica en niños anémicos con deficiencia de vitamina A

Leal,Jorymar Y; Castejón (†),Haydée V; Romero,Tania; Ortega,Pablo; Gómez,Gisela; Amaya,Daysi; Estévez,Jesús
Fonte: Sociedad Latinoamericana de Nutrición Publicador: Sociedad Latinoamericana de Nutrición
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.37%
Estudios realizados en humanos y animales han mostrado que la baja ingesta de vitamina A puede provocar anemia, sin embargo, aún no se conocen los mecanismos etiopatogénicos involucrados en tal proceso, lo cual puede ser debido a las complejas interacciones de los micronutrientes entre sí y con el sistema inmune. El objetivo del presente estudio fue analizar las concentraciones séricas del Interferón gamma (IFN- ã) y la Interleucina 10 (IL-10) en niños anémicos y no anémicos según el estado nutricional de la vitamina A. Para ello, se estudiaron 53 niños eutróficos (45-77 meses; F=29, M=24), procedentes de Maracaibo-Venezuela, en quienes se evaluó: la presencia de anemia mediante el análisis de la concentración de hemoglobina, según los criterios de la OMS (Hb<110g/L <60 meses, Hb<115g/L >60 meses); y el estado de la vitamina A por la técnica de Citología de Impresión Conjuntival (CIC), considerando la prueba de CIC Normal=suficiencia de vitamina A y CIC Anormal=DVA. Asimismo, fueron determinadas las concentraciones séricas de las citocinas (IFN-gamma e IL-10) en pg/mL con el método de ELISA. Los datos fueron analizados con el programa estadístico SAS/STAT, los grupos fueron comparadas aplicando ANOVA (p<0,05). En nuestros resultados la prevalencia de anemia observada fue de 75...
Biblioteca Digital Vérsila Sistema de Biblioteca Vérsila Educacional