Página 1 dos resultados de 30 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Avaliação das concentrações das interleucinas 1-beta e 6 e da proteína amilóide A, no líquido peritoneal e no soro de pacientes com endometriose pélvica; Seric and peritoneal assessment of interleukin 1ß, 6 and protein amyloid A concentrations in patients with pelvic endometriosis.

Ejzenberg, Dani
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.82%
Objetivo: determinar as concentrações séricas e peritoneais das interleucinas 1ß (IL-1ß) e 6 (IL-6) e da proteína amilóide A (SAA) em pacientes com endometriose pélvica. Métodos: foram avaliadas 97 pacientes submetidas à videolaparoscopia, 57 com endometriose (A), 27 com sintomas sugestivos porém sem endometriose (B) e 13 sem sintomas e doenças (C). Foram coletados no ato cirúrgico líquido peritoneal e sangue. As concentrações dos mediadores foram determinadas em pg/ml (IL-1 e 6) e ng/ml (SAA) por método imunoenzimático e leitura óptica. Resultados: (líquido peritoneal e sangue medianas) IL-1ß: A- 11,22 and 1,83; B- 15,62 and 1,16; C- 1,92 and 0,80; IL-6: A- 6,80 and 3,70; B- 8,60 and 3,90; C- 3,40 and 2,0; SAA- A- 310,30 and 14,01; B- 306,20 and 10,39; C- 53,4 e 9,5. Conclusão: as concentrações dos mediadores de inflamação avaliados estão elevadas no líquido peritoneal e no soro das mulheres com endometriose. Estas concentrações foram semelhantes às das pacientes com sintomas sugestivos porém sem a doença. A fase do ciclo menstrual, o tipo histológico envolvido e o local de acometimento da doença não influíram de forma significante nas concentrações séricas ou peritoneais de IL-1ß, IL-6 e SAA.; Objective: to assess peritoneal and seric interleukin-1ß (IL-1ß)...

Efeitos da exposição crônica à poluição atmosférica urbana sobre a receptividade uterina: estudo morfo-funcional do remodelamento celular do endométrio e expressão de fatores envolvidos na preparação para implantação embrionária; Effects of chronic exposure to urban ambient air pollution on uterine receptivity: morphofunctional study of the cellular remodeling of the endometrium and on the expression of factor involved in embryo implantation

Castro, Karla Ribeiro de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.82%
Evidências epidemiológicas associam diferentes fatores ambientais, tais como poluição e ingestão de alimentos contaminados, com desfechos gestacionais negativos e fertilidade diminuída em humanos. Não há duvidas de que a poluição do ar nos grandes centros urbanos é capaz de provocar desfechos negativos sobre a gestação: baixo peso ao nascer, prematuridade, perda gestacional, entre outros. Entretanto, poucos estudos foram conduzidos para avaliar um possível efeito da exposição à poluição ambiental particulada do ar sobre a saúde reprodutiva feminina. O objetivo deste trabalho foi avaliar se a exposição subcrônica a poluição atmosférica particulada da cidade de São Paulo é capaz de alterar a receptividade uterina à implantação embrionária. Para tanto, foram avaliados 3 grupos de fêmeas de camundongos (n=10), expostas cronicamente desde o período de desmame (PND21) até atingirem a idade reprodutiva (PND60) à duas concentrações de MP2,5 (600?g/m3 ou 1200ug/m3) ou ar filtrado. Diferentes parâmetros relacionados à fertilidade e a receptividade uterina foram avaliados. Nossos achados mostram que a exposição ao material particulado de origem veicular provoca alterações na ciclicidade estral prévia ao acasalamento...

Efeito do pré-tratamento com amitraz sobre a febre induzida por lipopolissacarídeo (LPS) de E. coli ou interleucina-1beta (IL-1beta), em coelhos

Souza, Adriana Helena de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 37 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
26.57%
Pós-graduação em Cirurgia Veterinária - FCAV; A endotoxemia é uma afecção importante nas diversas espécies animais decorrente da ação de lipopolissacarídeos liberados na circulação durante o choque séptico, os quais ativam a cascata inflamatória induzindo a síntese e liberação de citocinas (TNF, IL-1, IL-6), capazes de produzir febre. É bastante comum, em eqüinos, quadros de cólica gastrintestinal devido à intoxicação por amitraz (AMZ), um acaricida formamidínico. A compactação de cólon é uma das conseqüências dessa intoxicação principalmente, pela ação desta substância sobre receptores adrenérgicos a-2. Sabendo-se que as substâncias agonistas de receptores a-2 produzem um aumento do tônus vagal e que a estimulação das fibras vagais, aferentes e eferentes reduz a liberação de TNF-a, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do AMZ sobre a febre, quando administrado antes da indução experimental de endotoxemia com LPS ou da administração de IL-1ß. Foram utilizados, em duas fases experimentais, 40 coelhos machos, raça Branco da Nova Zelândia, com peso entre 2,5 e 3,5 kg. Na primeira fase, para determinação da dose hipnótica 50% do AMZ (DHA50%), os animais foram separados em 4 grupos iguais de cinco animais (G1...

Avaliação do efeito do laser de Er:YAG no tratamento da doença periodontal crônica: análise clínica e imunológica

Lopes, Beatriz Maria Valério
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 108 f. : il. color.
Português
Relevância na Pesquisa
26.32%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Odontologia - FOAR; O objetivo do presente estudo foi comparar o efeito do laser de Er:YAG, associado ou não, à raspagem e alisamento radicular no tratamento periodontal não cirúrgico. Foram selecionados 21 pacientes saudáveis, com doença periodontal crônica, apresentando 4 bolsas periodontais entre 5 e 9mm, em sítios não vizinhos. Os pacientes foram tratados sob efeito de anestesia local e os sítios foram divididos aleatoriamente em quatro grupos, sendo: Grupo Raspagem+Laser: associação da raspagem e alisamento radicular com instrumentos manuais com o laser Er:YAG; Grupo Laser: laser Er:YAG sozinho; Grupo Raspagem: somente raspagem e alisamento radicular com instrumentos manuais; Grupo Controle: não foi feito tratamento algum. Os parâmetros utilizados para o laser de Er:YAG foram 100mJ/pulso em uma freqüência de 10Hz (12,9J/cm2). Os parâmetros clínicos índice de placa (IP), índice gengival (IG), sangramento à sondagem (SS), profundidade de sondagem (PS), recessão gengival (RG) e nível de inserção clínico relativo (NICR) foram avaliados antes, 30 e 90 dias após o tratamento. Amostras de fluido crevicular das bolsas foram coletadas junto com IP...

Influencia da ultrafiltração na remoção de mediadores inflamatorios durante circulação extracorporea e alterações da função organica monitorada pelo "Sequencial Organ Failure Assessment Score - SOFA" em pacientes submetidos a revascularização do miocar; Inflammatory mediators and sequencial organ failure assessment score - SOFA outcomes after conventional ultrafiltration during circulatory bypass in patients underwent coronary artery bypass graft

Nilson Antunes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.16%
Objetivo: Investigar a eficácia da ultrafiltração na remoção de mediadores inflamatórios liberados pela circulação extracorpórea e correlacionar ultrafiltração com alterações da função orgânica de acordo com o "Seqüential Organ Failure Assessment Score". Métodos: Quarenta pacientes foram incluídos e randomizados em dois grupos: "sem ultrafiltração" (n=20; Grupo I) e "ultrafiltração" (n=20; Grupo II). Complementos 3 e 4 ativados, interleucina 1beta, 6, 8 e fator de necrose tumoral alfa foram dosados antes da indução anestésica (T1), 5 minutos antes da circulação extracorpórea (T2), no líquido ultrafiltrado (T3), 30 minutos (T4), 6 (T5), 12 (T6), 24 (T7), 36 (T8) e 48 (T9) horas após término da circulação extracorpórea. "Sequential Organ Failure Assessment Score" foi avaliado nos tempos 1, 6 e 9. Significância estatística foi estabelecida com p = 0,05. Resultados: No líquido ultrafiltrado, apenas níveis de fator de necrose tumoral alfa foram detectados. Níveis de complemento 3 ativado, nos tempos 5 e 7, e complemento 4 ativado, nos tempos 5 e 6, foram significativamente elevados no grupo sem ultrafiltração, e níveis de interleucina 6 foram elevados no grupo ultrafiltrado, nos tempos 7 e 8. Interleucina 1beta...

Investigação de marcadores de epileptogênese no modelo animal zebrafish; Markers of epileptogenesis in the zebrafish seizure model

Patricia Gonçalves Barbalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.94%
O Danio rerio é um peixe teleósteo popularmente conhecido como zebrafish que têm se destacado como modelo animal favorável para investigações genéticas devido à facilidade de manipulação in vivo, por sua transparência nas fases embrionária e larval e por seu desenvolvimento externo. Recentemente, foi demonstrado que o zebrafish é capaz de exibir padrão comportamental e alteração da atividade eletrográfica durante crise epiléptica como visto em roedores, tornando-o um modelo promissor para as investigações moleculares das epilepsias. Os estudos sobre os diferentes eventos já conhecidos das epilepsias no zebrafish estão apenas começando e, portanto, há ainda muito que ser investigado para uma melhor caracterização deste modelo para estudos em epilepsia. Estudos clínicos e em modelos animais mostraram que a crise epiléptica eleva os níveis da interleucina-1 beta e induz morte neuronal. Nesse sentido, o presente trabalho se propôs a investigar (i) o perfil temporal de expressão do transcrito do gene da interleucina-1 beta (il1b) no cérebro imaturo e adulto do zebrafish após a indução de crise epiléptica pelo agente químico Pentilenotetrazol por transcriptase reversa-PCR quantitativa e também, sua relação da expressão com a idade em que é realizada a indução da crise no cérebro imaturo e (ii) a morte neuronal pela histoquímica do Fluoro-Jade B (FJB) no cérebro imaturo e adulto do zebrafish após a indução de crise epiléptica pelo agente químico Pentilenotetrazol. Neste trabalho conseguimos estabelecer com sucesso as condições ideais para o acasalamento desta espécie e obtenção de embriões e...

Estudo da participação do inflamassoma NLRP3 na resposta inflamatória induzida pelo fungo dimórfico Paracoccidioides brasiliensis; NLRP3 inflammasome participation in the inflammatory immune response induced by the dimorrphic fungi Paracoccidioides brasiliensis

Lívia Furquim de Castro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.78%
Diversos estudos demonstram que a resposta inflamatória é de extrema importância para o controle da Paracoccidioidomicose (PCM). Essa resposta inflamatória é iniciada pelo reconhecimento das células fúngicas por receptores expressos por células do sistema imunológico inato. Dentre esses receptores, o NLRP3 foi associado com o reconhecimento de fungos patogênicos em modelos experimentais, atuando em conjunto com o TLR2 e a dectina-1. O NLRP3 atua na formação de um complexo multiproteico denominado inflamassoma, o qual ativa a caspase-1, que é responsável pela produção das formas ativas de duas importantes citocinas inflamatórias: a IL-1? e a IL-18. Esse estudo teve por objetivo investigar o envolvimento do NLRP3 na ativação da resposta inflamatória de macrófagos e células dendríticas humanas (DCs) derivadas de monócitos em resposta ao Paracoccidioides brasiliensis (Pb), além de avaliar a participação do NLRP3 na indução da resposta imunológica adaptativa. Nossos resultados demonstraram que células de lesões de pacientes com PCM (mucosa oral ou linfonodos) apresentam produção de IL-1beta, IL-18 e IL-37 e que macrófagos dessas lesões são positivos para Caspase-1 e NLRP3. Também fomos capazes de demonstrar que o reconhecimento de células leveduriformes por DCs e macrófagos humanos leva à ativação do inflamassoma NLRP3 e consequente produção de IL-1 e IL-18. Esse reconhecimento envolve a participação de receptores de superfície (TLR2 e Dectina-1)...

Resposta inflamatória, estado nutricional e função pulmonar em crianças e adolescentes como fibrose cística

Pereira, Letícia Cristina Radin
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 145 p.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
26.57%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pos-Graduação em Nutrição.; Introdução: as infecções das vias respiratórias e a ativação de processos inflamatórios promovem depleção nutricional e declínio da função pulmonar, representando as principais consequências da Fibrose Cística (FC). Objetivo: avaliar a relação entre resposta inflamatória, estado nutricional e função pulmonar em crianças e adolescentes com FC. Sujeitos e Métodos: estudo clínico-transversal realizado com 86 sujeitos distribuídos em Grupo Controle (GC, n= 31) e Grupo FC (GFC, n= 55), redistribuído em GFC bacteriologia negativa (GFCB?) ou GFC bacteriologia positiva (GFCB+) e GFC Pseudomonas aeruginosa negativa (GFCPa?) ou GFC Pseudomonas aeruginosa positiva (GFCPa+). A função pulmonar foi avaliada pelo Volume Expiratório Forçado no primeiro segundo (VEF1) e o estado nutricional pelo z-escore de peso-para-idade (zP/I), estatura-para-idade (zE/I), índice de massa corporal-para-idade (zIMC/I), área muscular do braço (zAMB), área gordurosa do braço (zAGB) e percentual de gordura corporal (%GC). A resposta inflamatória foi avaliada pela dosagem de mieloperoxidase (MPO)...

Mastite induzida por staphylococcus aureus em bubalinos e bovinos leiteiros; Mastitis induced by staphylococcus aureus in dairy bubalines and bovines

Lazzari, Andrea Maria
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
26.57%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Ciências Animais, 2012.; Avaliações da imunidade inata, do quadro clínico, da composição e produção de leite foram realizadas em vacas e búfalas submetidas à infecção intramamária por Staphylococcus aureus (SBP 09/10). Foram utilizadas 20 fêmeas primíparas, com um a dois meses de lactação, sendo 12 da espécie bubalina (raça Murrah) e 08 da espécie bovina (Holandês x Zebu), ordenhadas uma vez ao dia e com bezerro ao pé. As fêmeas foram mantidas a pasto, com água ad libitum e suplementadas com sal mineral e concentrado comercial. Os animais estavam livres de alterações clínicas e infecções nas glândulas mamárias. O experimento foi realizado em duas etapas, pré (Dia 1 a D3) e pós-inoculação (D4 a D14 e 30º dia pós-inoculação). No D3 foi realizada a inoculação intramamária de aproximadamente 1,0 x 103 UFC de S. aureus na glândula anterior esquerda (AE) e de salina esterilizada 0,85% na glândula anterior direita (AD). Nos dois períodos foram coletadas as seguintes amostras e realizados os seguintes exames e avaliações: coleta de leite para cultura; testes de caneca telada e California Mastitis Test (CMT); ordenha das glândulas inoculadas e não inoculadas para pesagem do leite...

Role of IL-1β in rheumatoid arthritis

Rodrigues, Ana Rita Cascão, 1983-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 18/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.56%
Rheumatoid arthritis is a chronic inflammatory and immuno-mediated disease with a significant involvement of the synovial membrane of multiple small joints and progressive destruction of cartilage and bone, which leads to functional impairment and a significant increase of both morbidity and mortality of patients. Early diagnosis and an accurate prompt therapeutic strategy are crucial to prevent rheumatoid arthritis progression and joint destruction that can occur immediately after its onset. The most debilitating characteristic of rheumatoid arthritis is the synovial hyperplasia of joints, which is mediated by the interplay of several immune cells (macrophages, neutrophils, T and B cells) and complex cytokine networks (particularly interleukin (IL)-1β, tumor necrosis factor (TNF) and IL-17). IL-1β is considered to be a crucial element in rheumatoid arthritis pathology due to its ability to enhance cytokine and chemokine secretion, metalloproteinases (MMPs) production, T cell expansion and survival which further increases antibody production by B cells, T helper (Th)17 cells differentiation, and osteoclastogenesis with consequent bone loss. Importantly, the production of IL-1β is tightly regulated both at the transcriptional and post-translational levels...

Effects of erythromycin on γ-glutamyl cysteine synthetase and interleukin-1β in hyperoxia-exposed lung tissue of premature newborn rats

Cai,Cheng; Qiu,Gang; Gong,Xiaohui; Chen,Yihuan; Zhao,Huanhu
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
26.56%
Objetivo: Explorar o efeito da eritromicina sobre lesões pulmonares induzidas por hiperóxia. Métodos: Uma prole de ratos Sprague-Dawley (SD) prematuros com um dia de vida foi dividida aleatoriamente em quatro grupos: grupo 1 ar + cloreto de sódio, grupo 2 ar + eritromicina, grupo 3 hiperóxia + cloreto de sódio e grupo 4 hiperóxia + eritromicina. Com um, sete e 14 dias de exposição, foram detectadas Glutationa (GSH) e Interleucina-1 beta (IL-1 beta) pelo ensaio imunossorvente ligado à enzima (ELISA), e o ácido bicinconinico (BCA) foi utilizado para detectar a proteína GSH. O mRNA da γ-glutamil-cisteina-sintetase (γ-GCS) foi detectado por reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa (RT-PCR). Resultados: Comparadas ao grupo 1, as expressões do mRNA da GSH e da γ-GCS no grupo 3 aumentaram significativamente com um e sete dias de exposição (p < 0,05), porém a expressão de mRNA da γ-GCS diminuiu significativamente aos 14 dias; a expressão de IL-1 beta no grupo 3 aumentou significativamente aos 7 dias de exposição (p < 0,05) e diminuiu significativamente aos 14 dias. Comparadas ao grupo 3, as expressões do mRNA da GSH e da γ-GCS no grupo 4 aumentaram significativamente com um...

Dosagem de interleucina 1beta na doença periodontal

Nicolau,Gastão Valle; Rapoport,Abrão; Selski,Maria Aparecida Scnder
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2003 Português
Relevância na Pesquisa
67.28%
Determinar o papel da interleucina - 1beta (IL-1beta) como mediador das reações inflamatórias e imunitárias na doença periodontal. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Determinação da concentração da IL-1beta no grupo I (20 indivíduos sadios) e no grupo II (20 indivíduos com doença periodontal), empregando o Kit Easia (Medgenix IL-1beta), com resultados analisados pelo teste t de Student. RESULTADOS: No grupo controle, os valores da IL-1beta foram de 71,28 ± 280,05 pg/ml, e na doença periodontal de 3618,49 ± 2864,75 pg/ml. CONCLUSÃO: A dosagem do IL1-beta no fluido gengival é acentuadamente maior que na doença periodontal.

Interleucina 1β correlaciona-se com MIBG e parâmetros do exercício, na insuficiência cardíaca?

Messias,Leandro Rocha; Carreira,Maria Angela M. de Queiroz; Miranda,Sandra Marina; Azevedo,Jader Cunha de; Benayon,Paula Cardoso; Rodrigues,Ronaldo Campos; Maróstica,Elisabeth; Mesquita,Evandro Tinoco; Mesquita,Claudio Tinoco
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.69%
FUNDAMENTO: Na insuficiência cardíaca, níveis de interleucina 1β (IL 1β) se associam a prognóstico. A atividade adrenérgica cardíaca avaliada através da cintilografia com metiodobenzilguanidina (I123 MIBG) e parâmetros do exercício são importantes preditores de prognóstico. A relação entre essas variáveis não está bem definida. OBJETIVO: Avaliar associação entre níveis de IL 1β com parâmetros do exercício e do I123 MIBG. MÉTODOS: Estudo observacional transversal, com avaliação de 25 pacientes consecutivos com insuficiência cardíaca e fração de ejeção menor que 45%, através de: dosagem de IL 1β; parâmetros do I123 MIBG [relação coração/mediastino precoce e tardia, taxa de washout (WO)]; e teste ergométrico em esteira pelo protocolo de Rampa. RESULTADOS: Separados em dois grupos pelos níveis de IL 1β (normal vs. elevado), o grupo com níveis aumentados apresentava menor reserva de duplo produto (RDP), menor capacidade funcional (CF) e recuperação mais lenta da frequência cardíaca no 1º (RFC 1º) e 2º minuto (RFC 2º), e maior WO. Na análise univariada, todas as variáveis se correlacionaram com a IL 1β; RDP: r = 0,203, p = 0,024; CF: r = 0,181, p = 0,034; RFC 1º: r = 0...

Ausência de associação entre polimorfismo do gene da interleucina-1 beta e o prognóstico de pacientes com traumatismo crânio-encefálico grave

Alcalde,Taís Frederes Krämer; Regner,Andrea; Rodrigues Filho,Edison Moraes; Silveira,Patrícia Corso; Grossi,Gabriela Gonçalves; Simon,Daniel
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.69%
OBJETIVO: O traumatismo crânio-encefálico é a principal causa de óbito em indivíduos com idade entre 1 a 45 anos. O desfecho do traumatismo crânio-encefálico pode estar relacionado, além de fatores pré-morbidade e gravidade do dano, com fatores genéticos. Genes que podem ter relação com o resultado pós-trauma vêm sendo estudados, porém, ainda existem poucas informações sobre a associação entre polimorfismos genéticos e o desfecho do traumatismo crânio-encefálico. O gene da interleucina-1 beta (IL-1B) é um dos genes estudados, pois esta citocina encontra-se em níveis elevados após o traumatismo crânio-encefálico e pode afetar de forma negativa seu desfecho. O objetivo do presente estudo foi analisar o polimorfismo -31C/T, localizado na região promotora do gene IL-1B, em pacientes com traumatismo crânio-encefálico grave visando correlacioná-lo com o desfecho primário precoce (alta do centro de terapia intensiva ou morte). MÉTODOS: Foram estudados 69 pacientes internados por traumatismo crânio-encefálico grave em três hospitais de Porto Alegre e região metropolitana. O polimorfismo foi analisado através da reação em cadeia da polimerase, seguida da digestão com enzima de restrição. RESULTADOS: O traumatismo crânio-encefálico grave foi associado a uma mortalidade de 45%. Não foram observadas diferenças significativas nas frequências alélicas e genotípicas entre os grupos de pacientes divididos pelo desfecho do traumatismo crânio-encefálico. CONCLUSÃO: Nossos resultados sugerem que o polimorfismo -31C/T do gene IL-1B não tem impacto significativo no desfecho fatal dos pacientes com traumatismo crânio-encefálico grave.

Produção de interleucina-1beta e severidade da mastite pós-inoculação de Staphylococcus aureus na glândula mamária de bovinos e bubalinos

Lazzari,Andrea Maria; Oliveira,Marília Viviane Snel de; Moreti,Bruno; Guimarães,Gabriela; Krug,Fernanda; Noleto,Giovana; Mesquita,Albenones José de; Magalhães,Kelly Grace; Bocca,Anamélia Lorenzetti; Neves,Jairo Pereira
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.56%
O presente trabalho objetivou avaliar, em vacas e em búfalas submetidas à mastite induzida por inoculação de Staphylococcus aureus, a concentração da citocina pró-inflamatória interleucina-1β (IL-1β), a contagem de células somáticas (CCS) e a correlação destas com alguns parâmetros da resposta local e sistêmica à inflamação. Os animais tiveram uma glândula mamária inoculada e o processo inflamatório foi monitorado pela cultura bacteriológica do leite, CCS, quantificação da IL-1β na secreção láctea, avaliação da aparência/consistência da glândula, aparência da secreção láctea (resposta localizada à inflamação) e aferição da temperatura retal (resposta sistêmica à inflamação). Houve elevação nos níveis de IL-1β, na CCS e resposta localizada e sistêmica à inflamação, tanto na espécie bovina como na bubalina. A cinética da produção da citocina foi diferente nas duas espécies (P<0,05), sendo que as búfalas apresentaram elevação mais rápida...

Síndrome de Muckle-Wells em quatro membros de uma família

Pereira,Ana Francisca Junqueira Ribeiro; Pereira,Luciana Baptista; Vale,Everton Carlos Siviero do; Tanure,Leandro Augusto
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.82%
A síndrome de Muckle-Wells é doença autossômica dominante rara, incluída no grupo das síndromes febris hereditárias. Caracteriza-se por episódios recorrentes e autolimitados de febre, urticária, artralgia, mialgia e conjuntivite, desde a infância, relacionados com a exposição ao frio. Mais tardiamente, há perda auditiva neurossensorial progressiva. Amiloidose, a principal complicação, desenvolve-se em cerca de 25% dos casos. Associa-se a mutações no gene NLRP3 (antes CIAS1) que codifica a criopirina, proteína reguladora da produção de citocinas pró-inflamatórias, como a interleucina-1beta. Relata-se a ocorrência dessa doença incomum em quatro membros de uma única família.

O papel da interleucina-1'beta' produzida no gânglio da raiz dorsal no desenvolvimento da hiperalgesia inflamatória; The role of dorsal root ganglion-produced interleukin-1'beta' in development of inflammatory hyperalgesia

Dionésia Araldi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.86%
A liberação de Interleucina-1? (IL-1?) no tecido periférico estimula a síntese de Prostaglandinas (PGs), especialmente, da Prostaglandina-E2 (PGE2), que leva a sensibilização dos nociceptores aferentes primários induzindo a hiperalgesia inflamatória. Recentemente demonstramos que a IL-1? pode ativar diretamente o receptor de Interleucina-1 (IL-1R) do nociceptor aferente periférico e levar a liberação de PGE2 associada ao desenvolvimento da hiperalgesia. A IL-1? também é liberada no Gânglio da Raiz Dorsal (GRD), entretanto a função que a IL-1? desempenha no GRD para o desenvolvimento da hiperalgesia inflamatória ainda não está clara. Portanto, o objetivo deste estudo foi investigar se a liberação de IL-1? e a ativação do Receptor de Interleucina-1 Tipo I (IL-1RI) no GRD estão envolvidos no desenvolvimento da hiperalgesia inflamatória. A administração de IL-1Ra (antagonista natural de receptor IL- 1, 6 ?g) no GRD de ratos preveniu a hiperalgesia mecânica (avaliada por meio do von Frey Eletrônico) induzida pela administração intraplantar (i.pl) de Adjuvante Completo de Freund (CFA, 100 ?L), Carragenina (Cg, 100 ?g) ou IL-1? (0,5 pg), mas não pela administração i.pl de PGE2 (100 ng), avaliadas 3 horas após suas administrações. Além disso...

A Interleucina 1 'beta' desempenha um papel termogênico na inflamação hipotalâmica induzida por dieta em ratos; Interleukin 1 'beta' plays a thermogenic role in diet-induced hypothalamic inflammation

Lívia Aparecida D'Avila Bitencourt Pascoal Biazzo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
26.56%
Na obesidade experimental, mudanças na função hipotalâmica desempenham papel importante na regulação anômala da ingestão alimentar e do gasto energético. Estudos recentes mostram que a inflamação hipotalâmica sub-clínica é um importante fator que contribui para a disfunção hipotalâmica na obesidade. Citocinas, como TNF'alfa', IL6 e IL10 tem sido estudadas no hipotálamo de modelos animais de obesidade, entretanto, o papel da IL1? nesta condição não está claro. Neste trabalho, nós utilizamos a técnica de interferência de RNA conjugado com o peptídeo do vírus da raiva RVG-9R para direcionar a molécula antisense de IL1? ao sistema nervoso central. Essa manipulação levou a uma redução de 50% na expressão hipotalâmica de IL1 ? em ratos obesos e a um aumento do ganho de peso corporal sem afetar a ingestão alimentar e a atividade física espontânea. A redução da expressão da IL1? no sistema nervoso central foi acompanhada da redução da atividade da enzima citrato sintase da cadeia respiratória mitocondrial e ao aumento da expressão de PGC1'alfa' no tecido adiposo marrom desses animais. Assim, propomos que a expressão de IL1? no hipotálamo de ratos obesos leva ao aumento da termogênese no tecido adiposo marrom que protege contra o ganho de massa corporal excessiva.; In experimental obesity...

Identification of splicing factors with a role in IL-1β secretion

Alves, Pedro Moura, 1981-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.56%
Tese de doutoramento, Ciências Biomédicas (Ciências Morfológicas), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, 2010.; Inflammation was one of the first immune responses to be reported to exist and has been a focus of intensive research ever since (reviewed in Rocha e Silva, 1978; Medzhitov, 2010). During the course of an inflammatory response several components are involved, such as inflammatory inducers and mediators or different sensors that mediate the detection of a pro-inflammatory stimulus. Amongst the most studied pro-inflammatory mediators is the Interleukin-1β (IL- 1β). Interleukin-1β was one of the first Interleukins to be identified and represents one of the most important mediators of Inflammation and host responses to infection (reviewed in Dinarello, 2004). The large connection between misregulation of IL-1β release and the appearance of inflammatory diseases made this cytokine one of the “hotspots” of intensive research in the past years (reviewed in O'Neill, 2008). Nowadays, several diseases are being treated successfully using different methods that decrease IL-1β circulant levels or block its effects, such as using IL-1β receptor antagonists or by neutralizing IL-1β with monoclonal anti-IL- 1β antibodies (reviewed in Fitzgerald et al....

Interleucina-1ß, crisis convulsivas y muerte neuronal

Medel-Matus,Jesús S; Cortijo-Palacios,Libia X; Álvarez-Croda,Dulce M; Martínez-Quiroz,Joel; López-Meraz,María L
Fonte: Instituto Nacional de Salud Publicador: Instituto Nacional de Salud
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.69%
La epilepsia es un trastorno neurológico que afecta aproximadamente al 1% de la población mundial. Estudios realizados en humanos y animales de experimentación sugieren que mediadores de inflamación, como las citocinas, participan en la fisiopatología de la epilepsia; entre ellos, la interleucina-1beta (IL-1ß) podría participar en la susceptibilidad para generar crisis convulsivas así como en la muerte neuronal causada por las convulsiones, aunque algunos hallazgos son contradictorios. En este documento se revisa el conocimiento actual que establece una relación entre la IL-1ß, las crisis convulsivas y la muerte neuronal.