Página 1 dos resultados de 401 itens digitais encontrados em 0.037 segundos

Efeito dos ácidos graxos sobre a via de sinalização da interleucina-2 em linfócitos humanos.; Regulation of IL-2 signaling by fatty acids in human lymphocytes.

Gorjão, Renata
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
56.14%
Neste estudo investigamos os efeitos dos ácidos graxos sobre a função e sinalização intracelular de linfócitos humanos. Os ácidos oléico (OA) e linoléico (LA), em baixas concentrações, estimularam a proliferação celular induzida pela IL-2 através do aumento da fosforilação da proteína PKC-Z que levou a um aumento da fosforilação de ERK 1/2. Já os ácidos palmítico (PA), esteárico (SA), DHA e EPA diminuíram a proliferação destas células e inibiram a fosforilação de JAK1 e 3, STAT5, ERK e Akt. Os resultados obtidos são sugestivos de que o efeito inibitório promovido por PA, SA, DHA e EPA sobre a proliferação de linfócitos ocorreu devido à diminuição da fosforilação de proteínas fundamentais para a proliferação celular. Por outro lado, OA e LA estimularam a proliferação de linfócitos aumentando a fosforilação de ERK 1/2 através da ativação de PKC-Z, efeito dependente da PI3K. O efeito inibitório promovido pelo DHA está associado a uma alteração na quantidade de lipid rafts na membrana plasmática nos quais o receptor de IL-2 está localizado.; The effect of fatty acids (FA) on interleukin -2 (IL-2) signaling pathway in human lymphocytes was investigated. Docosahexaenoic (DHA)...

Uso de IL-2 humana recombinante em pacientes com imunodeficiência comum variável; Use of recombinant human IL-2 in patients with common variable immunodeficiency

Narciso, João Henrique Fagundes Bastos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
56.15%
Na imunodeficiência comum variável (ICV) têm sido descritas alterações de linfócitos T, incluindo a produção diminuída da interleucina-2 (IL-2). Desde que a IL-2 pode promover a produção de imunoglobulinas in vitro, nosso principal objetivo foi investigar os efeitos in vivo do tratamento com IL-2 recombinante (IL-2r) em pacientes com ICV. Foram selecionados 4 pacientes que apesar de tratamento adequado com imunoglobulina EV apresentavam infecções recorrentes. Após um período de observação de 12 meses, os pacientes receberam doses crescentes de IL-2r durante 16 semanas com reposição de imunoglobulina apenas se a IgG sérica atingisse níveis menores do que 400mg/dL. A seguir, permaneceram em observação por mais 12 meses recebendo imunoglobulina . A gravidade das infecções foi avaliada segundo um "score" numa escala de 3 a 10. A avaliação in vitro incluiu: quantificação dos níveis de IgG, IgA e IgM séricas; resposta linfoproliferativa à PHA; populações linfocitárias CD4+, CD8+, CD19+ e CD25+ no sangue periférico. As reações adversas à IL-2r foram leves e localizadas. Houve redução aparente do número e gravidade das infecções durante os 12 meses subseqüentes ao término da IL-2r. Os níveis da IgG sérica e das células CD4+...

Efeitos da administração de interleucina-2 na liberação in vivo de dopamina no nucleus accumbens e no comportamento maternal em ratas; Effects of interleukin-2 administration on nucleus accumbens dopamine levels and maternal behavior in rats.

Habr, Soraya Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
66.28%
A interleucina-2 (IL-2) atua na modulação da atividade dopaminérgica, que influencia o comportamento maternal. Neste estudo observou-se que o estado lactacional reduziu a atividade geral em campo aberto, porém não alterou os níveis de dopamina e seus metabólitos. A administração de IL-2, tanto sistêmica com diretamente no N.Ac não alterou a atividade geral em campo aberto, indicando a ausência de efeito motor da mesma. Além disso, a administração de IL-2 sistêmica e no N.Ac reduziu as porcentagens de ratas que agrupam os filhotes e de filhotes agrupados por rata. A injeção de IL-2 no N.Ac aumentou as latências de busca do primeiro e segundo filhotes e o comportamento agressivo. A administração sistêmica de IL-2 em ratas virgens reduziu somente do valor absoluto de DOPAC (metabólito de dopamina) após 100 e 120. Este achado corrobora a idéia de que o IL-2 altera a atividade dopaminérgica. Os resultados sugerem que a administração sistêmica da dose de IL-2 estudada não influencia de forma significativa os níveis de dopamina e de seus metabólitos no N.Ac.; Interleukin-2 (IL-2) modulates the dopaminergic neurotransmission, that into the nucleus accumbens (N.Ac) plays a role in maternal behavior. The IL-2 dose used in this study does not have motor effects. Both peripheral and central N.Ac injections decreased the percent of mothers grouping pups together and the number of grouped pups. IL-2 injections into the N.Ac resulted in longer latencies to retrieve first and second pups and increased aggressive behavior. In order to test if these behavioral effects would be related to the IL-2 reduced the DOPAC (dopamine metabolite) concentrations in the N.Ac of virgin rats treated with IL-2. This suggests suggest that the IL-2 dose used in this study does not alter so much the dopaminergic transmission by influencing extracellular levels of this neurotransmitter.

Construção e caracterização in vitro  de um vetor retroviral bicistrônico codificando endostatina e interleucina-2 para utilização em terapia gênica; Construction and chracterization in vitro of a bicistronic retroviral vector coding endostatin and interleukin-2 for use in gene therapy

Calvo, Fernanda Bernardes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.48%
A terapia gênica tem sido empregada em estudos pré-clínicos e clínicos, com o intuito de amenizar ou curar uma doença. Vetores retrovirais são uma ferramenta de transferência gênica largamente utilizada. Vetores bicistrônicos são uma alternativa interessante para o tratamento de doenças complexas. Na construção de um vetor bicistrônico pode-se empregar várias estratégias dentre elas a utilização da sequência IRES. A endostatina, fragmento do colágeno XVIII, tem sido muito utilizada na terapia anti-angiogênica devido sua ação inibitória no crescimento de células endoteliais. A imunoterapia tem sido utilizada como tratamento coadjuvante de tumores. Dentre as citocinas utilizadas, a interleucina-2 promovendo a proliferação de linfócitos T, tem sido utilizada em diversos estudos pré-clínicos e clínicos. O objetivo deste projeto foi construir e caracterizar in vitro um vetor retroviral bicistrônico codificando endostatina e interleucina-2 utlizando a sequência IRES. A construção do vetor foi realizada em três etapas, sendo comprovada a construção final por análise de restrição e seqüenciamento. Células de empacotamento foram transfectadas com o vetor, e posteriormente realizada a transdução na célula alvo. A endostatina e a interleucina-2 foram determinadas por Dot blot...

Papel da atividade física regular realizada durante vários anos na função imune do idoso; Role of regular practice of physical activity over several years on immune function in the elderly

Arai, Milton Hideaki
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2004 Português
Relevância na Pesquisa
46.38%
A proposta principal deste estudo foi de avaliar o efeito da prática regular de atividade física por longos anos na imunossenescência, isto é, nas alterações que o sistema imune sofre com o envelhecimento. Para tal, comparou-se os resultados dos exames imunológicos de 20 idosos praticantes de corrida (idade média = 67 anos) aos de 20 idosos sedentários (idade média = 66 anos) e 10 jovens sedentários (idade média = 26 anos). Os idosos corredores eram praticantes da modalidade em média nos últimos 23 anos e vinham percorrendo uma distância semanal média de 39 quilômetros. O consumo máximo de oxigênio (VO2 max) deles foi 52% maior do que o dos idosos sedentários, atingindo valores similares aos dos jovens. Os parâmetros imunológicos analisados foram: contagem de linfócitos e seus subtipos, resposta proliferativa dos linfócitos T a mitógenos, atividade citotóxica das células natural killer e produção de citocinas (interleucinas 2, 3, 4, 6, 10 e 12). A dosagem das mesmas citocinas no soro também foi realizada, porém somente nos dois grupos de idosos. Os idosos corredores apresentaram resposta proliferativa dos linfócitos T a OKT-3 e produção de interleucina-2 significativamente maiores do que as dos idosos sedentários. Eles apresentaram também uma produção de interleucina-3 significativamente menor do que a dos seus pares sedentários. Por outro lado...

Concentrações de Interleucina-2 na secreção nasofaríngea de crianças acometidas de bronquiolite viral aguda pelo vírus sincicial respiratório

Giugno, Katia Maria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.06%
Resumo não disponível.

Estudo de interleucina 1 e interleucina 2 em pacientes com cancer

Sergio Selos Moreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/02/1992 Português
Relevância na Pesquisa
46.33%
1 ? As concentrações de interleucina i (IL ? 1) e interleucina 2 (IL ? 2), produzidas nos sobrenadantes do sangue periférico dos pacientes com câncer avançado, foram determinadas afim de identificar as causas de imunosupressão característica da doença oncótica. 2 ? As células mononucleares obtidas de 19 pacientes foram estimuladas em cultura para produzir IL-1 e IL-2 e comparadas com células de indivíduos normais. Uma queda acentuada na atividade de IL-1 e IL-2 foi observada nos pacientes com câncer. 3 ? Os números de células T auxiliadoras (Ts: OKT8+) foram determinados pelo uso de anticorpos monoclonais e o método de imunofluorescência indireta. Não houve correlação nenhuma entre o baixo número de células OKT4+ encontrado nos pacientes com câncer e os níveis de produção de IL-2 ... Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital

Avaliação de meio de cultura para a produção de interleucina-2 por linfoblastos murinos

Adriana Lages Lima Galesi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2002 Português
Relevância na Pesquisa
56.27%
As interleucinas são moléculas da família das citocinas que apresentam atividade modificadora da resposta biológica. Dentre os diferentes tipos de interleucinas já caracterizadas está a interleucina-2 (IL-2), que tem um papel importante na restauração da função imunológica, sendo utilizada no tratamento de alguns tipos de câncer e de doenças infecciosas. Neste trabalho, realizou-se um estudo da composição de um meio de cultura que conduzisse a um aumento da produção de IL-2 por linfoblastos murinos linhagem EL-4. Para isso, foram avaliados os efeitos das concentrações de glutamina e dos indutores de formação de IL-2 forbol-12-miristato-13-acetato (PMA) e concanavalina A (Com A), dos percentuais de Pluronic F68 e soro fetal bovino (SFB) e da concentração de inóculo celular sobre a produção de IL-2 e o crescimento das células EL-4. Para a avaliação dos efeitos destas variáveis utilizou-se a metodologia de planejamento experimental. Os ensaios foram realizados primeiramente de maneira estática, em placas de cultura, e, após a obtenção da formulação do meio de cultura mais adequada, realizaram-se ensaios cinéticos, em maior escala, em frascos do tipo spinner. Nos estudos realizados utilizando-se a metodologia do planejamento experimental...

Análise das concentrações séricas da proteína C reativa ultra-sensível, do fator de necrose tumoral-alfa, do receptor solúvel da interleucina-2 e do NOx em um grupo de diabéticos tipo 2

Pereira, Flávia Ozorio
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 72 f.| grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
46.1%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina , Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas.; Objetivo: Este estudo comparou os resultados de marcadores inflamatórios como colesterol total (CT), lipoproteínas de alta (HDL-C) e baixa (LDL-C) densidades, triglicerídeos, proteína-C reativa ultra sensível (PCR-US; mg/dL), fator de necrose tumoral (TNF-a; pg/mL), receptor solúvel da interleucina-2 (sIL-2R; pmol/mL) e metabólitos do óxido nítrico (NOX; µmol/L) em dois grupos (diabéticos tipo 2-DM2 e controle-C).

Perfil da cistatina C, interleucina 2, interleucina 6 e fator de necrose tumoral alfa em receptores de transplante renal

Lima, José de Ribamar Oliveira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2011.; O transplante renal é a melhor opção terapêutica e de reabilitação para pacientes com Doença Renal Crônica em estágio terminal. O aumento da sobrevida do enxerto tem sido um desafio constante, existindo a necessidade de um monitoramento contínuo para que precocemente seja detectada uma disfunção do enxerto e tomada de decisões, evitando a rejeição. Evidências sugerem que a inflamação persistente e o estresse oxidativo começam precocemente no processo de queda da função renal, apontando o valor potencial dos marcadores inflamatórios em pacientes transplantados renais como preditor de disfunção do enxerto. Com o objetivo de investigar o perfil da cistatina C (CysC), interleucina 2 (IL-2), interleucina 6 (IL-6) e fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) em receptores de transplante renal, analisou-se no período do pré transplante, com 30 e 180 dias do pós transplante através do método imunonefelométrico, a CysC sérica e através dos ensaios imuno enzimáticos humanos, os níveis séricos de IL-2, IL-6 e TNF-α em 23 pacientes que realizaram transplante renal com faixa etária compreendida entre 18 e 60 anos...

Aumento dos receptores solúveis da interleucina-2 na esclerose múltipla: estudo preliminar em 26 pacientes

Tilbery,Charles P.; Felipe,Eduardo; Mota,Izabel Maria; Scheinberg,Morton A.
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1994 Português
Relevância na Pesquisa
66.24%
Em 26 pacientes com diagnóstico definido de esclerose múltipla foram colhidas amostras de sangue e pesquisados os receptores solúveis de interleucina-2 (RsIL-2). Para tal os pacientes foram divididos em dois grupos: um constituído de 14 pacientes em surto da doença e o outro com 12 pacientes em remissão da moléstia. Além destes, procedeu-se a colheita de material para a mesma pesquisa em 8 pacientes com outras doenças neurológicas. Os resultados demonstraram aumento dos RsIL-2 em 50% dos casos do grupo de pacientes em surto da doença, fato não observado nos demais pacientes dos demais grupos. Estes resultados confirmam a hipótese da ativação de células Tem pacientes em surto de esclerose múltipla, corroborando a hipótese da existência de um desequilíbrio imunológico na doença.

Concentrações de interleucina-2 na secreção nasofaríngea de crianças com bronquiolite viral aguda pelo vírus respiratório sincicial

Giugno,Katia M.; Machado,Denise C.; Amantéa,Sérgio L.; Barreto,Sérgio S. Menna
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 Português
Relevância na Pesquisa
66.35%
OBJETIVO: Avaliar as concentrações de interleucina-2 (IL-2) na secreção nasofaríngea de crianças (0-24 meses) acometidas de bronquiolite viral aguda pelo vírus respiratório sincicial nas primeiras 12 horas de hospitalização e correlacionar os níveis encontrados com a gravidade da doença. MÉTODOS: Estudo prospectivo com amostragem seqüencial realizado no período de junho a agosto de 1999. Foram incluídos 62 pacientes previamente hígidos, internados com diagnóstico de bronquiolite viral aguda caracterizado por pródromos recentes de coriza e/ou obstrução nasal que evoluíram com pelo menos dois dos seguintes sinais: disfunção respiratória, taquipnéia, sibilos ou crepitações. Todos os pacientes tiveram a presença de vírus respiratório sincicial detectada no aspirado nasofaríngeo. As amostras de secreção nasofaríngea foram obtidas nas primeiras 12 horas de hospitalização. As dosagens de IL-2 foram realizadas por ensaio imunoenzimático. A gravidade da doença foi avaliada por: medida da saturação de oxigênio da hemoglobina por oximetria de pulso, sistema de escore clínico modificado, tempo de uso de oxigênio, tempo de hospitalização e necessidade de ventilação mecânica, sendo estas variáveis comparadas em relação às medianas de IL-2 através dos testes de Spearman e Kruskal-Wallis e...

Desenvolvimento de microesferas de PLGA contendo interleucina-2 para aplicação na terapia anti-neoplástica

Maria Ribeiro Costa, Roseane; Inês Ré, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
66.35%
Uma estratégia tecnológica para superar as limitações hoje encontradas na aplicação clínica da Interleucina 2 (IL-2) para imunoterapia contra o câncer é o desenvolvimento de um sistema de liberação controlada que mantenha a estabilidade da proteína encapsulada e promova uma liberação sustentada dessa proteína, para estimular o próprio sistema imune do paciente a combater a doença neoplásica, sem causar efeitos indesejáveis. Sistemas de liberação controlada, microcápsulas ou microesferas, podem ser preparados através do uso de polímeros biodegradáveis e biocompatíveis, tais como o copolímero de ácido láctico e glicólico (PLGA) aprovado pela vigilância sanitária americana Food and Drug Administration (FDA) para tratamento clínico. Estes sistemas poliméricos apresentam como principal vantagem a possibilidade de modular características da partícula, como a eficiência da microencapsulação e o perfil de liberação da proteína. O principal desafio deste trabalho foi desenvolver microesferas biodegradáveis de PLGA contendo Interleucina-2 pelo método de emulsificação/evaporação do solvente com propriedades controladas como tamanho de partícula, eficiência de encapsulação e cinética de liberação in vitro...

Concentrações de interleucina-2 na secreção nasofaríngea de crianças com bronquiolite viral aguda pelo vírus respiratório sincicial; Concentrations of interleukin-2 in the nasopharyngeal secretion of children with acute respiratory syncytial virus bronchiolitis

Giugno, Katia Maria; Machado, Denise Cantarelli; Amantea, Sergio Luis; Menna Barreto, Sérgio Saldanha
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.36%
Objetivo: Avaliar as concentrações de interleucina-2 (IL-2) na secreção nasofaríngea de crianças (0-24 meses) acometidas de bronquiolite viral aguda pelo vírus respiratório sincicial nas primeiras 12 horas de hospitalização e correlacionar os níveis encontrados com a gravidade da doença. Métodos: Estudo prospectivo com amostragem seqüencial realizado no período de junho a agosto de 1999. Foram incluídos 62 pacientes previamente hígidos, internados com diagnóstico de bronquiolite viral aguda caracterizado por pródromos recentes de coriza e/ou obstrução nasal que evoluíram com pelo menos dois dos seguintes sinais: disfunção respiratória, taquipnéia, sibilos ou crepitações. Todos os pacientes tiveram a presença de vírus respiratório sincicial detectada no aspirado nasofaríngeo. As amostras de secreção nasofaríngea foram obtidas nas primeiras 12 horas de hospitalização. As dosagens de IL- 2 foram realizadas por ensaio imunoenzimático. A gravidade da doença foi avaliada por: medida da saturação de oxigênio da hemoglobina por oximetria de pulso, sistema de escore clínico modificado, tempo de uso de oxigênio, tempo de hospitalização e necessidade de ventilação mecânica, sendo estas variáveis comparadas em relação às medianas de IL-2 através dos testes de Spearman e Kruskal-Wallis e...

TRANSPLANTE AUTÓLOGO DE MEDULA ÓSSEA E IMUNOTERAPIA PÓS-TRANSPLANTE; AUTOLOGUS BONE MARROW TRANSPLANTATION AND POSTTRANSPLANT IMMUNOTHERAPY

Massumoto, Celso; Mizukami, Sally
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2000 Português
Relevância na Pesquisa
46.1%
Altas doses de quimioterapia, seguidas da infusão de stem cells hematopoéticas, é a terapêutica de escolha para uma variedade de neoplasias hematológicas e tumores sólidos. O transplante autólogo apresenta, associada ao procedimento, menor taxa de mortalidade, se comparado com o transplante alogênico de medula óssea, porém, as taxas de recidiva são superiores a este último e semelhantes às dos transplantes singênicos, e os resultados clínicos dependem da doença de base e do seu estadiamento clínico. A sobrevida livre de doença é maior quando os pacientes são transplantados sem evidência de doença ou com doença residual mínima, e é reduzida quando o transplante é realizado em estádios mais avançados. A terapia celular adotiva se refere ao emprego de linfócitos alogênicos como agentes do tratamento antitumoral. Por outro lado, a base racional para o emprego da Interleucina-2, nos transplantes autólogos de medula óssea, é a inexistência de barreira imunológica entre doador e receptor e a possível eliminação de células residuais que foram infundidas com a medula óssea. Como as recidivas costumam ocorrer nos primeiros meses após o transplante, a imunoterapia deve ser utilizada precocemente no contexto de doença residual mínima.; High dose chemotherapy followed by stem cell rescue is the treatment of choice for a variety of solid tumors and hematologic malignancies. The autologous bone marrow transplantation is associated with low mortality rate in comparison to allogeneic transplantation. However...

Establecimiento de un material de referencia de trabajo para interleucina-2 recombinante

Vega,Maribel; Gorrín,Kelly; García,Gerardo; Gerónimo,Haydeé; Moya,Galina; Quintana,Marisel; Castiñeira,Mirta
Fonte: Revista Cubana de Farmacia Publicador: Revista Cubana de Farmacia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
66.31%
Resumen La interleucina-2 es una glicoproteína humana de 133 aminoácidos que resulta vital para obtener una respuesta inmunológica efectiva. En el Centro de Ingeniería Genética y Biotecnología ha podido obtenerse por vía recombinante a partir de una cepa de Escherichia coli. Para el control de la calidad de cada lote producido se hizo necesaria la elaboración de un material de referencia de trabajo. En esta publicación se describen los pasos seguidos en la obtención del lote candidato y la preparación del material de referencia como tal. Se demostró que el patrón de trabajo preparado es homogéneo para el uso en las técnicas analíticas de control de calidad de la interleucina-2 y se predijo una pérdida de actividad inferior al 5 % anual mediante un estudio de estabilidad acelerada. Se obtuvieron valores adecuados para la pureza del material de referencia, evaluada por electroforesis y para la actividad biológica, que se estableció con trazabilidad al material de referencia internacional para este producto.

Interleucina 2 y su receptor soluble en cirugía

González Rincón,Maczy; Arteaga de Vizcaíno,Melvis; Ruiz Medina,Ana; Weir Medina,Jesús
Fonte: Revista Cubana de Cirugía Publicador: Revista Cubana de Cirugía
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.09%
Desde hace más de cuatro decenios el procedimiento quirúrgico ha sido objeto de estudio para determinar su responsabilidad en la posible alteración del sistema inmunitario del individuo que se somete a una cirugía de cierta envergadura y su relación con los episodios infecciosos en el período posoperatorio. Hoy en día, se tiene un poco más claro el papel preponderante que la cirugía tiene en los cambios que sufre el sistema inmunitario después del trauma quirúrgico, y su mayor comprensión ha mejorado la incidencia de las complicaciones infecciosas en el paciente operado. En esta revisión se describen los antecedentes más relevantes que han conducido a un mejor entendimiento de los procesos involucrados en las alteraciones del sistema inmunitario luego de una intervención quirúrgica

Niveles de interleucina-2 y su receptor soluble en pacientes operados y transfundidos

González Rincón,Maczy; Ruiz Medina,Ana; Arteaga de Vizcaíno,Melvis; Díaz Araujo,Felipe; Weir Medina,Jesús
Fonte: Revista Cubana de Cirugía Publicador: Revista Cubana de Cirugía
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
56.15%
Se realizó un estudio aleatorio para determinar los niveles de interleucina-2 (IL-2) y su receptor soluble (RsIL-2) en pacientes operados y transfundidos, antes de la cirugía, en el hemoderivado y 24 h después de la transfusión y para relacionar los niveles de IL-2 y RsIL-2 con cada período. Mediante inmunoensayo enzimático se determinaron los niveles de de IL-2 y RsIL-2 en 40 pacientes operados, antes de la cirugía, en los derivados sanguíneos y 24 horas después de la transfusión. Se obtuvieron valores promedio de 3,98 U/mL; 3,18 U/mL e indetectable para IL-2 y de de 678,2; 1 402 y 90,34 pg/mL para RsIL-2, en los períodos respectivos. El declive de la función linfocitaria después de cirugía y transfusión se atribuye a cambios intrínsecos o a la redistribución de células T reactivas de la sangre hacia los tejidos, a factores séricos como prostaglandinas y corticoesteroides, inhibidores de IL-2 que, con los elevados valores de RsIL-2 hallados en la bolsa, explican los niveles indetectables de IL-2 a las 24 horas de la transfusión

Concentraciones séricas de interleucina 2 y su receptor soluble, antes y después de una cirugía

González Rincón,Maczy; Ruiz Medina,Ana; Arteaga de Vizcaíno,Melvis; Osorio Morales,Sergio
Fonte: Revista Cubana de Cirugía Publicador: Revista Cubana de Cirugía
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
56.14%
Con el objetivo de determinar las concentraciones séricas de interleucina 2 (IL-2) y su receptor soluble (RsIL-2) antes y después de una cirugía y su relación en cada período de estudio, se determinó, mediante inmunoensayo enzimático, los niveles de IL-2 y RsIL-2 antes y 24 horas después de la cirugía en 40 pacientes sometidos a cirugía menor y cirugía mayor. En cirugía menor se obtuvieron niveles promedio para IL-2 de 0,938 y 0,139 U/mL, para RsIL-2 de 364,8 y 497 pg/mL; mientras que en cirugía mayor los valores fueron: para IL-2 de 2,03 y 0,114 U/mL y RsIL-2 de 319,7 y 600 pg/mL, en cada período respectivamente. La disminución observada de los niveles de IL-2 y el incremento del RsIL-2 en cirugía mayor y menor podría sugerir una alteración de la respuesta inmunitaria celular, generada no sólo por el estrés quirúrgico, sino posiblemente por el efecto reconocido de los anestésicos en la depresión de la función óptima del sistema inmunitario

Efecto de la Melatonina en la Proliferación Linfocitaria y la Producción de Interleucina 2 (IL-2) e Interleucina 1 Beta (IL-1b) en Esplenocitos de Ratones

Arias,Julia; Melean,Eddy; Valero,Nereida; Pons,Héctor; Chacín-Bonilla,Leonor; Larreal,Yraima; Bonilla,Ernesto
Fonte: Universidad del Zulia Publicador: Universidad del Zulia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2003 Português
Relevância na Pesquisa
46.13%
La Melatonina (MLT) influye en la modulación del sistema inmunitario. Previos estudios describen incremento de la proliferación celular con aumento o disminución de citocinas; otros autores reportan efectos inhibitorios o ningún efecto en las funciones inmunitarias. Debido a esta controversia, y con el objeto de estudiar el mecanismo mediante el cual la MLT ejerce sus acciones, se planteó examinar su efecto en la proliferación de esplenocitos múridos ante un estímulo mitogénico y cuantificar los niveles de IL-2 e IL-1b en ausencia o presencia de la Fitohemaglutinina (PHA) en sobrenadantes de cultivo de células esplénicas de ratones tratados o no con MLT. La respuesta linfoproliferativa se evaluó utilizando la incorporación de timidina marcada con tritio, en esplenocitos de ratones tratados con 500 µg de MLT/Kg de peso e in vitro con 5, 50 y 100 µg/mL de MLT. La detección de IL-2 e IL-1b se realizó con la técnica de ELISA. Se observó una elevación (p < 0,01) de la proliferación, a dosis óptima de PHA, de los esplenocitos tratados in vitro con 50 y 100 µg/mL de MLT, con respecto al grupo control. El tratamiento in vivo e in vitro con MLT incrementó los niveles de IL-2 e IL-1b en ausencia o presencia de PHA, manteniendo elevada la concentración de IL-1b hasta el noveno día de tratamiento. Estos resultados sugieren que la MLT actúa en forma directa en la proliferación linfocitaria uniéndose...
Biblioteca Digital Vérsila Sistema de Biblioteca Vérsila Educacional