Página 1 dos resultados de 298 itens digitais encontrados em 0.005 segundos
Resultados filtrados por Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Efeito da interleucina-15 sobre a atividade fungicida, metabolismo oxidativo e produção de citocinas por monócitos humanos, infectados in vitro com Paracoccidioides brasiliensis

Castro, Camila Ferreira Bannwart
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 69 f.
Português
Relevância na Pesquisa
36.29%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Doenças Tropicais - FMB; A interleucina-15 (IL-15) é uma citocina pró-inflamatória produzida principalmente por monócitos e macrófagos em resposta a agentes infecciosos, desempenhando importante papel modulador na imunidade inata e adaptativa. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito da IL-15 sobre a atividade fungicida, metabolismo oxidativo e a produção de citocinas por monócitos humanos, infectados in vitro com cepa virulenta de Paracoccidioides brasiliensis (Pb18). Monócitos de sangue periférico, obtidos de indivíduos saudáveis, foram préincubados na ausência ou presença de IL-15 (12,5, 25 e 50 ng/mL) por 24 h a 37oC e infectados com Pb18 na proporção de 50 monócitos para uma célula fúngica durante 4 h e 18 h. A atividade fungicida de monócitos foi determinada após 4 h pela recuperação de fungos viáveis por plaqueamento das co-culturas em meio BHI-ágar. O metabolismo oxidativo foi avaliado pela liberação de peróxido de hidrogênio (H2O2) e de ânion superóxido (O2 -) nas culturas desafiadas com Pb18 e estimuladas com phorbol myristate acetate (PMA) durante 60 mim. A produção de fator de necrose tumoral-alfa (TNF-a)...

Interleucina-9 estimula a expressão de CCL17/TARC em células epiteliais de pulmão murino

Santos, Ariane Cristina Araujo dos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 64 f. : il. + 1 CD-ROM
Português
Relevância na Pesquisa
36.33%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Ciências Fisiológicas - FOA; Proposição: As células epiteliais das vias respiratórias desempenham uma importante função na patogênese da asma. Elas são responsáveis pela liberação de mediadores químicos ativadores do sistema imunológico na resposta inflamatória das vias aéreas. Citocinas e quimiocinas produzidas por leucócitos ativam as células estruturais dos brônquios e incitam a síntese de outros mediadores químicos que potencializam a inflamação no local. A interleucina-9 (IL-9) é uma importante citocina ativadora das células epiteliais, regula a produção de muco e induz a expressão de quimiocinas e citocinas. Os objetivos deste estudo foram investigar se células epiteliais de pulmão murino (LA-4) estimuladas com a citocina IL-9 produzem a quimiocina do timo regulada por ativação (CCL17/TARC) e o mediador lipídico leucotrieno-C4 (LTC4), e quais vias de sinalização intracelular estariam envolvidas nesse processo. Julga-se que as proteínas quinases desempenhem uma função primordial na expressão e ativação de citocinas e quimiocinas nas vias aéreas...

Comparação de dados clínicos e imunológicos entre indivíduos geneticamente suscetíveis à periodontite pela presença de um haplótipo no gene interleucina 4 e indivíduos geneticamente protegido contra a periodontite

Anovazzi, Giovana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 139 f. : il. color. + anexo
Português
Relevância na Pesquisa
46.2%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Odontologia - FOAR; A Doença Periodontal (DP), desencadeada pela infecção de microrganismos periodontopatogênicos tem sua progressão e morbidade grandemente influenciada pela suscetibilidade genética do hospedeiro. Dentre as várias citocinas produzidas pelo periodonto inflamado está a Interleucina 4 (IL-4). Estudos recentes realizados por este grupo demonstraram que os polimorfismos -590(T/A), +33(T/G) e VNTR (Inserção/Deleção) no gene IL4, bem como haplótipos formados por eles, estavam associados à periodontite crônica, mesmo após ajustes para idade, gênero, cor da pele e hábito de fumar. O objetivo do presente estudo foi testar a hipótese de que há diferença nos índices clínicos periodontais e nos níveis de IL-4 no fluido sulcular gengival de pacientes suscetíveis e protegidos, e como segundo objetivo foi avaliar a resposta ao tratamento periodontal não-cirúrgico, em função da referida carga genética. Foram selecionados 62 pacientes que carregavam um haplótipo no gene IL4 que confere suscetibilidade genética à periodontite crônica ou que confere proteção contra o desenvolvimento desta, tendo sido subdivididos quanto à presença ou ausência da periodontite crônica. Cada paciente foi submetido a exame clínico periodontal e coleta de fluido sulcular (FS) antes 18 (baseline)...