Página 1 dos resultados de 214 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Regulação da produção de interleucina-8 por oxiesteróis no epitélio pigmentado da retina: implicações para a degenerescência macular relacionada com a idade

Brito, Ana Filipa Marques de
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
46.05%
A inflamação é uma componente importante de várias doenças associadas ao envelhecimento, como a degenerescência macular relacionada com a idade (DMRI). Os oxiesteróis aumentam a produção de IL-8, uma citocina inflamatória importante, em diversos tipos celulares. Este aumento nos níveis de IL-8 poderá contribuir para as propriedades inflamatórias dos oxiesteróis No entanto, os mecanismos moleculares que regulam a expressão da IL-8 nestas condições não são ainda claros. Assim, o objectivo deste trabalho foi identificar alguns dos mecanismos moleculares através dos quais os oxiesteróis levam à produção de IL-8 em células do epitélio pigmentado da retina (RPE). A exposição das células ARPE-19 a 25-OH resultou num aumento significativo da expressão e libertação de IL-8. Este efeito parece ser específico para este oxiesterol e independente das suas eventuais propriedades oxidativas (pro-oxidante). Aparentemente o mecanismo através do qual o 25-OH leva ao aumento na produção de IL-8 envolve a activação da via ERK mediada pela PI3K. Consistente com este mecanismo, a inibição de cada uma destas vias diminuiu significativamente a produção de IL-8 em resposta ao 25-OH.Na globalidade, os resultados aqui apresentados permitem propor um novo mecanismo molecular através do qual o 25-OH aumenta a produção de IL-8 em células do RPE. Assim...

"Avaliação da expressão dos receptores de interleucina-8, CXCR1 e CXCR2, e da atividade proliferativa em fibroblastos de quelóide e de pele normal" ; Determination of the interleukin-8 receptors CXCR1 and CXCR2, and proliferative activity in keloids and normal skin fibroblasts

Abdo Filho, Décio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.53%
O quelóide é um tumor fibroso benigno que ocorre durante a cicatrização da pele em indivíduos geneticamente predispostos. A cicatrização é um processo biológico complexo e depende da interação de diferentes estruturas teciduais e de um grande número de tipos celulares residentes e infiltrativos, que produzem citocinas. A interleucina 8 (IL-8), citocina pró-inflamatória, é super-expressa pelos fibroblastos durante o desenvolvimento do tecido de granulação, acelerando o processo de cicatrização. Como o quelóide resulta de uma reparação tecidual anormal após lesão da pele, o presente estudo teve por objetivo determinar a expressão dos receptores da IL-8, CXCR1 e CXCR2, e a capacidade proliferativa, pelo ciclo celular, dos fibroblastos queloideanos cultivados e extraídos ex vivo, por citometria de fluxo. Fibroblastos de cicatriz queloideana e de pele normal foram obtidos de 21 pacientes da raça negra, com idade variando entre 10 e 40 anos, de lesões com até 2 anos de evolução. Em nosso estudo constatamos expressão reduzida dos receptores para a IL-8, CXCR1(35,7%±11,2) e CXCR2 (27,8%±11,3), em fibroblastos de cicatriz queloideana cultivados, comparando com a pele normal (44,1±16,2 e 46,3±27,1 respectivamente). Entretanto...

Dor e qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes com câncer: influência das citocinas pró-inflamatórias TNF-α, IL-6, IL-8 e IL -1β; Pain and health-related quality of life in patients with cancer: influence of pro-inflammatory cytokines TNF-α, IL-6, IL-8 e IL-1β

Ferreira, Karine Azevêdo São Leão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.54%
Objetivos: avaliar a associação entre dor oncológica crônica e as citocinas pró-inflamatórias interleucina-6 (IL-6), IL-8, IL-1β e TNF-α, e a interferência destas citocinas na relação entre dor, qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) e desempenho funcional (DF). Método: 220 pacientes ambulatoriais com câncer, que não haviam recebido nenhum tratamento antineoplásico nos últimos 30 dias, foram avaliados pelo Inventário Breve de Dor, Questionário de Dor McGill (MPQ), Inventário de Depressão de Beck, Escala de Desempenho Funcional de Karnofsky e a escala de QVRS, EORTC-QLQ-c30. Os níveis plasmáticos das citocinas foram dosados através do teste imunoenzimático ELISA e comparados entre pacientes com dor leve (G1), moderada a intensa (G2) e sem dor (G3) usando a ANOVA ou o teste de Kruskal-Wallis seguido por análise de múltiplas comparações. Os pacientes do G1 e G2 apresentavam apenas dor oncólogica e estavam em uso de analgésicos. Os do G3 tinham câncer, mas não apresentaram dor ou fizeram uso de analgésicos nos últimos 14 dias. 23 voluntários saudáveis (G4) foram incluídos como controle. A ANCOVA foi utilizada para avaliar o efeito das citocinas na relação dor, QVRS e DF. A análise de Árvore de Classificação e Regressão (CART) avaliou a relação entre citocinas e níveis de dor...

Estudo dos polimorfismos do gene DUFFY em pacientes com hipertensão maligna e doadores de sangue; Duffy gene polymorphism study in patients with malignant hypertension and blood donors

Pagliarini, Thiago
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.31%
A hipertensão essencial tem alta prevalência mundial, bem como, causas genéticas e ambientais. Na busca de correlações genéticas para a hipertensão, foi descrito um potencial papel do DARC (Duffy Antigen Receptor of Chemokines) como receptor de Interleucina-8 em endotélio e que essa interação poderia contribuir para a patogênese da pré-eclampsia. O DARC está expresso em vários tecidos além da linhagem eritróide, em especial nas células endoteliais. A glicoproteína DARC carreia determinantes antigênicos e também é receptora para Plasmodium vivax, tendo relevância biológica significante. Esse estudo teve como objetivo estudar a freqüência fenotípica e genotípica do Sistema de Grupo Sangüíneo Duffy comparando pacientes com hipertensão maligna com doadores de sangue normotensos. Foram estudadas 43 amostras de sangue de pacientes com diagnóstico de hipertensão maligna da Unidade de Hipertensão do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. O grupo controle foi constituído por 100 amostras de doadores de sangue da Fundação Pró-Sangue/Hemocentro de São Paulo. Em todas as amostras foi realizada a fenotipagem Duffy, a genotipagem DUFFY e a dosagem de IL-8 sérica. A fenotipagem foi realizada pela técnica em tubo. Na genotipagem DUFFY...

Construção e caracterização in vitro  de um vetor retroviral bicistrônico codificando endostatina e interleucina-2 para utilização em terapia gênica; Construction and chracterization in vitro of a bicistronic retroviral vector coding endostatin and interleukin-2 for use in gene therapy

Calvo, Fernanda Bernardes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.5%
A terapia gênica tem sido empregada em estudos pré-clínicos e clínicos, com o intuito de amenizar ou curar uma doença. Vetores retrovirais são uma ferramenta de transferência gênica largamente utilizada. Vetores bicistrônicos são uma alternativa interessante para o tratamento de doenças complexas. Na construção de um vetor bicistrônico pode-se empregar várias estratégias dentre elas a utilização da sequência IRES. A endostatina, fragmento do colágeno XVIII, tem sido muito utilizada na terapia anti-angiogênica devido sua ação inibitória no crescimento de células endoteliais. A imunoterapia tem sido utilizada como tratamento coadjuvante de tumores. Dentre as citocinas utilizadas, a interleucina-2 promovendo a proliferação de linfócitos T, tem sido utilizada em diversos estudos pré-clínicos e clínicos. O objetivo deste projeto foi construir e caracterizar in vitro um vetor retroviral bicistrônico codificando endostatina e interleucina-2 utlizando a sequência IRES. A construção do vetor foi realizada em três etapas, sendo comprovada a construção final por análise de restrição e seqüenciamento. Células de empacotamento foram transfectadas com o vetor, e posteriormente realizada a transdução na célula alvo. A endostatina e a interleucina-2 foram determinadas por Dot blot...

Estudo das interleucinas no processo inflamatório na doença pulmonar obstrutiva crônica, Prednisona/uso terapêutico,; -

Cotrim, Denise Moreira de Andrade
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.49%
Embora a utilização do corticóide oral não seja indicada no tratamento de manutenção na doença pulmonar obstrutiva crônica, identificamos em nosso ambulatório, um grupo de pacientes que fazem uso desta medicação de forma continuada e, nos quais, todas as tentativas anteriores de retirada da medicação, havia resultado em exacerbação dos sintomas. O objetivo deste estudo foi o de analisar os fenômenos inflamatórios associados à tentativa de redução progressiva do corticóide oral nesses doentes. Avaliamos o escarro induzido de 14 pacientes usuários crônicos de corticóide. Após a avaliação basal, realizada enquanto os pacientes faziam uso de sua dose habitual da medicação (V0), procedemos ao aumento da prednisona a 40 mg por dia, por duas semanas (V1). A seguir, reduzimos progressivamente a dose até que ocorresse uma exacerbação (EXAC), quando a dose de 40 mg de prednisona foi re-introduzida por duas semanas (APÓS). Comparamos os resultados deste grupo aos de um grupo de pacientes portadores de DPOC não-usuários de corticóide oral. Esses pacientes foram avaliados na condição basal (V0), quando exacerbaram (EXAC) e após o tratamento com 40 mg de prednisona, por duas semanas (APÓS). As variáveis analisadas no escarro foram: % de neutrófilos...

Efeito da metformina sobre IL-8 e IL-1b em um modelo de células estromais endometriais hiperinsulinêmicas e hiperandrogênicas in vitro

Machado, Amanda de Barros
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.32%
O endométrio é a mucosa que reveste o útero. A receptividade uterina é definida como um estado em que o endométrio se encontra receptivo à implantação do blastocisto. E, a preparação do endométrio para a implantação não é somente uma questão de estimulação hormonal adequada, depende da interação entre o blastocisto e o endométrio. Esta interação envolve uma complexa sequência de eventos de sinalização e uma variedade de moléculas. As concentrações de interleucina-8 (IL-8) e interleucina-1β (IL-1β) estão correlacionadas com o processo de implantação. Em humanos, a taxa de insucesso desse processo é alta e ocasionada por diversos fatores. A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é um distúrbio endócrino-ginecológico que afeta de 6 a 8 % das mulheres em idade reprodutiva, e se caracteriza, principalmente, por anovulação crônica e hiperandrogenismo, estando diretamente relacionada à infertilidade feminina. Apesar da incerteza sobre a causa primária da SOP, há relatos sobre a importância da hiperinsulinemia na sua promoção. O objetivo deste trabalho foi estabelecer um modelo de hiperinsulinemia e hiperandrogenismo em células estromais endometriais in vitro, simulando características de SOP; identificar o melhor gene normalizador para estudos de expressão gênica em amostras das células em cultivo; avaliar o efeito da metformina sobre a proliferação celular e expressão gênica da IL-8 e IL-1β no modelo proposto. O tecido endometrial foi obtido de pacientes submetidas a histerectomia. A cultura primária das células estromais foi padronizada e as células foram divididas em sete grupos de tratamento: estradiol (G1); estradiol e progesterona (G2); estradiol...

Avaliação clínica, imunológica e da resposta ao tratamento periodontal não-cirúrgico em indivíduos com e sem haplótipos de suscetibilidade genética à periodontite crônica no gene interleucina 8

Corbi, Sâmia Cruz Tfaile
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 119 f. : il. color. + anexo
Português
Relevância na Pesquisa
66.43%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Odontologia - FOAR; A Doença Periodontal (DP) tem caráter multifatorial, com a influência de fatores como a presença de microrganismos periodontopatogênicos, suscetibilidade genética do hospedeiro, reação do sistema imune, hábito de fumar e presença de doenças sistêmicas. O tecido periodontal inflamado produz várias citocinas, dentre elas a interleucina 8 (IL-8). Estudos recentes realizados por este grupo investigaram polimorfismos no gene IL8 em indivíduos com e sem periodontite crônica, onde foram observados indivíduos com 2 vezes mais predisposição genética à DP. O objetivo do presente estudo foi testar a hipótese de que a maior suscetibilidade genética à periodontite crônica dada pelo haplótipo ATC/TTC no gene IL8 seria acompanhada por diferenças nos índices clínicos periodontais, nos níveis da citocina IL-8 no fluido sulcular (FS) e na resposta ao tratamento periodontal não-cirúrgico. Foram selecionados 79 indivíduos divididos quanto à presença ou não do referido haplótipo no gene IL8, de forma que os indivíduos “suscetíveis” e “não suscetíveis” foram subdivididos quanto à presença ou ausência da periodontite crônica. Os indivíduos selecionados foram submetidos a exame clínico periodontal e coletas de FS antes e após 45 dias de finalizado o tratamento periodontal não-cirúrgico. A citocina IL-8 foi quantificada por meio de teste imunoenzimático (ELISA). Como resultado verificou-se que...

Investigação de polimorfismos no promotor do gene interleucina 8 em indivíduos com periodontite

Kim, Yeon Jung
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 120 f. : il. + anexo
Português
Relevância na Pesquisa
66.37%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Odontologia - FOAR; O estudo investigou se há associação individual dos polimorfismos –353(A/T), -738(T/A) e -845(T/C) na região promotora do gene interleucina 8 (IL8), bem como de seus haplótipos, com suscetibilidade à periodontite em indivíduos Brasileiros. Foram selecionados 500 indivíduos de ambos os gêneros (Grupo Controle n=224 e Grupo Periodontite n=276) que procuraram atendimento na Faculdade de Odontologia de Araraquara. A partir do DNA obtido de células da mucosa oral, os polimorfismos -738(T/A) e -845(T/C) foram analisados por PCR-RFLP (Polymerase Chain Reaction – Restriction Fragment Length Polymorphism), e o -353(A/T) por SSP-PCR (Sequence Specific Primer – PCR). Os fragmentos obtidos foram submetidos à eletroforese vertical em gel de poliacrilamida a 10%. Para analisar a freqüência dos genótipos e alelos foi utilizado o teste χ2, ou o programa CLUMP para os polimorfismos que mostraram alelos raros. Os haplótipos foram estimados pelo programa ARLEQUIN e a diferença na distribuição deles entre os grupos foi investigada por meio do programa CLUMP. Os resultados da análise individual dos polimorfismos não evidenciaram associação com a periodontite. Em relação aos haplótipos...

Investigação de polimorfismos no gene do receptor 2 da interleucina 8 em indivíduos com periodontite

Viana, Aline Cavalcanti
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 112 f. : il. color. + anexo
Português
Relevância na Pesquisa
56.3%
Pós-graduação em Odontologia - FOAR; Objetivo: O presente estudo foi realizado para investigar a associação entre polimorfismos +785(C/T), +1208(T/C) e +1440(G/A) no gene do receptor 2 da interleucina 8 (CXCR2), bem como de seus haplótipos, e a suscetibilidade à Periodontite em indivíduos brasileiros. Material e Método: Foram selecionados 500 indivíduos de ambos os gêneros (Grupo Controle: n = 224, idade média 35,3 anos; Grupo Periodontite [GP] n = 276, idade média 43,4 anos) que procuraram atendimento na Faculdade de Odontologia de Araraquara. A partir de células da mucosa bucal, o DNA foi extraído por uma solução de solventes orgânicos (fenol:clorofórmio:álcool isoamílico; - 25:24:1). Os polimorfismos +785 e +1208 foram investigados pela técnica SSP-PCR (Sequence Specific Primer – PCR) enquanto que o polimorfismo +1440 foi analisado por PCR-RFLP (Polymerase Chain Reaction – Restriction Fragment Length Polymorphism). Os fragmentos obtidos por PCR-RFLP e os produtos obtidos por SSP-PCR foram submetidos à eletroforese vertical em gel de poliacrilamida a 10% (locus +785 e +1208) e 14% (locus +1440), sendo depois corados com nitrato de prata. Resultados: Considerando a frequência de alelos e genótipos de cada polimorfismo isoladamente...

Determinação dos níveis séricos e urinários da Interleucina 8 em recém-nascidos prematuros com sepse tardia

Bentlin, Maria Regina
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 137 f. : il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
46.32%
Pós-graduação em Pediatria - FMB; A sepse neonatal tardia é importante causa de morbidade e mortalidade em recém-nascidos prematuros. Os sinais e sintomas são inespecíficos, o que dificulta o diagnóstico. As citocinas são potentes mediadores inflamatórios que desempenham importante papel na patogênese da infecção. Níveis séricos aumentados de citocinas são observados durante infecções. A Interleucina 8 (IL-8) tem função de atrair e ativar neutrófilos, mantendo o processo inflamatório. O objetivo deste estudo foi determinar os níveis séricos e urinários da IL-8 em recém-nascidos prematuros com sepse tardia confirmada por culturas (sangue, urina ou líquor) ou associada com meningite, e avaliar se os níveis urinários de IL-8 podem ser utilizados como teste diagnóstico da sepse neonatal tardia. Amostras de sangue e urina foram coletadas de 36 RN prematuros com suspeita clínica de sepse tardia e os exames foram repetidos após 48 horas do início do estudo. Os valores séricos e urinários da IL-8 foram determinados pelo método de ELISA e a IL-8 urinária foi ajustada pelo valor da creatinina urinária. Dois grupos foram constituídos: Grupo séptico: 19 RN com sepse confirmada por culturas ou associada a meningite...

Análise de poliomorfismo genético e metilação no promotor do gene Interleucina-8 em pacientes com periodontite cronica e agressiva; Genetic polymorphism and methylation analysis in the promoter region of the Interleukin8 gene in the patients with chronic and aggressive periodontis

Andia, Denise Carleto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.31%
A Doença Periodontal ou Periodontite é uma afecção complexa e multifatorial, resultante da interação dos mecanismos de defesa do hospedeiro com as espécies bacterianas da placa. Estudos em animais e humanos indicam que fatores genéticos e epigenéticos podem modificar a resposta inflamatória e imune, afetando a experiência da periodontite. Constitutivamente expressa por células epiteliais, a quimiocina Interleucina-8 (IL-8) participa ativamente da resposta inflamatória do hospedeiro, frente ao desafio bacteriano, por sua habilidade em mediar e ativar a migração de neutrófilos. A proposição deste estudo foi investigar aspectos epigenéticos (metilação), genéticos (polimorfismo) e os níveis de transcritos gênicos no promotor do gene IL8 em pacientes com periodontite crônica e agressiva. O primeiro capítulo relata a investigação sobre o single-nucleotide polymorphism (SNP) rs4073 do gene IL8 e sua relação com a periodontite crônica, observando também os níveis de mRNA IL-8 nos tecidos controles e nos acometidos pela doença. O SNP rs4370 foi detectado e analisado por PCR-RFLP em 289 amostras de DNA genômico de pacientes controles (108) e com periodontite crônica generalizada (181). A expressão relativa do mRNA da IL-8 (12 pacientes controles x 12 periodontite) foi investigada utilizando PCR quantitativa para a detecção dos níveis de transcritos gênicos. As análises dos resultados foram ajustadas pelo modelo de regressão logística multivariada e uma associação estatisticamente significante da periodontite com o genótipo TA (p=4.78x10-3) e com a idade (p=4.32x10-7) foi encontrada. Observou-se também um aumento da frequência do alelo A no grupo doente. Além disso...

Mediadores inflamatórios, citograma em lavado nasal e tomografia computadorizada de seios paranasais em crianças atópicas

Kovalhuk,Loreni C.S.; Rosário,Nelson A.; Carvalho,Arnolfo
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2001 Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
OBJETIVOS: os objetivos deste estudo foram avaliar a celularidade e os mediadores inflamatórios no lavado nasal (LN) e a extensão de comprometimento da mucosa dos seios paranasais, em atópicos assintomáticos para sinusite. MÉTODOS: foram estudados 48 atópicos com rinite alérgica (RA), 33/48 com asma; 13 crianças não atópicas constituíram o grupo controle. Foram excluídos os casos com sinusite aguda, crônica ou recorrente. A extensão de lesão da mucosa paranasal, avaliada por tomografia computadorizada (TC) coronal dos seios da face (SF), foi graduada por escore padronizado (0-30). Escore maior ou igual a 12 indicava comprometimento extenso da mucosa dos SF. O LN foi obtido para quantificar a celularidade total e diferencial. Uma alíquota do sobrenadante foi usada para dosagem de mediadores inflamatórios: Interleucina-8 (IL-8), Mieloperoxidase (MPO), Proteína catiônica eosinofílica (ECP). A albumina foi usada como marcador de permeabilidade vascular. Estas determinações foram realizadas em amostras do fluido nasal (FN) de todos os atópicos e em 6/13 dos casos-controle. Foram realizados nos 3 grupos hemograma e espirometria. RESULTADOS: o comprometimento da mucosa paranasal foi extenso em 7/33 (21%) dos asmáticos (Grupo I)...

Soro urêmico inibe a expressão in vitro da quimiocina SDF-1: possível impacto da toxicidade urêmica na lesão endotelial

Ribeiro,Vanessa; Bosquetti,Bruna; Gonçalves,Simone Mikosz; Bucharles,Sérgio Gardano Elias; Rempel,Lisienny; Maciel,Rayana Ariane Pereira; Oliveira,Rodrigo Bueno de; Pecoits-Filho,Roberto; Stinghen,Andréa Emilia Marques
Fonte: Sociedade Brasileira de Nefrologia Publicador: Sociedade Brasileira de Nefrologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.43%
Introdução: A disfunção endotelial é importante na patogênese da doença cardiovascular (DCV) relacionada à doença renal crônica (DRC). Stromal cell-derived factor-1 (SDF-1) é uma quimiocina que mobiliza células endoteliais progenitoras (EPC) e em conjunto com a interleucina-8 (IL-8) podem ser usadas como marcadores de reparo e lesão tecidual. Objetivo: Neste trabalho, foi investigado o efeito do meio urêmico na expressão de SDF-1 e IL-8 in vivo e in vitro. Métodos: A inflamação sistêmica foi avaliada por meio da proteína C-reativa (PCR) e interleucina-6 (IL-6). IL-8 e SDF-1 foram avaliados por ELISA como marcadores de disfunção endotelial e reparo tecidual, respectivamente. Os estudos in vitro foram realizados em células endoteliais umbilicais humanas (HUVEC) expostas ao meio urêmico ou saudável. Resultados: Foram incluídos nesse estudo 26 pacientes em hemodiálise (HD) (17 ± 3 meses em diálise, 52 ± 2 anos, 38% homens e 11% diabéticos). As concentrações séricas de PCR, IL-6, SDF-1 e IL-8 foram 4,9 ± 4,8 mg/ml, 6,7 ± 8,1 pg/ml, 2625,9 ± 1288...

Ação inibitória da Interleucina - 1ß sobre a proliferação de células musculares lisas cultivadas a partir de veias safenas humanas

Dallan,Luís A.O.; Miyakawa,Ayumi A.; Lisboa,Luiz A.; Borin,Thaiz F.; Abreu Filho,Carlos A.C.; Campos,Luciene C.; Krieger,José E.; Oliveira,Sérgio A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
36.48%
INTRODUÇÃO: A veia safena é um enxerto coronário eficiente. Porém, sua patência pode ser limitada por desenvolvimento de aterosclerose. Estudos experimentais "ex vivo", por nós realizados anteriormente, demonstraram apoptose (ensaio de TUNEL) em veias safenas humanas cultivadas sob pressão arterial por 24 horas. Nessas veias safenas, a expressão gênica da Interleucina-1ß avaliada por RT-PCR em tempo real, também mostrou-se elevada. Não há ainda consenso sobre a ação moduladora das citocinas sobre proliferação/apoptose das células musculares lisas das veias safenas. OBJETIVO: Avaliar a influência da Interleucina -1ß na proliferação inicial de cultura de células primárias de músculo liso de veia safena humana. MÉTODO: Foram cultivadas células primárias de músculo liso de seis diferentes veias safenas humanas (em triplicata). O meio de cultura foi o DMEM, suplementado com 10% de soro fetal bovino. O grupo controle não recebeu Interleucina - 1ß. Nos demais grupos, as células cultivadas receberam, respectivamente, 0,1; 1; 10 e 100 ng/mL de Interleucina - 1ß. A proliferação celular foi avaliada através da quantificação de timidina triciada [³H], incorporada às células recém-proliferadas. RESULTADOS: O tratamento com Interleucina - 1ß diminuiu a proliferação celular...

Alergia à proteína do leite de vaca em crianças: avaliação clínica e concentrações séricas de interferon- γ e interleucina- 4

das Graças Moura Lins, Maria; Eugenia Farias Almeida Motta, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
Introdução O diagnóstico da alergia à proteína do leite de vaca através de sintomas é bastante falível, representa mais ou menos a metade dos casos suspeitos. A produção e as concentrações do Interferon-γ e Interleucina-4 têm sido estudadas como sinalizadores das reações inflamatórias na alergia à proteína do leite de vaca em atividade e na tolerância oral com ações contrarreguladoras. Objetivos. 1- Determinar a frequência de alergia em crianças com sintomas de intolerância ao leite de vaca. 2 - Determinar as concentrações séricas do interferon-gama e da interleucina-4 em crianças com sintomas suspeitos de alergia à proteína do leite de vaca. Método. Foram estudada 65 crianças (2-84 meses), com intolerância ao leite de vaca, foram estudadas. Informações da história clínica, níveis e IgE total e específicas, Interferon-γ, Interleucina-4 e teste do desencadeamento alimentar oral, realizado para determinação das crianças com e sem alergia à proteína do leite de vaca foram registrados em formulário estruturado.Os sintomas entre os dois grupos foram analisados. As idades e citocinas foram sumarizadas como medianas e comparadas pelo teste de Mann-Whitney. As diferenças entre as variáveis categóricas foram determinadas pelo teste qui-quadrado. Os testes estatísticos foram considerados significantes com p< 0...

Determination of strains of Helicobacter pylori and of polymorphism in the interleukin-8 gene in patients with stomach cancer

VINAGRE, Ruth Maria Dias Ferreira; CORVELO, Tereza Cristina de Oliveira; ARNAUD, Vanda Cat?o; LEITE, Ana Claudia Klautau; BARILE, Katarine Antonia dos Santos; MARTINS, Luisa Caricio
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.06%
CONTEXTO: A neoplasia g?strica ? a segunda causa mais comum de morte por c?ncer no mundo e o H. pylori ? classificado como carcin?geno humano tipo I pela Organiza??o Mundial de Sa?de. Entretanto, apesar da elevada preval?ncia da infec??o pelo H. pylori em todo mundo, menos de 3% de indiv?duos portadores dessa bact?ria desenvolvem neoplasias g?stricas. Tal fato indica que a evolu??o para maligniza??o possa estar associada a fatores bacterianos, do hospedeiro e do ambiente. OBJETIVOS: Investigou-se a associa??o do polimorfismo da regi?o promotora do gene IL-8 (-251) e do gen?tipo do H. pylori, baseado nos alelos vacA e na presen?a do gene cagA, com a cl?nica e os dados histopatol?gicos. M?TODOS: Em estudo prospectivo, 102 pacientes com c?ncer g?strico e 103 volunt?rios saud?veis foram analisados. O polimorfismo da IL-8 (-251) foi determinado pela rea??o de PCR-RFLP e sequenciamento. Para genotipagem dos alelos vacA e do gene cagA das cepas bacterianas foi utilizada a PCR. As biopsias g?stricas foram avaliadas histologicamente. RESULTADOS: A sorologia para o H. pylori foi positiva em 101 (99%) de todos os pacientes analisados, e 98 (97%) deles foram colonizados por apenas uma cepa bacteriana. Em pacientes com monoinfec??o, 82 (84%) das cepas bacterianas observadas apresentavam o gen?tipo s1b/m1. O gene cagA foi detectado em 74 (73%) dos pacientes infectados pelo H. pylori. A presen?a do gene cagA demonstrou estar associada com a presen?a do gen?tipo s1b/m1 do gene vacA (P = 0...

Study of a conserved herpesvirus gene inducer of cell cycle arrest and IL-8

Dias, Diogo Bernardes, 1991-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2014; O gene UL76 do citomegalovírus humano (HCMV) pertence a uma família de genes homólogos conservados em todos os herpesvírus, envolvidos na evasão aos mecanismos de defesa do hospedeiro, denominada família de genes UL24. Esta família é alvo de estudo devido ao facto de permanecer a única família de genes homólogos ao qual ainda não foi associada nenhuma função principal. No entanto, a sua conservação e simultânea falta de homologia com genes celulares indicam de que se trata de uma família com um papel determinante no ciclo de vida dos herpesvírus. O trabalho que tem sido feito em relação a esta família visa elucidar a comunidade científica quanto aos mecanismos empregues pelos herpesvírus para escapar à detecção pelo sistema imune do hospedeiro e estabelecer uma latência que se pode prolongar durante grande parte da vida desse mesmo hospedeiro. É esta capacidade que torna os herpesvírus nunm dos grupos de patogéneos mais prevalentes e eficientes da Humanidade. No que toca ao UL76, descobertas anteriores reportam que as principais funções associadas a este gene em particular incluem a capacidade de por si só ser capaz de induzir uma paragem no ciclo celular na transição entre a fase G2 e mitose (G2M)...

Dosagem serica da interleucina-8 (IL-8) em pacientes portadores de doença de Behçet e poliarterite nodosa

Alzirton de Lira Freire
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2000 Português
Relevância na Pesquisa
46.31%
A patogênese da doença de Behçet (DB) e da poliarterite nodosa (PAN) não está totalmente esclareci da. No desencadeamento destas doenças provavelmente atuam diversos fenômenos interrelacionados, incluindo-se a produção de várias citocinas pró-inflamatórias. Neste estudo foi investigado o comportamento da interleucina-8 (IL-8) sérica em 21 pacientes com OB e em 16 pacientes com PAN. Os pacientes foram estudados levando-se em conta a existência ou não de atividade clínica elou laboratorial de doença. A análise quantitativa do nível sérico da IL-8 foi realizada pelo método de ELlSA. Utilizou-se soro de 30 indivíduos saudáveis como controle. Os resultados encontrados revelaram níveis da IL-8 sérica significativamente mais elevados nos pacientes com OB em atividade quando comparados aos dos controles (59,01 pg/ml versus 38,54 pg/ml p=0,0059). Comparando-se o grupo de doentes com OB em atividade e o sem atividade, embora os níveis observados. nos primeiros tenham se apresentado superiores, não houve diferença estatística (59,01 pg/ml versus 44,23 pg/ml p=0,1697). Os níveis da IL-8 sérica no grupo com PAN em atividade foram superiores aos do grupo controle (214,03 pg/ml versus 38,54 pg/ml - p=0,OO62). Quando comparou-se os grupos com PAN' corn"" e sem atividade de doença...

Expresión del fenotipo Duffy negativo en mujeres afrodescendientes y su relación con la preeclampsia

Estrada-Arcila,Lina; Escobar-Hoyos,Johana; Gómez-Giraldo,Lina; Cadavid-Jaramillo,Angela Patricia; Gil-Villa,Aura María
Fonte: Revista Cubana de Obstetricia y Ginecología Publicador: Revista Cubana de Obstetricia y Ginecología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
La preeclampsia (PE) es una complicación del embarazo que trae consigo algunas consecuencias negativas para la madre y el feto: en la madre provoca principalmente hipertensión y proteinuria, mientras que en el feto puede presentarse trombocitopenia, alteración en el desarrollo del sistema nervioso central y circulatorio, y restricción del crecimiento intrauterino, lo cual se considera el factor de riesgo principal de muerte fetal en nacimientos producto de una PE severa. En la preeclampsia se presenta una disfunción endotelial relacionada con placentación anormal, estado de estrés oxidativo y proceso inflamatorio sistémico, que lleva a la activación de neutrófilos y monocitos. Se ha considerado a la interleucina-8 (IL-8) como un posible candidato desencadenante por ser quimioatrayente y activador de leucocitos; en la circulación sanguínea, la IL-8 se une a un receptor de quimiocina multiespecífico de alta afinidad denominado DARC, que es idéntico al antígeno del grupo sanguíneo Duffy. Este receptor regula los niveles plasmáticos de IL-8, uniéndose a esta quimiocina, pero cuando hay una mutación en la región promotora del gen se altera la expresión de DARC, lo que conlleva a que la IL-8 de los factores genéticos involucrados en la activación de los neutrófilos y de los monocitos...