Página 2 dos resultados de 1021 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Caracteristícas do aleitamento materno no município de Joinville, SC; Characteristics of breastfeeding in the city of Joinville, SC

Nascimento, Maria Beatriz Reinert do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.27%
O aleitamento materno é o modo mais natural e seguro de alimentação na primeira infância. O leite humano proporciona uma combinação única de nutrientes, células vivas e elementos de defesa, assim como benefícios nutricionais, imunológicos, psicológicos e econômicos reconhecidos e inquestionáveis, tanto a curto como a longo prazo. Como política global de saúde pública, a Organização Mundial da Saúde recomenda que a amamentação seja exclusiva até o sexto mês de vida. Após essa idade, alimentos complementares devem ser iniciados, e o aleitamento materno mantido beneficamente até dois anos ou mais. É essencial tomar conhecimento das condições de saúde, de assistência e de vida de uma determinada população, inclusive àquelas relativas à nutrição infantil, para tanto, o diagnóstico rápido dos índices de aleitamento materno em campanhas de vacinação constitui uma importante estratégia. O objetivo geral desse estudo foi determinar a prevalência do aleitamento materno entre os lactentes menores de um ano de idade no município de Joinville (SC). Os objetivos específicos foram: caracterizar o tipo de aleitamento entre os lactentes menores de um ano de idade, conhecer a prevalência do aleitamento materno exclusivo em lactentes de quatro e seis meses de vida...

Auditory steady state response in hearing assessment in infants with cytomegalovirus

Silva, Daniela Polo C.; Lopez, Priscila Suman; Montovani, Jair Cortez
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 550-553
Português
Relevância na Pesquisa
27.17%
OBJETIVO:Relatar o caso de um lactente com citomegalovírus congênito e disacusia neurossensorial progressiva, analisado por três métodos de avaliação auditiva.DESCRIÇÃO DO CASO:Na primeira avaliação auditiva, aos quatro meses de idade, o lactente apresentou ausência de Emissões Otoacústicas (EOA) e Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico (PEATE) dentro dos padrões de normalidade para a faixa etária, com limiar eletrofisiológico em 30dBnHL, bilateralmente. Com seis meses, apresentou ausência de PEATE bilateral em 100dBnHL. A avaliação comportamental da audição mostrou-se prejudicada devido ao atraso no desenvolvimento neuropsicomotor. Aos oito meses, foi submetido ao exame de Resposta Auditiva de Estado Estável (RAEE) e os limiares encontrados foram 50, 70, ausente em 110 e em 100dB, respectivamente para 500, 1.000, 2.000 e 4.000Hz, à direita, e 70, 90, 90 e ausente em 100dB, respectivamente para 500, 1.000, 2.000 e 4.000Hz, à esquerda.COMENTÁRIOS:Na primeira avaliação, o lactente apresentou alteração auditiva no exame de EOA e PEATE normal, que passou a ser alterado aos seis meses de idade. A intensidade da perda auditiva só pôde ser identificada pelo exame de RAEE, permitindo estabelecer a melhor conduta na adaptação de aparelho de amplificação sonora individual. Ressalta-se a importância do acompanhamento audiológico para crianças com CMV congênito.; OBJETIVO:Relatar el caso de un lactante con citomegalovirus congénito y disacusianeurosensorial progresiva...

Alergias, infecções respiratorias precoces e outros danos pulmonares são fatores mais associados a pacientes com sindrome do lactente chiador, matriculados no ambulatorio de lactente chiador da pediatria da Universidade Estadual de Campinas, região sudeste do Brasil

Maria Angelica Chiarinelli Nucci Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2003 Português
Relevância na Pesquisa
27.17%
A Síndrome do Lactente Chiador vem ganhando interesse na literatura ao longo dos anos devido a sua alta prevalência, sendo responsável por uma parte significativa das internações e consultas pediátricas. Para que as abordagens diagnósticas, terapêuticas e profiláticas sejam eficazes é necessário que sejam conhecidas as características epidemiológicas e aquelas referentes à morbidade da população com a qual se trabalha. Este foi um estudo prospectivo e observacional realizado no Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, durante 12 meses. Foram incluídos 159 lactentes chiadores, sendo 66% do sexo masculino. Os casos foram classificados como leves (9,8%, episódios de chiado a cada dois meses), moderados (48%, episódios de chiado mensais) e graves (42,2%, chiado diário). Os antecedentes neonatais encontrados foram (% dos casos): baixo peso de nascimento (33,5), pré-termo (28,4), diagnóstico de broncodisplasia (7,8), síndrome da angustia respiratória (11,1), pneumonia (21,7) e necessidade de ventilação pulmonar mecânica (25). Os fatores descritos como desencadeantes do chiado foram (% dos casos): alteração climática (82,5), infecções respiratórias de vias aéreas altas (78,1) ou baixas (70...

Alimentação e nutrição do lactente

Guerra, A.; Rêgo, C.; Silva, Diana; Ferreira, G.C.; Mansilha, H.; Antunes, H.; Ferreira, R.
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.17%
Os autores apresentam os resultados de uma ampla revisão bibliográfica do conhecimento e práticas relativas à alimentação e nutrição do lactente, tendo por base a evidência científica existente e as recomendações dos principais comités de nutrição pediátrica.É sublinhada a importância do aleitamento materno, se possível de modo exclusivo durante os primeiros 6 meses de vida e é referida a evolução da maturação fisiológica e das preferências alimentares associadas à diversificação alimentar.São apresentados os principais dados relativos ao teor dos alimentos em nutrientes, à idade de início da diversifica-ção e ao modo de progressão da alimentação ao longo do primeiro ano de vida. São feitas considerações específicas em relação a grupos especiais de nutrientes, como é o caso dos micronutrientes, bem como no tocante a componentes com interesse para a saúde da criança, cada vez mais usados na alimentação do lactente, como é o caso dos pré e probióticos.As potenciais repercussões para a saúde da alimentação são também referidas, em particular no tocante à prevenção de alergias, risco cardiovascular e doença celíaca. Finalmente são abordados alguns dos aspectos mais relevantes para a alimentação e saúde do lactente ligados a dietas especiais nomeadamente vegetarianas e macrobióticas.

O efeito da utilização da chupeta da síndrome de morte súbita do lactente : uma revisão sistemática da literatura com meta-análise

Araújo, Denise
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
27.52%
INTRODUÇÃO: o uso da chupeta é um hábito instituído culturalmente. Assume na nossa sociedade função de acalmar ou confortar a criança. Contudo, este tema é controverso pois, se por um lado, não é recomendado o seu uso devido à possível influência na amamentação, na saúde oral da criança e no aumento de otites médias agudas, por outro a sua utilização voltou a despertar interesse devido ao efeito preventivo na Síndrome de Morte Súbita do Lactente. OBJETIVO: o presente estudo tem como principal objetivo obter evidências científicas no sentido de compreender o efeito da utilização da chupeta na prevenção da Síndrome de Morte Súbita do Lactente. MÉTODO: trata-se de uma Revisão Sistemática da Literatura com Meta-análise segundo o modelo do Instituto Joanna Briggs®. Para a identificação dos estudos recorreu-se as seguintes bases de dados: CINAHL®, Cochrane Central Register of Controlled Trials®, SCOPUS® e MEDLINE®. Foram utilizados descritores como Lactentes, Chupeta e SMSL, assim como sinónimos frequentemente utilizados em português, inglês e espanhol. Numa fase inicial foram identificados 117 artigos. A qualidade metodológica dos estudos foi avaliada através dos instrumentos preconizados pelo Instituto Joanna Briggs®. Os estudos identificados...

Importância da Avaliação Funcional Respiratória em Idade Precoce

Antunes, J; Borrego, LM
Fonte: Sociedade Portuguesa de Imunoalergologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Imunoalergologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.17%
As provas de função respiratória são instrumentos de quantificação objectiva do compromisso pulmonar utilizadas na confirmação diagnóstica, monitorização após terapêutica e avaliação do prognóstico de diversas patologias. Tem sido possível nos últimos anos a sua aplicação em crianças mais jovens, com benefícios evidentes, pela possibilidade de atempadamente monitorizar e alterar o curso natural de certas doenças. As provas de função respiratória no lactente e em idade pré-escolar revestem-se de particularidades metodológicas, tendo ocorrido recentemente um grande interesse da comunidade científica neste âmbito, com grandes progressos nesta área. Pretende-se no presente artigo enumerar as técnicas de função respiratória disponíveis em idade precoce, explicitando a sua fundamentação teórica, metodologia e aplicabilidade. Será dado particular destaque às técnicas mais inovadoras aplicadas no lactente – técnicas de compressão torácica rápida em volume corrente e volume aumentado, bem como em idade pré-escolar – pletismografia sem oclusão e espirometria animada. Embora as provas funcionais do lactente permaneçam no domínio da investigação, pela sua controversa aplicabilidade individual...

Importância da Avaliação Funcional Respiratória em Idade Precoce

Antunes, J; Borrego, LM
Fonte: Sociedade Portuguesa de Imunoalergologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Imunoalergologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.17%
As provas de função respiratória são instrumentos de quantificação objectiva do compromisso pulmonar utilizadas na confirmação diagnóstica, monitorização após terapêutica e avaliação do prognóstico de diversas patologias. Tem sido possível nos últimos anos a sua aplicação em crianças mais jovens, com benefícios evidentes, pela possibilidade de atempadamente monitorizar e alterar o curso natural de certas doenças. As provas de função respiratória no lactente e em idade pré-escolar revestem-se de particularidades metodológicas, tendo ocorrido recentemente um grande interesse da comunidade científica neste âmbito, com grandes progressos nesta área. Pretende-se no presente artigo enumerar as técnicas de função respiratória disponíveis em idade precoce, explicitando a sua fundamentação teórica, metodologia e aplicabilidade. Será dado particular destaque às técnicas mais inovadoras aplicadas no lactente – técnicas de compressão torácica rápida em volume corrente e volume aumentado, bem como em idade pré-escolar – pletismografia sem oclusão e espirometria animada. Embora as provas funcionais do lactente permaneçam no domínio da investigação, pela sua controversa aplicabilidade individual...

Evento com aparente risco de morte: uma revisão

Romaneli,Mariana Tresoldi das N.; Baracat,Emílio Carlos E.
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.27%
OBJETIVO: Realizar uma revisão crítica reunindo informações disponíveis a respeito dos eventos com aparente risco de morte. FONTES DE DADOS: Revisão bibliográfica dos artigos (em português, inglês e espanhol) obtidos dos bancos de dados eletrônicos Medline, Lilacs e SciELO, utilizando as palavras-chave: eventos com aparente risco de morte, evento com aparente risco de vida infantil, lactente, apneia, monitorização e cianose. SÍNTESE DOS DADOS: Os eventos com aparente risco de mortesão súbitos e caracterizados por uma combinação de apneia, alteração na coloração da pele e tônus muscular, com inúmeras causas subjacentes. Sua incidência verdadeira é desconhecida e a faixa etária mais acometida é de 11 a 12 semanas. Não há correlação entre o evento com aparente risco de morte e a síndrome da morte súbita do lactente, embora já tenham sido consideradas manifestações da mesma doença. Muitas vezes, o lactente tem aparência saudável ao ser avaliado pelo pediatra após apresentar eventos com aparente risco de morte, porém, isso não afasta a possibilidade de existir uma doença grave associada ao evento, que deve ser investigada e tratada. Quando não são encontradas as causas, o evento é idiopático...

Influência de práticas maternas no desenvolvimento motor de lactentes do 6º ao 12º meses de vida

Silva,PL; Santos,DCC; Gonçalves,VMG
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
27.27%
CONTEXTO: Práticas maternas são comportamentos específicos, por meio dos quais as mães/cuidadores desempenham suas tarefas maternais. Estas práticas poderiam influenciar o desenvolvimento motor de lactentes. OBJETIVO: verificar a influência de práticas maternas, utilizadas no cuidado diário de lactentes saudáveis, sobre seu desenvolvimento motor do 6º ao 12º meses de vida. MÉTODO: Selecionados 14 lactentes, nascidos a termo e saudáveis, avaliados longitudinalmente no 6º, 9º e 12º meses de vida, utilizando-se a Alberta Infant Motor Scale. Em cada avaliação/idade a mãe respondeu a um questionário fechado sobre práticas, predominantemente adotadas no cuidado diário do lactente durante os períodos de vigília. Considerou-se neste estudo a postura predominantemente adotada pelo lactente, local preferencial de permanência e a forma de carregar o lactente no colo. RESULTADOS: No 9º mês de vida o desempenho motor dos lactentes foi influenciado positivamente pela predominância na postura de quatro apoios, em relação à sentada e prono ou supino e pela permanência no chão em relação ao carrinho de bebê. No 12º mês houve influência positiva da predominância na postura de quatro apoios e em pé. A postura predominante no 6º mês de vida e a forma de carregar o lactente no 6º...

Perfuração cardíaca durante cateterismo em um lactente com estenose valvar pulmonar: resultados satisfatórios pela abordagem híbrida

Pedra,Carlos Augusto Cardoso; Arrieta,Santiago Raul; Costa,Lucidia Rodrigues; Almeida,Antonio Flavio Sanches de
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
Relatamos o caso de um lactente de 10 meses, submetido a uma tentativa mal sucedida de valvoplastia pulmonar com balão (VPB) devido à perfuração cardíaca. A criança foi subseqüentemente tratada por esternotomia mediana, sutura do sítio de perfuração no átrio direito e VPB intraoperatória por meio de uma bainha colocada na via de saída do ventrículo direito.

Estudos citogenéticos nas leucemias do lactente

de Jesus Marques Salles, Terezinha; Santos, Neide (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
A análise citogenética convencional e molecular nas leucemias do lactente (LL) é de fundamental importância para estabelecer alterações cromossômicas e que definem grupos e subgrupos de risco. Este estudo caracterizou alterações cromossômicas em 83 lactentes, oriundos do Centro de Oncohematologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz e Centro de Transplante de Medula Óssea do Instituto Nacional do Cancer (CEMO/INCA) no período de julho/2000 a agosto/2010, sendo 73 casos de leucemias agudas (LA) e 10 de síndrome mielodisplásica (SMD). As Leucemias agudas foram classificadas como leucemia linfoblástica aguda (LLA) (47 casos), leucemia mielóide aguda (LMA) (23 casos) e leucemias ambíguas (3 casos). A idade dos pacientes com leucemia linfoblástica aguda variou de 5 dias a 22 meses, com proporção entre os sexos de 1:1. A idade dos casos de leucemia mielóide aguda variou de 2 a 21 meses, sendo 15 masculinos e 7 femininos. Os subtipos morfológicos foram leucemia mielóide com diferenciação (M2), leucemia mielomonocítica (M4), leucemia mielomonocítica eosinofílica (M4eo), leucemia monoblástica (M5) e leucemia megacarioblástica (M7). O bandeamento G (GBG) revelou anormalidades da região 11q23 em 38% dos casos de leucemia linfoblástica e em 50% dos casos de leucemia mieloblástica. O rearranjo do gene MLL por hibiridização in situ foi observado em 65% e 39% das leucemias linfoblásticas e leucemia mielóide...

Fatores associados ao conhecimento das mães sobre a Síndrome da Morte Súbita do Lactente

Bezerra,Marina Alves de Lima; Carvalho,Kaline Meneses; Bezerra,Joana Lidyanne de Oliveira; Novaes,Lívia Fernanda Guimarães; Moura,Talita Helena Monteiro de; Leal,Luciana Pedrosa
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
Identificar os fatores associados ao conhecimento das mães de crianças atendidas em um Hospital Escola a respeito da Síndrome da Morte Súbita do Lactente. Estudo descritivo realizado por entrevistas a 202 mães no período de maio de 2011 a outubro de 2012 na cidade do Recife - PE. A associação do conhecimento materno sobre a SMSL e as variáveis independentes foi avaliada utilizando os Testes Qui-quadrado e Exato de Fisher. Apenas 15,8% das mães conheciam a SMSL. Destas, 29,4% citaram a posição dorsal para dormir como medida preventiva. Aproximadamente 27% das mães receberam informação sobre a posição de dormir e 50,9% indicaram os enfermeiros como responsáveis. A escolaridade materna, renda familiar e receber orientação apresentaram-se associadas ao conhecimento sobre a SMSL. A maioria das mães desconhece a posição adequada para o sono infantil, reforçando a necessidade de incluir essa orientação à família nas estratégias de educação em saúde.

Edema Agudo do Pulmão Secundário a Laringoespasmo. Pós-Extubação num Lactente (Caso Clínico)

R. Mota, Céu; R. Ferreira, Paula; Ramos, Ana; Baleizão, Isabel; Vilarinho, António
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 24/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
Os autores descrevem um caso clínico de edema agudo do pulmão secundário a um laringoespasmo pós-extubação de anestesia geral, num lactente de 3 meses submetido a herniorrafia bilateral. A entubação decorreu sem problemas e o aporte de líquidos durante a cirurgia foi apropriado.A extubação precoce com esforço respiratório contra uma glote cerrada foi provavelmente a causa desta situação levando à instalação de um elevado gradiente de pressão transpulmonar subatmosférica e a hipóxia. Estes dois factores alteram a permeabilidade da membrana alveolocapilar gerando uma transudação de fluidos dos capilares pulmonares para os alvéolos.Quando o diagnóstico e o tratamento são rápidos a evolução deste quadro geralmente é favorável sem sequelas.

O Síndrome da Morte Súbita, Inesperada e Inexplicada do Lactente (MSIL) em Portugal. Um Levantamento Retrospectivo (1979-1994

L., Guimarães; P. M., Pereira; Sousa M. J., Carneiro de; J., Pinheiro; A., Santos; A., Silva; D. N., Vieira; J., Sequeiros
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
O síndrome da morte súbita, inesperada e inexplicada do lactente (MSIL) ocorre normalmente entre 1M e 1 A de vida, com um máximo entre os 2 e os 4M, constituindo a principal causa de morte pós-neonatal nos países desenvolvidos.A MSIL ocorre quase sempre no domicílio e constitui em geral um achado isolado numa família, embora ocasionalmente se repita em irmãos. Em Portugal foi já observada uma família com 6 casos de MSIL (só um autopsiado) e 3 casos de 'MSIL falhada' em seis fratrias, em duas gerações consecutivas, com um modo autossómico dominante de hereditariedade, e relacionada com a apneia do sono (MIM 107640).Apresentam-se os resultados preliminares de um levantamento retrospectivo (1979-94) de casos autopsiados de MSIL nos Institutos de Medicina Legal do Porto e de Coimbra, para identificar possíveis factores de risco epidemiológico e conhecer a frequência da MSIL em familiares de probandos consoante o grau de parentesco.Com base na definição de Beckwith e em registos médico-legais da MSIL, foram identificados 97 casos, observando-se um aumento de casos de MSIL ao longo dos anos de 1979 a 1990 seguido de um decréscimo de 1992 a 1994, uma frequência mais elevada nos indivíduos do sexo masculino (63.5%), um maior número de casos entre as idades de 1 a 4M (62%)...

Comportamentos preventivos dos pais relacionados com o síndrome de morte súbita do lactente

Remoaldo, Paula Cristina Almeida
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2000 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
O presente artigo complementa vários estudos divulgados na revista "Saúde Infantil" ao longo dos três últimos anos relacionados com aTese de Doutoramento defendida em 1999 e intitulada: A Morbilidade e a Mortalidade Infantil em territórios amostra do distrito de Braga - desigualdades territoriais e sociais. Os objectivos principais que nortearam esta pesquisa foram a aquilatação dos comportamentos e atitudes de risco dos pais e em especial da mãe. Em relação à morbilidade e à mortalidade infantil e a sua análise segundo as dicotomias territoriais e sociais existentes nos concelhos de Guimarães. Fafe. Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto. No presente artigo analisámos uma das afecções da primeira infância. i.e.. o síndrome da morte súbita do lactente, cujos factores de risco ainda não estão totalmente esclarecidos, tendo optado por avaliar os factores que lhe estavam mais correntemente associados quando a pesquisa foi realizada (1995-1996), como sejam, a posição que a criança adopta ao dormir, a utilização de uma almofada e o consumo de tabaco por parte dos pais ou de outros familiares junto da criança. Diagnosticámos uma fraca adesão por parte dos pais inquiridos a algumas normas divulgadas em 1995 e 1996 pela Direcção-Geral da Saúde através do Boletim de Saúde Infantil e Juvenil especialmente no que respeita à posição de dormir da criança.; The present paper completes some studies published in the "Saúde Infantil" magazine for the last three years that are related to the dissertation: A Morbilidade e a Mortalidade Infantil em territórios amostra do distrito de Braga - desigualdades territoriais e sociais. The investigation analyzes the territorial and social contrasts of infant morbidity and infant mortality in four "concelhos" of the Braga district - Guimaraes...

Assistência do enfermeiro na amamentação do lactente: um estudo bibliográfico

Olivera, Maria Divina Araújo de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
O presente estudo trata da importância do incentivo dos profissionais de saúde, em especial o enfermeiro, no processo de educação/conscientização para as lactantes. O estímulo à amamentação até os dois anos de idade vem se tornando uma preocupação por esta prática se constituir, inegavelmente, em um fator essencial para o crescimento e desenvolvimento saudável da criança. Justifica-se esse trabalho através de pesquisas bibliográficas, que afirmam que a amamentação até os dois anos de idade é essencial para o crescimento e desenvolvimento da criança, sendo uma prática milenar com reconhecidos benefícios nutricionais, imunológicos, econômicos e sociais. Tais benefícios são aproveitados em sua plenitude quando a amamentação é praticada e oferecida, como forma exclusiva de alimentação do lactente, até o sexto mês de vida, e acrescida de alimentos complementares até os dois anos de idade. É um estudo bibliográfico, a coleta de dados foi obtida por meio da literatura publicada em sites informatizados, teve como período de pesquisa fevereiro a início de outubro de 2007. A amamentação proporciona um vínculo emocional entre mãe-filho, além dos benefícios fisiológicos à mãe nutriz...

BIRTHWEIGHT AND INFANT GROWTH; PESO AO NASCER E CRESCIMENTO FÍSICO DO LACTENTE

Barros Filho, Antonio A.; Barbieri, Marcos A.; Gutierrez, Manoel R. P.; Bettio, Heloísa; Ricco, Rubens G.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/1996 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
This review is aimed at discussing the birthweight on subsequent growth of the infant. The authors discuss some factors related to birthweight, growth of the infant, and the catch-up growth of the low-birthweight ones, described in the international literature, and then they describe some Brazilian researchs. They call the attention for some controvertial points found in the literature and for the lack of researchs on this issue in Brazil.; Esta revisão objetiva discutir a influência do peso ao nascer sobre o crescimento do lactente. Os autores analisam e discutem alguns fatores relacionados com o peso, ao nascer, ao crescimento, à recuperação do crescimento dos recém-nascidos de baixo peso, descritos na literatura internacional, e descrevem alguns estudos brasileiros. Chamam a atenção para alguns pontos controvertidos na literatura, bem como para o pequeno números de pesquisas desenvolvidos no Brasil.

Instrumentos de Avaliação para os Dois Primeiros Anos de Vida do Lactente; Instruments of Assessment for First Two Years of Life of Infant

Moreira, Rafaela Silva; Figueiredo, Elyonara Mello de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 23/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
Resumo Introdução: a avaliação do desenvolvimento de lactentes objetiva identificar e classificar precocemente um atraso de desenvolvimento e/ou programar uma intervenção. Esta avaliação é considerada ineficiente quando realizada apenas por julgamento clínico profissional. Dessa forma existem inúmeras escalas de avaliação que podem auxiliar os profissionais neste processo, sendo necessário um maior conhecimento de suas vantagens e desvantagens. Objetivo: identificar e analisar instrumentos de avaliação do desenvolvimento infantil para lactentes de zero a dois anos de idade. Método: realizou-se busca nas principais bases de dados informatizadas, nos manuais dos instrumentos de avaliação e livros de Fisioterapia Pediátrica. Foram extraídos de cada instrumento: caracterização geral, propriedades psicométricas, pressuposto teórico que embasa o instrumento, validade para crianças brasileiras e acessibilidade para o fisioterapeuta no Brasil. Resultados: Foram selecionados os artigos referentes aos testes TIMP, DUBOWITZ, MAI, AIMS e BAYLEY-III. O TIMP apresentou os melhores índices de confiabilidade e sensibilidade para avaliação de bebês prematuros nos quatro primeiros meses de vida, contudo é sua aplicação é demorada e depende do estado emocional do lactente. DUBOWITZ é de fácil e rápida aplicação apesar de não ser muito acessível no Brasil. A literatura sugere uma reavaliação do MAI à medida que este exibe uma limitada base psicométrica e uma pobre validade de construto. A AIMS apresenta as melhores propriedades psicométricas e condições para uso clínico. A Bayley-III está entre os melhores instrumentos...

Linfoma burkitt-like em um lactente: relato de caso; Burkitt-like lymphoma in an infant: a case report

Klumb, Claudete Esteves; Resende, Lídia Maria Magalhães de; Stefanoff, Claudio Gustavo; Vicuña, Carlos Humberto; Renault, Ilana Zalcberg; Maia, Raquel Ciuvalschi
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
Childhood non-Hodgkin's lymphomas, including Burkitt and Burkitt-like, are rarely diagnosed in infants. A case of B-cell lymphoma in a 13-month-old girl with extensive abdominal disease, ascites, pleural effusion, and tumor lysis syndrome is reported. Phenotypic analysis showed a germinal center B-cell phenotype, and a B-cell clonality was confirmed by polymerase chain reaction. There was no evidence of Epstein-Barr and HIV infection. The case herein reported emphasizes the need for considering the diagnosis of lymphoma even in very young children.; Os linfomas não Hodgkin da infância, incluindo os linfomas de Burkitt e Burkitt-like são raros em lactentes. Um caso de linfoma não Hodgkin B em uma lactente de 13 meses de idade é descrito. Ao diagnóstico a paciente apresentava extenso comprometimento abdominal associado à ascite, derrame pleural e síndrome de lise tumoral. A análise imunofenotípica mostrou um fenótipo compatível com células linfóides oriundas do centro germinativo e a origem clonal dessas células foi demonstrada por reação em cadeia da polimerase. Não foi demonstrada associação do linfoma com infecção pelo vírus Epstein-Barr e/ou virus da imunodeficiência adquirida. O caso apresentado enfatiza a necessidade de considerar o diagnóstico de linfoma mesmo em lactentes.

Hábitos de sono relacionados à síndrome da morte súbita do lactente: estudo populacional

Geib,Lorena Teresinha Consalter; Nunes,Magda Lahorgue
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.01%
O estudo transversal, que descreve os hábitos de sono com risco potencial para a síndrome da morte súbita do lactente, incluiu todas as crianças nascidas vivas em 2003, em Passo Fundo, Rio Grande do Sul, Brasil, com coleta de dados nas Declarações de Nascidos Vivos e em entrevistas, analisados com estatística descritiva e teste de qui-quadrado. Dos 2.634 nascidos vivos, selecionaram-se 2.285 (86,75%), com exclusão de 8,4% e perda de 5,2%. Dentre os hábitos protetores, constatou-se, em 77% dos lactentes, uso de vestuário adequado, 90% envolvidos frouxamente, 69% com cobertas de espessura fina, 98% dormindo no quarto dos pais e 56%, no berço. Dos hábitos com potencial risco, observaram-se decúbito lateral (92%), uso de travesseiro (88%) e os pés distanciados da borda inferior do berço (96%). Nas classes econômicas pobres, o hábito da criança de compartilhar a cama foi significativo (p = 0,00). Assim, num município com baixa prevalência de síndrome da morte súbita, os lactentes são expostos tanto a hábitos de sono protetores como de risco, sugerindo que, em populações desfavorecidas de países em desenvolvimento, outros fatores de risco dessa síndrome devam ser considerados.