Página 1 dos resultados de 9 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Efeitos da contagem de células somáticas sobre a qualidade do leite semidesnatado e creme de leite pasteurizado; Effects of somatic cell count on the quality of pasteurized semi-skimmed and milk cream

Coelho, Viviane Ribeiro Pinheiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.7%
O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos dos níveis de contagem de células somáticas (CCS) sobre as características físico-químicas e microbiológicas do leite semidesnatado e do creme de leite pasteurizados, ao longo de 28 e 30 dias de estocagem sob refrigeração. As frações protéicas do leite semidesnatado e o perfil de ácidos graxos do creme de leite pasteurizados foram pesquisados nos dias 1, 7, 14, 21 e 28 e 1, 10, 20 e 30 dias após a produção de cada produto. Foram definidos três grupos experimentais com baixa (< 100.000 cél.mL-1), intermediária (400.000 a 500.000 cél.mL-1) e alta (>750.000 cél.mL-1) CCS. O leite utilizado para compor cada grupo, em quatro repetições, foi coletado na granja leiteira da Fazenda da Aeronáutica, na cidade de Pirassununga-SP. O leite in natura de cada grupo foi submetido a desnate para obtenção do creme e do leite semidesnatado, tratados termicamente por pasteurização lenta e rápida, nesta sequência, seguido do envase asséptico em garrafas de polietileno de alta densidade (PEAD). No leite in natura, o percentual de gordura foi menor (P<0,05) no grupo com baixa CCS em relação aos demais grupos. Observou-se, ainda para o leite in natura, maior teor de proteínas (3...

Estudo da influência da adição de lecitina de soja na molhabilidade do leite de búfala em pó obtido por spray-drying

Hammes, Martim Victor
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.79%
Existe atualmente uma crescente produção de leite de búfala no Brasil e no mundo, sendo que 13% do leite mundial é produzido por esta espécie, perdendo somente para a produção do leite bovino. Esse crescimento deve-se às características peculiares do leite desta espécie em comparação ao bovino, incluindo teores mais elevados de vitamina C, minerais (como cálcio e fósforo), gordura e proteína. Uma alternativa para dar maior rentabilidade econômica ao leite consiste na transformação do produto para a forma de pó de fácil reconstituição (instantâneo) através de um processo de secagem. Como a reconstituição de um alimento em pó depende significativamente das suas características de molhabilidade, é comum a utilização de processos como aglomeração e lecitinação para melhorar a molhabilidade do leite em pó. Neste contexto, o objetivo deste estudo consiste em investigar a influência da adição de lecitina, antes da secagem por atomização, na molhabilidade do leite de búfala em pó. Com esta finalidade, o leite de búfala in natura foi semidesnatado, pasteurizado, concentrado a 40% (percentual mássico) de sólidos totais e seco por pulverização. Nos produtos preparados com lecitina, este aditivo foi utilizado em proporções de 0...

Composição e quantificação de ácidos graxos de leite UHT integral, desnatado, semidesnatado e em pó integral comercializados em supermecados da cidade de Campinas/SP; Profiles and quantification of full, skimmed, semiskimmed UHT milk and whole milk powder fatty acids commercializes in the city of Campinas/SP

Natalia Andrade Zancan
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
47.28%
O presente trabalho teve como objetivo avaliar a composição em ácidos graxos, componentes principais das moléculas de lipídios de leites UHT desnatado, semidesnatado, integral e em pó integral de vaca, de algumas marcas comercializadas em supermercados de Campinas/SP. No estudo, foi dado ênfase na qualidade nutricional dos leites relacionado à presença e quantidade dos ácidos graxos considerados benéficos à saúde. Para tanto, observou-se as razões insaturados/saturados, ômega 3/ômega 6, quantidade de ácidos graxos de cadeia curta, média e com 18 carbonos utilizando parâmetros muito discutidos na literatura internacional. Para tal, foi utilizada a técnica de cromatografia a gás. No final do estudo, foram obtidos dados da existência ou não de diferença entre lotes de um mesmo fabricante e fabricantes diferentes, através do Teste de Tukey. No leite desnatado UHT, foram encontradas quantidades muito pequenas ou não foram detectados ácidos graxos benéficos à saúde encontrados normalmente no leite. No leite semidesnatado UHT fora detectados ácidos graxos essenciais (EPA e DHA) em pequena quantidade e não foi detectado ácido linolênico conjugado (CLA). No leite Integral UHT houve diferenças significativas nos ácidos graxos saturados e alguns insaturados. O CLA foi encontrado em todos os lotes de ambas as marcas...

Gorduras em laticínios, ovos, margarinas e óleos: implicações para a aterosclerose

Scherr,Carlos; Ribeiro,Jorge Pinto
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.74%
FUNDAMENTO: Para o aconselhamento adequado de um planejamento alimentar, com vistas à prevenção da cardiopatia isquêmica, é necessário o conhecimento da composição química dos alimentos. ObJETIVO: Analisar a composição de gorduras, ácidos graxos e colesterol de alguns exemplos nacionais de óleos comestíveis, manteigas, margarinas, laticínios e ovos, utilizando os limites de uma dieta para prevenção de doença arterial coronariana. MÉTODOS: Foi analisada a composição de óleos comestíveis, manteigas, margarinas, laticínios e ovos. Os resultados foram empregados de acordo com o recomendado pela American Heart Association para uma dieta de 1.800 calorias. RESULTADOS: Na comparação entre os óleos comestíveis, o de canola apresentou-se como o melhor. Já entre os leites, o desnatado é o mais recomendável, porém não há vantagens em relação ao semidesnatado. No caso do ovo, não existiram diferenças nos tipos encontrados no mercado. Em relação aos queijos, o tipo minas é o que apresentou o menor conteúdo de colesterol e gordura saturada. Na comparação margarina com manteiga, a primeira levou vantagem quando os níveis de gorduras trans que não ultrapassam o recomendado. CONCLUSÃO: A composição de alimentos usados no Brasil indica que dietas com objetivo de prevenção primária e secundária da cardiopatia isquêmica podem priorizar o uso de leite semidesnatado...

Sedimentação em leite UHT integral, semidesnatado e desnatado durante armazenamento

Vesconsi,Cintia Neuwald; Valduga,Alice Teresa; Cichoski,Alexandre José
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.33%
Um dos maiores problemas do leite UHT é a sedimentação que ocorre durante o período de armazenamento, o que é muito reclamado pelos consumidores. O objetivo deste trabalho foi determinar a sedimentação em leite UHT integral, semidesnatado e desnatado, armazenados a 20°C e 30°C (±1°C) durante 120 dias. Nos leites pasteurizados que deram origem aos leites UHT, foram efetuadas análises físico-químicas e microbiológicas (bactérias mesófilas, psicrotróficas e láticas) e, nos leites UHT integral, semidesnatado e desnatado, avaliaram-se a acidez, pH, fervura, sensorial, integridade das embalagens e sedimentação, logo depois de embalados e no 30°, 60°, 90° e 120° dia de armazenamento. Os leites pasteurizados integral, semidesnatado e desnatado apresentaram resultados dentro dos padrões estipulados pela indústria para as bactérias mesófilas (log10 4,37 a log10 4,08UFC mL-1), psicrotróficas (log10 3,06 a log10 2,77UFC mL-1) e lácticas (log10 3,10 a log10 2,42UFC mL-1), que diferiram significativamente (P<0,05) das contagens dos leites in natura que lhes deram origem. Os valores de acidez (0,15% ácido láctico), crioscopia (-0,535 a -0,540°H), gordura, densidade (1,031 a 1,034g mL-1), ESD (8,65 a 8,93%) e pH (6...

Consumo de leite e derivados entre adultos e idosos no Sul do Brasil: um estudo de base populacional

Muniz,Ludmila Correa; Madruga,Samanta Winck; Araújo,Cora Luiza
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.75%
Estudo transversal de base populacional que avaliou a frequência de consumo de leite e derivados, segundo características demográficas e socioeconômicas entre adultos e idosos da cidade de Pelotas (RS). A frequência de consumo de leite e derivados foi medida por meio de um roteiro com perguntas curtas e simples. Avaliou-se, também, a origem (leite de vaca, soja, outro) e teor de gordura do leite consumido (integral, semidesnatado, desnatado). Nas análises estatísticas foram utilizados testes qui-quadrado de heterogeneidade e de tendência linear. A prevalência de consumo regular de leite e/ou derivados foi 45,9%, sendo 1,7 vezes maior entre idosos comparado aqueles com 20-29 anos de idade. Uma maior prevalência também foi observada entre mulheres, indivíduos brancos e de maior escolaridade. Nível econômico mostrou associação inversa e significativa com o desfecho. Quase a totalidade da amostra toma leite de vaca e mais de três quartos, com teor de gordura integral. Cerca de um quarto dos adultos não tomam leite e destes, menos de 20% consomem diariamente algum derivado lácteo. O consumo de leite e derivados, sobretudo com reduzido teor de gordura, deve ser encorajado entre adultos. Atenção especial deve ser dada aos mais jovens...

Fontes alimentares de macronutrientes em amostra probabilística de adultos brasileiros

Souza,Danielle Ribeiro de; Anjos,Luiz Antonio dos; Wahrlich,Vivian; Vasconcellos,Mauricio Teixeira Leite de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
26.6%
Uma vez disponíveis, as informações de Ingestão Alimentar (IA) podem permitir o desenvolvimento de estratégias para intervir, acompanhar e explorar padrões dietéticos com métodos estatísticos mais sofisticados. Assim, o objetivo do presente artigo foi documentar as características quantitativas da IA em adultos em um inquérito domiciliar em Niterói, RJ. Realizou-se recordatório de 24 horas de um dia típico. Os alimentos mais ingeridos (> 50%) foram arroz branco, café, feijão, açúcar refinado e pão francês. Leite integral foi mais ingerido do que leite desnatado ou semidesnatado. Carne de vaca foi mais ingerida que carne de frango, peixe ou porco. Mais adultos ingeriram refrigerantes do que sucos, e frutas tiveram ingestão relativamente alta (63,3%). A combinação de arroz, feijão, carne e pão francês foi responsável por 25% da ingestão de energia, proteínas e carboidratos, e 17% da ingestão de lipídeos. Um total de 65 alimentos correspondeu a 90% da ingestão de energia e macronutrientes. O presente estudo gerou uma lista de alimentos mais frequentemente ingeridos, que é bastante semelhante ao que foi observado em inquérito anterior realizado em São Paulo...

A expectativa do consumidor e sua influencia na aceitação e percepção sensorial de cafe soluvel; The expectation of consumer and its influence on sensory perception and acceptance of coffee

Regina Lucia Firmento de Noronha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2003 Português
Relevância na Pesquisa
16.37%
Em produtos como o café solúvel, que requerem preparo antes do consumo, o consumidor pode ter sua expectativa prévia influenciada pelos estímulos sensoriais advindos do produto, através da manipulação e contato gradativo que ocorrem durante o processo de preparação. Por sua vez, a Análise Sensorial ainda carece de trabalhos que estudem a validação de análises estatísticas que analisem os dados gerados em estudos com consumidores segmentando-os em função de suas percepções individuais e não em função da média aritmética obtida para o grupo de indivíduos que participou do teste. Assim, o presente trabalho teve como objetivos: i) verificar, especificamente em café solúvel, como os estímulos sensoriais observados durante a preparação, influenciaram a aceitação e percepção dos atributos gosto amargo e riqueza de sabor da bebida pronta e; ii) comparar as metodologias estatísticas tradicionais ANOVA e Teste de Tukey com a Mapa de Preferência, na exploração de dados sensoriais gerados por consumidores. Para atingir este objetivo dois experimentos foram realizados. No primeiro experimento o desempenho do Mapa de Preferência foi estudado e comparado ao desempenho da ANOVA seguida de teste de Tukey, na análise dos dados de aceitação e de intensidade dos atributos gosto amargo e riqueza de sabor de 9 amostras comerciais de café solúvel do mercado inglês...

Consumo de leite e derivados entre adultos e idosos no Sul do Brasil: um estudo de base populacional

Muniz,Ludmila Correa; Madruga,Samanta Winck; Araújo,Cora Luiza
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
26.75%
Estudo transversal de base populacional que avaliou a frequência de consumo de leite e derivados, segundo características demográficas e socioeconômicas entre adultos e idosos da cidade de Pelotas (RS). A frequência de consumo de leite e derivados foi medida por meio de um roteiro com perguntas curtas e simples. Avaliou-se, também, a origem (leite de vaca, soja, outro) e teor de gordura do leite consumido (integral, semidesnatado, desnatado). Nas análises estatísticas foram utilizados testes qui-quadrado de heterogeneidade e de tendência linear. A prevalência de consumo regular de leite e/ou derivados foi 45,9%, sendo 1,7 vezes maior entre idosos comparado aqueles com 20-29 anos de idade. Uma maior prevalência também foi observada entre mulheres, indivíduos brancos e de maior escolaridade. Nível econômico mostrou associação inversa e significativa com o desfecho. Quase a totalidade da amostra toma leite de vaca e mais de três quartos, com teor de gordura integral. Cerca de um quarto dos adultos não tomam leite e destes, menos de 20% consomem diariamente algum derivado lácteo. O consumo de leite e derivados, sobretudo com reduzido teor de gordura, deve ser encorajado entre adultos. Atenção especial deve ser dada aos mais jovens...