Página 1 dos resultados de 7 itens digitais encontrados em 0.068 segundos

Avaliação da qualidade de vida de sobreviventes de câncer na infância: uma proposta alternativa de coleta de dados; Evaluation of quality of life of survivors of childhood cancer: an alternative proposal for data collection

Souza, Clelia Marta Casellato de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
96.08%
O acometimento do câncer na infância é relativamente raro, com taxas relevantes de incidência de alguns tumores, como a leucemia linfoblástica aguda (LLA) e o tumor de Wilms (TW). Embora o câncer seja uma das dez primeiras causas de óbito de crianças e adolescentes e a primeira por doença a partir dos cinco anos, nas últimas décadas o progresso da terapêutica tem possibilitado um declínio nas taxas de mortalidade e expansão dos prazos de sobrevida. Desta forma, o acompanhamento efetivo no enfrentamento da doença passou a buscar análises mais amplas dos efeitos orgânicos tardios da doença e da terapêutica, incluindo as condições psicossociais do sobrevivente, como nas avaliações da qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS). No sentido de ampliar o conhecimento e alternativas para o acompanhamento ambulatorial e periódico da condição de sobrevivência, este estudo buscou comparar o impacto na QVRS do sobrevivente adulto, dada a diferença na terapêutica de escolha para a remissão da LLA (quimioterapia) e do TW (cirurgia e quimioterapia), utilizando uma avaliação a distância da QVRS (SF-36, via telefone).Objetivos: Analisar e comparar a QVRS de sobreviventes adultos de LLA e TW, entre si e em relação a participantes sadios...

Caracterização molecular e imunofenotípica de 35 casos de leucemia linfóide aguda pediátrica

Farias, Mariela Granero
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
86.19%
A leucemia linfóide aguda (LLA) é caracterizada pelo acúmulo de células imaturas da linhagem linfóide, na medula óssea, sangue periférico e órgãos linfóides, sendo seu pico de incidência por volta dos cinco anos de idade. O prognóstico da LLA é determinado pela idade, imunofenótipo e alterações moleculares sendo que estas últimas são de fundamental importância para a estratificação em grupos de risco. Nesse estudo, realizamos uma análise retrospectiva das características imunofenotípicas e moleculares, de 35 casos de LLA pediátrica, tratados em duas grandes Instituições da cidade de Porto Alegre. Os pacientes foram classificados de acordo com critérios morfológicos, citoquímicos e imunofenotípicos. Em relação ao imunofenótipo, 8,8% dos pacientes foram classificados como LLA pró-B, 67,6% LLAB (B-comum e pré-B) e 23,5% LLA-T. O imunofenótipo Pré-B CD10+ foi o mais comum. A freqüência dos principais genes de fusão de significância prognóstica, realizada por RT-PCR foi de 15% para a t(12;21)/TEL-AML1 (19% entre as LLA de linhagem B); 4% t(4;11)/MLL-AF4, 4% t(1;19)/E2A-PBX1 e 4% t(9;22)/BCR-ABL. Nossos resultados mostram a importância do estudo molecular e sugerem que crianças com LLA tratadas nas Instituições referidas...

Mutações de PTEN nas leucemias linfóides agudas T; PTEN mutation in T-cell acute lymphoblastic leukemia

Patricia Yoshioka Jotta
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
106.22%
A leucemia linfóide aguda (LLA) é o câncer mais frequente na infância, e destas, 15% são do tipo T (LLA-T). A hiperativação da via PI3K/Akt tem sido amplamente descrita em tumores e em linhagens celulares de LLA-T. PTEN é o principal regulador negativo dessa via e frequentemente encontra-se inativado em cânceres humanos. Com frequência, pacientes com LLA-T apresentam mutações ativadoras de NOTCH1. NOTCH1 pode regular transcricionalmente PTEN, contudo ainda não está claro como as mutações ativadoras de NOTCH1 influenciariam a expressão de PTEN nas LLA-T. Nós encontramos uma ocorrência de 11 (17,7%) mutações no éxon 7 do PTEN em 62 casos de LLA-T estudados consecutivamente. Contudo, nenhuma mutação foi encontrada na análise de 71 casos de LLA-B derivada. A maioria das mutações de PTEN apresentavam inserções/deleções de mais de 3 nucleotídeos. Não encontramos associação entre mutações em PTEN e o gênero, a idade e a contagem de glóbulos brancos ao diagnóstico. Pacientes com alterações no PTEN apresentaram uma tendência a pior sobrevida global (OS, p=0.07). Dentre os pacientes de LLA-T classificados como alto risco (n=56), aqueles possuindo anormalidades no PTEN mostraram-se associados significativamente a menor OS (p=0.019) e sobrevida livre de leucemia (LFS 47% vs 76%; p=0.045). As curvas de LFS foram significativamente diferentes (p=0.003)...

IL-7-and PI3K-mediated signaling in T-Cell leukemia : the role of external and cell-autonomous signals in tumoringenesis

Silva, Ana Patrícia Bento Pereira da
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
86.01%
Tese de doutoramento, Ciências Biomédicas (Ciências Biopatológicas), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, 2010; Disponível no documento

IL-4 and TAL1 in T-cell acute lymphoblastic leukemia : studies on the participation of microenvironmental cues and cell-autonomous alterations in leukemogenesis

Cardoso, Bruno António Caetano, 1982-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
136.35%
Tese de doutoramento, Ciências Biomédicas (Ciências Morfológicas), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, 2011; Acute lymphoblastic leukemia (ALL) is the most frequent cancer found in children and results from the clonal expansion of transformed lymphoid precursors. Approximately 15% of pediatric ALL patients present with a T-cell phenotype (T-ALL). Despite the recent improvements in the treatment of T-ALL, there are still a high number of relapses and the intensive chemotherapeutic regiments used are associated with long-term severe complications. In order to develop new therapeutic strategies that can further increase efficacy while reducing side effects, one needs to better understand the pathobiology of T-ALL. In particular, it is necessary to understand how microenvironmental and cell-autonomous mechanisms influence the initiation and the progression of leukemia. The present thesis has the preocupation of exploring the mechanisms by which both an extracellular cue (IL-4) and a cell-intrinsic transcription factor (TAL1) may partake in leukemia development and maintenance. Interleukin-4 (IL-4) is a γ-common chain cytokine produced within the bone marrow microenvironment that is known to promote the in vitro proliferation of T-ALL cells. In Chapter 2...

The regulation of interleukin 7 receptor alpha internalization, recycling and degradation by IL-7:-possible implications in T-cell homeostasis, migration and

Henriques, Catarina Martins de Oliveira, 1983-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
116.27%
Tese de doutoramento, Ciências Biomédica (Ciências Biopatológicas), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, 2010; Although leukaemia arises in the bone marrow, patients often present infiltration of other organs, such as the spleen, CNS, liver, lungs and peripheral blood. Mechanisms of cell migration, invasion, vasculogenesis and angiogenesis have been shown to play a crucial role in haematological cancers. Moreover, micro-environmental factors such as chemokines and cytokines were already shown to enhance T-cell acute lymphoblastic leukaemia (T-ALL) viability, proliferation and migration. Interleukin 7 (IL-7) is a key prosurvival cytokine essential for T-cell proliferation, development and homeostasis. Because IL-7 is produced at the sites of T-cell development, and also other organs to which leukaemia cells disseminate, it has the potential to modulate growth and homing of malignant T-cells. In this study, we used T-ALL cell lines and primary human thymocytes to assess whether IL-7 impacted on T-cell motility and migration. Our work suggests, for the first time, that IL-7 enhances T-ALL cell motility, as assessed by time-lapse microscopy. Furthermore, IL-7 has the capacity to direct T-ALL cell migration, acting as a chemoattractant in a transwell assay...

Epidemiología de las neoplasias linfoides incidencia atribuible al SIDA /

Marcos-Gragera, Rafael
Fonte: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
96.63%
Consultable des del TDX; Títol obtingut de la portada digitalitzada; En los últimos 20-30 años se ha descrito una aumento significativo de la incidencia de las neoplasias linfoides, si bien las causas de dicho incremento no son del todo conocidas, parece que la mejora diagnóstica de dichas enfermedades y la epidemia del SIDA han contribuido en parte a la creciente incidencia reportada recientemente, pero en la gran mayoría de los casos los factores de riesgo son aún desconocidos. Los objetivos de este trabajo fueron estimar la incidencia poblacional de las neoplasias linfoides según el sexo y la edad de las diferentes entidades histopatológicas teniendo en cuenta la última clasificación de la OMS para las enfermedades hematológicas; analizar su distribución geográfica de la incidencia; estimar la supervivencia observada y relativa y calcular la incidencia atribuible poblacional del SIDA en la incidencia esta patología. Desde Enero de 1994 a Diciembre de 2001, se registraron 1.288 pacientes con el diagnóstico de neoplasia linfoide en la población cubierta por el registro de cáncer poblacional de Girona. Se revisaron los diagnósticos anatomopatológicos y hematológicos para la reclasificación retrospectiva de los diagnósticos según la última clasificación de la OMS para las enfermedades hematológicas. La distribución de las neoplasias linfoides fue: Neoplasias de células B( 77...