Página 1 dos resultados de 1707 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Recrutamento de células dendríticas imaturas e linfócitos T reguladores (Treg) em lesões associadas ao vírus Epstein-Barr (EBV): papel da citocina MIP3; Recruitment of immature dendritic cells and regulatory T cells (T reg) in Epstein-Barr (EBV) associated lesions: role of MIP3 chemokine

Silva, Paulo Henrique Braz da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.41%
O vírus Epstein-Barr infecta aproximadamente 95% da população mundial adulta, estabelecendo uma infecção latente e assintomática. Porém, é um vírus associado à neoplasias malignas, tais como carcinomas de nasofaringe, linfomas de Hodgkin, alguns casos de carcinomas gástrico, linfomas T e NK, dentre outras. O EBV também está implicado em doenças não neoplásicas como a leucoplasia pilosa. O fenômeno de imunotolerância está ligado ao potencial de infecção e oncogênico do EBV. Células dendríticas imaturas e linfócitos T reguladores são importantes nesse contexto. Em situações neoplásicas, esse mecanismo impede o reconhecimento e a destruição de células tumorais. O objetivo desse trabalho foi estudar em quatro diferentes situações de infecção pelo EBV, a saber, amigdalite crônica, linfomas de Hodgkin, leucoplasia pilosa e carcinomas de nasofaringe, a presença de células dendríticas imaturas e linfócitos T reguladores, e também o papel da citocina MIP3 no recrutamento dessas células. Foram utilizadas as técnicas de hibridização in situ para detecção do EBV e imunoistoquímica para detecção das células dendríticas, linfócitos T reg e para análise da expressão de MIP3. Em todos os casos de linfoma de Hodgkin...

Papel dos receptores do tipo Toll na morte celular induzida por ativação (AICD) de linfócitos T.; Role of Toll-Like receptors in the activation-induced cell death (AICD) of T cells hybridoma.

Pernavia, Maira Macedo de Sant'Anna
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.34%
Durante uma infecção o número de linfócitos T aumenta dramaticamente. A fase de expansão clonal é seguida pela redução do nível de células T ativadas que depende, em parte, de um processo de morte celular induzida por ativação (AICD). Nosso grupo mostrou que APCs quando são estimuladas com LPS, um agonista de TLR4, produzem PGE2, que inibe a AICD de linfócitos T CD4+ através da supressão da expressão de CD95L (Weinlich et al, 2008). Porém, os efeitos da estimulação direta de TLR nos linfócitos T sobre o processo de AICD foram pouco elucidados. Sendo assim, o projeto tem como objetivo verificar se a estimulação dos diversos TLRs com seus agonistas é capaz de modular a AICD de hibridomas de linfócito T DO11.10. Inicialmente, demonstramos que este hibridoma expressa os TLR1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 9 e 11. Dentre todos os agonistas utilizados somente o Imiquimod, um agonista de TLR7, reduziu a morte celular quando adicionado durante a indução de AICD. O efeito protetor desse agonista foi através da inibição da expressão de CD95L, tanto no nível de mRNA quanto protéico.; During an infection the number of T lymphocytes increases dramatically. The clonal expansion phase is followed by reducing the level of activated T cells that depends...

Caracterização fenotípica e funcional de linfócitos T de memória de indivíduos infectados pelo HIV reativos a epitopos T CD4+ derivados de sequências do consenso B do HIV-1; Phenotypic and functional characterization of memory T lymphocytes from HIV infected individuals reactive to CD4-T epitopes derived from sequences of the HIV-1 B consensus

Borgo, Adriana Coutinho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.42%
A persistência de células T de memória funcionais é importante para garantir uma imunidade protetora na infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV). As células T de memória têm sido subdivididas em memória central (TCM), memória efetora (TEM) e memória efetora altamente diferenciada (TEMRA) com base na expressão de moléculas de superfície como CCR7 e CD45RA, e na capacidade de produzir citocinas e proliferar. Recentemente, identificamos 18 peptídeos derivados de seqüências do consenso B do HIV-1, ligadores de múltiplas moléculas HLA-DR e amplamente reconhecidos por linfócitos T de sangue periférico de pacientes infectados pelo HIV. Diante disso e considerando a importância das células T de memória na manutenção da resposta imune específica, nosso objetivo foi caracterizar fenotípica e funcionalmente as subpopulações de células T de memória de indivíduos infectados pelo HIV envolvidas no reconhecimento in vitro desses epitopos. Foram incluídos 14 indivíduos controles sadios e 61 pacientes HIV+ com contagem de linfócitos T CD4+ maior que 250 células/mm3. Os pacientes HIV+ foram divididos em seis diferentes grupos clínicos de acordo com o estágio da infecção, carga viral (CV) plasmática e uso de terapia anti-retroviral (ART): não progressores por longo tempo (LTNP)...

Expressão dos receptores das interleucinas de cadeia gama comum em linfócitos T periféricos de pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 1 com início recente; Expression of common gamma chain cytokines receptors in periphereal T lymphocytes of recent onset type 1 diabetes patients

Crisostomo, Lindiane Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.46%
O Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1A) é uma doença autoimune caracterizada pela infiltração pancreática de linfócitos T e B, macrófagos e células dendríticas, levando à perda progressiva da capacidade de secreção de insulina pelas células beta pancreáticas. A homeostase das células T, ou seja, o desenvolvimento e manutenção apropriados dos números e funções das células T são essenciais para a integridade do sistema imune. Classicamente acreditava-se que as células T CD4+ poderiam se subdividir em duas populações efetoras distintas, T helper 1 e T helper 2. Recentemente, foram descritas duas novas vias de ativação de linfócitos T CD4+: a via Th17, que tem papel fundamental na autoimunidade; a via T regulatória, onde células T CD4+CD25+ high são essenciais na tolerância periférica e proteção contra autoimunidade. As Interleucinas (IL) de cadeia gama comum agem em várias etapas desta diferenciação linfocítica. A IL-21 é o membro mais recente desta família de citocinas, que inclui também: IL-2, IL-4, IL-7 , IL-9 e IL-15. A IL-21 atua através da interação com seu receptor, o IL-21R, apresentando ações pleiotrópicas e, como regra, pró-inflamatórias. Em estudos com modelos animais de diabetes autoimune verificou-se que a IL-21 e seu receptor são essenciais para o desenvolvimento da doença...

Perfil imunoistoquímico de linfócitos T regulatórios no pênfico foliáceo endêmico através da expressão do marcador Foxp3; Immunohistochemical profile of regulatory T cell Foxp3 marker in endemic pemphigus foliaceus

Lago, Fernanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.44%
Introdução: Os linfócitos T regulatórios CD4+CD25+Foxp3+ (Tregs) desempenham um papel fundamental na manutenção da tolerância aos antígenos próprios e no controle da magnitude da resposta imunológica. Alterações quantitativas ou funcionais foram descritas em diversos distúbios auto-imunes. O pênfigo foliáceo endêmico (PFE) é uma doença bolhosa cutânea de natureza auto-imune, que compartilha características clínicas e imunopatológicas com o pênfigo foliáceo clássico, mas apresenta achados epidemiológicos próprios. Auto-anticorpos circulantes e teciduais da classe IgG dirigidos contra caderinas desmossômicas (desmogleína 1), levam à perda de adesão entre os queratinócitos. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar se a perda de tolerância é associada com alterações quantitativas nos linfócitos Tregs CD4+CD25+Foxp3+ na pele de pacientes com PFE. Métodos: Amostras de pele de 22 pacientes e 10 controles saudáveis foram submetidos à análise imunoistoquímica com anti-CD4, anti-CD25 e anti-Foxp3. Fotomicrografias foram obtidas de campos consecutivos ao longo de toda epiderme e derme. A seguir, foi realizada quantificação dos linfócitos Foxp3+, CD4+, CD25+, CD4+Foxp3+ e CD25+Foxp3+ em cada compartimento...

Perfil fenotípico de linfócitos T CD8+ na fase aguda da dengue; Phenotypic profile of CD8+ T cells in acute dengue infection

Matos, Andréia Manso de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.41%
A dengue é uma doença infecciosa aguda causada pelo vírus DEN do gênero Flavivirus e é transmitida pela picada de um mosquito vetor, principalmente o Aedes aegypti. Existem quatro sorotipos do vírus da dengue (DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4) e sua incidência tem aumentado dramaticamente nos últimos 50 anos, inclusive no Brasil. O objetivo deste trabalho é caracterizar subpopulações de linfócitos T, principalmente linfócitos T CD8+, provenientes de pacientes infectados quanto a sua capacidade proliferativa, seu estado de ativação e memória celular. Os pacientes foram recrutados no Hospital Ana Costa de Santos, SP, no ano de 2010, após assinarem o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. O diagnóstico de dengue foi realizado utilizando o teste rápido Dengue Duo e os parâmetros imunológicos foram analisados no citômetro de fluxo. Foi coletado sangue periférico para criopreservação de células mononucleares e separação de soro para detecção da carga viral. Pacientes com dengue apresentaram maior proliferação de linfócitos T CD8+ quando comparados com indivíduos saudáveis. Foi ainda observado que tal proliferação celular foi evidente nos dias cinco e seis de sintomas. Quando marcadores de ativação celular foram analisados por citometria de fluxo...

Controle Pós-Transcricional em Timócitos e Linfócitos T CD3+ periféricos de camundongos NOD Durante a Emergência do Diabetes Mellitus do Tipo 1; Post-transcriptional control in thymocytes and peripheral CD3+ T Lymphocytes of NOD mice during the emergence of type 1 diabetes

Fornari, Thaís Arouca
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.35%
O presente trabalho refere-se ao estudo do papel dos microRNAs no controle pós-transcricional das células T de camundongos Non Obese Diabetic (NOD) modelo que reproduz o diabetes mellitus do tipo 1 (DM-1). Durante o desenvolvimento do trabalho, procurou-se esclarecer a hipótese de que os microRNAs controlam os níveis de determinados RNAs mensageiros (mRNAs) das células T durante a indução ou perda de tolerância imunológica. Portanto, a expressão alterada dos microRNAs estaria contribuindo com o processo da autoimunidade. Sendo assim, o objetivo do estudo foi identificar os perfis de expressão e as redes de interação entre um conjunto de microRNAs e seus respectivos mRNAs alvos nos timócitos e nos linfócitos T CD3+ periféricos durante o desenvolvimento do diabetes mellitus do tipo 1 (DM-1) em camundongos NOD. Para avaliar a expressão de genes codificadores de mRNAs, sendo estes possíveis alvos de microRNAs, utilizou-se a tecnologia de microarrays. O uso de programas de análise e para a construção das redes foi imprescindível. Acreditase que fenômenos complexos como a regulação pós-transcricional de células T e seu envolvimento no processo de tolerância imunológica, bem como o surgimento de doenças autoimunes...

Investigação de efeitos imunomoduladores de veneno bruto de Tityus serrulatus sobre funções de linfócitos T humanos; Investigation of the immunomodulatory effects of crude venom of Tityus serrulatus on human T lymphocytes functions

Martins, Andrea Casella
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.47%
Escorpiões da família Buthidae estão envolvidos na maioria dos envenenamentos em todo o mundo. Tityus é um dos gêneros dessa família, sendo Tityus serrulatus a espécie mais perigosa, por estar envolvida em envenenamentos graves, nos quais as vítimas são crianças, podendo levar a óbito. As manifestações da picada incluem dor local, hipersensibilidade, hipertensão, manifestações cardiovasculares e edema pulmonar. A peçonha do T. serrulatus contem, entre outros componentes, várias toxinas que atuam em canais de K+, Na+ e Ca2+ e que são responsáveis pelos efeitos tóxicos do veneno. Estudos recentes mostraram que a peçonha de T. serrulatus pode ativar macrófagos que são críticos na resposta imune e desempenham papel fundamental na resposta humoral e celular. Entretanto, pouco se conhece sobre os efeitos diretos dessas peçonhas sobre linfócitos humanos. Considerando que a modulação de funções celulares como proliferação, ativação e produção de citocinas pode desempenhar papel importante em envenenamentos, o presente estudo propôs: a) avaliar o efeito citotóxico do veneno bruto de Tityus serrulatus (VTs) sobre células mononucleares do sangue periférico humano (PBMC); b) analisar o efeito do VTs sobre a modulação da expressão de marcadores fenotípicos (CD3...

Avaliação da expressão de receptores e ligantes Notch nas populações de linfócitos T em desenvolvimento, linfócitos T reguladores naturais e células dendríticas no timo humano; Evaluation of the expression of Notch receptors and ligands in developing lymphocytes, natural regulatory T cells and dendritic cells in human thymus

Souza, Luciana Bento de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.44%
O timo é o órgão linfóide primário responsável pela maturação dos linfócitos T onde se observam estruturas e células especializadas. A sinalização intra-tímica durante a maturação de linfócitos T não é bem esclarecida. Entre outras, a via de sinalização Notch, composta por receptores (Notch 1 a 4) e ligantes (DLL1, 3 e 4, Jagged 1 e 2), pode regular este processo. Neste trabalho temos como objetivo avaliar a expressão gênica e proteica de receptores e ligantes Notch nas diferentes fases de maturação de linfócitos T, linfócitos T reguladores naturais (nTreg) e células dendriticas tímicas (tDC). Para tanto, timos de 10 crianças submetidas à cirurgia cardíaca corretiva foram manipulados e as populações CD4-CD8-, CD4+CD8+, CD4+CD8-, CD4-CD8+, nTreg e tDC foram purificadas por citometria de fluxo. O RNA total foi isolado e os genes NOTCH1, 2 e 3, DLL1 e 4, JAG1 e 2, FOXP3 foram amplificados por RT-PCR. Alguns fragmentos de tecido foram avaliados por imunohistoquímica, quanto a expressão dos receptres Notch 1, 2, 3 e 4 e dos ligantes, DLL1 e 4, Jagged 1 e 2 em timócitos totais, células FOXP3+ e células S100+ em cada região tímica. Todos os genes de receptores e ligantes Notch foram expressos nas populações estudadas. Na população CD4-CD8- o gene NOTCH1 é mais expresso em comparação as outras populações de timócitos imaturos. Na população CD4+CD8+ o gene NOTCH2 é menos expresso...

Avaliação da timopoiese em crianças e adolescentes saudáveis mediante determinação dos níveis de círculos excisados do receptor de linfócitos T (TRECs) em mononucleares do sangue periférico; Assessment of thymopoesis in healthy children and adolescents by the determination of t cell receptor excision circles (TRECs) in peripheral blood mononuclear cells

Oliveira, Maria Izabel Arismendi de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.46%
Introdução: O timo é um órgão linfóide especializado responsável por criar um microambiente propício para a diferenciação e maturação de células T. A quantificação dos níveis de TRECs (círculos excisados durante o rearranjo do TCR) vem sendo utilizada para avaliação e quantificação da função tímica em células do sangue periférico. Estudos que tenham realizado a quantificação dos níveis de TREC em crianças e adolescentes saudáveis brasileiros são escassos na literatura. Objetivo: No presente estudo, avaliamos os níveis de TREC em células mononucleares do sangue periférico associado à análise da expressão de linfócitos T CD3, CD4, CD8, de linfócitos T ativados co-expressando CD38 e HLA-DR e linfócitos T reguladores co-expressando CD25 e Foxp3 em crianças e adolescentes saudáveis em diferentes faixas etárias. Material e métodos: A quantificação dos níveis de sjTREC de DNA genômico em células mononucleares de sangue periférico foi realizada pelo método de PCR quantitativo em tempo real. A concentração de TREC foi expressa em número de cópias de TREC/?g de DNA. A análise da expressão dos marcadores CD3, CD4, CD8, CD38, HLA-DR, CD25 e Foxp3 foi realizada por citometria de fluxo. Resultados: Foram avaliadas 95 crianças e adolescentes...

Febre reumática: quantificação de fragmentos circulares excisados pelo rearranjo do receptor da célula T em linfócitos T de sangue periférico; Quantification of T cell receptor excision circles in peripheral blood of rheumatic fever patients

Santos, Nathália Moreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.35%
Há um amplo espectro de doenças causadas por estreptococos do grupo A (GAS), e são consideradas um problema de saúde pública em vários países, principalmente os em desenvolvimento, com aproximadamente 600 milhões de casos/ano. As infecções causadas por GAS podem ocasionar doenças invasivas como faringite e pioderma com seqüelas auto-imunes graves como a febre reumática (FR) e glomerulonefrite. A FR acomete principalmente crianças e jovens adultos. A FR apresenta diversas manifestações, sendo a doença reumática cardíaca (DRC) a seqüela mais grave, caracterizada por lesões cardíacas valvares progressivas e permanentes. O tratamento, frequentemente envolve cirurgia cardíaca para a correção de lesões valvulares, o que acarreta alto custo para o Sistema Único de Saúde no Brasil e em vários países. Em trabalhos anteriores sobre os mecanismos desencadeadores das lesões reumáticas no coração, foi possível identificar o papel do linfócito T como mediador principal da autoimunidade, através da análise do receptor de células T infiltrantes de lesão cardíaca de indivíduos com DRC. Várias expansões oligoclonais com diferentes tamanhos da região que reconhece o antígeno, CDR3 foram encontradas. No presente trabalho...

Importância da resposta aos epítopos subdominantes, da proliferação e da recirculação de linfócitos T CD8+ durante a vacinação experimental contra a infecção pelo Trypanosoma cruzi.; Importance of the response to subdominant epitope, proliferation and recirculation of CD8+ T lymphocytes during experimental vaccination against Trypanosoma cruzi infection.

Dominguez, Mariana Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.4%
Neste trabalho nós estudamos qual seria o impacto da indução de resposta imune a epítopos CD8 subdominantes na imunidade gerada pela vacinação genética. Durante a infecção experimental apenas um epítopo imunodominante presente no antígeno ASP-2 é reconhecido. Já os linfócitos T CD8+ induzidos nos animais vacinados com o gene da ASP-2 são capazes de reconhecer além deste mais dois outros epítopos (subdominantes). A identificação desses epítopos permitiu que estudássemos o papel da resposta imune a epítopos subdominantes na imunidade protetora. Após imunização genética com o gene da ASP-2 mutado, sem resposta para o epítopo dominante, confirmamos que a resposta imune aos epítopos subdomiantes pode contribuir na proteção contra a infecção experimental. Apesar do papel critico dos linfócitos T CD8+ na resposta imune protetora induzida pela vacinação genética do tipo imunização e reforço heterólogo, não se sabe ao certo se após o desafio experimental estes linfócitos T CD8+ necessitam proliferar ou recircular para mediar a imunidade protetora. Nossos resultados desafiam o paradigma de ação das vacinas tradicionais de que a imunidade é dependente da proliferação e não da recircular dos linfócitos T de memória e para mediar a imunidade protetora.; In the present study...

Análise da expressão de miRNAs em subpopulações de linfócitos T em pacientes com esclerose múltipla; miRNA expression analysis in T lymphocytes subpopulations from multiple sclerosis patients

Lorenzi, Julio Cesar Cetrulo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.42%
O presente estudo discute o papel dos miRNAs na fisiopatologia molecular de Esclerose Múltipla Recorrente Remitente (EMRR). O estudo demonstrou que em linfócitos T CD4+ de pacientes com EMRR em surto ocorre a diminuição da expressão do miR-15a e do miR16-1 em contraposição ao aumento de seu gene alvo BCL-2, um importante gene regulador da apoptose. Esses achados sugerem a participação desses miRNAs no controle da apoptose na EM. Para explorar essa associação, foi analisado a expressão global de miRNAs nas subpopulações de linfócitos T de pacientes com EMRR no estágio de remissão. O resultado dessa análise determinou de forma inédita o aumento significativo da expressão de 9 miRNAs (miRNAs-16, miRNAs-20a, miRNAs-21, miRNAs-24, miRNAs-155, miRNAs-221, miRNAs-222, miRNAs-720 e miRNAs-1281) nos linfócitos T CD8+ de memória central. A análise in silico dos alvos desses miRNAs indicou que três vias canônicas, relacionadas à ativação da apoptose, eram enriquecidas com alvos preditos e validados experimentalmente desses miRNAs. Desse modo sugerimos a forte relação desses miRNAs no controle da apoptose nos linfócitos T dos pacientes com EMRR. A fim de aprofundar nossos estudos, selecionamos os miRNAs miR-21 e miR-24...

Estudo do compartimento de linfócitos T CD4+ em pacientes com LLC-B: distribuição das subpopulações TH1, TH2, TH17 e TREG e avaliação da expressão de FAS e FASL.; Study of the CD4+ T lymphocytes in B-CLL patients: distribution of Th1, Th2, Th17 and Treg and expression of FAS and FASL.

Silva, Flávia Amoroso Matos e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.45%
LLC-B é uma neoplasia hematológica derivada de uma população de linfócitos B maduros CD5+ localizados na zona do manto dos folículos linfóides e é a mais comum das doenças linfoproliferativas. É uma doença clinicamente heterogênea na qual certos pacientes apresentam quadros indolentes que durante muitos anos podem ser controlados com pouco ou nenhum tratamento. Relatos da literatura sugerem que os linfócitos T na LLC-B podem ser incapazes de iniciar, manter e concluir uma resposta imune para a célula B maligna e outros antígenos, e podem estar diretamente envolvidos na manutenção do tumor. Os linfócitos são ativados, proliferam e polarizam sua resposta para padrões pro-inflamatórios ou antiinflamatórios, aumentando sua população e tornando-se capazes para realizar suas funções efetoras. Embora o processo de ativação dos linfócitos Th seja indispensável para a defesa do hospedeiro, é necessário que haja um equilíbrio homeostático, onde as células auto-reativas ou recorrentemente ativadas sejam eliminadas. A esse último mecanismo de manutenção do equilíbrio imunológico, dá-se o nome de Tolerância Periférica, sendo que o processo de morte celular induzida por ativação (AICD) constitui um dos principais mecanismos para sua manutenção. Assim...

Estado nutricional e suas relações com populações de linfócitos T e marcadores inflamatórios em indivíduos com diagnóstico recente de neoplasias hematológicas malignas

Oliveira, Paula Fernanda de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 102 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
66.38%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2013.; Neoplasias hematológicas compreendem um grupo heterogêneo de doenças, entre elas, destacam-se as leucemias, os linfomas e o mieloma múltiplo. Reconhecidamente, o componente inflamatório é um fator inerente às neoplasias. Deste processo participam células imunitárias e mediadores inflamatórios que podem repercutir sobre o estado nutricional dos indivíduos acometidos. O objetivo deste trabalho foi avaliar as proporções de linfócitos T CD4+, T CD4+IL-17+ e T CD8+, concentrações de citocinas plasmáticas (interleucina(IL)-6, IL-10, IL-17 e fator de necrose tumoral (TNF)), e suas relações com o estado nutricional de indivíduos com neoplasias hematológicas malignas. Este é um estudo descritivo, envolvendo dezesseis indivíduos de ambos os sexos com diagnóstico de neoplasias hematológicas malignas foram incluídos no estudo. Para avaliar as proporções das populações linfocitárias, amostras de sangue foram incubadas por 4h em meio de cultura na presença ou não de estimuladores. Posteriormente, as células foram fixadas, permeabilizadas e marcadas com anticorpos (anti-CD4...

Associação entre a carga viral e os linfócitos T CD4+ com as lesões intra-epiteliais do colo uterino em mulheres infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana

Araújo,Angela Cristina Labanca de; Melo,Victor Hugo de; Castro,Lúcia Porto Fonseca de; Guimarães,Mark Drew Crosland; Aleixo,Agdemir Waléria; Silva,Maria Luiza
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
66.42%
OBJETIVOS: verificar se a contagem de linfócitos T CD4+ e a carga viral do HIV têm influência na presença de lesões intra-epiteliais cervicais (SIL). MÉTODOS: estudo transversal, no qual foram selecionadas 134 mulheres HIV-positivas, todas submetidas à biópsia do colo uterino, quantificação da carga viral do HIV e contagem de linfócitos T CD4+. Os valores laboratoriais da quantificação da carga viral e da contagem de linfócitos T CD4+ foram obtidos antes da realização da biópsia, tendo sido estabelecidos cortes para o estudo da carga viral (<400 cópias/mL; 401 a 50.000 cópias/mL; >50.000 cópias/mL) e contagem de linfócitos T CD4+ (<200 células/mm³; 200 a 350 células/mm³; >350 células/mm³). Foram realizados os testes chi2, chi2 de tendência linear, chi2 de Mantel-Haenszel e análise de variância. Estabeleceu-se significância estatística para p<0,05 e intervalo de confiança a 95%. RESULTADOS: não houve tendência de risco para as mulheres HIV-positivas apresentarem SIL com o aumento da carga viral ou diminuição dos linfócitos T CD4+. Comparando-se a carga viral com a presença ou ausência de SIL, estratificada pelo tempo em que foi quantificada, houve diferença significante para valores acima de 400 cópias/mL (OR: 3...

Alterações fenotipicas e transcricionais em linfócitos T de uma população idosa em risco imune no sul do Brasil

Ornaghi, Ana Paula Maciel
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.35%
A população de idosos, caracterizada como pessoas com mais de 60 anos, vem aumentando muito nos últimos anos no Brasil, e com esse aumento da expectativa de vida surgem alterações relacionadas com a idade, por exemplo, a imunossenescência. Alguns estudos têm demonstrado que existem diferenças no perfil imunológico dos idosos, frequentemente relacionadas ao número de células T.O perfil de risco imune (IRP) tem sido definido como taxa de células T CD4/CD8<1 e soro positividade para citomegalovírus (CMV). Neste estudo, nós investigamos padrões de ativação e diferenciação de linfócitos T, por citometria de fluxo, em uma população idosa IRP, comparando com a população idosa sem perfil de risco (não-IRP), buscando identificar marcadores adicionais para esse perfil de risco imune. Foram recrutados para esse estudo 60 idosos da rede SUS (sistema único de saúde) de Porto Alegre, com idade superior a 60 anos, sendo 30 IRP e 30 não-IRP. Linfócitos foram isolados e estimulados in vitro para avaliar a produção de citocinas e a expressão de fatores de transcrição. As subpopulações de linfócitos T encontradas foram condizentes com estudos anteriores em que os pacientes IRP possuíam menos células T naive e de memória central...

Estudo das bases celulares e moleculares do controle da resposta imune mediada por linfócitos T CD8+ específicos durante a infecção experimental por Trypanosoma cruzi e vacinação com vetor adenoviral recombinante.; Study of the cellular and molecular basis of specific CD8+ T lymphocyte immune response control during experimental infection by Trypanosoma cruzi and vaccination with recombinant adenoviral vector.

Ersching, Jonatan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
66.45%
O controle da infecção por Trypanosoma cruzi dependente da resposta de linfócitos T CD8+. Porém, o parasito faz a indução subótima destes linfócitos, que pode ser corrigida pela vacinação genética. Não se sabe como T. cruzi induz uma resposta ruim dos linfócitos T CD8+, nem como a vacinação reverte esta resposta. Estas questões foram objeto de estudo da presente tese. O envolvimento do imunoproteassomo foi investigado na indução de imunidade in vivo em animais triplamente deficientes das subunidades 1i, 2i e 5i (TKO), indicando que o imunoproteassomo é essencial para o processamento dos epítopos de T. cruzi relacionados à imunidade protetora de linfócitos T CD8+ gerados durante a infecção e na vacinação. Também foi observado que T. cruzi, mas não adenovírus, é capaz de tornar uma resposta ótima de linfócitos transgênicos induzidos in vivo em subótima. A interferência do parasito envolveu a supressão ativa do priming dos linfócitos T CD8+ mediada por linfócitos T CD4+ CD25- Foxp3+ de modo independente de IL-10, mas parcialmente dependente de TGF- e CTLA-4.; The control of infection by Trypanosoma cruzi relies on the response of CD8+ T cells. However, the parasite suboptimally induces these lymphocytes...

Evaluación de las subpoblaciones de linfocitos T en pacientes tuberculosos empleand la modulación con teofilina; T lymphocyte subsets evaluation in patients with pulmonary tuberculosis using theophylline modulation

Dlugovitzky, Diana; Huber, K.; Welker, G.; Molteni, O.
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/1991 Português
Relevância na Pesquisa
66.35%
Se evaluaron las poblaciones y subpoblaciones linfocitarias en pacientes con tuberculosis pulmonar antes y durante la terapia relacionando estos valores con la incidencia y evolución de la enfermedad. Pacientes en sus diversas manifestaciones clínicas, vírgenes de tratamiento, se estudiaron por baciloscopía (BAAR), radiología, i.d.r. Mantoux y análisis complementarios. Se cuantificaron mediante la prueba de Rosetas espontáneas (RE) linfocitos T totales y activos (RE a 4ºC y 37ºC), T colaboradores (RE Teofilina Resistentes: RETR) y supresores (RE Teofilina Sensibles: RETS). Los exámenes se repitieron en los mismos sujetos iniciado el tratamiento y en testigos sanos (TS). Se demostró en los pacientes en todas sus formas clínicas un descenso significativo en los valores relativos y absolutos de células T y en la relación RETR/RETS (menor de 1). Existe asociación entre la forma clínica y el número de linfocitos T colaboradores. Los pacientes en tratamiento con evolución favorable, evidenciaron un incremento significativo en los linfocitos T totales, activos, colaboradores y en la relación RETR/RETS. Los enfermos con baciloscopía altamente positiva presentaron i.d.r. Mantoux baja o negativa y marcado descenso de células inmunocompetentes. Se comprobó asociación entre estas tres variables...

Estilo de vida de pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) e sua associação com a contagem de linfócitos T CD4+; Lifestyle of HIV seropositives patients and your association with CD4 positive t-lymphocytes counts

de Lima Eidam, Cristiane; Mestre em Educação Física - UFSC; da Silva Lopes, Adair; Doutor do Departamento de Educação Física/UFSC, Florianópolis, SC, Brasil.; Crosland Guimarães, Mark Drew; Departamento de Medicina da Universidade Federal de Minas
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; Avaliado por Pares; Descritiva Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 19/11/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.4%
Este estudo pretendeu avaliar o estilo de vida de pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) e associá-lo à contagem de linfócitos T CD4+. A amostra, selecionada por conveniência, foi constituída de 111 indivíduos (68 homens e 43 mulheres, com idade média de 37 anos). Os dados para avaliação do estilo de vida (hábitos alimentares, atividade física, comportamento preventivo, relacionamentos e controle do estresse), foram obtidos por meio de entrevista. Para a contagem do número de linfócitos T CD4+, considerou-se o resultado do último exame laboratorial apresentado na ficha do paciente. Foram realizadas análises descritivas, análise de variância (ANOVA) one-way, com o teste post hoc de Tukey e o teste qui–quadrado. Os resultados evidenciaram que a contagem média de linfócitos T CD4+ foi de 345 cel/mm3 e a mediana de 296 cel/mm3. A maioria dos pacientes realizava os exames de rotina e seguia as recomendações médicas (92,8%), usava preservativos durante as relações sexuais (80,2%), estava satisfeita com os relacionamentos (80,2%) e reservava tempo, todos os dias, para relaxar (82%). O perfil do estilo de vida, nos componentes hábitos alimentares e de atividade física habitual, foi classificado como insatisfatório. O comportamento preventivo foi a variável do estilo de vida com resultado médio significativamente superior aos demais (6...