Página 1 dos resultados de 94 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Estudo comparativo entre diferentes nitrosil hemoproteinas por ressonância paramagnética eletrônica.; Electron paramagnetic resonance study between different nitrosyl hemoproteins.

Caracelli, Ignez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/1987 Português
Relevância na Pesquisa
27.55%
As propriedades dos derivados nitrosilados de diferentes hemoproteínas em função da temperatura, da concentração de óxido nítrico (NO) e pH, foram investigadas utilizando a técnica de Ressonância Paramagnética Eletrônica (RPE). Nas hemoproteínas, o grupo heme está acomodado em um bolso: de um lado encontra-se a histidina proximal, de outro uma cavidade aberta onde pode ocorrer a ligação de O2 (ou outras moléculas, tais como H2O, NO, CO, etc.). Perto daí, encontra-se o sítio distal, que pode ou não estar ocupado por uma cadeia lateral de aminoácido, o qual pode influenciar a ligação do ligante. As proteínas estudadas, marcadas com NO, foram: mioglobinas de Cavalo de Cacgalote, que possuem o sítio distal ocupado por um resíduo de histidina, a mioglobina do molusco Aplysia brasiliana (Mb Apb) que não possue um resíduo de aminoácido no sítio distal e a eritrocruorina da minhoca Annelidae Glossoscolex paulistus (Ec AGp), cuja vizinhança do heme não está determinada. Os resultados obtidos com as soluções de mioglobinas de Cavalho e de Cachalote, preparadas a partir da proteína liofilizada (Sigma) mostram cerca de 13% de mioglobina está na forma oxi (MbA) e o restante na forma meta (MbB). A ligação de NO à Mba se faz por simples substituição da molécula de O2 por NO...

Efeito da suplementação e restrição de ferro (Fe2+) na regulação da expressão gênica e protéica da mioglobina (Mb), em músculo esquelético e cardíaco de ratos; Effect of iron supplementation and restriction on the regulation of myoglobin (Mb) gene and protein expression in skeletal and cardiac muscles of rats

Souza, Janaina Sena de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.55%
O ferro (Fe) é um oligoelemento capaz de aceitar e doar elétrons. Tal propriedade o torna extremamente útil em diversos componentes importantes ao bom funcionamento do organismo e da célula. O Fe está associado a algumas proteínas, está presente em citocromos, em moléculas que se ligam ao oxigênio (hemoglobina e mioglobina) e em uma grande variedade de enzimas. O aumento e a diminuição da sua oferta levam a alterações na expressão de RNAs mensageiros e proteínas responsáveis pela sua própria homeostase. Sabe-se que a expressão de vários genes envolvidos no metabolismo do Fe é regulada pós-transcricionalmente, por meio de mecanismo que é desencadeado por sua ligação em regiões não traduzíveis presentes em mRNAs específicos, o que interfere no seu grau de poliadenilação, e por conseguinte, na estabilidade e na tradução do transcrito. A Mb é uma heme-proteína de 18,8 kDa, altamente expressa no tecido muscular esquelético e cardíaco, e que pertence a mesma família da hemoglobina. Sabendo-se que cerca de 15% do Fe existente no organismo está presente nos músculos, no presente trabalho avaliamos se a suplementação e restrição de Fe, a curto e longo prazo, alteram a expressão gênica da Mb no músculo oxidativo Soleus (S)...

Interação hidrofóbica de mioglobina com spin label TEMPO.; Hydrophobic interaction od myoglobin with the spin label TEMPO.

Baffa Filho, Oswaldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/1980 Português
Relevância na Pesquisa
37.55%
Cristais de mioglobina tipo A foram dopados por processo de difusão com o marcador 2, 2, 6, 6 - tetrametil-l-oxil (TEMPO). Observa-se a existência de uma espécie de marcador isotrópica e outra anisotrópica, que exibe uma simetria axial com A// = 23,4 G, A⊥ = 20, 6 G e g = 2,0056. São estimados os tempos de correlação rotacional τ// = 7,2.10-9s e τ⊥ = 4,8.10-9s. Uma análise do grau de hidrofobicidade dos resíduos, situados na parte interna da molécula, sugere como um possível sitio de localização para o TEMPO o bolso formado na região da tirosina 103 - hélice H e 151 - terminal 3HC. Este bolso tem tamanho suficiente para abrigar o radical e posição coerente com a heme, o que não acontece com outros sítios. Observa-se uma mudança conformacional da proteína, induzida pela temperatura na região 20-30°. Esta pode ser atribuída a um movimento da hélice H. Este resultado somado ao de outros autores indica uma mudança conformacional de grande extensão na molécula.; Type A myoglobin single crystals were doped with the 2, 2, 6, 6 -tetramethyl - 1 - oxyl (TEMPO) spin label by a diffusion process. We observed one isotropic spin label type, and another anisotropic type which shows an axial symmetry with A// = 23...

Mecanismo de oxidação aeróbica de acetoacetato e 2-metilacetoacetato catalisada por mioglobina: implicações em desordens cetogênicas; Mechanism of the aerobic oxidation of acetoacetate and 2- methylacetoacetate catalyzed by Mb: implications for ketogenic disorders

Silva, Douglas Ganini da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.55%
Acetoacetato (AA) e 2-metilacetoacetato (MAA) são compostos β-cetoácidos acumulados em diversas desordens metabólicas como no diabetes e na isoleucinemia, respectivamente. Examinamos o mecanismo de oxidação aeróbica de AA e MAA iniciada por intermediários reativos de mioglobina de coração de cavalo (Mb) gerados pela adição de H2O2. Uma rota quimioluminescente que envolve um intermediário dioxetânico cuja termólise gera espécies α-dicarbonílicas (metilglioxal e biacetilo) foi proposta e estudada. Emissão de luz ultra fraca acompanha a reação, e sua intensidade aumenta linearmente pelo aumento da concentração tanto de Mb (10-500 µM) quando AA (10-100 mM). Estudos de consumo de oxigênio mostraram que MAA é, como esperado, quase uma ordem de grandeza mais reativo que AA. Estudos de EPR com captação de spin, utilizando MNP, possibilitaram detectar adutos de MAA atribuíveis a um radical centrado no Cα (aN = 1.55 mT) e ao radical acetila (aN = 0.83 mT). O sinal do radical acetila é totalmente suprimido por sorbato, um conhecido e eficiente supressor de espécies tripletes, o que é consistente com uma rota reacional envolvendo um intermediário dioxetânico. Clivagem-α da ligação carbonila-carbonila do produto biacetilo triplete produziria...

Campo magnético pulsado na preservação de carne bovina moída; Pulsed magnetic field in ground beef preservation

Lins, Patricia Goldschmidt
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
27.23%
O presente estudo teve como objetivo avaliar a utilização de campo magnético pulsado (CMP) de baixa intensidade na preservação da qualidade microbiológica, cor e estabilidade oxidativa de carne bovina moída durante armazenamento aeróbio refrigerado. Amostras moídas de peixinho bovino (músculo Supraspinatus) foram expostas a CMP por 2 horas às frequências de 1, 30 ou 60 Hz ou, em outra etapa, expostas a CMP de 1 Hz de frequência por 2 horas ou continuamente por 12 dias. Amostras controle não foram expostas ao CMP. As amostras foram armazenadas a 4ºC por até 12 dias, e avaliadas a cada seis dias por meio de análise microbiológica de contagem total de bactérias mesófilas aeróbias, e a cada dois dias por meio de análises físico-químicas e bioquímicas: pH, cor instrumental (escala CIELAB), mioglobina e oxidação lipídica. A exposição ao CMP de 1 Hz por 2 horas reduziu a contagem de mesófilos aeróbios com relação ao controle em 1,3 ciclos logarítmicos no 12º dia de armazenamento refrigerado. Os conteúdos de metamioglobina das amostras expostas por 2 horas ao CMP, independente da frequência de pulso, foram significativamente menores com relação ao controle no 6º dia de armazenamento refrigerado. Os demais parâmetros de qualidade não sofreram alteração significativa com relação ao controle durante o armazenamento e não foi verificado efeito das diferentes frequências de CMP. Conclui-se que campo magnético pulsado de baixa intensidade (ordem de mili Tesla) apresenta potencial para ser utilizado como tecnologia inovadora...

Efeito do exercício sobre os níveis sanguíneos de proteínas marcadoras de lesão muscular e da proteína S100B em triatletas treinados

Stocchero, Cíntia Mussi Alvim
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
17.55%
A proteína S100B cerebral que tem sido utilizada como um marcador periférico de danos no sistema nervoso central (SNC). Entretanto, estudos recentes demonstraram que a S100B também aumenta após o exercício físico, embora o significado desse aumento ainda não esteja bem claro. Apesar de ser liberada principalmente por astrócitos no sistema nervoso central, fontes de produção extra cerebral de S100B durante o exercício podem estar implicadas no aumento sérico desta proteína. Assim, trabalhos propõem que o aumento da S100B após o exercício estaria relacionado à secreção ativa por adipócitos e músculos lesados. O objetivo desse estudo foi investigar os níveis sangüíneos de S100B em exercícios com impacto e sem impacto, determinando assim a relação entre os níveis séricos de S100B e marcadores considerados tradicionais de lesão muscular. MATERIAL E MÉTODOS: Participaram desse estudo 13 triatletas do sexo masculino com idade média de 33,9 ± 6,0 anos, massa corporal de 74,7 ± 6,8 kg, estatura de 177 ± 0,1 cm e gordura corporal de 11,1 ± 4,7%. Nas quatro visitas ao laboratório, eles foram submetidos a: a) anamnese; b) realizaram avaliação antropométrica; c) foram submetidos a dois testes progressivos para medida de consumo máximo de oxigênio e determinação dos limiares ventilatórios em esteira e bicicleta; e d) realizaram 2 protocolos contínuos de quarenta (40) minutos de duração em intensidade de 2o limiar ventilatório. Esses protocolos consistiram de exercício em esteira...

Estudo do envolvimento das helices N- e C-terminais na estabilidade e na via de enovelamento de mioglobina

Euripedes de Almeida Ribeiro Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/03/2004 Português
Relevância na Pesquisa
28.1%
A mioglobina é uma hemeproteína que tem a função de transportar e armazenar o oxigênio. Suas estruturas primária e secundária são compostas por 153 aminoácidos e oito ?-hélices (nomeadas de A-H), respectivamente. Esta proteína tem sido usada como um bom modelo para estudos de estrutura, função, ligação de heme, estabilidade e enovelamento de proteínas. Em condições ligeiramente ácidas (pH em torno de 4), a apomioglobina se desenovela passando por uma forma intermediária que possui propriedades físicas entre o estado nativo (pH 7) e o estado desenovelado (pH 2). Este intermediário apresenta as hélices A, G e H protegidas como demonstrado por experimentos de troca de deutério. No presente trabalho, foram realizados estudos com mutantes de deleção e de permutações circulares de hélices da mioglobina com a finalidade de aumentar o conhecimento sobre como a estrutura terciária de uma proteína é construída. Três classes de mutantes foram criadas: 1) deleção de hélices: 1.1) um mutante de deleção da hélice H (Mb1-123) e 1.2) um mutante de deleção das hélices G e H (Mb1-99); 2) permutações circulares: 2.1) um mutante de permutação da hélice A da extremidade N-terminal para a C-terminal (Mb-B_GHA) e 2.2) um mutante de permutação das hélices A e B da extremidade N-terminal para a C-terminal (Mb- C_GHAB) e 3) permutação com deleção: um mutante de deleção da hélice G com permutação da hélice H da extremidade C-terminal para N-terminal (Mb-HAB_F). As proteínas mutantes foram purificadas diretamente na forma apo...

Estrutura quaternaria da hemoglobina de Glossoscolex paulistus (oligochaeta - glossoscolecidae)

Gabriela Maria Rennebeck
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1990 Português
Relevância na Pesquisa
17.55%
A hemoglobina extracelular de Glossoscolex paulistus (0ligochaeta - glossoscolecidae) apresenta peso molecular aproximado de 3.106 e é formada por cinco unidades principais de: 70kOa, 50kOa, "kDa, 28kOa e 12kDa. Estudos eletroforéticos em poliacrilamida (PAGE/SDS) evidenciaram ser a unidade 70kDa o tetrâmero formado por quatro cadeias polipeptídicas de 16kDa, a unidade 50kDa o trímero formado por três cadeias de 16kDa, as unidades 33 e 28kDa dímeros de cadeia única e a unidade 12kDa o monômero, a menor unidade encontrada nas hemoglobinas de invertebrados. A hemoglobina nativa (pH 7,4) apresenta afinidade pelo oxigênio (P50 = 6.6 torr) maior que a hemoglobina humana e menor do que a mioglobina. A hemoglobina dissociada em pH alcalino apresenta menor afinidade pelo oxigênio sendo necessário quantidade de O2 maiores para saturar 50% dos grupamentos heme. A ligação do oxigênio na hemoglobina dissociada é irreversível sendo necessário o tratamento com ditionito de sódio para que ocorresse a desoxigenação. Através da filtração da hemoglobina dissociada em gel de Sephadex G-200, foi possível isolar o monômero 12kDa. Esse monômero apresenta homologia com a mioglobina e sua afinidade pelo oxigênio é similar a mioglobina. Estudos imunoquímicos indicaram a identidade antigênica parcial entre o monômero 12kDa e o trímero 50kDa...

Caracterização das forças envolvidas na estabilidade e na via de enovelamento de globinas; Characterization of forces involved in stability and folding pathway of globins

Wiliam Cesar Bento Regis
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
18.04%
Os estudos em biologia estrutural avançaram muito nos últimos anos e inúmeras informações, obtidas principalmente por dados cristalográficos, ajudaram no entendimento dos mecanismos de ação e efeito biológico de várias proteínas contudo o caminho que vai da síntese até a estruturação dde uma porteína aidna é pouco conhecido. Uma descrição termodinâmica detalhada de proteínas é fundamental para se entender seu papel biológico e conhecer as interações e forças que determinam o enovelamento. Este é o foco pincipal deste trabalho que utilizou para isso as mioglobinas de baleia e de cavalo. O estudo da apomioglobina se divide quase igualmente entre as proteínas oriundas de espermacete, a qual está clonada, e de cavalo, a qual é obtida comercialmente. Ambas possuem alta homologia e comportamento similar quanto ao enovelamento, assumindo-se em geral que estas proteínas apresentam o mesmo fenômeno no que diz respeito ao enovelamento. Contudo, esta hipótese pode não ser verdadeira, o que torna necessário medir e comparar a estabilidade destas proteínas. Apenas recentemente um método confiável para medir a estabilidade de mioglobina em uma reação reversível foi implantado: análise do desenovelamento por uréia de um derivado ciano de mioglobina em uma faixa de pH limitado. Nossos resultados mostraram que a mioglobina de cavalo é 2...

Mapeamento de potenciais interações envolvidas na agregação e na formação de fibrilas amilóides em apomioglobina; Mapping of potential interactions involved in apomyoglobin aggregation and amyloid fibrils formation

Daniel Henrique do Amaral Corrêa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
17.55%
Proteínas enoveladas incorretamente, com freqüência levam à formação de agregados fibrilares contendo extensas estruturas em folha-β, comumente denominadas de fibrilas amilóides. A hipótese acerca da capacidade de formar fibrilas amilóides com estruturas idênticas e ricas em estruturas beta, ser uma propriedade genérica de toda proteína, apoia-se no fato de até mesmo proteínas sem conexão com doenças, como a mioglobina, serem capazes de gerar estruturas fibrilares. Embora várias proteínas sejam intrinsecamente desordenadas, muitas são apropriadamente empacotadas, podendo se desenovelar totalmente ou parcialmente de maneira a expor regiões propensas à agregação, que podem converter o polipeptídeo em fibrilas amilóides. De fato, vários estudos sugerem que intermediários parcialmente enovelados estão envolvidos na fibrilogênese. A apomioglobina (apoMb) de baleia do espermacete é uma proteína bem caracterizada, que forma um intermediário durante o desenovelamento do estado nativo ou após a diluição do estado desenovelado em tampão de enovelamento. A mioglobina é uma proteína altamente solúvel, cujas propriedades do estado nativo não sugerem uma predisposição dessa em formar fibrilas amilóides...

Diagnóstico do infarto agudo do miocárdio. Valor da dosagem de mioglobina sérica comparada com a creatinofosfoquinase e sua fração MB

Cavalcanti,Alexandre Biasi; Heinisch,Roberto Henrique; Albino,Evandro de Campos; Zunino,João Nilson
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/1998 Português
Relevância na Pesquisa
37.74%
OBJETIVO: Comparar o desempenho, em termos de teste diagnóstico, da dosagem sérica de mioglobina (Mgb) com a creatinofosfoquinase (CK) e a sua fração MB (CK-MB), para o diagnóstico de infarto agudo do miocárdio (IAM). MÉTODOS: Estudo observacional, contemporâneo e não controlado de 64 pacientes, admitidos entre setembro/94 e fevereiro/95, em uma emergência especializada em cardiologia, com dor torácica não traumática. Excluíram-se pacientes com sintomas há mais de 6h, trauma muscular, ressuscitação cardiopulmonar e insuficiência renal. O diagnóstico de IAM foi estabelecido quando ao menos dois dos seguintes critérios estavam presentes: dor torácica típica há mais de 20min, alterações eletrocardiográficas compatíveis com necrose (ondas Q), ou elevações tardias de CK e CK-MB. RESULTADOS: Na amostra estudada, 18 tiveram diagnóstico de IAM. A sensibilidade (S) encontrada para CK, CK-MB e Mgb foi de 33%, 22% e 61% e a especificidade (E) de 85%, 96% e 98%, respectivamente. A diferença entre a S de Mgb e a de CK foi de 28%, com um intervalo de confiança de 95% (IC 95%) de -4% a 59%, e a diferença entre a S de Mgb e a de CK-MB foi de 39%, IC 95% de 9% a 69%. A diferença entre a E de Mgb e a de CK foi de 13%...

Cardioversão elétrica e lesão miocárdica: avaliação pelos novos marcadores de injúria cardíaca

Santos,Elizabete Silva dos; Pereira,Marcos Paulo; Minuzzo,Luiz; Moreira,Dalmo A. R.; Ramos,Rui; Avezum,Álvaro; Timerman,Ari; Piegas,Leopoldo S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
17.88%
OBJETIVO: Avaliar, através da evolução dos novos marcadores bioquímicos de injúria cardíaca, se a cardioversão elétrica (CVE) causa lesão miocárdica. MÉTODOS: Foram avaliados 76 pacientes (P) submetidos a CVE eletiva de fibrilação atrial ou flutter atrial. Medidas de creatinafosfoquinase (CPK), CKMB-atividade e dosagem de CKMB-massa (M), mioglobina e troponina I cardíaca (cTnI) foram determinadas antes e após 6 e 24 horas da CVE. RESULTADOS: A CVE resultou um sucesso em 58 P (76,3%). A carga cumulativa (CC) foi de até 350 joules (J) em 36 P, de 500 a 650 J em 20 P e de 900 a 960 J em 20 P, com energia média aplicada de 493 J (± 309). A cTnI permaneceu dentro da normalidade nos 76 P. Com o aumento da CC, ocorreu elevação de CPK (> valor de p = 0,007), CKMB-atividade (> valor de p = 0,002), CKMB-M (> valor de p = 0,03) e mioglobina (> valor de p = 0,015). Correlação positiva foi observada entre a CC e picos de CPK (r = 0,660; p < 0,001), CKMB-atividade (r = 0,429; p < 0,0001), CKMB-M (r = 0,265; p = 0,02) e mioglobina (r = 0,684; p < 0,0001). Correlação também positiva ocorreu entre o número de choques e picos de CPK (r = 0,770; p < 0,001), CKMB-atividade (r = 0,642; p < 0,0001), CKMB-M (r = 0,430; p < 0,0001) e mioglobina (r = 0...

Efeito do uso de meia elástica sobre os níveis dos biomarcadores de lesão muscular em atletas de voleibol após atividade física

Figueiredo,Marcondes; Figueiredo,Matheus Fidélis; Penha-Silva,Nilson
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
17.55%
OBJETIVO: Avaliar os níveis plasmáticos dos biomarcadores de lesão muscular, a saber, creatina quinase, lactato desidrogenase e mioglobina, em atletas profissionais de voleibol após exercícios musculares anaeróbicos, com e sem uso de meia elástica. MÉTODOS: Foram avaliadas dez jogadoras profissionais de voleibol, com idades entre 18 e 25 anos, utilizando ou não meia elástica (Sport Active®, Venosan, Abreu e Lima, Brasil), com compressão de 20 a 30 mmHg abaixo do joelho. As dosagens foram feitas em três momentos: M0, início da manhã, com as atletas em repouso sem uso de meia elástica; M1, início da manhã, após a realização de atividade física com uso de meia elástica; M2, sete dias depois, após a realização dos mesmos exercícios, porém sem uso de meia elástica. Aplicou-se a escala de Borg após cada série de atividade física para avaliação do esforço. RESULTADOS: Os valores médios obtidos para creatina quinase e lactato desidrogenase foram, respectivamente, de 117,7±40,2 e 134,2±11,3 U/L, em M0; 138,2±47,2 e 157,9±10,1 U/L, em M1; e 161,3±59,9 e 177,2±18,8 U/L, em M2. Os valores médios obtidos para mioglobina foram de 31,5±6,5; 34,9±5,6 e 38,6±12,6 µg/L nos momentos M0, M1 e M2, respectivamente. Houve diferenças estatisticamente significativas (Tukey) entre M1 e M2 para os valores de creatina quinase (p=0...

Influência da crioterapia de imersão em indicadores de dano muscular pós-exercício em atletas de triathlon

Hernandez, Sara Gabellone
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
17.55%
Resumo: O objetivo do presente estudo foi verificar os efeitos da crioterapia de imersão em indicadores de dano muscular induzido pelo exercício em atletas. Para tanto, 15 atletas de triatlon (Idade: 26 ±4,6, Peso: 77,4 ± 4,9 kg, Estatura: 179,3 ± 6,4 cm, %G: 11,5 ± 1,2) inicialmente realizaram uma avaliação de esforço máximo na esteira, para a determinação da FCMÁX e VO2MÁX. Posteriormente, os atletas foram divididos em dois grupos: experimental (n=8) e controle (n=7). Os dois grupos foram submetidos a um protocolo de exercícios excêntricos (4 séries de 10 repetições) para extensores e flexores de joelhos no dinamômetro isocinético. Logo após o exercício foram divididos aleatoriamente e submetidos a 15 minutos de imersão em água gelada (15ºC) ou grupo controle (15 minutos sentado). Todos os sujeitos foram submetidos a 5 coletas de sangue intravenoso sendo elas: antes do exercício, imediatamente após, 1 hora, 24 e 48 horas após o protocolo de recuperação. As variáveis sanguíneas analisadas foram: leucócitos, neutrófilos, CK, LDH, mioglobina e cortisol. Nos mesmos momentos de coletas sanguíneas foram realizadas as coletas de sensação de dor muscular por meio das escalas EVA e Likert, altura de saltos por meio do squat jump na plataforma de saltos e de amplitude de movimento (ADM) de extensão ativa de joelhos. Na análise estatística...

Expressão, purificação e estudos da ferroquelatase de Bacillus subtilis; Expression, Purification and Studies of Ferrochelatase from Bacillus subtilis

Paganelli, Marcella Oliva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
27.88%
A cor vermelha brilhante característica do presunto Parma é resultante, principalmente, do pigmento Zinco-protoporfirina IX (ZnPP). A ZnPP é formada a partir da mioglobina por uma reação de transmetalação, catalisada pela enzima ferroquelatase (FECH), em que o íon de Fe(II) coordenado ao grupo heme é substituído pelo íon Zn(II). O presunto Parma apresenta uma maior estabilidade oxidativa em relação aos demais produtos cárneos curados além de não conter nitrito e nitrato, portanto, são considerados mais saudáveis. A utilização da FECH no processamento de carnes curadas pode permitir a produção de produtos cárneos curados mais saudáveis e em menor tempo. No presente trabalho a proteína ferroquelatase de Bacillus subtilis (BsFECH) foi expressa em células de E. coli BL21(DE3), purificada por cromatografia de afinidade ao níquel e exclusão por tamanho e caracterizada por dicroísmo circular, emissão de fluorescência do triptofano e cromatografia de exclusão por tamanho analítico. Em termos de estabilidade foi encontrado que altas concentrações de sal aumentam a estabilidade da proteína frente aos agentes denaturantes ureia e temperatura. A BsFECH produzida é capaz de ligar-se ao substrato modelo de porfirina (TPPS)...

Efeitos da irradiação por laser de baixa potencia sobre a patogenese das alterações mionecroticas induzidas pelo veneno bruto de Bothrops moojeni; Effects of low-power laser irradiation on the pathogenesis of myonecrotic alterations induced by Bothrops moojeni snake venom

Doroty Mesquita Dourado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
17.74%
O estudo de substâncias naturais visa não só a caracterização dos seus princípios ativos e efeitos biológicos, mas também a compreensão de fenômenos patofisiológicos que muitas vezes são reproduzidos experimentalmente por essas substâncias. Dentre estas, nos países de clima tropical, os venenos ofídicos merecem importância particular pela riqueza de constituintes farmacologicamente ativos e pela freqüência dos acidentes causados por picada de serpentes venenosas, particularmente abundantes em países tropicais. No Brasil, esses acidentes adquirem relevância em termos de saúde pública porque podem causar graves alterações sistêmicas e no local da picada, sendo o gênero Bothrops responsável por 90% deles. Neste trabalho, as alterações patológicas locais e sistêmicas (mionecrose, edema e hemorragia) induzidas pela injeção intramuscular (i.m.) do veneno de Bothrops moojeni (40 µg/mL, 0,1 ml/100 g do peso do animal) em camundogos foram estudadas histologicamente, através da contagem de capilares e pela imunomarcação do fator de crescimento endotelial de vasos (VEGF) no músculo gastrocnêmio e pelas alterações nos níveis séricos das enzimas creatino kinase (CK), fosfatase ácida (AcPase), fosfatase alcalina (AlkPase)...

Avaliação da oxidação do colesterol em sistemas modelo contendo ácidos graxos, mioglobina e antioxidantes naturais e sintéticos; Evaluation of cholesterol oxidation in model systems containing fatty acids, moglobin and natural and synthetic antioxidants

Elisângela Serenato Madalozzo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.97%
O colesterol é um dos mais importantes esteróis existentes nos tecidos animais, podendo apresentar-se na forma livre ou como ésteres de colesterol. Comporta-se de maneira particular em relação à oxidação por apresentar uma ligação dupla entre o carbono 5 e 6 da estrutura cíclica, originando produtos de oxidação, denominados óxidos de colesterol (COP¿s), principalmente quando exposto a temperaturas elevadas, iniciadores de radicais, luz, metais ou à combinação destes fatores. Por isso, o objetivo deste trabalho foi constatar o impacto do uso de diferentes antioxidantes (eritorbato de sódio, bixina e ácido cítrico) na degradação térmica do colesterol em sistemas modelo na presença de metais (mioglobina) e de ácidos graxos com diferentes graus de insaturação (ácido oleico, ácido eicosapentaenoico - EPA e ácido palmítico) sob fluxo constante de O2 (10 mL/min). A ação dos antioxidantes, pró-oxidante e ácidos graxos foi monitorada pela degradação do colesterol e consequente formação de COP¿s e alteração na composição de ácidos graxos, bem como pela degradação dos antioxidantes adicionados aos sistemas modelo submetidos a temperaturas de 130, 160 e 230°C. Para avaliar a interação entre o colesterol e os diferentes compostos nos sistemas modelo foi realizado um planejamento experimental do tipo Plackett & Burman para cada temperatura estudada. Os resultados demosntraram que o sistema modelo constituído de colesterol...

Necrose tubular aguda comprovada por biopsia em paciente com dengue e rabdomiolise; BIOPSY PROVEN ACUTE TUBULAR NECROSIS DUE TO RHABDOMYOLYSIS IN A DENGUE FEVER PATIENT: A CASE REPORT AND REVIEW OF LITERATURE

Repizo, Liliany P.; Malheiros, Denise M.; Yu, Luis; Barros, Rui T.; Burdmann, Emmanuel A.
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
17.55%
Renal histology results are very scarce in dengue-associated rhabdomyolysis patients developing acute kidney injury (AKI). We report a case of dengue fever-induced AKI associated to rhabdomyolysis with a renal biopsy showing acute tubular necrosis (ATN) and renal deposition of myoglobin. A 28-year-old patient who presented dengue fever (DF) complicated by severe AKI and rhabdomyolysis is described. The patient required hemodialysis for three weeks. A renal biopsy revealed ATN with positive staining for myoglobin in the renal tubuli. The patient was discharged with recovered renal function. In conclusion, this case report described a biopsy proven ATN associated to DF-induced rhabdomyolysis, in which renal deposition of myoglobin was demonstrated. We suggest that serum creatine phosphokinase should be monitored in DF patients to allow for an early diagnosis of rhabdomyolysis and the institution of renal protective measures.; Resultados de histologia renal são muito escassos em pacientes com rabdomiólise e injúria renal aguda (IRA) associada a dengue. Descrevemos caso de dengue complicado por rabdomiólise e IRA no qual a biópsia renal mostrou necrose tubular aguda (NTA) e deposição renal de mioglobina. Paciente de 28 anos que apresentou dengue complicado por IRA grave e rabdomiólise é descrito. Ele necessitou de diálise por três semanas. A biópsia renal mostrou NTA...

Intervalos de referencia para troponina I, creatina quinasa fracción mb masa y mioglobina*

Balconi,Silvia Marcela; Posse²,Gladys Beatriz; Hentschel,Silvia
Fonte: Acta bioquímica clínica latinoamericana Publicador: Acta bioquímica clínica latinoamericana
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.97%
La inclusión de determinaciones nuevas como troponina I (cTnI), creatina quinasa fracción MB masa (CK-MB masa) y mioglobina hace que cada laboratorio deba verificar los intervalos de referencia (IR) dados por el fabricante. Cuando esto no ocurre dicho intervalo deberá ser creado a los efectos de una correcta interpretación de los resultados emitidos para su comparación frente a un intervalo de referencia confiable. Para ello se procesaron 247 muestras de suero de donantes de sangre y se hizo el cálculo de los percentilos 0,5 y 99,5 para la obtención del IR del 99% de cTnI y 2,5 y 97,5 para obtención del IR del 95% de mioglobina y CK-MB masa (método no paramétrico). En cTnI el IR fue verificado; en los otros dos marcadores (CK-MB masa y mioglobina) los IR debieron ser creados. Para CK-MB masa el IR obtenido fue de 0,5-4,4 ng/mL (IR reportado por el fabricante de 0,6-6,3 ng/mL). En mioglobina, el IR obtenido para mujeres fue de 8,3-40,3 ng/mL (IR reportado por el fabricante 14,3-65,8 ng/mL), para hombres fue de 11,5-56,5 ng/mL (reportado por el fabricante de 17,4-105,7 ng/mL). Cada laboratorio deberá establecer sus propios IR para garantizar la representación adecuada de poblaciones específicas y tipos de muestra.

Solubilidad proteica, contenido de mioglobina, color y pH de la carne de pollo, gallina y codorniz

Cori,M.E.; Michelangeli,C.; De Basilio,V.; Figueroa,R.; Rivas,N.
Fonte: Archivos de Zootecnia Publicador: Archivos de Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
27.74%
Las proteínas de la carne son responsables de diversas características de sus productos derivados. La solubilidad de las proteínas cárnicas puede ser un índice de otras propiedades funcionales importantes para el procesamiento de la carne, como la emulsificación, mientras que el contenido de mioglobina influye en su color. Con el objeto de evaluar la solubilidad de las proteínas sarcoplásmicas y miofibrilares así como el contenido de mioglobina en la carne de aves, se obtuvieron canales de pollo, gallina y codorniz a partir de mataderos comerciales; se aplicó un diseño completamente aleatorizado con arreglo factorial 3x2, siendo los factores: tipo de ave (pollo, gallina y codorniz) y porción corporal (carne de pechuga y carne de pierna) generándose seis tratamientos, tres repeticiones por tratamiento. Se observó interacción de los factores para: Luminosidad (L), grado de color rojo (a), pH, extracción de proteínas sarcoplásmicas y proteínas miofibrilares. El contenido de mioglobina fue afectado tanto por la porción corporal como por el tipo de ave, siendo superior en la pierna en comparación con la pechuga (0,99 y 0,47 mg/g carne, respectivamente), y siendo la codorniz la que presenta el mayor valor (1,13 mg/g) y el pollo el menor (0...