Página 1 dos resultados de 506 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Aplicação de matrizes enriquecidas com moduladores biológicos na regeneração de tecidos periodontais e tecidos ósseos

Matos, Sérgio Miguel Andrade de
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
85.91%
Os defeitos osseos do complexo maxilo-facial constituem uma das problematicas mais prementes em Medicina Dentaria. Estes defeitos, resultantes de doenca ou traumatismos, podem acarretar graves problemas funcionais e esteticos, principalmente quando associados a estados de desdentação ou que ponham em risco a dentição natural. No ambito da Peridontologia, os defeitos periodontais infra-osseos representam um desafio clinico de grande complexidade microbiologica e morfologica. A sua permanencia implica a persistencia de um nicho ecologico desfavoravel, com elevada probabilidade de continua perda de inserção ou recidiva. A terapeutica ideal a aplicar nestas situações seria aquela que possibilitasse a reabilitação da estrutura anatomo-morfologica e funcional do periodonto. As tecnicas regenerativas apresentam-se como a escolha de eleição, uma vez que possibilitam a reconstituição dos tecidos danificados, ou perdidos, como resultado da doenca periodontal. Nas ultimas duas decadas tem sido reunida uma consideravel evidencia clínica e histologica que comprova a possibilidade de alcancar regeneração periodontal em humanos. Varios materiais de enxerto osseo (auto-enxertos, alo-enxertos, xenoenxertos e materiais aloplasticos) tem sido utilizados como matrizes na regeneração de defeitos infra-osseos periodontais...

Modulação da pressão intracraniana em um modelo experimental de hipertensão abdominal e lesão pulmonar aguda; Factors associated with variation in intracranial pressure in a model of intra-abdominal hypertension with acute lung injury

ZAMPIERI, Fernando Godinho; ALMEIDA, Juliana Roberta; SCHETTINO, Guilherme Pinto de Paula; PARK, Marcelo; MACHADO, Fabio Santana; AZEVEDO, Luciano Cesar Pontes
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
95.69%
OBJETIVO: Avaliar o efeito de alterações hemodinâmicas, respiratórias e metabólicas sobre a pressão intracraniana em um modelo de lesão pulmonar aguda e síndrome compartimental abdominal. MÉTODOS: Oito porcos Agroceres foram submetidos, após a instrumentação, a cinco cenários clínicos: 1) estado basal com baixa pressão intra-abdominal e pulmão sadio; 2) pneumoperitôneo, com pressão intra-abdominal de 20 mm Hg; 3) lesão pulmonar aguda induzida por lavagem pulmonar e desativação de surfactante; 4) pneumoperitôneo com pressão intra-abdominal de 20 mm Hg na vigência de lesão pulmonar aguda e com PEEP baixo; e 5) PEEP ajustado a 27 cm H2O na vigência de pneumoperitôneo e lesão pulmonar aguda. Variáveis respiratórias e hemodinâmicas foram coletadas. Análise multivariada foi realizada buscando as variáveis associadas com elevação da pressão intracraniana nos cinco cenários estudados. RESULTADOS: Após a análise multivariada, nas situações não associadas com lesão pulmonar aguda apenas a pressão de platô das vias aéreas se correlacionou positivamente com a pressão intracraniana. Nos modelos associados com lesão pulmonar aguda, a pressão de platô de vias aéreas, a pressão arterial de CO2, o CO2 no final da expiração e a pressão venosa central se correlacionaram positivamente com incrementos da pressão intracraniana. CONCLUSÃO: Em um modelo de disfunção orgânica múltipla com situações clínicas associadas com aumento da pressão torácica e abdominal...

Clinical evaluation and induced corneal vascularization study by native and anionic collagen membranes in rabbits corneas; Avaliação clínica e estudo da vascularização corneal induzida pelas membranas de colágeno nativo e aniônico em córneas de coelhos

BINOTTO, Thaís Eliane; ANDRADE, Alexandre Lima de; COSTA, Thiago André Carreo; PLEPIS, Ana Maria Guzzi; LOPES, Rodrigo Antonio; SOUZA, Wilson Machado
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
95.74%
PURPOSE: To evaluate the corneal vascularization (CV) and the clinical aspects induced by interlamellar graft with native (NCM) and anionic (ACM) collagen membranes in rabbits corneas. METHODS: An interlamellar graft with a 0.25 x 0.25 cm NCM (group 1) or ACM (group 2) fragment was performed in the right eye (treated eye). In the left eye, an estromal tunnel was done (control eye). Sixteen rabbits were used, and they were subdivided into two experimental groups of eight animals each. The clinical evaluation was performed at the 1st, 3rd, 7th, 15th and 30th postoperative days. Corneal vascularization analysis was performed after 30 days by the Images Analizator System Leica Qwin-550®. RESULTS: After 7 days, corneal vascularization was observed at about 2.25 ± 0.71 mm (NCM) and at about 1.0 ± 1.69 mm (ACM), respectively, from the limbus in direction to the central cornea. After 15 days, CV increased in both groups (5.25 ± 1.03 mm - NCM; 2.0 ± 2.39 mm - ACM) and then progressively decreased until day 30 (2.25 ± 2.10 mm - NCM; 0.75 ± 2.12 mm - ACM). The statistical analysis indicated that the averages of the distances from the limb vessels to the grafts observed after 7 and 15 days had not differed statistically (p=0.17), and after 15 and 30 postoperative days had a tendency to differ statistically (p=0.09). The control eyes did not present any changes. CONCLUSION: The interlamellar graft with native and anionic collagen membranes induced corneal vascularization when applied to rabbit corneas...

"Efeito antiinflamatório da lama negra de Peruíbe em diferentes modelos experimentais de artrite" ; The anti-inflammatory efficacy of mud therapy (peruíbe, sp, brazil) on differents experimental models of arthritis

Britschka, Zelia Maria Nogueira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
85.75%
Investigar a eficácia da lama negra brasileira como tratamento para inflamação em modelos experimentais de artrite. O efeito antiinflamatório de aplicações de lama foi comparado ao tratamento com água aquecida e ausência de tratamento em modelos experimentais de artrite e osteoartrite induzidas em coelhos e em ratos, visando parâmetros inflamatórios e cartilagem. O tratamento com lama melhorou a infiltração de leucócitos e exerceu um efeito protetor parcial na sinóvia e cartilagem. Nossos resultados sugerem que a lama brasileira apresenta efeito antiinflamatório e pode ser útil como um método complementar ao tratamento de pacientes com doenças articulares crônicas ; Investigate the effectiveness of a Brazilian black mud as treatment for inflammation in experimental models of arthritis. Effects of mud applications was compared with warm water and no treatment in experimental models of arthritis and osteoarthritis induced in rabbits and in rats, regarding inflammatory parameters and cartilage. Treatment with mud impaired leukocyte infiltration which was followed by a partial protective effect on synovium and cartilage. Our results show that Brazilian mud presents an anti-inflammatory effect and can be useful as a complementary approach to treat patients with chronicle articular diseases

Caracterização da resposta imune em modelo experimental de esclerodermia induzida por colágeno tipo V; Humoral immune response characterization of the type V collagen induced scleroderma experimental model

Callado, Maria Roseli Monteiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
85.98%
Os modelos experimentais reproduzem doenças que acometem seres humanos, sendo de extrema importância porque possibilitam o estudo da patogênese e abordagem terapêutica dessas enfermidades. Nesse grupo inclui-se o modelo experimental de esclerodermia induzida pela imunização de coelhos com colágeno V humano provocando alterações histológicas (pele, pulmão e rim) similares àquelas observadas em humanos. As doenças auto-imunes têm sua etiologia desconhecida e são particularmente caracterizadas pela presença de auto-anticorpos no soro. Nesse aspecto, 90 a 95% dos pacientes com esclerodermia apresentam algum auto-anticorpo contra antígenos intracelulares (proteínas nucleolares RNA polimerase I, II e III, Scl-70, centriolares ou golginas) ou da matriz extracelular (colágeno). O presente estudo tem como objetivo avaliar a resposta imunológica nos animais do modelo experimental de esclerodermia. Para tanto, o soro dos animais foram testados quanto à presença de auto-anticorpos e de outros fatores imunológicos séricos que indicassem um processo imunológico ativo paralelo às lesões teciduais em desenvolvimento e incluiu: pesquisa de anticorpos anticolágenos V, III e I, imunocomplexos circulantes, fator reumatóide...

Desenvolvimento de modelos murinos de linfoma T para investigar o impacto da expressão gênica ectópica no comportamento in vivo de linhagens celulares tumorais.; Development of T linfoma murine models to investigate the impact of ectopic gene expression in the in vivo behavior of tumor cell lineages.

Pantaleão, Cláudia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
85.75%
Muitos estudos de câncer têm sido desenvolvidos, mas os mecanismos moleculares da tumorigênese e a resposta imune contra tumores não foi completamente elucidada. RMAS é uma linhagem celular mutante derivada de RMA. Ao contrário da última, RMAS é deficiente de MHC I e, portanto, é avlvo de células NK. O objetivo deste trabalho foi o uso deste par de células para estabelecer modelos murinos que possam ser usados para entender a resposta imune entre células CD8 e NK contra tumor e investigar o efeito da expressão de moléculas antiapoptóticas no comportamento tumoral in vivo. Essa abordagem pode prover informações relevantes para o desenvolvimento de novas terapias. Para desenvolver células EGFP, foi usado um vetor retroviral bicistrônico contendo o gene Egfp. Para desenvolver os modelos experimentais, camundongos C57BL6 WT foram injetados iv com diferentes números de células e curvas de sobrevivência foram geradas. Os padrões de doença e infiltração tumoral foram observadas por análises macroscópica, microscópica e por detecção de EGFP em tecidos. In vivo, células RMA. induziram paralisia enquanto RMA-S.Egfp, ascite. RMA.Egfp infiltrou a medula óssea enquanto RMA-S.Egfp, tecidos diferentes como fígado...

Estratégias de investigação de glicoproteínas de tecidos musculares de modelos animais distróficos; Strategies for investigation of glycoproteins extracted from muscle tissues of dystrophic animal models

Eugenio, Patrícia de Fátima Menegoci
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
85.95%
A glicosilação é uma das modificações mais comuns ocorridas naturalmente nas cadeias polipeptídicas. As glicoproteínas exercem papéis essenciais para os seres vivos desde o ínicio vida e, por essa razão, qualquer mutação nos resíduos de açúcares a elas ligados causam diversos efeitos não desejados ao indivíduo. O padrão de glicosilação de proteínas é regido tanto por fatores genéticos quanto por fatores externos. Em relação aos defeitos de glicosilação hereditários, diversas mutações em genes específicos causam anormalidades na síntese de glicoproteínas. No grupo de doenças causadas por defeitos de glicosilação hereditários estão incluídas algumas distrofias musculares relacionadas a mutações em proteínas que são glicosiltransferases comprovadas ou putativas. O uso de modelos animais facilita o estudo dessas doenças neuromusculares e, por isso, o presente trabalho foi desenvolvido utilizando tecidos de camundongos controle (C57Black6) e LARGE. O camundongo LARGE possui características fenotípicas semelhantes às de humanos afetados pela distrofia muscular congênita tipo 1D. Diferentes estratégias de análise e de instrumentação foram empregadas para a obtenção de informações relacionadas tanto ao conjunto de glicoproteínas em geral quanto à alfa-distroglicana especificamente. A alfa-distroglicana mostra-se modificada em relação aos resíduos de açúcares nela ligados em animais com mutação no gene LARGE...

Avaliação do efeito anti-inflamatório do hormônio alfa estimulador de melanócito (Alfa MSH) em modelo experimental de lúpus; alfa-MSH, Lúpus eritematoso sistêmico, Citocinas, Nefropatias, Modelos animais, Artrite

Botte, Domingos Alexandre Ciccone
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
95.86%
O hormônio alfa estimulador de melanócito (alfa-MSH) é um neuropeptídeo com atividade anti-inflamatória que apresenta efeitos benéficos em modelos experimentais de doenças autoimunes. Entretanto pouca atenção tem sido dada a seus efeitos no lúpus eritematoso sistêmico (LES). No presente estudo utilizou-se o tratamento com o super análogo NDP-MSH em modelo experimental de LES induzido por pristane. Grupos de camundongos fêmeas foram tratados diariamente com 1,25 mg/Kg de NDP-MSH ou solução salina por 180 dias. Foram avaliados os seguintes parâmetros séricos: isotipos de IgG, anticorpos antinucleares (FAN) e citocinas. A intensidade da artrite foi mensurada por graduação de edema e eritema. A função renal foi estimada por proteinúria e escore histopatológico. A expressão de IgG, alfa-SMA, iNOS, C3, CD3, MC1R, CRF e alfa-MSH glomerular foi quantificada por imunohistoquímica. Camundongos com LES apresentaram aumento de IgG, FAN, IL-6, IL-10 e TNFalfa, escore de artrite, disfunção renal e celularidade mesangial quando comparados aos animais controle normais. O tratamento dos animais LES com NDP-MSH reduziu os títulos de IgG1 e IgG2a (p < 0,05 e p < 0,001 respectivamente), bem como a incidência de FAN+ (p < 0...

Implante endoscópico no esôfago distal de polimetilmetacrilato para controle do refluxo gastrofágico : estudo experimental em modelo animal

Freitag, Carmen Perez de Freitas
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.81%
XIXA doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) comumente afeta o esôfago e provavelmente é a condição mais prevalente no segmento alto do trato gastrointestinal, acometendo entre 5 e 45% da população ocidental. A terapêutica atual para essa doença além de medidas gerais e dietéticas, inclui tratamento farmacológico e/ou cirurgia. Ambos podem ser eficazes, mas apresentam elevado custo financeiro. O tratamento com fármacos pode apresentar baixa aderência medicamentosa e a cirurgia tem baixa, mas não desprezível, morbidade e mortalidade. Idealmente o tratamento da DRGE deveria ser eficaz, com baixo risco e com baixo custo. Objetivos: 1. Desenvolver um modelo experimental em suínos para o estudo do Refluxo Gastroesofágico através da Pressão e do Volume de Vazão Gástricos; 2. Avaliar a eficácia do implante endoscópico de PMMA ao nível do Esfíncter Esofágico Inferior (EEI) para aumentar a Pressão de Vazão Gástrica, o Volume de Vazão Gástrico e a Pressão Basal do EEI; 3. Descrever as reações histológicas associadas ao implante de PMMA. Material e Métodos: Suínos da raça Large White, do sexo feminino com 8 semanas de vida foram estudados no experimento. Foi realizada manometria do esfíncter esofágico inferior com registro da pressão basal com cateter de perfusão com água e técnica de retirada lenta. Calculou-se...

Comparação de dois métodos experimentais de estenose subglótica em modelo animal : infiltração de NaOH 23% e eletrocoagulação

Hanauer, Aline Denise
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.86%
Introdução: Estenose subglótica (ESG) é definida como o estreitamento da porção inferior da laringe. De etiologia congênita ou adquirida, ela é a segunda causa de estridor e a segunda causa de indicação de traqueostomia na criança. As dificuldades encontradas no manejo da estenose subglótica, principalmente na população pediátrica, justificam o desenvolvimento de modelos experimentais de fácil reprodutibilidade, poucas complicações e baixo custo. O objetivo deste estudo foi comparar dois métodos de indução experimental de estenose subglótica.Material e métodos: No período de janeiro a dezembro de 2003, vinte cães foram selecionados de forma aleatória, e colocados por sorteio em dois grupos: Gp I (n=9) de eletrocoagulação e Gp II (n=11) de infiltração de NaOH 23 %. No Gp I foi realizada eletrocoagulação com auto-interrupção, aplicada em um ponto nos quatro quadrantes da cartilagem cricóide; no Gp II infiltração de 0,2 ml de NaOH 23 % na camada submucosa das porções anterior e posterior da cartilagem cricóide. A cada semana foi feita endoscopia e aferição do calibre da região subglótica por tubos endotraqueais, e nova aplicação de eletrocoagulação ou infiltração NaOH 23 % realizada quando não havia evidência de estenose subglótica. Os animais foram sacrificados após 21 dias da aplicação; aqueles que apresentaram sofrimento respiratório foram sacrificados antes. Resultados : Um animal do Gp I morreu 14 dias após a aplicação...

Disfunção cognitiva induzida por fármacos antineoplásicos em modelos animais : efeitos da doxorrubicina

Liedke, Pedro Emanuel Rubini
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.88%
A literatura médica tem acumulado evidência da associação de alterações cognitivas com a quimioterapia sistêmica para câncer. Estima-se que entre 17 a 34% dos pacientes permaneçam com alterações em longo prazo após o tratamento. A maioria dos estudos clínicos publicados sobre este tema foi realizado com pacientes portadoras de câncer de mama, porém alterações também foram encontradas em pacientes portadores de tumores de pulmão e linfomas. Os mecanismos pelos quais estas disfunções ocorrem não estão bem esclarecidos. As principais hipóteses incluem, entre outras, dano neuronal por baixas concentrações de quimioterápicos no sistema nervoso central, determinados polimorfismos genéticos que alteram propriedades de barreira hemato-encefálica e do metabolismo neuronal, dano no DNA neuronal por estresse oxidativo, alterações hormonais e desregulação de citoquinas. Modelos experimentais com animais têm sido desejados como forma de estudar os mecanismos pelos quais determinadas drogas ou suas combinações causam estas alterações. Entretanto, há poucos estudos utilizando modelos animais publicados. Neste trabalho nos propomos a investigar o efeito da doxorrubicina, uma medicação comumente utilizada na prática clínica...

Modelo experimental de rinossinusite crônica em coelhos sem utilização de bactérias : comparação de técnicas de indução; Experimental model of chronic rhinosinusitis in rabbits without bacterial inoculation : comparison of induction techniques

Migliavacca, Raphaella de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.8%
Os modelos experimentais têm um papel importante no conhecimento dos mecanismos envolvidos na patogênese da rinossinusite crônica (RSC). Objetivos: comprovar que sem inoculação de bactérias seria possível induzir alterações histológicas crônicas nos seios maxilares de coelhos através da obstrução do óstio de drenagem dos mesmos, produzindo um modelo experimental consistente e reproduzível para RSC. Secundariamente, comparar achados inflamatórios entre duas técnicas de oclusão do óstio do seio maxilar com N-butil cianocrilato: via transmaxilar (VTM) e via teto de fossa nasal (VTFN). Métodos: estudo experimental randomizado cego em animais de laboratório realizado na Unidade de Experimentação Animal do Centro de Pesquisa do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, no qual foram sorteados dezesseis coelhos Nova Zelândia entre oclusão do seio maxilar direito VTM ou VTFN. Após 12 semanas de seguimento, os animaisforam anestesiados e sacrificados para análise histopatológica cegada da mucosa do seio maxilar. Resultados: apresentavam alterações histopatológicas compatíveis com RSC os oito (100%) seios maxilares intervindos através da técnica VTM e três (37,5%) através da técnica VTFN, com p 0,008 e 0,250...

Caracterização comportamental do modelo de convulsões induzidas por pentilenotetrazol em zebrafish adulto

Mussulini, Ben Hur Marins
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.88%
O pentilenotetrazol (PTZ) é um agente convulsivo amplamente utilizado em modelos animais para investigações envolvendo crises convulsivas. Embora haja um crescente número de estudos envolvendo zebrafish adulto e convulsão, não há até o momento uma caracterização comportamental detalhada do modelo de indução de crises por PTZ neste animal. Portanto, o objetivo deste estudo foi realizar uma caracterização detalhada das manifestações comportamentais no modelo de convulsão induzida por PTZ em zebrafish adulto. Grupos de 12 animais foram submetidos, por imersão, a distintas diferentes concentrações de PTZ (5, 7.5, 10 e 15 mM). O comportamento convulsivo foi observado durante 20 minutos. Os animais apresentaram os seguintes escores comportamentais: (0) nados curtos; (1) aumento na atividade natatória e na abertura opercular; (2) movimentos erráticos e acelerados; (3) movimentos circulares; (4) convulsão clônica; (5) convulsão tônica; (6) morte. Os animais expostos a diferentes distintas concentrações de PTZ apresentaram diferentes distintos perfis convulsivos, intensidades de convulsão e latência para chegar aos escores. Apenas os animais imersos na concentração de 15 mM apresentaram maior tempo para retornar ao comportamento normal após a exposição ao PTZ. A mortalidade foi de 33% e 50% para as concentrações de 10 mM e 15 mM...

Caracterização de produtos finais de glicação avançada (ages) em modelo animal de infarto agudo do miocárdio

Fracasso, Bianca de Moraes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.77%
Produtos finais de glicação avançada (AGEs) são continuamente gerados pelo organismo e sua produção pode ser estimulada em algumas enfermidades tendo impacto no processo inflamatório. A formação dos AGEs esta aumentada na insuficiência cardíaca e no infarto agudo do miocárdio (IAM) mas ainda faltam estudos de caracterização em modelos animais representativos dessas condições A partir disso, o objetivo deste trabalho é caracterizar a formação de AGEs em ratos submetidos ao IAM e acompanhados por 28 dias. Ratos Wistar machos foram randomizados para receber cirurgia sham (n=8) ou de indução de IAM (n=9). Coletou-se sangue nas primeiras 12 e 48 horas e 7, 14 e 28 dias após a cirurgia. Análises foram realizadas pelas técnicas de formação de browning, fluorescência e imunodetecção por dot blot. Os resultados encontrados não mostraram diferença significativa nos níveis de AGEs entre o grupo sham e o grupo IAM quando comparados dentro de cada tempo. Entretanto, o grupo IAM apresentou aumento progressivo na flourescência plasmática ao longo do tempo, diferente do grupo sham que apresentou retorno ao nível de AGEs no baseline (P < 0,05). Usando imudodetecção, encontramos aumento de AGEs no grupo IAM tanto 12 horas (99...

Plantas medicinais e seus constituintes bioativos: uma revisão da bioatividade e potenciais benefícios nos distúrbios da ansiedade em modelos animais

Sousa,Francisca C. F.; Melo,Carla T. V.; Citó,Maria C. O.; Félix,Francisca Helvira Cavalcante; Vasconcelos,Silvânia M. M.; Fonteles,Marta M. F.; Barbosa Filho,José Maria; Viana,Glauce S. B.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
105.95%
A procura de novos agentes terapêuticos provenientes de plantas medicinais para doenças psiquiátricas tem progredido significativamente na última década. Isso reflete num grande número de preparações herbárias para as quais o potencial psicoterapêutico tem sido avaliado em diversos modelos animais. O intuito desta revisão é fornecer uma ampla visão das plantas medicinais que apresentam efeitos terapêuticos significantes em modelos animais de doenças psiquiátricas, especificamente os distúrbios da ansiedade. Um considerável número de constituintes herbários cujos efeitos comportamentais e ações farmacológicas têm sido bem caracterizados podem ser bons candidatos para futuras investigações que podem resultar em uso clínico, merecendo, portanto, uma maior atenção em estudos posteriores.

Modelos experimentais de hiperplasia intimal: efeitos da radiação ionizante

Costa,Regina de Faria Bittencourt da; Fagundes,Djalma José
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2002 Português
Relevância na Pesquisa
105.86%
A hiperplasia intimal ocorre em resposta à lesão vascular, pode complicar significantemente os procedimentos vasculares abertos e endovasculares, levando a diferentes graus de estenose do lume vascular e isquemia. De certo modo, a hiperplasia intimal está presente em todos os tipos de reconstruções vasculares, incluindo enxertos autólogos, homólogos e sintéticos, após angioplastias com ou sem colocação de stent e em órgãos transplantados. Um dos maiores desenvolvimentos experimentais nos últimos anos, para prevenção da hiperplasia intimal, é a utilização da radiação ionizante. A radiação ionizante inibe a proliferação de muitos tipos celulares, incluindo fibroblastos e células musculares lisas in vitro e a síntese de colágeno em culturas de fibroblastos. Modelos animais de experimentação têm sido utilizados para o desenvolvimento de novas estratégias de tratamento e entendimento dos mecanismos fisiopatológicos básicos da hiperplasia intimal. Assim, o objetivo desta revisão e atualização da literatura é o de expor os diferentes modelos de animais de experimentação para o desenvolvimento de hiperplasia intimal, o tipo de lesão empregada, as artérias mais utilizadas e os efeitos encontrados com o uso de diferentes tipos de fontes de radiação ionizante.

Modelo animal de doença: critérios de escolha e espécies de animais de uso corrente

Fagundes,Djalma José; Taha,Murched Omar
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
85.93%
OBJETIVO: Delinear os parâmetros que norteiam a escolha de um modelo animal de doença e verificar na literatura biomédica recente quais as espécies animais de uso mais freqüente. MÉTODOS: Considerando a revisão da literatura são discutidos, os conceitos e as características de um modelo animal de doença. Destaca-se o consenso atual sobre quando usar um modelo animal, quais os critérios de sua escolha e os requisitos para um modelo adequado. Descreve quais os tipos de modelos animal de doença e discute as controvérsias da similaridade filogenética e os riscos inerentes a extrapolação dos modelos para os seres humanos. Baseado em uma pesquisa documental na base de dados da BIREME (Medline, Lilacs, Scielo e Biblioteca Cochrane) investiga quais os animais de experimentação mais citados nos artigos destas bases de dados. RESULTADOS: Verificou-se que o rato e o camundongo são os animais mais freqüentemente utilizados. O coelho, cão e o suíno seguem a lista nas referências de língua inglesa. Nas bases de dados da literatura Latino-americana o cão supera o número de citações de coelhos e suínos. Os primatas são minoria nas citações em todas as bases de dados. As revisões sistemáticas também têm no rato o maior número de citações...

Interferência por RNA: uma nova alternativa para terapia nas doenças reumáticas

França,Natália Regine de; Mesquita Júnior,Danilo; Lima,Amanda Bandeira; Pucci,Fernando Vianna Cabral; Andrade,Luís Eduardo Coelho; Silva,Neusa Pereira
Fonte: Sociedade Brasileira de Reumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Reumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
85.86%
A interferência por RNA (RNAi) é um mecanismo de silenciamento gênico pós-transcricional conservado durante a evolução. Esse mecanismo, recentemente descrito, é mediado por pequenos RNAs de fita dupla (dsRNAs) capazes de reconhecer especificamente uma sequência de mRNA-alvo e mediar sua clivagem ou repressão traducional. O emprego da RNAi como uma ferramenta de terapia gênica tem sido muito estudado, especialmente em infecções virais, câncer, desordens genéticas herdadas, doenças cardiovasculares e mesmo em doenças reumáticas. Aliados aos dados do genoma humano, os conhecimentos do silenciamento gênico mediado por RNAi podem permitir a determinação funcional de praticamente qualquer gene expresso em uma célula e sua implicação para o funcionamento e homeostase celular. Vários estudos terapêuticos in vitro e in vivo em modelos de doenças autoimunes vêm sendo realizados com resultados encorajadores. As vias de quebra de tolerância e inflamação são alvos potenciais para terapia com RNAi em doenças inflamatórias e autoimunes. Nesta revisão vamos recordar os princípios básicos da RNAi e discutir os aspectos que levaram ao desenvolvimento de propostas terapêuticas baseadas em RNAi, começando pelos estudos in vitro de desenvolvimento de ferramentas e identificação de alvos...

Coenzyme Q10 and its effects in the treatment of neurodegenerative diseases

SANTOS, Graciela Cristina dos; ANTUNES, Lusânia Maria Greggi; SANTOS, Antonio Cardozo dos; BIANCHI, Maria de Lourdes Pires
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
85.78%
According to clinical and pre-clinical studies, oxidative stress and its consequences may be the cause or, at least, a contributing factor, to a large number of neurodegenerative diseases. These diseases include common and debilitating disorders, characterized by progressive and irreversible loss of neurons in specific regions of the brain. The most common neurodegenerative diseases are Parkinson's disease, Huntington's disease, Alzheimer's disease and amyotrophic lateral sclerosis. Coenzyme Q10 (CoQ10) has been extensively studied since its discovery in 1957. It is a component of the electron transportation chain and participates in aerobic cellular respiration, generating energy in the form of adenosine triphosphate (ATP). The property of CoQ10 to act as an antioxidant or a pro-oxidant, suggests that it also plays an important role in the modulation of redox cellular status under physiological and pathological conditions, also performing a role in the ageing process. In several animal models of neurodegenerative diseases, CoQ10 has shown beneficial effects in reducing disease progression. However, further studies are needed to assess the outcome and effectiveness of CoQ10 before exposing patients to unnecessary health risks at significant costs.; De acordo com estudos clínicos e pré-clínicos...

Estudo do modelo de inflamação intestinal induzida por TNBS em larvas de Zebrafish (Danio rerio).; Study of the intestinal inflammation model induced by TNBS in Zebrafish larvae (Danio rerio).

Fenero, Camila Ideli Morales
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
85.76%
As doenças inflamatórias intestinais são caracterizadas por uma desregulação na resposta imune contra a microbiota. O zebrafish, tem emergido como um novo modelo para o estudo de doenças inflamatórias. Os ácidos graxos de cadeia curta (AGCCs) são produtos da microbiota intestinal, que possuem papéis antiinflamatórios e aparecem como uma das possíveis terapias contra doenças inflamatórias. A implementação do modelo de inflamação intestinal induzido pelo ácido trinitrobenzenesulfônico (TNBS) em larvas de zebrafish aumentou a mortalidade de forma dose-dependente. Se observou dilatação do lúmen com alisamento das vilosidades intestinais. Não se detectaram mudanças na produção de muco nem no número de células caliciformes mas teve um leve aumento da apoptóse e diminuição da proliferação, nos expostos ao TNBS. Teve aumento de células mielóides infiltrantes e de citocinas inflamatórias, assim como disbiose da microbiota. O tratamento com AGCCs gero alta mortalidade a concentrações acima de 10 mM, mas existe ação anti-inflamatória a esta mesma concentração.; Inflammatory bowel diseases are characterized by a dysregulation in immune response against microbiota. The zebrafish has emerged as a new model for the study of inflammatory diseases. Short chain fatty acids (SCFAs) are products of the intestinal microflora...