Página 1 dos resultados de 1636 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Manuel Bandeira e a claridade: confluências literárias entre o modernismo brasileiro e o cabo-verdiano; Manuel Bandeira and Claridade: literary confluences of Brazilian and Cape Verdean Modernism

Paula, Julio Cesar Machado de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Este trabalho analisa a importância da poesia de Manuel Bandeira, dentro do contexto do Modernismo literário brasileiro, para o grupo de autores cabo-verdianos ligados à publicação da revista Claridade, sobretudo em sua primeira fase, nos anos de 1936 e 1937. Destacamos aspectos que contribuíram para a confluência literária que se verifica entre tais autores, como a similaridade das formações culturais, a busca por um modernismo que servisse de transição entre a herança literária do passado e as inovações formais, e o caráter utópico da literatura. Como conclusão, esperamos contribuir para uma nova leitura da obra do poeta brasileiro, enaltecendo aspectos até então relegados a um segundo plano, e, como conseqüência, promover uma valorização dos autores cabo-verdianos como agentes no vasto sistema das literaturas de língua portuguesa.; This work analyzes the importance of Manuel Bandeira?s poetry, in the context of Brazilian literary Modernism, for the group of Cape Verdean authors responsible for the publication of Claridade magazine, especially in its first phase, in 1936 and 1937. Emphasis is given to some aspects that contributed to the literary confluence existent between these authors, such as the similarities of cultural formation...

Páginas recolhidas: cultura impressa, modernismo e protocolos de leitura em São Paulo (1922-1928)

Passiani, Enio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/09/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Sabe-se que o processo de construção da hegemonia do modernismo paulista deveu muito ao trabalho de consagração de toda uma geração de historiadores, teóricos e críticos da literatura posteriores à Semana de 1922, que atuaram como uma espécie de herdeiros e porta-vozes do repertório modernista de São Paulo. No entanto, durante os anos heróicos, de 1922 a 1928, o grupo paulista já tratava de oficializar sua posição como a mais legítima representante do modernismo nacional. O exercício da auto-consagração se tornou necessário devido às fraturas e tensões que revelavam a existência de muitos modernismos no Brasil, todos eles envolvidos na disputa por um certo certificado de autenticidade, importante para instituir uma das vertentes como a mais genuína. Em meio às dissidências e conflitos, parte do grupo modernista paulista adotou como estratégia de combate a formulação e a divulgação de protocolos de leitura que se revelaram extremamente eficazes no estabelecimento de certas convenções literárias que se impuseram sobre as demais. Os protocolos, publicados sob a forma de revistas, crônicas e manifestos, estabeleceram um modo de ler modernista que, durante as contendas e depois, foi se constituindo como a versão oficial de nossa literatura e cristalizando um tipo de leitura e interpretação do conjunto da história literária brasileira.; Não tem resumo

As formas da forma. O design brasileiro entre o modernismo e a modernização; The forms of the form: Brazilian design between modernism and modernization

Souza, Francisco Raul Cornejo de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Empreendendo uma análise sobre a história da inserção social das atividades do designer no universo cultural brasileiro de meados do século XX, procuro iluminar algumas das particularidades que vieram a marcar essa trajetória. Partindo de uma apreciação breve de seus rudimentos e precedentes históricos oriundos de contextos internacionais diversos àqueles do período privilegiado em âmbito local, procuro também traçar os contornos das condições que favoreceram a inclusão do design nas linguagens modernas que vicejavam neste segundo momento mais cosmopolita do modernismo, ainda que à sombra das conquistas da arquitetura. E, finalmente, ao enfocar a perspectiva analítica em dois de seus maiores expoentes, Alexandre Wollner e Aloísio Magalhães, e delinear seus percursos de êxito na profissão desde aquela época, pretendo ressaltar algumas das vicissitudes seminais que vieram a caracterizar a frágil consolidação do design no ambiente cultural e profissional brasileiro até os dias atuais.; Undertaking an analysis on the history of the social insertion of the activities related to the designer in the Brasilian cultural universe in the middle of the 20th Century, I aim at illuminating some of the particularitis that came to mark this trajectory. Starting from a brief appraisal of its rudiments and historical precedents originary from international contexts distinct from the one of the priviliged period in local scope...

Fundamentos da arquitetura pós-moderna: anotações sobre o pós-modernismo em Minas Gerais; Foundations of the postmodern architecture: notes on the postmodernism in Minas Gerais

Cremasco, Matteo Santi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Este trabalho compreende duas partes distintas. Na primeira, dispõe-se, contrariamente aos teóricos pós-modernos e contemporâneos, uma definição geral de pós-modernismo: é pós-moderna a obra de arte ou de arquitetura que reproduz imagens com significados conhecidos e lhes dá um outro, imprevisto. Com tal enunciado, obtido dos dois livros de Robert Venturi, mostra-se que é possível conceituar o pós-modernismo, não obstante as suas múltiplas expressões. Como não existem normas para a escolha do tipo de imagem a ser duplicada pelos artistas ou pelos arquitetos, nem para o significado que elas devem apresentar, as peças pós-modernas podem assumir quaisquer configurações. Logo, a fim de indicar o que é (ou não) pós-moderno, é preciso considerar os atributos subjacentes à forma e aos materiais de cada obra. Na medida em que identificar o pós-modernismo a partir da observação direta é impraticável, os conceitos de arte e de arquitetura (que, de fato, condizem com todos os estilos artísticos e arquitetônicos existentes, inclusive com o pós-moderno) também contam quesitos que não são prontamente acessíveis ao olhar. O advento do pós-modernismo invalidou as teorias que justificavam o estatuto de arte e de arquitetura das obras com base na sua aparência; com efeito...

O tocador pelo pincel: o sonoro, o visual e a sensorialidade, do Modernismo à Era Vargas; The player by the brush: audio, visual and sensoriality from modernism to the Vargas Era

Téo, Marcelo Róbson
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Foram investigadas neste trabalho algumas das conexões entre a produção artística e intelectual brasileira e o mundo dos sentidos, especialmente entre as décadas de 1920 e 1940. Tomado como motivo político e estético, o sensorium foi matéria-prima no delineamento de propostas para a identidade artística e cultural do país, conectando-se de forma visceral à própria idéia de cultura popular, que passa por variações significativas no período compreendido entre os primórdios do Modernismo e a Era Vargas. Foram privilegiadas as relações entre os universos visual e sonoro, sobretudo em suas manifestações pictórica e escrita, analisadas a partir dos diálogos com a música. Esta última emerge como representante de um nacionalismo de base sensorial que se afirma ao longo da década de 1920, mas que pode ser mapeado já desde meados do século anterior, caracterizando a percepção acerca da cultura popular nas formas eruditas de expressão. O mundo dos sentidos, representado em grande medida pela dimensão sonora, funcionou ora como tema estruturador dos debates ideológicos, ora como veículo de divulgação e inserção internacional do país pela via da cultura, ou ainda, como instrumento político de intervenção social. A inclusão desta problemática na interpretação do Modernismo brasileiro fortalece os laços entre arte...

Por uma arte brasileira: modernismo, barroco e abstração expressiva na crítica de Lourival Gomes Machado

Fernandes, Ana Candida Franceschini de Avelar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Por meio da organização e análise da crítica dispersa de Lourival Gomes Machado, textos em sua maioria pertencentes ao acervo do crítico, esta tese parte do pressuposto de que, para Gomes Machado, há uma arte brasileira autêntica, que se forma no século XVIII, sob o signo do barroco, e se estende até início de 1960, com a abstração expressiva, apresentando um interrompimento devido à implantação da Academia de Belas Artes, durante o século XIX. Nos anos 1940, apesar das preocupações do crítico envolverem sobretudo o modernismo brasileiro e a abstração aparecer apenas timidamente, no período de sua crítica madura, entre 1950 e início de 1960, passa a dedicar mais atenção à arte abstrata chegando, no fim desse período, a entender a abstração expressiva como vertente mais significativa, tanto da produção brasileira como internacional. Mário de Andrade era referência intelectual de destaque para Gomes Machado e ambos estavam em busca do que entendiam ser a configuração de uma arte propriamente brasileira. Para Andrade, a arte brasileira deveria carregar índices da natureza humana brasileira. Na crítica de Gomes Machado, a relação entre forma e lugar torna-se mais complexa, fazendo com que aquilo que antes transparecia na arte figurativa de deformação expressiva...

A força do estético: reflexões sobre a refuncionalização da arte em "Pós-modernismo ou a lógica cultural do capitalismo tardio", de Fredric Jameson; The power of the aesthetic: reflections on art refunctionalization in "Postmodernism or the Cultural Logic of Late Capitalism", by Fredric Jameson

Tessitore, Gabriela Corbisier
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.15%
Este estudo pretende investigar, a partir do confronto da tese elaborada por Fredric Jamseon em Pós-modernismo ou a lógica cultural do capitalismo tardio com uma análise voltada para a materialidade histórica, o alcance da fusão da base e da superestrutura no capitalismo tardio. Nesse sentido, busca esclarecer em que medida o ensaio de Jameson ajuda a compreender a dominância do pós-modernismo, e o quanto é insuficiente, por outro lado, para explicar a situação da produção material nas regiões em que o neoliberalismo e a globalização não estão desenvolvidos, e que, portanto, não respondem integralmente à lógica cultural que anima o capitalismo financeiro. Noutras palavras, reinvindica-se o teste da realidade da ideologia do pós-modernismo para além das fronteiras do mundo anglo-saxão. Sendo assim, é debatida a possibilidade da tese de Jameson sobre a fusão da base e da superestrutura no estágio do capitalismo tardio estar circunscrita aos países onde ambos, a acumulação flexível e a globalização financeira, de fato, vingaram. Sem prejuízo do conteúdo da crítica, esta pesquisa visa igualmente traçar considerações acerca da prosa jamesoniana, a fim de apontar para alguns de seus efeitos e sua relação com o caráter de denúncia apresentado no ensaio e estabelecer suas correspondências com o método da Escola de Frankfurt...

Modernismo e regionalismo na crítica literária sul-rio-grandense

Vellinho, Camila Lima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
O presente trabalho examina o conceito de “Modernismo” na literatura brasileira, bem como suas interações com o “Regionalismo” na produção crítica das décadas de 1920 a 1960. Contrastando a percepção do modernismo por críticos paulistas e gaúchos, além da análise crítica de Manuel Bandeira, acompanhamos o percurso de algumas vertentes que ajudaram a moldar a literatura brasileira como a concebemos hoje. Buscou-se analisar de que forma críticos gaúchos como João Pinto da Silva e Moysés Vellinho estavam enfrentando as transformações que ocorriam na literatura brasileira nas décadas de 1920 e de 1930, bem como a maneira como Vianna Moog e Moysés Vellinho elaboraram uma visão de conjunto da nossa literatura nas décadas de 1940 e de 1950, objetivando assim vislumbrar possíveis linhas interpretativas diversas das apresentadas pela historiografia literária tradicional.; The present work examines the concept of “Modernism” in the Brazilian literature, as well as its interactions with “Regionalism” in the critical production of the decades of 1920 to the 1960’s. By contrasting the perception of Modernism by critics from São Paulo and from Rio Grande do Sul, besides Manuel Bandeira’s critical analysis...

O modernismo marioandradino em Sérgio Buarque de Holanda e as raízes de "Raízes do Brasil"

Guimarães, Anahí da Silva da Cunha
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
O objetivo deste trabalho é apresentar elementos para pensar as bases sobre as quais foram construídos os alicerces do pensamento social brasileiro, a partir da eclosão do movi-mento modernista no país. A história social do modernismo e suas considerações a respeito da criação/construção de uma arte de expressão nacional e de uma identidade cultural brasileira serão abordadas a partir de dois pensadores, importantes por sua contribuição histórica e so-cial: Mário de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda. A relação intelectual e afetiva presente entre os missivistas será utilizada para identificar de que maneira o modernismo marioandra-dino influenciou as raízes do pensamento de Sérgio Buarque e seu Raízes do Brasil.; The objective of this paper is to present elements to think about the fundamentals on which the foundations of Brazilian social thought were built, since the emergence of the modernist movement in the country. The social history of modernism and its considerations regarding the creation / construction of a national art expression and a Brazilian cultural identity will be addressed from two important thinkers, for their historical and social contri-bution: Mário de Andrade e Sérgio buarque de Holanda. This intellectual and emotional rela-tionship between the correspondents will be used to identify how the marioandradino modernism influenced the origins of Sérgio Buarque’s thoughts and his Roots of Brazil.

Uma introdução ao estudo do modernismo no Rio Grande do Norte

Humberto Hermenegildo de Araujo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/1991 Português
Relevância na Pesquisa
37.15%
Apresentação de um levantamento de dados sobre as repercussões do movimento modernista no Rio Grande do Norte, relacionando-as com o movimento cultural da região Nordeste do Brasil, nos anos 20. Na análise dos dados, destacam-se as figuras de Luís da Câmara Cascudo, pela sua ação cultural, e de Jorge Fernandes, pela sua produçao poética, o que faz com que sejam os dois considerados os principais representantes da vanguarda artístico-cultural dos anos 20 em Natal, capital do Estado. O estudo parte de uma leitura sobre o conceito de "Modernismo" estabelecido por Antonio Candido e da lei tura de análises sobre a presença do regionalismo e do modernismo na região Nordeste, para, com base no levantamento de dados realizado em dois jornais natalense dos anos 20, A Imprensa e A república, constatar que também no Rio Grande do Norte houve uma renovação cultural na década de 20, o que se revela nas repercussoes literárias do regionalismo e do modernismo. A renovação cultural é contextualizada na sociedade potiguar do início do século, com o objetivo de articular a visão histórica em geral com o estudo da história da literatura e, além disto, articular a história com aanálise da estrutura artística presente no principal produto literário do período estudado...

Mily Possoz, 1888-1968: Percurso e afirmação de uma artista no Modernismo Português

Mendes, Maria Pilar Antunes
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Tese de mestrado, Arte, Património e Teoria do Restauro, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011; A dissertação realizada foi no âmbito do Mestrado em Arte, Património e Teorias do Restauro, sob o tema: Mily Possoz (1888-1968): Percurso e afirmação de uma artista no Modernismo Português. A artista em estudo é autora de uma produção artística vasta, que atravessa e se relaciona com diversas gerações de artistas das artes plásticas portuguesas na primeira metade do século XX. Desenvolve uma independente, longa e sólida carreira, caso raro no incipiente modernismo português. Mily Possoz surgiu na efervescência da I Geração de artistas modernistas portugueses, junto a Manuel Bentes, Cristiano Cruz, Francis Smith, Emmérico Nunes, Bernardo Marques, Almada Negreiros, Eduardo Viana, Amadeo de Souza-Cardoso. Destacou-se por ser a única presença feminina na II Exposição de Humoristas, em 1913, e nos Independentes, em 1923, exposições determinantes na afirmação do modernismo em Portugal. Na sua longa actividade artística, destaca-se a colaboração com o SPN (Secretariado de Propaganda Nacional)/ SNI (Secretariado Nacional de Informação), pela participação nas Exposições de Arte Moderna...

Modernismo e tradição da oralidade na poesia :uma leitura de Clã do jabuti, de Mário de Andrade, e Catimbó, de Ascenso Ferreira

Nunes, Ana Rosa de Mendonça
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.15%
Estudio sobre los libros Clã do jabuti, de Mário de Andrade, y Catimbó, de Ascenso Ferreira, publicados en el año de 1927. Dentro del contexto del Modernismo en los años de 1920, se evidencia la filiación de los poetas con las tendencias literarias modernista y regionalista. Eso se confirma por los elementos introducidos en sus poesías, en las referidas obras, que traen el sentido de brasilidade discutido en la época, específicamente en el momento post1924. Tales elementos se refieren a las marcas de la oralidad que fueron aprovechadas esteticamente en los referidos textos, en lo que toca a la representación que poseen en el ámbito de la tradición de la cultura popular brasileña. En ese sentido, fue establecida una relación entre la moderna literatura nacional y la tradición de la cultura popular. Los textos observados muestran la diversidad cultural del país por medio de tales marcas, distinguiéndose por el aspecto nacionalista de Mário de Andrade, en consonancia con el proyecto de nación idealizado, y por el aspecto nacionalista/regionalista de Ascenso Ferreira, saliendo al encuentro de elementos nacionales y regionales. Siendo así, Clã do jabuti es un repertorio de todo Brasil y representación de la cultura nacional...

Filosofia da história em Fredric Jameson: uma crítica às aporias do pós-modernismo; Philosophy of History in Fredric Jameson: A Critique to the perplexities of postmodernism

BAIOCCHI, Ana Beatriz Carvalho
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.15%
The aim of this study is the attempt to retake the problem of Marxist philosophical discourse, that is, to implement a philosophy of history in a postmodern discussion of these metanarrativas crisis. In this sense the choise of the author Fredric Jameson is closely related to their position regarding the debate on postmodern. Against all expectations in relation to post-modern theories of crisis metanarrativas, the author think the postmodern in a less pessimistic in a narrative reflect on what Marxist discussion and its relationship with history. However, the assessment in relation to the concept of totality before running through a critical theoretical categories of modernism (its ideology and utopia intrinsic) rather than the process of aggregation of the system. Thus, the questions of Fredric Jameson in relation to post-modern theories renewing him examining the superstructure of artistic and textual phenomena, which allows you to have a panoramic view over the contemporary cultural sphere. From this perspective, and assuming postmodernism as an ally cultural of advanced capitalism, or late, we seek to undertake a reassessment of Marxism from the postmodern critique of ideology and utopia‟s own high-modernism.; O objetivo central deste trabalho passa pela tentativa de retomar o problema do discurso filosófico marxista...

Escritos em prosa e verso de Raul Bopp: releituras do modernismo

Oliveira, Viviane Cristina
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.22%
Poeta, diplomata, incansável viajante foi Raul Bopp. A esses atributos, geralmente mencionados por estudiosos que se dedicam, sobretudo, a comentar a trajetória do autor e as páginas de Cobra Norato, podemos acrescentar outro que se apresenta como marca de suas obras em prosa e verso: contador de histórias. E é uma de suas histórias, apresentada em Movimentos Modernistas no Brasil, em que reconta alguns fatos marcantes na cena literária dos anos de 1922 e 1928, que neste trabalho trazemos como cerne de nossas considerações. Publicado em 1966, mesma década em que se intensificaram os estudos em torno das coordenadas modernistas, esse livro de Bopp traz em suas páginas a narração dos dias de Arte Moderna no Municipal e dos acontecimentos que, alguns anos depois, desencadeariam o início e o término do grupo antropofágico, do qual foi ativo participante. Foi na trilha desses momentos recontados por Raul Bopp que (re)visitamos o Modernismo em seus anos iniciais, objetivando ressaltar a maneira poética e narrativa com que ele releu e (re)criou os fatos que marcaram 22 e as propostas lançadas em 28 pelos “antropófagos”. Além disso, por ser um texto híbrido, feito de fragmentos narrativos, de esquemas e sínteses dedicados...

Daisy, Oswald e o Processo Erosivo do Modernismo Brasileiro

Pasini,Leandro
Fonte: Instituto de Estudos Brasileiros Publicador: Instituto de Estudos Brasileiros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.15%
O objetivo deste ensaio é analisar e interpretar a figura de Maria de Lourdes Castro Pontes, a Daisy ou Miss Cyclone do diário coletivo O perfeito cozinheiro das almas deste mundo (1918), no pano de fundo da história do Modernismo brasileiro. Nesse sentido, essa autora-personagem torna-se portadora de especificidades subjetiva e estética que podem abrir novas perspectivas para a abordagem do Modernismo, bem como da obra e da figura de Oswald de Andrade. A hipótese que proponho é a de que a imagem incompleta e fragmentária que temos de Daisy equivale à da própria noção que temos do Modernismo brasileiro.

A deserção da historia : o pós-modernismo e neoliberalismo como armas ideologicas do capitalismo global : um mal estar mais que um ruptura; The history desertion : the postmodernism and neoliberalism and ideological sources of global capitalism

Gilberto Andrade de Abreu
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.15%
Trata-se de um estudo filosófico desenvolvido no Grupo de Estudos em Filosofia e Educação PAIDEIA, na Linha de Pesquisa Política, Ética e Educação sobre a temática da perda do valor da historicidade nas teorias autoproclamadas de "pós-modernas". A perda de significado e de referências históricas soa como um desdém em relação ao passado. A fragilidade intelectual dessa interpretação vem coroada da noção de impotência da ação emancipatória, restando as resistências internas, seja do trabalho do artista, a indefinição infantil e o silêncio da alma. O pós-modernismo, como forma geral de pensamento, além de antitotalizante e antigeneralizante , rejeita todo tipo de narrativas grandiosas, marcadamente a crítica marxista ao capitalismo, optando por visões descentradas e fragmentárias. Considera conceitos como classe, capitalismo e até o de sociedade como "abstrações sociológicas". É inócua toda forma de projeção ao futuro, imersos que estamos em um presente contínuo, desprovido de qualquer propósito, uma vez que os conceitos de razão e de progresso estão desacreditados e podem provocar tendências de propósitos totalizantes. A História, enfim, nada mais é que distopia e o caos. Há pelo menos duas matrizes do conceito de Pós-Modernidade: o neoliberalismo pressupõe a cultura de massa...

Daisy, Oswald and the erosive process of Brazilian Modernism; Daisy, Oswald e o Processo Erosivo do Modernismo Brasileiro

Pasini, Leandro
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 22/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.15%
O objetivo deste ensaio é analisar e interpretar a figura de Maria de Lourdes Castro Pontes, a Daisy ou Miss Cyclone do diário coletivo O perfeito cozinheiro das almas deste mundo (1918), no pano de fundo da história do Modernismo brasileiro. Nesse sentido, essa autora-personagem torna-se portadora de especificidades subjetiva e estética que podem abrir novas perspectivas para a abordagem do Modernismo, bem como da obra e da figura de Oswald de Andrade. A hipótese que proponho é a de que a imagem incompleta e fragmentária que temos de Daisy equivale à da própria noção que temos do Modernismo brasileiro.; The purpose of this article is to analyse and interpret the figure of Maria Lourdes Castro, called Daisy or Miss Cyclone in the collective diary O perfeito cozinheiro das almas deste mundo (1918) in the background of the history of Brazilian Modernism. In this sense, this author-character has subjective and aesthetical specificities which can open new perspectives for the aproach of Brazilian Modernism, as well as the literary works and the personality of Oswald de Andrade. My hypothesis is that her incomplete and fragmentary image points to a more drastic incompleteness and fragmentation: that of the very notion we have of Brazilian Modernism.

Pós-Modernismo: conceitos e culturas

Simon, Luiz Carlos Santos; Universidade Estadual de Londrina
Fonte: Revista Cerrados Publicador: Revista Cerrados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.22%
O levantamento de problemas em tomo do ato de conceituar o Pós-Modernismo é uma das questões centrais ainda não resolvidas satisfatoriamente no debate teórico contemporâneo, conforme atestam recentes publicações sobre o assunto. Contribuem para esta polêmica divergências quanto à identificação do(s) objeto(s) pós-modernista(s) e às relações Pós-Modemismo/Modemismo e Pós-Modernismo/pós-modernidade. Assim, toma-se necessário mapear estas múltiplas formulações teóricas, além de investigar o apagamento de fronteiras entre a cultura erudita e a cultura de massas, bem como suas conseqüências para uma suposta atração do Pós-Modernismo pela imagem e pela obscenidade.

Modernismo literario y modernismo religioso: encuentros y desencuentros en Rubén Darío

Martínez,José María
Fonte: Cuadernos del CILHA Publicador: Cuadernos del CILHA
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.22%
Partiendo de la problemática definición del Modernismo literario y de su igualmente discutida relación con el Modernismo religioso de teólogos como Alfred Loisy y George Tyrrell, este trabajo analiza en primer lugar las causas y alcances de esas ambigüedades. Luego, tomando como referencia principal las obras de Rubén Darío, se comenta cómo ambos modernismos deben entenderse más bien como corrientes de pensamiento heterólogas cuyas intersecciones se explicarían sobre todo por sus orígenes en el liberalismo ideológico del XIX.

Entre la ciudad real y la ciudad letrada: Rubén Darío y el modernismo en la visión culturalista de Ángel Rama

Pineda Franco,Adela
Fonte: Cuadernos del CILHA Publicador: Cuadernos del CILHA
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Este artículo aborda una reflexión teórica: ¿Qué lugar ocupa un movimiento de fuerte raigambre arte-purista como el modernismo y un escritor celebrado precisamente por su productividad literaria y no por su vocación política o social, dentro de la propuesta que Ángel Rama elabora en su libro póstumo La ciudad letrada? Se pretende dilucidar de qué manera caben de manera coherente los libros de Rama sobre el modernismo, principalmente Rubén Darío y el modernismo (1970) y Las máscaras democráticas del modernismo (1985) en la perspectiva de La ciudad letrada, un libro que sostiene como hipótesis central la complicidad de la escritura literaria con el poder a lo largo de los siglos. Se trata finalmente de constatar si el pensamiento de Rama sobre el modernismo se opone a las propuestas de este libro póstumo o si responde a una visión teórica general sobre la cultura y la literatura en América Latina.