Página 1 dos resultados de 276 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Óleo de peixe em substituição parcial ao óleo de soja em dietas para ovinos; Diets with fish oil in partial replacement of soybean oil for sheep

Ferreira, Evandro Maia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
106.49%
Três experimentos foram conduzidos com o objetivo de avaliar os efeitos do fornecimento de baixos teores de óleo de peixe em substituição parcial ao óleo de soja, sobre o consumo de matéria seca (CMS), produção e perfil de ácidos graxos do leite de ovelhas, ganho médio diário de peso corporal (GMD), características da carcaça e composição de ácidos graxos da carne de cordeiros, digestibilidade dos nutrientes, características de fermentação ruminal e metabolismo ruminal dos ácidos graxos. Os tratamentos consistiram de uma dieta controle (CONT), sem adição de óleo; e 4 dietas adicionadas com 4,0% de óleo, consistindo de 0,0% (0P); 0,25% (25P); 0,50% (50P) e 0,75% de óleo de peixe (75P), com o óleo de soja completando o teor de 4,0% de óleo adicionado (% MS). No Experimento I a dieta controle foi composta por 70% de concentrado e 30% de volumoso, nos Experimentos II e III a dieta controle foi composta por 90% de concentrado e 10% de volumoso. Experimento I: Foram utilizadas 50 ovelhas, distribuídas em delineamento experimental de blocos completos casualizados. Verificouse aumento linear na produção de leite das ovelhas e no GMD das crias com a inclusão de óleo de peixe nas dietas. As concentrações de ácido vacênico...

Utilização de óleo de peixe e linhaça na ração como fontes de ácidos graxos poliinsaturados ômega-3 em ovos de galinha; Dietary fish oil and flaxseed as sources of omega-3 polyunsaturated fatty acids in chicken eggs

Mori, Agnes Veridiana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
106.46%
Foram utilizadas 288 galinhas poedeiras Babcock, durante o periodo de 9 semanas, com o objetivo de se verificar o efeito de teores crescentes de linhaça, associados ou não ao óleo de peixe na ração, sobre o perfil de ácidos graxos do ovo. Paralelamente, avaliou-se o desempenho das aves, qualidade externa e interna, características sensoriais e teor de colesterol dos ovos. Foi empregado esquema fatorial 2X6 em blocos casualizados, sendo as aves alimentadas com dieta controle (isenta de produtos de origem animal) contendo linhaça moída (0%, 7%, 14%,21%, 28% e 35%), adicionada ou não de óleo de peixe (2%). O peso dos ovos sofreu redução significativa (p<0,05) a partir do uso de 21% de linhaça na ração, e de 14% quando da associação com o óleo de peixe. A postura das aves foi reduzida com a utilização de 28% e 35% de linhaça na ração, independentemente do uso de óleo de peixe na dieta. A qualidade dos ovos não foi alterada com o uso de ambos ingredientes e o teor de colesterol, expresso em mg/g, foi significativamente aumentado com 35% de linhaça. O teor de ácido linolênico na gema sofreu aumento crescente com a elevação da concentração dietética de linhaça, sendo sua deposição acentuada com a adição concomitante de óleo de peixe. A porcentagem de EPA (ácido eicosapentaenóico) na gema foi significativamente elevada com a utilização de 35% de linhaça na ração...

Efeitos metabólicos da combinação de triglicerídeos de cadeia média e óleo de peixe na esteatose hepática e estresse oxidativo induzidos pela dieta hiperlipídica termolizada em ratos; Metabolic effects of combined use of medium chain triglycerides and fish oil on hepatic steatosis and oxidative stress induced by high fat thermolyzed diet in rats

Almeida, Bianca Bellizzi de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
116.3%
Introdução: Os efeitos metabólicos do uso combinado dos triglicerídeos de cadeia média (TCM) e do óleo de peixe (OP) na esteatose hepática ainda não estão totalmente esclarecidos. Objetivo: O presente estudo teve o objetivo de verificar os efeitos da combinação dos TCMs e OP na esteatose hepática e estresse oxidativo induzidos pela dieta hiperlipídica (HL+) termolizada em ratos. Material e Métodos: Foram utilizados no total 50 ratos machos da linhagem Wistar. O grupo Controle (n=10) recebeu a dieta controle. Os grupos HL+ receberam a dieta contendo 50% de gordura animal (GA) termolizada e 50% de ração. A adaptação às dietas HL+ foi realizada durante 5 dias. Os grupos HL+GA, HL+TCM, HL+OP e HL+TCM/OP (n=10) receberam a dieta HL+ com 50% de lipídios (gordura animal termolizada) durante 30 dias. Após este período, os grupos HL+TCM, HL+OP e HL+OP/TCM receberam as dietas HL+ adicionadas de óleo de TCM (OTCM), OP e OTCM + OP, respectivamente, durante 20 dias. As análises realizadas foram a gordura hepática total, frações lipídicas hepáticas e séricas, glicemia, vitamina E e retinol séricos, glutationa reduzida (GSH) e malondialdeído (MDA) sérico e hepático e aminotransferases séricas. Resultados: Os grupos HL+ apresentaram acúmulo significativo de gordura total e triglicerídeos hepáticos...

Efeito da suplementação de óleo de peixe nos marcadores da resposta inflamatória e do estado nutricional de indivíduos adultos com câncer colorretal

Silva, Juliana de Aguiar Pastore
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 151 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
126.34%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2011; A inflamação é uma característica comum no câncer. A presença e a magnitude da resposta inflamatória sistêmica podem produzir progressivo declínio nutricional em pacientes com câncer colo-retal. As células transformadas estimulam a produção de mediadores inflamatórios, que colaboram para o microambiente inflamatório relacionado ao tumor. A proteína C-reativa (PCR) e a Interleucina-6 elevadas podem predizer baixa sobrevivência para pacientes com câncer colo-retal. Estudos pré-clinicos mostram que a intervenção nutricional específica com óleo de peixe rico em ácidos eicosapentaenóico (EPA, 20:5) e docahexaenóico (DHA, 22:6) podem ser uma terapia adjuvante efetiva para câncer colo-retal, com ação antiinflamatória e antiangiogênica. Assim, o presente estudo visa verificar se existem alterações em marcadores da resposta inflamatória e do estado nutricional de pacientes com câncer colo-retal suplementados com óleo de peixe, comparado com indivíduos não suplementados. Este estudo foi conduzido de forma randomizada com 23 pacientes alocados em dois grupos. Os indivíduos do Grupo Suplementado (GS) consumiram dois gramas por dia de óleo de peixe durante nove semanas. Marcadores do estado nutricional (peso...

Produção de monoacilgliceróis e diacilgliceróis ricos em ácidos graxos ômega-3 a partir da glicerólise enzimática de óleo de peixe

Feltes, Maria Manuela Camino
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
116.26%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos, Florianópolis, 2011; O objetivo deste estudo foi apresentar novas informações experimentais para a obtenção de emulsificantes (monoacilgliceróis e/ou diacilgliceróis) por meio da glicerólise de óleo de peixe em diferentes sistemas (livre de solvente e de surfactante, na presença de terc-butanol ou contendo surfactante de grau alimentício), utilizando-se a lipase Novozym® 435 como catalisador. Entre os surfactantes testados (Tween 60, Tween 65, Tween 80 e lecitina de soja), o Tween 65 foi escolhido para o aprofundamento do estudo no meio contendo este aditivo, com o intuito de melhorar o contato entre os substratos imiscíveis (óleo e glicerol) e a enzima. Análises prévias verificaram, entretanto, que a lipase testada pode agir sobre todos os surfactantes avaliados. Nas reações de glicerólise testadas, o efeito de parâmetros de processo relevantes (concentração de enzima, temperatura, proporção molar de glicerol e óleo, proporção de solvente, concentração de surfactante) para a produção dos emulsificantes desejados foi avaliado em todos os meios reacionais. Para todos os sistemas...

Estudo da síntese química e enzimática de triglicerídios estruturados a partir de óleo de peixe

Feltes, Maria Manuela Camino
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 120 f.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
106.38%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos.; Lipídios estruturados são triglicerídios construídos para conter uma composição em ácidos graxos ou estrutura específica. Podem ser sintetizados por reações de interesterificação, que pode ser química, com a vantagem do baixo custo, ou enzimática, atrativa devido à possibilidade de a reação ser dirigida. A utilização de óleo de peixe como substrato garante o fornecimento dos ácidos graxos n-3 eicosapentaenóico e docosahexaenóico, os quais, em combinação com ácidos graxos de cadeia média, proporcionam vantagens nutricionais e metabólicas. A interesterificação pode ser utilizada para a valorização de resíduos de sardinha, principal pescado capturado no Estado de Santa Catarina, rico nestes n-3. O objetivo deste trabalho foi o estudo da catálise química e enzimática (utilizando lipase sn-1,3 específica) para a obtenção de lipídios estruturados ricos em ácidos graxos n-3 (provenientes de óleo de peixe comercial) e em ácidos graxos de cadeia média, utilizando-se como doador acila tanto triglicerídio de cadeia média quanto éster metílico de ácido cáprico. A interesterificação enzimática do óleo de peixe com o éster proporcionou a obtenção de um lipídio estruturado com uma composição mais balanceada em ácidos graxos do que nos demais tratamentos aplicados...

Caracterização química dos produtos obtidos por craqueamento térmico de óleo de peixe residual

Wisniewski Junior, Alberto
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xiii, 161 f.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
116.37%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-graduação em Química, Florianópolis, 2009; Este trabalho mostra o estudo para a produção e caracterização de biocombustíveis obtidos através do craqueamento térmico de Óleo de Peixe Residual. O material residual foi submetido ao processo de craqueamento térmico em uma unidade piloto, com capacidade de operação de 3,2 kg h-1 a uma temperatura de 525 oC. O Óleo de Peixe Residual empregado neste estudo apresentava em sua composição química majoritária os ácidos graxos C16:0 (15,87%), C18:2 (20,96%), C18:1 (17,29%), C20:5 (5,11%), C20:1 (7,59%), C22:6 (4,53%), C22:1 (10,42%) , dentre outros. O craqueamento térmico deu origem a uma fração gasosa e uma líquida, esta última denominada Bio-óleo Bruto. A fração gasosa foi analisada e caracterizada pela técnica de CG-DCT/DIC, mostrando em sua composição média a presença de H2 (4,73%), N2 (5,57%), O2 (1,94%), CO (12,94%), CH4 (15,30%), CO2 (10,42%), C2H4 (22,94%) e C2H6 (8,64%). A fração líquida, o Bio-óleo Bruto, foi obtido com um rendimento de 73% (m/m). O Bio-óleo Bruto foi submetido a um processo de destilação simples que originou duas novas frações de produtos denominados Bio-óleo Leve (temperatura ambiente a 220 oC) e o Bio-óleo Pesado (de 150 a 326 oC). Estas duas frações foram obtidas com rendimentos de 31% e 54% em relação ao Bio-óleo Bruto...

Produção de diacilgliceróis através da glicerólise enzimática de óleo de peixe

Blanco, Soeli Francisca Mazzini Monte
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 130 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
116.32%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Florianópolis, 2013.; Os diacilgliceróis são emulsificantes com alto valor agregado utilizados como aditivos funcionais em alimentos, na medicina e na indústria de cosméticos. Este trabalho apresenta informações experimentais para a obtenção de diacilgliceróis ricos em ácidos graxos ácidos graxos essenciais ômega-3 eicosapentaenóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA), através da glicerólise enzimática de óleo de peixe, em sistemas com diferentes surfactantes de grau alimentício, utilizando a Lipozyme TL® IM como biocatalisador. Através do estudo cinético em condições reacionais pré-estabelecidas, onde foram testados os surfactantes Tween 65, Tween 80, Tween 85 e Lecitina de soja, obteve-se maior formação de diacilgliceróis (21,40%), com o Tween 65, após 48h de reação, e este surfactante foi escolhido para a continuidade do estudo através de planejamento experimental. Também foi realizado um planejamento para a reação de glicerólise sem surfactante, a fim de estudar os efeitos da interação entre enzima e o glicerol na formação de diacilgliceróis. Os experimentos foram realizados de acordo com planejamentos de experimentos pré-estabelecidos...

Efeito da suplementação com óleo de peixe sobre o estado nutricional e marcadores inflamatórios em pacientes com neoplasias hematológicas durante a quimioterapia

Chagas, Thayz Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 145 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
116.34%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2014; Neoplasias hematológicas é um grupo heterogêneo de doenças malignas que incluem leucemias e linfomas. O tratamento inclui ciclos de quimioterapia entre outras abordagens. Assim, estes pacientes são comumente acometidos por efeitos colaterais dos fármacos utilizados. Dentre os aspectos clínicos que podem ser negativamente alterados nestes pacientes está o estado nutricional. Este pode ser prejudicado de forma significativa por razões ligadas à diminuição da ingestão alimentar, efeitos de mediadores inflamatórios e diretos dos fármacos sobre o comportamento e fisiologia do indivíduo. Estudos sugerem que lipídios contendo ácidos graxos docosaexaenoico (DHA) e eicosapentaenóico (EPA), podem potencialmente modular efeitos deletérios da quimioterapia atuando positivamente no estado inflamatório nutricional de pacientes com diferentes neoplasias. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da suplementação com óleo de peixe, durante nove semanas, sobre parâmetros do estado nutricional e inflamatório em pacientes com neoplasias hematológicas malignas. Vinte e dois pacientes com diagnóstico recente de leucemias ou linfomas atendidos no Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU)...

Efeitos da suplementação com óleo de peixe sobre alterações no metabolismo da glicose e dos lipídios induzidas por glicocorticoide em ratos

Barbosa, Amanda Marreiro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 97 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
116.4%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2014.; A dexametasona (Dex) é um glicocorticoide sintético usado como potente anti-inflamatório na prática clínica. Quando administrada em excesso, a Dex pode promover alterações no perfil glicêmico e lipídico. Os ácidos graxos polinsaturados ômega n-3 (AGPIs n-3) presentes no óleo de peixe (OPe) podem ser usados como potentes moduladores do metabolismo da glicose e dos lipídios. Com isso, nós investigamos os efeitos da suplementação com OPe sobre alterações no metabolismo da glicose e dos lipídios ocasionadas por 15 dias de tratamento com Dex. Foram utilizados ratos machos adultos divididos em 4 grupos: CTL, salina 1 ml/kg p.c. e óleo mineral 1 g/kg p.c., DEX, dexametasona 0,5 mg/kg p.c. e óleo mineral 1 g/kg p.c., OP, óleo de peixe 1g/kg p.c. e salina 1 ml/kg p.c e DOP, óleo de peixe 1g/kg p.c. e dexametasona 0,5 mg/kg p.c, tratados por 15 dias. A Dex e salina foram administradas via intraperitoneal e o óleo de peixe e óleo mineral, via gavagem. Foram analisados a massa corpórea, glicose sanguínea, componentes plasmáticos (triacilglicerol-TAG, colesterol total-CT...

Avaliação da ácido graxo sintase no sangue periférico de pacientes portadoras de câncer de mama suplementadas com óleo de peixe rico em ácido graxo n-3

Oliveira, Ana Carolina de Morais
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
106.42%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2013.; Texto parcialmente liberado pela autora. Conteúdo disponível: resumo.; Objetivo: Dentre os inúmeros distúrbios metabólicos que acompanham a carcinogênese, a hiper ativação da enzima ácido graxo sintase (FASN), responsável pela síntese de novo de ácidos endógenos tem sido relatado em certos tipos de cânceres, incluindo câncer de mama. Sua atividade poderia favorecer a oferta de fosfolipídios estruturais para as membranas celulares e consequentemente a multiplicação das células cancerígenas. Tem sido demonstrado que a ingestão de ácidos graxos poli-insaturado diminui a expressão de genes do metabolismo lipídicos, incluindo a transcrição da FASN. Assim, este estudo teve por objetivo avaliar a influência do consumo de óleo de peixe rico em ácido graxo n-3 na enzima ácido graxo sintase (FASN) do soro e no nível de seu transcrito nas células mononucleadas do sangue periférico, em mulheres com diagnóstico recente de câncer de mama, correlacionando os resultados encontrados com variáveis clínicas e nutricionais das pacientes. Metodologia: Estudo de intervenção, randomizado...

Efeito da suplementação com óleo de peixe sobre a função renal de ratos Wistar controles e portadores de tumor de Walker 256

Coelho, Isabela
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.37%
Resumo: O desbalanço do consumo de ácidos graxos poliinsaturados (AGPI) n-6 em detrimento dos n-3 gera aumento da produção de substâncias com caráter próinflamatório, prótrombótico e vasoconstritor o que tem sido associado com a elevada incidência de doenças crônicas de cunho inflamatório. A suplementação com óleo de peixe, rico em AGPI n-3, apresenta efeito positivo sobre diversas patologias, entre elas o câncer, doenças renais e hipertensão essencial. O objetivo deste trabalho foi avaliar a função renal de ratos controles e portadores de tumor de Walker suplementados de forma crônica com óleo de peixe. Foram utilizados ratos Wistar machos com 21 dias, recém desmamados. A suplementação com óleo de peixe ou gordura de coco se realizou por 70 dias na dose de 1g/kg p.c., após este tempo os animais foram divididos em dois subgrupos para a inoculação da suspensão de células de tumor de Walker (3x107células/mL) no flanco direito dos animais, com a formação de 6 grupos: controle (C) e os suplementados (COP e CGC), portador de tumor de Walker (W) e os portadores com as duas suplementações (WOP e WGC). Os parâmetros analisados foram: ganho de peso, peso tumoral, peso do rim, filtração glomerular e fluxo plasmático renal...

Efeito da suplementação com óleo de peixe sobre a expressão Gênica de Cox-2 em ratos portadores de tumor de Walker 256

Borghetti, Gina
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.4%
Resumo: Evidencias epidemiologicas e experimentais tem demonstrado o potencial farmacologico e o valor nutricional de uma dieta enriquecida com oleo de peixe. Estudos previos do Laboratorio de Metabolismo Celular, UFPR, demonstraram que o oleo de peixe, rico em AGPI n-3, e capaz de reduzir o crescimento tumoral e o grau de caquexia em ratos portadores de tumor de Walker 256. Apesar de inumeras pesquisas sobre a eficacia dos AGPI n-3 no tratamento de doencas inflamatorias, muitos mecanismos moleculares responsaveis pelos efeitos biologicos, ainda nao sao completamente entendidos. Alteracoes na expressao genica pode ser um importante mecanismo na qual AGPI n-3 exercem seus efeitos beneficos em condicoes patologicas, como o cancer. Devido a importancia da expressao de COX- 2 na genese do cancer ha enorme interesse em modular sua atividade, pois existem fortes evidencias de sua participacao na iniciacao, transformacao, progressao, e metastase. O objetivo deste trabalho foi investigar o efeito da uplementacao com oleo de peixe sobre a expressao genica de COX-2 em ratos portadores de tumor de Walker 256. Ratos Wistar machos de 70 dias foram divididos em tres grupos: alimentados com racao (W), suplementados com oleo de peixe (WP) ou gordura de coco (WS) ate completarem 100 dias de vida na dose de 1g/Kg p.c. Apos este periodo...

O papel do óleo de peixe sobre receptores 5-HT1A e a expressão do BDNF no hipocampo e córtex de ratos

Vines, Aparecida
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.37%
Resumo: Estudos epidemiologicos e dieteticos mostram que a deficiencia nutricional dos acidos graxos poli-insaturados da familia omega-3 (AGPI ƒÖ-3 ou n-3) esta diretamente relacionada a prevalencia e severidade da depressao. A suplementacao com os acidos docosahexaenoico (DHA) e eicosapentaenoico (EPA) durante a gestacao e a lactacao, periodos criticos do desenvolvimento do sistema nervoso central (SNC), e essencial para maturacao cortical, sinaptogenese e mielinizacao. Dados de pesquisas associam o baixo conteudo dos AGPIs n-3 a reducao dos niveis do BDNF (fator neurotrofico derivado do encefalo), da mesma forma que o metabolismo da 5-HT (serotonina) e DA (dopamina) e coletivamente afetado pelos AGPIs n-3 e pela razao n-3/n-6. O presente estudo foi edicado a avaliar o envolvimento do receptor serotoninergico, 5-HT1A, e as expressoes hipocampal e cortical do BDNF no efeito antidepressivo da suplementacao com oleo de peixe. No Experimento 1A, as analises dos comportamentos de imobilidade e natacao acessadas pelo teste de natacao forcada modificado (NFM), em ratos adultos aos 90 dias de idade, indicaram um robusto efeito antidepressivo induzido pela suplementacao com oleo de peixe durante gestacao e lactacao, o qual foi revertido no Experimento 1B...

Óleo de peixe promove benefícios na ansiedade, memória e tem efeitos antidepressivos em ratos submetidos à bulbectomia olfatória

Pudell, Claudia
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.42%
Resumo: A depressão é um transtorno cada vez mais presente na população, e sua fisiopatologia e tratamento vêm sendo estudados através de diversos modelos animais, um deles a bulbectomia olfatória. Recentemente foi observado que a suplementação com óleo de peixe, rico em ?-3, durante as fases pré e pós-natais foi capaz de diminuir comportamentos depressivos e ansiosos. O presente estudo foi dedicado a avaliar o envolvimento da suplementação com óleo de peixe (OP) sobre o comportamento depressivo e déficit cognitivo induzido pelo modelo da bulbectomia. Em nosso estudo, foram utilizadas ratas matrizes, as quais foram suplementadas durante os períodos de adaptação, acasalamento, gestação e lactação e, seus filhotes foram, na vida adulta, submetidos à bulbectomia olfatória. Após 14 dias de recuperação pós-cirúrgica os animais de 94 dias foram submetidos aos testes comportamentais. Os conteúdos hipocampais de BDNF, da 5-HT e DA e de seus metabólitos, 5-HIAA (ácido 5-hidroxi-indolacético) e DOPAC (ácido 3,4-di-hidroxifenilacético), respectivamente, foram determinados nos animais experimentais de 102 dias de idade. Os animais bulbectomizados apresentaram comportamento ansioso quando expostos ao Labirinto em Cruz Elevado...

Efeito dual da suplementação da dieta com óleo de peixe na inflamação pulmonar de ratos asmáticos

Zanatta, Ana Lucia
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.43%
Resumo: A suplementação da dieta com óleo de peixe aumenta a disponibilidade de ácidos graxos poliinsaturados n-3 nas membranas celulares, os quais podem sofrer peroxidação lipídica no ambiente oxidante característico da asma. A cascata de reações oxidativas culmina em produção aumentada de componentes associados ao estresse oxidativo e de um importante mediador lipídico pró-inflamatório, o lipídio fator de agregação plaquetária (PAF)-like. Na presente investigação, nós avaliamos o efeito da suplementação com óleo de peixe de animais asmáticos sobre a bioatividade de PAF e sobre parâmetros relacionados ao estresse oxidativo: produção de nitritos e hidroperóxido lipídico, atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase, catalase e glutationa peroxidase. A suplementação dos animais asmáticos com óleo de peixe reduziu a produção de nitritos (1,719 ± 0,137 nmol/mL vs. 2,454 ± 0,163 nmol/mL), de hidroperóxidos lipídicos (72,190 ± 7,327 nmol/mg de proteína vs. 120,200 ± 11,270 nmol/mg de proteína) e a infiltração de leucócitos (2,040 ± 0,200 x 106 vs. 3,330 ± 0,430 x 106). Com o suplemento, os ratos asmáticos apresentaram um aumento na atividade da superóxido dismutase (33,910 ± 2...

Suplementação com óleo de peixe reverte parcialmente alterações renais geradas por modelo animal de obesidade e resistência à insulina

Castro, Isabela Coelho de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
116.2%
Resumo: A obesidade e o excesso de peso são considerados uma pandemia em crescimento. A obesidade gera desordens metabólicas sistêmicas e teciduais, como resistência à insulina, dislipidemia, hipertensão e doenças cardiovasculares e renais. A doença renal crônica, que atinge 10% da população adulta, é relacionada com a obesidade, resistência à insulina e hipertensão e resulta em progressivo declínio da função renal com aumento da morbimortalidade. O óleo de peixe (OP), rico em lipídeos da família n-3, é considerado imunomodulador e protetor em algumas patologias metabólicas e renais. O objetivo deste trabalho foi avaliar a função renal em modelo de obesidade e o efeito da suplementação com OP sobre estes parâmetros. No estudo foram utilizados camundongos Swiss (6 semanas) que consumiram por 8 semanas ração rica em carboidrato (HC) ou em lipídeos (HF) ou ração padrão (S) (76, 26 e 63% de carboidratos; 15, 15 e 26% de proteínas; 10, 59 e 11% de lipídeos, respectivamente). A indução do modelo foi avaliada acompanhando o ganho de peso e a intolerância à glicose pelo teste de tolerância intraperitonial à glicose (TTIG) e área sob a curva (AUC) do TTIG. Após a indução, os animais de cada grupo foram distribuídos em três grupos: sem suplementação (S...

O óleo de peixe suplementado na dieta de ratos asmáticos tem ação limitada na contração do músculo liso das vias aéreas e na modulação da concentração de Leucotrieno B4

Miranda, Dalva Teresinha de Souza Zardo
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
116.43%
Resumo: Os efeitos anti-inflamatórios da suplementação com óleo de peixe resultam principalmente da incorporação dos ácidos graxos poli-insaturados (AGPI) n-3 nas membranas celulares e consequente modulação da produção de eicosanoides e citocinas inflamatórias. Entretanto, sua eficácia na asma tem se mostrado inconsistente e poucos estudos foram realizados sobre sua ação na funcionalidade do músculo liso das vias aéreas, o que é determinante para a asma. Objetivo: avaliar os efeitos da suplementação de ratos asmáticos com óleo de peixe sobre a funcionalidade do músculo liso das vias aéreas (MLA) e a complacência pulmonar estática, bem como sobre os parâmetros inflamatórios relacionados com a hiperresponsividade e a obstrução das vias aéreas. Metodologia: Ratos Wistar foram separados em 4 grupos: controle (C); suplementado com óleo de peixe (OP); asmático (A), e asmático suplementado com óleo de peixe (AOP). Os grupos OP e AOP foram suplementados com 1 g de óleo de peixe/ kg de massa corpórea por 21 dias e os grupos A e AOP foram induzidos à asma com ovalbumina. A contagem total e diferencial de células no lavado broncoalveolar (LBA) e a capacidade fagocitária e de adesão dos macrófagos alveolares foram avaliadas...

Estabilidade oxidativa de óleo de peixe encapsulado em diferentes tipos de embalagem em condição ambiente; Encapsulated fish oil oxidative stability stored in different types of packing under ambient conditions

PACHECO, Selma Guidorizzi Antonio; REGITANO-D'ARCE, Marisa Aparecida Bismara
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
116.23%
Os óleos de peixes de clima frio têm atraído a atenção do consumidor graças à presença de ácidos graxos ômega três de cadeia longa. São uma rica fonte de ácidos graxos poli-insaturados, EPA e DHA, de ação hipocolesterolêmica reconhecida, que reduz sua estabilidade oxidativa, podendo comprometer a qualidade e funcionalidade. Essa pesquisa teve como objetivo estudar a estabilidade de óleo de peixe em cápsulas de gelatina moles acondicionadas em diferentes tipos de embalagens: metade das cápsulas em blísters e metade em frascos. A emblistagem foi realizada com os filmes de policlorotrifluoroetileno (PCTFE), comercializado sob o nome Aclar Rx 160 (15 μm), cloreto de polivinilideno (PVDC-60 gsm²) e policloreto de vinila (PVC-250 μm), perfazendo três tratamentos. A outra metade das cápsulas foi acondicionada em frascos de polietileno de alta densidade (PEAD) com e sem sachês de sílica e de vidro de cor âmbar. Cada embalagem continha 60 cápsulas que foram armazenadas em triplicata à temperatura ambiente por 12 meses. O óleo foi analisado a cada 28 dias quanto ao índice de acidez, de peróxido e absortividade em 232 e 270 nm. A composição em ácidos graxos, especialmente quanto aos teores de EPA e DHA...

Fracionamento de oleo de peixe com dioxido de carbono supercritico; Fracionamento of oil of fish with supercritical carbon dioxide

Ana Paula Antunes Correa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/2003 Português
Relevância na Pesquisa
106.4%
Os ácidos graxos polinsaturados ômega-3 (EPA, DHA) são compostos com propriedades terapêuticas no tratamento e prevenção de doenças coronárias, hipertensão, arteriosclerose e artrite, além de serem essenciais para o desenvolvimento e manutenção das funções do sistema nervoso central. Os óleos de peixes de origem marinha são as fontes mais ricas em ômega-3 e por isso têm sido usados com freqüência para a obtenção de concentrados destes ácidos graxos. A deficiência de ômega-3 na dieta da população causada pela baixa ingestão destes ácidos graxos, através do consumo de peixes, toma interessante o enriquecimento de alimentos mais populares como a margarina, pães e produtos lácteos com esses ácidos graxos. A extração com fluido supercrítico é um processo de separação relativamente novo que traz vantagens em relação às técnicas convencionais. Para alimentos, o dióxido de carbono tem sido o solvente mais empregado, por ser inerte, relativamente barato e não inflamável e por possuir pressão e temperatura crítica moderadas (304,15 K, 7,38 MPa), evitando problemas de degradação térmica. Neste trabalho, estudou se o fracionamento com dióxido de carbono supercrítico do óleo de peixe em diferentes condições de temperatura e pressão. Os experimentos foram realizados de 14...