Página 1 dos resultados de 418 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Cruzada pela sobrevivência : a autoridade palestina e o reconhecimento do estado

Ricarte, Joana
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
O movimento nacional palestino nasce imerso num ambiente de turbulência regional e internacional, no contexto do fim da Segunda Guerra Mundial e das descolonizações do Oriente Médio. Da sua concepção aos dias de hoje, tem enfrentado diversos desafios para a sua própria sobrevivência. Este movimento é construído a partir de um processo de identificação nacional, que se forma e se mantém fortemente resistente aos diversos ocupantes e momentos de dominação aos quais foi submetido. Institucionaliza-se a partir de uma estratégia iniciada em 1988, com a Declaração de Independência, que proporcionou o grande ganho do reconhecimento internacional de um interlocutor legítimo para os Palestinos e do início de um processo de paz com Israel. Em 2010, a continuação dessa estratégia dá-se numa ação que interrompe o inerte processo de paz e parte para a busca pelo reconhecimento do Estado Palestino por vias alternativas às negociações formais com seu vizinho, sendo sua expressão máxima o pedido de adesão à Organização das Nações Unidas. Esse processo tem sido visto como uma vitória diplomática da representação palestina no cenário internacional, contudo, não é capaz por si só de criar um Estado Palestino soberano e internacionalmente reconhecido. O objetivo deste trabalho é explorar esta estratégia palestina...

A Questão da Palestina e a Fundação de Israel; The Palestinian Question and the Foundation of Israel

Gomes, Aura Rejane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2001 Português
Relevância na Pesquisa
37.58%
O objetivo deste trabalho foi compreender, do ponto de vista da política internacional, os fatores que viabilizaram a fundação de Israel no território da Palestina, provocando um dos mais prolongados e dramáticos conflitos da história contemporânea. A criação de Israel, decidida na ONU, em 1947, violou os direitos fundamentais do povo árabe palestino (70% do total da população nesse ano), garantidos pela Carta das Nações Unidas e pelo Pacto da Sociedade das Nações, ambos fontes do Direito Internacional, e violou o título jurídico adquirido pelos árabes através do acordo firmado com os países da Entente, durante a Primeira Guerra Mundial, que garantia a independência da Palestina, causando revolta generalizada no mundo árabe, já profundamente ressentido do imperialismo ocidental na região. Considerando a conjuntura internacional desse período, delineada pela Guerra Fria, e considerando que os principais atores do sistema internacional tinham consciência de que tal decisão causaria a hostilidade dos países árabes, acarretando altíssimos custos militares, políticos e econômicos, uma vez que a Liga Árabe declarou não reconhecer uma decisão que considerava ilegal, tivemos interesse em conhecer quais foram as expectativas de ganhos que levaram os EUA...

Imagens monetárias na Judéia/Palestina sob dominação romana; Monenaty images in the Judaea/Palestine under roman domination

Porto, Vagner Carvalheiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
Foi nossa intenção neste trabalho estudar a imagética das emissões locais das vinte e três cidades cunhadoras da Palestina, durante os séculos II a.C. ao II d.C., a fim de entender em que medida a tipologia dessas emissões locais revelam a afirmação política e/ou contraposição à dominação romana no caso das populações locais e os aspectos de instrumentalização política da moeda por parte dos romanos. Também foi nossa intenção neste trabalho, a partir dos estudos monetários, analisar a paulatina influência que a civilização romana estabelecera na região da Palestina, assim como seu relacionamento com a cultura grega e hebraica já presentes na região. Para tanto analisamos as moedas que foram cunhadas nas cidades costeiras: Acco (Ptolemaida), Ascalon (Ashkelon), Cesaréia Marítima, Dora (Dor), e Gaza; nas cidades do interior: Jerusalém (Aelia Capitolina), Citópolis (Nysa, Beth-Shean, Beisan), Gaba, Gamala, Marisa (Maresh), Neápolis (Nablus, Shechem), Sebaste (Shomron, Samaria), Séforis (Zipori, Diocaesarea) e Tiberíades (Tveriah) e nas cidades da Transjordânia: Bostra (Beser), Canata (Keneth), Filadélfia (Rabbat Ammon), Gadara (Gader), Gerasa (Geresh), Hippos-Susita, Panias (Cesaréia Filipe, Banias)...

A construção da identidade palestina: análise discursiva do poema 'Carteira de identidade', de Mahmud Darwich e outros textos palestinos; The construction of palestinian identity: discursive analysis of the poem "Identity card" by Mahmoud Darwish and other palestinian texts

Sales, Anselma Garcia de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
A criação do Estado de Israel, em 1948, provocou grandes transformações que influenciaram a vida cultural e política da Palestina. No caso da poesia, observa-se a partir de 1948 a presença de temas que tratam da resistência e da afirmação da identidade. Assim, o presente trabalho terá como objetivo analisar, sob a ótica da Análise de Discurso, um corpus representativo da poesia palestina após 1948, de modo a compreender de que forma o confronto entre o simbólico e o político representa as relações entre o ethos discursivo e a construção da identidade num momento histórico particular.; The creation of Israel State, in 1948, had caused many changes that had an influence on palestinian culture and politics. After 1948, the palestinian poetry started to talk about resistance and affirmation of identity. Thus this work had an intention to analyse, by Discourse Analysis, a representative corpus of the palestinian poetry wrote after 1948, in order to understand how the confrontation between the discoursive ethos and the construction of identity.

A política externa brasileira e a questão Palestina: análise da imprensa e da diplomacia no período de 1945- 1951

Gonzaga, André Luís
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 112 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em História - FCLAS; O objetivo da pesquisa foi analisar a participação do Brasil na questão da partilha da Palestina, no âmbito da ONU, pela perspectiva dos jornais O Estado de S. Paulo e Correio da Manhã, apoiado em fontes conservadas no Arquivo Histórico do Itamaraty e no CPDOC, abrangendo o período de 1945-1951. A política externa brasileira buscava aumentar a representatividade do Brasil na nova ordem geopolítica formada após a Segunda Grande Guerra. Por isso, apoiava as propostas norte-americanas nas Nações Unidas. Inclusive o voto brasileiro a favor da partilha da Palestina, na ONU, foi entendido como resultado do alinhamento aos EUA. Os jornais O Estado de S. Paulo e Correio da Manhã deram atenção especial para a questão Palestina. Enquanto que o jornal paulista demonstrava apreço pela posição israelense, uma vez que havia sido decidido de maneira democrática pela ONU a criação do novo Estado, o jornal carioca mostrava-se solidário, mas de maneira tímida, aos palestinos. Com relação às ações da diplomacia brasileira na ONU, o jornal O Estado de São Paulo expressou sua crítica em relação ao desempenho da delegação brasileira. Afirmava que os diplomatas responsáveis por traduzir os anseios e opiniões dos brasileiros na organização internacional estavam mais preocupados com êxitos particulares. O Correio da Manhã observava a questão de outro ângulo. Defendia a diplomacia brasileira e o chefe da delegação do Brasil na ONU...

Judaização da Palestina ocupada: colonização, desapropriação e deslocamento em Jerusalém Oriental, Cisjordânia e Faixa de Gaza entre 1967 e 2013

Huberman, Bruno
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 201 p. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
37.69%
Pós-graduação em Relações Internacionais (UNESP - UNICAMP - PUC-SP) - FFC; This dissertation aims at investigating a phenomena called Judaization of Palestine: its purpose, politics, means, instruments, techniques, reasoning, objectives and interests and measure its impact on Israel-Palestine matter and lives of people living in Occupied Palestinian Territories (OPT) — palestinians and jewish settlers. In that manner, the main manifestations of this phenomenon will be historically and analitically examined, such as the development of the Jewish settlements in Palestinian territories and the legal and burocratical instruments of social control over the Palestinian population between 1967 and 2013. The central problem of this investigation is focused on the oficial arguments of the israeli authorities about the Jewish presence in the OPT and the political impasse with the palestinians, linked to the paradigm of security and conflict in opposition to the Judaization of Palestine spectrum, which is about colonization, dispossession, volunteer and involunteer desplacement and social control of a foreigner dominant social ethnical group above other indigenous and subdued one. I intend to support the judaization narrative — in opposition to the zionist hegemonic narrative — as the most appropriate to understand some of the central aspects of the dispute between israelis and palestinians over that land...

Palestina: uma história (inacabada) de múltiplas opressões

Cunha, Vasco Oliveira e
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /04/1998 Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
Segundo o Atlas Bíblico Oxford (p. 9), a palavra Palestina deriva do grego "Philistia", designação para a zona costeira meridional, do nome dos seus habitantes, os filisteus, ainda que a palavra tivesse designado já toda a região palestina. A designação de Canaan, com o significado original de "púrpura roxa" (a lã tingida de púrpura roxa - a púrpura de Tiro - era um importante artigo de exportação), antes de se aplicar ao país, foi utilizada para referir or mercadores desta indústria. O termo "cananeu" utiliza-se na Bíblia para significar "comerciante". Canaan incluía também, provavelmente, a costa fenícia, uma palavra derivada do grego phoinix - púrpura roxa.

Até aos pilares do céu: estratégias de domínio político-administrativo na Síria-Palestina no reinado de Tutmés III

Martins, Daniela Filipa Ferreira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
Tese de mestrado, História Antiga, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2014; Durante muito tempo, os estudos dedicados ao reinado de Tutmés III privilegiaram a faceta guerreira do faraó, centrando-se, essencialmente, na análise e descrição das batalhas travadas em contexto levantino. No entanto, Tutmés III fora também um brilhante político e administrador do espaço que havia conquistado, e sobre isto as produções historiográficas são pouco abundantes. O estudo do reinado de Tutmés III e da sua política administrativa relacionada com a Síria-Palestina é de vital importância, não só porque até então os Egípcios não tinham dominado de maneira efectiva o território levantino, como também é o ponto de partida para o desenho de novas estratégias de controlo, diferentes daquelas que haviam sido aplicadas à Núbia, desde o Império Médio. Deste modo, é objectivo deste trabalho desenvolver a análise sobre procedimentos práticos dos Egípcios no terreno, procurando assim colmatar uma vertente pouco explorada na egiptologia, partindo para novas abordagens, na sequência de alguns estudos internacionais das últimas décadas, como é o caso dos valiosos contributos de Graciela Gestoso Singer...

"As vezes, somos todos palestinos": O uso político da Questão Palestina por líderes árabes na segunda metade do século XX

MEIHY,Murilo Sebe Bon
Fonte: Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Publicador: Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
O presente artigo discute o processo de transformação da chamada "Questão Palestina" em elemento de destaque do discurso político de líderes árabes em três países: Egito, Líbia e Líbano, a partir da segunda metade do século XX, e ressalta como a busca por liderança regional e visibilidade internacional durante o período da Guerra Fria convertia o tema dos conflitos entre Israel e Palestina em princípio norteador da agenda política retórica dos países árabes. A partir desses três cenários específicos, no artigo pretende-se analisar a permanência do conflito entre palestinos e israelenses como o principal fator de instabilidade no Oriente Médio, considerando-se o uso político que cada país atribuía a este problema geopolítico.

Testemunho em quadrinhos: reflexões sobre a identidade palestina na obra de Joe Sacco

GOMES, Marília Noleto
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
Through a study about Joe Sacco s series Palestine and his books Notes from a defeatist and Footnotes in Gaza, this research aims to show how the art of the comics emerges as an appropriate language to address a complex issue as the conflict between Arabs and Jews in dispute for the Palestinian territory. Based on the Identity approach, considering how the journalist and cartoonist Joe Sacco, Maltese by birth, cosmopolitan by vocation, constructs a narrative that highlights the otherness, establishing a productive counterpoint to understand this conflict in the Middle East: from the perspective of those that, by Western corporations that emerged, were thrown to the mists of oblivion. From the new perspectives provided by various historiography strands, as the Intellectual History and Cultural Studies, aggregate to a rich conceptual framework for research on manned imagery issue, it is possible to envision new paradigms that can be incorporated into the research on the topic in order to enter the HQ universe into contemporary historiography discussions. Theme whose interest is piqued by naturally transcends the clichés for this conferred a priori. It is understood by commonplace in this case the sphere of entertainment, which includes mostly symbolic products disseminated on a large scale marketing purposes and for leisure.; Através de um estudo sobre a série Palestina e as obras Derrotista e Notas sobre Gaza...

Estudo da hidrogeologia no munic?pio de Palestina do Par? usando o m?todo de eletroresistividade

MONTEIRO, Edson Cardoso
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.38%
Esse trabalho de geof?sica aplicada ? hidrogeologia, foi realizado numa ?rea localizada na por??o sudeste do estado do Par?, mas precisamente na cidade de Palestina ? margem esquerda do rio Araguaia. Ironicamente existem problemas de abastecimento de ?gua pot?vel para a popula??o da cidade. Esse problema deve-se ao fato que, no momento, ? antiecon?mico o tratamento e transporte de ?gua do rio para a cidade. Considerando que a extra??o de ?gua subterr?nea ? economicamente mais vi?vel para a solu??o desse problema, o Departamento de Geof?sica e o curso de P?s-gradua??o de Geof?sica da Universidade Federal do Par? (UFPa), por solicita??o da prefeitura daquele munic?pio e da Funda??o Nacional de Sa?de (FNS), participaram no levantamento geof?sico de eletroresistividade para investigar os poss?veis locais de ocorr?ncia de ?gua subterr?nea. Foram realizadas, na ?rea, 21 Sondagens El?tricas Verticais (SEVs) medidas na superf?cie, utilizando o arranjo Schlumberger com abertura m?xima dos eletrodos AB e MN de 500m e 50m, respectivamente. Para a sua interpreta??o foram usados os programas de modelagem direta (EGSLIB/SEV1D) e inversa (EGSLIB/SEV1DIN) de RIJO (1994), de modelos de n camadas horizontais, homog?neas e isotr?picas. Com base nos resultados da interpreta??o das 21 SEVs...

Importancia del folclore para Tawfiq Zayyad a trav??s de sus ensayos sobre poes??a popular palestina y el poema parapopular "Sirhan y el oleoducto"

Khraiche Ruiz-Zorrilla, Victoria
Fonte: Granada: Universidad de Granada Publicador: Granada: Universidad de Granada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
Este art??culo gira en torno al inter??s del poeta palestino Tawf??q Zayy??d por el folclore, reflejado en su obra po??tica y en los ensayos sobre literatura tradicional y literatura popular palestina que recogen sus obras "Sobre literatura y literatura popular palestina", 1970 y "Ejemplos de literatura popular palestina", 1974. En ??l se explica brevemente la g??nesis y el contenido de estas dos colecciones, y se incluye la traducci??n al espa??ol de ??Sirh??n y el oleoducto??, un poema de este autor inspirado en diferentes g??neros orales.; Centers on the Palestinian poet Tawfiq Zayy??d`s interest in folklore as reflected in his poetry as well as in his essays on the Palestinian folk literature gathered in his two books "About Literature and Palestinian Folk-Literature", 1970 and "Examples of Palestinian Folk Literature", 1974. The genesis and content of both works are presented, together with a translation of the poem ??Sirh??n and the Pipeline??, inspired in different oral genres.

Shahidas Palestinianas : uma análise à luz da teoria sistemática de Bert Hellinger sobre as motivações das mulheres da palestina em tornarem Shahidas no contexto do conflito com Israel

Dias, Cristiana Kaipper
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
A presente dissertação tem como objectivo principal discutir as motivações das shahidas palestinianas. Neste sentido, faz-se uma contextualização histórica das origens do conflito entre Israel e Palestina, bem como do papel da mulher no mudo islâmico. Do mesmo modo, faz-se uma apresentação histórica e uma discussão acerca do Shahada1 no Islão e de sua utilização como forma de luta, especialmente entre as mulheres. Em seguida, mostra-se o que vem sendo dito sobre o Shahada feminino assim como sobre as shahidas palestinianas nos meios de comunicação e produções académicas ocidentais. Assim, a partir de uma pesquisa em campo feita com algumas famílias destas shahidas da Palestina, apresenta-se um contraponto, uma perspectiva que dá voz ao acto dessas mulheres e explicita a profunda reivindicação do povo palestiniano contida no acto do Shahada. Para efeito, utiliza-se a Teoria Sistémica de Bert Hellinger como hipótese de trabalho e ferramenta conceitual para analisar de que modo a situação do conflito na Palestina e o sofrimento vivido em consequência desta podem ser determinantes na motivação das shahidas.; The main objective of this dissertation is to discuss the Palestinian shahidas' motivation. In this sense...

El Discurso de Hamás como elemento perpetuador del conflicto Israel-Palestina a partir de la Segunda Intifada

Beleño Ríos, Ana María
Fonte: Facultad de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 27/07/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
El conflicto árabe-israelí es de los más antiguos que existen en el mundo, es por esto que es importante conocer algunas de las causalidades del por qué este conflicto no ha logrado solucionarse. En este caso se estudiará como el discurso de Hamás logra influir en la prolongación de este conflicto. Para determinar como el discurso logra influir se hace la división en tres capítulos. En el primer capitulo se determinan cuales son los elementos característicos de su discurso; en este caso los elementos son antisemitismo, irredentismo y nacionalismo que se encuentran presentes en todos los discursos y en su carta fundacional. En una segunda parte se busca determinar como el discurso se convierte en realidad, haciéndose tangible por medio de atentados terroristas por parte del brazo armado de Hamás denominado Ezzedine Al-Qassam. En el último capítulo se determina como el discurso se convierte en un elemento determinante para la prolongación del conflicto y de que manera afecta tanto a la población israelí como a la palestina. Por otra parte se busca evidenciar como el discurso de Hamás influye en diferentes niveles (individual, comunitario, binacional e internacional). Finalmente se logra establecer como el discurso de Hamás y las experiencias de vida de israelíes y palestinos configuran el escenario perfecto para la continuación del conflicto.; The Arab-Israeli conflict is among the oldest in the world...

Influencia de la búsqueda de soberanía interna y externa de la Autoridad Nacional Palestina en las posiciones diplomáticas de la Liga Árabe dentro del marco de las Naciones Unidas en el período comprendido entre el año 2002 y el año 2011

Joya Shaker, Mónica
Fonte: Facultad de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 10/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
Este trabajo busca reflejar la influencia de la búsqueda de soberanía Palestina sobre las posiciones de la Liga de Estados Árabes en la Organización de las Naciones Unidas. Se hace énfasis en el análisis de este apoyo colectivo árabe a la causa palestina bajo el neorrealismo, los lineamientos teóricos propuestos por Kenneth Waltz.; This work aims to reflect the influence of the Palestinian search for sovereignty on the positions of the League of Arab States within the United Nations. The emphasis is placed on the analysis of this collective Arab support for the Palestinian cause under the neorealism and its theoretical guidelines proposed by Kenneth Waltz.

Análisis del conflicto intrasocietal entre Hamas y Fatah en torno al poder político en Palestina desde la muerte de los lideres fundadores de estos partidos hasta la disolución del gobierno de unidad nacional que integraban

Mantilla Muñoz, Natalia Carolina
Fonte: Facultad de Ciencia Política y Gobierno y de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Ciencia Política y Gobierno y de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.64%
La historia de Palestina es larga y comienza mucho antes de la configuración del mundo en Estados. La delimitación geográfica del territorio conocido con este nombre es difícil de establecer pues fue casi siempre una provincia de algún otro reino; en éste pasaron desde épocas muy tempranas diferentes pueblos y culturas entre los cuales se encuentran los cananeos , los filisteos , los babilonios, los persas, el imperio de Alejandro Magno, los romanos, los cruzados y el imperio otomano. En el siglo XX, al finalizar la primera guerra mundial la incertidumbre geográfica cambió con el establecimiento del mandato británico que recuperó el concepto de Palestina y lo usó para designar “por vez primera desde hacía siglos y de manera permanente una unidad política propia” . Bajo dicho mandato y hasta el fin de la segunda guerra mundial convivieron (como lo venían haciendo desde hacía siglos) en esta zona Cristianos, Judíos y Musulmanes, siendo estos últimos mayoría. Sin embargo desde hacía tiempo habían surgido movimientos nacionalistas judíos y árabes; y para 1947, cuando Gran Bretaña decide dejar el problema palestino en manos de la recién formada Organización de Naciones Unidas (ONU) que aprueba mediante la resolución 181 el plan de partición de Palestina para la formación de un Estado Judío y otro Árabe...

Cambios en la política de la Agencia de Naciones Unidas para refugiados de Palestina (UNRWA) tras la llegada de Hamas al poder 2002-2010

Aranguren Zaldúa, Sergio Andrés
Fonte: Facultad de Relaciones Internacionales Publicador: Facultad de Relaciones Internacionales
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.69%
Este estudio de caso busca evaluar los cambios en las políticas de la Agencia de Naciones Unidas para los Refugiados de Palestina en Oriente Próximo (UNRWA), luego de la llegada de Hamas al poder en Franja de Gaza en el año 2006. Así, es necesario partir de la creación y consolidación de ambas organizaciones, hasta el 2006, cuando se vieron en la necesidad de armonizar y complementar sus políticas por medio de la educación, para atender y satisfacer las necesidades de la población refugiada palestina. Igualmente, permite revisar como la complementación de sus políticas, fomentan la consolidación de una identidad palestina desde el sistema educativo palestino. Finalmente, desde los postulados teóricos de Robert Jervis sobre la percepción, se analiza cómo actores del sistema internacional perciben el actuar de la UNRWA, teniendo en cuenta que se encuentra trabajando en un territorio gobernado por una organización considerada terrorista por algunos actores internacionales.; This case study aims to evaluate the changes in the policies of the UN Agency for Palestine Refugees in the Near East (UNRWA), after the arrival of Hamas to power in Gaza in 2006. For this, it is necessary to start from the process of creation and consolidation of both organizations until 2006...

La política exterior de Chile y Argentina en el reconocimiento de Palestina como Estado : factores intervinientes

Neirot, Andrea P.
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.58%
Magíster en Estudios Internacionales; No autorizada por el autor para ser publicada a texto completo; El 7 de diciembre de 2010, Argentina, a través del decreto 1882 y una declaración unilateral de la Presidente Cristina Fernández, ha reconocido a Palestina como Estado libre independiente y soberano, con sus fronteras al 4 de julio de 1967, siguiendo la línea establecida por Brasil, en primer lugar, y Uruguay más tarde. Por su parte, Chile ha efectuado dicho reconocimiento el día 7 de enero de 2011, a partir de una declaración realizada por el Ministro de Relaciones Exteriores, Alfredo Moreno, en la cual se establece especial énfasis en la necesidad imperiosa de impulsar el proceso de negociaciones entre Palestina e Israel, con miras a alcanzar un acuerdo de paz pleno, definitivo y satisfactorio, conforme con las Resoluciones adoptadas por la Organización de las Naciones Unidas. En dicha declaración no se hace ninguna alusión explícita a la delimitación fronteriza. (Declaración del Gobierno de Chile sobre el reconocimiento del Estado de Palestina, 7/1/2011) De allí que, la particular diferencia respecto al reconocimiento explícito de Palestina como Estado por parte de Chile y Argentina permite reflexionar sobre los factores que condujeron a tomar las respectivas decisiones en materia de política exterior por parte de cada uno de estos Estados. En este sentido...

Mi Palestina : Movimiento de Liberación Nacional de Palestina nombre, casa, tierra :

Movimiento de Liberación Nacional de Palestina (AL-FATAH - España)
Fonte: [S.l.] : [S.n.], Publicador: [S.l.] : [S.n.],
Tipo: Image; Cartells polítics Formato: image/jpeg
Publicado em /]/[197 Português
Relevância na Pesquisa
47.5%
Bandera de Palestina i al marge inferior un grup de militars

Geografías imaginadas, práctica arqueológica y construcción nacional en Israel/Palestina

Pfoh,Emanuel
Fonte: Cuadernos de antropología social Publicador: Cuadernos de antropología social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
La "Tierra Santa" del cristianismo y la "Tierra Prometida" del judaísmo y luego, en un sentido secular, el "hogar nacional" judío del sionismo, constituyen constructos de la imaginación geográfica sobre Israel/Palestina que no solamente habilitan una determinada manera de comprender un territorio particular, sino que también afectan los modos en que las sociedades se relacionan con dicho territorio y conforman su pasado, presente y futuro. En este artículo, indagamos acerca de la generación occidental de dichas geografías imaginadas y sobre cómo la arqueología jugó un rol esencial en el proceso de construcción nacional llevado a cabo por el Estado de Israel a partir de 1948, el cual, asimismo, marginalizó a la población palestina en su relación con el territorio, despojándola a la vez material y simbólicamente. La deconstrucción de dichas geografías imaginadas y el análisis de sus historicidades nos permite considerar críticamente los procesos de construcción nacional en Israel/Palestina.