Página 1 dos resultados de 749 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Governo eletrônico : dimensões da avaliação de desempenho na perspectiva do cidadão

Barbosa, Alexandre Fernandes
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
75.99%
A adoção de tecnologias de informação e comunicação (TIC), em especial aquelas associadas à institucionalização da Internet como meio de relacionamento social e de negócios, tem provocado mudanças profundas e globais. Nos programas de governo eletrônico (e-gov), as TIC têm impactos econômicos, sociais e políticos, que devem ser monitorados para orientar a elaboração de políticas públicas eficazes. Avaliar esses impactos implica na condução de um processo complexo, baseado em modelos de medição de desempenho que deveriam ser definidos considerando o cidadão como elemento-chave na rede sociotécnica criada pelos programas de governo eletrônico. Contudo, existe uma lacuna nos modelos teóricos que definem as dimensões de desempenho a partir da perspectiva do cidadão. Apoiada em abordagem empírica e quadro teórico que compreende conceitos-chave provenientes da sociologia, da tecnologia de informação e de teorias do construtivismo social, a presente tese identifica os grupos sociais relevantes no processo de construção do e-gov e as dimensões de desempenho percebidas como relevantes por eles. O principal resultado desta pesquisa é o “Modelo (7+2)”, que consolida nove dimensões de desempenho emergentes da análise aprofundada de entrevistas a respeito da percepção dos artefatos tecnológicos do e-gov (canais de acesso e entrega de serviços públicos...

Controle da gestão pública e participação cidadã: a experiência da ouvidoria do Tribunal de Contas de Pernambuco

Barreto, Waléria da Cruz Sá
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
76.2%
Dentre os diversos temas de interesse social, a pesquisa realizada enfocou as relações entre Estado e sociedade, destacando a função de controle sobre a improbidade administrativa como instrumento relevante para o aprimoramento da gestão pública e para a melhoria das condições de vida da população. A investigação destacou a atuação do Tribunal de Contas de Pernambuco, as formas de controle institucional e o modo como o cidadão exerce o controle social da Administração Pública. Os resultados dos estudos, baseados na revisão da literatura sobre o tema e na experiência do Tribunal, apontam caminhos para a participação social e indicam a necessidade de constante reflexão sobre a prática institucional. A pesquisa compreendeu a identificação dos canais de comunicação estabelecidos entre o TCE-PE e a sociedade, por meio dos programas da Escola de Contas Públicas Barreto Guimarães e particularmente da Ouvidoria. O trabalho ressaltou o encaminhamento dado pelo Tribunal às denúncias de irregularidades encaminhadas pelo cidadão à Ouvidora. A análise das denúncias e a repercussão da participação do cidadão foram observadas nos julgamentos dos processos oriundos de demandas da Ouvidoria. O estudo ofereceu uma visão geral da organização e do funcionamento do Tribunal de Contas de Pernambuco e sua relação com a sociedade...

O Instituto da Ouvidoria como ferramenta para a melhoria da gestão pública: experiência do METROREC e DETRAN-PE

Spíndola, José Flávio
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
76.2%
Diante do crescimento do número de ouvidorias dentro das instituições brasileiras e em particular, nas empresas públicas, a pesquisa realizada abordou as relações entre a sociedade e o Estado, destacando, como tema central, o instituto da ouvidoria como ferramenta para melhoria da gestão pública. A pesquisa investigou as ouvidorias do DETRAN-PE e do METROREC ressaltando o tratamento dado às manifestações do cidadão. Os resultados dos estudos, baseados na revisão da literatura sobre o instituto da ouvidoria, envolvendo conceitos, objetivos e um modelo conceitual sobre ouvidoria, apontam caminhos de participação social e indicam que há ações implementadas decorrentes, gerando benefícios para a sociedade e para as instituições. A análise de elementos como o histórico de criação de suas ouvidorias, a estrutura de funcionamento, formas de atuações e indicadores no tratamento das demandas, permitiu realizar comparações sobre o desempenho das ouvidorias nessas duas organizações. O presente trabalho também fez observações sobre alguns aspectos de dissonância encontrados entre o modelo conceitual do instituto da ouvidoria e as ouvidorias pesquisadas, havendo a necessidade de reflexão sobre suas práticas institucionais vigentes. O estudo possibilitou um panorama sobre o instituto da ouvidoria nas instituições DETRAN-PE e METROREC...

A participação do cidadão na gestão municipal de Três Passos : possibilidades e limitações

Grolli, Fabio Luis
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
86.23%
Como acontece em muitos municípios, é visível a pouca participação da sociedade nas decisões sobre as políticas públicas de âmbito local. Observa-se ainda, em alguns momentos, que os cidadãos têm algumas limitações para exercer esta participação. Este trabalho de conclusão de curso tem por objetivo verificar as possibilidades de participação que a administração municipal de Três Passos proporciona ao cidadão nas decisões sobre as políticas públicas e as limitações dos mesmos em relação a esta. Os procedimentos metodológicos aplicados na coleta de dados incluem a elaboração de um questionário entregue a pessoas da comunidade com diferente nível social e econômico, bem como, uma conversação informal, permitindo assim, explorar mais o tema. Uma pesquisa documental foi realizada junto à Secretaria de Administração e de Planejamento da Prefeitura Municipal de Três Passos, com o propósito de verificar os mecanismos formais de participação proporcionada pela administração municipal. Complementarmente, realizou-se uma entrevista com o Secretário de Administração para saber o posicionamento da administração atual sobre a participação do cidadão na gestão pública. Os resultados apontam que o munícipe considera importante participar das decisões sobre as políticas que buscam contribuir para a melhoria da qualidade de vida...

A Participação do público na cobertura radiofônica do desastre de 2008 em Blumenau

Zimmermann, Arnaldo
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 204 p.| graf.
Português
Relevância na Pesquisa
75.96%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Jornalismo; Este trabalho investiga a participação do público na cobertura jornalística realizada pelo rádio durante o desastre socioambiental ocorrido em Blumenau (SC) em 2008. Com a utilização do método de Estudo de Caso, a análise teve como corpus 63 horas contínuas de programação jornalística que foram ao ar entre os dias 22 e 25 de novembro daquele ano na Rádio Nereu Ramos AM. A pesquisa teve como objetivo analisar e compreender a especificidade da participação do público no radiojornalismo em uma situação extrema, confrontando esta observação empírica com as doutrinas do jornalismo participativo e do jornalismo público, e inserindo o conceito de diálogo como elemento transversal às diversas teorias pesquisadas. A investigação procurou identificar e analisar as formas e finalidades de participação e o funcionamento do controle discursivo exercido durante os diálogos, além de resgatar a percepção dos profissionais que interagiram diretamente com o público e avaliar a contribuição dessas participações para o conteúdo da cobertura jornalística. Os resultados permitem constatar a existência de características do jornalismo participativo na situação pesquisada...

A participação do cidadão na informação da TVI

Coelho, Ângela Catarina Ferreira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
106.29%
Relatório de estágio de mestrado em Ciências da Comunicação (área de especialização em Informação e Jornalismo); A evolução tecnológica permite que atualmente qualquer pessoa possa ser a primeira a registar um acontecimento com valor-notícia. Munido com um telemóvel, qualquer cidadão pode ser o primeiro a recolher a informação. Desta forma, o cidadão deixa de ser apenas o receptor da informação e passa a desempenhar outros papéis. Com o aparecimento de novas tecnologias, foi atribuída ao cidadão a possibilidade de recolher e publicar informação. A participação do cidadão na informação pode ser feita de variadas formas: desde um simples comentário a uma notícia num site de um qualquer órgão de comunicação, até ao envio de uma imagem ou vídeo, passando pela participação em programas do tipo fórum abertos às pessoas. O presente trabalho pretende perceber de que forma é que os media integram o cidadão nos seus conteúdos, particularmente a TVI e a TVI24. Os nossos objetivos são identificar as plataformas que permitem ao cidadão participar na informação do canal, as suas estratégias para integrar os telespectadores nos seus conteúdos informativos, e a forma como os jornalistas recebem e trabalham a informação que lhes chega através dos cidadãos. Concluímos que é uma preocupação da estação de Queluz de Baixo e dos seus profissionais envolver o cidadão...

Jornalismo do cidadão: como os conteúdos gerados pelos utilizadores desafiam os media noticiosos

Rosário, Cláudia Sofia do
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
76.05%
O surgimento da Internet tornou o acesso à informação um fenómeno global, sendo que cada um de nós passou a ser capaz de distribuir informações e opiniões a uma escala planetária, sem ter que depender de um intermediário. Como consequência, se até então o jornalista era visto como detentor do monopólio de difusão de informação na esfera pública, actualmente o seu papel de intermediário entre as fontes primárias de informação e os destinatários finais tem sido posto em causa à medida que emerge o conceito de jornalismo do cidadão. Realizada no âmbito do Mestrado em Ciências da Comunicação, área de especialização em Estudos dos Media e do Jornalismo, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, esta dissertação pretende desenvolver o tema “O Jornalismo do Cidadão: Como os Conteúdos Gerados pelos Utilizadores Desafiam os Media Noticiosos”, com o objectivo de avaliar e compreender de que modo o indivíduo enquanto ‘jornalista amador’ altera e complementa a esfera noticiosa e, em particular, de que forma a comunicação social se adapta a estas mudanças. Para isso foram analisadas as formas proporcionadas pelos media, em particular os media portugueses...

Participação do cidadão na imprensa regional: o caso do Jornal do Fundão : entrega e publicação de conteúdos gerados por leitores

Figueiredo, Sara Alexandra da Silva.
Fonte: Iniversidade da Beira Interior Publicador: Iniversidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.15%
O interesse pelas notícias sobre diversas ocorrências, bem como a necessidade de comunicar, sempre existiu. É comum ao ser humano, por isso não se cinge ao jornalista profissional. Além de escreverem cartas de leitor, há cidadãos sem formação na área do jornalismo, não identificados como correspondentes ou colaborados num determinado jornal, que participam voluntariamente no processo de elaboração de notícias e, por vezes, outros géneros considerados jornalísticos. Que produzem, sem qualquer obrigação e com maior liberdade (deontológica, editorial, etc.), textos, recolhem sons e imagens para os sustentar, credibilizar. Transmitem várias informações e sugerem temas de trabalho. No fundo, entregam a um jornal conteúdos do seu interesse que podem ser selecionados, aprofundados e publicados nas suas edições. Este cidadão, que alguns chamam de “jornalista” (não profissional) e outros de “fonte” de informação, estabelece contacto com a imprensa de carácter regional, através de correio eletrónico, telefone e, ainda, deslocação pessoal facilitada, visto tratar-se de um jornal implantado num ambiente onde prevalece a questão da proximidade. O fenómeno ocorre no Jornal do Fundão, eleito para estagiar e dar seguimento ao estudo que basicamente pretende responder a questões como: que temas recebe o Jornal do Fundão e através de que meio os recebe...

Participação do cidadão na imprensa regional : o caso do Jornal do Fundão : entrega e publicação de conteúdos gerados por leitores

Figueiredo, Sara Alexandra da Silva
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.15%
O interesse pelas notícias sobre diversas ocorrências, bem como a necessidade de comunicar, sempre existiu. É comum ao ser humano, por isso não se cinge ao jornalista profissional. Além de escreverem cartas de leitor, há cidadãos sem formação na área do jornalismo, não identificados como correspondentes ou colaborados num determinado jornal, que participam voluntariamente no processo de elaboração de notícias e, por vezes, outros géneros considerados jornalísticos. Que produzem, sem qualquer obrigação e com maior liberdade (deontológica, editorial, etc.), textos, recolhem sons e imagens para os sustentar, credibilizar. Transmitem várias informações e sugerem temas de trabalho. No fundo, entregam a um jornal conteúdos do seu interesse que podem ser selecionados, aprofundados e publicados nas suas edições. Este cidadão, que alguns chamam de “jornalista” (não profissional) e outros de “fonte” de informação, estabelece contacto com a imprensa de carácter regional, através de correio eletrónico, telefone e, ainda, deslocação pessoal facilitada, visto tratar-se de um jornal implantado num ambiente onde prevalece a questão da proximidade. O fenómeno ocorre no Jornal do Fundão, eleito para estagiar e dar seguimento ao estudo que basicamente pretende responder a questões como: que temas recebe o Jornal do Fundão e através de que meio os recebe...

O controle do poder legislativo como direito-dever de participação do cidadão

Faria, Júlio Herman
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
76.02%
Apresenta uma visão diferenciada do controle externo do poder legislativo, abordando o papel do cidadão-eleitor. Defende que não há como pensar em poder legislativo, em uma democracia representativa, sem a proximidade e o permanente controle social dos atos administrativos dos mandatários.

Ativismo de bairro e participação popular na conquista do espaço do cidadão : uma experiência a partir do Coque Recife/PE

Virgínia Ferraz de Oliveira, Débora; Jorge Moura de Castilho, Claudio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
66.27%
A produção do espaço se realiza através da tensão entre os diferentes atores sociais, portanto, faz-se necessário que os movimentos sociais tornem-se instrumentos de transformação desse espaço, visando algo mais. É nesse sentido que caminha o presente trabalho. Acredita-se que as mudanças na apropriação do espaço dar-se-ão através da transformação dos ativismos em movimentos sociais a partir de um caráter mais amplo das ações, que agrupem lutas permanentes das populações pobres. O papel atual dos movimentos sociais no processo de construção de territórios e de lugares, como espaços da cidadania que lhes garantam a participação concreta na gestão da cidade, de forma alternativa, caracteriza um ponto central nesta discussão. É importante salientar que este é um trabalho que visa à (re)valorização do papel importante desempenhado pelos movimentos sociais, no caso, o ativismo de bairro, na organização do espaço urbano recifense, bem como, a análise do comportamento e da organização das populações pobres no processo permanente de conquistas do "espaço do cidadão , destacando o que já se tem feito no sentido da produção de um espaço urbano mais justo. Buscou-se a inspiração através da experiência do Coque...

Análise do processo de participaçao popular para a elaboraçao do macrozoneamento ecológico-econômico da área de proteçao ambiental estadual do Rio Verde - Paraná

Milder, Luane Izabel Dias
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
75.99%
O processo de participação popular na criação, implantação e gerenciamento de unidades de conservação é exigência da recente Lei Federal 9985, de 18 de julho de 2000 – Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Tal exigência prevê estudos técnicos e consulta pública precedentes à criação da unidade e obrigatoriedade de fornecimento de informações adequadas e inteligíveis à população local e outros interessados, por parte do poder público. Dada a pouca prática na aplicação da lei, há ainda muitos obstáculos a serem transpostos para a execução de tal medida. Técnicos de diferentes áreas do conhecimento devem ser preparados para trocar idéias entre si e ouvir pessoas leigas; a comunidade deve aprender a falar e a ser ouvida. Eis alguns entre tantos obstáculos que precisam ser vencidos. A Área de Proteção Ambiental do Rio Verde, região metropolitana de Curitiba, Estado do Paraná, Brasil, é uma das pioneiras no estado a implantar o processo de participação popular. Trata-se de uma unidade de uso sustentável, ou seja, a população pode utilizar os recursos naturais de forma restrita. A população, porém, tem um perfil agrícola, impondo sérios conflitos de interesse, que se evidenciaram durante o processo de participação popular para a elaboração do Macrozoneamento Ecológico-Econômico da área. Analisar este processo foi o objetivo do presente trabalho. Tais conflitos foram detectados e expostos. Sugestões e recomendações foram feitas...

O direito fundamental de participação popular na administração pública

Vinoski, Christiane Sans
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
75.95%
Paralelamente à evolução dos modelos de Estado, observa-se uma gradativa abertura da Administração Pública aos cidadãos e sobretudo à possibilidade de estes efetivamente participarem da construção e implementação da atividade administrativa e da decisão do melhor intersse público. Ocorre que para consolidação de uma Administração Pública Democrática, que atenda aos ideais de eficiência e transparência, é preciso se buscar a efetivação do texto constitucional, através do fortalecimento dos mecanismos administrativos de participação popular. Assim, é fundamental que se promova a democracia participativa no âmbito administrativo. É imprescindível, ainda, que se reconheça a participação popular enquanto um direito fundamental, o qual concretiza dois dos princípios estruturantes do Estado brasileiro: o princípio democrático e o princípio do Estado de Direito. Neste sentido, o presente trabalho procura evidenciar o contexto histórico e os contornos teóricos de fortalecimento do ideal democrático-participativo na esfera da Administração Pública.

Participação do cidadão no processo administrativo: garantia fundamental do Estado Democrático de Direito

Oliveira, Ocimar Barros de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
96.3%
A presente dissertação aborda a participação do cidadão no processo administrativo em geral, tendo como objetivos a análise do tema à luz da legislação e doutrina existentes sobre o processo administrativo, a delimitação dos conceitos atuais de participação e cidadania, além da busca e comparação de textos legais e doutrinários na literatura jurídica. No decorrer dos estudas buscou-se respostas para alguns questionamentos, tais como: Quando e como o cidadão pode intervir no processo administrativo? Quais os instrumentos de participação e de controle do processo administrativo que o cidadão pode lançar mãos? Quais os perigos e limites desta participação? Nota-se que realmente o cidadão pode e deve participar ativamente do processo de condução das decisões administrativas, seja como parte, como terceiro interessado, como integrante de grupos sociais organizados com poder de representatividade. Na participação o administrado deve, ainda, respeitar os limites impostos pela legislação, tanto constitucional quanto infraconstitucional. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This dissertation addresses citizen participation in general administrative proceedings. It aims to analyze the subject under the law and doctrinal texts on administrative process...

Hélio Oiticica e o sentido da participação do público na arte brasileira dos anos 60

Donadel, Beatriz D'Agostin
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 129 p.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
75.98%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2010; O tema deste trabalho aborda o debate sobre a participação do público no contexto artístico brasileiro da década de 60. Dentre os muitos artistas envolvidos na discussão sobre essa participação, optou-se por enfocar Hélio Oiticica, sobretudo pela quantidade de documentos produzidos sobre o assunto. As formulações desse artista relacionadas à participação foram identificadas como um núcleo gerador dos questionamentos que guiaram a análise aqui apresentada. Almejando uma reflexão sobre essa temática, procurou-se inicialmente localizar os principais argumentos que deram visibilidade à contribuição do público na realização da obra de arte, relacionando-os à noção de #obra aberta# (primeiro capítulo). Buscou-se também identificar os dilemas e contradições que a participação adquiriu no âmbito institucionalizado das artes, bem como o sentido que apontou ao longo da década de 60 (segundo capítulo). A contínua reflexão sobre a participação do público, fez com que Hélio Oiticica percebesse a necessidade de expandir esse conceito através da proposta de atividades cada vez mais abertas...

Da reclamação à participação, um caminho para a co-gestão: elaboração de uma proposta de Guia do Cidadão da Freguesia

Monteiro, Lucinda Felisbela do Espírito Santo
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
76.25%
O projecto de investigação desta dissertação tem como objecto as práticas de inter-relação entre cidadãos e eleitos, com origem na comunidade organizada em torno da paróquia à figura administrativa de freguesia, da necessidade de defender a população e da sua representatividade. No entanto, essa representatividade, apesar de legitimada pelo voto, tem sido colocada em causa pela falta de práticas de cidadania e participação no poder local, comprometendo-se a missão de freguesia em servir e defender a população local, sendo por isso oportuno pensar noutros processos que resultem num mais adequado serviço de proximidade. Um primeiro objectivo da dissertação é demonstrar a importância da co-gestão (gestão participada) como forma de fazer interagir a gestão do topo (Junta) com as bases (cidadãos), visando maior satisfação das necessidades locais e diminuição de custos (focalização maioritária nas solicitações). A co-gestão parte de uma freguesia inclusiva, aquela que garanta a participação de todas as faixas etárias e económicas, pessoas com limitações, diferentes raças, culturas e nacionalidades, no encontro de soluções comuns, sendo um possível caminho para o reforço da cidadania na administração autárquica. Através do pressuposto que é o desconhecimento e a insatisfação do cidadão pelas práticas de uma junta de freguesia que origina o afastamento e a reclamação...

Participação do cidadão na imprensa regional : o caso do Jornal do Fundão : entrega e publicação de conteúdos gerados por leitores

Figueiredo, Sara Alexandra da Silva
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.15%
O interesse pelas notícias sobre diversas ocorrências, bem como a necessidade de comunicar, sempre existiu. É comum ao ser humano, por isso não se cinge ao jornalista profissional. Além de escreverem cartas de leitor, há cidadãos sem formação na área do jornalismo, não identificados como correspondentes ou colaborados num determinado jornal, que participam voluntariamente no processo de elaboração de notícias e, por vezes, outros géneros considerados jornalísticos. Que produzem, sem qualquer obrigação e com maior liberdade (deontológica, editorial, etc.), textos, recolhem sons e imagens para os sustentar, credibilizar. Transmitem várias informações e sugerem temas de trabalho. No fundo, entregam a um jornal conteúdos do seu interesse que podem ser selecionados, aprofundados e publicados nas suas edições. Este cidadão, que alguns chamam de “jornalista” (não profissional) e outros de “fonte” de informação, estabelece contacto com a imprensa de carácter regional, através de correio eletrónico, telefone e, ainda, deslocação pessoal facilitada, visto tratar-se de um jornal implantado num ambiente onde prevalece a questão da proximidade. O fenómeno ocorre no Jornal do Fundão, eleito para estagiar e dar seguimento ao estudo que basicamente pretende responder a questões como: que temas recebe o Jornal do Fundão e através de que meio os recebe...

Participação do cidadão na imprensa regional: o caso do Jornal do Fundão : entrega e publicação de conteúdos gerados por leitores

Figueiredo, Sara Alexandra da Silva.
Fonte: Iniversidade da Beira Interior Publicador: Iniversidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.15%
O interesse pelas notícias sobre diversas ocorrências, bem como a necessidade de comunicar, sempre existiu. É comum ao ser humano, por isso não se cinge ao jornalista profissional. Além de escreverem cartas de leitor, há cidadãos sem formação na área do jornalismo, não identificados como correspondentes ou colaborados num determinado jornal, que participam voluntariamente no processo de elaboração de notícias e, por vezes, outros géneros considerados jornalísticos. Que produzem, sem qualquer obrigação e com maior liberdade (deontológica, editorial, etc.), textos, recolhem sons e imagens para os sustentar, credibilizar. Transmitem várias informações e sugerem temas de trabalho. No fundo, entregam a um jornal conteúdos do seu interesse que podem ser selecionados, aprofundados e publicados nas suas edições. Este cidadão, que alguns chamam de “jornalista” (não profissional) e outros de “fonte” de informação, estabelece contacto com a imprensa de carácter regional, através de correio eletrónico, telefone e, ainda, deslocação pessoal facilitada, visto tratar-se de um jornal implantado num ambiente onde prevalece a questão da proximidade. O fenómeno ocorre no Jornal do Fundão, eleito para estagiar e dar seguimento ao estudo que basicamente pretende responder a questões como: que temas recebe o Jornal do Fundão e através de que meio os recebe...

Perspectivas e tendências sobre a participação do cidadão na administração pública

Tiscoski, Renata Backes
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Português
Relevância na Pesquisa
86.17%
Monografia apresentada para obtenção do grau de Bacharel no Curso de Administração da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; A presente pesquisa tem como objetivo identificar a percepção dos gestores públicos frente a sua responsabilidade perante a sociedade e quais ações complementam a participação do cidadão na administração pública, na Prefeitura Municipal de Forquilhinha SC. A metodologia usada para atingir os objetivos tem base descritiva e de campo. Com relação ao instrumento de coleta de dados, foi aplicado um questionário aos secretários municipais da Prefeitura de Forquilhinha durante os meses de setembro a novembro de 2013, com questões abertas, encaminhadas por email ou pessoalmente. Os resultados apontaram que é de fundamental importância a participação popular para administração pública, através dos canais de participação para se ter uma sociedade mais justa e eficiente. A partir deste estudo visualiza-se a importância de uma efetiva e esclarecida participação popular nos atos de gestão pública, e que o princípio dos canais de participação tem se revelado como principal referência para uma boa relação entre cidadão e os gestores. Conclui-se que a apresentação e estudo deste trabalho proporciona modelo de estabelecimento para futuros trabalhos na mesma área...

Governo Eletrônico: um estudo na Secretaria Estadual de Tributação do Rio Grande do Norte sobre as possibilidades de participação do cidadão

Araújo, Richard Medeiros de; Araújo, Maria Arlete Duarte; Alloufa, Jomária Mata Lima; Lopes, Alba Oliveira Barbosa
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.27%
Este estudo objetiva compreender o governo eletrônico e as possibilidades de acesso do cidadão ao Estado virtual no universo do governo eletrônico na Secretaria Estadual de Tributação do Rio Grande do Norte. Para dar suporte ao estudo de caso adotaram-se os modelos teóricos dos autores Chadwick (2003) e Stanley e Weare (2004) para discutir a questão da participação em si e Gant e Gant (2002) para analisar o site do órgão. Através de uma pesquisa exploratória e descritiva, dentro de uma abordagem qualitativa, foi aplicada uma entrevista semiestruturada com o gerente de tecnologia da informação, responsável pela gestão da plataforma de e-government. Após a entrevista, surgiram duas categorias: ferramentas tecnológicas e participação digital do cidadão. Dentre os resultados encontrados destacam-se: a ausência de ferramentas que proporcionem a participação efetiva do cidadão; o foco não é o cidadão quando se trata da estrutura de governo na web, mas diminuir as dificuldades dos técnicos da burocracia; a não visualização da democracia eletrônica como um meio de gestão da máquina pública. Conclui-se que se faz necessário uma mudança na lógica tecnológica e administrativa da Secretaria no que concerne à relação entre a participação digital do cidadão e o exercício do controle social e uma melhoria na gestão das informações e dos próprios serviços eletrônicos de forma a alcançar a eficiência e eficácia com o uso da ferramenta eletrônica.