Página 1 dos resultados de 11 itens digitais encontrados em 0.050 segundos

Identificação bacteriana a campo da mastite bovina para orientar protocolos de tratamento; On-farm bacterial identification of bovine mastitis to guide treatment protocols.

Rodrigues, Ana Carolina de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.41%
A presente tese estudou o diagnóstico e tratamento da mastite bovina pela avaliação do uso de um teste prático de CCS, pela utilização de cultura bacteriológica a campo e pela definição de protocolos de tratamento. Para rápida determinação da CCS, o teste Somaticell® foi usado em amostras de leite tendo o resultado comparado à contagem eletrônica e avaliado por tipo de amostra e pessoa. O Somaticell determinou corretamente a CCS de amostras frescas de leite de quartos mamários. A correlação registrada entre o Somaticell e a CCS eletrônica foi 0,92 e o coeficiente de concordância 0,82. O teste mostrou adequada validade para determinar infecções intramamárias (sensibilidade 91,3%; especificidade 96,0%) e apresentou contagens mais elevadas em amostras contendo patógenos. Pequena variação foi verificada nos resultados do teste quando realizado em duplicata. Entretanto na análise geral dos dados, a variação observada não foi significativa nem afetou a quantidade de amostras com mastite subclínica. Amostras de leite conservadas a 4 ºC por até 5 horas não influenciaram os resultados do Somaticell, mas amostras congeladas ou adicionadas do conservante bronopol não devem ser usadas. Quanto ao diagnóstico da mastite clínica...

Identificação de patógenos causadores de mastite subclínica por espectrometria de massas; Identification of subclinical mastitis pathogens causing by mass spectrometry

Barreiro, Juliana Regina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
106.57%
O diagnóstico rápido e eficiente da mastite subclínica é importante para reduzir a persistência da doença e os prejuízos decorrentes. O objetivo do estudo foi avaliar a técnica de espectrometria de massas (MS) por ionização e dessorção a laser assistida por matriz - tempo-de-vôo (MALDI-TOF) para identificação de bactérias causadoras de mastite subclínica bovina por dois métodos: 1) a partir de bactérias isoladas por cultivo icrobiológico; 2) a partir da recuperação de bactérias diretamente do leite, visando eliminar completamente a necessidade de cultivo microbiológico para identificação dos patógenos. O estudo foi composto por dois experimentos (1 e 2), no experimento 1 foram utilizadas 33 amostras de leite provenientes de animais das raças Gir e Holandesa de quatro fazendas leiteiras para a identificação icrobiológica e MALDI-TOF MS. As amostras com resultados conflitantes foram confirmadas por sequenciamento do gene 16S rRNA. Os resultados de cultura microbiológica foram Staphylococcus aureus (n = 13), Streptococcus agalactiae (n = 10) e Estafilococos coagulase negativo (ECN) (n = 10). Para todas as amostras de Streptococcus agalactiae, resultados similares foram observados para a identificação microbiológica e por MALDI-TOF MS. De 13 isolados de Staphylococcus aureus...

Prevalência e Susceptibilidade Antimicrobiana de Patógenos Causadores de Mastite em Rebanhos Leiteiros; Prevalence and antimicrobial susceptibility of pathogens causing mastitis in dairy herds

Beuron, Daniele Cristine
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
106.59%
Os objetivos do presente estudo foram: a) avaliar a frequência de isolamentos de patógenos causadores de mastite em rebanhos leiteiros comerciais; b) determinar a susceptibilidade antimicrobiana de Staphylococcus spp. e Streptococcus spp. isolados de casos de mastite subclínica c) avaliar o perfil de multirresistência de Staphylococcus spp. e Streptococcus spp. d) Detectar o gene mecA em Staphylococcus spp. resistentes a oxacilina/meticilina; e) avaliar a associação entre as práticas de manejo e tratamento de mastite e a susceptibilidade antimicrobiana de Staphylococcus aureus isolados de rebanhos leiteiros. Foram selecionados para o presente estudo 13 rebanhos leiteiros a partir de um total de 60 rebanhos vinculados a um laticínio da região de Pirassununga/SP. Questionários previamente formulados foram respondidos pelos responsáveis do rebanho para avaliar a associação entre as práticas de manejo e tratamento de mastite e a susceptibilidade antimicrobiana de S. aureus. Após a seleção dos rebanhos e aplicação dos questionários, 1069 amostras de leite compostas foram coletadas durante 24 meses, em quatro períodos para realização de cultura e identificação dos patógenos, testes de susceptibilidade antimicrobiana e detecção do gene mecA. Os testes de susceptibilidade foram realizados em todos os isolados de Staphylococcus spp. e em 50% de Streptococcus spp. selecionados aleatoriamente. Os antimicrobianos testados foram: ampicilina 10 mg; clindamicina 2 µg...

Avaliação, isolamento e identificação dos principais microrganismos causadores de mastite subclínica em búfalas; Evaluation, isolation and identification of the main microorganisms causing subclinical mastitis in buffaloes

García, Andrea Vásquez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
76.34%
A exploração dos bubalinos para a produção de leite e elaboração de seus derivados é uma atividade que tem crescido nos últimos anos no Brasil. Os búfalos apresentam problemas sanitários semelhantes aos bovinos. Objetivou-se neste estudo, desenvolver o isolamento e caracterização fenotípica e molecular dos principais microrganismos causadores de mastites subclínicas em búfalas (Bubalus bubalis) em quatro granjas leiteiras da região central do Estado de São Paulo, Brasil, através dos testes contagem de células somáticas (CCS), contagem padrão em placas (CPP), caracterização fenotípica e bioquímica dos microrganismos isolados e confirmação pela técnica de PCR, assim como também avaliar o perfil de sensibilidade bacteriana aos principais antimicrobianos para os patógenos mais frequentemente isolados em casos de mastite subclínica em bubalinos. Foram coletadas 20 amostras de leite de búfalas em lactação no ano de 2013, que apresentaram CCS acima de 200.000 cel/mL em controles realizados pelas fazendas. Tendo como base a Instrução Normativa Nº62 de 2011 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que trata de padrões microbiológicos para leite bovino. Das 20 amostras analisadas neste trabalho...

Fotoinativação de patógenos causadores da mastite bovina; Photoinactivation of bovine mastitis patogens

Sellera, Fabio Parra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.18%
A mastite bovina destaca-se negativamente no cenário mundial em decorrência aos prejuízos ocasionados pelo seu dispendioso tratamento, sendo considerada a principal doença que acomete a pecuária leiteira. Como alternativa ao uso de antibióticos, a terapia fotodinâmica se apresenta como uma opção terapêutica no tratamento de infecções locais, que atua sem que haja seleção de micro-organismos resistentes. Seu mecanismo de ação resulta da interação entre uma substância fotossensibilizadora e luz em comprimento de onda ressonante, promovendo a formação de espécies reativas de oxigênio que apresentam ação citotóxica contra micro-organismos. O objetivo deste estudo foi investigar a habilidade da terapia fotodinâmica, in vitro, para inativar cepas causadoras da mastite bovina. Culturas de Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae, Streptococcus dysgalactiae, Corynebacterium bovis e Prototheca zopfii suspensas em PBS foram estimadas por meio da turbidez da suspensão correspondendo à concentração de 107 UFC/mL, caracterizando desta forma, oito grupos avaliados: controle (C), luz LED vermelho (L) =660nm/2 minutos de irradiação (12,22J/cm2), AM (azul de metileno - 1mM), PDT 5 segundos (0,50J/cm2), PDT 10 segundos (1...

Qualidade do leite cru e práticas de manejo em fazendas leiteiras; Quality of raw milk and management practices in dairy farms

Cortinhas, Cristina Simões
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
106.53%
O objetivo geral do estudo foi avaliar os fatores de risco associados com práticas de manejo e a qualidade higiênica do leite cru, e caracterizar o nível de conhecimento e opiniões de produtores de leite sobre controle de mastite e qualidade do leite. Os objetivos específicos foram avaliar os fatores de risco associados com a qualidade higiênica do leite, determinar o efeito do tipo de agente causador de mastite sobre a qualidade do leite cru, e avaliar a associação entre o nível de conhecimento dos produtores e a contagem de células somáticas (CCS) do leite de tanque. O presente estudo foi dividido em três experimentos. No experimento 1, para avaliação de práticas de manejo associadas à qualidade higiênica do leite cru em rebanhos leiteiros, foram selecionados 120 rebanhos de acordo com a média geométrica da contagem bacteriana total (CBT) de 10 amostras de leite/ rebanho coletadas durante dois meses consecutivos, para compor dois grupos: 60 com alta CBT (1,11x104 UFC/mL) e 60 com baixa CBT (4,4x103 UFC/mL). Após a seleção, amostras de leite foram coletadas uma vez por semana durante dois meses para determinação da CBT, contagem do leite com incubação preliminar (CIP), contagem do leite pasteurizado (CLP)...

Etiologia e perfil de sensibilidade antimicrobiana dos isolados bacterianos da mastite em pequenos ruminantes e concordância de técnicas empregadas no diagnóstico

Peixoto,Rodolfo de M.; França,Chirles A. de; Souza Júnior,Aldo Ferreira de; Veschi,Josir Laine A.; Costa,Mateus M. da
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
76.29%
A mastite é a inflamação da glândula mamária que acomete raças de aptidão leiteira como também aquelas voltadas para produção de carne. Esta enfermidade ocasiona sérias alterações na produção de leite e na sua qualidade, redução no ganho de peso e mortalidade de cordeiros. O presente estudo teve por objetivo conhecer os principais agentes causadores de mastite em ovinos e caprinos, bem como a sua susceptibilidade aos agentes antimicrobianos, além de avaliar o grau de concordância entre testes diagnósticos. Foram visitadas 25 propriedades durante a realização do experimento, sendo criatórios de caprinos, ovinos e rebanhos mistos, nos estados de Pernambuco e Bahia. Coletou-se leite de 439 caprinos e 76 ovinos. Foi realizada lactocultura, o California Mastitis Test (CMT) e o teste de sensibilidade aos antimicrobianos. Além disso, determinou-se o grau de concordância entre os testes diagnósticos empregados. Foi constatada uma maior freqüência de Staphylococcus spp. nos casos de mastite em caprinos e ovinos, sendo observado ainda, isolados de Streptococcus spp., Corynebacterium spp. e bacilos gram negativos (BGN). Os isolados apresentaram alta sensibilidade aos antimicrobianos testados, sendo o menor percentual de sensibilidade observado para o ácido nalidíxico. Em relação ao diagnóstico da mastite caprina...

Utilização da vacina Escherichia coli J5 na imunização de vacas leiteiras contra mastites causadas por E. coli

Molina,Lívio R.; Gentilini,Mariana B.; Carvalho,Antônio U.; Facury Filho,Elias J.; Moreira,Gustavo H.F.A.; Moreira,Luiz Paulo V.; Gonçalves,Reuel L.
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
76.22%
Avaliou-se a utilização da vacina Escherichia coli J5, na imunização de vacas leiteiras, para prevenção e controle da mastite causada por E. coli através da análise da prevalência das infecções intramamárias (IMM) no pós-parto, ocorrência e intensidade dos casos clínicos de mastite nos primeiros 100 dias de lactação, influência na contagem de células somáticas (CCS) e produção de leite. O grupo experimental foi composto de 187 animais, divididos em 2 grupos, vacas vacinadas e não vacinadas. As imunizações ocorreram 60 dias antes do parto, 30 dias antes do parto e na primeira semana pós-parto. No dia da secagem e sete dias após o parto foram coletadas amostras para diagnóstico microbiológico dos patógenos causadores de mastite. A ocorrência de casos clínicos foi verificada pelo teste da caneca durante as ordenhas sendo registrados os dados relacionados à intensidade. Amostras foram coletadas mensalmente, a partir do décimo dia de lactação, para avaliação da CCS. A produção de leite foi registrada mensalmente nos primeiros 100 dias de lactação. Verificou-se no grupo vacinado, redução na prevalência de E. coli no pós-parto, na ocorrência de casos clínicos por E.coli nos primeiros 100 dias de lactação bem como na intensidade destes casos clínicos. Não foram observadas diferenças estatísticas significativas na CCS...

Qualidade do leite: utopia sem um programa sério de monitoramento da ocorrência de mastite bovina

Langoni,Helio
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
76.22%
As mastites continuam sendo um dos principais problemas a onerar a pecuária leiteira, além dos aspectos de saúde pública, considerando-se a veiculação de patógenos causadores de doença em humanos. Sua múltipla etiologia, com o envolvimento de inúmeros patógenos, requer um programa de controle rigoroso para o seu monitoramento e controle de qualidade do leite, pautado em ações diagnósticas e de vigilância epidemiológica com relação a parâmetros que indiretamente associam-se à ocorrência de mastites nos rebanhos, como California Mastitis Test (CMT) e Contagem de Células Somáticas (CCS/mL de leite), de amostras de leite individuais composta de cada vaca, bem como do tanque de expansão, o que permite ainda o monitoramento da Contagem Bacteriana Total (CBT), que tende a se relacionar com a ocorrência de mastites, principalmente subclínicas. Destacam-se ainda aspectos de exame microbiológico do leite e da importância da ordenha como ponto crucial nas mastites, enfatizando aspectos relevantes do processo de ordenha com fatores de risco para a ocorrência das mastites. Baseando-se nestes aspectos, apresenta-se esta revisão, acreditando-se na possibilidade de obtenção de produtos lácteos de melhor qualidade, com o comprometimento de todos os envolvidos na cadeia produtiva do leite...

Identificação e caracterização bioquímica de estirpes de Staphylococcus spp. isoladas de amostras de leite de cabra.

COSTA, V. M. D.; FERNANDES, D. R.; SILVA, L. M. F. da; MELO, P. de C.; SOUZA, V. de
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA, 25., 2015, Fortaleza. Dimensões tecnológicas e sociais da zootecnia: anais. Fortaleza: Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2015. 3 f. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA, 25., 2015, Fortaleza. Dimensões tecnológicas e sociais da zootecnia: anais. Fortaleza: Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2015. 3 f.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
96.18%
Resumo: O leite de cabra apresenta-se como uma importante alternativa para diminuir a desnutrição, devido suas características nutricionais, mas para ser consumido necessita de padrões de qualidade exigidos pela legislação vigente. Uma patologia que interfere diretamente na produção do leite é a mastite, principalmente subclínica, pois além de diminuir a produção, ainda causa danos a saúde da glândula mamária. Objetivou-se nesse trabalho identificar e caracterizar bioquimicamente estirpes de Staphylococcus spp. isoladas de amostras de leite de cabra. Foram colhidas 240 amostras de leite de 30 animais que não apresentavam sinais evidentes de mastite clínica e levadas ao Laboratório de Microbiologia da Embrapa Caprinos e Ovinos para isolamento e identificação fenotípica dos possíveis agentes patogênicos. Obteve-se como resultado um total de 83 amostras com multiplicação microbiana, sendo estafilococos coagulase-negativos (SCN) o agente etiológico mais isolado, confirmando outras pesquisas que afirmam estes serem os principais patógenos causadores de mastite subclínica em cabras. [Identification and biochemical characterization of strains of Staphylococcus spp. isolates from goat milk samples]. Abstract: Goat's milk is presented as an important alternative to reduce malnutrition because their nutritional characteristics...

Controle biológico de Staphylococcus aureus causadores de mastite bovina

Oliveira, Lígia Rodrigues de; Mariano, Emanuelly Gomes Alves; Duarte, Eduardo Robson; Oliveira, Neide Judith Faria de
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS- CAMPUS MONTES CLAROS. Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS- CAMPUS MONTES CLAROS.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 24/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
76.29%
Terapias naturais são descritas na literatura, como potenciais na terapêutica de infecções bacterianas aplicadas a mastite bovina. Staphylococcus aureus é um dos patógenos mais importantes para ocorrência dessa doença. Evidencia-se o uso indiscriminado de antibióticos para o controle da enfermi­dade associada a esse agente, além de custos elevados para combatê-lo. A utilização do controle biológico de microrganismos pode ser alternativa, pois pode representar redução ou eliminação do uso de fármacos. Objetivou-se estudar sobre o controle biológico de S. aureus provenientes da mastite bovina, com ênfase na utilização de bacteriocinas e bacteriófagos. As bacteriocinas de lactobacilos apresentam importância apresentar possível apli­cação na inibição de bactérias patogênicas em seres humanos e animais. Alternativa no controle biológico de cepas resistentes por não compartilham mecanismos de ação com os antimicrobianos comercialmente disponíveis. Várias características tornam o estudo de bacteriófagos e bacteriocinas im­portantes, por que, permitem ser aplicados como agentes terapêuticos e de controle biológico. Embora promissor o controle biológico implica em maiores estudos, uma vez que, não se conhece bem sobre as relações evolutivas e papel ecológico no controle de S. aureus.