Página 1 dos resultados de 1009 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

As instituições administrativas e o planejamento territorial paulista: 1938-1967

Tavares, Jeferson Cristiano
Fonte: Brasília Publicador: Brasília
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
56.59%
O objetivo é analisar o papel das instituições administrativas no planejamento urbano e regional do Estado de São Paulo. Nosso objeto de estudo são as leis e decretos estaduais e federais e as ações do Estado que definiram os padrões de organização territorial das cidades. Entendemos que a partir deles as ações administrativas atribuíram às cidades um modelo de planejamento setorizado e polarizado. Entre as décadas de 1930 e 1960, esse modelo formou a base para a aplicação de uma divisão funcional urbana fundada nas características produtivas e responsável pela provisão de recursos. A partir da década de 1960, a organização territorial paulista foi padronizada pelo conceito de polo urbano e o planejamento urbano e regional ficou submetido às condicionantes econômicas.; The aim is to analyze the role of the administrative institutions in urban and regional planning from the State of São Paulo. Our object of study are the federal and state laws and decrees and the State actions that defined the patterns of territorial organization of cities. We understand that from them administrative actions attributed to the cities a model of planning sectorial and polarized. Between the 1930s and 1960s, this model formed the basis for the application of a functional division urban founded in productive characteristics. From the 1960s...

Possibilidades de reorganização territorial apoiada na imagem náutica a partir de Angra dos Reis-RJ; Possibilities of territorial reorganization supported in nautical image based on Angra dos Reis-RJ

Telles, Daniel Hauer Queiroz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.56%
Esta tese proporciona uma perspectiva para o turismo náutico que o afirma enquanto ocasião de reorganização do território. No intuito de tornar as condizências da navegação de lazer, recreio e turismo um tema de interesse público, busca fornecer subsídios às agendas de planejamento e despertar a mentalidade coletiva para a ampliação de oportunidades e benefícios a advirem da propensão náutica litorânea. Esse chamamento para uma dinâmica de fluxos em torno do objeto requer medidas normativas sistematizadas por parte das instâncias envolvidas, a destacar: a Zona Costeira brasileira, enquanto região política de planejamento, e os municípios de orla/beira-mar. Através de metodologia trilhada a partir da geografia, esta tese dirige-se em favor do desafiador pragmatismo da disciplina, dando-na evidência sob uma perspectiva renovada. Aborda o fenômeno dos portos de lazer através da interescalaridade, por meio da qual diferentes enfoques baseados em conceitos propícios, integram-se na inteligibilidade do objeto. Tais escalas passam pelo poder do Estado, território usado e espaço vivido. Ao turismo, dirige-se como saber indissociavelmente vinculado a outros campos teóricos já consolidados na busca por transcender um conhecimento não meramente técnico...

Contradições do Planejamento Territorial do Turismo no Brasil: o Distrito de São Franscisco Xavier, São José dos Campos (SP); Contradictions of territory planning of tourism in Brazil: the district of São Francisco Xavier, São José dos Campos (SP)

Araujo, Renato Suano Pacheco de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.52%
Este trabalho é uma contribuição ao estudo do planejamento territorial do turismo no Brasil, analisando suas contradições, que podem ser observadas entre o que está escrito nos planos e o que é realizado na prática. As contradições aparecem na medida em que há uma falta de consciência planejadora no país. Sabendo que o planejamento do turismo é inseparável do planejamento urbano e regional, faz-se necessário uma releitura dos tipos de planejamento no país, refletindo sobre as principais propostas e realizações desta atividade, especialmente no período atual: o neoliberalismo. A partir de então, uma análise criticados dos documentos acerca do planejamento do turismo, pensando sua metodologia e a forma como ele está inserido no planejamento do país atualmente. Toma-se como objeto de estudo, com o objetivo de comprovar a falta de consciência planejadora, o Distrito de São Francisco Xavier, localizado no município de São José dos Campos, no estado de São Paulo. O Distrito passa por uma transformação importante: de região essencialmente rural para, nos últimos doze anos, uma crescente utilização do seu território para o turismo. O turismo nascente em São Francisco Xavier, baseado em segunda residência...

Planejamento territorial do Rio Grande do Norte: as desigualdades socioespaciais em ação; Territorial planning of the State of Rio Grande do Norte: socio-spatial inequalities in action

Araújo, Markelly Fonseca de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.68%
Esta pesquisa dedicou-se à compreensão das manifestações das desigualdades socioespaciais singulares à configuração territorial do Estado do Rio Grande do Norte RN. A difusão do meio técnico-científico-informacional nesse ente federado, que é formado pelas características do período histórico atual também intitulado técnico-científico-informacional, foi expressa pelas cartografias temáticas digitais na revelação da dialética territorial: zonas de densidades técnicas e zonas de rarefações técnicas. Essa base material desigualmente disseminada provoca a constituição de localidades desiguais nas quais poucos indivíduos possuem o acesso à mobilidade ocasionada pelo período (convergência dos momentos e aceleração do tempo) e os outros muitos são excluídos ou perversamente conectados. Geograficamente, segundo o território usado pelos Potiguares, depuraram-se usos territoriais que revelam as desigualdades socioespaciais na empiria em questão. O território usado é uma categoria de análise geográfica que permite decifrar num dado contexto o sistema de valores sociais: uso e troca na elaboração da base material da vida e sua dinâmica. As desigualdades socioespaciais são problemáticas do mundo do presente provocadas pelas contradições do sistema capitalista de reprodução socioespacial. Diante das expressões geográficas das desigualdades socioespaciais do território usado Potiguar foi trazido o planejamento territorial do Estado do RN ao debate por meio de sua organicidade e operacionalização. A matriz de periodização elaborada para fundamentar esta discussão é um instrumental técnico-analítico...

Contribuições do planejamento ambiental para o planejamento territorial de áreas rurais: proposta de uma estrutura base para elaboração e revisão de planos diretores municipais; Contributions from environmental planning to spatial planning of rural areas: proposal of a basic framework to prepare and revise municipal Master Plans

Santos, Mariana Rodrigues Ribeiro dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.59%
Poucas referências teóricas e práticas são encontradas em relação ao planejamento territorial de áreas rurais a nível municipal no Brasil, indicando a necessidade de ampliar a discussão sobre o tema. Neste sentido, o presente trabalho busca dar contribuições à discussão teórica e a uma proposta em torno da elaboração e revisão do Plano Diretor Municipal como instrumento capacitado e responsável por atuar no planejamento destas áreas. Para tanto, busca-se na teoria de planejamento ambiental, pontos chave capazes de conduzir a discussão sobre o cenário atual encontrado e nortear uma proposta para práticas futuras. Trazendo o olhar para uma perspectiva mais pragmática, é apresentada uma visão geral sobre a situação atual do planejamento territorial no Brasil, e como o planejamento ambiental interfere ou tem potencial de intervir sobre esta situação. Indo um pouco além e buscando em outro contexto insumos ao debate e conhecimento de outras realidades, o sistema de planejamento holandês é também descrito e analisado, ampliando a visão quanto às dificuldades e possibilidades aqui discutidas. Por fim, com base no referencial teórico e prático desenvolvido, é feita a proposta de uma estrutura base para elaboração e revisão de Planos Diretores...

Geoprocessamento e sensoriamento remoto como apoio ao planejamento territorial do município de Iporanga - SP; Not available.

Nunes da Silva, Alexandre Carnier
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
66.47%
Técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto foram aplicadas como apoio ao planejamento territorial do município de Iporanga (SP). A área insere-se em uma das regiões mais carentes do estado de São Paulo, o Vale do Ribeira, e apresenta elevada diversidade biológica e geológica, associando remanescentes da Mata Atlântica e terrenos cársticos, sendo sujeita a restrições ambientais. A caracterização do meio físico empregou a elaboração de cartas de suscetibilidade aos movimentos de massa, processos erosivos e subsidência. Nas cartas de suscetibilidade aos movimentos de massa e processos erosivos empregou-se a Técnica de análise multi critérios, com a combinação de fatores pelo método de ponderação linear, auxiliado pelo processo analítico hierárquico (AHP) na definição dos pesos dos fatores: geologia, geomorfologia, pedologia, declividade e cobertura da terra. A carta de suscetibilidade aos processos de subsidência empregou somente a análise dos dados de geologia. A carta de aptidão aos diversos usos, elaborada levando em consideração as cartas de suscetibilidade, incluiu a análise das áreas legalmente protegidas como Parques, Áreas de Proteção Ambiental e Áreas de Proteção Permanente. Apenas parcelas muito pequenas da área do município mostraram-se adequadas para produção agrícola (532 ha) ou para expansão urbana (3534 ha). A análise dos títulos minerários mostra o aumento na procura de calcário e persistência de títulos de lavra no entorno e no a interior do PETAR e Intervales. As técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto mostraram-se adequadas para a realização de diagnósticos e prognósticos integrados para planejamento territorial.; GIS and remote sensing techniques were applied to support land use planning of the lporanga municipality. The studied area belongs to the Ribeira Valley...

Planejamento territorial e modernizações seletivas. A expansão do meio técnico-científico-informacional no Rio Grande do Norte, Brasil; Territorial planning and selective modernizations. The expansion of scientific-technical-informational environment in the state of Rio Grande do Norte

Barbosa, Jane Roberta de Assis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.71%
O planejamento das ações do Governo do Estado do Rio Grande do Norte é uma prática desenvolvida desde os anos de 1960. A primeira instituição no território norte-rio-grandense com status de planejamento foi o Conselho Estadual de Desenvolvimento CED, criado através da Lei n. 2.796 de 01 de maio de 1962. Desde então, essa prática vem sendo ressignificada. O estudo analisou a trajetória do planejamento praticado no Rio Grande do Norte e sua relevância para o processo de modernização territorial. Esta tese compreende o planejamento do território como um instrumento de ação política, fomentador de práticas sociais e criador de dinâmicas territoriais. Trata-se de uma possibilidade de antecipar o futuro de forma racional, mesmo que as dinâmicas territoriais produzam contradições. O objetivo de uma ação planejada é promover um uso mais justo do território. Isso implica, segundo Bret (2009) o conhecimento da sociedade e dos territórios onde habitam os diferentes sujeitos, a fim de tornar possível aos homens e mulheres uma vida mais justa. Neste sentido, Béhar (2000) afirma que o território deve ser a finalidade e o método da ação pública. Com base nessas premissas, buscou-se compreender a trajetória do planejamento norte-rio-grandense a partir da realização de uma periodização de eventos...

Navegação fluvial, turismo e planejamento: as possibilidades de circulação material no território nacional o caso das hidrovias do Tietê, Paraná e Paraguai; Inland navigation, tourism and planning: the possibilities material circulation in the national territory as the case of Tietê, Paranná e Paraguay waterways

Silva, Felipe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
56.59%
A navegação fluvial nas últimas décadas vem gradualmente se consolidando nas hidrovias do complexo, diverso e desigual espaço geográfico brasileiro como um importante sistema de movimento, gerador de fluxos materiais de natureza e quantidade variados. Todavia, esse sistema de transporte não vem sendo utilizado em toda sua plenitude haja vista a imensa rede hidroviária do território em virtude da ausência de infraestrutura (portos, terminais, eclusas), de embarcações adequadas e de serviços de manutenção e conservação das vias fluviais. Essa situação que impacta o território nacional nos mais diferentes lugares e regiões reflete o desinteresse por parte do Estado e da iniciativa privada por longos períodos, notadamente, durante o século XX, momento em que ocorre um investimento maciço e progressivo no sistema automobilístico e na implantação de rodovias. Por outro lado, a relação turismo e navegação fluvial vêm despontando em alguns municípios na extensa rede hidroviária nacional, em especial no tocante a essa tese: Barra Bonita (SP), às margens da hidrovia do Tietê, Presidente Epitácio (SP), à beira da hidrovia do Paraná, e Corumbá (MS), contínuo à hidrovia do Paraguai. No entanto, esse fenômeno vem se desenvolvendo com certas restrições...

Governança regional em áreas protegidas: ecofronteiras e turismo no planejamento territorial do Mosaico Bocaina SP/RJ; Regional governance in protected areas: ecofrontiers and tourism in the territory planning of the Bocaina Mosaic SP/RJ

Labruna, Márcio Bahia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
66.7%
A tese analisa os processos de conquista ecológica ao longo de um conjunto de unidades de conservação e suas áreas de entorno, envolvendo núcleos urbanos, rurais e territórios de comunidades tradicionais, como constituintes de ecofronteiras e sua relação com o desenvolvimento turístico, de forma a subsidiar perspectivas para o planejamento territorial em Mosaicos de Áreas Protegidas no Brasil. Buscouse refletir como as políticas de ordenamento territorial, condicionadas às políticas de proteção ambiental das redes ambientais, constituem estratégias geopolíticas de territorialização ecologizante, incapazes de compreender a abrangência do planejamento na região, produzindo territórios protegidos que não se viabilizam econômica, social e ambientalmente. Nosso percurso metodológico partiu da análise das ecofronteiras como categoria de leitura das formas espaciais e dinâmicas territoriais envolvendo áreas marcadas por valor estético e ecológico forte, onde coabitam tempos distintos, resultando inserções diferentes do lugar no sistema ou na rede global, bem como resultando diferentes ritmos e coexistências nos lugares. Como universo empírico de pesquisa escolheu-se o Mosaico Bocaina, situado na fronteira entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo...

O modelo LUCIS e o planejamento territorial da bacia do Alto Rio Descoberto

Nunes, Juliana Faria
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
66.54%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Mestrado em Geociências Aplicadas, 2014.; A Bacia do Alto Rio Descoberto corresponde à área de drenagem a montante do lago do Descoberto, localizado entre o Distrito Federal e o estado de Goiás. Tal lago, resultado da construção de uma barragem no rio do Descoberto, abastece mais de 60% da população do Distrito Federal, o que torna necessário um eficaz planejamento do uso e ocupação do solo dessa Bacia a fim de prevenir e mitigar possíveis impactos nos recursos naturais. Nesse sentido, foi aplicado na área de estudo o modelo Land Use Conflict Identification Strategy (LUCIS), que possibilita uma análise de conflitos do uso e ocupação do solo entre as grandes categorias de uso: conservação, urbano e agricultura. A análise destacou uma considerável porcentagem da Bacia em conflito, cerca de 40%, de acordo com as adequabilidades levantadas. Tais áreas estão mais suscetíveis a disputas entre as três categorias de uso,que sem o planejamento e ordenamento adequado tendem ao padrão de transformações do meio comumente observado, com conversão de áreas naturais em áreas agrícolas e urbanas, e de áreas agrícolas em áreas urbanas. O modelo também possibilitou a visualização de diferentes cenários por meio da destinação dessas áreas conflituosas em uma das três categorias de uso...

Planejamento territorial e águas urbanas em Maceió: o Plano Diretor e a Bacia Hidrográfica do Riacho Reginaldo.; Territorial Planning and urban water in Maceió: The Master Plan and the urban hydrographic basin of the Reginaldo River.

Fernandes, Nadja Barros
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Dinâmicas do Espaço Habitado; Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Dinâmicas do Espaço Habitado; Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.7%
The theme of this dissertation focuses on the relationship between territorial planning and urban waters. In particular it considers the instruments used to regulate the use and occupation of urban land and the management of urban waters at the scale of the city. The principal objective is to discuss a new interpretation of the treatment of urban waters which associates the issue of urban drainage with the principles of low impact urban development. The empirical object of analysis is the state of the hydrographic basin of the Reginaldo river, which lies totally within the urban area of Maceió, the capital of the State of Alagoas, Brazil. This choice of theme emerged from the premise that the urban hydrographic basin is an important territorial unit for environmental analysis in the process of urban planning, and that understanding the interaction between its components allows one to describe the pressures of the urban environment on the hydrological cycle. The period studied was between 1985 and 2009. During this period two master plans of Maceió were produced. Secondary sources provided the information for an understanding of the socio-environmental and territorial context, with a focus on planning and the management of urban waters in built up areas...

Áreas de transição rural e urbana em São Gonçalo do Amarante : elementos para delimitação no planejamento territorial

Tinôco, Leonardo Bezerra de Melo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo; Conforto no Ambiente Construído; Forma Urbana e Habitação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo; Conforto no Ambiente Construído; Forma Urbana e Habitação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.57%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Investiga as especificidades das Áreas de Transição Rural e Urbana em suas relações com o planejamento territorial e urbano. Analisa as Áreas de Transição Rural e Urbana no município de São Gonçalo do Amarante, estado do Rio Grande do Norte, com vistas a identificar elementos que contribuam para uma melhor delimitação dessas áreas no planejamento territorial e urbano, especialmente no Plano Diretor dos municípios. São questões principais de pesquisa: a) como realizar uma análise do espaço municipal explicitando-se as características e especificidades dos espaços com dinâmica urbana, com dinâmica de transição rural e urbana e com dinâmicas rurais? b) Como superar as dificuldades de identificação, caracterização e delimitação das Áreas de Transição Rural e Urbana no processo de planejamento, regulação e gestão do território? Para responder a essas questões a pesquisa focaliza os espaços aqui designados como Áreas de Transição Rural e Urbana (ATRU s) em sua relação com os parâmetros da política territorial e urbana. A análise fundamenta-se na visão de autores como Milton Santos e Bertha Becker. Dentre as principais conclusões...

Zoneamento geoambiental como subsídio ao planejamento territorial municipal: estudo de caso para Currais Novos/RN

Oliveira, Antônia Vilaneide Lopes Costa de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente PRODEMA; Meio Ambiente, Cultura e Desenvolvimento Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente PRODEMA; Meio Ambiente, Cultura e Desenvolvimento
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.62%
This paper presents the master plan and geoenvironmental zoning natures as instruments of environmental planning and management. The discussion of territory environmental planning is guided by two directions: at first the environmental elements involved in planning and the another is the implementation of these instruments at the municipal territory. To analyze the planning directed of the municipal territory we consider the fragments of its, represented by country and urban. The master plan inside of the Estatuto da Cidade (City Statute) and the geoenvironmental zoning are directed to territorial environmental planning. Regarding of the master plan the first challenge has been the spacial area that the plan can cover. It is necessary to prepare master plans that could include all the territory. The environmental zoning are directed for the territory totality.In this sense, the geoenvironmental zoning of the Currais Novos was done in the totality of the municipal territory and guided by the environmental physics variables. The geoenvironmental zoning sets in a planning and ordering of the territory instrument based in the landscape analysis. Therefore grounded in the Geosystems‟s Theory this work has like a main objective to propose a geoenvironmental zoning for the Currais Novos Municipality in RN. So...

O planejamento territorial participativo do Par? e o processo de formula??o, implementa??o e tomada de decis?es de pol?ticas p?blicas: inova??o e limites para a democracia participativa

MESQUITA, Thiago Broni de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
66.47%
Ao assumir o Governo do Estado do Par? em 2007, a ent?o governadora Ana J?lia Carepa (PT) apresenta o Planejamento Territorial Participativo que foi um instrumento por meio do qual o Governo do Estado do Par? visava garantir a participa??o popular e a descentraliza??o da gest?o, atrav?s de etapas onde a popula??o era consultada acerca de problemas e defendia propostas de pol?ticas p?blicas locais ou regionais. Tais propostas foram incorporados aos instrumentos legais de planejamento (PPA, LDO, LOA) para que o governo implementasse ao longo dos 04 anos de gest?o. O processo envolveu a participa??o de mais de 80.000 pessoas em todo o Estado e elegeu 3.983 conselheiros para compor 12 Conselhos Regionais de Participa??o Popular e mais 105 Conselheiros Estaduais para compor o Conselho Estadual de Participa??o Popular. Entretanto, sobre o projeto atuaram atores com poder de veto dentro do Poder Executivo, que acabaram por n?o implementar pol?ticas p?blicas decididas atrav?s do PTP, em fun??o de interesses e disputas internas no governo. Assim a presente disserta??o tem como objetivo analisar os fatores que inviabilizaram a a??o do PTP, tornando o processo ineficaz durante os anos de 2007 e 2010.; ABSTRACT: By taking the state government of Par? in 2007...

Potencialidades e limitações do uso das geotecnologias livres para planejamento territorial municipal; Potential use and limitations of free geotechnologies for territorial municipal planning

Eliana Kimoto Hosokawa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
66.52%
O mapeamento sistemático brasileiro, cujas cartas em escalas pequenas, 1:1.000.000 a 1:25.000, além de incompletas e desatualizadas, tem apenas 1% das cartas 1:25.000 concluídas. Os demais mapeamentos nacionais são descontínuos, os dados geoespaciais são desatualizados, as informações geográficas escassas e não estão centralizadas em uma única base de dados. Essa dispersão resulta na repetição de produtos cartográficos e desperdício de investimento público. Na tentativa de minimizar esses problemas, foi aprovado o decreto nº 6.666/2008, instituindo a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais e o Diretório Brasileiro de Dados Geoespaciais, DBDG, uma rede de servidores integrados pela Internet que reúne dados geoespaciais de diferentes instituições desenvolvedoras de produtos cartográficos. Contudo, um crescente número de instituições têm disponibilizado gratuitamente seus diretórios de dados e não constam no DBDG. Um Sistema de Informação Geográfica, SIG, destaca-se por manipular dados de diferentes fontes, utilizando o espaço geográfico como fator comum. Este sistema possibilita o estudo de fenômenos ambientais e urbanos para a gestão territorial municipal. No entanto, poucos municípios utilizam o SIG...

Considerações analíticas e operacionais sobre a abordagem territorial em políticas públicas

Silva, Sandro Pereira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Políticas Sociais: acompanhamento e análise - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
56.57%
Este artigo tem como objetivo trazer alguns elementos conceituais e analíticos que auxiliem no entendimento do que se convencionou denominar de abordagem territorial das políticas públicas nacionais. Nesse sentido, busca debater a formação do conceito de território e as dimensões que este abrange, as transformações recentes na relação entre Estado e sociedade que propiciaram a emergência desta temática na agenda governamental, os meios pelos quais o conceito de território passa a ser operacionalizado para fins de planejamento e implementação de políticas públicas e, por fim, a caracterização das experiências recentes de planejamento territorial no Brasil.; p. 549-570

ABORDAGEM TERRITORIAL NO PLANEJAMENTO PÚBLICO FEDERAL NO BRASIL A PARTIR DOS ANOS 1990: UMA ANÁLISE DA ATUAÇÃO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA; THE TERRITORIAL APPROCH IN THE FEDERAL PUBLIC PLANING IN BRAZIL BEGINNING ON 1990: AN ANALYSIS ON THE PERFORMANCE OF CONSULTING FIRMS

Manzoni Neto, Alcides
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana. Universidade de São Paulo. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana. Universidade de São Paulo.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.63%
Ao longo dos anos 1990 e início dos anos 2000 assistiu-se a instrumentalização de um planejamento territorial federal setorial, privatizado e fundamentado em uma concepção instrumental do espaço geográfico, funcional aos interesses de uma pequena parcela dos agentes que usam o território brasileiro. Nesse contexto, alguns estudos elaborados por agentes privados (em sua maior parte), porém sob responsabilidade do Estado brasileiro, para operacionalizar e racionalizar o planejamento merecem uma atenção dentro das pesquisas geográficas. Desde o período em questão até os dias de hoje, nota-se como a competitividade territorial e noções como a de desenvolvimento sustentável têm norteado o planejamento público, entronizadas muitas vezes por empresas transnacionais de consultoria, visando legitimar uma dada visão de modernidade para o território brasileiro.; Along the 1990s and early 2000s the manipulation of a federal territorial planning sector, privatized and based on an instrumental conception of geographical space, functional to the interests of a small number of agents that use the Brazilian territory, was observed. In this context, some studies prepared by private agents (mostly), although under the responsibility of the Brazilian State to operationalize and rationalize this planning...

O planejamento territorial no Brasil nos anos 1990: as ações das empresas globais de consultoria (o caso da Booz-Allen & Hamilton)

Adriana Maria Bernardes da Silva; Universidade de Campinas; Alcides Manzoni Neto; Universidade de Campinas
Fonte: Universidade Federal Fluminense Publicador: Universidade Federal Fluminense
Tipo: ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.54%
Este artigo apresenta alguns resultados de nossas pesquisas. Procuramos analisar as empresas globais de consultoria como importantes atores do alargamento dos contextos da globalização no território brasileiro. Nos anos 1990, tais empresas ampliaram seus laços de cooperação com o Estado, legitimando, entre outras ações, uma nova concepção de planejamento territorial para viabilizar a denominada integração competitiva entre as regiões. Destacamos, nesse contexto, as ações da empresa Booz-Allen & Hamilton junto ao governo federal na condição de um dos agentes responsáveis pelo novo planejamento territorial brasileiro, com participação na concepção dos Planos Plurianuais (PPAs), especialmente o Programa “Avança Brasil” (2000-2003).

Solidariedade, cooperação ou complementaridade? Incursões entre a perspectiva relacional e o planejamento territorial

Santos, Reinaldo Onofre dos
Fonte: Revista Geografias Publicador: Revista Geografias
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.57%
O objetivo desse trabalho é qualificar e discutir a noção de solidariedade territorial sob a perspectiva relacional. O exercício exigiu uma passagem por algumas ideias que movem a sociologia relacional e a análise de redes sociais, passando pelos estudos desses campos para algumas notas sobre o conceito de redes geográficas. No planejamento territorial, regional ou urbano, a preocupação com as redes geográficas parte da complementaridade econômica e cooperação política, sem dar muita atenção à solidariedade territorial propriamente dita. A ênfase dos estudos é dada à promoção do desenvolvimento por meio do estabelecimento de laços entre as regiões menos integradas e o fortalecimento das interações intrarregionais, com fomento às conexões também fora da região. Mesmo que este processo possa partir de investimentos nos atributos das localidades para, por conseguinte, determinar as relações econômicas e socioespaciais, o que realmente se observa na realidade é o inverso. As políticas do espaço são resultado de relações sociais assimétricas e, por isso, o projeto a ser realizado não é fruto de um consenso, senão por meio do convencimento alienante ou ações autoritárias.

AS INSTITUIÇÕES ADMINISTRATIVAS E O PLANEJAMENTO TERRITORIAL PAULISTA: 1938-1967

Tavares, Jeferson Cristiano
Fonte: Universidade Estadual de Campinas Publicador: Universidade Estadual de Campinas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa Histórica Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.58%
O objetivo é analisar o papel das instituições administrativas no planejamento urbano e regional do Estado de São Paulo. Nosso objeto de estudo são as leis e decretos estaduais e federais e as ações do Estado que definiram os padrões de organização territorial das cidades. Entendemos que a partir deles as ações administrativas atribuíram às cidades um modelo de planejamento setorizado e polarizado. Entre as décadas de 1930 e 1960, esse modelo formou a base para a aplicação de uma divisão funcional urbana fundada nas características produtivas e responsável pela provisão de recursos. A partir da década de 1960, a organização territorial paulista foi padronizada pelo conceito de polo urbano e o planejamento urbano e regional ficou submetido às condicionantes econômicas.