Página 1 dos resultados de 1893 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Preparo dos pais de recém-nascido prematuro para alta hospitalar: uma revisão bibliográfica; The preparedness of the parents to take care of a premature child after the hospital discharge: a literature review; Preparación de los padres para el alta hospitalar del recién nacido prematuro: una revisión bibliográfica

COUTO, Fabiane Ferreira; PRAÇA, Neide de Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
Este estudo foi motivado pela constatação de que os profissionais de Unidades de Cuidado Intensivo Neonatal nem sempre se dedicam ao preparo do familiar para cuidar do recém-nascido prematuro no domicílio. Teve como objetivo identificar os procedimentos empregados, pelo enfermeiro, para o preparo do familiar para a alta hospitalar do prematuro. Realizou-se levantamento bibliográfico em bases de dados internacionais, entre 1998 e 2008, cujos 10 textos úteis foram lidos na íntegra e dos quais foram extraídos os focos principais de abordagem. Verificou-se que, no País, as iniciativas de envolvimento do familiar no cuidado intra-hospitalar ainda são incipientes e carecem de implementação de estratégias que assegurem a independência do familiar no cuidado do bebê no domicílio, enquanto, no exterior, a preocupação com este procedimento é mais presente. Proporcionar momentos de reflexão sobre o papel do enfermeiro na assistência ao familiar do prematuro é a finalidade deste texto.; This study was motivated by the facts that professionals of the Neonatal Intensive Care Unit, not always, dedicate time to prepare the family to take care of the premature newborn at home. The aim of this study was to identify the procedures used by the nurse while preparing the family for the hospital discharge of the premature child. A bibliographical investigation was done using national and international data bases in the period of 1998 to 2008. The 10 useful texts were found and totally read. And from them...

Indicadores de risco para o parto prematuro; Risk predictors for preterm birth

BITTAR, Roberto Eduardo; ZUGAIB, Marcelo
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Entre os vários fatores clínicos para o parto prematuro, alguns apresentam riscos substanciais, tais como história de parto prematuro, gemelidade e sangramento vaginal do segundo trimestre. No entanto, tais fatores estão presentes na minoria das mulheres que evoluem para o parto prematuro e, portanto, possuem baixa sensibilidade. A dilatação, o esvaecimento e a posição do colo uterino diagnosticados pelo toque vaginal têm sido relacionados ao aumento do risco para o parto prematuro, mas possuem baixas sensibilidades e baixos valores preditivos positivos. A diminuição do comprimento do colo uterino detectada pela ultrassonografia transvaginal também constitui risco para parto prematuro. Sua sensibilidade é melhor quando são considerados outros testes, mas o valor preditivo positivo é baixo. A principal utilidade do teste da fibronectina fetal reside em seu valor preditivo negativo em mulheres sintomáticas. Observa-se aumento da sensibilidade para a detecção do parto prematuro quando a medida do colo do útero é utilizada juntamente com o teste da fibronectina fetal.; Among the clinical factors for preterm birth, some confer substantial increased risk, including a history of preterm birth, multiple gestation and vaginal bleeding in the second trimester. However...

"Participação das mães/pais no cuidado ao filho prematuro em unidade neonatal: significados atribuídos pela equipe de saúde de um hospital de San Luis Potosí, México" ; Participación de las madres/padres en el cuidado al hijo prematuro en la unidad neonatal: significados atribuidos por el equipo de salud en un hospital de San Luis Potosí, México.

Martínez, Josefina Gallegos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
A participação materna e da família junto ao filho prematuro internado, assume importância fundamental na perspectiva do cuidado humanizado em unidades neonatais. Neste contexto, o presente estudo tem como objetivos identificar e analizar os significados atribuídos pela equipe de saúde acerca da participação das mães/pais no cuidado ao filho hospitalizado e analisar as possibilidades que a equipe aponta para transformar a prática assistencial para favorecer essa participação. Trata-se de estudo com delineamento na abordagem qualitativa. O estudo foi realizado na unidade neonatal do Hospital Central “Dr. Ignacio Morones Prieto”, na cidade de San Luis Potosí, México. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas gravadas com 23 profissionais que aceitaram participar do estudo, sendo direcionada por três questões norteadoras. As falas foram submetidas à análise de conteúdo, modalidade da análise temática. A coleta foi realizada no período de setembro de 2003 a setembro de 2004. Da análise das entrevistas emergiram seis núcleos de sentido: A presença das mães/pais favorece a estabilidade clínica do prematuro e o seu processo de crescimento e desenvolvimento; A participação possibilita a interação mãe-filho e o estabelecimento do vínculo afetivo; A mãe é treinada para a alta do filho; A mãe ajuda a enfermagem nos cuidados do filho hospitalizado; A presença das mães/pais modifica o ambiente da unidade neonatal; Favorecendo a participação das mães/pais: obstáculos e sugestões. Concluiu-se que a equipe de saúde considera importante esta participação...

Investigação de trombofilias em gestantes de risco para o parto prematuro; Investigation of thrombophilias in high risk pregnant patients for preterm birth.

Rades, Érica
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
Introdução: O parto prematuro espontâneo é doença multifatorial e sua etiologia permanece desconhecida em até 40% das vezes. Neste estudo, investigamos a existência de trombofilias maternas adquiridas e hereditárias em gestantes de risco para o parto prematuro espontâneo e as relacionamos com a incidência de prematuridade na gestação. Métodos: Neste estudo prospectivo, realizado entre julho de 2004 e setembro de 2006, foram pesquisadas 66 gestantes com antecedente de parto prematuro espontâneo e 66 gestantes sem antecedente de complicações, com pelo menos um parto a termo anterior. Até 25 semanas de gestação, foi realizada coleta única dos seguintes testes laboratoriais: anticardiolipina IgG, anticardiolipina IgM, anticoagulante lúpico, fator V Leiden, mutação da protrombina e homocisteína. Foram excluídas três gestantes por abortamento, duas por incompetência cervical, duas por malformação fetal, e uma por coleta inadequada. Dessa maneira, foram avaliadas 64 gestantes de risco e 60 sem complicações (grupo controle). Resultados: A incidência de prematuridade espontânea foi significantemente maior no grupo de risco (RR=7,97; IC95%=1,92-33,04, p<0,05). Não houve diferenças quanto ao tipo de parto nem quanto às médias dos pesos dos recém-nascidos entre os grupos. Entre as pacientes com antecedente de prematuridade...

Vivência materna no cuidado do recém-nascido prematuro, no domicílio; Maternal experience in caring for premature newborns at home

Couto, Fabiane Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
Este estudo foi motivado pelas inquietações surgidas durante a experiência profissional da pesquisadora, no trabalho com recém-nascidos prematuros e seus familiares. Trata-se de pesquisa do tipo descritivo, com obtenção e tratamento de dados qualitativos, que teve como objetivo identificar a vivência da mãe de recém-nascido prematuro, egresso de Unidade Neonatal, e sobre o cuidado do bebê, no domicílio. O projeto foi aprovado pela Comissão de Ensino e Pesquisa do Hospital Estadual de Sumaré, campo de estudo, e pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Foram entrevistadas 12 mães, no retorno ambulatorial do bebê prematuro, após aproximadamente 10 dias da alta da Unidade Neonatal. Os dados foram coletados, no período de julho a outubro de 2008, por meio de entrevistas e tratados pela técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) proposto por Fernando Lefèvre. Dos relatos obtidos, emergiram oito DSCs assim distribuídos: 1-Vivenciando o cuidado do prematuro; 2-Reproduzindo o que aprendeu na unidade neonatal; 3-Tentando atender às necessidades do prematuro; 4-Falando de aleitamento; 5-Recebendo ajuda dos familiares; 6-Expressando sentimentos de satisfação; 7-Citando a Cartilha da Unidade Neonatal e 8-Expressando dificuldade para cuidar do prematuro. Os resultados revelam a importância da Unidade Canguru que possibilita à mãe receber orientações contínuas sobre o cuidado do bebê prematuro...

Predição do parto prematuro espontâneo em gestações gemelares pela medida do colo uterino: comparação entre medida obtida entre 18-21 semanas e 22-25 semanas de gestação e análise do encurtamento cervical; Prediction of spontaneous preterm birth in twin pregnancies by cervical length measurement: comparison between assessment at 18- 21 weeks and 22-25 weeks gestation and analyses of cervical shortening

Mansú, Carolina Hofmeister de Andrade
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
OBJETIVO: O objetivo do presente estudo é comparar o poder da medida do comprimento do colo uterino quando obtida no período de 18-21 semanas com a obtida no período de 22-25 semanas de gestação na predição do parto prematuro espontâneo em gestações gemelares e analisar o valor do encurtamento cervical observado entre essas duas medidas. MÉTODO: estudo retrospecto envolvendo 383 gestantes gemelares que foram avaliadas entre a 18ª e a 21ª semanas (GRUPO 1- 241 pacientes) e a 22ª e a 25ª semanas de gestação (GRUPO 2- 266 pacientes). Esses dois períodos foram avaliados de maneira independente e as pacientes foram incluídas em um deles ou em ambos, com ao menos 3 semanas entre os exames. Pacientes incluídas nos dois períodos (GRUPO 3- 124 pacientes) permitiram a análise do encurtamento cervical. Não foram incluídas gestações com as seguintes complicações: síndrome da transfusão feto-fetal, poliidrâmnio, malformação fetal, patologia uterina, gestações submetidas a procedimento invasivo, cerclagem uterina, parto prematuro eletivo e os casos em que não foi possível obter o desfecho da gestação. O parâmetro avaliado foi o comprimento do colo. Curvas ROC foram usadas para comparar a capacidade de predição do parto prematuro. Na determinação de sensibilidade...

Início da amamentação materna do prematuro: correlação entre escore de prontidão e desempenho na translactação; Beginning to breastfeeding a premature baby: correlation between entre the readiness score and translactation performance

Silva, Andreara de Almeida e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.39%
Um instrumento de avaliação da prontidão do prematuro para início da alimentação no seio materno foi desenvolvido e validado em seu conteúdo, aparência, confiabilidade e especificidade. É dividido em categorias (idade corrigida, organização comportamental, postura oral, reflexos orais e sucção não nutritiva), com pontuação de 0 a 2 segundo desempenho do prematuro, em cada categoria, e escore final máximo de 36 pontos. Em continuidade ao processo de validação, o presente estudo teve por objetivo geral testar a validade de critério concorrente do instrumento de avaliação da prontidão do prematuro para iniciar a transição da alimentação gástrica para via oral, correlacionando o escore obtido, durante a aplicação do instrumento, com a ingesta de leite mediada pela técnica da translactação. Trata-se de estudo correlacional aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Participaram do estudo 43 díades mães-prematuros da unidade neonatal de um hospital universitário de Ribeirão Preto-SP. O instrumento foi aplicado antes de o prematuro ter iniciado alimentação láctea por via oral e, a seguir, foi verificado o desempenho do bebê ao colocá-lo para sugar o seio materno, mediado pela translactação...

Avaliação sequencial do colo uterino e do teste para proteína-1 fosforilada ligada ao fator de crescimento insulina -símile na predição do parto prematuro; Sequential evaluation of the cervix and test for phosphorylated insulin-like growth factor binding protein-1 in the prediction of preterm delivery

Rolnik, Daniel Lorber
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
INTRODUÇÃO: O antecedente de parto prematuro espontâneo em gestação anterior é considerado o principal e mais importante fator de risco clínico para prematuridade, principal causa de morbidade e mortalidade neonatal. Cerca de 25% das pacientes que tiveram parto prematuro apresentarão recorrência. A prevenção secundária consiste na pesquisa de marcadores de maior risco, com o intuito de instituir medidas terapêuticas apropriadas e de evitar tratamentos desnecessários. A hipótese do presente estudo é a de que existe correlação entre os resultados da avaliação do colo uterino e do teste para proteína-1 fosforilada ligada ao fator de crescimento insulina-símile (phIGFBP-1) e que a utilização de ambos em associação possa predizer a ocorrência de parto prematuro com maior sensibilidade. OBJETIVOS: Averiguar a utilidade da medida do comprimento do colo uterino e do teste para phIGFBP-1 na predição do parto prematuro antes de 37 e de 34 semanas, a existência de relação dos testes entre si, o melhor valor de corte da medida do colo em diferentes idades gestacionais e a melhor época de realização de cada um dos exames. MÉTODO: Foram compilados e submetidos a análise secundária os dados de 101 gestantes com antecedente de parto prematuro atendidas no Setor de Baixo Peso Fetal da Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo...

Uma análise do parto prematuro terapêutico no contexto da prematuridade no Brasil = : An analysis of provider-initiated preterm birth in the context of Brazilian prematurity; An analysis of provider-initiated preterm birth in the context of Brazilian prematurity

Renato Teixeira Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.39%
Introdução: Mais de 15 milhões de bebês nascem prematuros anualmente no mundo, sendo a prematuridade a maior causa de óbitos no período neonatal. A prematuridade terapêutica tem papel importante nesse contexto, pois se estima que 20 a 40% dos partos prematuros ocorrem por indicação dos provedores de assistência obstétrica. Dessa forma, a redução dos partos prematuros terapêuticos adquire cada vez mais importância para o controle da taxa de prematuridade e da morbimortalidade neonatais. O conhecimento dos fatores relacionados ao parto prematuro terapêutico é ponto fundamental para atingir essa redução. Objetivos: Avaliar a ocorrência do parto prematuro terapêutico e seus fatores associados na população do Estudo Multicêntrico de Investigação em Prematuridade (EMIP). Métodos: Análise secundária do EMIP, um estudo brasileiro de caso-controle aninhado a um corte transversal multicêntrico. O estudo ocorreu em 20 hospitais de referência em 3 regiões do Brasil de abril de 2011 a julho de 2012 e realizou a vigilância de 33.740 partos nesse período. O principal desfecho a ser avaliado é a ocorrência de parto prematuro terapêutico, definido como o parto que ocorreu antes de 37 semanas e que foi indicado pela equipe de assistência devido uma condição materna ou fetal. O grupo controle foi composto pelas mulheres com parto a termo. Os partos prematuros foram categorizados...

Indicadores de risco para o parto prematuro

Bittar,Roberto Eduardo; Zugaib,Marcelo
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Entre os vários fatores clínicos para o parto prematuro, alguns apresentam riscos substanciais, tais como história de parto prematuro, gemelidade e sangramento vaginal do segundo trimestre. No entanto, tais fatores estão presentes na minoria das mulheres que evoluem para o parto prematuro e, portanto, possuem baixa sensibilidade. A dilatação, o esvaecimento e a posição do colo uterino diagnosticados pelo toque vaginal têm sido relacionados ao aumento do risco para o parto prematuro, mas possuem baixas sensibilidades e baixos valores preditivos positivos. A diminuição do comprimento do colo uterino detectada pela ultrassonografia transvaginal também constitui risco para parto prematuro. Sua sensibilidade é melhor quando são considerados outros testes, mas o valor preditivo positivo é baixo. A principal utilidade do teste da fibronectina fetal reside em seu valor preditivo negativo em mulheres sintomáticas. Observa-se aumento da sensibilidade para a detecção do parto prematuro quando a medida do colo do útero é utilizada juntamente com o teste da fibronectina fetal.

Nitroglicerina transdérmica versus nifedipina oral para inibição do trabalho de parto prematuro: ensaio clínico randomizado

Amorim,Melania Maria Ramos; Lippo,Luis André Marinho; Costa,Aurélio Antônio Ribeiro; Coutinho,Isabela Cristina; Souza,Alex Sandro Rolland
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
OBJETIVO: comparar a efetividade da nitroglicerina transdérmica com a nifedipina oral na inibição do trabalho de parto prematuro. MÉTODOS: foi realizado um ensaio clínico com 50 mulheres em trabalho de parto prematuro, randomizadas em dois grupos, 24 para nifedipina oral (20 mg) e 26 para nitroglicerina transdérmica (patch 10 mg). Foram selecionadas as pacientes com gestação única, entre a 24ª e 34ª semanas e diagnóstico de trabalho de parto prematuro. Foram excluídas pacientes com malformações fetais e com doenças clínicas ou obstétricas. As variáveis analisadas foram tocólise efetiva, tempo necessário para tocólise, frequência de recorrência, progressão para parto prematuro e efeitos colaterais. RESULTADOS: a eficácia da tocólise nas primeiras 12 horas foi semelhante entre os grupos (nitroglicerina: 84,6% versus nifedipina: 87,5%; p=0,5). A média do tempo para tocólise também foi semelhante (6,6 versus 5,8 horas; p=0,3). Não houve diferença entre os grupos quanto à recorrência de parto prematuro (26,9 versus 16,7%; p=0,3) e nem na frequência de parto prematuro dentro de 48 horas (15,4 versus 12,5%; p=0,5). Entretanto, a frequência de cefaleia foi significativamente maior no grupo que usou nitroglicerina (30...

Prevalência e fatores associados à prematuridade entre gestantes submetidas à inibição de trabalho de parto prematuro

Bezerra,Lucila Coca; Oliveira,Sonia M. Junqueira V. de; Latorre,Maria do Rosário Dias de Oliveira
Fonte: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Publicador: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
OBJETIVOS: identificar a prevalência de parto prematuro em gestantes submetidas ao tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro e analisar os fatores associados. MÉTODOS: estudo transversal, com dados coletados de 163 prontuários de gestantes submetidas a tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro atendidas em 1995-2000, no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, Brasil. A variável dependente constituiu-se na ocorrência de parto prematuro e as independentes foram: idade, escolaridade, ocupação, paridade, companheiro, tabagismo, infecção urinária prévia, número de consultas pré-natal e intervalo interpartal. A análise foi feita pelo teste de associação pelo Qui-quadrado e modelos de regressão logística univariado e múltiplo. RESULTADOS: 66,3% das gestantes tiveram filhos prematuros e, em 22,7% dos casos, o parto ocorreu antes de 34 semanas. Houve associação estatística significativa entre parto prematuro e ser nulípara e apresentar número baixo de consultas pré-natal. CONCLUSÕES: atenção especial deve ser dada às gestantes nulíparas e com número reduzido de consulta pré-natal submetidas ao tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro, com a finalidade de prevenir esse evento.

A transição para a alimentação oral no recém-nascido prematuro

Neto, Florbela Maria
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
A transição da alimentação por sonda para a alimentação oral é uma das etapas mais difíceis para os recém-nascidos prematuros. É um processo contínuo mas lento, que exige desenvolvimento fisiológico, independência respiratória e capacidade de coordenação da sucção, respiração e deglutição. Conseguir que o bebé prematuro desenvolva as suas habilidades na alimentação é o grande desafio dos profissionais que trabalham em neonatologia. Assim, emergiu a necessidade de compreender alguns aspetos da prática dos cuidados de enfermagem, relativos à transição da alimentação por gavagem para a alimentação oral, no recém-nascido prematuro (RNPT). Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, de abordagem qualitativa. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas a nove enfermeiros a trabalhar no serviço de neonatologia do Centro Hospitalar de São João (CHSJ). A análise de dados foi realizada utilizando a técnica de análise de conteúdo de Laurence Bardin, da qual emergiram três temas: Parâmetros de avaliação do recém-nascido prematuro para o início da alimentação oral; Intervenções de enfermagem promotoras da transição para a alimentação oral no recém-nascido prematuro; Opiniões sobre a existência de um guia orientador do início da alimentação oral no recém-nascido prematuro. Os resultados mostraram que os enfermeiros consideram o peso...

Influencia del tratamiento periodontal antes y despues de las 22 semanas de gestación de pacientes embarazadas con gingivitis generalizada, en el riesgo de parto prematuro y bajo peso al nacer.

Córdova Vargas, Rodrigo
Fonte: Universidad Andrés Bello Publicador: Universidad Andrés Bello
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.37%
Tesis para optar al Título de Cirujano – Dentista; Resumen: Se ha reportado, que la gingivitis inducida por placa en mujeres embarazadas es la enfermedad periodontal más común, la cual presenta una elevada prevalencia y severidad durante el embarazo. Existen bases para apoyar la hipótesis de que la gingivitis es un factor de riesgo potencial para el parto prematuro y bajo peso al nacer, se ha demostrado que comúnmente ocurre una bacteremia transitoria en sujetos con inflamación gingival, y que las bacterias o sus productos pueden llegar a los tejidos de la placenta, proporcionando el efecto inflamatorio que induce el trabajo de parto, pudiendo resultar en un parto prematuro. El presente estudio plantea la importancia del momento de tratamiento de la gingivitis asociada al embarazo como factor beneficioso en reducción de parto prematuro extremo y parto prematuro con bajo peso al nacer. Objetivo: Determinar que el Tratamiento Periodontal en mujeres embarazadas con gingivitis antes de las 22 semanas de gestación disminuye el riesgo de parto prematuro extremo en forma más efectiva que el tratamiento periodontal realizado entre las 22 y 28 semanas de gestación. Materiales y Método: 58 mujeres embarazadas con gingivitis...

Risco de parto prematuro e qualidade de vida durante a gestação; Risk of preterm birth and quality of life during pregnancy

Helga Geremias Gouveia
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
Introdução: A prematuridade é definida como o nascimento que ocorre antes da 37º semana de gestação, sendo responsável por 75% da morbidade e mortalidade no período neonatal. Situações de risco para o desfecho da gestação influenciam de modo negativo a percepção de uma mulher sobre a qualidade de vida. Objetivo: Avaliar a qualidade de vida durante a gestação associada ao risco para parto prematuro. Método: revisão de literatura, seguida de estudo de corte transversal e comparativo, com três grupos de 54 gestantes (Grupo 1: sem risco atual para parto prematuro; Grupo 2: com fatores de risco para parto prematuro; Grupo 3: com trabalho de parto prematuro), totalizando 162 mulheres, realizado entre abril de 2008 a agosto de 2009 em maternidade de alto risco e unidade básica de saúde da cidade de Campinas (SP). Após assinatura de Termo de Consentimento Livre e Esclarecido foram verificadas informações sociodemográficas e obstétricas das mulheres e para avaliação da qualidade de vida foi aplicado o instrumento MOS-SF 36. Os dados foram analisados utilizando frequências, média e desvio-padrão. A homogeneidade entre os grupos foi avaliada pelos testes qui-quadrado de Pearson e exato de Fisher, para as variáveis categóricas e Kruskall-Wallis...

O nascimento de um bebê prematuro ou deficiente: questões de bioética na comunicação do diagnóstico; El nacimiento de un bebé prematuro o com discapacidad: cuestiones de la bioética en la notificación del diagnóstico; The birth of a premature baby or deficient: matters of bioethic in the diagnosis communication; La naissance d'un bébé prématuré ou handicapé: questions de bioéthique dans la communication du diagnostic

Ferrari, Solimar; Zaher, Vera Lúcia; Gonçalves, Maria De Jesus
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
O nascimento prematuro de uma criança ou acompanhado de alguma anomalia congênita representa para os pais um impacto sobre as expectativas de ter um filho saudável. Este trabalho fez um recorte sobre o referencial bioético da solidariedade, na intervenção em saúde como mecanismo de humanização da comunicação do diagnóstico aos pais sobre o nascimento de um bebê prematuro ou deficiente. A pesquisa qualitativa foi realizada numa maternidade pública do Estado de São Paulo onde foram entrevistadas doze mães e dois casais que vivenciaram o nascimento de uma criança prematura ou deficiente, além de quinze médicos neonatologistas. Os dados obtidos mostram que comunicar o diagnóstico de deficiência ou prematuridade nãoé tarefa simples para ambas as partes envolvidas no processo. A solidariedade permite construir um espaço de reflexão de dois aspectos importantes encontrados nesta pesquisa: o acolhimento aos pais e a possibilidade de construção de redes sociais de apoio.; El nacimiento prematuro de un niño o acompañado de alguna anomalía congénita representa para los Padres un impacto sobre las expectativas de tener un hijo sano. Esta investigación hace un análisis focalizado en el referencial bioético de la solidaridad...

Vivências e perspectivas maternas na internação do filho prematuro em Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal; Experiencias y perspectivas maternas en la internación del niño prematuro en unidad de terapia intensiva neonatal; Mothers' experiences and perspectives regarding their premature infant's stay at the Neonatal Intensive Care Unit

Araújo, Bárbara Bertolossi Marta de; Rodrigues, Benedita Maria Rêgo Deusdará
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
El estudio tuvo por objetivo comprender el motivo para la permanencia materna en el hospital durante la internación del hijo prematuro en Unidad de Terapia Intensiva Neonatal. Se efectuó con doce madres de recién nacidos prematuros, en un hospital maternidad municipal de Rio de Janeiro, Brasil, en 2007. Se adoptó como soporte metodológico la Fenomenología Sociológica de Alfred Schütz. La entrevista fenomenológica se utilizó para colectar el testimonio de las madres cuya acción intencional fue determinada a través de las siguientes categorías: Cuidar del hijo - enfrentando el desafío de tener un pequeño bebé; Estar cerca del hijo prematuro - la presencia materna contribuyendo a una más rápida recuperación; Ayuda recíproca entre las madres - la esperanza es reforzada cada día. El alojamiento de madres se destaca como iniciativa innovadora y relevante para ellas durante la internación de sus hijos prematuros, considerándose un espacio de convivencias, intercambio de experiencias y apoyo mutuo en la larga y difícil permanencia hospitalaria.; The purpose of this study was to learn the reason why mothers remain at the hospital throughout the stay of their premature infant at the Neonatal Intensive Care Unit. The study was performed with twelve mothers to premature newborns at a municipal maternity hospital in Rio de Janeiro...

Maternal care of the premature child: a study of the social representations; Los cuidados maternales al hijo prematuro: un estudio de las representaciones sociales; O cuidar materno diante do filho prematuro: um estudo das representações sociais

Botêlho, Sumaya Medeiros; Boery, Rita Narriman Silva de Oliveira; Vilela, Alba Benemérita Alves; Santos, Washington da Silva; Pinto, Lara de Souza; Ribeiro, Vivian Mara; Machado, Juliana Costa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Se interpretaron las representaciones sociales de madres sobre cuidados maternales al hijo prematuro. Participaron 30 madres de bebés prematuros que estuvieron en tres servicios de estimulación precoz en Jequié-BA. El instrumento de recolección de datos fue el Test de Asociación Libre de Palabras, solicitándose a las participantes que evocaran cinco palabras sobre el cuidado maternal ante el hijo prematuro, atribuyéndoles orden de importancia. Se procesaron los datos con EVOC 2003, generando un cuadro de cuatro casas. En el cuadrante superior izquierdo aparecieron las palabras amor y cuidado; en el superior derecho, angustia, atención, cariño, paciencia; en el inferior izquierdo, miedo, prevención; en el inferior derecho, alegría, dedicación, dependencia, dificultad, experiencia, protección, responsabilidad, superación. El amor y el cuidado aparecen como núcleo central de las representaciones. El amor habla del respeto al papel maternal a ejercerse. El cuidado puede representar el ansia de encontrarse con mejorías para sus hijos.; The objective of this study was to identify the social representations of mothers regarding the maternal care provided to a premature child. The participants were 30 mothers of premature infants...

Participação das mães/pais no cuidado ao filho prematuro em unidade neonatal: significados atribuídos pela equipe de saúde; Participación de madres/padres en el cuidado del niño prematuro en la unidad neonatal: significados atribuidos por el equipo de salud; The participation of parents in the care of premature children in a neonatal unit: meanings attributed by the health team

Martínez, Josefina Gallegos; Fonseca, Luciana Mara Monti; Scochi, Carmen Gracinda Silvan
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.34%
Esse estudo tem como objetivo identificar e analisar os significados atribuídos pela equipe de saúde acerca da participação da mãe/pais no cuidado ao filho prematuro hospitalizado em um hospital público. Trata-se de um estudo com delineamento na abordagem qualitativa. Os dados foram coletados através de entrevista semi-estruturada e gravada de 23 profissionais. Os resultados mostraram que esta participação ainda é incipiente na unidade neonatal do hospital, mas há interesse da equipe de saúde em implementá-la, reconhecendo a sua importancia ao favorecer a estabilidade clínica do prematuro e seu processo de crescimento e desenvolvimento, possibilitar a interação mãe-filho e o estabelecimento do vínculo afetivo, bem como o treinamento materno para a alta do filho. Percebemos ainda, que a mãe ajuda a enfermagem nos cuidados do filho hospitalizado, executando cuidados de maternagem. Por outro lado, a presença dos pais modifica o ambiente da unidade neonatal, pois interfere com a dinâmica do trabalho, gera insegurança na equipe que se sente fiscalizada e há preocupação com as infecções hospitalares. Assim, esses significados em consonância com outros estudos em diferentes paises, nos levam refletir na necessidade de fundamentar a assistência ao prematuro em termos de construir coletivamente uma filosofía de cuidado que recupere conceitos sobre direitos humanos...

Evaluación del objeto virtual de aprendizaje "Raciocinio diagnóstico en enfermería aplicado al prematuro"; Evaluation of the virtual learning object "Diagnostic reasoning in nursing applied to preterm newborns"; Avaliação do objeto virtual de aprendizagem "Raciocínio diagnóstico em enfermagem aplicado ao prematuro"

Góes, Fernanda dos Santos Nogueira de; Fonseca, Luciana Mara Monti; Furtado, Maria Cândida de Carvalho; Leite, Adriana Moraes; Scochi, Carmen Gracinda Silvan
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Vislumbrando o potencial de uso da informática, na formação e educação permanente em enfermagem, realizou-se o presente estudo com o objetivo de avaliar objeto virtual de aprendizagem raciocínio diagnóstico em enfermagem aplicado ao prematuro, em unidade de cuidado intermediário neonatal. Trata-se de estudo descritivo sobre a avaliação da aparência e conteúdo do objeto virtual, nos aspectos relacionados à apresentação, organização, usabilidade e impressão geral. Participaram peritos das áreas de informática (12) e enfermagem (31). Cada subitem dos instrumentos continha avaliação em escala Likert e espaço para inclusão de comentários/sugestões. Todos os itens foram avaliados positivamente por mais de 80% dos avaliadores, exceto o critério densidade informacional na avaliação dos profissionais de informática. Considera-se que o produto desenvolvido está adequado para ser disponibilizado para uso no ensino de estudantes e educação permanente de enfermeiros, sobre raciocínio diagnóstico na elaboração de diagnósticos de enfermagem, aplicados ao prematuro, inserido no referencial pedagógico da problematização.; Vislumbrando el potencial de uso de la informática en la formación y educación permanente en enfermería...