Página 1 dos resultados de 34 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

"Avaliação da expressão dos receptores de interleucina-8, CXCR1 e CXCR2, e da atividade proliferativa em fibroblastos de quelóide e de pele normal" ; Determination of the interleukin-8 receptors CXCR1 and CXCR2, and proliferative activity in keloids and normal skin fibroblasts

Abdo Filho, Décio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
38.5%
O quelóide é um tumor fibroso benigno que ocorre durante a cicatrização da pele em indivíduos geneticamente predispostos. A cicatrização é um processo biológico complexo e depende da interação de diferentes estruturas teciduais e de um grande número de tipos celulares residentes e infiltrativos, que produzem citocinas. A interleucina 8 (IL-8), citocina pró-inflamatória, é super-expressa pelos fibroblastos durante o desenvolvimento do tecido de granulação, acelerando o processo de cicatrização. Como o quelóide resulta de uma reparação tecidual anormal após lesão da pele, o presente estudo teve por objetivo determinar a expressão dos receptores da IL-8, CXCR1 e CXCR2, e a capacidade proliferativa, pelo ciclo celular, dos fibroblastos queloideanos cultivados e extraídos ex vivo, por citometria de fluxo. Fibroblastos de cicatriz queloideana e de pele normal foram obtidos de 21 pacientes da raça negra, com idade variando entre 10 e 40 anos, de lesões com até 2 anos de evolução. Em nosso estudo constatamos expressão reduzida dos receptores para a IL-8, CXCR1(35,7%±11,2) e CXCR2 (27,8%±11,3), em fibroblastos de cicatriz queloideana cultivados, comparando com a pele normal (44,1±16,2 e 46,3±27,1 respectivamente). Entretanto...

Expressão gênica dos proteoglicanos sindecans-2 e 4 de superfície celular e decorim e versicam de matriz extracelular no quelóide; Gene expression of proteoglycans syndecans-2 and 4 of cell surface and decorin and versican of extracellular matrix in keloid

Boas, Daniel Siquieroli Vilas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
38.24%
O quelóide é um processo cicatricial, com freqüência aumentada em regiões com maior tensão na pele ou onde a pele é mais espessa, caracterizado por exceder-se além dos limites da lesão que o originou e pela tendência à recidiva após sua ressecção. Ambos os sexos são acometidos, com maior incidência entre a primeira e a terceira década de vida e em indivíduos de etnia negra. A relação familial é sugerida como herança autossômica dominante. O quelóide apresenta características moleculares distintas da pele normal envolvendo uma variedade de sinalizações ainda pouco compreendidas e um aumento da expressão de componentes da matriz extracelular, como o colágeno, os glicosaminoglicanos e os proteoglicanos. Este estudo analisou a expressão gênica dos proteoglicanos de superfície celular sindecam-2 e sindecam-4 e dos de matriz extracelular decorim e versicam no tecido derivado de quelóide de indivíduos não tratados em comparação com a pele clinicamente normal. Participaram desse estudo 10 indivíduos portadores de quelóides (grupo Q) e 10 indivíduos não portadores dessa cicatriz (grupo N). A expressão gênica dos proteoglicanos foi amplificada pela reação em cadeia da polimerase por transcrição reversa e analisada através de eletroforese em gel de agarose. Foi realizada a localização dos proteoglicanos nos tecidos através de reação imunohistoquímica com anticorpos para os sindecans-2 e 4. Os grupos foram comparados pelo teste t de Student. Os proteoglicanos de superfície celular mostraram-se aumentados no grupo Q (93% para o sindecam-2 e 152...

Contração de feridas: revisão bibliográfica e estudo da contração gerada por fibroblastos normais e de quelóides; Wound contraction: literature review and experimental model for the study of the contraction generated by normal and keloid fibroblasts

Kamamoto, Fabio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
27.43%
A organização de fibras de colágeno no leito de uma ferida é componente importante da cicatrização e contração da ferida, determinando em última instância a qualidade final da cicatriz. Neste estudo realizamos a implantação de modelo de biotecnologia constituído de géis de colágeno povoados por fibroblastos humanos, que foi utilizado como instrumento para a melhor compreensão dos fenômenos ainda pouco elucidados, envolvidos na contração de feridas. Utilizando fibroblastos procedentes de pele normal ou quelóides, observou-se maior contração dos géis povoados por fibroblastos oriundos de quelóide. O modelo implementado foi considerado eficiente para a avaliação da presença de moduladores da fase de remodelação da cicatriz, tais como o Fator de Crescimento Transformador Beta (TGF beta). A comparação entre a curva de contração gerada por fibroblastos oriudos de pele normal sob o efeito do TGF beta e a contração gerada por fibroblastos de quelóides, demonstra que as mesmas apresentam comportamento igual do ponto de vista estatístico. O modelo proposto demonstrou ser adequado para a melhor compreensão dos mecanismos responsáveis pela contração de feridas, bem como possui potencial na avaliação de novas drogas capazes de modular este fenômeno; An important component of tissue healing and wound contraction is the re-arrangement of ground collagen fibers...

Análise dosimétrica de aplicadores de Betaterapia

Tanimoto, Kátia Suemi
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
27.43%
Betatherapy is a special medical technique using a radioactive source of strontium-90 for the treatment of superficial lesions, especially in dermatology and ophthalmology. Strontium-90 sources emit β radiation, which possesses high ionization power, but a very short distance propagation into matter. This work presents a method of dosimetric analysis of betatherapy using strontium- 90-based instrumentation, commonly used against superficial diseases, such as keloid and pterygium, aiming the description of the dosimetry analysis procedures, which can be easily implemented on tradiotherapy services that offers the betatherapy treatment. IBF-MEDIX radiographic films (conventional films) were exposed to betatherapy applicators during different time intervals according to the activity of the source, and afterwards the optical densities (O. D.) of the radiographic images were measured using an optical densitometer MACBETH. Therefore, the parameters used to make the dosimetric analysis in betatherapy were standardized, as the exposure time depended on the geometry and size of the source, providing an efficient and fast method of dosimetric analysis of the betatherapy equipment of the services, the majority of which do not have the scientific structure to perform this study; A betaterapia é um tratamento especial com fontes de estrôncio para tratamento de lesões superficiais...

Tratamento do Quelóide: O Estado da Arte

Francisco, R; Fonseca, F; Pires, M; Seixo, I; Costa, MJ
Fonte: Medicina Física e Reabilitação, Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Lisboa Central, EPE Publicador: Medicina Física e Reabilitação, Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.99%
Uma das complicações da cicatrização cutânea é a formação de quelóide. O quelóide surge por alterações no processo de cicatrização, com produção excessiva de colagénio e conduzem a limitação estética ou mesmo funcional. Métodos: Revisão bibliográfica do tratamento dos quelóides nos motores de busca PubMed, Gateway Ovid, Medscape. Resultados: O tratamento pode consistir em crioterapia, silicone, pressoterapia, injecção com corticóide, radiação ou cirurgia. Das muitas técnicas usadas no tratamento dos quelóides, poucas estão fundamentadas em estudos prospectivos com grupos controlo adequados. O uso de silicone e a injecção intralesional com corticosteróides, são os únicos tratamentos para os quais há recomendações baseadas na evidência. Conclusão: Não há guidelines para o tratamento dos quelóides. O tratamento tem que ser individualizado, dependendo da distribuição, dimensões, espessura e consistência das lesões. É importante que as práticas usadas e as novas técnicas emergentes sejam baseadas em estudos de larga escala e com follow-up longo antes de serem efectivamente recomendados.

Tratamento do Quelóide: O Estado da Arte

Francisco, R; Fonseca, F; Pires, M; Seixo, I; Costa, MJ
Fonte: Medicina Física e Reabilitação, Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Lisboa Central, EPE Publicador: Medicina Física e Reabilitação, Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.99%
Uma das complicações da cicatrização cutânea é a formação de quelóide. O quelóide surge por alterações no processo de cicatrização, com produção excessiva de colagénio e conduzem a limitação estética ou mesmo funcional. Métodos: Revisão bibliográfica do tratamento dos quelóides nos motores de busca PubMed, Gateway Ovid, Medscape. Resultados: O tratamento pode consistir em crioterapia, silicone, pressoterapia, injecção com corticóide, radiação ou cirurgia. Das muitas técnicas usadas no tratamento dos quelóides, poucas estão fundamentadas em estudos prospectivos com grupos controlo adequados. O uso de silicone e a injecção intralesional com corticosteróides, são os únicos tratamentos para os quais há recomendações baseadas na evidência. Conclusão: Não há guidelines para o tratamento dos quelóides. O tratamento tem que ser individualizado, dependendo da distribuição, dimensões, espessura e consistência das lesões. É importante que as práticas usadas e as novas técnicas emergentes sejam baseadas em estudos de larga escala e com follow-up longo antes de serem efectivamente recomendados.

Investigação do transplante heterólogo de quelóide na bolsa jugal do hamster (Mesocricetus auratus)

Hochman,Bernardo; Ferreira,Lydia Masako; Bôas,Flaviane Cássia Vilas; Mariano,Mario
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 Português
Relevância na Pesquisa
38.47%
OBJETIVO: Descrever a integração do transplante heterólogo de quelóide no subepitélio da bolsa jugal do hamster (Mesocricetus auratus). MÉTODOS: A amostragem consiste de 18 hamsters machos, não isogênicos, com 10 a 14 semanas de idade. Fragmentos de quelóide foram obtidos de cicatrizes queloideanas da região mamária de paciente adulta parda. Cada hamster foi enxertado em ambas as bolsas com fragmentos de quelóide, totalizando 36 fragmentos enxertados. Os animais foram distribuídos, em 6 grupos, para exame dos fragmentos enxertados com 5, 12, 21, 42, 84 e 168 dias. Uma avaliação macroscópica é realizada comparando a bolsa contendo o fragmento enxertado em cada período com a mesma bolsa no pós-operatório imediato, mediante a comparação de fotografias padronizadas. À microscopia, considera-se a presença de vasos sangüíneos no tecido conjuntivo do fragmento enxertado como critério de integração do mesmo. Outros eventos, como secreção de queratina, presença de infiltrados celulares e aspecto do epitélio e das fibras colágenas do quelóide, também são observados. RESULTADOS: A macroscopia revela intensa vascularização na bolsa até 12 dias de enxertia, e a presença constante de pigmentação castanho-escura nos fragmentos de quelóide enxertados. Na microscopia constata-se a integração dos fragmentos de quelóide pela presença de capilares sangüíneos no tecido conjuntivo. Observa-se...

Dermatologia comparativa

Souza,Valdilene Loures de; Fraga,Juliana Cristina Silva; Gamonal,Aloísio
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
27.43%
Os autores relatam um caso de quelóide que reporta à gravata borboleta, acessório de trajes em geral masculinos.

Tratamento de queloide retroauricular: revisão dos casos tratados no serviço de otorrinolaringologia do HC/UFPR

Carvalho,Bettina; Ballin,Annelyse Cristine; Becker,Renata Vecentin; Ribeiro,Talita Beithum; Cavichiolo,Juliana Benthien; Ballin,Carlos Roberto; Mocellin,Marcos
Fonte: Fundação Otorrinolaringologia Publicador: Fundação Otorrinolaringologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.43%
INTRODUÇÃO: Queloides são tumores benignos resultantes de cicatrização anômala da pele, sendo que existem diversos procedimentos disponíveis para o seu tratamento. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é avaliar os resultados de pacientes submetidos a tratamento de queloides retroauriculares após cirurgias otorrinológicas em nosso serviço. MÉTODO: Estudo retrospectivo e prospectivo, através de análise de prontuários, dos pacientes submetidos a tratamento de queloides retroauriculares em nosso serviço. RESULTADOS: Nove pacientes foram avaliados, sendo que 6 foram submetidos a ressecção e betaterapia adjuvante, 2 foram submetidos a ressecção mais aplicação de corticoide local, 1 foi submetido apenas a ressecção sem terapia adjuvante. Não houve recidiva nos casos tratados com betaterapia no pós-operatório precoce, 1 paciente apresentou recidiva mesmo com corticoterapia e betaterapia tardia. Discussão: diversas técnicas tem sido utilizadas para tratamento dos queloides retroauriculares, sendo que a betaterapia é considerada a com melhores resultados, seguida pela utilização de corticoides intralesionais. CONCLUSÃO: o tratamento dos queloides retroauriculares continua um desafio. Enquanto novas técnicas não são desenvolvidas...

Resultados do tratamento das cicatrizes queloideanas com cirurgia e imiquimode 5% creme: um estudo prospectivo

Umemura,Álisson Yoshiharu; Orgaes,Flávio Augusto Flório Stillitano de; Canicoba,Newton José Borba; Dorsa,Patrícia Pinheiro; Guarizzo,Juliano; Gonella,Hamilton Aleardo
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
27.78%
INTRODUÇÃO: O tratamento do queloide representa um desafio terapêutico, com resultados muitas vezes frustrantes. Terapias adjuvantes mais eficazes são necessárias para reduzir as altas taxas de recidivas. Essa pesquisa é baseada em uma modalidade conjunta com a aplicação de imiquimode 5% creme associada à cirurgia, tendo como objetivo a avaliação do tratamento e recidiva da cicatriz queloidiana. MÉTODO: Estudo prospectivo que avaliou 14 pacientes em um total de 25 queloides, com um seguimento mínimo de 6 meses. Foi realizada excisão intralesional e iniciada a aplicação do imiquimode 5% creme no dia da cirurgia e mantido por dois meses. A avaliação da cicatriz foi analisada por meio de uma Escala de Avaliação (paciente e um observador - regente de serviço de Cirurgia Plástica), sinais de recidiva e também do tamanho da cicatriz no pré e pós-operatório. RESULTADOS: Após o acompanhamento de 6 meses, houve melhora da cicatriz por parte do paciente em 72% e para o observador em 88%, tendo uma taxa de recidiva de 8% e redução da área cicatricial (p=0,0053). CONCLUSÃO: O uso do Imiquimode 5% creme no pós-operatório da cirurgia de ressecção do queloide diminuiu significativamente sua recidiva na avaliação de 6 meses.

Distribuição de queloide e cicatriz hipertrófica segundo fototipos de pele de Fitzpatrick

Hochman,Bernardo; Farkas,Caroline Benevides; Isoldi,Felipe Contoli; Ferrara,Soraia Francisco; Furtado,Fabianne; Ferreira,Lydia Masako
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
38.24%
INTRODUÇÃO: Queloide e cicatriz hipertrófica são cicatrizes patológicas com natureza fisiopatogênica comum, denominadas, em conjunto, cicatrizes fibroproliferativas. São mais frequentes em indivíduos de pele mais escura. Contudo, a atual miscigenação dificulta o enquadramento dos pacientes com variadas tonalidades de pele em classificações morfológicas e estáticas (branco ou caucasoide, mulato, pardo, hispânico ou latino, amarelo ou oriental ou mongoloide e negro ou negroide), e diferentes quanto à exposição solar. Sabe-se que pessoas oriundas de países de clima temperado ou frio quando residem em países tropicais aumentam a incidência dessas cicatrizes, principalmente nas áreas de maior exposição solar. Uma relação entre as cicatrizes fibroproliferativas e os fototipos de Fitzpatrick, classificação dinâmica baseada no relato do paciente quanto a sua resposta cutânea após a exposição solar, poderia contribuir para a compreensão da fisiopatologia dessas cicatrizes. Este estudo teve como objetivo investigar a distribuição das cicatrizes fibroproliferativas segundo os fototipos de Fitzpatrick. MÉTODO: Foram avaliados 146 pacientes provenientes do Ambulatório da Disciplina de Cirurgia Plástica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp...

Descripción de la experiencia en el manejo de la cicatrización hipertrófica y queloide con resección quirúrgica mas radioterapia postoperatoria en el Hospital Militar Central

Mejía Ortiz, Camilo; Castro Esguerra, Felipe
Fonte: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Medicina; Programa de cirugía plástica, reconstructiva y estética Publicador: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Medicina; Programa de cirugía plástica, reconstructiva y estética
Tipo: Trabajo de grado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.78%
La cicatrización queloide es una condición clínica que representa un reto para el cirujano Plástico, existen múltiples tratamientos parcialmente efectivos, con una alta tasa de recidiva a pesar de estos. Se demuestra en este trabajo la experiencia del Servicio de Cirugía Plástica el Hospital Militar Central, en el manejo de la cicatrización patológica con resección quirúrgica y radioterapia postoperatoria

Crosstalk between umbilical cord wharton's jellyderived- mesenchymal stem cells and human skin fibroblasts: implications in wound healing, fibrosis, anti-aging and burns.

Arno Clua, Ana Isabel
Fonte: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
17.43%
INTRODUCCIÓ: Les cèl.lules mare mesenquimals (MSCs) han esdevingut una prometedora teràpia emergent de medicina regenerativa per a guarir ferides, tractar la fibrosi i ajudar en el rejoveniment cutani o "anti-aging". La senyalització paracrina és considerada un dels principals mecanismes responsables de l'acció de les MSCs. Les cèl.lules mare mesenquimals derivades de la gelatina de Wharton del cordó umbilical (WJ-MSCs) representen una font especialment eficient i avantatjosa de MSCs. Tanmateix, però, no hi ha publicacions prèvies sobre els efectes de les WJ-MSCs humanes en fibroblastos humans de pell cicatricial tipus queloide, pell cremada o pell normal. L'objectiu d'aquest estudi és investigar l'efecte de les WJ-MSCs en els diferents tipus de fibroblastos cutanis humans abans esmentats i, esbrinar-ne el mecanisme d'acció, a través de diferents sistemes de cultiu (mitjà de cultiu condicionat amb WJ-MSC, cultius amb dispositius "pouet" o "transwell inserts" i co-cultius cel.lulars directes). A més a més, també es pretén caracteritzar les respostes dels fibroblasts a nivell d'expressió gènica. Per una altra banda, aquest estudi examinarà l'aplicació translacional in vivo de la senyalització paracrina de les WJ-MSC en un model animal murí de curació de ferides. MATERIALS I MÈTODES: Es van obtenir cordons umbilicals humans i mostres de pell humana i...

O CORPO CUBANO E SEUS PERFORMANCES DO QUELOIDE NA ILHA DO ESPETÁCULO; O CORPO CUBANO E SUAS PERFORMANCES DO QUELÓIDE NA ILHA DO ESPETÁCULO; THE CUBAN BODY AND ITS PERFORMANCES OF THE KELOID IN THE SPECTACLE ISLAND

García Leyva, Luvel; Araújo), (Tradução: Hanna
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
38.24%
O corpo cubano, politizado em seu desempenho, está atravessado pela memória. Uma espécie de encenação atual de eventos políticos que têm suas raízes no passado. Uma performance do "quelóide" que desvela as cicatrizes da cubanidade e nos permite pensar a constituição física de suas complexas relações sociais. Os estudos da performance possibilitam-nos acercar-nos então à corporalidade de cenários sociais cubanos que entretecem uma multiplicidade de diferenças. Nos facilita perceber a mobilidade desse corpo em cenas de adequação, resistência ou subversão frente às lógicas dominantes de fora e de dentro de Cuba.  É nosso potencial de obediência ou revolução.; O corpo cubano, politizado em seu desempenho, está atravessado pela memória. Uma espécie de encenação atual de eventos políticos que têm suas raízes no passado. Uma performance do "quelóide" que desvela as cicatrizes da cubanidade e nos permite pensar a constituição física de suas complexas relações sociais. Os estudos da performance possibilitam trazer-nos então à corporalidade de cenários sociais cubanos que entretecem uma multiplicidade de diferenças. Nos facilita perceber a mobilidade desse corpo em cenas de adequação, resistência ou subversão frente às lógicas dominantes de fora e de dentro de Cuba.  É nosso potencial de obediência ou revolução. ; The Cuban body...

QUELOIDE: UMA REVISÃO DOS TRATAMENTOS ATUALMENTE DISPONÍVEIS; KELOIDS: A REVIEW OF THE CURRENTLY AVAILABLE TREATMENTS

FERNANDES, Wendel Simões; FERREIRA, Ricardo César Alves
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
28.13%
Introdução: A formação de cicatrizes consiste no processo fisiológico de resposta a lesões e traumas a pele, alterações no processo de cicatrização podem desencadear a formação de cicatrizes hipertróficas e queloidianas. O queloide pode ser definido como um tumor benigno, correspondente a um excesso na produção de colágeno, levando a complicações estéticas e físicas. Geralmente ocorrem após lesões na pele, porém a ocorrência espontânea de queloide já foi relatada. Os principais sintomas dos queloides são dor, prurido e desconforto estético. Muitas vezes o desconforto estético causado pelos queloides pode levar o paciente a demonstrar sintomas psicológicos e até mesmo atrapalhar seu convívio social. A etiologia do queloide não é totalmente compreendida, sua incidência demonstra ser maior em negros e orientais, sua fisiopatologia é baseada em um aumento na proliferação de fibroblastos. Regiões do corpo como tórax, lóbulos auriculares e ombros, são mais propícias ao desenvolvimento de queloides. Locais como pálpebras, escroto, regiões plantares e palmares são consideradas raras em relação à incidência de queloides. Materiais e Métodos: Foram realizadas pesquisas em base de dados referentes a terapêutica de cicatrizes queloidianas e identificados os principais métodos atualmente utilizados. Resultados: O tratamento de cicatrizes queloidianas se apresenta complexo e de difícil resolução...

La cicatrización queloide

Cintrôn-Machón,Gustavo; Poveda-Xatruch,Juan
Fonte: Acta Médica Costarricense Publicador: Acta Médica Costarricense
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.99%
La cicatriz es el estado final y definitivo de la reparación que el organismo efectúa en una herida accidental, quirúrgica o producida por alguna afección. La cicatrización queloide es un desorden en la estructura normal de la colágena, que conduce a un crecimiento anormal y desproporcionado de las fases normales de la cicatrización, siendo esta un efecto indeseable para todo cirujano. Fue descrita por primera vez en 1.700 a. de J.C. en el papiro de Edwin Smith; sin embargo, no fue hasta en 1802 cuando Alibert usó el término queloide (cheloid=tenaza de cangrejo), por la forma de la lesión. En este artículo se realiza una actualización de esta enfermedad cicatrizal dermoepidérmica, neoplásica.

Experiencia con la reconstrucción quirúrgica de las deformidades de la pared torácica

Mainieri-Hidalgo,Jose A; Rivera-Cerdas,Mauricio
Fonte: Acta Médica Costarricense Publicador: Acta Médica Costarricense
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
17.43%
Objetivo: Analizar las características clínicas, indicación para realizar la intervención y los resultados de la cirugía de pacientes con deformidades de la pared torácica. Métodos: Con el fin de obtener la información, se analizaron 32 expedientes clínicos que pudieron ser ubicados y la información incluida en la base de datos del Servicio de otros 13 pacientes operados en el servicio de Cirugía de Tórax del Hospital Rafael Ángel Calderón Guardia por Pectus Excavatum o Pectus Carinatum, desde enero de 1998 a enero del 2010. Resultados: Se encontraron 29 pacientes operados por Pectus Excavatum y 16 por Pectus Carinatum, de los cuales 37 fueron varones y 8 mujeres. La edad osciló entre 13 y 24 años con un promedio de 16 años. En 28 pacientes la única indicación para la cirugía fue la afección sicológica causada por la deformidad y en 17 se presentó además algún síntoma como disnea con el ejercicio, dolor torácico o palpitaciones. En 26 de los 29 pacientes operados por Pectus Excavatum se utilizó una barra de metal para mantener el esternón reducido en posición normal mientras se consolidaba, retirándola a los seis meses y en los últimos tres la reducción se efectuó con una malla de polipropileno que funcionó igual...

Tratamiento combinado de los queloides mediante cirugía y braquiterapia

Bisbal,J.; Guix,B.; Coronel,R.
Fonte: Cirugía Plástica Ibero-Latinoamericana Publicador: Cirugía Plástica Ibero-Latinoamericana
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.99%
Presentamos nuestra experiencia en el tratamiento de los queloides mediante resección quirúrgica y radioterapia inmediata posterior. La radioterapia transforma el queloide en un tejido hipocelular, hipovascular e hipóxico, impidiendo la excesiva migración de fibroblastos. Si se administra la dosis adecuada de radiación, se consigue un equilibrio entre la formación de cicatriz y la proliferación excesiva de tejido, evitando la formación de queloide, sin impedir la cicatrización normal. Nuestro protocolo se divide en dos fases: la primera consiste en la exéresis del queloide mediante una incisión que sigue el trayecto del mismo, con un cuidadoso cierre en dos planos siendo siempre el superficial una sutura intradérmica. La segunda fase será la radioterapia, con dos modalidades posibles de tratamiento: 1- Braquiterapia (tratamiento a corta distancia), requiere la colocación de un catéter bajo la sutura, a través del cual se introduce una fuente radiactiva, normalmente Ir192. Se emplea especialmente en heridas longitudinales. 2- Radioterapia externa con electrones de baja energía. Se emplea en heridas complejas o extensas. Generalmente, dosis de 20 Gy. en 4 fracciones de 500 cGy, ofrecen excelentes resultados con mínimas secuelas o efectos secundarios. El volumen blanco debe incluir la herida quirúrgica más un margen de 4 mm. alrededor de ella. Con este procedimiento...

Queloide bilateral secundario a otoplastia tratado mediante escisión y colgajos queloideos

Pérez-Espadero,A.; Escudero Nafs,F. J.
Fonte: Anales del Sistema Sanitario de Navarra Publicador: Anales del Sistema Sanitario de Navarra
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.78%
Los queloides son cicatrices de aspecto tumoral que pueden aparecer hasta varios años después de la herida original, y se extienden más allá de los confines de ésta. La oreja prominente es la deformidad auricular estética más frecuente. La otoplastia para su corrección logra resultados altamente satisfactorios. Sin embargo, no está exenta de complicaciones, entre las que hay que considerar el desarrollo de queloides. Existen muchas técnicas para la extirpación y la posterior cobertura. La técnica del colgajo queloideo consiste en la escisión del queloide preservando una capa delgada de su cubierta cutánea, unida por un pedículo a la piel normal, para reparar el defecto. El colgajo queloideo es una solución sencilla y efectiva para la cobertura de defectos importantes tras la extirpación completa de grandes queloides. Se presenta un caso clínico ilustrativo, secundario a otoplastia, del empleo de dicho procedimiento.

Protocolo de tratamiento de cicatrices queloides en el pabellón auricular del Hospital General Dr. Manuel Gea González

Gutiérrez Gómez,C.; López Mendoza,F.J.; Lara Ontiveros,J.; Cervantes Díaz,J.P.; Márquez Gutiérrez,E.; Morales Naya,D.
Fonte: Cirugía Plástica Ibero-Latinoamericana Publicador: Cirugía Plástica Ibero-Latinoamericana
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
17.43%
Las cicatrices queloideas son una de las patologías de más difícil tratamiento por el alto porcentaje de recidivas que presentan, hasta un 100 % en tratamientos únicos y un 50 % en tratamientos combinados. El pabellón auricular es un blanco frecuente de esta patología. Presentamos el protocolo de tratamiento empleado en nuestro hospital en los últimos 6 años con terapia combinada en 51 pacientes y 64 pabellones auriculares afectados por queloides. Aplicamos de forma preoperatoria 3 dosis de triamcinolona o betametasona intralesional, con diferencia de 4 a 6 semanas entre dosis y 4 semanas después de la última dosis, realizamos resección de la cicatriz dejando piel suficiente para el cierre sin tensión. En los pacientes que presentaban antecedente de resección quirúrgica se añadió al tratamiento el uso de colchicina, comenzando el día de la cirugía y manteniéndolo durante 8 semanas, a dosis de 1 mg. al día, con control de pruebas de función hepática pre y postratamiento. En el 74.5 % de los casos la cicatriz queloide fue unilateral; el 56.8 % de los pacientes fueron mujeres; las edades fluctuaron entre los 8 y los 61 años con una media de 24 años de edad. En el 65 % de los casos el queloide se presentó en el pabellón auricular derecho y en cuanto a su localización dentro del mismo...