Página 1 dos resultados de 81 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Causalidade Granger em medidas de risco; Granger Causality with Risk Measures

Murakami, Patricia Nagami
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
Esse trabalho apresenta um estudo da causalidade de Granger em Risco bivariado aplicado a séries temporais financeiras. Os eventos de risco, no caso de séries financeiras, estão relacionados com a avaliação do Valor em Risco das posições em ativos. Para isso, os modelos CaViaR, que fazem parte do grupo de modelos de Regressão Quantílica, foram utilizado para identificação desses eventos. Foram expostos os conceitos principais envolvidos da modelagem, assim como as definições necessárias para entendê-las. Através da análise da causalide de Granger em risco entre duas séries, podemos investigar se uma delas é capaz de prever a ocorrência de um valor extremo da outra. Foi realizada a análise de causalidade de Granger usual somente para como comparativo.; Quantile Regression, Value at Risk, CAViaR Model, Granger Causality, Granger Causality in Risk

Modelos de regressão quantílica; Quantile Regression Models

Santos, Bruno Ramos dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
67.12%
Este trabalho trata de modelos de regressão quantílica. Foi feita uma introdução a essa classe de modelos para motivar a discussão. Em seguida, conceitos inferenciais, como estimação, intervalos de confiança, testes de hipóteses para os parâmetros são discutidos, acompanhados de alguns estudos de simulação. Para analisar a qualidade do ajuste, são apresentados o coeficiente de determinação e um teste de falta de ajuste para modelos de regressão quantílica. Também é proposta a utilização de gráficos para análise da qualidade do ajuste considerando a distribuição Laplace Assimétrica. Uma aplicação utilizando um banco de dados com informação sobre renda no Brasil foi utilizado para exemplificar os tópicos discutidos durante o texto.; This work is about quantile regression models. An introduction was made to this class of models to motivate the discussion. Then, inferential concepts, like estimation, confidence intervals, tests of hypothesis for the parameters are discussed, followed by some simulation studies. To analyse goodness of fit, a coefficient of determination and a lack-of-fit test for quantile regression models are presented. Its also proposed the use of graphs for the goodness of fit analysis considering the Asymmetric Laplace Distribution. An application using a data base with information about income in Brazil was used to exemplify the topics discussed during the text.

O diferencial de notas entre as escolas públicas e privadas no Brasil: uma nova abordagem quantílica; The test scores differences between public and private schools in Brazil: a new quantile approach

Moraes, André Guerra Esteves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
Este trabalho busca trazer robustez aos resultados observados em estudos comparativos entre escolas públicas e privadas do Brasil, que indicam uma maior capacidade da rede particular de ensino em gerar qualidade educacional. Para isso, uma abordagem quantílica, baseada na seleção em observadas, foi realizada. Vale ressaltar que, ao contrário de outras abordagens, a realizada nesta dissertação tem inferência assintótica. A base de dados utilizada foi a do SAEB de 2005, para as provas de matemática de oitava série. Novamente foi evidenciada uma superioridade das escolas privadas, mesmo controlando para diversas covariadas de alunos, professores e escolas. Este fato fortalece a possibilidade de implantação de políticas de cupons para escolas particulares, apesar de haver a necessidade de estudos adicionais sobre o assunto. Em relação às covariadas que reduziriam a distância entre as distribuições de notas de alunos de escolas públicas e privadas, constatouse que fatores determinantes do grupo de alunos na escola e na sala (peer group effects) seriam os mais importantes. Isso corrobora com resultados de outros trabalhos que evidenciam a importância desses fatores para explicar a maior efetividade das escolas privadas em relação às escolas públicas.; This paper aims at bringing strength to the results observed in other studies that point out a larger ability of the private school network to generate quality education in Brazil. To achieve that result...

A democracia reduz a desigualdade econômica?; Does Democracy reduce the Economic Inequality?

Fernandes, Ivan Filipe de Almeida Lopes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
O objetivo primordial deste trabalho é analisar se a democracia é uma instituição política que produz resultados econômicos menos desiguais do que os regimes autoritários. A importância deste tema reside no fato que a própria promoção da democracia na agenda da política internacional tornou-se fundamental por inúmeras razões entre as quais sua suposta propensão em reduzir estas disparidades econômicas. Em primeiro lugar apresentamos no Capítulo 1 um balanço da discussão teórica e empírica a partir da qual constatamos que, a despeito do senso comum de que a democracia está relacionada a uma cidadania mais igualitária, os seus efeitos sobre a desigualdade ainda são discutíveis. Mesmo existindo um razoável consenso teórico de que os regimes democráticos devem, de alguma forma, produzir uma melhor distribuição de bens, os resultados empíricos são inconclusivos e contraditórios. Em seguida, diante de tal impasse empírico, propomos no Capítulo 2 uma reformulação da argumentação na qual entendemos que os efeitos da democracia sobre a desigualdade devem ser reinterpretados. A principal contribuição da tese reside na constatação, tanto teórica quanto empírica, de que estes efeitos são heterogêneos e interagem com o próprio nível de desigualdade...

Avaliação do impacto da lei Sarbanes-Oxley no Value-at-Risk das empresas que operam na NYSE: uma abordagem de quebra estrutural em regressão quantílica

Soares, Ilton
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
O objetivo do presente estudo é avaliar a existência de quebra estrutural no Value-at-Risk (VaR) das empresas que negociam suas ações na bolsa de valores de Nova Iorque (NYSE). O evento que justi ca a suspeita de mudança estrutural é a lei de governança corporativa conhecida como Sarbanes-Oxley Act (ou simplesmente SOX), a mais profunda reforma implementada no sistema de legislação nanceira dos Estados Unidos desde 1934. A metodologia empregada é baseada em um teste de quebra estrutural endógeno para modelos de regressão quantílica. A amostra foi composta de 176 companhias com registro ativo na NYSE e foi analisado o VaR de 1%, 5% e 10% de cada uma delas. Os resultados obtidos apontam uma ligação da SOX com o ponto de quebra estrutural mais notável nos VaRs de 10% e 5%, tomando-se como base a concentração das quebras no período de um ano após a implementação da SOX, a partir do teste de Qu(2007). Utilizando o mesmo critério para o VaR de 1%, a relação encontrada não foi tão forte quanto nos outros dois casos, possivelmente pelo fato de que para uma exposição ao risco tão extrema, fatores mais especí cos relacionados à companhia devem ter maior importância do que as informações gerais sobre o mercado e a economia...

Sistema financeiro e crescimento econômico : uma aplicação de regressão quantílica

Silva, Everton Nunes da; Pôrto Júnior, Sabino da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
Este trabalho tem o objetivo de analisar teórica e empiricamente a suposta relação positiva existente entre desenvolvimento financeiro e crescimento econômico. O sistema financeiro influencia o crescimento econômico devido às funções que este desempenha, tais como: a) mobilização de recursos; b) alocação dos recursos no espaço e no tempo; c) administração do risco; d) seleção e monitoração de empresas; e e) produção e divulgação de informação. Para analisar estes aspectos, aplicou-se a técnica de regressão quantílica, a partir de dados de 77 países, o que permitiu um mapeamento mais completo do impacto gerado pelas medidas de desenvolvimento financeiro na distribuição condicional da variável resposta (medidas de crescimento econômico). As estimativas obtidas permitem concluir que: a) há uma relação positiva entre desenvolvimento financeiro e crescimento econômico; e b) quanto maior o quantil (isto é, maior a taxa de crescimento econômico), maior é a contribuição do sistema financeiro para o crescimento econômico.; This work has the objective to analyze the relationship between financial development and economic growth. The financial system influences the economic growth due to the functions that it plays...

Regulamentação dos planos de saúde e risco moral : aplicação da regressão quantílica para dados de contagem

Godoy, Márcia Regina
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.08%
O setor de saúde suplementar brasileiro operou desde os anos de 1940 sem regulação. Em 1998, o governo estabeleceu a regulação deste setor. Na regulamentação das atividades foram estabelecidas a ilimitação do número de consultas médicas, proibição de seleção de risco, entre outras medidas. O objetivo deste trabalho é investigar se a regulação resultou em aumento do número de consultas médicas por parte dos subscritores de planos de saúde, ou seja se ocorreu aumento do risco moral ex-post. Além disto, analisar alterações nos determinantes da demanda por posse de plano de saúde antes e após a regulação visando encontrar indícios de seleção adversa. Para isto, foram utilizados quatro métodos econométricos: regressão de Poisson, regressão binomial negativa e regressão quantílica de dados de contagem e um modelo Probit. O estimador de diferenças-em-diferenças foi utilizado para estimar o impacto da regulação sobre o número de consultas médicas. O modelo de regressão Probit foi utilizado para analisar os determinantes da demanda por posse de plano de saúde. Os dados utilizados provêm da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios de 1998 (antes da regulação) e 2003 (depois da regulamentação). Os dados foram divididos por sexo e também pelo perfil epidemiológico...

Quantile regression for mixed-effects models = : Regressão quantílica para modelos de efeitos mistos; Regressão quantílica para modelos de efeitos mistos

Christian Eduardo Galarza Morales
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
57.08%
Os dados longitudinais são frequentemente analisados usando modelos de efeitos mistos normais. Além disso, os métodos de estimação tradicionais baseiam-se em regressão na média da distribuição considerada, o que leva a estimação de parâmetros não robusta quando a distribuição do erro não é normal. Em comparação com a abordagem de regressão na média convencional, a regressão quantílica (RQ) pode caracterizar toda a distribuição condicional da variável de resposta e é mais robusta na presença de outliers e especificações erradas da distribuição do erro. Esta tese desenvolve uma abordagem baseada em verossimilhança para analisar modelos de RQ para dados longitudinais contínuos correlacionados através da distribuição Laplace assimétrica (DLA). Explorando a conveniente representação hierárquica da DLA, a nossa abordagem clássica segue a aproximação estocástica do algoritmo EM (SAEM) para derivar estimativas de máxima verossimilhança (MV) exatas dos efeitos fixos e componentes de variância em modelos lineares e não lineares de efeitos mistos. Nós avaliamos o desempenho do algoritmo em amostras finitas e as propriedades assintóticas das estimativas de MV através de experimentos empíricos e aplicações para quatro conjuntos de dados reais. Os algoritmos SAEMs propostos são implementados nos pacotes do R qrLMM() e qrNLMM() respectivamente.; Longitudinal data are frequently analyzed using normal mixed effects models. Moreover...

Eficiência tributária municipal em dois estágios : análise envoltória de dados (DEA) e regressão quantílica

Araújo, Pedro Lucas da Cruz Pereira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
46.81%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2007.; Este estudo apresenta uma análise em dois estágios da eficiência tributária de uma amostra de municípios brasileiros. No primeiro estágio são computados índices de eficiência utilizando a Análise Envoltória de Dados para estimar uma função (fronteira) de produção, considerando despesas administrativas e funcionários como insumos e receitas e cadastros tributários como produtos. Buscando gerar estimativas mais robustas de índices de eficiência, foi aplicada uma técnica de identificação e remoção de observações discrepantes da amostra, conhecida como Jackstrap. Já o segundo estágio recorre à análise de regressão com o intuito de estimar a influência de fatores externos na eficiência tributária municipal. Os índices robustos obtidos no primeiro estágio são então regredidos em variáveis indicativas de escala, base tributária, estrutura administrativa, composição do PIB, variáveis fiscais, entre outras. Além de Mínimos Quadrados Ordinários também é utilizada a Regressão Quantílica para quantificar o impacto dessas variáveis em pontos distintos da distribuição dos índices de eficiência. ___________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This study presents a two-stage analysis of tax efficiency for a sample of Brazilian municipalities (local governments). In the first stage efficiency indexes are computed by using Data Envelopment Analysis to estimate a production function (frontier) where administrative expenditures and employees are inputs and tax registries and revenues are outputs. In order to generate more robust estimates of efficiency indexes we apply a method called Jackstrap to identify and remove outliers from the data set. Finally...

Determinantes da estrutura de capital das empresas brasileiras : uma abordagem em regressão quantílica

Oliveira, Guilherme Resende
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2011.; Este estudo examina os determinantes da estrutura de capital das empresas brasileiras entre os anos de 2000 e 2009. Baseado no modelo de regressão quantílica e comparando com modelos convencionais (mínimos quadrados e efeitos fixos), o trabalho proporciona maior compreensão da estrutura de capital ao revelar a informação disponível nos quantis. Esse ponto não foi observado em estudos brasileiros anteriores, que apenas analisaram a tendência geral dos parâmetros estimados para os determinantes. De acordo com os resultados, concluímos que existe uma influência estatisticamente significante dos quantis sobre os coeficientes estimados, isto é, os efeitos dos determinantes variam dependendo do quantil. Essa influência é justificada teoricamente pelos custos de falência e agência correspondentes ao nível de endividamento das empresas, a cada quantil. Assim, as previsões dos efeitos das principais teorias da estrutura de capital, pecking order e trade-off, se aplicam, dependendo do determinante, tipo de dívida e quantil analisados. Não obstante os resultados das variáveis tamanho e lucratividade mostram que a pecking order se torna mais forte à medida que os quantis aumentam. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This work examines the determinants of the capital structure of Brazilian companies between the years 2000 and 2009. Based on quantile regression model and on the comparison with conventional models (least squares and fixed effects)...

Distribuição de salários e o diferencial público-privado no Brasil

Belluzzo,Walter; Anuatti-Neto,Francisco; Pazello,Elaine T.
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
Os resultados encontrados na literatura sobre diferenciais salariais no Brasil apontam de maneira consistente uma desvantagem do setor privado frente ao setor público. Esse artigo tem como objetivo complementar esses estudos analisando o diferencial público-privado em diferentes porções da distribuição condicional de salários, utilizando métodos de regressão quantílica. Os resultados obtidos revelam que o diferencial a favor do setor público é maior na cauda inferior da distribuição de salários, declinando constantemente à medida em que nos deslocamos em direção à cauda superior. A reversão da vantagem do setor público ocorre apenas em casos específicos.

Dinâmica inflacionária brasileira: resultados de auto-regressão quantílica

Maia,André Luis Santiago; Cribari-Neto,Francisco
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
46.72%
Neste artigo nós estudamos a dinâmica inflacionária brasileira após a implementação do Plano Real em 1994. Nós usamos modelos auto-regressivos quantílicos e testes de raiz unitária baseados em representações autoregressivas quantílicas para caracterizar tal dinâmica. O artigo mostra que a dinâmica inflacionária não apresenta comportamento uniforme ao longo dos diferentes quantis condicionais. Em particular, os resultados fornecem evidência de dinâmica globalmente estacionária, mesmo com o processo alcançando não-estacionariedade na cauda superior da distribuição condicional.

Determinantes do consumo de frutas e hortaliças em adolescentes por regressão quantílica

Bigio,Roberta Schein; Verly Junior,Eliseu; Castro,Michelle Alessandra de; César,Chester Luiz Galvão; Fisberg,Regina Mara; Marchioni,Dirce Maria Lobo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.97%
OBJETIVO: Analisar o consumo de frutas, legumes e verduras (FLV) de adolescentes e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 812 adolescentes de ambos os sexos de São Paulo, SP, em 2003. O consumo alimentar foi medido pelo recordatório alimentar de 24 horas. O consumo de FLV foi descrito em percentis e para investigar a associação entre a ingestão de FLV e variáveis explanatórias; foram utilizados modelos de regressão quantílica. RESULTADOS: Dos adolescentes entrevistados, 6,4% consumiram a recomendação mínima de 400 g/dia de FLV e 22% não consumiram nenhum tipo de FLV. Nos modelos de regressão quantílica, ajustados pelo consumo energético, faixa etária e sexo, a renda domiciliar per capita e a escolaridade do chefe de família associaram-se positivamente ao consumo de FLV, enquanto o hábito de fumar associou-se negativamente. Renda associou-se significativamente aos menores percentis de ingestão (p20 ao p55); tabagismo aos percentis intermediários (p45 ao p75) e escolaridade do chefe de família aos percentis finais de consumo de FLV (p70 ao p95). CONCLUSÕES: O consumo de FLV por adolescentes paulistanos mostrou-se abaixo das recomendações do Ministério da Saúde e é influenciado pela renda domiciliar per capita...

Iniquidades socioeconômicas na conformação dos padrões alimentares de crianças e adolescentes

Silva,Rita de Cássia Ribeiro; Assis,Ana Marlúcia Oliveira; Szarfarc,Sophia Cornbluth; Pinto,Elizabete de Jesus; Costa,Lília Carolina Carneiro da; Rodrigues,Laura Cunha
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.97%
OBJETIVO: Identificar e quantificar a influência dos fatores socioeconômicos sobre os padrões alimentares. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra de 1.136 crianças e adolescentes de 7 a 14 anos de idade, de ambos os sexos, matriculados na rede pública de Salvador (BA), Brasil. O consumo alimentar foi medido por meio do questionário qualitativo de frequência alimentar. Os padrões de consumo foram identificados por meio de análise de componentes principais. Para o estudo da influência dos indicadores socioeconômicos na conformação dos padrões alimentares, foram utilizados modelos de regressão quantílica. RESULTADOS: Os padrões alimentares extraídos foram classificados em padrão obesogênico e padrão tradicional. Nos modelos de regressão quantílica, ajustados por faixa etária e por sexo, o menor grau de instrução materna esteve associado negativamente, em níveis significantes, na maioria dos percentis, ao consumo de alimentos que integram o padrão obesogênico. A baixa renda associou-se negativamente aos maiores percentis (p>95). Os dados indicam não haver influência dos indicadores socioeconômicos sobre o consumo de alimentos que integram o padrão tradicional. CONCLUSÃO: Conclui-se que há influência dos fatores socioeconômicos na adesão ao padrão obesogênico de consumo. Esse conjunto de resultados requer a atenção dos gestores públicos para a identificação de um padrão de consumo ocidental...

Efeito número de filhos na distribuição condicional da renda familiar : uma aplicação de variáveis instrumentais para estimar o efeito quantílico de um tratamento

Nunes da Silva, Everton; Katarina Telles de Novaes Campello, Ana (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
46.86%
Esta dissertação visa investigar o impacto da criação de um terceiro filho na renda dos pais, que será denominada como renda familiar nesta dissertação. O impacto em questão é estimado em vários pontos da distribuição condicional da variável resposta (rendimento da família) por meio de uma variante da regressão quantílica denominada efeito quantílico de um tratamento (Abadie et al, 1998 e 2002). A grande maioria dos trabalhos se detém sobre o efeito médio de um tratamento, enquanto que o método utilizado neste estudo nos dá uma visão mais completa, posto que o mesmo estima este efeito na distribuição condicional da variável resposta e não apenas na sua média condicional. Com este método são estimadas regressões correspondentes ao diversos quantis condicionais de interesse da variável dependente, ao invés de uma única regressão para a média. Assim, se existirem assimetrias na relação entre a variável dependente e covariáveis, estas serão captadas. A estimação dos diversos quantis também nos dá uma idéia da forma da distribuição condicional da variável resposta, o que não é possível de se obter com a estimação de apenas uma curva, a média condicional, no caso da regressão de mínimos quadrados ordinários. Outra questão importante abordada neste trabalho refere-se a endogeneidade presente na relação entre o número de filhos (fecundidade) e os rendimentos da família. Grupos de controle e tratamento...

Iniquidades socioeconômicas na conformação dos padrões alimentares de crianças e adolescentes; Socioeconomic inequality shaping the dietary patterns of children and teens

Ribeiro Silva, Rita de Cassia; Oliveira Assis, Ana Marlucia; Szarfarc, Sophia Cornbluth; Pinto, Elizabete de Jesus; Carneiro da Costa, Lilia Carolina; Rodrigues, Laura Cunha
Fonte: PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATOLICA CAMPINAS; CAMPINAS Publicador: PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATOLICA CAMPINAS; CAMPINAS
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.97%
OBJETIVO: Identificar e quantificar a influência dos fatores socioeconômicos sobre os padrões alimentares. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra de 1.136 crianças e adolescentes de 7 a 14 anos de idade, de ambos os sexos, matriculados na rede pública de Salvador (BA), Brasil. O consumo alimentar foi medido por meio do questionário qualitativo de frequência alimentar. Os padrões de consumo foram identificados por meio de análise de componentes principais. Para o estudo da influência dos indicadores socioeconômicos na conformação dos padrões alimentares, foram utilizados modelos de regressão quantílica. RESULTADOS: Os padrões alimentares extraídos foram classificados em padrão obesogênico e padrão tradicional. Nos modelos de regressão quantílica, ajustados por faixa etária e por sexo, o menor grau de instrução materna esteve associado negativamente, em níveis significantes, na maioria dos percentis, ao consumo de alimentos que integram o padrão obesogênico. A baixa renda associou-se negativamente aos maiores percentis (p>95). Os dados indicam não haver influência dos indicadores socioeconômicos sobre o consumo de alimentos que integram o padrão tradicional. CONCLUSÃO: Conclui-se que há influência dos fatores socioeconômicos na adesão ao padrão obesogênico de consumo. Esse conjunto de resultados requer a atenção dos gestores públicos para a identificação de um padrão de consumo ocidental...

Determinantes do consumo de frutas e hortaliças em adolescentes por regressão quantílica; Determinants of fruit and vegetable intake in adolescents using quantile regression; Determinantes del consumo de frutas y hortalizas en adolescentes por regresión cuantílica

BIGIO, Roberta Schein; VERLY JUNIOR, Eliseu; CASTRO, Michelle Alessandra de; CÉSAR, Chester Luiz Galvão; FISBERG, Regina Mara; MARCHIONI, Dirce Maria Lobo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.97%
OBJETIVO: Analisar o consumo de frutas, legumes e verduras (FLV) de adolescentes e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 812 adolescentes de ambos os sexos de São Paulo, SP, em 2003. O consumo alimentar foi medido pelo recordatório alimentar de 24 horas. O consumo de FLV foi descrito em percentis e para investigar a associação entre a ingestão de FLV e variáveis explanatórias; foram utilizados modelos de regressão quantílica. RESULTADOS: Dos adolescentes entrevistados, 6,4% consumiram a recomendação mínima de 400 g/dia de FLV e 22% não consumiram nenhum tipo de FLV. Nos modelos de regressão quantílica, ajustados pelo consumo energético, faixa etária e sexo, a renda domiciliar per capita e a escolaridade do chefe de família associaram-se positivamente ao consumo de FLV, enquanto o hábito de fumar associou-se negativamente. Renda associou-se significativamente aos menores percentis de ingestão (p20 ao p55); tabagismo aos percentis intermediários (p45 ao p75) e escolaridade do chefe de família aos percentis finais de consumo de FLV (p70 ao p95). CONCLUSÕES: O consumo de FLV por adolescentes paulistanos mostrou-se abaixo das recomendações do Ministério da Saúde e é influenciado pela renda domiciliar per capita...

Regressão quantílica com correção para a seletividade amostral: estimativa dos retornos educacionais e diferenciais raciais na distribuição de salários das mulheres no Brasil; Texto para Discussão (TD) 1483: Regressão quantílica com correção para a seletividade amostral: estimativa dos retornos educacionais e diferenciais raciais na distribuição de salários das mulheres no Brasil

Coelho, Danilo; Veszteg, Róbert; Soares, Fabio Veras
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
67.12%
Este texto estima os retornos educacionais e diferenciais raciais na distribuição de salários das mulheres no Brasil, usando regressão quantílica com correção semiparamétrica para viés de seleção amostral. As estimativas mostram que os retornos educacionais são elevados e que não são constantes ao longo da distribuição salarial. Tanto os retornos educacionais quanto os diferenciais raciais são mais elevados nos pontos mais altos da distribuição de salário condicional, o que indica, no caso dos diferenciais raciais, que as mulheres negras enfrentam um teto de vidro nos níveis salariais mais altos. Para os diferenciais por anos de estudo, questões como a qualidade da educação podem ser um fator importante na explicação da desigualdade salarial entre as mulheres. O texto revela que o uso de uma especificação probit para a equação de participação, a fim de corrigir problemas de seleção, produz resultados muito semelhantes à correção semiparamétrica tanto para os retornos educacionais quanto para a discriminação racial.; 22 p. : il.

Determinantes do consumo de frutas e hortaliças em adolescentes por regressão quantílica; Determinantes del consumo de frutas y hortalizas en adolescentes por regresión cuantílica; Determinants of fruit and vegetable intake in adolescents using quantile regression

Bigio, Roberta Schein; Verly Junior, Eliseu; Castro, Michelle Alessandra de; César, Chester Luiz Galvão; Fisberg, Regina Mara; Marchioni, Dirce Maria Lobo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.97%
OBJETIVO: Analisar o consumo de frutas, legumes e verduras (FLV) de adolescentes e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 812 adolescentes de ambos os sexos de São Paulo, SP, em 2003. O consumo alimentar foi medido pelo recordatório alimentar de 24 horas. O consumo de FLV foi descrito em percentis e para investigar a associação entre a ingestão de FLV e variáveis explanatórias; foram utilizados modelos de regressão quantílica. RESULTADOS: Dos adolescentes entrevistados, 6,4% consumiram a recomendação mínima de 400 g/dia de FLV e 22% não consumiram nenhum tipo de FLV. Nos modelos de regressão quantílica, ajustados pelo consumo energético, faixa etária e sexo, a renda domiciliar per capita e a escolaridade do chefe de família associaram-se positivamente ao consumo de FLV, enquanto o hábito de fumar associou-se negativamente. Renda associou-se significativamente aos menores percentis de ingestão (p20 ao p55); tabagismo aos percentis intermediários (p45 ao p75) e escolaridade do chefe de família aos percentis finais de consumo de FLV (p70 ao p95). CONCLUSÕES: O consumo de FLV por adolescentes paulistanos mostrou-se abaixo das recomendações do Ministério da Saúde e é influenciado pela renda domiciliar per capita...

Determinantes do consumo de frutas e hortaliças em adolescentes por regressão quantílica

Bigio,Roberta Schein; Verly Junior,Eliseu; Castro,Michelle Alessandra de; César,Chester Luiz Galvão; Fisberg,Regina Mara; Marchioni,Dirce Maria Lobo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.97%
OBJETIVO: Analisar o consumo de frutas, legumes e verduras (FLV) de adolescentes e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 812 adolescentes de ambos os sexos de São Paulo, SP, em 2003. O consumo alimentar foi medido pelo recordatório alimentar de 24 horas. O consumo de FLV foi descrito em percentis e para investigar a associação entre a ingestão de FLV e variáveis explanatórias; foram utilizados modelos de regressão quantílica. RESULTADOS: Dos adolescentes entrevistados, 6,4% consumiram a recomendação mínima de 400 g/dia de FLV e 22% não consumiram nenhum tipo de FLV. Nos modelos de regressão quantílica, ajustados pelo consumo energético, faixa etária e sexo, a renda domiciliar per capita e a escolaridade do chefe de família associaram-se positivamente ao consumo de FLV, enquanto o hábito de fumar associou-se negativamente. Renda associou-se significativamente aos menores percentis de ingestão (p20 ao p55); tabagismo aos percentis intermediários (p45 ao p75) e escolaridade do chefe de família aos percentis finais de consumo de FLV (p70 ao p95). CONCLUSÕES: O consumo de FLV por adolescentes paulistanos mostrou-se abaixo das recomendações do Ministério da Saúde e é influenciado pela renda domiciliar per capita...